ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA TERÇA-FEIRA

Por G1

 

Bolsonaro e Trump se encontram na Casa Branca. O presidente americano diz que o Brasil pode ser um aliado da Otan e um dos integrantes da organização que reúne as maiores economias do mundo. Em troca, Bolsonaro dispensa o tratamento especial que o Brasil tem na OMC. No encontro a portas fechadas no Salão Oval, também discutem a crise na Venezuela, e o Brasil não descarta ‘apoio logístico’ em uma possível intervenção militar dos EUA no país vizinho. Alunos voltam pela 1ª vez à escola de Suzano alvo do massacre da semana passada, e a polícia apreende o adolescente suspeito de ser ‘mentor’ do ataque. Beto Richa é preso pela 3ª vez. Na África, um ciclone afeta mais de 600 mil pessoas; 350 morreram. O que foi notícia hoje:

INTERNACIONAIS

O presidente Jair Bolsonaro segue com o presidente dos EUA Donald Trump para o Rose Garden, na Casa Branca — Foto: Evan Vucci/AP

O presidente Jair Bolsonaro segue com o presidente dos EUA Donald Trump para o Rose Garden, na Casa Branca — Foto: Evan Vucci/AP

Bolsonaro no Salão Oval

O presidente Jair Bolsonaro entrega camisa da Seleção Brasileira de futebol para Donald Trump; presidente norte-americano também presenteou Bolsonaro — Foto: REUTERS/Kevin Lamarque

O presidente Jair Bolsonaro entrega camisa da Seleção Brasileira de futebol para Donald Trump; presidente norte-americano também presenteou Bolsonaro — Foto: REUTERS/Kevin Lamarque

O anúncio saiu no fim de um dia cheio para o presidente brasileiro em Washington. Antes da reunião com Trump, os dois presidentes falaram com a imprensa no Salão Oval da Casa Branca, trocaram camisas das seleções de futebol e trocaram elogios a Pelé.

“Diplomacia em primeiro lugar, até as últimas consequências. Trump repetiu que todas as hipóteses estão na mesa. O que ele conversou comigo reservadamente, me desculpem, mas eu não poderia conversar com vocês”, afirmou Bolsonaro a jornalistas.

À nova colunista do G1, Natuza Nery, interlocutores de Bolsonaro afirmaram que o Brasil não descarta ‘apoio logístico’ aos EUA em eventual ação na Venezuela.

Para CNI, apoio dos EUA acelera entrada do Brasil na OCDE

O apoio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é decisivo para a entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Para os empresários, o ingresso na organização vai acelerar o processo de reformas estruturais e aperfeiçoar a qualidade regulatória do país, condições necessárias para melhorar o ambiente de negócios e promover o crescimento econômico.

“O Brasil avançou muito na convergência de políticas para participar da OCDE. É o país não-membro com a maior adesão aos instrumentos da organização – já aderiu a cerca de 30% dos instrumentos que envolvem, por exemplo, comércio, tributação e governança. Além disso, o governo brasileiro está comprometido com as reformas da previdência e reconhece a importância da reforma tributária”, disse a gerente de Política Comercial da CNI, Constanza Negri.

Em declaração conjunta hoje (19), na Casa Branca, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse ao lado do presidente Jair Bolsonaro que apoiará o ingresso do Brasil na OCDE.

Em maio de 2017, o Brasil encaminhou a solicitação para fazer parte da OCDE. Se o pedido for aceito, o país terá de assumir compromissos com impactos significativos na economia e na indústria. De acordo com a CNI, entre os benefícios estão a melhoria do ambiente regulatório, a modernização institucional, o aprimoramento da governança e a convergência às melhores práticas internacionais.

Estudos da CNI mostram que a adesão do Brasil se concentra em cinco áreas investimentos internacionais e empresas multinacionais, investimentos, competição, assuntos fiscais e anticorrupção.

O Brasil também participa de 23 comitês, órgãos e iniciativas vinculados à OCDE, o maior número entre os países não membros.


Agência Brasil

NACIONAIS

Massacre em Suzano

A polícia apreendeu um adolescente de 17 anos, suspeito de ajudar no planejamento do massacre da escola em Suzano. O menor já tinha sido ouvido e liberado na semana passada, mas foi detido depois que os policiais obtiveram mais provas. Segundo o delegado responsável pelo caso, o adolescente é ‘mentor intelectual’ do crime que deixou 10 mortos, incluindo os dois assassinos. ‘É uma pessoa fria’, disse Alexandre Dias.

