ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESTA QUINTA-FEIRA

Por G1

 

Fux proíbe a destruição e pede cópia dos dados que hackers roubaram dos celulares de autoridades. Também no STF, Moraes suspende uma investigação da Receita que atinge outros ministros e Barroso dá 15 dias para Bolsonaro explicar, se quiser, a declaração sobre a morte do pai do presidente da OAB. Fernando Santa Cruz desapareceu na ditadura. O governo troca 4 dos 7 integrantes da comissão que trata de mortos e desaparecidos no regime militar. Um acordo sobre a venda de energia da usina de Itaipu é anulado para esfriar a crise política no Paraguai. No futebol, o São Paulo fecha a contratação de Daniel Alves.

INTERNACIONAIS

Reforço de peso

daniel alves, psg, bayern de munique — Foto: ReutersDaniel alves, psg, bayern de munique — Foto: Reuters

Daniel Alves é do São Paulo. O lateral-direito, de 36 anos, vai assinar contrato por três temporadas. Sem clube desde o fim do vínculo com o PSG, em julho, o atleta multicampeão aceitou o projeto a longo prazo oferecido pelo São Paulo, que visa colocá-lo na Copa de 2022, no Catar.

NACIONAIS

Ataque hacker

O ministro do STF Luiz Fux proibiu a destruição das mensagens obtidas pelos hackers suspeitos de invadir celulares de autoridades dos três poderes, e pediu um cópia do material, além da íntegra do inquérito da Operação Spoofing. Ele atendeu pedido de liminar feito pelo PDT, para impedir destruição de conversas.

Investigação da Receita

Alexandre de Moraes suspendeu a apuração da Receita que atinge ministros do STF, incluindo Gilmar Mendes e a mulher do presidente da Corte, Dias Toffoli. O ministro viu ilegalidades após suspeita de quebra de sigilo, e também mandou afastar dois servidores da Receita. O inquérito, do qual Moraes é relator, foi aberto para apurar ofensas ao Supremo.

Terras indígenas

O STF também manteve a demarcação de terras indígenas com a Funai, e não com o Ministério da Agricultura, como queria o governo Bolsonaro. A decisão suspende trecho de medida provisória, alegando que o presidente não poderia ter assinado a mudança porque o Congresso já havia rejeitado proposta semelhante.

Desparecido na ditadura

Outra decisão que saiu do STF hoje envolve a declaração de Bolsonaro sobre o desaparecimento de Fernando Santa Cruz, pai do presidente da OAB. O ministro Barroso deu 15 dias para o presidente dar explicações sobre a morte do pai de Felipe Santa Cruz na ditadura.

Ainda o regime militar

Mais cedo, Bolsonaro substituiu 4 dos 7 integrantes da Comissão sobre Mortos e Desaparecidos Políticos na ditadura, e pôs militares e integrantes do PSL no colegiado.

A mudança ocorreu uma semana após a comissão declarar que a morte do pai do presidente da OAB foi provocada pelo Estado. Sem apresentar provas, Bolsonaro disse que Fernando Santa Cruz Oliveira foi morto pelo grupo de esquerda do qual fazia parte.

Ao justificar as trocas, o presidente disse que agora o governo é de direita.

Desmatamento

Jair Bolsonaro o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles — Foto: REUTERS/Adriano MachadoJair Bolsonaro o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles — Foto: REUTERS/Adriano Machado

O governo voltou a questionar os dados de desmatamento divulgados pelo Inpe, que mostram um aumento em 1 ano de 212% na área devastada, até 26 de julho.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, chamou os dados de ‘falsos’ e afirmou que mesmo que o governo considerasse os dados corretos, seria conveniente tratar as informações internamente para não alardear.

Crise no Paraguai

O Paraguai cancelou o acordo energético assinado há pouco mais de 2 meses com o Brasil sobre o uso da usina hidrelétrica de Itaipu. Na prática, o país vizinho pagaria mais pela energia comprada da usina binacional. O recuo paraguaio conteve uma crise política depois que a oposição ameaçou entrar com um pedido de impeachment contra o presidente Mario Abdo.

