ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA QUINTA-FEIRA

LOCAIS

Reconhecimento

Grupos juninos recebem homenagem na Câmara Municipal de Natal

Presidente da Casa, vereador Raniere Barbosa, exaltou o colorido das quadrilhas que transforma os bairros natalenses em palcos de espetáculos todos os anos

Presidente Raniere Barbosa (Avante) destacou a importância dos grupos para a cidade

Arte que envolve e une através da dança e da música estados nordestinos em um mesmo ritmo, a Quadrilha Junina recebeu na Câmara Municipal de Natal das mãos da vereadora Eudiane Macedo (PTC), admiradora e incentivadora dos festejos, homenagens, nesta quarta-feira, 6, em sessão solene. Na ocasião, foi feita a entrega da Comenda Quadrilheiro Junino Marcílio Canário aos quadrilheiros de destaque no cenário potiguar; representantes do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Prefeitura de Natal participaram da iniciativa.

Em seu discurso, a vereadora Eudiane Macedo falou sobre sua ligação com a cultura junina. “Faz parte da minha essência; foi onde fiz grandes amizades e, inclusive conheci meu esposo. Por isso fico feliz em ver esse plenário tão colorido, tão festivo, apesar das dificuldades que as quadrilhas juninas enfrentam. Porém, quadrilheiro de verdade não se deixa abater pelas dificuldades. Muito pelo contrário, com criatividade, união e força de vontade transforma tudo em festa”, declarou.

“Hoje, o movimento quadrilheiro tem uma porta-voz nesta Casa. E tenho muito orgulho disso. Desde o início do meu primeiro mandato tenho buscado ações que gerem melhorias para os grupos juninos da capital potiguar. Por exemplo, incluímos emenda no Plano Plurianual 2013-2017 destinando auxílio financeiro, criamos a Comenda Marcílio Canário (ícone dos festejos de São João) para valorizar todos que lutam pelo segmento e cuja sessão realizamos neste momento, encaminhamos projeto de lei que institui a inclusão de recursos para as quadrilhas da cidade na Lei Orçamentária Anual (LOA). Então, a batalha e a insistência continuam aqui e em todos os outros espaços por onde eu passar”, defendeu a parlamentar.

Também presente na solenidade, o presidente da Casa, vereador Raniere Barbosa, exaltou o colorido das quadrilhas que transforma os bairros natalenses em palcos de espetáculos todos os anos. Um trabalho, segundo ele, que vai além do incentivo à cultura e se configura como uma importante ferramenta de ação social, educativa e profissional. “O apoio das festas juninas para o turismo de eventos, como acontece em Mossoró, inseriu o RN no calendário brasileiro como uma das maiores festas de São João do país. Existe a necessidade da Prefeitura de Natal dar mais atenção ao movimento quadrilheiro e vê-lo como agente da manifestação cultural e da geração de emprego nas comunidades”.

Por sua vez, a diretora do Museu Djalma Maranhão, Odinélha Targino, afirmou que os grupos juninos precisam desse reconhecimento e valorização. “Natal é um celeiro, uma das percussoras das quadrilhas modernas, o que se faz aqui, muitas vezes é copiado lá fora. Temos que cada vez mais valorizar esse setor que trabalha pela preservação da cultura e proporciona a criação de uma cadeia produtiva de grande valor para o Estado”, asseverou.

O presidente da Fundação José Augusto, Amaury Junior, lembrou que quadrilheiro junino é todo profissional que utiliza meio de expressão artística cantada, dançada ou falada transmitido por tradição popular nas festas juninas. Ele ressaltou que as festas possuem rico valor cultural, todavia precisam de mais reconhecimento e incentivo turístico. “Quanto a isso o Governo do Estado não tem poupado esforços para promover esta arte que é a cara do Nordeste. Isso se traduz através do lançamento do RN Junino com incentivos para dezenas de quadrilhas do estado inteiro”, informou.