Polícia apreende terceiro suspeito de participar do massacre em Suzano

Polícia apreende terceiro suspeito de participar do massacre em Suzano

Na escola Raul Brasil, alvo do ataque, alunos fizeram homenagens às vítimas, ao serem recebidos na unidade pela 1ª vez após o massacre. O filho da coordenadora Marilena Umezu, morta no ataque, também ajudou na recepção aos alunos: ‘Se eles não desistirem, minha mãe vai estar feliz’.

Estudantes choram durante homenagem às vítimas do massacre na escola de Suzano. Nesta terça-feira, os alunos voltaram à unidade pela 1ª vez após a tragédia. — Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino

Estudantes choram durante homenagem às vítimas do massacre na escola de Suzano. Nesta terça-feira, os alunos voltaram à unidade pela 1ª vez após a tragédia. — Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino

Caso Marielle

Delegado Daniel Rosa assume o caso Marielle

Delegado Daniel Rosa assume o caso Marielle

Um novo delegado vai comandar as investigações dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do Motorista Anderson Gomes. Daniel Rosa vai assumir a Divisão de Homicídios da Polícia Civil do RJ, no lugar de Giniton Lages que, segundo o governo, saiu do caso para fazer um intercâmbio na Itália. Rosa vai assumir a segunda parte das investigações sobre o caso.

Pela 3ª vez

O ex-governador do Paraná, Beto Richa, foi preso pela terceira vez em 6 meses. Segundo a investigação, Richa comandou um esquema que desviou mais de R$ 20 milhões em contratos de reformas e construção de escolas estaduais quando foi governador. A defesa de Richa diz que a prisão não teve fundamento.

Sarampo

Brasil vai perder o status de país livre de sarampo, após ter mais de 10 mil casos registrados entre fevereiro de 2018 e 2019. O surto da doença ocorreu principalmente no Amazonas e em Roraima. O Ministério da Saúde informou que já trabalha para controlar a doença e obter novamente o certificado.

Ciclone na África

Área afetada pelo ciclone Idai em Beira, em Moçambique — Foto: Rick Emenaket/Mission Aviation Fellowship/AFP

Área afetada pelo ciclone Idai em Beira, em Moçambique — Foto: Rick Emenaket/Mission Aviation Fellowship/AFP

A passagem de um ciclone no sudeste da África, na quinta-feira, já matou mais de 350 pessoas em Moçambique e no Zimbábue, o número de vítimas deve ‘crescer significativamente’, segundo a Cruz Vermelha. O governo de Moçambique disse que 600 mil pessoas foram afetadas e 100 mil precisam de ser urgentemente resgatadas perto da cidade de Beira.

Também teve isso…

Marcelo Gleiser, vencedor do premio Templeton 2019 — Foto: Dartmouth College/Eli Burakia/Divulgação

Marcelo Gleiser, vencedor do premio Templeton 2019 — Foto: Dartmouth College/Eli Burakia/Divulgação

Fonte: G1

Sem comentar inquérito, Toffoli diz que sociedade inteira é vítima de fake news

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, evitou comentar a repercussão do inquérito aberto por ele para investigar fake news e ameaças contra ministros do STF, durante entrevista a jornalistas em Belo Horizonte, nesta terça-feira (19).

“A questão desse inquérito está agora com o ministro Alexandre de Moraes. A outra questão é que temos recebido na central do cidadão do Supremo Tribunal Federal inúmeras mensagens indicando e denunciando fake news contra toda a sociedade brasileira. Toda a sociedade brasileira é vítima”, afirmou.

Alexandre de Moraes, que foi designado por Toffoli para ser relator do inquérito, respondeu às críticas de membros do Ministério Público dizendo que “podem espernear à vontade, podem criticar à vontade”.

Outro ministro, Marco Aurélio de Mello, declarou que teria votado contra a iniciativa em Plenário e questionou a designação direta de um responsável, ao invés do uso de sorteio eletrônico, segundo o jornal O Globo. Questionado pela Folha, Toffoli saiu sem responder por que decidiu colocar Moraes.

O ministro também evitou comentar sobre a CPI protocolada no Senado que tem como objetivo investigar “ativismo judicial” e atuação de membros do Judiciário. A comissão foi apelidada de Lava Toga. Toffoli disse apenas que isso essa era uma questão sobre a qual cabe ao Legislativo decidir.