Novo ‘Mais Médicos’

O governo criou o programa Médicos pelo Brasil, que vai substituir o Mais Médicos. 18 mil vagas serão oferecidas com salários de até R$ 31 mil. MP enviada ao Congresso prevê 2 anos de especialização para os profissionais e contratação pela CLT. Veja as diferenças.

Venda de bebês venezuelanos

Avó venezuelana denuncia assédio para vender neta de 2 anos

Avó venezuelana denuncia assédio para vender neta de 2 anos

Jovens mães e grávidas venezuelanas que chegam ao Brasil fugindo da crise denunciam que vêm sofrendo assédio de pessoas interessadas em comprar seus filhos. O G1 ouviu relatos de 3 mulheres que vivem em situação de rua em Boa Vista (RR), e elas dizem que as ofertas variam entre R$ 200 e R$ 6 mil por criança. A PF investiga.

Também teve isso…

Mico-dos-munduruku é espécie exclusiva da região sul da Amazônia — Foto: Stephen NashMico-dos-munduruku é espécie exclusiva da região sul da Amazônia — Foto: Stephen Nash

Fonte: G1

 

Por Blog do BG

Lava Jato: Deltan nunca pediu investigação de ministros do STF

A força-tarefa de procuradores que atuam na Operação Lava Jato em Curitiba afirmou hoje (1º) que o procurador Deltan Dallagnol nunca pediu para a Receita Federal investigar ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) ou seus familiares.

Em nota divulgada à imprensa, a força-tarefa disse que as informações que surgiram durante as investigações sobre pessoas que têm foro privilegiado foram encaminhadas à Procuradoria-Geral da República (PGR) por meio de devida formalização.

“As investigações realizadas pelos integrantes da força-tarefa sempre foram restritas ao escopo de suas competências perante a 13ª Vara Federal, na 1ª instância do Judiciário. As informações sobre detentores de foro privilegiado que chegaram ao grupo sempre foram repassadas à Procuradoria-Geral da República, como determina a lei. Algumas dessas informações chegaram à força-tarefa porque ela desempenha o papel de auxiliar da PGR na elaboração de acordos, mas nunca por causa de investigações”, diz a nota.

A manifestação foi motivada por novas supostas conversas envolvendo o procurador. Em sua publicação mais recente, nesta quinta-feira (1º), o jornal Folha de S.Paulo e o site Intercept Brasil divulgaram mensagens em que o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, estaria estimulando a força-tarefa a investigar ministros do Supremo, entre eles Gilmar Mendes e o presidente da Corte, Dias Toffoli, por meio de informações da Receita Federal. A iniciativa abarcaria ainda as esposas dos ministros.

Os procuradores também afirmaram que não reconhecem as conversas divulgadas pelo site e que as mensagens “têm sido usadas, de forma editada ou fora de contexto, para embasar acusações e intrigas que não correspondem à realidade”.

Comments

Deputados do PT pedem que CNMP afaste Dallagnol da “lava jato”

Os deputados do PT Gleisi Hoffmann (PR), Paulo Pimenta (RS) e Paulo Teixeira (SP) pediram que o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) afaste o procurador Deltan Dallagnol da operação “lava jato”.

A representação disciplinar foi protocolada nesta quinta-feira (1º/8), depois que o jornal Folha de S. Paulo mostrou que Deltan Dallagnol tentou envolver o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, aos casos de corrupção alvos da operação. As informações foram divulgadas nesta quinta, em parceria com o site The Intercept Brasil.

Citando trechos dos diálogos divulgados, os deputados afirmam que a postura de Dallagnol desonra a instituição à qual ele pertence. “Os diálogos revelados são estarrecedores, desmonstram a violação sistemática da Constituição Federal”, dizem.

A representação diz que Dallagnol “atuou de modo inconstitucional, extrapolando os limites do poder de atuação do Ministério Público Federal”. Os deputados apontam ainda a Lei Orgânica do Ministério Público, que estabelece que os membros devem observar as normas que regem seu exercício e velar por suas prerrogativas institucionais e processuais.

Eles pedem para que seja aberta uma investigação e de processo administrativo disciplinar contra Dallagnol, além de apurar os fatos narrados pela reportagem e aplicação de penalidade. “Como membro do Ministério Público o Reclamado deveria manter uma ilibada conduta pública e particular. O reclamado agride diversos dispositivos legais, ofende a própria instituição do Ministério Público”, sustentam os parlamentares.

