ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA SEGUNDA-FEIRA

Por G1

 

Tragédia em Paris. Um incêndio atinge a Catedral de Notre-Dame e devasta boa parte de uma história de 800 anos. A estrutura principal do monumento foi preservada, mas o interior do templo, de madeira, foi completamente perdido. Bombeiros trabalham há horas para combater as chamas, e os franceses e o mundo acompanham com tristeza as imagens da destruição. No Brasil, subiu para 11 o nº de mortos após o desabamento de prédios na Muzema, no Rio. Reforma da Previdência: o governo é derrotado, e a CCJ adia a análise do projeto para mudar as aposentadorias. O STF censura sites e manda retirar o ar matéria que liga Toffoli à Odebrecht. E um coração vivo, do tamanho de uma cereja, feito em uma impressora 3D. O que foi notícia hoje:

INTERNACIONAIS

Bombeiros tentam conter incêndio na Catedral de Notre-Dame, em Paris, na segunda-feira (15) — Foto: AP Photo/Michel Euler

Bombeiros tentam conter incêndio na Catedral de Notre-Dame, em Paris, na segunda-feira (15) — Foto: AP Photo/Michel Euler

Fogo na Notre-Dame

Um grande incêndio atingiu a catedral de Notre-Dame, um dos mais importantes símbolos de Paris. A “flecha”, torre mais alta da catedral, desmoronou (veja no vídeo acima), mas a estrutura do prédio foi salva. Um bombeiro ficou gravemente ferido.

Veja imagem de uma das torres da Catedral de Notre-Dame desabando

Veja imagem de uma das torres da Catedral de Notre-Dame desabando

O fogo foi relatado primeiro por usuários em redes sociais. Não está claro ainda o que causou o incêndio, que pode estar relacionado a uma obra no telhado da catedral. A polícia trata a tragédia como acidente.

Comparativo mostra imagem de arquivo com o incêndio ocorrido nesta segunda-feira (15) na Catedral de Notre-Dame, em Paris — Foto: Ludovic Marin/AFP; Geoffroy Van Der Hasselt/AFP

Comparativo mostra imagem de arquivo com o incêndio ocorrido nesta segunda-feira (15) na Catedral de Notre-Dame, em Paris — Foto: Ludovic Marin/AFP; Geoffroy Van Der Hasselt/AFP

A polícia isolou a área na Île de la Cité e retirou o público que estava dentro do templo, que recebe 13 milhões de turistas por ano.

Em um pronunciamento em frente à catedral, o presidente francês Emmanuel Macron disse que a Notre-Dame será reconstruída.

O presidente francês, Emmanuel Macron, ao lado do primeiro-ministro, Edouard Philippe, e do Arcebispo de Paris, Michel Aupetit, fala em frente à Catedral de Notre-Dame, em Paris, na segunda-feira (15) — Foto: Reuters/Philippe Wojazer/Pool

O presidente francês, Emmanuel Macron, ao lado do primeiro-ministro, Edouard Philippe, e do Arcebispo de Paris, Michel Aupetit, fala em frente à Catedral de Notre-Dame, em Paris, na segunda-feira (15) — Foto: Reuters/Philippe Wojazer/Pool

“Uma campanha nacional vai ser lançada, e para além das nossas fronteiras. Nós faremos um chamado aos maiores talentos, que serão muitos e virão para reconstruir nossa Notre-Dame”, disse Macron.

Com mais de oito séculos de históriaa catedral foi fechada durante a Revolução Francesa e ‘renasceu’ para coroar Napoleão. A literatura e o cinema ajudaram a transformar a principal igreja de Paris em um tesouro arquitetônico, artístico e religioso.

O interior da catedral visto de cima — Foto: Remy de la Mauviniere/AP

O interior da catedral visto de cima — Foto: Remy de la Mauviniere/AP

Manifestações no Sudão

Manifestante durante um protesto neste domingo em Cartum, capital do Sudão. — Foto: Stringer/Reuters

Manifestante durante um protesto neste domingo em Cartum, capital do Sudão. — Foto: Stringer/Reuters

Mesmo depois da queda do presidente do Sudão, Omar al-Bashir, que ocupou o poder durante 30 anos, a mobilização no país continua. Sudaneses foram às ruas da capital do país, Cartum, para denunciar a repressão e mortes após a queda do presidente. Entenda o que está por trás da onda de manifestações.