Fonte: AGORA RN

“Alívio”

Deputado celebra reconhecimento por parte da União de situação de emergência no RN

Novo decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) irá ampliar a lista de 134 para 146 cidades do Rio Grande do Norte que estão sofrendo os castigos da seca

Deputado enalteceu reconhecimento da União quanto à situação do RN

Durante seu pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira, 6, o deputado Hermano Morais (MDB) demonstrou preocupação com a escassez de água que ainda penaliza alguns municípios. O deputado também destacou o reconhecimento, por parte do Governo Federal, da situação de emergência e seca em cidades potiguares. O novo decreto publicado no Diário Oficial da União (DOU) irá ampliar a lista de 134 para 146 cidades.

“As chuvas não foram suficientes para recuperar nossos mananciais. O nível de armazenamento dos nossos açudes subiu em torno de um terço, o que demonstra que a seca perdura, a escassez permanece e alguns municípios ainda entraram em colapso de água”, afirmou o parlamentar, citando dados do Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (Igarn).

Antes do período chuvoso, que se iniciou na época da renovação do decreto, os reservatórios hídricos estavam com apenas 11% da capacidade total de armazenamento. Segundo o Igarn, no mesmo período, 18 cidades estavam em colapso total d’água e 77 com rodízio de abastecimento. No momento, dois reservatórios estão secos e oito em volume morto. Sete cidades continuam em colapso, sendo que três devem sair em breve, segundo a Caern.

“A publicação no Diário Oficial é aliviadora”, afirmou o parlamentar. Na prática, a assinatura do decreto permite que obras e contratos possam ser viabilizados com menos entraves burocráticos.

Fonte: AGORA RN

NACIONAIS

A OAB é visivelmente contra a Justiça

07/06/2018 às 15:53

A Ordem dos Advogados do Brasil é frontalmente contra o estabelecimento da verdadeira Justiça. Não, a grande maioria dos advogados, mas a entidade, controlada por uma minoria que detém o poder.

E a razão é muito simples…

Os grandes escritórios, os advogados renomados, são os patrocinadores das causas dos grandes bandidos, dos políticos corruptos, dos fora da lei endinheirados.

Esse povo não está em busca de Justiça, conta com advogados caríssimos com o único objetivo de garantir a impunidade.

Para tanto, necessitam procrastinar suas causas, criar empecilhos, obstruir o bom andamento da justiça.

Por essas razões que a OAB é contra a condução coercitiva e qualquer outra medida que vise a verdadeira e eficiente aplicação da lei penal.

A OAB não é a entidade dos advogados. Pertence a uma casta que é totalmente contra a Justiça, defensora da impunidade, em troca de milionários honorários.

Um advogado desta laia, ironizando a Justiça brasileira, certa feita disse em alto e bom som: ‘Só advogo para réus, por isso sou tido como bom advogado. Meu cliente nunca é punido’.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Gente Graúda Do Palácio Do Planalto Já Admite Dólar A R$ 5 E Fala Em “Beijo Da Morte”

O Clima No Governo Azedou De Vez. Gente Graúda Do Palácio Do Planalto Admite Que O Momento É O Pior Para O Governo. Não Há Nada A Que O Presidente Michel Temer Pode Se Apegar Para Tentar Dar Um Ar De Normalidade. Tudo Está Jogando Contra. “O Beijo Da Morte Chegou Seis Meses Antes”, Admite Um Assessor Presidencial.

egundo blog do  Vicente O estopim para a derrocada do governo foi a greve dos caminhoneiros, que explicitou a incapacidade do Planalto de se antecipar a crises. Antes da paralisação, já estava evidente que Temer havia perdido apoio no Congresso e não conseguiria aprovar quase nada de interesse do governo, sobretudo da equipe econômica.

Logo depois do estrago da greve dos caminhoneiros (a crise continua pesada, agora com a guerra em torno dos preços dos fretes), veio a informação de que o a Polícia Federal teria encontrado R$ 23,6 milhões em contas ligadas ao coronel da reserva João Baptista Lima , amigo pessoal de Temer, dentro das investigações sobre um decreto da área de portos que teria favorecido a empresa Rodrimar. Ressurgiu, portanto, a possibilidade de uma terceira denúncia contra o presidente na Câmara.

Agora, o governo está tendo que lidar com uma crise no mercado financeiro, que remonta a 2002, quando o temor dos investidores em relação ao que seria um possível governo Lula deixou um rastro de prejuízos no mercado. O dólar disparou e a bolsa de valores derreteu.

O maior medo do Planalto é de que, mesmo com a economia afundando e o desemprego em alta, o Banco Central seja obrigado a aumentar a taxa básica de juros (Selic) por causa da disparada do dólar. Nesta quinta-feira (07/06), a moeda norte-americana encostou nos R$ 4, ao bater em R$ 3,96 para venda.

Se a situação piorar, sobretudo por causa das eleições, com Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSL) liderando as intenções de votos, o governo admite que o dólar pode ir a R$ 5. Nesse contexto, não haverá como o BC ficar de braços cruzados, com intervenções moderadas no câmbio. Há especialistas prevendo que a moeda norte-americana chegará a R$ 5,30 e que o Produto Interno Bruto (PIB) crescerá apenas 0,8% neste ano.

Assessores de Temer reconhecem que o governo está pagando o preço da desorganização e de não ter feito um ajuste fiscal de verdade. Este será o quinto ano seguido de rombo nas contas públicas. “Mas a maior parte da fatura vem das indefinições das eleições, sobre as quais o governo não tem qualquer controle. A indefinição do quadro eleitoral agrava a fragilidade do governo”, reconhece um técnico da equipe econômica.

Fonte: Notícias Brasil On Line

Lindinho Também Tem Bens Bloqueados Na Justiça, Assim Como Gleisi Hoffmann E Dilma Rousseff

Além do ex-presidente Lula, José Dirceu, Paulo Okamotto, Antonio Palocci, José Sergio Gabrielli e outras lideranças do PT, os senadores Lindbergh Farias, Gleisi Hoffmann, aex-presidente Dilma Rousseff, a empresa de palestas de Lula e até o Instituto Lula estão com os bens bloqueados por determinação da Justiça.

Nesta sexta-feria, a 4ª Vara Cível da Justiça do Rio de Janeiro decidiu manter a indisponibilidade dos bens de Lindbergh. É a terceira vez que a Justiça determina o bloqueio dos bens do senador envolvido em irregularidades milionárias quando era prefeito de Nova Iguaçú.

Na semana passada, a Justiça do Paraná também determinou o bloqueio das contas da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). A decisão é do juiz Maurício Doutor, da 8ª Vara Cível de Curitiba. Além de ré no STF, Gleisi acumula outros inquéritos no STF.

Também na semana passada, a Justiça Federal determinou, na tarde desta terça-feira (10), o bloqueio dos bens do ex-presidente Lula, do Instituto Lula e seu presidente, Paulo Okamotto, e da L.I.L.I.S, empresa de palestras do petista. A determinação é da 1ª Vara de Execuções Fiscais de São Paulo e “visa a garantir o pagamento de dívida fiscal com o governo federal no valor de quase R$ 30 milhões”, de acordo com a Justiça.

Pouco antes,o Tribunal de Contas da União (TCU) também bloqueou os bens da ex-presidente Dilma Rousseff, por conta de sua atuação na aquisição da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), pela Petrobrás. O bloqueio pedido pelo TCU sobre os bens dos envolvidos soma quase R$ 2 bilhões, a titulo de ressarcimento à Petrobras.

Fonte: Notícias Brasil On Line

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sign up
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.
We do not share your personal details with anyone.
0