Consultor Jurídico

Comments

Marco Aurélio diz ser inconcebível procurador de 1ª instância investigar ministro do STF

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) reagiram às revelações do jornal “Folha de S.Paulo” e do site “The Intercept Brasil” de que o procurador Deltan Dallagnol , da força-tarefa da Operação Lava-Jato , incentivou investigações acerca das finanças do presidente da Corte, Dias Toffoli . Ministros do STF não podem ser investigados por procuradores de primeira instância, mas apenas pela Procuradoria-Geral da República.

Confira a matéria na íntegra no Justica Potiguar…

Marco Aurélio diz ser inconcebível procurador de 1ª instância investigar ministro do STF

Comments

PF prende homem que fabricava dinheiro falso e vendia por aplicativo de celular

A Polícia Federal no Paraná prendeu nesta quinta-feira, 1, um homem que fabricava cédulas falsas na cidade de Arapongas, distante 381 quilômetros de Curitiba. O dinheiro falso era vendido por meio de um aplicativo de mensagens.

O investigado já havia sido preso em flagrante pelo mesmo crime em 2018. No entanto, segundo investigações da PF, ‘continuou realizando a prática criminosa após ter sido posto em liberdade’.

A PF encontrou com o suspeito estojos de estiletes, réguas específicas, bases para corte das cédulas, impressora de alta resolução e cédulas parcialmente falsificadas. Ainda, a Polícia encontrou comprovantes de remessa de notas falsas para compradores finais.

Após ser interrogado, o indiciado foi encaminhado para o presídio de Londrina, também no Paraná, onde permanecerá à disposição da Justiça Federal. Ele responderá pelo crime de moeda falsa e poderá ser condenado a até 12 anos de reclusão.

Estadão Conteúdo

LOCAIS

Projeto da UERN em Natal vai empoderar meninas para seguirem carreiras nas ciências

Ainda há vagas, então interessadas podem ir neste sábado (03) assistir à palestra de abertura e fazer inscrição no projeto

Neste sábado (03), começa no Campus Natal da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, o projeto de extensão Maria Bonita nas Ciências, pensado para incentivar meninas do ensino médio de escolas públicas da zona Norte da capital a ingressar em graduações nas áreas de ciências, principalmente em cursos voltados para tecnologia, como os oferecidos pela UERN em Natal: Ciência da Computação e Ciência & Tecnologia.

A ideia do projeto não é recente. Desde 2011, a Sociedade Brasileira de Computação incentiva essas iniciativas durante seus congressos nacionais anuais com o evento Women in Information Technology (WIT), no qual as participantes discutem assuntos relacionados a questões de gênero na área da Tecnologia de Informação (TI) no Brasil – histórias de sucesso, políticas de incentivo e formas de engajamento e atração de jovens, especialmente mulheres, para as carreiras associadas à TI.

A abertura do projeto será com uma palestra sobre “Ser mulher na contemporaneidade: a dor e a delícia de ser o que é”, ministrada pela vereadora em Natal, Maria Divaneide Basílio, que doutora em Ciências Sociais pela UFRN, às 9h, no Campus de Natal, localizado na Av. Dr. João Medeiros Filho, 3419, Potengi.

A coordenadora do projeto, professora Glaucia Melissa Medeiros Campos contou que visitou três escolas da zona Norte de Natal com ensino médio: Escola Estadual Dulce Wanderley, na Redinha; Escola Estadual Peregrino Júnior, no Conjunto Santa Catarina, e Escola Estadual Professor Josino Macedo, no Potengi, reunindo cerca de 60 meninas interessadas em participar das aulas e oficinas, que ocorrerão todos os sábados até novembro. Ainda há vagas, então interessadas podem ir neste sábado (03) assistir à palestra de abertura e fazer inscrição no projeto.

Nas atividades semanais, as participantes assistirão palestras e mesas redondas temáticas com profissionais de diversas áreas das Ciências, além de exibição de filmes sobre histórias de sucesso de mulheres nas ciências. O projeto também vai oferecer cursos de programação; fotografia e sobre como ganhar dinheiro utilizando redes sociais; bem como sobre redação de textos argumentativos. “Queremos empoderar, incentivar, fazer com que elas se sintam capazes e despertar o interesse delas, além de oferecer conhecimentos básicos para o futuro”, explica a coordenadora.

As meninas serão incentivadas a seguir carreira nas áreas da Ciência, Tecnologia e Matemática (conhecido como STEM, da sigla em inglês para science, technology, engineering and mathematics), sendo que o projeto tem como maior ênfase os cursos direcionados para Informática.

Segundo a professora Glaucia, iniciativas como o Maria Bonita nas Ciências são necessárias porque existem muitas dificuldades peculiares às mulheres nas carreiras das áreas tecnológicas. “A associação entre tecnologia e masculinidade distancia as meninas da Informática desde cedo, quando lhes são oferecidas bonecas e casinhas, e aos meninos carros com controle remoto e videogames. As mulheres sofrem preconceitos de amigos, colegas de sala e de trabalho ao fazer escolhas atreladas ao universo masculino, sendo que algumas delas ainda tem a sua sexualidade questionada. A sociedade pensa e define o conceito de mulher ou homem de acordo com o desenvolvimento de suas habilidades e competências. De acordo com essa percepção, a mulher tem uma habilidade mais natural para atividades que exigem atenção e afeto, mas não racionalidade, ao contrário dos homens. Muitas mulheres desistem da graduação por serem as únicas dentro da turma. As conversas e o machismo típico da nossa sociedade bombardeiam diariamente essas mulheres com mensagens que atacam a autoestima. Dentro das empresas, as mulheres sofrem com salários mais baixos, mesmo exercendo atividades semelhantes as de seus colegas. Também existem relatos de mulheres que sofrem assédio sexual”, elenca.

Para mais informações veja o Instagram: @maria.bonita.nas.ciencias

Fonte: Blog do BG

 

Por G1 RN

 

Estudantes do IFRN desenvolvem projeto para recuperação de pacientes de AVC — Foto: Divulgação

Estudantes do IFRN desenvolvem projeto para recuperação de pacientes de AVC — Foto: Divulgação

Estudantes do município de Santa Cruz, no interior do Rio Grande do Norte, desenvolveram um equipamento que ajuda na reabilitação de pessoas que sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC). O equipamento é uma ferramenta fisioterapêutica chamada “Player Feedback”, que trabalha através de estímulos às partes motoras e cognitivas.

Esse tipo de recuperação é importante, já que, após o AVC, o paciente sofre de hemiparesia – que deixa um dos lados do corpo paralisado. Os jovens envolvidos no projeto de pesquisa são estudantes do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) em uma atividade que tem parceria com a Faculdade de Ciências da Saúde da UFRN.

A ferramenta funciona pela “gameficação”, uma espécie de jogo em que o paciente acompanha sua evolução através de uma pontuação – que tem o objetivo de tornar o equipamento estimulante e atrativo. Uma das funções do processo é quantificar o tempo de resposta do paciente ao estímulo visual, para propiciar um tratamento de fisioterapia dinâmico, com precisão na geração de dados e evolução do quadro clínico do paciente.

O equipamento é feito em MDF (painel uniforme) e conta com cinco circuitos de LED. A intenção é que o MDF seja substituído por acrílico no futuro.

“Passamos a entender coisas novas, aprender sobre o AVC e em como podemos ajudar a medicina com a tecnologia”, relatou a estudante Adriely Nunes, que está ao lado dos jovens Hudson Andrade e Jamili Medeiros no projeto – todos são estudantes de informática e fazem o projeto coordenado pelo professor Paulo Augusto de Lima Filho.

O professor Rodrigo Barreto, um dos pesquisadores envolvidos, avalia como importante o projeto para desenvolvimento da região e também prestação de serviço. “É muito importante desenvolver esses projetos de parceria para estimular o desenvolvimento da região, além de propiciar o amadurecimento do aluno no aprender, na busca científica e na prática da pesquisa”,

O projeto tem a intenção de construir dois equipamento completos – um ficará na UFRN e outro no IFRN de Santa Cruz, para estudos mais detalhados.

Fonte: G1 RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sign up
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.
We do not share your personal details with anyone.
0