Coração em 3D

Coração em miniatura feito em impressora 3D é apresentador por cientistas — Foto: REUTERS/Amir Cohen

Coração em miniatura feito em impressora 3D é apresentador por cientistas — Foto: REUTERS/Amir Cohen

Um coração vivo foi impresso em 3D a partir de tecido humano. O órgão reproduzido por uma equipe de pesquisadores israelenses é do tamanho de uma cereja, e é o 1º passo no caminho até transplantes sem risco de rejeição. O protótipo inédito tem vasos sanguíneos, ventrículos e câmaras impressos em laboratório.

Fonte: G1

Empresa tem planos para imprimir corações humanos no espaço; fabricação seria mais eficiente que na superfície terrestre

CIENTISTAS TRABALHAM NA FABRICAÇÃO DE IMPRESSORA 3D (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Pensar em uma fábrica espacial com aparelhos biotecnológicos fabricando dezenas ou centenas de corações humanos na órbita terrestre parece mais um devaneio da trama do próximo blockbuster de ficção científica produzido por Hollywood. Por mais improvável que pareça esse vislumbre futurista, entretanto, ele pode estar mais perto de se concretizar do que imaginamos.

Uma empresa sediada na pequena cidade de Greenville, Indiana, nos Estados Unidos, está prestes a lançar para a Estação Espacial Internacional (ISS) seu primeiro protótipo de uma impressora 3D cujo objetivo é justamente testar e aprimorar as complexas tecnologias necessárias para manufaturar tecidos cardíacos em um complexo científico orbital. Batizado de BioFabrication Facility (BFF), o dispositivo desenvolvido pela Techshot em parceria com a Nasa deve ser lançado em julho a bordo de uma cápsula da SpaceX, na missão CRS-18.

De acordo com Rich Boling, vice-presidente de avanço corporativo da Techshot, o BFF recentemente passou por testes críticos em Huntsville, Alabama, no Centro de Voos Espaciais Marshall, da NASA, e neste momento o dispositivo está em fase final de montagem e preparação antes de ser despachado para o lançamento. As tecnologias por trás da iniciativa vêm sendo desenvolvidas pela empresa há mais de 20 anos.

A primeira placa de cultivo de células da Techshot foi lançada ao espaço em 1998 no ônibus espacial Discovery e operada pelo lendário astronauta John Glenn, primeiro norte-americano a orbitar a Terra, em 1962. Em seu retorno ao espaço, Glenn era senador dos EUA e se tornou a pessoa mais velha a viajar para fora do planeta, com 77 anos. O projeto do BFF é uma extensão de um programa iniciado pela empresa em 2015 para desenvolver vasos sanguíneos artificiais.

No ano seguinte, uma primeira versão da impressora foi testada em uma versão modificada do avião 727 da Boeing operado pela Zero Gravity Corporation. “Nós testamos a habilidade do protótipo de imprimir com células-tronco de humanos adultos em queda livre, onde experienciamos a microgravidade”, disse Boling. “Desde o verão de 2016, temos refinado nosso design e construído protótipos cada vez mais complexos.”

Mas você deve estar se perguntando: por que seria mais vantajoso cultivar corações em uma estação orbital e não aqui na Terra? O problema é que a produção artificial desses delicados tecidos biológicos acaba não resistindo à implacável gravidade terrestre. Esforços para produzir órgãos complexos em laboratório têm avançado bastante nos últimos anos, mas eles sucumbem diante do próprio peso se não forem estabilizados por um intrincado aparato que sustenta as frágeis estruturas como se fosse um andaime.

A Techshot está convicta de que a fabricação de órgãos vitais é mais eficiente no espaço do que na superfície terrestre. Boling explica que a impressão biológica utilizando apenas células e nutrientes é o melhor cenário para a saúde do tecido, mas isso é simplesmente inviável aqui no solo. “Imprimir com uma biotinta dessas na Terra resultaria apenas em uma massa disforme”, afirma.

(mais…)

FOTOS – Incêndio na Catedral de Notre-Dame: compare antes e depois

Comparativo mostra imagem de arquivo com o incêndio ocorrido nesta segunda-feira (15) na Catedral de Notre-Dame, em Paris — Foto: Manuel Cohen/AFP/Arquivo; Geoffroy Van Der Hasselt/AFP

Um incêndio atingiu a catedral de Notre-Dame, em Paris, nesta segunda-feira (15), e destruiu boa parte da estrutura do monumento histórico, um dos cartões postais da capital francesa. O G1 buscou imagens de arquivo para comparar com os registros do incêndio. Veja abaixo.

Comparativo mostra imagem de arquivo com o incêndio ocorrido nesta segunda-feira (15) na Catedral de Notre-Dame, em Paris — Foto: Ludovic Marin/AFP; Michel Euler/AP

Comparativo mostra imagem de arquivo com o incêndio ocorrido nesta segunda-feira (15) na Catedral de Notre-Dame, em Paris — Foto: Patrick Kovarik/AFP; Thibault Camus/AP

Comparativo mostra imagem de arquivo com o incêndio ocorrido nesta segunda-feira (15) na Catedral de Notre-Dame, em Paris — Foto: Ludovic Marin/AFP; Geoffroy Van Der Hasselt/AFP

G1

Fonte: Blog do BG

 

NACIONAIS

Tragédia no Rio

Homem se desespera ao ver corpo da mulher retirado dos escombros — Foto: Fernanda Rouvenat

Homem se desespera ao ver corpo da mulher retirado dos escombros — Foto: Fernanda Rouvenat

Na comunidade da Muzema, no Rio, continuaram pelo 4º dia as buscas pelas vítimas do desabamento de dois prédios irregulares. O corpo da 11ª vítima foi achado sob os escombros. Outras 13 pessoas continuam desaparecidas.

Reforma da Previdência

Deputados reunidos no plenário da CCJ da Câmara durante a reunião desta segunda-feira (15) — Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Deputados reunidos no plenário da CCJ da Câmara durante a reunião desta segunda-feira (15) — Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Em mais uma derrota para o governo, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara decidiu discutir a proposta que aumenta os gastos obrigatórios do governo, a chamada PEC do orçamento, antes de debater a reforma da Previdência. Originalmente, a proposta de mudança nas aposentadorias era o 1º item da pauta, mas a oposição e o ‘Centrão’ votaram a favor da inversão.

Novo mínimo

selo salário mínimo — Foto: Diana Yukari/G1

selo salário mínimo — Foto: Diana Yukari/G1

O governo Bolsonaro propôs um salário mínimo de R$ 1.040 para 2020, com correção somente pela inflação. Pela primeira vez desde 2011, o mínimo não terá aumento real, acima da inflação.

Preços dos combustíveis

O ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, se reuniram com técnicos para discutir a crise que começou com a intervenção direta do presidente Jair Bolsonaro no preço do diesel estipulado pela Petrobras. O presidente da estatal, Roberto Castello Branco, também participou do encontro no Planalto e disse que ainda não há decisão sobre a política de preços da empresa, e o governo marcou anúncio para amanhã.

Censura do STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou que o site “O Antagonista” e a revista “Crusoé” retirem do ar reportagens e notas que citam o presidente da Corte, Dias Toffoli. Relator de inquérito que apura notícias fraudulentas, Moraes estipulou multa diária de R$ 100 mil. A PF vai ouvir responsáveis pelos sites.

Também teve isso…

Fonte: G1

Confira a edição da CrusoÉ censurada pelo Supremo

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta segunda-feira (15) que a revista digital “ Crusoé ” e o site “O Antagonista ” tirassem imediatamente do ar uma reportagem intitulada “O amigo do amigo de meu pai”. Moraes estipulou multa de R$ 100 mil por dia em caso de desobediência. Pela manhã, um oficial de justiça da Corte chegou à redação da revista para entregar a cópia da decisão.

Para ler a matéria na íntegra, basta clicar na capa da revista, abaixo.

Comments

Presidente do ICMBio pede exoneração após crise com ministério do Meio Ambiente

O presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Adalberto Eberhard, pediu exoneração do cargo nesta segunda-feira, 15. Em carta enviada ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, Eberhard alegou “motivos pessoais” para o pedido. A decisão ocorre dois dias depois de uma reunião conturbada com produtores rurais no Rio Grande do Sul. Em nota, Salles agradeceu “o trabalho e a dedicação do sr. Adalberto Eberhard no período em que presidiu o ICMBio, especialmente pela maneira com que tratou os inúmeros desafios encontrados nesse necessário processo de reestruturação”.

No sábado, 13, enquanto visitavam a região do Parque Nacional Lagoa do Peixe, no sul do Estado, Salles determinou a abertura de um processo administrativo contra servidores do ICMBio por eles não estarem presentes à reunião que acontecia na cidade de Tavares, em que estava presentes políticos, como o senador Luis Carlos Heinze (PP-RS), e representantes do agronegócio. A sede do ICMBio responsável pelo parque fica na cidade vizinha de Mostardas, a 29 km de distância. O ICMBio é o órgão responsável pela gestão de 335 unidades de conservação federais no País.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, em condição de anonimato, por medo de represálias, um dos funcionários disse que eles não foram convidados para a reunião e que o encontro não estava previsto na agenda do ministro na região. A ideia era que Salles, depois de visitar a sede do órgão, fizesse um passeio pelo parque para conhecer uma nova trilha para pedestres que será em breve inaugurada. Mas, segundo este funcionário, o ministro ficou alguns minutos na sede e saiu.

Salles e Eberhard foram para um encontro com representantes de produtores e do agronegócio local e também de moradores do parque que ainda vivem na região, apesar de o parque ter sido criado em 1986. Alguns nunca foram indenizados. Após ouvir queixas do pescador Jair Lucrécio, que criticou o ICMBio e disse que o parque só fez o povo “sofrer e chorar” e que são os antigos moradores que sempre cuidaram bem da região, Salles pediu para que os funcionários do órgão se juntassem a ele na mesa.

“Não tem nenhum funcionário?”, perguntou na sequência. “Vocês vejam a diferença de atitude: está aqui o presidente do ICMBio, Adalberto Eberhard, que, embora seja um ambientalista histórico, uma pessoa respeitada no setor, é uma pessoa que veio aqui ouvir a opinião de todos vocês, ouvir as experiências. E na presença do ministro do Meio Ambiente e do presidente do ICMBio, não há nenhum funcionário aqui, embora eles tenham nos esperado em Mostardas”, continuo o ministro, como pode ser observado em vídeo do encontro divulgado por participantes.

“Eu determino a abertura de processo administrativo disciplinar contra todos os funcionários por desrespeito à figura do ministro, do presidente do ICMBio e do povo do Rio Grande do Sul com essa atitude”, afirmou, recebendo na sequência aplausos da plateia.

O ministro prosseguiu, dizendo que “o momento da perseguição às pessoas de bem nesse País acabou”. “Foi com a eleição de nosso presidente, Jair Bolsonaro. Com restabelecimento da segurança jurídica, do devido processo legal, do respeito a quem produz e quem trabalha, nós vamos recolocar o Brasil no caminho certo.”

Salles disse que a criação do parque foi importante para chamar a atenção para uma área que é sensível. “Mas em que termos nós vamos fazer a importante defesa do meio ambiente, da fauna, da flora, das aves migratórias, enfim, com uma espécie que vem sendo ameaçada no Brasil, que é o ser humano?”

Os funcionários chegaram ao local do evento cerca de 20 minutos depois que ele tinha começado e souberam que o ministro tinha dito que eles seriam alvo do procedimento administrativo. O chefe do parque, Fernando Weber, chegou a se juntar a mesa, mas não teve a chance de responder às críticas.

Desde a manhã desta segunda, o jornal O Estado de S. Paulo questionou o presidente do ICMBio sobre a situação a que os funcionários do ICMBio ficaram expostos no fim de semana, após as declarações do ministro. Ele também foi perguntado se concordava com a atitude de Salles, mas não respondeu ao pedido de esclarecimentos. A informação sobre o pedido de exoneração começou a aparecer por volta de 17h. O ICMBio não se pronunciou até o momento.

Estadão Conteúdo

Comments

Presidente da Petrobras nega interferência do governo

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, afirmou hoje (15) que a decisão de suspender o reajuste do óleo diesel foi empresarial, e não uma determinação do governo. O dirigente da petroleira passou a tarde reunido, no Palácio do Planalto, com ministros do governo, para discutir a política de preços de combustíveis e o tabelamento do frete para caminhoneiros. Segundo ele, o presidente da República apenas alertou que o aumento poderia desencadear insatisfação dos caminhoneiros.

“A decisão foi tomada pela diretoria da Petrobras. Ninguém ordenou a Petrobras que [não] reajustasse. O presidente [Bolsonaro] alertou para os riscos”, afirmou. O presidente da Petrobras disse ainda que Jair Bolsonaro quer abordar a questão dos caminhoneiros, mas que a Petrobras é “livre” e “tem vida própria” em relação ao governo.

Na semana passada, a Petrobras havia anunciado um reajuste de 5,7% no preço do óleo diesel nas refinarias, mas a medida foi suspensa em poucas horas por recomendação do presidente da República. O governo informou que quer entender aspectos técnicos da decisão da Petrobras para pensar medidas que possa minimizar o impacto dos aumentos para os caminhoneiros, mas negou que haja interferência na política de preços da estatal.

No dia que o reajuste foi suspenso, Bolsonaro manifestou preocupação de que alta no preço do combustível possa impactar o setor de transporte de cargas, afetando diretamente os motoristas de carga. Em maio do ano passado, a alta no preço do diesel levou à paralisação da categoria, e que afetou a distribuição de alimentos e outros insumos, causando prejuízos a diversos setores produtivos.

Após a decisão de suspender o reajuste do diesel na sexta-feira (12), as ações da empresa na Bolsa de Valores registraram desvalorização de 8,54%.

Amanhã (16), outra reunião está agendada para tratar do assunto, dessa vez com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

Em São Paulo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que “não tem solução fácil” para questão do diesel.

“O presidente Michel [Temer], quando fez o subsídio, faltavam seis meses para acabar o governo. Custou R$ 10 bilhões. O presidente [Jair] Bolsonaro tem ainda três anos e nove meses [de governo]. Ele vai sustentar um subsídio de óleo diesel?”, questionou Maia. “Tem consequências que vão ser mais negativas do que positivas. Acho que o governo vai ter que sair dessa decisão da semana passada com alguma solução, e nenhuma delas será positiva. Vai ter que sinalizar para um lado contra outro lado”, disse.

Agência Brasil

Comments

Política de reajuste do mínimo será definida posteriormente

A proposta de salário mínimo de R$ 1.040 para o próximo ano representa apenas uma estimativa, disse hoje (15) o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues. Segundo Rodrigues, o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020 apenas trouxe uma previsão de valor, baseada na reposição da inflação. A política de correção do mínimo, informou o secretário, será apresentada nos próximos meses.

“O aumento do salário mínimo é apenas paramétrico, usando a correção pelo INPC [Índice Nacional de Preços ao Consumidor]. Estamos colocando esse valor como previsão. Não é a política do salário mínimo. O governo tem até dezembro para apresentar, e assim o faremos”, declarou o secretário.

Até 2019, o salário mínimo, atualmente em R$ 998, era corrigido com base na inflação do ano anterior pelo INPC e pelo crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos) de dois anos anteriores. Como a vigência da lei acaba este ano, o governo terá de apresentar um projeto de lei se quiser definir uma política de reajuste para o mínimo ou deixar o valor ser negociado no Orçamento de cada ano.

Alerta

O projeto da LDO de 2020 prevê que as despesas discricionárias (não obrigatórias) caiam dos R$ 120 bilhões aprovados no Orçamento de 2019 para R$ 99,8 bilhões em 2020, R$ 90 bilhões em 2021 e R$ 71,9 bilhões em 2022. Segundo Rodrigues, somente a aprovação de reformas que reduzam o volume de despesas obrigatórias, como os benefícios da Previdência Social, o governo terá o Orçamento cada vez mais comprometido e com menos capacidade para investimentos como obras públicas. Ele, no entanto, afastou o risco de shutdown (interrupção de serviços públicos por falta de dinheiro).

“O quadro de gravidade mostra que precisamos de reforma. Com esse valor para despesas discricionárias, teremos forte pressão, mas ainda não é shutdown. Quando as despesas obrigatórias crescem, o espaço que temos para as discricionárias [não obrigatórias] é comprimido. Historicamente temos observado que os investimentos têm sido item preferencial onde se tem redução. Por isso mesmo, precisamos reduzir despesas obrigatórias”, declarou Rodrigues.

Agência Brasil

Comments

Após boatos, Rádio CBN nega que chegará ao fim em comunicado

A Rádio CBN negou boatos de que a emissora pudesse chegar ao fim. No ar, durante a programação do último domingo, 14, foi lida uma nota que classifica a possibilidade como “pura invenção”.

“Infelizmente pessoas que deixaram a SGR [Sistema Globo de Rádio] tempos atrás deixaram de fazer bom jornalismo, pois citam coisas e pessoas sem ouvir e sem apurar. Vivemos tempos sombrios de desinformação e irresponsabilidade”, continua o comunicado.

Em seu site, a CBN ainda informa, em nome da direção geral do Sistema Globo de Rádio: “são totalmente infundados os boatos que circulam na internet”, e que não há “possibilidade de sua descontinuidade.”

Terra

Delegado Elmer Vicenzi será o novo presidente do Inep, responsável pelo Enem

Elmer Vicenzi será o novo presidente do Inep. Foto: José Cruz/Agência Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, bateu o martelo nesta segunda-feira (15) e escolheu o delegado Elmer Coelho Vicenzi para a presidência do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). O cargo estava vago desde 26 de março quando o professor Marcus Vinicius Carvalho Rodrigues foi demitido. O nome de Elmer será anunciado em breve.

O Inep é vinculado ao Ministério da Educação e responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e pelo Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Elmer Coelho Vicenzi é delegado da Polícia Federal há 13 anos, graduado em Direito com MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública pela FGV. Foi professor da Academia Nacional de Polícia e diretor do Denatran (Diretor do Departamento Nacional de Trânsito), onde gerenciou a implementação da Carteira Digital de Habilitação.

O delegado se especializou na área de gestão. Fez cursos como o Leadership Executive Advancement Program na Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, e curso Formação de Altos Executivos na Escola Nacional de Administração Pública.

R7

Comments

Vírus ataca redes de hospitais, insere falso câncer em exames de ressonância magnética e pode resultar em diagnósticos tragicamente errados

Malware foi criado por cientistas israelenses – e pode resultar em diagnósticos tragicamente errados. (JohnnyGreig/Getty Images)

Imagine ir ao hospital, fazer um exame de ressonância magnética, e receber um resultado que mudará a sua vida: câncer. Agora imagine que, na verdade, você não tem tumor nenhum – ele é produto de um vírus de computador, que infectou a rede do hospital com o objetivo específico de alterar exames de imagem. Ou, então, o caso oposto: você está com câncer, mas o exame diz que não, pois a imagem do tumor foi eliminada pelo vírus.

É muito Black Mirror. Mas, segundo um grupo de quatro pesquisadores da Universidade Ben-Gurion, em Israel, também uma possibilidade real. Eles criaram um vírus que faz exatamente isso: altera imagens de exames de ressonância magnética, inserindo tumores falsos (ou apagando os verdadeiros) para enganar médicos e aterrorizar pacientes.

Segundo os israelenses, que testaram o vírus com médicos voluntários e publicaram um estudo a respeito, o malware é altamente eficaz: a remoção ou inserção artificial de tumores enganou os especialistas em 94% a 99% dos casos.

O vírus, que foi desenvolvido com propósito experimental, somente para alertar os hospitais -e não foi liberado pelos pesquisadores-, ataca o Picture Archiving and Communication System (PACS), um tipo de banco de dados usado como padrão para armazenar e consultar exames de ressonância e tomografia.

De acordo com os cientistas israelenses, o problema é que os hospitais não empregam criptografia nem assinaturas digitais em suas redes PACS, o que as torna altamente vulneráveis. Segundo eles, o vírus é capaz de invadir a rede, localizar os exames pertences a um alvo específico (como um político, por exemplo), e realizar as alterações desejadas sem deixar rastros.

Super Interessante

Comments

Secretário da Previdência, Rogério Marinho, aposta na aprovação do texto original da reforma

Foto: DCI

Apesar das indefinições sobre a tramitação da reforma da Previdência, o secretário da Previdência, Rogério Marinho, tem dito que aposta na aprovação do texto – na Câmara e no Senado – no primeiro semestre e mantém a resistência a eventuais mudanças no texto original (PEC 06/2019).

Marinho despacha no gabinete com parlamentares, integrantes do Governo e representantes de entidades. Além de ouvir, anota reivindicações das categorias, mas, ao final dos encontros, deixa claro que vai defender o texto original da reforma proposto, em fevereiro, pelo presidente Jair Bolsonaro.

O Governo se esforça para passar uma imagem positiva para o mercado (nacional e estrangeiro) garantindo a aprovação da reforma.

É que as grandes empresas seguram investimentos no Brasil à espera de definições mais concretas – e do rumo do País. Já programam.

Coluna Esplanada

Comments

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.040 em 2020

Foto: Agência O Globo

O governo propôs, nesta segunda-feira, um salário mínimo de R$ 1.040 em 2020. O número foi fechado tomando como base um reajuste sem ganho real para os trabalhadores. A opção foi estabelecer apenas a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) como parâmetro para a correção do piso nacional em 2020, o que ajuda a controlar as contas públicas, como antecipou o GLOBO.

Hoje, o salário mínimo está em R$ 998. A atual fórmula de cálculo do reajuste foi fixada em 2007 e leva em conta o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes mais a inflação do ano anterior, medida pelo INPC.

Isso garantiu, nos momentos de crescimento da economia, que o ganho do salário mínimo superasse a inflação, ajudando a reduzir desigualdades e estimulando o consumo das famílias. A regra, no entanto, também fez aumentar as despesas públicas acima da inflação nos últimos anos, o que contribuiu para a piora do resultado das contas do governo.

As estimativas são que cada R$ 1 de aumento no salário mínimo represente uma eleveção de cerca de R$ 300 milhões nas desespas do governo federal.

O governo precisa colocar a previsão do reajuste do mínimo no projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do próximo ano porque o piso nacional é referência para o pagamento de benefícios previdenciários, assistenciais e trabalhistas. Mais de 65% dos benefícios pagos pelo INSS em janeiro de 2019 possuíam valor de um salário mínimo, o que representa um contingente de 22,9 milhões de pessoas.

Dados da antiga Fazenda apontam que, se for mantida a regra de reajuste do mínimo nos anos seguintes, a medida poderia gerar uma economia de R$ 69 bilhões em três anos, a partir de 2020. O alívio nas contas é explicado pelo fato de a maior parte das aposentadorias do regime geral estar vinculada ao mínimo, assim como os benefícios assistenciais e trabalhistas.

O teto do INSS, o Benefício de Prestação Continuada (BPC, pago a idosos pobres e pessoas com deficiência de qualquer idade) e o abono salarial são vinculados e seguem o mínimo.

O Globo

Fonte: Blog do BG

 

LOCAIS

Volume da Armando Ribeiro Gonçalves já ultrapassa sua melhor situação comparado ao mesmo período de 2018; veja como estão reservatórios no RN

Foto: Bruno Andrade

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN, monitora 47 reservatórios com capacidade acima de cinco milhões de metros cúbicos de água, responsáveis pelo abastecimento dos municípios potiguares. O relatório da situação volumétrica divulgado nesta segunda-feira (15) indica que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, está acumulando 743.288.000 m³, percentualmente, 30,97% da sua capacidade. Para efeitos comparativos, no mesmo dia, em abril de 2018, a ARG, acumulava 373.459.133 m³, ou 15,56% do seu volume total.

O volume atual da Armando Ribeiro Gonçalves ultrapassa sua melhor situação em 2018, quando atingiu 29,57% da sua capacidade. “Ainda temos mais um mês e meio até o final efetivo da quadra chuvosa, o que nos dá a perspectiva que a Armando Ribeiro Gonçalves consiga terminar esse período em situação muito superior à do ano passado. Como ela corresponde a quase metade das reservas hídricas totais, nos dá uma maior tranquilidade para garantir o abastecimento dos municípios potiguares até o inverno de 2020, sempre com o controle de gestão das águas, mas em condições melhores que nos últimos quatro anos”, afirma Caramuru Paiva, diretor-presidente do Igarn.

As reservas hídricas superficiais totais do RN, que correspondem ao acumulado de todos os reservatórios monitorados pelo Instituto nas bacias hidrográficas estaduais, atualmente, acumulam 1.330.697.653 m³, percentualmente, 30,16% dos 4.411.787.259 m³ totais. No mesmo período do ano passado, as reservas totais do Estado acumulavam 784.784.146 m³, ou 17,79% da sua capacidade. Ainda para efeitos comparativos, ao final da quadra invernosa de 2018, reservas hídricas somavam 1.390.676.793 m³, 31,57% da sua capacidade.

Dos reservatórios monitorados, 8 permanecem em volume morto, o que corresponde a 17,02% dos mananciais monitorados. Já os açudes que ainda permanecem secos são 6, o correspondente a 12,76% das barragens potiguares. No mesmo dia de 2018, os reservatórios em volume morto eram 10, correspondentes a 21,27% do total de monitorados. Já os secos eram 4, percentualmente, 8,51%.

Segundo maior reservatório estadual, com capacidade para 599,712 milhões de metros cúbicos, a barragem Santa Cruz do Apodi, está acumulando 153.482.705 m³, percentualmente, 25,59% da sua capacidade. Em 2018 ela estava com 144.561.910 m³, ou 24,11% do seu volume total.

O açude Umarí que possui capacidade para 292,813 milhões de metros cúbicos, está com 120.858.921 m³, percentualmente, 41,28% do seu volume total. Já no mesmo período do ano passado o manancial estava com 48.507.691 m³, ou 16,57% da sua capacidade total.

Entre os reservatórios monitorados, cinco já atingiram 100% das suas capacidades, ou seja, “sangraram”, são eles: Beldroega, em Paraú; Mendubim, em Assú; Pataxó, em Ipanguaçu; Encanto, localizado em Encanto; e Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz. Outros mananciais já estão com volumes acima dos 70% de suas capacidades, casos de: Marcelino Vieira, com 91,69%; Rodeador, em Umarizal, com 83% e Apanha Peixe, em Caraúbas, com 75%.

Entre os reservatórios que estão em volume morto, estão: Itans, em Caicó; Pau dos Ferros; Cruzeta; Zangalheiras, em Jardim do Seridó; Esguicho, em Ouro Branco e Santa Cruz do Trairi, em Santa Cruz. Já os secos são: Santana, em Rafael Fernandes; Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari; Dourado, em Currais Novos; Inharé, em Santa Cruz; Trairi, em Tangará e Japi II, São José do Campestre.

PM prende em shopping em Natal suspeitos com equipamento que bloqueia travamento de carros

O portal G1-RN destaca nesta segunda-feira(15). Dois homens suspeitos de realizar furtos foram presos pela Polícia Militar nesta  tarde no estacionamento de um shopping na Zona Norte de Natal. Eles foram flagrados com um equipamento capaz de inibir o travamento e o acionamento do sistema de alarme em veículos. A ação policial aconteceu após uma denúncia. Confira aqui detalhes.

Fonte: Blog do BG

 

Por G1 RN

 


Rio Grande do Norte soma três casos de raiva em morcegos em 2019 — Foto: Prefeitura de Piracicaba

Rio Grande do Norte soma três casos de raiva em morcegos em 2019 — Foto: Prefeitura de Piracicaba

Pelo menos 18 casos de raiva foram confirmados em morcegos no Rio Grande do Norte desde o início do ano, segundo informou a Secretaria de Saúde Pública do Estado (Sesap) nesta segunda-feira (15). Um bovino também foi diagnosticado com a doença. De acordo com a pasta, o número é preocupante, porque, quando a doença é transmitida do animal para o homem, causa morte em quase 100% dos casos.

O número de animais com diagnóstico de raiva em 2019 já é três vezes maior do que o primeiro trimestre de 2018. Durante todo o ano passado, foram registrados 35 morcegos com raiva.

“Os morcegos identificados com raiva no RN são sobretudo de áreas urbanas – fato que aumenta ainda mais a nossa preocupação em decorrência da densidade populacional nas cidades. Das espécies identificadas predomina o Molossus molossus, morcego que tem o hábito de se alimentar de insetos. Segundo a literatura, esses animais estão muito bem adaptados ao meio urbano”, explicou Alene Castro, veterinária da equipe do Programa de Controle da Raiva da Sesap.

Os casos registrados em morcegos no ano de 2019 são dos municípios de Parnamirim (4), Mossoró (4), Caicó (4), Macaíba (3), Santo Antônio (2) e Nova Cruz (1). O município de João Câmara registrou o caso de raiva em um bovino.

A Sesap informou que solicitou aos municípios que a investigação na área de ocorrência de acidentes envolvendo morcego seja realizada mais prontamente e que se aumente o número de envio de amostras de quirópteros suspeitos de raiva. Além disso, a Secretaria também sugeriu que o tema “Raiva e a prevenção dessa doença” seja incluído nas ações do Programa Saúde nas Escolas, para conscientização das crianças quanto às formas de prevenção.

A Raiva

Doença transmitida pela saliva do animal infectado, principalmente cão e gato, ou de animais silvestres, como morcego e sagui seja por mordedura, arranhadura ou lambedura da pele e mucosas. A principal forma de prevenção é a vacinação de animais domésticos e de pessoas que foram expostas ao risco.

A orientação da Sesap é para que as vítimas de mordeduras lavem o local com água corrente e sabão e procurem imediatamente a unidade de saúde mais próxima. O vírus rábico é muito sensível a agentes externos e ao lavar o ferimento com água corrente e sabão, ou outro detergente, diminui-se o risco de infecção.

“É fácil identificar um morcego suspeito de raiva. Se observar um morcego voando ou alimentando-se durante o dia, pousado em local desprotegido ou encontrá-lo caído ou morto no chão, entre em contato com o Controle de Endemias ou com o Centro de Controle de Zoonoses da sua cidade e solicite a remoção do animal. Em Natal os telefones são: 3232-8235 e 3232-8237. Não toque no animal, afaste pessoas e animais do local e tente colocar uma caixa, balde ou pano em cima do morcego. Em caso de dúvidas se o morcego entrou no local ou não e se ocorreu contato, também é preciso buscar assistência médica”, informou a Sesap em nota.

O ano de 2010 foi o que teve o mais alto número de registro de raiva em morcegos no Rio Grande do Norte: 64. Naquele ano, foi registrado um caso de raiva humana, transmitido por morcego.

Recomendações da Sesap

  • Em todo caso de mordedura e/ou arranhadura com animal que pode transmitir raiva, lave a lesão com água corrente e sabão e procure assistência médica imediatamente.
  • Na situação em que morcego adentrou um local e existe dúvida se ocorreu contato com o animal, também é preciso buscar assistência médica.
  • Caso encontre morcego durante o dia (vivo ou morto), não toque no animal, coloque algo cobrindo-o e informe à Secretaria Municipal de Saúde para que seja feito recolhimento do morcego.
  • Cães ou gatos que forem encontrados com morcegos devem ficar em isolamento por 180 dias e devem receber duas ou três doses de vacina antirrábica dependendo do estado imunológico do animal.
  • A vacinação anual contra raiva em cães, gatos, bois, cavalos, porcos, bodes, carneiros e asnos é uma das principais medidas para prevenção da raiva.

Fonte: G1RN

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu