ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA QUINTA-FEIRA

 


O ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, sobe o tom e acusa os EUA de agirem de má-fé. A tragédia de Brumadinho completa 3 meses com 37 pessoas desaparecidas. As empresas aéreas intensificam a fiscalização da bagagem de mão para voos nacionais. Bolsonaro decreta o fim do horário de verão. A Câmara instala a comissão especial que vai analisar a reforma da Previdência. E a calculadora do G1simula quando você vai se aposentar se a proposta for aprovada.

INTERNACIONAIS

Empresário turco

Ali Sipahi, turco que foi preso no Brasil e acusado pelo governo turco de pertencer a uma organização terrorista — Foto: Divulgação / Centro Cultural Brasil-Turquia

Ali Sipahi, turco que foi preso no Brasil e acusado pelo governo turco de pertencer a uma organização terrorista — Foto: Divulgação / Centro Cultural Brasil-Turquia

Um empresário turco, que tem cidadania brasileira, está preso há 20 dias na PF em São Paulo, a pedido da Turquia. Ali Sipahi é acusado pelo governo Erdogan de pertencer a um grupo de oposição, tido como terrorista em seu país. O Hizmet, no entanto, não é considerado terrorista pela ONU.

Kim critica os EUA

O ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, subiu o tom e acusou os EUA de agirem com má-fé no 2º encontro entre ele e Donald Trump, em fevereiro. O norte-coreano fez a declaração no mesmo dia em que se encontrou com o presidente da Rússia, Vladimir Putin. Os dois discutiram o impasse nuclear na península coreana.

Terrorismo no Sri Lanka

O governo do Sri Lanka revisou o número de mortos nos ataques ao país no domingo de Páscoa para cerca de 250 pessoas. O levantamento anterior apontava que 359 pessoas haviam morrido.

Fonte: G1

Implante revolucionário ‘transforma’ pensamento em fala

O implante registra a atividade cerebral de uma área do cérebro associada à produção da fala. (VEJA.com/VEJA/VEJA)

Pesquisadores americanos desenvolveram um decodificador capaz de traduzir a atividade cerebral e transformá-la em fala. A descoberta poderia restaurar a fala de indivíduos que perderam a voz devido à doenças como câncer de garganta, Parkinson e esclerose lateral amiotrófica (ELA) – doença que afetava o físico Stephen Hawking. “É um grande avanço. Isso pode ser muito importante para as pessoas que não têm meios de produzir linguagem”, comentou Kate Watkins, da Universidade de Oxford, na Inglaterra, ao The Guardian.

De acordo com o estudo, publicado na revista Nature, o mecanismo funciona em dois estágios: no primeiro, um eletrodo é implantado no cérebro pra captar os sinais elétricos que controlam os movimentos dos lábios, língua, caixa de voz e mandíbula. Em seguida, um programa lê as informações coletadas para simular a movimentação que forma os sons das palavras na boca e na garganta.

Essa leitura é sintetizada e reproduzida por um aparelho chamado trato vocal virtual. “Pela primeira vez podemos gerar frases inteiras com base na atividade cerebral de um indivíduo”, disse Edward Chang, da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, à BBC.

Sintetizadores de fala já existentes – como o que era utilizado por Stephen Hawking – geralmente envolvem soletrar as palavras letra por letra utilizando movimentos musculares dos olhos ou da face. Estes aparelhos permitem ao paciente dizer cerca de oito palavras por minuto – a fala natural tem em média 100 a 150.

A nova tecnologia tem ‘velocidade de fala’ mais rápida – quase similar a fala natural, embora a pronúncia de algumas palavras seja menos clara. Ainda assim, os cientistas dizem que essas imperfeições não representariam uma barreira significativa à comunicação já que, com o tempo, as pessoas se familiarizam com as peculiaridades da fala de modo a compreender o que está sendo dito independente das dificuldades.

A equipe americana ainda salientou que embora a descoberta seja promissora, estudos clínicos serão necessários para confirmar os atuais resultados. Trabalhos anteriores já haviam tentado traduzir artificialmente a atividade cerebral em fala, mas este é o primeiro a apresentar resultados tão promissores.

Como funciona?

Para testar o equipamento, foram recrutados cinco voluntários que estavam se preparando para passar por uma neurocirurgia para epilepsia. Na preparação para o procedimento, os médicos implantaram temporariamente eletrodos no cérebro desses pacientes para mapear as fontes das convulsões. Durante o tempo em que os eletrodos estavam implantados, a equipe realizou testes de leitura para que pudessem registrar a atividade cerebral de uma área do cérebro associada à produção da fala. Essas medições tinham como objetivo decodificar a fala através da tradução de sinais elétricos no cérebro responsáveis pelos movimentos vocais que se transformariam em movimentos em sons da fala.

Com os dados coletados, a equipe configurou um algoritmo de aprendizado para combinar os padrões de atividade elétrica no cérebro e os movimentos vocais que produziam. O trato vocal virtual, como foi batizado, é controlado diretamente pelo cérebro para produzir uma aproximação sintética da voz do indivíduo, assimilando até mesmo o gênero de quem fala. “Esta é uma estimulante prova de que, com a tecnologia que já está ao nosso alcance, devemos ser capazes de construir um dispositivo que seja clinicamente viável para pacientes com perda de fala”, ressaltou Chang.

No entanto, os pesquisadores salientaram que o implante pode não ser viável para determinados pacientes, como os que sofreram acidente vascular cerebral (AVC) em partes do cérebro que controlam a produção da fala.

Os pesquisadores ainda testaram a inteligibilidade das frases produzidas pelo dispositivo. Os participantes foram apresentados a 100 sentenças e um conjunto de 25 palavras. Em 43% das vezes, eles foram capazes de transcrever a frase à perfeição, indicando que o aparelho é capaz de pronunciar frases com significativa precisão. Apenas palavras com letras específicas, como ‘p’ e ‘b’ não foram decodificadas adequadamente, mas isso pode não representar um problema para a utilização futura do dispositivo.

Leitura de pensamentos

Como o equipamento é capaz de interpretar a atividade cerebral e convertê-la em fala – o que poderia ser entendido como ‘leitura de mente’ -, os pesquisadores também testaram o equipamento para verificar a possibilidade. “Tentamos ver se é realmente possível. E acontece que é um problema muito difícil e desafiador. Essa é uma das razões pelas quais nos concentramos apenas no que as pessoas estão tentando dizer“, revelou Chang.

Embora neste momento ainda não seja fácil ‘ler a mente’, já existe dentro da comunidade científica um debate ético sobre tecnologias que conseguem desvendar os pensamentos das pessoas.

Veja

 

NACIONAIS

Reforma da Previdência

Câmara instalou hoje a comissão especial que vai analisar a reforma da Previdência. O deputado Marcelo Ramos (PR-AM) será o presidente e Samuel Moreira (PSDB-SP), o relator. Essa é a 2ª etapa de tramitação da proposta. Veja os passos que a reforma vai percorrer na comissão.

Ramos, do PR (à esquerda), será o presidente da comissão; Moreira, do PSDB, o relator — Foto: Luis Macedo e Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

Ramos, do PR (à esquerda), será o presidente da comissão; Moreira, do PSDB, o relator — Foto: Luis Macedo e Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

Economia com a reforma

Durante café da manhã com jornalistas, Bolsonaro afirmou que a economia com as mudanças nas aposentadorias não pode ficar abaixo dos R$ 800 bilhões em 10 anos. Caso contrário, o Brasil vai parecer a Argentina, disse o presidente. A proposta do governo prevê que a União poupe R$ 1,2 trilhão.

Calculadora da Previdência

Se a reforma for aprovada, quando vou me aposentar? Ferramenta simula o que acontecerá se mudanças forem aprovadas

Fim do horário de verão

Bolsonaro assina decreto que acaba com o horário de verão

Bolsonaro assina decreto que acaba com o horário de verão

O presidente Bolsonaro assinou decreto que acaba com o horário de verão. Segundo o governo, a medida não economizava mais energia e afetava o relógio biológico da população. “Com toda certeza, [sem a mudança nos relógios] a produtividade do trabalhador aumentará”, afirmou Bolsonaro.

Inquérito do STF

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, enviou explicações ao colega Edson Fachin sobre o inquérito que apura ofensas aos membros do tribunal. Moraes, que é o relator do caso, defendeu as medidas adotadas na investigação. Segundo ele, os ataques põem em risco a “própria estabilidade institucional do Supremo”. Na semana passada, Fachin pediu esclarecimentos a Moraes porque é o relator de ação que questiona a investigação.

Suspeito de corrupção

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao STF que o senador Fernando Collor de Mello seja condenado a 22 anos e 8 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O parlamentar é acusado de receber mais de R$ 30 milhões em propina de subsidiária da Petrobras. Collor nega.

Desmatamento ilegal

A Polícia Federal e o MPF realizaram uma operação para desarticular um esquema de extração ilegal de madeira na floresta amazônica. Um superintendente do Ibama e outras 18 pessoas foram presas no Amazonas. Outras 10 pessoas são procuradas.

3 meses de Brumadinho

Ato em memória dos 233 mortos em Brumadinho. A tragédia completa 3 meses nesta quinta (25). — Foto: Ramon Bitencourt/O Tempo/Estadão ConteúdoAto em memória dos 233 mortos em Brumadinho. A tragédia completa 3 meses nesta quinta (25). — Foto: Ramon Bitencourt/O Tempo/Estadão Conteúdo

Ato em memória dos 233 mortos em Brumadinho. A tragédia completa 3 meses nesta quinta (25). — Foto: Ramon Bitencourt/O Tempo/Estadão Conteúdo

A tragédia de Brumadinho completou 3 meses hoje. De acordo com o último balanço da Defesa Civil, 233 pessoas morreram e 37 estão desaparecidas. A quinta-feira foi de homenagens às vítimas do desastre.

Desvio de armas

Tenente-coronel Alexandre de Almeida é preso — Foto: Reprodução / TV Globo

Tenente-coronel Alexandre de Almeida é preso — Foto: Reprodução / TV Globo

Foi preso em flagrante no Rio de Janeiro o tenente-coronel do Exército Alexandre de Almeida. Ele é suspeito de desviar armas para clubes de tiros no estado e no Espírito Santo. Almeida era responsável por fiscalizar o armamento. O oficial nega e diz que vai recorrer da prisão.

Regra mais rígida

As empresas aéreas brasileiras intensificaram a fiscalização do tamanho das bagagens de mão de passageiros em voos nacionais. Em 4 aeroportos do país, as malas que estiverem acima do tamanho padrão terão que ser despachadas.

Procedimento ilegal

A polícia prendeu no interior de São Paulo a dupla de cabeleireiros suspeita de realizar o procedimento estético que provocou a morte de Dayane Rodrigues, de 25 anos. Segundo o pai da vítima, ela contratou os dois para aplicação de silicone industrial nos glúteos.

Jovem morreu e deixou três filhos — Foto: José da Silva/Arquivo pessoal

Jovem morreu e deixou três filhos — Foto: José da Silva/Arquivo pessoal

Também teve isso…

Kaley Cuoco — Foto: Reprodução/Instagram

Kaley Cuoco — Foto: Reprodução/Instagram

 Fonte: G1

Raquel Dodge pede ao STF 22 anos de prisão para Collor na Lava Jato

Em alegações finais, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que imponha ao senador Fernando Collor (PROS) uma pena de 22 anos, 8 meses e 20 dias, em ação penal no âmbito da Operação Lava Jato. Raquel apontou a suposta participação do senador em propinas, que somadas, chegariam a R$ 50,9 milhões em contratos da BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras. Ele é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A procuradora-geral detalha que “entre 2010 e 2014, uma organização criminosa instalou-se nas Diretorias da Petrobras Distribuidora S/A – BR Distribuidora – capitaneada pelo Partido Trabalhista Brasileiro, em particular na figura do Senador Fernando Collor, e também pelo Partido dos Trabalhadores, com destaque para o Deputado Federal Vander Loubet”.

Segundo Raquel, Collor participou de supostas propinas de “pelo menos R$ 9.950.000,00 em razão de contrato de troca de bandeiras em postos de combustíveis”. Ele também teria recebido vantagens de “pelo menos R$ 20.000.000,00 em razão de contratos para a construção de bases de distribuição de combustíveis celebrados entre a BR Distribuidora”.

Raquel diz que Collor também integrou suposto esquema envolvendo “pelo menos R$ 1.000.000,00 em propinas em razão de contrato de gestão de pagamentos e programa de milhagens”. E ainda propinas de “R$ 20.000.000,00 para viabilizar hipotético e futuro contrato de construção e leasing de um armazém de produtos químicos em Macaé/RJ”.

Porsche, Ferrari, Land Rover…

A procuradora-geral ainda expôs a compra de carros de luxo, apartamentos e obras de arte como parte da lavagem de dinheiro imputada a Collor, com o uso das supostas propinas. Segundo ela, contas bancárias pessoais de Collor giraram R$ 2,6 milhões entre janeiro de 2011 e abril de 2014 na forma de depósitos em dinheiro.

Entre os veículos atribuídos a Collor, a procuradora-geral cita um Flying Spur, marca Bentley, por R$ 975 mil, uma Range Rover de R$ 570 mil, uma Ferrari de R$ 1,4 milhão, uma Lamborghini de R$ 3,2 milhões e um Porsche de R$ 395 mil.

A chefe do Ministério Público Federal ainda cita a compra, em 2010, de uma casa de R$ 4 milhões na Pedra do Baú, próxima de Campos do Jordão, um imóvel em Barra de São Miguel, em Alagoas, por R$ 450 mil, e quatro salas comerciais por R$ 950 mil, em Maceió (AL).

Também mencionou salas comerciais, um quadro de Di Calvalcanti apreendido em sua residência em Brasília, no valor de R$ 4,6 milhões, e uma lancha batizada com o nome “Balada II”, e, depois, nomeada como “Mama Mia II”, adquirida por R$ 900 mil.

Parte dos itens estava em nome de empresas ligadas ao senador, segundo Raquel.

Conduta

A procuradora-geral afirma ainda que reforça a culpabilidade o fato de que Collor “foi Deputado Federal, Governador de Estado e mesmo Presidente da República, afastado do cargo precisamente por suspeitas de corrupção”. “Agora, anos depois, enquanto Senador da República, há não apenas suspeitas, mas prova para além de dúvida razoável de que cometeu crimes”.

Defesa

O senador Fernando Collor afirmou que “mais uma vez será demonstrada a fragilidade da denúncia”.

Estadão Conteúdo

Comments

Diretor do BB deixa o banco após peça publicitária desagradar a Bolsonaro

O diretor de Comunicação e Marketing do Banco do Brasil, Delano Valentim, deixará o banco depois de uma campanha publicitária desagradar o presidente da República, Jair Bolsonaro, e também a alta cúpula da instituição financeira. O executivo está em férias e quando retornar não permanecerá na posição.

O presidente do BB, Rubem Novaes, confirmou, por meio nota enviada pela sua assessoria de imprensa ao Estadão/Broadcast, que concordou com Bolsonaro sobre a necessidade de retirar o filme publicitário do ar. Informou ainda que a decisão de saída do diretor foi um “consenso”.

“O presidente e eu concordamos que o filme deveria ser recolhido. Saída do diretor em decisão de consenso inclusive com aceitação do próprio”, explicou Novaes.

A campanha publicitária em questão era apresentada por jovens para divulgar o serviço de abertura de conta corrente pelo aplicativo do banco. A decisão de retirá-la do ar contraria a bandeira que o Banco do Brasil defendeu nos últimos anos de apoio à diversidade e ainda da necessidade de rejuvenescer sua base de clientes.

Estadão Conteúdo

Comments

Anac: volta da franquia de bagagem pode afastar empresas low cost

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) disse hoje (25) que a volta da franquia mínima de bagagem pode afastar novas empresas e investidores interessados no setor aéreo do país. A volta da franquia é uma das alterações aprovadas nesta quinta-feira (25) pela comissão mista que analisa a Medida Provisória (MP) 863/2018, que permite 100% de capital estrangeiro nas empresas aéreas. O texto ainda precisa passar por votação na Câmara dos Deputados e no Senado. O prazo de validade da MP é até 22 de maio.
Desde a entrada em vigor da Resolução nº 400/2016 da Anac, em junho de 2017, as empresas aéreas estão autorizadas a cobrar pelo despacho de bagagens. Pela norma, o passageiro tem direito a transportar como bagagem de mão um volume de até 10 quilos em viagens nacionais e internacionais, com limite de 55 centímetros (cm) de altura por 40 cm de comprimento.

Pela proposta aprovada na comissão, a franquia mínima de bagagem nos voos domésticos será de 23 quilos por passageiro nas aeronaves acima de 31 assentos; 18 quilos para as aeronaves de 21 até 30 assentos; e 10 quilos para as aeronaves de até 20 assentos.

A Anac informou que apoia a abertura do setor aéreo a 100% de capital estrangeiro, classificou a possível alteração de retrocesso e disse que vê com preocupação as mudanças no texto da MP. A agência diz temer que a volta da franquia de bagagem despachada afaste especialmente as empresas low cost (baixo custo) que começam a chegar ao país.

“O retrocesso imposto pelas alterações à MP do Capital Estrangeiro, que prometia criar ambiente concorrencial mais vigoroso no setor aéreo brasileiro, deverá atingir a oferta de voos a preços mais baixos com origem e destino no exterior e impedir a operação das empresas low cost no mercado doméstico. Para a Anac, quem mais perderá com as mudanças, com a concentração de mercado, serão os usuários do transporte aéreo no país.

Outra alteração criticada pelo órgão regulador é a exigência de realização de voos regionais pelo período mínimo de dois anos. De acordo com a Anac, a obrigatoriedade de empresas estrangeiras operarem rotas regionais no país tende a desestimular as companhias aéreas que planejam competir com as brasileiras em igualdade de condições. “Em rotas aéreas com distância de 1.000 km, por exemplo, a tarifa aérea média cobrada por uma empresa sem concorrente em 2018 foi 33% maior que a praticada em ambientes competitivos (com duas ou mais empresas)”, afirma a Anac.
Ministério do Turismo

Em nota, o Ministério do Turismo também critica as alterações na MP, dizendo que estas podem afastar potenciais interessados no mercado de aviação no país.

“A inclusão de emendas alterando o conteúdo original pode ter um impacto perigoso na abertura do mercado de aviação nacional e afastar empresas estrangeiras que desejam operar no país, incluindo as low costs. Nesta equação, a população brasileira é a grande prejudicada, uma vez que a ampliação do mercado — atendido atualmente por quatro empresas, sendo uma em processo de recuperação judicial — possibilitará o aumento de rotas com possibilidade de impacto na redução do custo da passagem aérea para os viajantes”, diz a nota.

Agência Brasil

Comments

Perfil do Facebook de Danilo Gentili é suspenso por acusações de racismo e humorista reage: “lixo”

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter

Danilo Gentili

@DaniloGentili

O lixo do @FacebookBrasiI acaba de me banir por sete dias por um post de 2016 onde eu brincava com a @jublackpower – detalhe: a idéia da brincadeira foi dela.
Dezenas de pessoas me imputam crime de racismo no mesmo Facebook e não são banidas. Imputar crime: OK. Piada: Não pode.

2.307 pessoas estão falando sobre isso

O perfil do apresentador Danilo Gentili foi suspenso nesta quinta-feira (25) por um prazo sete dias devido a uma postagem realizada por ele em 2016 que foi considerada racista pelo site.

“O lixo do @FacebookBrasiI acaba de me banir por sete dias por um post de 2016 onde eu brincava com a @jublackpower – detalhe: a ideia da brincadeira foi dela”, disparou Gentili em seu Twitter.

A postagem em questão traz o apresentador ao lado de sua assistente de palco Juliana Oliveira e de um ovo de páscoa. Na legenda, Gentili escreveu: “De um lado esse maravilhoso chocolate que comerei o dia todo durante esse domingo tão especial. Do outro lado um ovo de páscoa escrito meu nome”.

Publicidade da Previdência será dedicada a dúvidas da população

Concluída a primeira etapa da reforma da Previdência na Câmara com a aprovação de constitucionalidade, o governo prepara uma ofensiva publicitária para tentar conquistar apoio da população.

Auxiliares do presidente Jair Bolsonaro avaliam que para as próximas fases de votações será necessário um reforço no esclarecimento do que é o projeto a partir de dúvidas que os próprios cidadãos demonstrem ter.

Para isso, a primeira etapa da campanha —que deve ir ao ar na semana do dia 6 de maio— vai ter como mote “o governo não tem medo de perguntas”.

As peças que serão veiculadas em canais de rádio e TV e nas redes sociais vão convidar a população a enviar ao governo suas principais dúvidas sobre o projeto que muda as regras de aposentadoria no país.

Serão criados canais para envio de perguntas, como por exemplo, pelo aplicativo de troca de mensagens WhatsApp.

O governo quer reforçar na comunicação o discurso de que com a reforma o sistema previdenciário do país se tornará mais igualitário.

Esse tom foi adotado por Bolsonaro em pronunciamento feito em rede nacional na noite de quarta (24).

Ele defendeu também que sem a reforma não sobrará dinheiro para que o governo invista em áreas prioritárias como saúde, educação e segurança pública.

Entre as alterações previstas na PEC (proposta de emenda à Constituição) que tramita na Câmara, será elevada a idade mínima das mulheres de 55 para 62 anos e dos homens de 60 para 65.

Os principais pontos de resistência do Congresso são as medidas que tratam do BPC (Benefício de Prestação Continuada), pago a idosos carentes, e a aposentadoria rural. O governo informou nesta quinta-feira (25) que esses pontos forem alterados, a economia com a aprovação do projeto cairá de R$ 1 trilhão para R$ 900 bilhões.

Bolsonaro, contudo, já admitiu um piso de R$ 800 bi para a economia com a reforma.

A meta da equipe de comunicação é colocar no ar a propaganda junto com o início do funcionamento da comissão especial da Câmara, segundo colegiado por onde a reforma passa na Câmara antes de ser enviada ao plenário.

O colegiado foi formado nesta quinta, mesmo dia em que o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) foi designado relator.

Como na próxima semana há um feriado do dia do trabalhador, as atividades legislativas devem ser suspensas e a primeira sessão da comissão deve ocorrer apenas na semana do dia 6 de maio.

Folhapress

Comments

Diretor da CBF vê base sem ‘diretriz’ e seleções ‘desconectadas do País’

Diretor de Desenvolvimento da CBF, o ex-jogador Juninho Paulista declarou nesta quinta-feira estar preocupado com o que chamou de “falta de diretriz” para a formação de jogadores no Brasil. O dirigente, que assumiu o posto este mês, disse ainda que a saída cada vez mais precoce de jogadores para atuar no exterior está fazendo com que as seleções brasileiras fiquem “desconectadas do País”.

As declarações foram dadas durante um dos painéis do seminário Somos Futebol, que está sendo realizado na CBF. O ex-jogador participou de bate-papo que reuniu ainda o coordenador da seleção, Edu Gaspar, e representantes da Fifa e da Conmebol.

“Assusta quando a gente vê a seleção brasileira e muitos (torcedores) às vezes sem conhecer um ou dois jogadores. A gente não vê essa conexão com o brasileiro”, comentou Juninho. “Nossas seleções estão cada vez mais desconectadas do País.”

Para ele, parte do problema está na saída precoce dos atletas. Ele considera que os clubes do exterior, em especial os europeus, acabam fazendo um trabalho dentro do País muitas vezes melhor do que os próprios brasileiros.

“Acho que o maior problema está no jovem. São poucos clubes no Brasil que conseguem segurar”, avaliou. “Eles (europeus) estão muito mais preparados que a gente. Tem equipes europeias identificando atletas nossos que a gente nem conhece. É uma coisa a se pensar.”

Para o dirigente, outro problema está na falta de metodologia para a formação de atletas. “A gente tem que criar uma diretriz, uma metodologia. Hoje há metodologias aplicadas nos cursos (de treinador), estão cada vez melhores. Mas qual é a metodologia do futebol brasileiro?”, indagou. “O Branco (coordenador de Base da CBF) falou que temos que resgatar a essência, mas o que é feito para resgatar a essência? O que estamos ensinando? Qual é nosso parâmetro? Qual é nossa diretriz? Não tem!”, disparou Juninho.

O dirigente reiterou que ainda está “se inteirando” do trabalho que precisa ser feito na CBF, e não chegou a apontar soluções. Ainda assim, fez um alerta: “não é um trabalho a curto prazo. É de médio e longo prazo”.

Sentado ao seu lado, o coordenador Edu Gaspar foi econômico nas palavras durante o bate-papo. Mas concordou com o colega de CBF. “Hoje nós temos na seleção brasileira 98%, 99% de jogadores que jogam na Europa. O Sampaoli (técnico do Santos, que treinou a seleção argentina) veio aqui e disse que o mesmo evento ele teve na Argentina, que ele falava ao presidente da federação que ele tinha que ter um escritório na Europa, não na Argentina”, disse Edu. “Temos que atacar isso.”

Estadão Conteúdo

Comments

STF está sob ataque e sofre momento de descrédito, afirma Barroso

Barroso

Em discurso forte durante palestra nos Estados Unidos, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso afirmou que a corte está sob ataque e vive um momento de descrédito porque alguns de seus colegas atuam como obstáculo no combate à corrupção no Brasil.

Sem nominar nenhum dos outros dez magistrados que dividem com ele o plenário do STF, Barroso disse nesta quinta-feira (25) que há um sentimento em grande parte da sociedade de que o Supremo protege a elite corrupta do país e que, por isso, tem perdido confiança e credibilidade.

“A pergunta que me faço frequentemente é por que o STF está sob ataque, por que está sofrendo esse momento de descrédito. Bem, o que acho que está acontecendo é que há uma percepção em grande parte da sociedade e da imprensa brasileira de que o STF é um obstáculo na luta contra a corrupção no Brasil”, disse o ministro durante palestra na Universidade de Columbia, em Nova York.

“Eles sentem que o Supremo frequentemente protege a elite corrupta”, completou.

A declaração do ministro ocorre em meio à escalada de tensão entre os Poderes no Brasil e no momento em que a decisão de investigar ou reagir aos críticos, por exemplo, dividiu o tribunal.

Na semana passada, o presidente do STF, Dias Toffoli, e o ministro Alexandre de Moraes protagonizaram episódios em relação ao inquérito que investiga a divulgação de fake news contra integrantes da corte. Moares chegou a determinar a retirada do ar de uma reportagem contra Toffoli —depois recuou.

Para Barroso, quando o Supremo toma decisões com as quais a sociedade não concorda ou não entende, “a força é a única coisa que resta”.

“Uma corte que repetidas vezes toma decisões com as quais a sociedade não concorda e não entende, aí se tem um problema. Porque autoridade depende de confiança e credibilidade. Se você perde isso, a força é a única coisa que resta”, afirmou o ministro.

Diante de uma plateia em que estava o juiz federal Marcelo Bretas, que comanda a Operação Lava Jato no Rio, Barroso listou o que diz serem os motivos objetivos que levaram o STF ao atual cenário, como diversos habeas corpus concedidos pela 2ª Turma do STF a presos por corrupção, a decisão da corte de passar para a Justiça Eleitoral o julgamento de crimes ligados a caixa dois —que não tem “estrutura nem expertise para isso”—, e a condenação da prática de conduções coercitivas, por exemplo, em suas palavras, usadas desde 1940.

Para Barroso, alguns ministros “mostram mais raiva de procuradores e juízes que estão fazendo um bom trabalho do que de criminosos que saquearam o país”.

“Tudo o que o STF pode retirar da Vara Federal de Curitiba, onde o combate à corrupção está funcionando bem, ele [Supremo] o fez”, afirmou.

O ministro Gilmar Mendes, com quem Barroso já teve diversos embates públicos, concedeu habeas corpus a diversos presos no Rio, como ao empresário Jacob Barata Filho, investigado pelo envolvimento em um esquema de corrupção que atuou no setor de transportes do Rio e teria movimentado R$ 260 milhões em propina.

No início de sua fala, logo após o discurso de Barroso, o juiz Marcelo Bretas fez referência às ponderações do ministro e disse que era “irrelevante a opinião que um ministro —e não estou falando do Barroso— tenha sobre a minha pessoa”. Os confrontos entre Bretas e Gilmar Mendes também são notórios.

“Não podemos nos acovardar, não podemos temer nenhum tipo de reação. Barroso falou que o trabalho de combate à corrupção tem sido muito atacado ultimamente, por parte de autoridades que estão acima da minha autoridade, mas para mim é irrelevante a opinião que um ministro tenha sobre a minha pessoa, isso é irrelevante para o nosso trabalho”, disse o responsável pela Lava Jato no Rio.

Barroso falou ainda que a democracia brasileira vive hoje “um momento sombrio”, mas que é preciso apostar na política para mudar os paradigmas.

De acordo com o ministro, que listou o que classifica como conquistas da sociedade brasileira dos últimos 30 anos, “o filme de democracia no Brasil é muito bom, mas a foto neste momento é um pouco sombria”.

Ele afirmou que há estabilidade institucional e econômica no país, além de avanços na inclusão social e diminuição da pobreza extrema, mas na sua opinião o país só vai passar para o patamar do mundo desenvolvido quando acabarem os escândalos éticos.

“Não é um momento trágico, é um momento difícil mas é um momento de recomeço pelo qual o país precisa passar”, declarou.

Folhapress

Comments

Canuto chama de fake news críticas à transposição do São Francisco

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, classificou hoje (25) de fake news (notícias falsas) as afirmações de que o processo de transposição do São Francisco é responsável pela degradação do rio. Durante abertura de um evento da pasta voltado paa a discussão dos recursos hídricos, Canuto voltou a defender as obras de transposição e disse que a maior causa da diminuição no volume de água do “Velho Chico”, como é conhecido São Francisco, é a falta de preservação das nascentes e bacias hidrográficas que alimentam o rio.

“As afirmações [de] que a transposição [do São Francisco] está matando o rio porque capta água demais são falaciosas. Isso não é assim, a gente sabe que a transposição foi projetada quando o rio tinha [vazão de] mais de 1.000m³/s [metros cúbicos por segundo]. O que causa isso é o nosso descuido com as nascentes, o nosso descuido com a revitalização das [bacias]”, afirmou Canuto.

De acordo com o ministro, atualmente a vazão do rio é de 700m³/s, inferior ao volume do início das obras, mas ainda suficiente para a continuidade da transposição. “A captação [para a transposição] é de 4m³/s, o que representa menos de 0,6% da vazão do rio. Quando estiver em operação comercial, a vazão média será de 15m³/s. Em época de tantas fake news, temos que olhar o problema onde de fato ele existe”, acrescentou.

Nesta quinta-feira, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, suspendeu uma decisão da segunda instância da Justiça Federal que impedia a continuidade das obras no último trecho do Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco. Segundo o site do Ministério do Desenvolvimento Regional, as obras do trecho estão 97% concluídas.

Em fevereiro, o ministro Gustavo Canuto disse, durante encontro com o governador do Ceará, Camilo Santana, que as águas alcançariam o trecho final no estado até o segundo semestre deste ano.

Agência Brasil

 

Vice é ‘uma sombra’, mas por enquanto está tudo bem, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro comparou nesta quinta-feira, 25, o papel de vice-presidente a uma “sombra que às vezes não se guia de acordo com o sol, mas por enquanto está tudo bem”. O comentário foi feito quando Bolsonaro foi questionado como está sua relação com seu vice, Hamilton Mourão – que vem sofrendo críticas diárias do vereador Carlos Bolsonaro, um dos filhos do presidente.

“Não tem problemas”, disse. “Como um excelente casamento, se todo mundo disser sim não vai dar certo”, afirmou em café com um grupo de jornalistas convidados, entre eles uma profissional do Estado. “A gente continua dormindo junto. O problema é quem vai lavar a louça no final do dia”, acrescentou o presidente. Sentado ao lado, o vice emendou: “Ou cortar a grama”. Bolsonaro continuou: “Sei que meu filho (Carlos) tem um ânimo um pouco exaltado. Esse casamento (com Mourão) é, no mínimo, até 2022”.

O presidente disse que “nem sempre fica satisfeito” com o que seu filho posta, mas garantiu que o vereador vai continuar “colaborando” para as suas redes socais quando perguntando se irá proibir o filho de publicar na sua conta pessoal.

“Pode ter certeza que eu converso com ele e nem sempre fico satisfeito (com o que ele escreve). A experiência de governo, só quem está sentado na cadeira que tem. Eu tenho conversado com ele. Ele tem o comportamento dele. Ele vai continuar colaborando para as minhas redes sociais. Pode ter certeza que o navio dele está indo para um bom caminho”, disse.

Quando o assunto crise dominou a entrevista, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, pediu a palavra. “Existe uma obsessão para quem está fora do Planalto de criar cisão entre nós. O Mourão foi meu cadete. Para eu brigar com ele, só se eu assediar a dona Paula”, disse, brincando com a mulher do vice, que é recém-casado. Segundo o ministro, esse tipo de assunto faz com que o País se apequene. “É muito espaço para coisas que não são importantes.”

Estadão Conteúdo

Comments

Comments

LOCAIS

Apesar da grave situação financeira do Estado, governadora pede aumento de 16,38% para procuradores do Estado e defensores públicos

Seria algo inacreditável, se realmente não estivesse acontecendo. A governadora Fátima Bezerra decidiu enviar para a Assembleia Legislativa um projeto de lei que concede um aumento de 16,38% nos salários dos procuradores do Estado.

Mas não para por aí, o efeito cascata vai longe: também deve-se ter aumento para os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e para os membros da Defensoria Pública do Estado (DPE). Vale lembrar que o teto dessas categorias é de 90,25% dos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que é de mais de R$ 39 mil.

Na mensagem enviada à Assembleia Legislativa, o Governo do Estado nem teve sequer o cuidado de informar qual o impacto financeiro que isso vai provocar nas contas do Estado.

A atitude da governadora em beneficiar quem já ganha acima de R$ 26 mil obviamente irritou a todos, principalmente os demais servidores, que estão há quase 10 anos sem reajuste real nos salários e com aproximadamente R$ 1 bilhão em dívidas.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Direta (Sinsp), Janeayre Souto, companheira de Fátima de todas as horas, foi a primeira a se manifestar lembrando dos salários atrasados e da falta de aumentos para os demais servidores. O subtenente Eliabe Marques, que presidente a Associação da categoria classificou como imoralidade o ato da governadora. Chegou a dizer que é um “tapa na cara dos servidores”. De fato, é.

Fátima ignorou a grande parte dos servidores em benefício de uma categoria que já é muito bem remunerada. Realmente ela mostra estar alinhada com o discurso de campanha mostrando que está governando para todos e contra o que ela sempre chamou de “ricos e poderosos”.

Comments

Petrobras vende 34 campos terrestres no RN por 384,2 milhões de dólares; 28,8 milhões já foram pagos hoje

A Petrobras assinou hoje três contratos de compra e venda para alienação de ativos no valor total de US$ 10,3 bilhões (cerca de R$ 40 bilhões). Em 2019, considerando as transações de desinvestimentos assinadas e a operação concluída, o valor total de alienação de ativos é de US$ 11,3 bilhões. Entre eles, a cessão de 34 campos terrestres no Rio Grande do Norte

O valor total da transação no Rio Grande do Norte é de US$ 384,2 milhões a serem pagos em três parcelas: i) US$ 28,8 milhões pagos na data de hoje; ii) US$ 293,9 milhões na data de fechamento, sem considerar os ajustes devidos; e iii) US$ 61,5 milhões como earn-out vinculado à aprovação, pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), da extensão do prazo contratual de 10 das 34 concessões objeto da transação.

A Petrorecôncavo S.A, que apresentou a segunda melhor oferta do processo competitivo, foi selecionada após a desclassificação da empresa 3R Petroleum.

Os campos objeto dessa transação são os seguintes: Acauã (AC), Asa Branca (ASB), Baixa do Algodão (BAL), Boa Esperança (BE), Baixa do Juazeiro (BJZ), Brejinho (BR), Cachoeirinha (CAC), Cardeal (CDL), Colibri (CLB), Fazenda Curral (FC), Fazenda Junco (FJ), Fazenda Malaquias (FMQ), Jaçanã (JAN), Janduí (JD), Juazeiro (JZ), Lorena (LOR), Leste de Poço Xavier (LPX), Livramento (LV), Maçarico (MRC), Pardal (PAR), Patativa (PAT), Pajeú (PJ), Paturi (PTR), Poço Xavier (PX), Riacho da Forquilha (RFQ), Rio Mossoró (RMO), Sabiá (SAB), Sabiá Bico de Osso (SBO), Sabiá da Mata (SDM), Sibite (SIB), Três Marias (TM), Trinca Ferro (TRF), Upanema (UPN) e Varginha (VRG).

Todas as concessões são 100% Petrobras à exceção dos campos de Cardeal e Colibri onde a Petrobras detém 50% de participação, tendo a Partex como operadora com 50% de participação, e dos campos de Sabiá da Mata e Sabiá Bico-de-Osso onde a Petrobras tem 70% de participação, tendo a Sonangol como operadora com 30% de participação.

As três operações estão em consonância com a Sistemática para Desinvestimentos da Petrobras e alinhadas ao Decreto 9.188/2017, que estabelece o regime especial de desinvestimentos das sociedades de economia mista federais, e ao Decreto 9.355/2018 que dispõe sobre o procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos, conforme aplicável.

Comments
Fonte: Blog do BG

Por G1 RN

 


RN tem cerca de 440 mil motocicletas — Foto: Lana Honorato/Polícia Civil

RN tem cerca de 440 mil motocicletas — Foto: Lana Honorato/Polícia Civil

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou nesta quinta-feira (25) um projeto de lei de autoria do Governo do Estado que perdoa as dívidas do IPVA, que é o imposto sobre a propriedade de veículos automotores, até 2018 para proprietários de motocicletas com até 150 cilindradas.

Para receberem o perdão da dívida, os proprietários das motocicletas terão que estar com o IPVA de 2019 pago e a taxa de licenciamento deste ano também regularizada. Além disso, os motociclistas devem ter o seguro DPVAT em dia, não apresentar multas em aberto e não ter impedimento no Renavam, que é o registro nacional de veículos automotores.

Com a aprovação do projeto, o Governo do RN almeja arrecadar cerca de R$ 14 milhões com pagamentos do IPVA de 2019 para quem estava inadimplente. Durante a sessão, os parlamentares elogiaram o projeto, que acreditam que vai beneficiar principalmente pessoas de baixa renda – que não teriam condições de quitar a dívida – e que sobrevivem da agricultura.

No Rio Grande do Norte, a frota atual é de 440.919 motocicletas, das quais quase 40% estão registradas no interior do estado. O Governo do RN pretende fazer um mutirão para que os motociclistas regularizem a documentação.

A intenção é também promover uma campanha de educação no trânsito. Com o projeto, o objetivo do governo é dar mais segurança a pilotos e pedestres, como também mostrar a importância de estar em dia com o fisco e com o órgão de trânsito, além de ajudar na arrecadação.

Por G1 RN


Muro de lagoa de captação cai e agua invade ruas em Natal

Muro de lagoa de captação cai e agua invade ruas em Natal

Várias lagoas de captação transbordaram em diferentes regiões da capital potiguar, após as chuvas que caíram ao longo de toda a manhã desta quinta-feira (25). O muro da lagoa do bairro Nova Descoberta cedeu e o volume de água tomou as ruas, na Zona Sul de Natal. O vídeo acima mostra o trecho intransitável.

Rua da Saudade, no bairro Nova Descoberta, em Natal, ficou alagada em Natal, após transbordamento de lagoa — Foto: Miguel Arrais

Rua da Saudade, no bairro Nova Descoberta, em Natal, ficou alagada em Natal, após transbordamento de lagoa — Foto: Miguel Arrais

A Secretaria de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi) de Natal informou que equipes do setor de conservação está enviando equipes às lagoas.

Além de Nova Descoberta, o G1 recebeu relatos de lagoas de captação transbordadas nos conjuntos Soledade I, Pajuçara e Jardim Primavera, na Zona Norte, e Pirangi, na Zona Sul da capital.

Também houve problema semelhante registrado pela Semopi na avenida Xavantes, no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul da capital.

Na região metropolitana da capital, no bairro Nova Parnamirim, a lagoa de captação da avenida Abel Cabral também transbordou e a água tomou a via. A manutenção, da lagoa, entretanto, é de responsabilidade da prefeitura de Parnamirim.

Lagoa de captação transbordou na avenida Abel Cabral, em Nova Parnamirim, na região metropolitana de Natal — Foto: Letícia Nascimento

Lagoa de captação transbordou na avenida Abel Cabral, em Nova Parnamirim, na região metropolitana de Natal — Foto: Letícia Nascimento

Por G1 RN

 


Imagem mostra a chuva sobre o Rio Grande do Norte, na manhã desta quinta-feira (25). — Foto: CPTEC/INPE

Imagem mostra a chuva sobre o Rio Grande do Norte, na manhã desta quinta-feira (25). — Foto: CPTEC/INPE

Chuvas de moderadas a fortes devem continuar caindo em todo o Rio Grande do Norte, especialmente nas regiões Leste e Agreste, até o próximo sábado (27), segundo informou a Empresa de Pesquisas Agropecuárias (Emparn) nesta quinta-feira (26). O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta amarelo para o RN e outros estados da região Nordeste.

Entre as 7h de quarta-feira (24) e 7h desta quinta (25), caíram 70 milímetros em Natal.

Mais precipitações são previstas inclusive para a região potiguar onde está ocorrendo a operação de contenção da Barra São Miguel II, no município de Fernando Pedrosa, coordenada pela Defesa Civil Estadual.

De acordo com a Emparn, as chuvas acontecem em decorrência da perda de força de um bloqueio atmosférico, presente desde a última terça-feira (23), o que acabou liberando a atuação da Zona de Convergência Intertropical sobre o estado.

Chuva, Nata, Rio Grande do Norte — Foto: Igor Jácome/G1

Chuva, Nata, Rio Grande do Norte — Foto: Igor Jácome/G1

A zona é influenciada pelo forte aquecimento das águas superficiais do oceano Atlântico, próximo do litoral potiguar, que registram temperaturas acima de 30º C – quase 2º C acima da média esperada.

A análise prevê que podem ocorrer trovões e ventanias em regiões com influência do relevo.

Alerta

Já o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) lançou um alerta de perigo potencial provocado pelas chuvas intensas que abrange 110 municípios potiguares das regiões Central, Oeste, Leste e Agreste potiguar. O alerta vale das 9h desta quinta-feira (25) às 9h da sexta-feira (26).

Além do estado, também podem ser afetados os estados da Paraíba, grandes áreas do Ceará e do Piauí.

Alerta amarelo foi disparado para o Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará e Piauí — Foto: Inmet

Alerta amarelo foi disparado para o Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará e Piauí — Foto: Inmet

O alerta aponta para chuvas entre 20 e 30 milímetros em uma hora ou até 50 milímetros por dia, além de ventos intensos, entre 40 e 60 quilômetros por hora.

De acordo com o instituto, há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

O alerta aponta que, em caso de rajadas de vento, a orientação é não se abrigar debaixo de árvores, pois há “leve risco de queda e descargas elétricas”. Também não é recomendável estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. O usuário também deve evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Deixe uma resposta

Fechar Menu