PROTESTO: RN, UM ESTADO ENTREGUE A BANDIDAGEM. SÓ DEUS SALVA!

O assassinato a sangue frio, nos moldes Estado Islâmico que aconteceu nesta segunda-feira em uma pizzaria da Zona Norte de uma turista, que por acaso era policial de Santa Catarina, estava com seu marido também policial que foi executado da mesma forma, mas que, por enquanto escapa com vida deste cruel atentado à vida, transformou definitivamente a cidade de Natal e, por extensão, o Estado do Rio Grande do Norte em terra de ninguém. Não existe mais ordem, segurança e nem esperança. Não com esse governador que ai está. Que em campanha eleitoral se dizia o governador da Segurança e hoje, ele mesmo faz parte das estatísticas da violência tendo seu próprio carro tomado de assalto. Uma lugar onde um bandido ao descobrir que um determinado cidadão é policial ao invés de bater em retirada em respeito a autoridade presente o executa em posição humilhante, virou terra de ninguém. É cada um por si e Deus por todos.

Por isso resolvi publicar esse texto escrito por Rubens Lemos no dia de ontem para mostrar também a minha indignação e pedir mais uma vez aos caros leitores que tenham muito cuidado em quem vai colocar no poder daqui por diante.

QUEM VAI GRITAR CAROLINE PRESENTE! PELA POLICIAL MORTA DE JOELHOS?*
27 de Março de 2018 | Escrito por Rubens Lemos
A policial Caroline Plescht exibia uma beleza europeia, quase eslava. Era uma linda mulher de 32 anos em celebração do amor com o marido, o sargento da Polícia Militar Marcos Paulo Cruz, 43 anos.
Os dois eram trabalhadores, serviam à PM de Santa Catarina(SC) e escolheram espartano programa de viagens, ficando em pousadas no Litoral Norte potiguar, certamente atraído por comerciais de dunas e mares inspiradores.
Os dois não ocupavam hotel de luxo, faziam turismo de apaixonados e certamente deixaram de ser informados que o Rio Grande do Norte é o campeão brasileiro de assassinatos.
E que polícia – pela falta de respeito a partir do poder público – virou caça.
Numa pizzaria simples, reconhecidos por marginais, foram baleados.
Caroline foi atingida no peito e morreu. O marido, também alvejado, resiste no Hospital Walfredo Gurgel, outra sucursal do inferno imposto pelo Governo do Estado.
Antes de consumado o crime, Marcos e Caroline foram obrigados a ficar de joelhos, um sinal de humilhação e escárnio da bandidagem, que domina as ações mesmo com os esforços dos seus bravos e destemidos policiais , em desvantagem material.
Um símbolo trevoso do bem subjugado.
Ajoelhado e indefeso.
Ajoelharam Marcos e Caroline para dizimá-los.
Conseguiram matá-la.
Quando sai a passeata Caroline Presente? Ela era ou não uma trabalhadora?
Ajoelhemo-nos todos, em respeito ao seu sacrifício e na fé em Deus, o único capaz de nos salvar.

Um comentário em “PROTESTO: RN, UM ESTADO ENTREGUE A BANDIDAGEM. SÓ DEUS SALVA!

  • 29 de março de 2018 em 08:43
    Permalink

    Que Deus tenha sua morte como teve sua vida Carolina Plescht como teve em vida…..

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sign up
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.
We do not share your personal details with anyone.
0