PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA SEGUNDA-FEIRA

Por G1

 

Terror na Páscoa. Subiu para 290 o número de mortos nos atentados simultâneos no Sri Lanka. As explosões nas igrejas e hotéis de luxo deixaram ainda 500 feridos. No Brasil, a PF deve pedir a prorrogação da investigação sobre a facada contra o presidente Jair Bolsonaro. A crise na Avianca Brasil deve cancelar mais de mil voos da companhia de hoje até domingo. A semana começa ainda com inscrições abertas em 180 concursos públicos. O que é notícia nesta segunda-feira:

INTERNACIONAIS

Atentados no Sri Lanka

Igreja de São Sebastião, atingida por explosões em Negombo, no norte de Colombo, no Sri Lanka — Foto: Chamila Karunarathne/AP

Igreja de São Sebastião, atingida por explosões em Negombo, no norte de Colombo, no Sri Lanka — Foto: Chamila Karunarathne/AP

Subiu para 290 o número de mortos nos atentados contra igrejas e hotéis no Sri Lanka no domingo de Páscoa. 500 pessoas ficaram feridas na série de explosões simultâneas. O governo bloqueou as redes sociais para evitar a circulação de notícias falsas e impôs um toque de recolher no país.

Carlos Ghosn

Promotores japoneses apresentaram hoje uma nova denúncia contra o executivo brasileiro Carlos Ghosn, ex-presidente das montadoras Nissan e Renault. A acusação, a quarta contra o empresário desde novembro do ano passado, é sobre má gestão de fundos através de uma empresa com sede em Omán. Ele está preso provisoriamente desde o dia 4 e o prazo vence hoje.

NACIONAIS

Atentado na campanha

Jair Bolsonaro após ser esfaqueado durante uma campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais — Foto: Raysa Leite/AFP

Jair Bolsonaro após ser esfaqueado durante uma campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais — Foto: Raysa Leite/AFP

A PF vai pedir a prorrogação, por 90 dias, do inquérito relacionado ao atentado contra o presidente Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral do ano passado. O pedido deve ocorrer amanhã, segundo o blog do Matheus Leitão. Em setembro do ano passado, o então candidato à Presidência levou uma facada durante em Juiz de Fora (MG). O agressor, Adélio Bispo de Oliveira, está preso desde então.

Tragédia na Muzema

Devem ser sepultados hoje os corpos das vítimas dos desabamentos de dois prédios na comunidade da Muzema, Zona Oeste do Rio, que foram resgatados no fim de semana. Ontem, os bombeiros resgataram o corpo da última pessoa que estava desaparecida e encerraram as buscas. No total, foram 23 mortes na queda dos imóveis.

Crise na Avianca

A Avianca Brasil cancelará 1.045 voos entre hoje e o próximo domingo, dia 28. O cancelamento ocorre porque a companhia começa a devolver 18 dos 25 aviões que ainda operavaEm recuperação judicial desde dezembroa companhia foi obrigada pela Anac a fazer essa devolução aos donos (chamados de “lessores”) por falta de pagamento, após sucessivas decisões da Justiça.

Concursos

Pelo menos 180 concursos públicos no país estão com inscrições abertas hoje e reúnem 23.500 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 35.462,22 no Ministério Público de Contas do Pará.

Imposto de Renda

Como a Receita corrige as restituições? Como saber quanto vou receber? O valor da correção é calculado com base na taxa Selic acumulada até a liberação do lote de restituições. O prazo para entregar a declaração termina no dia 30 de abril. E para tirar suas dúvidas, o G1 terá um programa ao vivo hoje. Participe e mande suas perguntas.

Relatório Focus

O Banco Central divulga hoje a previsão semanal do mercado financeiro para a inflação e o crescimento da economia. No levantamento da semana passada, os analistas das instituições financeiras baixaram a previsão da inflação para 4,06% e do PIB para 1,95%.

Música

Iza em cena do clipe de 'Brisa' — Foto: Rodolfo Magalhães/Divulgação

Iza em cena do clipe de ‘Brisa’ — Foto: Rodolfo Magalhães/Divulgação

Boas vibrações, saxofone, reggae e praia. Esse é o contexto visual e sonoro de “Brisa”, nova música de Iza. A música recém-lançada tem uma pegada mais tranquila se comparada às outras da cantora. Em comum, a dança segue como elemento que une todos os singles da carreira dela. O G1 analisa o novo trabalho da cantora.

Futebol

Gols do Fantástico: conheça alguns dos campeões estaduais de 2019

Gols do Fantástico: conheça alguns dos campeões estaduais de 2019

O domingo foi de festa nos estaduais pelo país. O Corinthians bateu o São Paulo com gol no fim e faturou o tricampeonato paulista. No Rio, o Flamengo derrotou o Vasco por 2 a 0 de novo e ficou com título, o que gerou a demissão do técnico Alberto Valentim no cruzmaltino. Teve ainda finais no paranaense, catarinense, baiano, pernambucano e muitos outros estados. Veja acima nos gols do Fantástico.

Curtas e rápidas

Hoje é dia de…

  • Descobrimento do Brasil
  • Data Festiva da Força Aérea Brasileira
  • Dia da Comunidade Luso-Brasileira
Fonte: G1

Sarney, Jucá, os Alves e Eunício: O Globo destaca que os caciques do MDB mesmo longe do poder mantêm influência em cargos federais nos estados

Cobrado por parlamentares a nomear apadrinhados para órgãos federais em troca de apoio , o governo Bolsonaro mantém, quase quatro meses após assumir o comando do país, indicados de caciques longevos na política em cargos comissionados nos estados. Apelidados nos corredores do Congresso como “esqueceram de mim”, afilhados de antigas lideranças como Eunício Oliveira (MDB-CE), Romero Jucá (MDB-RR), José Sarney (MDB-AL) e Garibaldi Alves (MDB-RN) permanecem em chefias regionais de órgãos federais.

Essa sobrevida tem frustrado parlamentares rivais desses grupos, que, ao ver os caciques derrotados nas últimas eleições, criaram expectativas de assumir postos do Executivo federal nos estados. Nos últimos dias, integrantes da equipe do ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) têm afirmado que há vários nomes em “estágio avançado” de avaliação. A nova promessa é que as nomeações indicadas por parlamentares comecem a sair no início do mês que vem. Sobre os indicados por antigos políticos, pessoas próximas a Onyx dizem que “afilhados de presidentes de partido serão considerados com carinho”. Jucá é o atual presidente do MDB.

Herança de Dilma e Temer

Superintendências de ministérios, da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), e a Companhia de Desenvolvimento das Bacias do São Francisco (Codevasf) são órgãos cobiçados, e o governo diz que indicações só serão aceitas se enquadradas nos critérios do governo.

— As conversas estão acontecendo na Casa Civil. Já definimos alguns critérios técnicos. Quem quiser indicar pessoas que se enquadram nesses critérios, pode indicar— disse a líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

Depois de ficar em terceiro nas eleições para o Senado e não se reeleger, o ex-presidente da Casa Eunício Oliveira (MDB-CE) mantém ao menos cinco indicados, como Francisco Hermenegildo Sousa Neto, coordenador do Dnocs no Ceará, e Ângelo Guerra, diretor do órgão. Durante a eleição no ano passado, Eunício e os dois apadrinhados foram investigados por abuso de poder econômico. O Ministério Público Eleitoral constatou que 43 dos 150 poços artesianos perfurados até agosto de 2018 no estado estavam em Lavras da Mangabeira (CE), cidade natal do então senador.

Outro indicado de Eunício é Ricardo Silveira, superintendente estadual da Funasa. Ele é filho de Everardo Silveira, que já foi coordenador de campanha de Eunício. Outro que permanece em seu posto é Romildo Rolim, presidente do Banco do Nordeste. Na mesma situação está o diretor-presidente da Companhia das Docas do Ceará, César Augusto Pinheiro, que teve o nome citado na delação de um superintendente da Galvão Engenharia por supostamente ter cobrado R$ 2,5 milhões em propina.

Parte dos cargos ocupados por Eunício e outros emedebistas foi conquistada nos anos do PT no poder. Depois que a ex-presidente Dilma Rousseff foi afastada, em 2016, o grupo conseguiu ocupar ainda mais espaço no governo do correligionário Michel Temer. O interesse por cargos não se resume à conquista de apoiadores. Esses postos também rendem dividendos políticos por meio de investimentos em obras e programas sociais.

No Maranhão, o grupo de José Sarney, que inclui sua família e os ex-senadores João Alberto Souza e Edison Lobão, ambos do MDB, mantém indicados em órgãos como a Codevasf, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e os Correios.

No comando do Iphan no estado está Maurício Itapary, que, também apadrinhado por Sarney, já havia passado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Ele é filho de Joaquim Itapary, colega de Sarney na Academia Maranhense de Letras.

Ex-prefeito de Nina Rodrigues (MA), o emedebista Jones Braga é o superintendente da Codevasf no estado. Quando Roseana Sarney foi governadora, ele ocupou a subchefia da Casa Civil. O superintendente do Ministério da Agricultura, Antônio José dos Santos, também foi indicado pelo grupo. Já nos Correios, a superintendência está a cargo de Ricardo Melo Sousa Barroso, indicado pelo então deputado federal Victor Mendes (MDB), do grupo de Sarney.

Os Alves

Mesmo após a derrocada do ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (MDB-RN), que chegou a ser preso, acusado de receber propina da Carioca Engenharia, e da tentativa frustrada do ex-senador Garibaldi Alves (MDB-RN), seu primo, de se reeleger, a família mantém os seus em órgãos federais no Rio Grande do Norte. Um deles é José Eduardo Alves Wanderley, filho da ex-deputada Ana Catarina Alves, irmã gêmea de Henrique. Wanderley coordena o Dnocs.

Em Roraima, Romero Jucá, ex-líder dos governos Fernando Henrique, Lula, Dilma e Temer, acumulou indicações nos últimos anos. Ele não conseguiu a reeleição para o Senado, mas mantém seus afilhados nos cargos. É o caso de Plácido Alves, superintendente do Ministério da Agricultura no estado.

O GLOBO

Comments

Colunista diz que teve acesso a áudio de Bolsonaro agradecendo aliado por criticas ao Mourão nas redes sociais

Jair Bolsonaro traçou uma estratégia para fazer frente aos movimentos de Hamilton Mourão, sem criar mais ebulição num governo que parece navegar em permanente efervescência: trata-se, na prática, de terceirizar ataques.

Bolsonaro tem estimulado alguns de seus líderes a descerem a borduna no vice.

A coluna teve acesso a um áudio de WhatsApp em que Bolsonaro lança algumas de suas marcas registradas verbais (“valeu aí” e “é isso aí”) para agradecer e, mais grave, incentivar um aliado que lhe informara que vinha criticando Mourão nas redes sociais.

Em outro diálogo, com uma frase, Bolsonaro prevê que a batalha doméstica contra o companheiro de caserna vai perdurar pelos próximos três anos anos. Mais: dá a entender que pensa mesmo em disputar a reeleição. “Em 2022, ele vai ter uma surpresinha”. Palavras de capitão.

LAURO JARDIM

Comments

Doleiros foragidos e no exterior emperram há 1 ano a maior etapa da Lava Jato

A maior etapa da Lava Jato em número de presos completa um ano de duração com avanços limitados na Justiça e ainda sem localizar um grupo de réus foragidos, inclusive o seu principal alvo.

Em 3 de maio de 2018, a Polícia Federal deflagrou a Operação Câmbio, Desligo, desdobramento da investigação no Rio de Janeiro que mirava uma rede de operadores financeiros responsável por movimentar ilegalmente quantias bilionárias.

A etapa tinha o maior número de mandados de prisão preventiva, com 49 deles expedidos, em uma só fase da operação. O principal alvo era Dario Messer, conhecido como “doleiro dos doleiros”, que também tinha cidadania paraguaia.

À época, havia a expectativa de que esse novo braço da investigação desvendasse outros fronts da lavagem de dinheiro no país ainda fora do radar da força-tarefa de Curitiba. De lá para cá, porém, os investigadores tiveram reveses com decisões do Judiciário e um saldo de escasso andamento do processo aberto na primeira instância.

Além disso, apesar de cooperação internacional e buscas no Paraguai, Messer e ao menos cinco alvos até hoje não foram encontrados pelas autoridades brasileiras.

Quase todos os presos de um ano atrás, hoje, estão fora da cadeia. Foram ao menos dez solturas determinadas pelo ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), e outras quatro do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Em alguns casos, a iniciativa partiu do próprio juiz Marcelo Bretas, na primeira instância. Dois dos suspeitos já morreram.

A primeira denúncia da Câmbio, Desligo, contra 62 pessoas, foi apresentada em junho do ano passado, listando dezenas de diferentes frentes de lavagem de dinheiro sujo no país e clientes na política.

Juiz da Lava Jato no Rio, Bretas recebeu as acusações, mas teve que desmembrar partes por causa dos réus não encontrados, e até agora os processos andam com lentidão.

(mais…)

 

LOCAIS

Governo do Estado vai decretar situação de emergência por enxurrada em Angicos, Fernando Pedroza e Santana do Matos

Devido à ruptura das barragens São Miguel 1, Vavá 1 e São Pedro no município de Fernando Pedroza na noite deste sábado (20) e alto risco de rompimento de outros dois reservatórios, o Governo do Estado vai decretar situação de emergência por enxurrada nos municípios de Fernando Pedroza, Angicos e Santana do Matos. Com isso, será possível o suporte técnico e repasse de recursos por parte do Governo Federal. O coordenador nacional de Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas, já está ciente dos transtornos causados pelas chuvas na região Central do Rio Grande do Norte.

A decisão ocorreu na noite deste domingo em reunião entre o coordenador estadual de Defesa Civil, tenente-coronel BM Marcos de Carvalho, e equipe, secretário estadual de Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti, diretor-presidente do Instituto de Águas do RN, Caramuru Paiva, os prefeitos da região e coordenadorias municipais de Defesa Civil após o monitoramento de reservatórios e constatado risco de novos rompimentos.
Com a ruptura da parede do açude São Miguel 1, Vavá 1 e São Pedro, todos de propriedade privada, há o alto risco de rompimento da barragem Vavá 2 e São Miguel 2, em Fernando Pedroza. O preocupante, segundo a Defesa Civil, é que este último se trata de açude de maior volume de água com relação aos que já romperam. Ainda não é possível informar quantas pessoas seriam afetadas com a possível ruptura da parede desses açudes.
Segundo Marcos de Carvalho, da Defesa Civil Estadual, ficou acertado também na reunião que a partir desta noite de domingo será feito o monitoramento de hora em hora do São Miguel 2 pela Prefeitura de Fernando Pedroza. “Havendo anomalia, eles emitem o aviso a todas as pessoas nas áreas que possam ser afetadas por extravasamento por meio de grupos de WhatsApp, rádios locais e carros de som. Amanhã uma equipe da Semarh vai fazer intervenções como a instalação de dispositivos para aumentar o fluxo de descarga ou ainda o rebaixamento do vertedouro, permitindo que diminua o volume armazenado no açude São Rafael 2. Consequentemente reduz o seu risco potencial”, explicou o coordenador estadual da Defesa Civil.

BR-304

A Defesa Civil também vistoriou neste domingo a ponte na BR-304 que está em situação crítica devido à erosão provocada pela forte correnteza da noite de sábado. Já foram acionados o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Previsão Climática

Segundo a gerência de meteorologia da Emparn, as condições continuam favoráveis à ocorrência de chuvas em todas as regiões do Estado. Nos próximos dias, além da atuação da Zona de Convergência Intertropoical (ZCIT), tem também a chegada de uma frente fria que pode contribuir para o aumento de chuvas, principalmente no interior do RN.

Fonte: Blog do BG

 

Novo edital de licitação dos transportes será lançado até junho, diz STTU

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal, em contato com a reportagem do Agora RN, atualmente, o edital passa por uma fase de elaboração e revisão de seu texto

José Aldenir / Agora RN

Nova licitação dos transportes deve sair em até dois meses, de acordo com a STTU

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) de Natal confirmou que o edital de licitação dos transportes públicos da capital tem previsão de ser lançado em até dois meses.

De acordo com a secretaria, em contato com a reportagem do Agora RN, atualmente, o edital passa por uma fase de elaboração e revisão de seu texto. A minuta estava sob responsabilidade do Instituto da Mobilidade Sustentável Rua Viva, sediado em Belo Horizonte (MG), que foi contratado em 2016 por R$ 97 mil com dispensa de licitação.

O processo continua após a STTU receber os vetos apreciados pela Câmara Municipal na Lei Complementar 179/2018, que traz as regras do transporte público em Natal.

Anteriormente, o prefeito Álvaro Dias (MDB) havia vetado, em janeiro, quatro artigos que constavam na Lei dos Transportes. Contudo, os vetos só foram apreciados pelos vereadores no início de março, quando os parlamentares retornaram às suas atividades na Câmara.

Dos artigos vetados por Álvaro, a Câmara derrubou apenas um: a medida que permitia que atuais cobradores pudessem ser realocados em outras funções dentro das empresas de transporte, já que a cultura da dupla função é liberada.

Histórico

O processo licitatório do transporte público de Natal teve início em 2013, mas o Município encerrou a elaboração do texto da Lei dos Transportes somente em 2015. Na Câmara, a legislação recebeu 140 emendas.

Foram feitas duas convocações para recebimento de propostas, entre janeiro e abril de 2017, mas as rodadas terminaram desertas por falta de interesse das empresas envolvidas. Alguns dos pontos rechaçados pelas empresas na época era a renovação total da frota para quatro anos, e a diminuição de idade para a gratuidade dos idosos de 65 anos para 60.

Com o duplo insucesso, o Município enviou novo projeto de lei para a Câmara, que aprovou em dezembro o novo texto da licitação dos transporte.

Frota velha

Hoje, Natal possui a frota mais velha entre as capitais nordestinas. Os dados foram divulgados no início deste ano pela Associação Nacional de Empresas de Transportes Urbanos (NTU).

Ao todo, a capital tem 710 veículos realizando o transporte urbano na cidade. A média de idade deles é de 8,9 anos – o ideal, segundo a última lei de licitação aprovada, seria uma idade média de quatro anos.

Fonte: Agora RN

 

RN é oitavo no Brasil com mais aposentados do que ativos em cidades

A pesquisa mostra que para cada três cidades brasileiras já existem mais aposentados do INSS que trabalhadores com carteira assinada, que contribuem para a Previdência

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Enquanto a reforma da Previdência não se confirma, o País segue para uma explosão total das contas públicas

O Rio Grande do Norte é o 8º estado brasileiro com o maior número de municípios onde há mais aposentados do que trabalhadores formais. São 74 de 167 nessa condição (44,3%), segundo revela um levantamento feito pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) à pedido do diário carioca O Globo.

A pesquisa mostra que para cada três cidades brasileiras já existem mais aposentados do INSS que trabalhadores com carteira assinada, que contribuem para o Regime Geral da Previdência Social.

O cruzamento de dados excluiu da conta os aposentados do funcionalismo público com regime próprio e os trabalhadores informais, e considera informações de 2017, as últimas disponíveis.

O Ceará ocupa a primeira colocação no ranking com 134 de seus 184 municípios (72,8%) com aposentados batendo o número de trabalhadores formais. Depois, vem o Maranhão com 152 de 217 municípios (70,1%) nessas condições e Bahia com 276 municípios de seus 417 (66,2%).

O quarto, quinto, sexto e sétimo lugares estão, respectivamente, com Pernambuco, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Sul, só então aparece o RN.

O fato do fenômeno da dependência da renda de aposentados ser mais forte no Nordeste, segundo especialistas ouvidos pelo jornal carioca, decorrem de fatores socioeconômicos, e já no Sul tem como fator principal o envelhecimento da população, que é maior.

Em municípios potiguares como São Miguel, no Alto Oeste, a 444 km de Natal, a proporção é de quatro aposentados para um trabalhador formal. Já em muitos outros há um empate de um por um, casos de Pedro Avelino, a 158 km da capital; Rodolfo Fernandes, por coincidência nome dado em homenagem ao jornalista que ocupou a direção de redação do jornal O Globo até sua morte; Serra Negra do Norte; Santa Cruz, onde a proporção é de dois aposentados para duas pessoas trabalhando formalmente e São João do Rio do Peixe, onde a proporção de quatro para quatro.

Para especialistas ouvidos pelo O Globo, os números reforçam a necessidade da Previdência de acabar com as aposentadorias precoces, deixando os trabalhadores mais tempo em atividade.

São justamente essas aposentadorias que aprofundam o desequilíbrio entre o contingente de pessoas contribuindo para o sistema e o total de beneficiários.

Além disso, os dados evidenciam a falta de dinamismo econômico das pequenas cidades, que convivem com alta informalidade — com trabalhadores que não contribuem para a Previdência — e sofrem com uma demanda cada vez maior por serviços com o envelhecimento da população.

Ainda de acordo com o levantamento, em dois terços das cidades com mais aposentados, a principal atividade econômica é a administração pública, segundo dados do IBGE.

A pesquisa indica, ainda, uma alta concentração de aposentadorias rurais, outro tema polêmico da reforma da Previdência.

No ano passado, das 20 milhões de pessoas que estavam aposentadas pelo INSS, quase um terço, 6,9 milhões, eram aposentadorias rurais.

Fonte: Agora RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sign up
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.
We do not share your personal details with anyone.
0