ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA SEXTA-FEIRA

Por G1

 

Bolsonaro diz que a fome no Brasil é uma ‘grande mentira’, e depois volta atrás. Também disse que estuda o fim da multa de 40% no FGTS, mas em seguida diz desconhecer o tema. E cineastas reagem à intenção do presidente de colocar ‘filtro’ nos filmes brasileiros. No Ceará, é preso o prefeito médico suspeito de estuprar pacientes. O goleiro Bruno deixa a cadeia para cumprir semiaberto. A Justiça suspende a licitação do autódromo do Rio. Um brasileiro pega prisão perpétua na Inglaterra por matar a ex. O Irã retém dois navios e acirra a tensão no estreito de Ormuz.

INTERNACIONAIS

Prisão perpétua

Brasileiro é condenado à prisão perpétua por ter matado a ex-mulher, na Inglaterra

Brasileiro é condenado à prisão perpétua por ter matado a ex-mulher, na Inglaterra

O brasileiro Ricardo Godinho, de 41 anos, foi condenado à prisão perpétua no Reino Unido por ter matado a ex-companheira, Aliny Mendes, em fevereiro.

Segundo depoimentos feitos durante o julgamento, ele esfaqueou Aliny na frente da filha de 3 anos do casal. Eles tinham outros três filhos, todos menores de 12 anos, e estavam separados desde dezembro passado.

Tensão no estreito de Ormuz

O petroleiro Stena Impero, capturado pela Guarda Revolucionária do Irã, em foto não datada — Foto: Stena Bulk via APO petroleiro Stena Impero, capturado pela Guarda Revolucionária do Irã, em foto não datada — Foto: Stena Bulk via AP

Dois petroleiros ligados ao Reino Unido foram retidos pelo Irã no estreito de Ormuz. Um deles, porém, foi liberado após algumas horas. Segundo a Guarda Revolucionária do Irã, os navios violavam regras marítimas internacionais.

O governo britânico declarou que a situação é inaceitável, e que poderá haver consequências, ampliando a tensão no Golfo Pérsico.

Desde o início do mês, O Reino Unido mantém confiscado um petroleiro do Irã que passava pelo território britânico de Gibraltar, sob suspeita de que o navio violava sanções europeias. Desde então, o governo ameaçava revidar.

50 anos da Apollo 11

Presidente Trump cumprimenta Buzz Aldrin, um dos tripulantes da missão Apollo 11 — Foto: Leah Millis/ReutersPresidente Trump cumprimenta Buzz Aldrin, um dos tripulantes da missão Apollo 11 — Foto: Leah Millis/Reuters

Na véspera da celebração pelos 50 anos da chegada do homem à Lua, o presidente americano Donald Trump recebeu Michael Collins e Buzz Aldrin na Casa Branca. Os dois astronautas integraram a missão Apollo 11, comandada por Neil Armstrong. O primeiro homem a pisar na lua morreu em 2012.

Incansável!

Ana Marcela leva dois ouros e aumenta sua lista de recordes e conquistas — Foto: Satiro SodréAna Marcela leva dois ouros e aumenta sua lista de recordes e conquistas — Foto: Satiro Sodré

A nadadora brasileira ampliou hoje a lista de recordes no mundial de esportes aquáticos, na Coreia do Sul. Ela venceu as provas de 5 km e 25 km da maratona aquática, além do quinto lugar que lhe garantiu uma vaga olímpica em Tóquio 2020. Ela é a maior medalhista da história da competição.

NACIONAIS

Sem fome no Brasil?

Bolsonaro nega criação de novos impostos e diz: ‘CPMF de volta, não’

Bolsonaro nega criação de novos impostos e diz: ‘CPMF de volta, não’

Em encontro com jornalistas estrangeiros, o presidente Bolsonaro afirmou que ‘falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira’.

“Passa-se mal, não come bem. Aí eu concordo. Agora passar fome, não. Você não vê gente pobre pelas ruas com físico esquelético como a gente vê em alguns outros países por aí pelo mundo”, disse.

A declaração de Bolsonaro foi dada após ser questionado sobre o aumento da pobreza no país. Números da FAO apontam que mais de 5 milhões de brasileiros estavam em grave situação alimentar em 2017. Segundo o IBGE, 9 milhões de crianças vivem em situação de extrema pobreza no Brasil.

Depois, o presidente relativizou o assunto ao ser abordado novamente sobre o tema, e afirmou que o brasileiro “come mal” e que “alguns” passam fome.

Cinema com ‘filtro’

'Se não puder ter filtro, nós extinguiremos a Ancine', diz Bolsonaro — Foto: Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo‘Se não puder ter filtro, nós extinguiremos a Ancine’, diz Bolsonaro — Foto: Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo

Bolsonaro voltou a criticar a produção de filmes nacionais e disse que se e o governo não puder impor algum ‘filtro’, vai acabar com a Ancine, agência que regula e fiscaliza o mercado de cinema e audiovisual brasileiro.

Ele condenou o uso do dinheiro público para fazer, segundo ele, “filmes pornográficos” e defendeu que o cinema brasileiro passe a falar dos “heróis brasileiros”.

Ontem, ao transferir para a Casa Civil o conselho que cuida do cinema nacional, Bolsonaro criticou o que chamou de ativismo e disse que não pode admitir ‘filmes como da Bruna Surfistinha’.

Diretores brasileiros reagiram às declarações do presidente e afirmam temer censura na produção cinematográfica.

Bruno Barreto, cineasta, diretor de filmes como “O que é isso, companheiro?” e “Dona Flor e seus dois maridos”:

“No caso o que ele chama de filtro me parece censura, nem na época da ditadura militar isso ocorreu. Se acontecer de fato, eu sou contra, claro.”

Vicente Amorim, cineasta, diretor de filmes como “Irmã Dulce”, “Um homem bom” e “O caminho das nuvens”:

“As mudanças propostas são ilegais. Toda proposta é absurda: levar a Ancine para Brasília (caríssimo); extinguir a Ancine (ilegal); e filtrar conteúdo (censura)”.

Fundo de garantia

O governo deu garantias de que manterá a liberação dos saques nas contas do FGTS, mesmo com a preocupação de empresários da construção civil. Bolsonaro se reuniu com representantes do setor ontem.

“Está mantido o mesmo percentual. Os empresários tiveram lá fora com a equipe econômica, que eu convidei para vir ao palácio [do Planalto], e saíram satisfeitos. E vai ser mantido o programa do FGTS”, disse o presidente.

Mais cedo, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse que a informação sobre a liberação de saques vazou antes de o governo concluir os estudos sobre o tema. Onyx garantiu, no entanto, que a medida provisória liberando os saques será assinada na próxima quarta-feira (24).

Demissão sem justa causa

Bolsonaro também criticou a multa de 40% do FGTS em casos de demissão sem justa causa, e disse que o governo estuda acabar com o pagamento. Mas logo em seguida afirmou desconhecer ‘qualquer trabalho nesse sentido’.

Licitação suspensa

Imagem do projeto do novo autódromo do Rio de Janeiro — Foto: DivulgaçãoImagem do projeto do novo autódromo do Rio de Janeiro — Foto: Divulgação

Justiça suspendeu contratação do consórcio que venceu a licitação para a construção do autódromo do Rio, por questões ambientais. Segundo o MPF, a obra não pode continuar enquanto não for concluído o estudo sobre o impacto para o meio ambiente.

No final de junho, o G1 mostrou que a empresa que fará o autódromo foi criada 11 dias antes do lançamento da licitação, com um capital de R$ 100 mil, o equivalente a 0,14% do necessário para a realização da obra.

Bruno deixa a cadeia

Goleiro Bruno Fernandes deixa o presídio de Varginha após receber benefício do semiaberto — Foto: Reprodução EPTVGoleiro Bruno Fernandes deixa o presídio de Varginha após receber benefício do semiaberto — Foto: Reprodução EPTV

O goleiro Bruno deixou o presídio de Varginha (MG) e vai poder dormir em casa após conseguir progressão da pena para o regime semiaberto. Ele foi condenado pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro do filho Bruninho, em 2010, e estava preso desde 2017.

Prefeito médico preso

Médico e prefeito afastado de Uruburetama chega ao IML, em Fortaleza, na tarde desta sexta-feira (19), para exame de corpo de delito antes da prisão — Foto: Natinho Rodrigues/Sistema Verdes MaresMédico e prefeito afastado de Uruburetama chega ao IML, em Fortaleza, na tarde desta sexta-feira (19), para exame de corpo de delito antes da prisão — Foto: Natinho Rodrigues/Sistema Verdes Mares

O prefeito e médico de Uruburetama (CE), José Hilson, se entregou à polícia e foi preso, suspeito de estuprar pacientes. Ele filmava as vítimas nas consultas e o caso foi revelado pelo Fantástico. A prisão de Hilson foi determinada para preservar as provas e evitar influência do prefeito nas investigações.

Também teve isso…

 

Por Blog do BG

Governo federal amplia regras de ficha limpa para servidores

Servidores indicados para ocupar cargos comissionados ou funções de confiança na administração pública deverão ser ficha limpa e ter formação acadêmica compatível com o posto ao qual foram apontados, segundo decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) na quinta-feira (18).

O documento, entretanto, abre espaço para que o ministro da Casa Civil ou o presidente sejam responsáveis por observar que os nomes escolhidos cumpram os critérios definidos.

Segundo o decreto, órgãos e entidades da administração pública deverão ter reputação ilibada, idoneidade moral e perfil profissional ou formação acadêmica compatível com o posto ou função ao qual foram designados. Também precisam ser ficha limpa.

A medida estende a 76,1 mil servidores regras que, desde 20 de março, estavam vigorando para outros 24,3 mil ocupantes de cargos de direção e assessoramento e funções comissionadas do Executivo, que têm livre nomeação e exoneração.

Folhapress

Comments

Governo Bolsonaro só vai negociar taxa em Noronha dentro de 4 meses

O Ministério do Meio Ambiente só deve apresentar um posicionamento sobre a cobrança da taxa para visitação de praias do parque marinho de Fernando de Noronha em quatro meses. Até lá, pelo menos, os preços praticados pela empresa Econoronha seguem os mesmos.

Neste período, o governo vai analisar o contrato firmado com a concessionária e tentar negociar um acordo para garantir valores mais baixos e serviço de melhor qualidade para os visitantes.

Uma das ideias ventiladas nos bastidores é de que a empresa passe a cobrar apenas pelos dias em que o turista efetivamente estiver na ilha.

Hoje, o valor cobrado pelo ingresso vale por um pacote de dez dias. Quem passa apenas um dia, por exemplo, é obrigado a pagar exatamente a mesma quantia.

A polêmica em torno da cobrança da taxa teve início no sábado passado (13). Em vídeo publicado em redes sociais, o presidente citou o valor dos ingressos para turistas brasileiros (R$ 106) e estrangeiros (R$ 212) visitarem o parque —o bilhete vale por dez dias. “Isso explica porque quase inexiste turismo no Brasil”, disse.

A EcoNoronha é a empresa responsável pela administração do parque marinho desde 2012. Até agora, após vencer a licitação, foram investidos R$ 15 milhões no parque. Só no ano passado, a empresa arrecadou R$ 9,6 milhões. Neste ano, a Econoronha apresenta um faturamento de R$ 900 mil por mês.

Deste total, 14,7% fica com o ICMBio e 85,3% com a concessionária, que aplica o recurso em manutenção das praias e gestão.

Procurada pela Folha, a Econoronha não se posicionou.

Folhapress

Comments

Fala de Bolsonaro sobre governadores do Nordeste causa polêmica e gestores cobram explicação

Os governadores do Nordeste prepararam carta na qual cobram explicações da Presidência da República sobre o teor de um vídeo que registra fala polêmica de Jair Bolsonaro sobre os gestores da região.

O filme que provocou a reação dos governadores mostra a chegada do presidente a um café da manhã com jornalistas da imprensa estrangeira, nesta sexta (19). Segundos antes de o ato efetivamente começar, os microfones da mesa captam trechos de uma conversa entre Bolsonaro e o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil).

Há ruídos no áudio, captado pela equipe da TV Brasil que filmava o encontro, mas é possível ouvir que Bolsonaro faz críticas a gestores da região e pede para restringir repasses a um dos representantes dos nordestinos.

É possível detectar que o presidente usa a expressão “governadores de Paraíba” e, em seguida, afirma que “o pior [inaudível] o do Maranhão”. Em seguida, de maneira clara, afirma: “Não tem que ter nada para esse cara”.

Painel/Folha de S.Paulo

Comments

Presidentes de TJs dão apoio à medida do STF sobre dados bancários e fiscais

Presidentes dos Tribunais de Justiça dos Estados assinaram nesta sexta-feira, 19, uma carta em que expressam apoio a decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) relativas à “intimidade e o sigilo de dados bancários, fiscais e telefônicos” nas investigações criminais.

O documento é resultado de um encontro ocorrido em Cuiabá (MT), que reuniu 21 representantes dos 27 tribunais de Justiça e o presidente da Suprema Corte, ministro Dias Toffoli.

No início da semana, Toffoli suspendeu processos em que houve compartilhamento de dados detalhados do contribuinte pelos órgãos de controle sem autorização judicial prévia.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o ministro afirmou que estão sendo feitas “devassas” na vida das pessoas sem que haja supervisão do Judiciário. “Isso é um Estado fascista. Vira investigações de gaveta que ninguém sabe se existem ou não existem”, disse.

A carta, que reúne também outros assuntos, dispõe sobre o apoio às decisões do STF, “proferidas em processos de temas sensíveis e relevantes para o fortalecimento da democracia brasileira e com vistas ao respeito dos direitos fundamentais dos cidadãos, particularmente os relacionados com a intimidade e o sigilo de dados bancários, fiscais e telefônicos no âmbito das investigações criminais”.

Enquanto integrantes do Ministério Público reclamam que a suspensão dos processos compromete o andamento de investigações no Brasil, membros do Poder Judiciário entendem que o “escanteamento” de juízes em processos que envolvem dados fiscais e bancários do cidadão é um problema no sistema investigatório. O argumento é de que o compartilhamento de números detalhados invade a privacidade do contribuinte, e dessa forma, precisa passar pelo crivo do Judiciário.

Segundo apurou o Broadcast/Estado, durante o encontro nesta sexta, presidentes de tribunais falaram sobre a importância de a magistratura se unir no atual momento, e comentaram sofrer com ataques assim como a Suprema Corte. Em março, Toffoli abriu um inquérito para apurar notícias falsas, ameaças e ataques contra o STF.

A decisão, assim como a assinada nesta semana, foi alvo de críticas.

Estadão Conteúdo

Comments

LOCAIS

Governo implanta medidas para equilibrar contas da Ceasa-RN

Foto: Rayane Mainara 

O Governo do Estado iniciou o processo de reestruturação da Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte S/A (Ceasa-RN). A partir dos gargalos encontrados na auditoria realizada pela Controladoria Geral do Estado (Control) no 1º semestre de 2019, o Governo vai promover uma adequação na cobrança do condomínio da estrutura localizada na Avenida Capitão-mor Gouveia, em Natal, além de melhorar o sistema de segurança e de limpeza do local. As medidas acertadas entre o Governo e os permissionários instalados na Ceasa-RN esta semana trarão uma economia de aproximadamente R$ 1 milhão por ano aos cofres estaduais.

Os reajustes visam reequilibrar as contas da Ceasa-RN a médio prazo, com medidas que atacam tanto problemas na arrecadação quanto as despesas. De acordo com a auditoria da Control, o Tesouro Estadual arca com cerca de R$ 7 milhões por ano para complementar a folha salarial da companhia e ainda paga metade da taxa de condomínio. Atualmente, a Ceasa-RN arrecada R$ 80 mil por mês e tem um custo mensal de manutenção de R$ 157 mil.

“O que propomos para a Ceasa é um modelo de administração eficiente, que permita que as despesas operacionais devam ser custeadas pelos permissionários. A empresa precisa ser autossuficiente financeiramente. Estamos apenas implantando o que foi acordado e alinhando a Ceasa aos modelos já em funcionamento em boa parte do Brasil”, ressaltou Guilherme Saldanha, secretário de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca e presidente do Conselho Administrativo que gere a central.

A proposta de reajuste é que a partir de agosto a taxa de condomínio passe de R$3,30 por m² (metro quadrado) para R$ 7,79 por m², retirando a complementação feita pelo Governo. A medida também se soma a um processo de cobrança dos devedores identificados pela auditoria Uma eventual mudança no valor da taxa de permissão remunerada de uso (TPRU), que se assemelha a um aluguel cobrado aos permissionários, não será feita por enquanto.

Para reforçar a segurança da Ceasa-RN e atender a um pleito antigo dos empresários, o Governo vai instalar 40 câmeras de monitoramento conectadas com o Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp), além de um controle restrito na entrada de caminhões e trabalhadores, implantando o uso de crachás e coletes de identificação.

A previsão é de que o processo de aquisição das câmeras seja iniciado em agosto. “O Governo firmou um compromisso com melhorias na segurança e também na limpeza, que já começamos a fazer. O objetivo é fazer uma Ceasa melhor para empresário e para a sociedade, que voltará a ter espaço de qualidade para suas compras”, ressaltou Pedro Lopes, controlador geral do Estado.

Comments

Presidente da Câmara de Parnamirim avalia período legislativo e anuncia ações para o segundo semestre

O presidente da Câmara Municipal de Parnamirim, vereador Irani Guedes, classificou como “produtivo” o primeiro período legislativo de 2019, encerrado na última quarta-feira, 17. Guedes aproveitou para anunciar ações que serão implementadas na casa legislativa após o recesso. As ações incluem a posse de servidores concursados, um novo portal na internet e a ampliação da estrutura da Câmara, incluindo o plenário.

Segundo o presidente, nesse período, os 18 vereadores da 15ª legislatura (2017-2020) realizaram 808 indicações de melhorias ao Poder Executivo, números que superam o primeiro semestre de 2018 quando foram feitas 703 indicações. “Isso demonstra que, além dos trabalhos intensos realizados em plenário, os parlamentares desta casa estão em sintonia com a comunidade, ouvindo os anseios e transformando-os em requerimentos de melhoria para a população”, disse o presidente da Câmara.

Além do número elevado de indicações, foram realizadas 73 sessões ordinárias, 19 sessões solenes e 18 audiências públicas com o objetivo de debater os mais diversos assuntos de interesse da população, reuniões, cursos e eventos externos, como os projetos ‘Câmara Cultural’ – em comemoração aos 30 anos do bairro Nova Parnamirim e o ‘Câmara na Rua’ em Bela Parnamirim.

Segundo semestre

Para o segundo semestre, o presidente Irani Guedes informou que a Câmara está se preparando para receber 45 novos servidores efetivos, que serão selecionados por meio de concurso público. “Deveremos empossar o pessoal assim que nos for entregue a lista de aprovados. Os novos servidores se juntarão aos demais e vão melhorar ainda mais os serviços e atendimentos prestados pela casa legislativa à população”, frisou.

Por fim, o chefe do Legislativo adiantou que a Câmara irá lançar um novo portal de notícias, e que a casa legislativa receberá uma reforma com ampliação de sua estrutura. “O cidadão e os servidores irão ganhar um novo portal mais acessível e prático, com foco na transparência da gestão. Além disso, a sede da Câmara receberá uma reforma com ampliação do plenário para oferecermos mais conforto à população”, concluiu Irani.

Fonte: Blog do BG

Deixe uma resposta

Fechar Menu