PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTE DOMINGO

Por Luís Fernando Silva Pinto, TV Globo

 


“Uma conversa conserta tudo”, diz Guedes sobre preço do diesel

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou neste sábado (13), em Washington, nos Estados Unidos, que ainda não conversou com o presidente Jair Bolsonaro sobre a decisão de suspender a alta do diesel pela Petrobras nas refinarias, mas disse concordar com as preocupações provocadas pelo recuo.

“É evidente que aparentemente já houve um efeito ruim”, afirmou o ministro, após participar de reuniões com autoridades do FMI (Fundo Monetário Internacional).

Ao ser questionado pelos jornalistas sobre as razões e impactos da interferência do governo na política de preços da estatal, Guedes disse que prefere se “informar melhor” quando voltar ao Brasil, mas citou os caminhoneiros ao dizer que o presidente se preocupa com efeitos políticos do reajuste do diesel.

“O presidente já disse para vocês que ele não é especialista em economia. Então é possível que alguma coisa tenha acontecido lá. Ele ao mesmo tempo é preocupado com efeitos políticos. Estavam falando em greve dos caminhoneiros, esse tipo de coisa”, afirmou.

Guedes disse ainda que ainda que é possível “consertar tudo”, se “eventualmente” Bolsonaro fizer “alguma coisa que não seja muito razoável”.

“Acho que o presidente tem muitas virtudes, fez muita coisa acertada e ele já disse que não conhece muito a economia. Então, se ele eventualmente fizer alguma coisa que não seja muito razoável, tenho certeza que nós conseguimos consertar. Uma conversa conserta tudo”, afirmou o ministro.

Na véspera, Guedes, se negou a comentar a decisão de Bolsonaro. “Eu não sei nem do que vocês estão falando”, disse o ministro.

'Não tenho informação suficiente', disse Guedes na sexta-feira sobre intervenção de Bolsonaro na Petrobras

‘Não tenho informação suficiente’, disse Guedes na sexta-feira sobre intervenção de Bolsonaro na Petrobras

Interferência

A Petrobras desistiu na noite de quinta-feira (11) do aumento do preço do diesel nas refinarias anunciado mais cedo. O recuo na decisão da companhia ocorreu após uma determinação do presidente Jair Bolsonaro. Para justificar a manutenção do preço, a estatal afirmou que há margem para postergar o aumento do diesel por “alguns dias”.

Depois do anúncio do aumento, Bolsonaro determinou que a companhia revisasse a alta no preço do combustível. O presidente afirmou nesta sexta que não defende práticas “intervencionistas” nos preços da estatal, mas pediu uma justificativa baseada em números. E disse que telefonou para o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco.

A interferência, no entanto, foi mal recebida pelos mercados. As ações da estatal na Bovespa tomaram um tombo de mais de 8% no pregão desta sexta, fazendo a empresa perder R$ 32,4 bilhões em valor de mercado.

O presidente marcou uma reunião para terça-feira (16) para discutir o assunto com ministros e responsáveis pela política de preços da Petrobras. Segundo o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, na reunião serão discutidos os aspectos técnicos da decisão da Petrobras que levou ao anúncio do reajuste de 5,7% no preço do óleo diesel nas refinarias.

A Petrobras afirmou na noite desta sexta, em esclarecimento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que a decisão de reverter o reajuste do diesel foi tomada após a avaliação de que as condições permitiam um espaçamento por mais alguns dias no reajuste do preço do combustível.

Na nota, a estatal afirma que, diante do anúncio do reajuste, e de ameaças de uma nova paralisação dos caminhoneiros, foi alertada pela União para o possível agravamento da situação.

“A Companhia, então, revisitou sua posição de hedge (um mecanismo de proteção financeira) e avaliou que as operações contratadas na quarta-feira (10/04/19) permitiam um espaçamento por mais alguns dias no reajuste do preço do diesel”, afirmou a estatal.

A política de preços da Petrobras buscando a paridade está em vigor desde 2016, tendo passado por ajustes desde então. O mais recente movimento, anunciado em março, prevê que a companhia pode segurar a cotação do combustível por períodos mais longos nas refinarias, com alterações acontecendo em intervalos não inferiores a 15 dias.

Bolsonaro mandou suspender aumento do preço do diesel

Bolsonaro mandou suspender aumento do preço do diesel

Incertezas

A decisão trouxe incerteza com relação ao perfil liberal da administração Jair Bolsonaro e coloca em dúvida os passos futuros do governo na agenda econômica, segundo os analistas ouvidos pelo G1. Paulo Guedes é o maior expoente desse liberalismo no governo.

“Vai caindo a ficha de que a perspectiva liberal do governo pode não ser tão segura como se esperava”, afirma o economista-chefe do banco Fator, José Francisco de Lima Gonçalves.

A principal preocupação dos investidores é que o governo Bolsonaro adote medidas similares às que foram praticadas em gestões passadas, quando o governo optou por não reajustar preços administrados, como dos combustíveis e da energia elétrica, gerando perdas às empresas desses setores.

Fonte: G1

Por Bruno Tavares, TV Globo — São Paulo

Helicóptero carregado com meia tonelada de cocaína é apreendido no interior de SP

Helicóptero carregado com meia tonelada de cocaína é apreendido no interior de SP

A Polícia Federal (PF) apreendeu na madrugada deste sábado (13) um helicóptero avaliado em R$ 4 milhões carregado com meia tonelada de cocaína em Presidente Prudente, no interior de São Paulo. O dono da aeronave, Danilo Sousa Novais, e a namorada de um traficante foram presos. O piloto e mais uma pessoa fugiram.

O helicóptero estava em um canavial de Prudente. Veículos de luxo foram apreendidos na capital paulista, na mesma operação.

Segundo o chefe da delegacia da PF em Presidente Prudente, Daniel Coraça Júnior, a operação Flying Low foi deflagrada com o objetivo de combater organização criminosa envolvida com tráfico de drogas realizado por vias aéreas. As investigações, que duraram cerca de um ano, contaram com “informações de outras forças policiais e de pessoas da região que viam as atividades estranhas”, informou.

A cocaína era transportada em um helicóptero. A organização criminosa buscava a droga no Paraguai e a levava para o estado de São Paulo.

De acordo com o delegado regional de investigação, Marcelo Ivo de Carvalho, os suspeitos foram “autuados em flagrante pelo crime de tráfico internacional de entorpecentes e associação para o tráfico”. Ele informou que o patrimônio do grupo envolvido totaliza aproximadamente R$ 20 milhões e que o transporte da cocaína era remunerado na proporção de 800 reais por quilo.

Vídeo mostra momento da apreensão de meia tonelada de cocaína no interior de SP

Vídeo mostra momento da apreensão de meia tonelada de cocaína no interior de SP

Helicóptero que transportava cocaína é apreendido em canavial em Presidente Prudente, interior paulista — Foto: Divulgação/PF-SP

Como a aeronave, avaliada aproximadamente em R$ 4 milhões, não tem autonomia para o percurso todo, sempre fazia uma parada para reabastecimento em matagal ermo localizado na região de Presidente Prudente. O helicóptero usava um equipamento avaliado em R$ 1 milhão que permitia voos noturnos.

A ação conta com o apoio da Polícia Militar (PM). Vinte policiais federais participaram do trabalho, contando com o apoio aéreo do Comando de Aviação Operacional da PF (CAOP ) e da PM.

Também foram apreendidos armas, veículos e dinheiro em espécie. Diligências continuam para desarticulação da organização criminosaHelicóptero que transportava cocaína é apreendido em canavial em Presidente Prudente, interior paulista — Foto: Divulgação/PF-SP.

O nome da operação significa “voando baixo” e refere-se ao modo como era feito o deslocamento aéreo.

Droga apreendida em helicóptero em Presidente Prudente (SP) — Foto: Bruna Bachega/TV Fronteira

Droga apreendida em helicóptero em Presidente Prudente (SP) — Foto: Bruna Bachega/TV Fronteira

Helicóptero apreendido com cocaína em Presidente Prudente (SP) — Foto: Bruna Bachega/TV Fronteira

Helicóptero apreendido com cocaína em Presidente Prudente (SP) — Foto: Bruna Bachega/TV Fronteira

Fonte: G1

 

Por Deutsche Welle

 


Obra de Ai Weiwei recriou os rostos de 43 jovens que estão desaparecidos desde uma ação policial há quase cinco anos. — Foto: Edgard Garrido/Reuters

Obra de Ai Weiwei recriou os rostos de 43 jovens que estão desaparecidos desde uma ação policial há quase cinco anos. — Foto: Edgard Garrido/Reuters

Com um milhão de tijolos coloridos de Lego, Ai Weiwei, artista chinês exilado em Berlim, recriou os rostos de 43 jovens de Ayotzinapa que estão desaparecidos desde uma ação policial há quase cinco anos. O mural faz parte da exposição Restablecer memorias, aberta neste sábado (13) no Museu Universitário de Arte Contemporânea (MUAC), na Cidade do México.

Com seu trabalho artístico, Ai Weiwei disse querer lembrar as vítimas da violência. “O autoconhecimento é baseado na memória”, disse o artista de 61 anos. “O vazio é um insulto à dignidade do ser humano e pode ser a fonte de raiva e violência.”

O mural é acompanhado por uma videoinstalação com entrevistas de parentes, policiais e autoridades mexicanas.

O sequestro dos estudantes provocou uma avalanche de indignação em todo o mundo. Os 43 alunos de uma faculdade em Ayotzinapa, no sul do país, desapareceram em setembro de 2014 quando queriam viajar para participar de uma manifestação na Cidade do México.

De acordo com a Procuradoria-Geral mexicana, o grupo foi levado para o estado de Guerrero, no sul, por policiais corruptos e entregues à gangue de drogas Guerreros Unidos. Eles teriam sido considerados membros de uma facção hostil pela gangue, que os matou num depósito de lixo e depois queimou os seus corpos.

Peritos independentes da Comissão Interamericana de Direitos Humanos duvidam dos resultados das investigações oficiais, que foram marcadas por negligências e tentativas de encobrimento. O governo foi criticado internacionalmente devido ao tratamento lento dado ao caso. Os críticos também veem uma conexão entre o Estado e o crime organizado.

Ai Weiwei posa para fotógrafos na abertura da exposição, na quinta-feira (11) — Foto: Edgard Garrido/Reuters

Ai Weiwei posa para fotógrafos na abertura da exposição, na quinta-feira (11) — Foto: Edgard Garrido/Reuters

Na abertura da exposição, Ai Weiwei disse que o tema o comoveu não apenas como artista, mas também como ser humano. “Quando se ouve que alguém está sendo maltratado, que o filho do seu vizinho nunca mais voltará, e depois de quatro anos, o governo ainda não esclareceu o caso – que tipo de governo é esse? Em que tipo de sociedade vivemos?”, indagou Ai.

Em seu país de origem, a China, Ai se posicionou repetidamente de forma crítica ao governo em Pequim, o que o levou à prisão por certo tempo. Em relação à escolha do material para o seu mais recente trabalho, ele disse que sempre entendeu o Lego como um meio “democrático”. “Qualquer um pode usá-lo, todo mundo reconhece”, disse o artista.

Além disso, Ai Weiwei afirmou que lhe agrada o fato de as peças individuais de seus retratos o lembrarem de pixels de computador.

Fonte: G1

Por G1 Rio e TV Globo

 


Subiu para sete o número de mortos no desabamento de dois prédios irregulares, no RJ

Subiu para sete o número de mortos no desabamento de dois prédios irregulares, no RJ

As buscas por desaparecidos na tragédia da Muzema, comunidade na Zona Oeste do Rio, entram no segundo dia neste sábado (13). Ao menos 17 pessoas são consideradas desaparecidas no local onde dois prédios desmoronaram no início do dia anterior.

Pela manhã, uma equipe de mais 30 bombeiros chegou ao local para reforçar os trabalhos. Cães farejadores auxiliam nas buscas. Ao todo, o resgate conta com mais de 100 militares, cães farejadores, drone, helicópteros, ambulâncias e viaturas de recolhimento de cadáveres.

Por volta das 10h, o Corpo de Bombeiros atualizou a lista de vítimas resgatadas e de desaparecidos. Segundo a corporação, 15 pessoas foram retiradas dos escombros, das quais cinco já estavam mortas. Das dez que foram resgatadas com vida, duas morreram em hospitais da cidade. Com isso, chegava a sete o número de mortos na tragédia.

Até o fim da noite de sexta, os bombeiros consideravam haver ainda ao menos 12 desaparecidos. Nesta manhã, a lista foi revista e as equipes creem que há 17 pessoas ainda em meio aos escombros.

Moradores do condomínio à espera de notícias sobre os desaparecidos no desabamento neste segundo dia de buscas na Muzema, Zona Oeste do Rio — Foto: Julia Arraes/GloboNews

Moradores do condomínio à espera de notícias sobre os desaparecidos no desabamento neste segundo dia de buscas na Muzema, Zona Oeste do Rio — Foto: Julia Arraes/GloboNews

A última morte confirmada foi a de Hilton Guilherme Sodré de Souza, de 13 anos. Ele foi retirado com vida dos escombros após mais de 15 horas soterrado. Os pais dele, Hilton Berto Rodrigues Souza e Maria de Nazaré Sá Sodré, estão entre os desaparecidos.

Com fratura em uma das pernas e ferimentos no rosto, mas consciente, o garoto deixou o local de ambulância e foi levado para o Hospital Miguel Couto, na Gávea. Ele morreu pela manhã, enquanto era submetido a uma cirurgia.

Bombeiros buscam por vítimas nos escombros de dois prédios que desabaram na comunidade da Muzema, na zona oeste do Rio de Janeiro — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Bombeiros buscam por vítimas nos escombros de dois prédios que desabaram na comunidade da Muzema, na zona oeste do Rio de Janeiro — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Construções irregulares

Os imóveis tinham cinco andares. A Prefeitura do Rio informou que as construções são irregulares e chegaram a ser interditadas duas vezes (em novembro de 2018 e em fevereiro deste ano).

Das dez pessoas resgatadas com vida, ao menos duas foram levadas de helicóptero ao hospital. Como a região é de difícil acesso, os bombeiros tiveram de fazer uma operação especial para tirar as vítimas sem pousar em nenhum lugar (assista ao vídeo abaixo).

O helicóptero ficou pouco mais de um minuto acima de um prédio, mas sem encostar na laje, que não suportaria o peso. Rapidamente, o ferido foi colocado dentro da aeronave.

Equipe se emociona com resgate de sobrevivente na Muzema

Equipe se emociona com resgate de sobrevivente na Muzema

Uma menina de 4 anos que morava no terceiro andar de um dos prédios saiu do local apenas com ferimentos leves. Os pais e os irmãos dela continuam desaparecidos.

Vista aérea dos escombros dos prédios que desabaram na Muzema, Zona Oeste do Rio de Janeiro — Foto: AP Photo/Renato Spyrro

Vista aérea dos escombros dos prédios que desabaram na Muzema, Zona Oeste do Rio de Janeiro — Foto: AP Photo/Renato Spyrro

Local arrasado pela chuva

O desabamento aconteceu por volta das 7h desta sexta. Não chovia no momento, mas a região sofreu com os temporais desta semana. As avenidas de acesso ainda estão alagadas.

A área onde ocorreu o acidente foi isolada, e os bombeiros disseram que outros prédios da região podem ir abaixo. No início da manhã, havia um forte cheiro de gás nas imediações.

Segundo o repórter Genilson Araújo, há cerca de 60 prédios em construção na região, que é dominada por milícias.

Reportagem do RJ2 mostrou que criminosos atuam na construção e venda de imóveis irregulares.

Processos

A Procuradoria Geral do Município diz que tem 4 processos de demolição de outros prédios naquela região, mas não puderam ser cumpridos por causa de decisões da Justiça .

Na quarta-feira, o Tribunal de Justiça confirmou uma liminar que impedia a demolição de um outro prédio na mesma comunidade onde houve o desabamento.

Na decisão, a desembargadora Marília de Castro Neves Vieira afirmou que “a fiscalização do município sequer percebeu a construção do edifício, em rua principal daquela localidade”.

Arte mostra local dos desabamentos na Muzema — Foto: Editoria de Arte/G1

Arte mostra local dos desabamentos na Muzema — Foto: Editoria de Arte/G1

Fonte: G1

Pelé é operado para retirar cálculo renal, passa bem e já está no quarto

Seguindo a programação do seu tratamento para um cálculo renal, Pelé passou por uma cirurgia na manhã deste sábado para tratar do problema. O Rei do Futebol está internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo, e já pôde ir para o quarto após a intervenção.

O ex-jogador do Santos e da seleção brasileira chegou ao Brasil na última terça-feira após sofrer uma infecção renal em Paris, quando participava de um evento com Kylian Mbappé no último dia 2 e se ressentiu de uma febre. Na ocasião, ele foi internado e medicado por cinco dias na França, onde seguiu internado até o início da semana.

De volta ao Brasil, o ídolo do futebol iniciou tratamento no hospital Albert Einstein e está sendo acompanhado pelos médicos Fabio Nasri, geriatra e endocrinologista, e Gustavo Caserta Lemos, urologista. Ele goza de boa condição física e inspira cuidados maiores por ter apenas um rim.

Atualmente com 78 anos, Pelé passa bem após o procedimento. Depois de liberá-lo para voltar ao seu quarto, os médicos acreditam que o Rei do Futebol possa ter alta em breve.

Por causa do problema de saúde, Pelé precisou cancelar sua ida a um evento em que seria homenageado na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, no último dia 7, onde o técnico da seleção brasileira, Tite, deu uma palestra.

Nesta semana, Pelé foi condecorado pela Conmebol com a máxima honraria concedida pela entidade. No marco do Congresso Ordinário realizado na cidade do Rio de Janeiro, a entidade anunciou que vai entregar ao ex-jogador a Ordem de Honra do Futebol Sul-Americano.

Ao justificar a distinção garantida ao Rei do Futebol, que receberá a mesma após ganhar alta dos médicos e deixar o hospital, a Conmebol ressaltou que este foi “um sinal de reconhecimento do excelente trabalho em seus anos de jogador, sendo um exemplo de vontade e dedicação por representar um modelo genuíno para as gerações futuras, demonstrando que através do esporte, e especialmente do futebol, você pode criar um cidadão”.

 

Vítima do incêndio no CT do Flamengo, Jhonata Ventura deixa hospital após mais de dois meses

Vítima do incêndio no CT do Flamengo, Jhonata Ventura deixa hospital após mais de dois meses

Mais de dois meses após o incêndio no Ninho do Urubu, Jhonata Ventura recebeu alta neste sábado. Último ferido que ainda estava internado, o zagueiro, 15 anos, enfim poderá voltar para casa após longas internações no Hospital Pedro II, em Santa Cruz, e o Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Jhonata deixou o hospital acompanhado pela família, por seu empresário e pelo médico do Flamengo, Marcio Tannure. Por conta do risco de exposição ao sol, ele saiu rapidamente para o carro e falou rapidamente.

– Tô de volta, Nação. Obrigado pelo carinho – disse o zagueiro.

O jogador vai ficar hospedado em um hotel disponibilizado pelo clube e seguirá o tratamento das queimaduras. Ele não está inteiramente recuperado da pancrearite e terá que seguir uma drástica restrição alimentar.

Embora o zagueiro ainda não esteja apto a retomar sua rotina, a família e os médicos acreditam que a saída do hospital poderá ser benéfica para diminuir sua ansiedade e acelerar a recuperação.

Jhonata vai para o hotel onde os familiares das vítimas ficaram hospedados desde o incêndio, no Recreio dos Bandeirantes, também na Zona Oeste. O garoto ficará lá com a mãe e o irmão, de oito anos, que estão na cidade desde a tragédia. A família é do Espírito Santos e não tem residência fixa no Rio.

No início da semana passada, o garoto chegou a ser transferido do quarto para uma unidade semi-intensiva de tratamento por conta de uma pancreatite medicamentosa – o problema se deu após uma cirurgia corretiva e estética no braço para colocação de enxertos de pele -, mas se recuperou e voltou para o quarto poucos dias depois.

Jhonata teve cerca de 30% do corpo queimado no incêndio. Após passar quase um mês no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Pedro II, ele foi transferido ao Vitória, onde deu sequência ao tratamento. Os outros dois feridos na tragédia, ambos com menor gravidade, Cauan Emanuel e Francisco Dyogo já voltaram à rotina de treinos e jogos com a base rubro-negra.

Globo Esporte

Comments

FOTO: PF apreende helicóptero de R$ 4 milhões com meia tonelada de cocaína em ação contra tráfico de drogas

Helicóptero que transportava cocaína é apreendido em canavial em Presidente Prudente, interior paulista — Foto: Divulgação/PF-SP

A Polícia Federal (PF) apreendeu na madrugada deste sábado (13) um helicóptero avaliado em R$ 4 milhões carregado com meia tonelada de cocaína em Presidente Prudente, no interior de São Paulo. O piloto da aeronave e o ajudante foram presos e a polícia ainda procura outras duas pessoas.

O helicóptero estava em um canavial de Prudente. Veículos de luxo foram apreendidos mesma operação na capital paulista.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa da PF informou que a operação Flying Low foi deflagrada com o objetivo de combater organização criminosa envolvida com tráfico de drogas realizado por vias aéreas. As investigações duraram cerca de um ano.

A cocaína era transportada em um helicóptero. A organização criminosa buscava a droga no Paraguai e a levava para o estado de São Paulo.

Como a aeronave, avaliada aproximadamente em R$ 4 milhões, não tem autonomia para o percurso todo, sempre fazia uma parada para reabastecimento em matagal ermo localizado na região de Presidente Prudente. O helicóptero usava um equipamento avaliado em R$ 1 milhão que permitia voos noturnos.

A ação conta com o apoio da Polícia Militar (PM). Vinte policiais federais participaram do trabalho, contando com o apoio aéreo do Comando de Aviação Operacional da PF (CAOP ) e da PM.

Também foram apreendidos armas, veículos e dinheiro em espécie. Diligências continuam para desarticulação da organização criminosa.

O nome da operação é traduzido do Inglês como “voando baixo” e refere-se ao modo como era feito o deslocamento aéreo.

G1

Comments

Final do Campeonato Potiguar será transmitida pela Inter TV Cabugi

A Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) confirmou neste sábado que o campeonato potiguar 2019 será transmitido por uma afiliada da Rede Globo, a Inter TV RN.  A parceria foi firmada nesta última quinta, 11. As partidas, entre ABC e América, estão marcadas para o dia 17 e dia 24 de Abril, às 21h30, horário de Brasília.

Será o primeiro jogo ao vivo do Campeonato Potiguar em 32 anos da afiliada do estado. O RN será o quinto estado do Nordeste a ter partidas locais transmitidas pela Globo.

Comments

‘Revogaço’ anula ato de 115 anos atrás

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Reuters/Adriano Machado)

O ‘revogaço’ de decretos iniciado pelo governo não poupou textos históricos publicados nas últimas décadas pela República. Em sua ofensiva contra os atos que “incham o Estado”, o presidente Jair Bolsonaro tratou de riscar do mapa registros oficiais, como um texto editado na segunda-feira de 24 de setembro de 1956, pelo então presidente Juscelino Kubitschek.

Cinco dias depois de publicar a lei que transferia a capital federal do Rio de Janeiro para Brasília, Juscelino assinava o decreto n.º 40.017, criando a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil. A estatal, que viria a se chamar Novacap, seria a responsável por erguer a nova sede do governo federal. Bolsonaro extinguiu o decreto. A Novacap, porém, segue na ativa, porque passou anos atrás para o comando do governo do Distrito Federal.

Em sua ofensiva contra os decretos, Bolsonaro colocou servidores para fuçar todas as edições feitas pelo governo desde que o Brasil se tornou República, em 15 de novembro de 1889, data em que o marechal Deodoro da Fonseca tomava o poder das mãos do imperador dom Pedro II e editava o decreto n.º 1, que “proclama provisoriamente e decreta como forma de governo da Nação Brasileira a República Federativa, e estabelece as normas pelas quais se devem reger os Estados Federais”. Até onde se sabe, este segue em vigor.

O ato mais antigo apagado pelo novo ocupante do Palácio do Planalto foi publicado em 1903 pelo então presidente Rodrigues Alves, que governou o País entre 1902 e 1906. Rodrigues Alves, que chegou a receber o título de “conselheiro do Império” pela princesa Isabel, teve seu decreto nº 5.039 apagado para sempre e, com ele, sua medida que previa “novas instrucções para o exame dos candidatos aos logares de segundo secretário de legação”, cadeira que existia no Itamaraty, então comandado pelo Barão do Rio Branco.

Poucos presidentes escaparam das centenas de decisões revogadas até agora. Não houve clemência sequer para o gesto de Getúlio Vargas, que em 5 de janeiro de 1934 decidiu publicar um decreto para conceder à senhora Maria Lopes Trovão uma pensão anual de viúva. Era um gesto de agradecimento não apenas a Maria Trovão, mas a seu marido, o doutor José Lopes da Silva Trovão.

Médico, político e defensor fervoroso da República, Lopes Trovão chegou a bater na porta da casa do marechal Deodoro da Fonseca, em 19 de novembro de 1889, para lhe apresentar a proposta do que seria a nova bandeira constitucional do Brasil. Era verde e amarela, mas com traços muito parecidos aos da bandeira dos Estados Unidos. A bandeira não vingou. Dos quase 30 mil documentos analisados para o “revogaço” de Bolsonaro até agora, foram revogados, efetivamente, 250 atos de caráter normativo.

Boa parte dos decretos extintos foi publicada por presidentes do período militar, entre 1964 e 1985, e está atrelada a temas corriqueiros. Em 11 de janeiro de 1967, o presidente Castelo Branco usou as páginas oficiais para aprovar tabelas que padronizavam a “ração comum” dos militares, ou seja, os alimentos que seriam servidos pelas Forças Armadas no primeiro semestre daquele ano.

As definições de salários e benefícios dos oficiais também eram pauta constante dos decretos verde-oliva. No dia 18 de dezembro de 1968, o presidente Costa e Silva publicou um decreto para fixar, naquele ano, as gratificações para as funções militares. Cinco dias antes, o general havia editado o Ato Institucional Número Cinco (AI-5), o quinto e mais agressivo dos 17 grandes decretos publicados pela ditadura militar após o golpe de Estado de 1964.

Mas nem tudo é passado remoto na “faxina” dos decretos de Bolsonaro. As revogações feitas até agora atingiram um dos últimos atos da ex-presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto. O Palácio mandou extinguir um ato editado por Dilma em 10 de maio de 2016, dois dias antes de descer pela rampa do Palácio do Planalto após ser alvo de impeachment. O decreto de Dilma alterava trechos do chamado Estatuto do Estrangeiro, um marco legal criado em 1980, durante a ditadura militar, com foco em segurança nacional e uma série de restrições à imigração. No fim do ano passado, já eleito, Bolsonaro atacou a Lei de Migração, dizendo que “ninguém quer botar certo tipo de gente para dentro de casa”.

Com informações de Época e Estadão

Comments

Papa faz apelo e pede que jovens se libertem do vício pelos celulares

Papa Francisco

O papa Francisco fez um apelo neste sábado(13) para os jovens não terem medo do silêncio e se libertarem da dependência de seus telefones celulares, que é “como uma droga”.

O pedido foi feito durante discurso aos estudantes do instituto público Ennio Quirino Visconti de Roma, na Sala Nervi, por ocasião do Ano do Jubileu Aloísio. “Libertem-se da dependência do celular! Por favor!”, apelou o Papa , ressaltando que hoje em dia “os celulares são de grande ajuda, são um grande progresso, e é preciso usá-los, mas quem se transforma em escravo do telefone perde a sua liberdade”.

“Não tenha medo do silêncio, de estar sozinho, de escrever seu próprio diário. Não tenha medo das dificuldades e secura que o silêncio pode trazer. O silêncio pode ser entediante, mas livrem-se do vício do celular”, afirmou.

Francisco ainda explicou que o “telefone celular é uma droga” que “pode reduzir a comunicação a simples contatos”. No entanto, para ele, a vida não é entrar em contato, é comunicar”. Durante seu discurso, o líder da Igreja Católica também pediu para os jovens não sentirem medo da diversidade porque o contato com diferentes culturas é enriquecedor.

“Por favor, não tenham medo da diversidade. O diálogo entre diferentes culturas enriquece o país, enriquece a pátria e nos faz olhar para uma terra para todos, não apenas para alguns”, disse o Pontífice aos estudantes.

Além disso, o argentino recomendou que todos lutem contra o bullying na escola, que é praticamente uma “guerra”. Jorge Bergoglio lamentou o assédio escolar e disse que “dói” ver quando existe esse tipo de agressão em um colégio.

Entre os conselhos, o Papa alertou que durante a vida afetiva existem duas dimensões necessárias: “a felicidade e o pudor”. “Amar com vergonha, não descaradamente e permanecer fiel no amor. O amor não é um jogo, é a coisa mais linda que Deus nos deu. Não o sujem com a imprudência da falta de pudor”.

Para o Santo Padre, é necessário “amar com clareza, com grandeza, amar com o coração dilatado, a cada dia”, e ser fiel, porque a “fidelidade, juntamente com o respeito pelos outros, é uma dimensão essencial de todo relacionamento amoroso verdadeiro, já que não se pode brincar com os sentimentos”.

Por fim, Francisco aconselhou que amar não é apenas uma expressão do vínculo afetivo de um casal, mas também pelo compromisso de solidariedade com o próximo, especialmente com os mais pobres. “O amor ao próximo se alimenta de fantasia e sempre vai além: além das paredes, além das diferenças, além dos obstáculos”, acrescentou.

Em seu último pedido, o Papa clamou para que todos os adolescentes jamais deixem de “sonhar grande” e de “desejar um mundo melhor” para todas as pessoas do planeta.

IG

 

Datafolha: Forças Armadas são as instituições mais confiadas no Brasil

As Forças Armadas são consideradas como a instituição mais confiável para os brasileiros, segundo pesquisa divulgada na sexta-feira, 12 pelo Datafolha.

O levantamento aponta que 45% dos entrevistados dizem “confiar muito” em Exército, Marinha e Aeronáutica. Em seguida está a Presidência da República (com 29%), Ministério Público e Judiciário (ambos com 25%). A Imprensa recebeu 24% das respostas.

Para os militares, o número é oito pontos maior do que o registrado em junho (37%). O levantamento aponta ainda que 35% dos brasileiros confiam pouco na instituição e 18% dizem não confiar.

A oscilação ocorre depois que dois militares da reserva, Jair Bolsonaro (PSL) e Hamilton Mourão (PRTB), foram eleitos presidente e vice-presidente da República, além de diversas nomeações para cargos de primeiro e segundo escalão no poder público Datafolha. A pesquisa foi feita antes da morte, por oitenta tiros disparados por militares do Exército, do músico Evaldo de Santos Rosa, no Rio de Janeiro.

A confiança é maior na região sul (50%) e entre homens (55%). Entre as mulheres, cai para 36%. Entre apoiadores do governo Jair Bolsonaro, o índice cresce para 69%.

Quem tem motivos para comemorar são deputados e senadores. Depois do pleito de outubro do ano passado, com índices históricos de renovação na Câmara e no Senado, a confiança popular no Congresso Nacional dobrou em comparação com o mesmo período há quatro anos.

Em abril de 2015, 11% diziam confiar no Legislativo. Agora, o índice é de 22%. Apesar disso, o número de pessoas que dizem desaprovar a conduta dos parlamentares – os 32% que os avaliam como ruins ou péssimos – ainda é maior.

 

Com informações da Veja e do Estadão

Comments

Após denúncia, Janaína Paschoal pede demissão de ministro do Turismo

Janaina Paschoal, deputada estadual do PSL-SP, e Marcelo Alvaro Antonio, ministro do Turismo

A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL/SP) pediu neste sábado (13), em sua conta no Twitter, a demissão do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. O pedido ocorre após a deputada federal Alê Silva (PSL-MG) ter solicitado proteção policial alegando ter recebido ameaças do ministro, segundo reportagem do jornal Folha de São Paulo.

“Todo meu apoio à Deputada Federal Alê Silva. E agora, Presidente? O Ministro do Turismo fica? A Deputada Federal eleita também estaria mentindo? Exijo a demissão do Ministro! Não tem que esperar conclusão de inquérito nenhum!”, disse.

A ameaça de morte à deputada Alê Silva teria ocorrido em uma reunião do ministro com correligionários em março, em Belo Horizonte. A parlamentar prestou depoimento espontâneo na última quarta-feira à Polícia Federal relatando esquema de candidaturas de laranjas no PSL, comandado por Álvaro Antônio. Ela deve prestar depoimento nas próximas semanas.

Segundo Janaína, o afastamento do ministro não implicaria atribuição de culpa, “apenas um sinal de que o presidente se importa com as mulheres de seu partido”.

Estadão

FOTO: Aeronave cai na Região Noroeste de BH e provoca uma morte

Uma aeronave de pequeno porte caiu, na tarde deste sábado (13), no bairro Caiçara, na Região Noroeste de Belo Horizonte. De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma pessoa morreu no acidente.

A queda ocorreu na Rua Minerva próximo ao cruzamento com a Rua Anadir. A aeronave, que pegou fogo, bateu no portão de uma casa. A fiação da rede de energia elétrica também foi atingida.

Equipes de militares foram mobilizadas para atuar no resgate. Segundo os bombeiros, testemunhas relataram que viram explosões. A aeronave foi destruída pelo fogo. As chamas e a fumaça puderam ser vistas de longe.

Por volta das 16h15, a Polícia Civil informou que a perícia seguia para o local do acidente.

G1/MG

Comments

Economistas voltam a piorar projeção para o desempenho do PIB deste ano

A safra ruim de indicadores do primeiro trimestre tem levado parte de bancos e consultorias a promover um novo movimento de corte nas projeções de crescimento econômico para o Brasil neste ano.

Ao longo de 2019, os analistas têm piorado de forma seguida as projeções para a economia. No início do ano, havia a expectativa de que o Produto Interno Bruto (PIB) poderia crescer até 3%. Essas projeções iniciais foram revisadas para uma alta de 2%, e agora os novos números são ainda mais fracos: indicam um crescimento próximo 1,5%.

Na sexta-feira (12), os dois maiores bancos privados do país deram o tom desse maior pessimismo com a economia brasileira neste ano. O Itaú reduziu a previsão para o PIB de 2% para 1,3%, e o Bradesco diminuiu a projeção de 2,4% para 1,9%.

“O ritmo de retomada da economia brasileira tem sido inferior ao esperado neste início de ano”, escreveu o banco Bradesco em relatório.

Há uma série de fatores que explicam o fraco desempenho da economia brasileira:

  1. Prejudicada pela crise da Argentina e pela desaceleração global, a indústria ainda dá sinais claros de fraqueza;
  2. desemprego segue num patamar levado, dificultando a retomada mais forte da economia;
  3. A confiança de consumidores e empresários recuou, inibindo a volta do consumo e de novos investimentos;
  4. Há incerteza com a rapidez da aprovação da reforma da Previdência, considerada fundamental para a recuperação da economia.
  5. “Os índices de confiança apresentaram recuo generalizado em março e indicam risco de arrefecimento adicional da atividade à frente”, disse o Itaú.

    Os números mais fracos para a economia já estavam ficando evidentes no relatório Focus, do Banco Central. A pesquisa semanal, que colhe a avaliação de uma centena de economistas, já estava indicando um quadro de maior fraqueza com as projeções para o crescimento indo abaixo de 2%.

    Se confirmados, os números de 2019 vão marcar mais um ano de frustração. Depois da queda do PIB em 2015 e 2016, o Brasil cresceu apenas 1,1% em 2017 e 2018.

  6. Com informações do G1

Lucas faz três, Tottenham goleia e sobe na tabela do Inglês

Lucas comemora após marcar seu terceiro gol na partida

O atacante brasileiro Lucas Moura viveu neste sábado um dia especial para a sua carreira. O ex-jogador do São Paulo e do Paris Saint-Germain substituiu o ídolo Harry Kane na partida do Tottenham contra o lanterna e já rebaixado Huddersfield Town, em Londres, pela 34.ª rodada do Campeonato Inglês, e não decepcionou os mais 60 mil torcedores que lotaram o recém-inaugurado Tottehham Hotspur Stadium ao marcar três gols na goleada por 4 a 0.

Com o feito, o primeiro “hat-trick” com a camisa do clube inglês, Lucas Moura se torna o maior artilheiro do novo estádio do Tottenham. Em três jogos, o time venceu os três – os outros triunfos foram contra o Crystal Palace, pelo Campeonato Inglês, e contra o Manchester City, pela rodada de ida das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa -, com 100% de aproveitamento, e ainda não sofreu gol.

Em toda temporada – contando jogos pelo Campeonato Inglês, Liga dos Campeões, Copa da Inglaterra e Copa da Liga Inglesa -, Lucas Moura chegou neste sábado à marca de 12 gols e ainda busca um espaço no time titular com o técnico argentino Mauricio Pocchetino. Mas sempre é requisitado para ajudar o ataque do Tottenham, que volta a assumir o terceiro lugar na tabela de classificação.

Com a goleada sobre o Huddersfield Town, o Tottenham atingiu os 67 pontos e ultrapassou o Chelsea, que tem um a menos e entra em campo neste domingo no clássico contra o Liverpool, no estádio Anfield Road, em Liverpool. O time visitante, de volta à segunda divisão inglesa após duas temporadas na “Premier League”, segue com 14 pontos.

Por uma coincidência de tabela, o Tottenham terá agora duas partidas seguidas contra o Manchester City no Etihad Stadium, em Manchester. Nesta quarta-feira, o duelo será pela rodada de volta das quartas de final da Liga dos Campeões e o clube inglês joga com vantagem por ter vencido na ida por 1 a 0. No sábado, o jogo acontecerá pela 35.ª rodada do Campeonato Inglês.

Em campo, o Tottenham foi soberano e não deu qualquer chance ao Huddersfield Town. No primeiro tempo, em um intervalo de três minutos, o time da casa abriu 2 a 0. Aos 24, o meia queniano Victor Wanyama passou por um zagueiro e o goleiro para abrir o placar. Depois, Lucas Moura fez seu primeiro gol após cruzamento de Sissoko.

Na segunda etapa, o jogo se arrastou até os minutos finais, quando o atacante brasileiro resolveu mostrar o seu faro de artilheiro. Aos 42, chutou de primeira dentro da área após cruzamento do meia dinamarquês Christian Eriksen. Nos acréscimos, aos 48, recebeu passe do sul-coreano Son Heung-min e bateu no ângulo direito do goleiro Ben Hamer para decretar a goleada do Tottenham e deixar o estádio ovacionado por mais de 60 mil torcedores.

Bolsonaro abre o Planalto a políticos e atende ‘no varejo’

O presidente da República, Jair Bolsonaro

Crítico do que chama de “toma lá, dá cá” e das negociações por cargos, o presidente Jair Bolsonaro recebeu nas últimas duas semanas um total de 57 políticos, entre líderes partidários, deputados e senadores. Nesses encontros, Bolsonaro fez acenos aos parlamentares e atendeu, inclusive, o pequeno varejo. As reuniões representaram o gesto mais explícito do presidente ao Congresso desde a sua posse.

Bolsonaro vinha sendo cobrado a participar mais ativamente da articulação política e fez uma investida que tem como principal meta consolidar uma base parlamentar aliada para aprovar a reforma da Previdência.

Do total de 57 políticos recebidos – entre eles um senador do PT -, só quatro ex-colegas de Câmara tiveram acesso exclusivo ao presidente, em reuniões particulares, sem a presença dos ministros da articulação no Congresso. Encontraram um Bolsonaro relaxado, que contou piadas, prometeu acatar alguns pedidos e chegou a se comprometer a visitar seus Estados. “Eu pego o helicóptero e vou lá”, disse ao deputado José Nelto (Podemos-GO), que o convidou para participar de uma audiência pública em Porangatu (GO), para tratar da rodovia Belém-Brasília.

Sempre sentado no sofá e sem computador ou bloco de anotações por perto, Bolsonaro não tem o hábito de registrar os diálogos. Raramente mantém o celular ao lado. Um ajudante de ordem – que acompanha praticamente todas as reuniões – se encarrega de passar o telefone quando alguma ligação não pode esperar. Já os convidados deixam os celulares do lado de fora, em uma gavetinha, e carregam as suas listas de pedidos.

José Nelto disse ter aconselhado o presidente a não enviar para os governadores os recursos do pré-sal e usar o dinheiro para atender as prefeituras. “Estou sendo muito pressionado, viu”, rebateu Bolsonaro ao deputado. O parlamentar então sugeriu usar os recursos do pré-sal na educação de tempo integral. “Nessa hora, ele mandou o ajudante anotar a ideia. Acho que vai acatar”, relatou Nelto.

O perfil amistoso e divertido de Bolsonaro nas reuniões surpreendeu até mesmo o presidente do PSDB, Geraldo Alckmin, que ouviu ter recebido o voto dele para presidente em 2006. “Votei em você, duas vezes”, brincou Bolsonaro, quebrando o gelo com o tucano. A conversa se enveredou para Juiz de Fora, onde nasceu o secretário nacional do PSDB, Marcus Pestana, e cidade onde Bolsonaro foi esfaqueado.

Na transmissão ao vivo pelo Facebook, nesta quinta-feira, 11, Bolsonaro elogiou a sugestão do líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), de liberar emendas parlamentares para municípios endividados. Os débitos travavam a entrada de recursos, com base em entendimento da Advocacia-Geral da União (AGU). “Foi uma ideia trabalhada pelo líder e pelo ministro André (Luiz Mendonça, da AGU)”, disse o presidente.

Cada contato é vital para Bolsonaro, que contabiliza votos para a reforma da Previdência. A forma de trabalhar por esses votos contrasta com a dos últimos ocupantes do Palácio do Planalto. Parlamentares afirmam que Michel Temer era o presidente do “vamos conversar, veja bem”. Dilma dificilmente recebia. Lula fazia com que todos saíssem com a certeza de que seriam atendidos. Pouco, de fato, ocorria.

Ao anunciar o fim do horário de verão, na semana passada, o presidente disse ter atendido ao desejo de um parlamentar. A proposta surgiu do deputado João Campos (PRB-GO) e foi discutida com o Ministério de Minas e Energia. A justificativa seria a redução na economia gerada, de R$ 405 milhões para R$ 159 milhões.

Numa audiência privada que durou uma hora e meia, o deputado Sargento Fahur (PSD-PR) pediu que o governo reforçasse a segurança nas fronteiras do Paraná, especialmente com a Argentina e o Paraguai. “Há muito armamento pesado que entra por lá”, afirmou Fahur.

Enquanto esteve no gabinete presidencial, Sargento Fahur permitiu que Bolsonaro recebesse o governador do Pará, Helder Barbalho, com deputados e senadores do Estado, que pediam pela reconstrução da ponte do Rio Moju, no município do Acará. O senador Paulo Rocha (PT-PA) disse ter saído do encontro convencido de que o presidente vai se empenhar para resolver a situação. “Ele imediatamente mandou que olhassem se há recursos disponíveis para enviar ao Estado. Achei muito boa a conversa”, contou o petista.

 

Estadão

Comments

Eduardo sai em defesa do pai após críticas de prefeito de NY

Eduardo Bolsonaro

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara e filho do presidente Jair Bolsonaro, reagiu neste sábado, 13, às declarações do prefeito de Nova York, Bill de Blasio, sobre o pai. Ele associa as críticas ao “globalismo”.

Na sexta, o prefeito pediu que uma homenagem a Bolsonaro no Museu de História Natural do EUA, prevista para 14 de maio, fosse cancelada, e disse que o presidente brasileiro é “um ser humano perigoso”.

No Twitter, Eduardo replicou uma publicação do também deputado Paulo Eduardo Martins (PSC-PR) em que ele escreve: “É a prova que ‘o idiota’ não habita somente a América Latina. “O idiota’ está por toda parte.”

Eduardo complementou: “O movimento cultural que ocorre no Brasil ocorre da exata mesma e mesma forma no Chile, Inglaterra, França e, claro, nos EUA. Isso visa a construção de um novo mundo suprimindo as culturas locais. Depois falamos que são GLOBALISTAS e ainda há quem queira fazer chacota conosco.”

 

Terra

Comments

‘PSL está cada vez mais parecido com o PT’, diz Janaina

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) fez críticas ao próprio partido neste sábado, 13, pelo Twitter. Ela criticou uma possível mudança no nome da sigla de “Partido Social Liberal” para “Partido Conservador Liberal (PCL)”.

Ela ainda criticou o presidente Jair Bolsonaro, que na sexta, interferiu na política de preços de combustíveis da Petrobras. Para ela, uma atitude que mostra que “o L de liberal já não é tão liberal assim”.

“Todos sabem que sou favorável às candidaturas avulsas (independentes de Partidos). Mas, por enquanto, a lei exige que eu esteja atrelada a um Partido, sob pena de perder o mandato. Pois bem, sendo assim, digo logo que sou contra trocar o nome do PSL para PCL”, escreveu.

“Eu sei que o C significaria Conservador, mas, historicamente, o C remete a Comunista”, continuou Janaina. “Era só o que me faltava! Ademais, com a decisão de ontem do nosso Presidente, o L de liberal já não é tão liberal assim. O PSL está cada vez mais parecido com o PT. Eu digo e repito, Partidos são verdadeiras prisões. Uma lástima!”

Estadão

Mega-Sena pode pagar R$ 45 milhões neste sábado

Sorteio do concurso 2.142 da Mega-Sena ocorre neste sábado (13) — Foto: Marcelo Brandt/G1

O concurso 2.142 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 45 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) deste sábado (13) em Botucatu (SP).

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Morre em hospital menino retirado com vida dos escombros de prédios que desabaram no Rio

Buscas por desaparecidos entraram no segundo dia na manhã deste sábado na Muzema, Zona Oeste do Rio, onde dois prédio desabaram — Foto: Reprodução/GloboNews

Morreu na manhã deste sábado (13) o menino Hilton Guilherme Sodré Souza, de 12 anos, resgatado com vida dos escombros dos prédios que desabaram na Muzema, Zona Oeste do Rio. Ele havia sido socorrido por volta das 23h de sexta-feira, mas não resistiu e morreu no hospital. Os pais dele, Hiltonberto de Souza e Maria de Nazaré Sodré tiveram os corpos reconhecidos por parentes no Instituto Médico-Legal.

Com a morte de Hilton, já são sete o número de mortos na tragédia, ocorrida no começo da manhã de sexta-feira. Outras nove pessoas foram resgatadas com ferimentos e pelo menos 13 ainda continuam desaparecidas.

Hilton foi retirado dos escombros com fratura em uma das pernas e ferimentos no rosto. Segundo os Bombeiros, ele estava consciente e foi levado para o Hospital Miguel Couto, na Gávea.

Os pais do garoto também foram vítimas do desabamento. Maria Nazaré e Hiltonberto Rodrigues Souza foram retirados já sem vida dos escombros. Os corpos deles, no entanto, só foram reconhecidos por parentes na manhã deste sábado. A caçula da família, Isabele, escapou ilesa porque foi retirada do prédio pelo pai instantes antes do prédio vir abaixo.

A busca pelos desaparecidos entrou no segundo dia nesta manhã. Equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil trabalham no local, que foi isolado devido ao risco de desabamentos de construções vizinhas às que desabaram.

Por volta das 10h, o Corpo de Bombeiros atualizou a lista de vítimas resgatadas e de desaparecidos. Segundo a corporação, 15 pessoas foram retiradas dos escombros, das quais cinco já estavam mortas. Das dez que foram resgatadas com vida, duas morreram em hospitais da cidade. Com isso, chegava a sete o número de mortos na tragédia.

Até o fim da noite de sexta, os bombeiros consideravam haver ainda ao menos 12 desaparecidos. Nesta manhã, a lista foi revista e as equipes creem que há 17 pessoas ainda em meio aos escombros.

Fonte: Blog do BG

 

Por G1 RN

  


Avião da companhia aérea Avianca pousa no Aeroporto Internacional de São Paulo - Cumbica (GRU), em Guarulhos  — Foto: Celso Tavares/G1

Avião da companhia aérea Avianca pousa no Aeroporto Internacional de São Paulo – Cumbica (GRU), em Guarulhos — Foto: Celso Tavares/G1

A companhia aérea Avianca Brasil cancelou sete voos entre Natal e Guarulhos (SP) que ocorreriam entre este domingo (14) e a quarta-feira (17). Quatro deles sairiam da capital potiguar com destino à cidade paulista e os outros três fariam o caminho inverso.

Ao todo, a companhia terá ao menos 24 voos cancelados neste fim de semana e 180 até a quarta-feira, devido à redução da frota e para “minimizar o impacto na sua operação e aos seus passageiros”. A empresa está em recuperação judicial.

Em recuperação judicial, a Avianca Brasil tem sido acionada na justiça pelas companhias que fazem o empréstimo de avião por falta de pagamento.

Nesta sexta (12), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que recebeu pedido para cancelar as matrículas de dez aviões operados pela Avianca Brasil, que pertencem à Constitution Aircraft Leasing. Uma das aeronaves já foi devolvida na quinta-feira, e as outras nove serão devolvidas até o final do domingo.

O G1 apurou ainda que atualmente há nove aviões em disputa com a arrendadora Aircastle – uma aeronave já teve de ser devolvida pela companhia aérea. Procurada pelo G1, a Avianca Brasil não esclareceu se essas são as mesmas aeronaves mencionadas pela Anac, ou se se somam a elas. A frota atual da Avianca é de 35 aviões.

Passageiros afetados

A companhia aérea disse que vai entrar em contato com os passageiros afetados para oferecer reembolso ou opções de reacomodação.

Também informou que, se as passagens foram compradas por meio de agências, sites de viagem, o passageiro deve entrar em contato diretamente com as empresas.

Segundo a Anac, em caso de cancelamento ou de alteração do voo por iniciativa da Avianca, o passageiro deve ter os seus direitos respeitados, disponíveis para consulta no portal da ANAC na internet.

Reclamações podem ser feitas pela plataforma Consumidor.gov.br, e, caso não sejam atendidas, o passageiro poderá recorrer aos órgãos do Serviço Nacional de Defesa do Consumidor.

Fonte: Agora RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sign up
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.
We do not share your personal details with anyone.
0