Ele falou rapidamente sobre as críticas que a corte vem recebendo também de integrantes da Lava Jato, especialmente depois das três decisões da semana passada. Na segunda, em um evento para juízes federais, Toffoli deu recado velado defendendo que quem pode resolver os problemas do país são as instituições, não heróis.

“O Supremo Tribunal Federal mantém, praticamente, todos os casos que envolvem essas investigações. Temos dado todo o apoio às investigações, aquelas decisões que são tomadas, têm recursos cabíveis e a ampla maioria deles são mantidos”, afirmou a jornalistas nesta terça.

Acordo para expandir método APAC

Toffoli, que também é presidente do Conselho Nacional de Justiça, assinou em Minas Gerais um termo de cooperação com o Tribunal de Justiça do estado que visa difundir o método APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) em outros estados do país.

Criado por Mário Ottoboni, nos anos 1970, Minas Gerais é o estado onde o método foi melhor estabelecido. Nas unidades APAC, presos têm acesso a estudos, trabalhos e cuidam da segurança do local. Atualmente, ele está presente em sete estados.

Na semana passada, Toffoli assinou termo com o Colégio Nacional de Defensores Públicos (Condege) e a Associação Nacional dos Defensores Públicos (Anadep) para definir medidas que contenham a superlotação do sistema prisional no país. O Brasil tem hoje a terceira maior população prisional do mundo.

Em frente ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais e do Tribunal de Justiça Militar, Toffoli foi recepcionado por servidores que entraram em greve por tempo indeterminado nesta terça-feira. Eles pediam a mediação do ministro para negociar com a Justiça do estado.

Os servidores reivindicam a reposição salarial que está atrasada desde maio de 2018 e o cumprimento da lei de auxílio saúde e transporte, que tinha implementação prevista para dezembro do ano passado.

“Enquanto isso, os magistrados tiveram reajuste de 16,38% em janeiro, que foi automático, pelo reajuste aprovado no Congresso, e o auxílio saúde dos desembargadores passou para R$ 3.541 por mês”, diz Wagner Ferreira, coordenador do sindicato dos servidores da Justiça de 2ª instância de MG (Sinjus).

Folhapress

Comments

Projeto prioriza matrícula de filhos de mulheres vítimas de violência

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou hoje (19) o projeto de lei que estabelece prioridade em centros de educação infantil a filhos de mulher que sofre violência doméstica. A matéria segue para análise do Senado.

Segundo o texto da relatora, deputada Bruna Furlan (PSDB-SP), o juiz poderá determinar a matrícula dos dependentes da vítima em instituição de educação básica mais próxima do seu domicílio, independentemente da existência de vaga.

Para a autoria da proposta, Geovania de Sá (PSDB-SC), as matrículas não podem ser negadas “no momento em que mais a vítima necessita”. “Não raras vezes, a mulher que é vítima de violência doméstica não pode matricular seus filhos na escola mais próxima de sua residência. Nesses casos, ter prioridade para escolher o local mais adequado para que seus filhos possam estudar é muito importante e deve compor o rol de medidas emergenciais a que essas pessoas têm direito”, afirmou a parlamentar na justificativa do projeto de lei.

A relatora ressaltou ainda que o projeto deve garantir a prioridade até a conclusão da educação básica aos 17 anos, contemplando inclusive o ensino médio.

“Será relevante que a proteção abranja todos os dependentes nessa faixa etária e não apenas aqueles na idade correspondente à educação infantil. Além disso, é importante garantir também o direito de transferência, para quando a mudança de instituição de ensino for necessária enquanto o dependente estiver em curso no ano escolar”, disse a relatora.

Agência Brasil

Comments

inFlux prevê expansão de 20% em número de unidades

A inFlux English School, escola de idiomas conhecida por garantir o domínio mais rápido do inglês, prevê para o ano de 2019 um crescimento de 20% em número de unidades. A rede que atualmente possui 150 unidades em 18 estados brasileiros e Distrito Federal enxerga um cenário favorável para novos negócios no Brasil, com 30 novas unidades em processo de implantação. “Além das novas unidades, nossa expectativa é chegar até o final do ano com 40 novos contratos”, diz o gerente de expansão da inFlux, Fábio Medeiros.

A ampliação da rede para 2019 está prevista para todos os estados do Brasil, principalmente Minas Gerais, São Paulo, Grande Campinas e região Nordeste.

O CEO da inFlux, Ricardo Leal, revela que mesmo durante a crise econômica dos últimos anos, a rede manteve o seu crescimento. De acordo com ele, o fluxo de alunos se manteve porque quem perdeu o emprego procurava a escola para aprender um idioma e aprimorar o currículo para buscar uma nova oportunidade no mercado de trabalho.

Leal explica ainda que do ponto de vista do negócio, a franqueadora também não ficou estagnada porque quem foi demitido e possuía uma reserva ou fez uma boa negociação durante o processo de desligamento conseguiu investir na aquisição de uma franquia e tornar-se dono do próprio negócio.

De acordo com a projeção realizada pela Associação Brasileira de Franquias (ABF), a boa expectativa se mantém e o ano de 2019 será positivo para o setor de franquias. O estudo realizado em janeiro deste ano demonstrou que o faturamento das franquias tende a aumentar de 8 a 10%. Os índices de unidades e empregos também apresenta números positivos para os próximos meses de acordo com a ABF.

Sobre a inFlux

Há 15 anos no mercado, a inFlux English School conta com 150 unidades franqueadas em 18 estados e Distrito Federal. Criada em Curitiba, capital do Paraná, a marca já foi reconhecida como Franqueador do Ano de 2017 pela ABF (Associação Brasileira de Franchising) e recebeu o Selo 5 estrelas do prêmio Melhores Franquias do Brasil 2018. Com um método inovador de ensino, a inFlux English School une duas das mais eficazes abordagens de ensino de línguas: abordagem Comunicativa e Lexical. A metodologia altamente eficiente permitiu a criação do Compromisso de Aprendizado inFlux, uma garantia que em dois anos e meio o aluno alcançará 700 pontos ou mais no TOEIC (Test of English for International Communication), um dos testes de proficiência mais reconhecidos no mundo. Caso a pontuação necessária para a certificação não seja atingida, a inFlux English School garante o estudo e acompanhamento gratuito do aluno até a obtenção da nota. Confira no site https://www.influx.com.br/.

A inFlux conta com duas unidades no estado nos seguintes endereços:

Av. Abel Cabral, 2540 – Nova Parnamirim – Tel.: 3012-9400
Av. Odilon Gomes de Lima, 1788 – Capim Macio – Tel.: 3642-2221

Comments

Parlamentares lançam Frente Mista contra a Corrupção

Deputados e senadores lançaram nesta terça-feira (19) a Frente Parlamentar Mista Ética contra a Corrupção. O pacote anticrime e anticorrupção, apresentado ao Congresso pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, será uma das prioridades de atuação grupo. A frente será presidida pela deputada Adriana Ventura (Novo-SP) e reúne 215 deputados e seis senadores, de 24 partidos.

De acordo o deputado Prof. Luiz Flávio Gomes (PSB-SP), o grupo também atuará na defesa do projeto de lei que restringe o foro privilegiado e a execução da pena após condenação em segunda instância. O parlamentar disse ainda que estará na pauta da frente a proposta que estabelece a competência da Justiça Federal ou estadual em casos que envolvam crimes de caixa 2.

Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal (STF) se posicionou a favor da competência da Justiça Eleitoralpara investigar casos de corrupção quando envolverem simultaneamente caixa 2 de campanha e outros crimes comuns, como lavagem de dinheiro, que são investigados na Operação Lava Jato.

Para o senador Alessandro Vieira (PPS/RS), autor de pedido para instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado para analisar as cortes superiores, o Judiciário é o único ponto intocado no Brasil. “Temos que mostrar que somos todos iguais. Não estamos sós. É muito claro o desejo da sociedade. A luta pelo combate à corrupção é de todos nós”, disse.

Para o fundador da Associação Contas Abertas, economista Gil Castelo Branco, o grupo parlamentar representa a oportunidade de ter uma frente parlamentar avançada atuando no combate à corrupção por meio de atualização nas leis brasileiras. O economista lembrou que tramita Câmara dos Deputados 344 propostas de combate à corrupção e 98 no Senado, segundo levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV), divulgado em 2017.

Agência Brasil

Comments
Comments

VÍDEOS: Palocci reafirma que Lula negociou repasses para filho com lobista de montadoras; veja depoimento

Foto: Reprodução

O ex-ministro Antônio Palocci (Fazenda/Casa Civil/Governos Lula e Dilma) reafirmou em depoimento à Justiça Federal nessa segunda, 18, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negociou com o lobista Mauro Marcondes Machado, do setor automobilístico, pagamentos a seu filho caçula, Luís Cláudio Lula da Silva, para a aprovação de uma Medida Provisória.

A negociação, disse Palocci, envolveu a atuação de Lula junto ao governo federal para evitar que a presidente Dilma Rousseff (PT) vetasse a emenda da MP 627 que previa a manutenção de benefícios para montadoras das regiões norte, Nordeste e centro-oeste. Segundo Palocci, a MP 627 foi a “campeã das propinas na história do Brasil” uma vez que teve em seu texto “vários contrabandos enxertados”.

Ainda segundo Palocci, o próprio Lula lhe informou que sua atuação resultaria no repasse de valores por parte de uma empresa de Mauro Marcondes para seu filho Luís Cláudio.

O ex-ministro prestou depoimento na manhã desta segunda-feira, 18, via teleconferência da Justiça Federal em São Paulo. A oitiva se deu no âmbito da ação penal da operação Zelotes em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é réu por suposto tráfico de influência na compra dos caças suecos da marca Grippen e na edição da MP 627.

No depoimento, conduzido pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, Palocci disse desconhecer qualquer irregularidade envolvendo Lula no caso dos caças Grippen, mas reafirmou seu conhecimento sobre os repasses do lobista Mauro Marcondes ao filho do ex-presidente, Luis Cláudio Lula da Silva.

“Que tenho mais referência foi uma reunião ocorrida em maio de 2014. Luís Cláudio me procurou na minha consultoria e disse que naquele ano de 2014 ele já estava com o projeto do futebol americano fechado e que faltava cerca de R$ 2,5 milhões. E me perguntou se eu poderia ajudar”, disse Palocci.

Após esse encontro, disse o ex-ministro, ele se reuniu com Lula para perguntar se deveria atuar em favor de Luís Cláudio.

“(Lula) Me contou que não precisava mais, porque através da MP 627 ele havia negociado os recursos suficientes que o Luís Cláudio precisava”, afirmou Palocci.

Questionado pelo advogado Cristiano Zanin, defensor de Lula, Palocci afirmou que as conversas com Lula e Luís Cláudio não tiveram a participação ou foram testemunhadas por outras pessoas.

Histórico. Na ação penal em que Palocci prestou depoimento, a Procuradoria da República afirma que os crimes teriam sido praticados entre 2013 e 2015 quando Lula, já na condição de ex-presidente, ‘integrou um esquema que vendia a promessa de que ele poderia interferir junto ao governo para beneficiar as empresas MMC, grupo Caoa e SAAB, clientes da empresa Marcondes e Mautoni Empreendimentos e Diplomacia LTDA (M&M)’.

Em troca, afirma a denúncia, Mauro e Cristina, donos da M&M, repassaram a Luis Cláudio pouco mais de R$ 2,5 milhões. Ao longo de 154 páginas, os procuradores da República Hebert Mesquita, Frederico Paiva e Anselmo Lopes descrevem a atuação dos investigados em dois fatos a partir da existência do que chamaram de “uma relação triangular”.

Na denúncia, a Procuradoria também sustenta que a promessa de interferência no governo por parte do ex-presidente Lula (venda de fumaça) rendeu ao seu filho, Luis Cláudio, o recebimento de vantagens indevidas e que o valor repassado só não foi maior por causa da deflagração da Zelotes, em março de 2015. Segundo a ação, a expectativa era de um recebimento total de R$ 4,3 milhões, sendo R$4 milhões da M&M e o restante da montadora Caoa. Entre os meses de junho de 2014 e março de 2015, a M&M fez nove pagamentos à LFT que somados chegaram a exatos R$ 2.552.400,00.

COM A PALAVRA, O ADVOGADO CRISTIANO ZANIN MARTINS, QUE DEFENDE LULA

O depoimento prestado hoje (18/03) pelo ex-Ministro Antônio Palocci perante o Juízo da 10ª. Vara Federal de Brasília só serviu para deixar ainda mais claro que ele negociou generosos benefícios com autoridades em troca de múltiplas e esfarrapadas acusações contra o ex-Presidente Lula.

Quando confrontado pela defesa de Lula, Palocci admitiu que suas afirmações não foram presenciadas ou testemunhadas por qualquer pessoa, deixando claro o caráter imprestável de seu depoimento. Durante a ação penal, 30 testemunhas prestaram depoimento e todas elas, inclusive aquelas arroladas pelo MPF, demonstraram que Lula não cometeu qualquer ato ilícito. Dentre as pessoas ouvidas estão os dos ex-Presidentes Dilma Rousseff e Fernando Henrique Cardoso, ex-Ministros de Estado, membros das Forças Armadas e servidores da Presidência da República. A lisura da conduta de Lula foi confirmada também nesta data pelo depoimento prestado pelo ex-Ministro Nelson Jobim.

Palocci foi ouvido como testemunha do Juízo a pedido do MPF. Trata-se de arrolamento extemporâneo da acusação, baseado em referência artificial a “caças” feita pelo ex-Ministro em depoimento prestado em 26/06/2018 no âmbito da Operação Greenfield, que não tem qualquer relação com o objeto da ação penal relativa ao depoimento hoje prestado.

Em petição protocolada nesta tarde, demonstramos ao Juízo que embora Palocci tenha negado peremptoriamente sua iniciativa de incluir o tema dos “caças” naquele depoimento da Operação Greenfield, telas capturadas a partir do vídeo correspondente àquele depoimento mostram suas anotações e, consequentemente, sua intenção de tratar do tema, situação absolutamente incompatível com a isenção que se espera de uma real testemunha.

Fausto Macedo – Estadão

Senado abre caixa preta dos gastos dos parlamentares

Foto: DCI

O Senado Federal irá, enfim, disponibilizar as notas fiscais de despesas pagas por senadores com recursos da verba indenizatória. A Câmara já disponibiliza as notas para consulta pública, mas o Senado resistia. A Casa Alta foi até alvo de inquérito civil no Ministério Público Federal por desrespeito à Lei de Acesso à Informação.

A ação foi apresentada pela Operação Política Supervisionada (OPS). À Coluna, o coordenador da entidade, Lúcio Batista, informa que, de acordo com a assessoria do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, “ainda no mês de março o Senado vai lançar seu novo portal institucional e as notas fiscais utilizadas”. A conferir.

Coluna Esplanada

ESCANCAROU: Lula é mentor da campanha de centrais contra reforma da Previdência

Foto: DCI

O ex-presidente Lula da Silva, condenado na Lava Jato, segue fazendo política de dentro da cadeia. Será dele a mensagem oficial das centrais sindicais contra a reforma da Previdência do Governo de Jair Bolsonaro. A carta será lida na próxima sexta, no lançamento da campanha nacional ‘a favor da Previdência Social’.

Estão programados atos públicos em São Paulo, Brasília, Rio, Belo Horizonte e outras capitais. PT, PSOL, PCdoB e PDT se uniram para participar dos eventos com militância.

Lula fez sua reforma da Previdência no primeiro Governo, mas paliativa, cedeu a pressões de todos os lados, e salvou a União por alguns anos. Deu no que deu.

Acendeu a luz de alerta no Palácio do Planalto. A bancada do Nordeste está reticente em aprovar a Reforma. As bases eleitorais pressionam contra “perdas de direitos”.

Haverá uma reforma da Previdência, isso é fato. Mas hoje no Governo a pergunta é: qual delas vai passar: A de Paulo Guedes, ou a do Congresso, bem mais frouxa?

Cadê o projeto especial da reforma da Previdência dos militares? É uma das mais custosas para os cofres.

Coluna Esplanada

 

LOCAIS

Com grandes estrelas, Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia tem etapa decisiva em Natal; confira

O Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia 2018/2019 desembarca nesta semana em Natal para a sexta e penúltima etapa da temporada.

A disputa pelo título geral está bastante acirrada e a etapa natalense tem tudo para ser decisiva para definir o título do circuito, uma vez que há vários times empatados na liderança do ranking.

O tour nacional é composto por sete etapas e são contabilizados os seis melhores resultados conquistados pelas duplas (possibilidade de um descarte). No naipe feminino, Fernanda e Bárbara Seixas (RJ) somam 1.600 pontos, mas com os descartes, possuem 1.360 pontos, mesmo número de Ágatha/Duda (PR/SE). Carol Solberg e Maria Elisa (RJ), campeãs da edição 17/18, aparecem logo em seguida, com 1.320 pontos.

Fernanda Berti destacou a busca pelo título ao lado de Bárbara, mas lembrou de que o planejamento dos times foi pensado para atingir o ápice durante a corrida olímpica.

“Durante esse período entre a etapa de Fortaleza e a etapa de Natal intensificamos os treinos, aumentando o volume de trabalho, dando mais intensidade. O objetivo das duplas neste ano é a corrida olímpica, mas sempre vamos para as etapas pensando em conseguir o melhor resultado possível. Mas estar na disputa do título é uma motivação grande. É a primeira vez que nosso time está brigando para ser campeão geral do Circuito Brasileiro, estamos trabalhando, evoluindo para estarmos no nosso melhor. E se for possível aliar isso com a conquista do título brasileiro, melhor”, destacou Fernanda.

Duda também comentou a chance de vencer o título brasileiro geral pela primeira vez na carreira, mas lembrou que a melhor estratégia é pensar sempre no próximo jogo.

“Sempre temos esse foco, é a vontade de qualquer time ser campeão brasileiro e poder marcar o nome na história. Mas ainda temos duas etapas pela frente, Natal e João Pessoa. Temos que pensar jogo a jogo, focar em cada objetivo e no final, se tivermos sido as melhores, poder comemorar. Não adianta pensar lá na frente, precisamos jogar cada partida da melhor maneira. Mas tenho muita vontade de conquistar essa competição”, declarou.

No naipe masculino, Eduardo Davi e Adrielson (PR) possuem 1.320 pontos, mas com o descarte do pior resultado, aparecem atrás de dois times: Guto/Saymon (RJ/MS) e Ricardo/Álvaro Filho (BA/PB), que somam 1.280 pontos no ranking geral.

Os pontos são computados apenas nos torneios que as duplas disputam conjuntamente, por isso, nomes como Alison, André Stein, Evandro, Bruno Schmidt, Pedro Solberg e Vitor Felipe, que realizaram trocas durante a temporada, estão distantes da briga pelo título.

A etapa de Natal (RN), a sexta da temporada 2018/2019 do Circuito Brasileiro, contará com 24 duplas em cada naipe. Os 16 times mais bem colocados no ranking de entradas já estão garantidos na fase de grupos, enquanto outras oito vagas permanecem ‘abertas’ e serão decididas no torneio classificatório, com a presença das duplas estrangeiras. Os homens jogam na quarta-feira, e as mulheres, no dia seguinte.

As partidas também serão transmitidas ao vivo pelo site voleidepraiatv.cbv.com.br e pelo Facebook da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), a partir de quinta-feira (21.03). Já as disputas de medalha dos dois naipes, no domingo (24.03), serão exibidas ao vivo exclusivamente pelos canais SporTV.

A entrada ao público na arena montada no Forte dos Reis Magos é franca e os atletas participarão de sessões de autógrafo e visitas sociais na véspera da competição.

O Circuito Brasileiro 18/19 conta com sete etapas, começando em setembro de 2018 e seguindo até abril deste ano. Na primeira etapa da temporada, disputada em Palmas (TO), Hevaldo/Arthur Lanci (CE/PR) e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) ficaram com a medalha de ouro. Já na segunda parada, disputada no mês de outubro, em Vila Velha (ES), títulos para Guto/Saymon (RJ/MS) e Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ).

Em Campo Grande (MS), em novembro do ano passado, ouro de Pedro Solberg/Bruno Schmidt (RJ/DF) e Ágatha/Duda (PR/SE). Já em janeiro deste ano, na retomada do tour em São Luís (MA), títulos para Ricardo/Álvaro Filho (BA/PB) e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), e em Fortaleza (CE), ouro para Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) e Carol Solberg/Maria Elisa (RJ).

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. A competição distribui R$ 45 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos quase R$ 500 mil por etapa.

Ranking Geral Masculino com descarte
1º – Guto/Saymon (RJ/MS) – 1.280 pontos
2º – Ricardo/Álvaro Filho (BA/PB) – 1.280 pontos
3º – Eduardo Davi/Adrielson (PR) – 1.080 pontos
4º – Hevaldo/Arthur (CE/PR) – 1.080 pontos

Ranking Geral Feminino com descarte
1º – Ágatha/Duda (PR/SE) – 1.360 pontos
2º – Fernanda Berti/Bárbara (RJ) – 1.360 pontos
3º – Carol Solberg/Maria Elisa (RJ) – 1.320 pontos
4º – Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) – 1.280 pontos

FOTOS: Problemas de estrutura em prédio do HUOL em Natal são visíveis

Fotos: cedidas

Prédio do Hospital Universitário Onofre Lopes, parte ambulatorial, apresenta problemas visíveis de estrutura e ameaça pacientes e funcionários. Denúncias foram enviadas ao Blog na tarde desta terça-feira(19).

 Fonte: Blog do BG

 Bandidos assaltam posto de gasolina na BR-304, trocam tiros com a polícia e fogem pelo matagal no RN

Por G1 RN


Bandidos saíram da pista para fugirem — Foto: Divulgação/PRF

Bandidos saíram da pista para fugirem — Foto: Divulgação/PRF

Bandidos assaltaram um posto de gasolina localizado na Reta Tabajara, na BR-304, no final da tarde desta terça-feira (19), mas foram interceptados pela Polícia Rodoviária Federal e pela Polícia Militar quando saíam na estrada após o crime. Assim, houve tiroteio, mas os bandidos conseguiram fugir pelo matagal às margens da rodovia. O crime aconteceu no km 290 da BR-304.

Segundo informações da PRF, os bandidos chegaram ao posto de gasolina num veículo tipo Ford Fiesta, assaltaram o local e também levaram um Jeep Renegade de um dos clientes. A PRF foi informada do assalto e conseguiu chegar até os criminosos em ação conjunta com a Polícia Militar.

Após a interceptação, houve troca de tiros e os bandidos jogaram os carros para a margem da rodovia. Na sequência, eles fugiram pelo matagal. Os carros foram recuperados e ninguém ficou ferido.

 

Por G1 RN

 

Teatro da Cultura Popular vai receber apresentações — Foto: Divulgação

Teatro da Cultura Popular vai receber apresentações — Foto: Divulgação

O Teatro de Cultura Popular (TCP) divulgou nesta terça-feira (19) o calendário de apresentações no local nos meses de março, abril e maio. A primeira atração será nos próximos sábado (23) e domingo (24), com a peça “A Mulher Monstro”, de Neto Barbosa.

Os projetos foram selecionados no Edital Pauta Livre, aberto em janeiro deste ano para os artistas interessados. As peças serão apresentadas até o dia 31 de maio.

As datas das apresentações foram determinadas pelos próprios grupos participantes. A prioridade de escolha seguiu a ordem de classificação no edital.

Em março, além de “A Mulher Monstro”, o TCP receberá na quarta-feira (27) o “O fantástico mundo dos Contos”, de Camila Natasha, e nos dias 30 e 31 “Helenas”, do Coletivo Alfinim de Teatro.

Confira a programação

Março

  • 23 e 24 de março: A Mulher Monstro – Neto Barbosa
  • 27 de março: O fantástico mundo dos Contos – Camila Natasha
  • 30 e 31 de março: Helenas – Coletivo Alfinim de Teatro

Abril

  • 3 de abril: O Samba e o Choro de Nossa Terra
  • 4 de abril: Projeto Across The Ocean
  • 5 de abril: Sacrário
  • 6 e 7 de abril: Híbrida
  • 10 de abril: Ângela Castro e Buena Onda
  • 11 e 12 de abril: P’s
  • 13 e 14 de abril: Sal Menino Mar
  • 19 e 20 de abril: Querendo
  • 24 de abril: Yrahn Barreto Canta Sérgio Sampaio
  • 25 e 26 de abril: Instruções para Abraçar o Ar
  • 27 e 28 de abril: Mulheres Invisíveis

Maio

  • 1 de maio: Nordeste Sangue e Coração
  • 2 e 3 de maio: Maré
  • 4 e 5 de maio: Guerras, Formigas e Palhaços
  • 8 de maio: Deusa Canta Marinês
  • 10 de maio: Sacrário
  • 11 e 12 de maio: Flúvio e o Mar
  • 15 de maio: Sessão Terra Brail
  • 16 de maio: Vibrafone do Erudito ao Popular
  • 19 de maio: Anticorpos
  • 22 de maio: Skarimbó
  • 23 e 24 de maio: Anima Chico
  • 25 e 26 de maio: Violetas
  • 29 e 30 de maio: Tributo a Luiz Melodia
  • 31 de maio: Rosa de Pedra

 

Por G1 RN

 


O concurso público da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) teve o seu resultado final divulgado nesta terça-feira (19) para vagas de nível técnico e superior. O resultado está disponível no site do Instituto Brasileiro de Apoio ao Desenvolvimento Executivo (Ibade), que realizou a prova. Clique aqui para conferir.

As provas do concurso foram realizadas no dia 18 de novembro do ano passado e continha vagas para cargos de contador, analista de sistema, economista, administrador e técnico em segurança do trabalho.

A Caern informou que a convocação dos aprovados dentro das vagas disponibilizadas e cadastro de reserva vai acontecer de acordo com a disponibilidade e necessidade da Companhia. O prazo está determinado no edital e pode ser prorrogado pelo mesmo período.

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu