PRIMEIRAS NOTICIAS DESTA QUINTA-FEIRA

 

INTERNACIONAIS

Exclusivo: Guaidó na GloboNews

Guaidó nega que a oposição a Maduro esteja dividida

Guaidó nega que a oposição a Maduro esteja dividida

O presidente autoproclamado da Venezuela, Juan Guaidó, negou, em entrevista exclusiva à GloboNews, que a oposição a Nicolás Maduro esteja dividida e reforçou que os militares estão descontentes com a situação no país.

“A Venezuela tem sofrido durante anos. Maduro segue usurpando das suas funções”, afirmou Guaidó. “Estamos absolutamente unidos. Unidos na causa para o país ir adiante, há uma união absoluta pela causa da justiça da Venezuela.”

Na terça-feira (30) da semana passada, Guaidó convocou a população às ruas e disse que havia conseguido o apoio de integrantes das Forças Armadas para pôr fim ao que chamou de “usurpação” na Venezuela. Segundo ele, era o início da fase final da chamada Operação Liberdade.

Nos protestos daquele dia, cinco pessoas morreram e 239 ficaram feridas.

Maduro

Nicolás Maduro expulsou 56 militares acusados de envolvimento no levante. Um deles é Manuel Figuera, ex-chefe do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin), organismo responsável por vigiar Leopoldo López, também opositor.

Carlos Ghosn

esposa do ex-presidente da Nissan, o brasileiro Carlos Ghosn, negou nesta quinta-feira (9) qualquer relação com uma empresa privada que comprou um iate com fundos desviados da montadora japonesa. Carole Ghosn, uma cidadã americana e libanesa, concedeu entrevista por videoconferência de Nova York para o jornal japonês “Nikkei”, na qual ela negou qualquer conexão com os fatos que o promotor de Tóquio atribuiu ao seu marido.

NACIONAIS

De volta à prisão

TRF-2 determina que Temer e Coronel Lima voltem à prisão

TRF-2 determina que Temer e Coronel Lima voltem à prisão

O ex-presidente Michel Temer afirmou que irá se apresentar hoje à Justiça. Ontem, a Primeira Turma do TRF-2 cassou o habeas corpus do emedebista e do seu amigo coronel Lima e determinou que os dois voltem à prisão. Eles são acusados de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Temer chamou a decisão de “equivocada sob o foco jurídico” e disse que vai recorrer. “Já falei com o advogado, ele apresentará um habeas corpus ao Superior Tribunal de Justiça. Ou seja, vou defender os meus direitos até o fim”, afirmou.

Reforma ministerial

A comissão do Congresso que analisa a reforma administrativa tenta votar hoje, pela terceira vez, o relatório sobre o tema do senador Fernando Bezerra (MDB-PE). A Medida Provisória, publicada em janeiro, alterou a estrutura do governo e reduziu de 29 para 22 o número de ministérios. A MP está em vigor desde então, mas precisa ser confirmada pelo Congresso até 3 de junho para não perder a validade.

O que o relator propõe:

  • Manter a Coaf com o Ministério da Justiça;
  • Desmembrar o Ministério do Desenvolvimento Regional e recriar os ministérios da Integração Nacional e das Cidades;
  • Devolver a Funai, hoje vinculada ao Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, ao Ministério da Justiça;
  • Manter a demarcação de terras indígenas no Ministério da Agricultura;
  • Proibir investigação por parte de auditores-fiscais da Receita de crimes que não sejam de ordem fiscal.

Reforma da Previdência

Guedes vai à comissão especial da Câmara que discute o conteúdo da reforma da Previdência

Guedes vai à comissão especial da Câmara que discute o conteúdo da reforma da Previdência

O ministro da Economia, Paulo Guedes, foi ouvido ontem na comissão especial da Câmara que analisa as mudanças na aposentadoria. Segundo o ministro, a “velha Previdência” é um regime “condenado à falência”.

Guedes estava acompanhado do secretário de Previdência, Rogério Marinho, que apresentou aos deputados dados que revelam que a expectativa de vida após os 65 anos é semelhante em todas as regiões do país.

Indulto de Natal

Está na pauta do Supremo Tribunal Federal (STF) a conclusão de julgamento sobre a concessão de indulto de Natal a presos. Há maioria na Corte para fixar que o benefício é um ato do presidente da República e não cabe intervenção do Judiciário. Com isso, o STF deve considerar válido o ato do ex-presidente Michel Temer que aplicou regras mais brandas para o perdão dos chamados crimes do colarinho branco.

Foragidos de Rio das Pedras e Muzema

prisão de Marcus Vinícius Reis dos Santos, de 45 anos, conhecido como Fininho, faz parte das buscas das autoridades pelos envolvidos com a milícia que comanda as ações nas comunidades de Rio das Pedras e Muzema, na Zona Oeste do Rio. A quadrilha foi identificada e denunciada numa investigação que deu origem à operação Intocáveis, deflagrada em janeiro deste ano. Da quadrilha identificada pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ) até o momento, oito investigados foram presos. Cinco se mantêm foragidos, entre eles, Adriano Magalhães, conhecido como capitão Adriano, ex-oficial da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Veja quem são os demais.

Colisão de trem e ônibus no Rio

Um trem de serviço da Supervia e um ônibus se chocaram em Marechal Hermes, Zona Norte do Rio de Janeiro, no final da noite de ontem. Ao menos cinco pessoas ficaram feridas.

Estreias da semana

“Vingadores: ultimato” ainda domina as bilheterias dos cinemas, mas isso não quer dizer que as novidades pararam de chegar. Se você já assistiu ou não tem interesse algum no filme de heróis, “Pokémon: detetive Pikachu“, “Cemitério maldito“, “A menina e o leão” e “Longa jornada noite adentro” são algumas das estreias esta semana.

  • Guia de pokemóns ‘reais’: G1 lista principais monstrinhos de ‘Detetive Pikachu’ do melhor para o pior

Show interrompido

Marília Mendonça interrompe show por conta de gás lacrimogêneo, em Manaus

Marília Mendonça interrompe show por conta de gás lacrimogêneo, em Manaus

A cantora Marília Mendonça interrompeu por alguns minutos um show para 60 mil pessoas em Manaus por causa de gás lacrimogêneo. “Galera, daqui a pouco eu volto. Alguém jogou gás aqui”, disse ela ao público.

AfroGames

Mariana Menezes em estúdio de som do AfroReggae — Foto: Jorge Soares/G1

Mariana Menezes em estúdio de som do AfroReggae — Foto: Jorge Soares/G1

Transformar jogos eletrônicos em ocupação profissional é o objetivo de uma iniciativa que está sendo implantada na comunidade de Vigário Geral, na Zona Norte do Rio. O AfroGames tem o objetivo de ser o primeiro centro formador de atletas de esportes eletrônicos dentro de uma favela no mundo. Entenda.

Brasil e os carros híbridos

Brasil pode produzir tecnologia para carros híbridos nos próximos anos, dizem autopeças. Empresas esperam volume maior para iniciar fabricação em solo nacional. Responsável por ajudar no consumo de combustível, start-stop é outro componente que está sendo nacionalizado.

  • Honda CB 500X vai ficar mais ‘aventureira’ com roda maior na dianteira

 

Fonte: G1

 

Por Blog do BG

Diego Hypólito assume ser homossexual e fala de abusos na ginástica “Não escolhi ser gay, porque ser gay não é uma escolha”

Diego Hypólito assume ser homossexual e fala de abusos na ginástica
© Getty Images

 

O ginasta Diego Hypólito, 32, assumiu ser homossexual em entrevista ao UOL, nesta quarta-feira (8). Medalha de prata no solo nos Jogos Olímpicos Rio 2016, o atleta falou abertamente sobre sua sexualidade pela primeira vez e contou sobre como foi difícil para ele manter isso em segredo por anos.

Quero que as pessoas saibam que eu sou gay e que eu não tenho vergonha disso. E não é porque eu sou que outras pessoas vão querer ser. Isso não tem nada a ver. Já vivi muitos anos pensando no julgamento que os outros fariam sobre mim. Hoje só aceito ser julgado por Deus”, afirmou.

Hypólito afirmou que tinha 19 anos quando assumiu para si mesmo que era homossexual, mas que só teve coragem de contar para sua família aos 28, às vésperas do Mundial da China, em 2014. “Quando passei a entender melhor a minha sexualidade, meu maior problema sempre foi como iria contar para a minha família. As pessoas não sabem, mas a gente tinha uma origem humilde, do interior e religiosa. Eles nunca entenderiam“, disse. “Nem sempre tinha o que comer, chegamos a ficar meses sem energia elétrica. Como é que eu ia levar mais um problema para eles?”

O medo de revelar o segredo fez o ginasta conviver com insegurança, privando-se de sua liberdade. Ele chegou a usar disfarces para frequentar baladas e shows voltados ao público LGBT, como fez na noite em que foi a uma casa noturna acompanhado do também ginasta Michel Conceição. “Ele [Michel Conceição] me levou a uma balada gay, mesmo sendo proibido sair à noite na seleção. Eu fui todo disfarçado: boné, óculos escuros, capuz. Isso se repetiria nos anos seguintes, era ridículo. Meus amigos livres, leves e soltos e eu lá, cheio de roupas, suando no calor, virando a cara quando alguém fixava o olhar”, contou.

O ginasta afirmou, ainda, que só recentemente teve coragem para ir a uma balada LGBT sem se esconder. “Há uns dias fui à Tokka, uma festa gay em São Paulo. Aos 32 anos, fui pela primeira vez de cara limpa, sem disfarce, sem ter vergonha de ser quem eu sou, de viver o que eu quero viver. Para mim é uma libertação. Foi a primeira vez que realmente me diverti numa festa gay.”

A relação do atleta com a família também voltou ao normal, segundo ele. No início, houve um estranhamento, principalmente por parte da mãe dele. “Minha mãe me aceita como eu sou. Minha mãe me ama. E eu amo meus pais e tudo o que eles fizeram para que eu, minha irmã e meu irmão chegássemos até aqui”, disse. “ Não escolhi ser gay, porque ser gay não é uma escolha. É simplesmente o que eu sou.”

Hypólito revelou ainda que sofreu abusos no meio da ginástica artística, que o fizeram ganhar coragem para assumir sua homossexualidade como forma de tentar combater isso. “Já me prenderam em um equipamento de treino apelidado de ‘caixão da morte’, já me fizeram segurar uma pilha com o ânus e já me deixaram pelado, junto com outros dois atletas, para escrever no nosso peito a frase ‘Eu’, ‘sou’, ‘gay’. Uma palavra em cada um para nos humilhar”, desabafou. “Eu preciso falar sobre essas coisas para que elas nunca mais se repitam. Ninguém precisa passar pelo que eu passei para ser campeão”, acrescentou.

Em 2018, Diego Hypólito já havia falado sobre outros abusos que ele sofreu no meio da ginástica artística. Segundo o atleta, os atos de humilhação eram praticados por outros ginastas, porém com a conivência dos treinadores. “Os casos de bullying aconteciam regularmente, sempre com os alunos mais velhos, mas com a conivência do técnico. Eu prefiro não expor (nomes), porque não sei se eles me dão o direito. Mas foi com muitas pessoas”, disse o ginasta.

A denúncia feita por Hypólito ocorreu um dia após a divulgação de uma reportagem da TV Globo, na qual o ex-treinador da seleção brasileira de ginástica Fernando de Carvalho Lopes, que comandou a equipe entre 2014 e 2016, era acusado de abusar sexualmente de atletas.

Em março deste ano, Fernando de Carvalho Lopes foi banido do esporte pelo STJD (Superior Tribunal de Justça). Ele também foi multado em R$ 1,6 milhão. Na esfera judicial, o inquérito contra ele ainda está em andamento.

NOTÍCIAS AO MINUTO

Comments

Vice-presidente da Assembleia Nacional da Venezuela é preso

Edgar Zambrano (esquerda) e Juan Guaidó (direita) durante reunião com parlamentares em Caracas no início de abril
Edgar Zambrano e Juan Guaidó durante reunião com parlamentares em Caracas no início de abril – Matias Delacroix – 16.abr.2019/AFP

 

O vice-presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, o oposicionista Edgar Zambrano, foi preso na noite de quarta-feira (8) por agentes do Sebin (Serviço Bolivariano de Inteligência).

Uma ordem de prisão havia sido emitida pela Justiça na semana passada. Zambrano é acusado de “traição à pátria”.

Número dois de Juan Guaidó na assembleia, Zambrano pertence ao tradicional partido Ação Democrática, e estava em sua sede quando os agentes chegaram.

O próprio Zambrano avisou pelas redes sociais que estavam cercando o local, atraindo a atenção de vários jornalistas locais, que puderam fazer imagens.

“Fomos surpreendidos pelo Sebin e, ao nos negarmos a sair do veículo, usaram um guincho para nos trasladar de maneira forçosa até o Helicoide”, escreveu Zambrano em uma rede social. “Os democratas nos mantemos de pé, em luta.”

Logo depois, a assessoria de imprensa de Guaidó confirmou a prisão, afirmando que, segundo as primeiras informações, Zambrano estaria sendo levado ao Helicoide, uma das prisões onde há grande número de presos políticos do regime.

“Um dos principais conspiradores do golpe acaba de ser preso”, afirmou Diosdado Cabello, número 2 do chavismo e presidente da Assembleia Constituinte (governista). “Eles pagarão perante os tribunais pelo golpe fracassado que tentaram.”

A Justiça venezuelana está com outras 11 ordens de prisão de deputados da assembleia ligados a Guaidó, entre eles o organizador da Operação Liberdade, Juan Andrés Mejía.  ​

O deputado Carlos Prosperi, colega de partido de Zambrano, falou a jornalistas do lado de fora da sede do partido momentos depois do vice-presidente ser levado.

“O que acaba de acontecer é um sequestro do nosso vice-presidente da Assembleia Nacional”, disse. Segundo Prosperi, vários membros da sigla estavam deixando o local após uma reunião e Zambrano foi o último a sair.

Ele teria sido cercado a aproximadamente 50 metros da sede pelo Sebin, que tentou forçar a abertura das portas do veículo. “Tentamos chegar até onde ele estava, mas nos impediram, trouxeram um guincho e seu carro foi levado ao Helicoide”, contou o deputado.

Ele afirmou que não sabe se Zambrano foi ferido. “Responsabilizamos o Estado pela integridade física dele”, acrescentou.

FOLHAPRESS

Gestão Bolsonaro faz corte generalizado em bolsas de pesquisa no país

gestão do presidente Jair Bolsonaro (PSL) bloqueou nas últimas horas de forma generalizada bolsas de mestrado e doutorado oferecidas pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

Segundo relatos de coordenadores de programas, financiamentos que estavam temporariamente sem uso foram retirados do sistema do órgão de fomento ligado ao Ministério da Educação.

As bolsas pertenciam a alunos que apresentaram seus trabalhos recentemente e seriam destinadas a estudantes aprovados em processos seletivos concluídos ou em andamento.

gestão do presidente Jair Bolsonaro (PSL) bloqueou nas últimas horas de forma generalizada bolsas de mestrado e doutorado oferecidas pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

Segundo relatos de coordenadores de programas, financiamentos que estavam temporariamente sem uso foram retirados do sistema do órgão de fomento ligado ao Ministério da Educação.

As bolsas pertenciam a alunos que apresentaram seus trabalhos recentemente e seriam destinadas a estudantes aprovados em processos seletivos concluídos ou em andamento.

No Instituto de Biociências da USP, 38 bolsas foram cortadas —17 de mestrado, 19 de doutorado e duas de pós-doutorado. Elas custeariam estudos nas áreas de botânica, ecologia, fisiologia, genética e zoologia.

Segundo o professor Eduardo Santos, vice-coordenador do programa de pós-graduação em zoologia, a medida atrapalha a formação de pesquisadores e a produção de conhecimento sobre biodiversidade e ainda dificulta a gestão interna.

Na semana passada, o programa fez um exame de ingresso na pós-graduação contando com o número de bolsas disponíveis. “Nosso planejamento gira em torno dessa estabilidade”, diz.

(mais…)

Comments

Governo vai liberar R$ 40 milhões para publicidade da reforma da previdência

O governo vai liberar nos próximos dias R$ 40 milhões de verba publicitária para a campanha de propaganda da reforma da Previdência. Os recursos serão investidos até 15 de junho, e pode haver nova leva no segundo semestre, quando estiver próxima a votação da proposta em plenário. No início do ano, o governo já havia investido R$ 26 milhões para divulgar a proposta.

A ofensiva vem no momento em que o governo investe na articulação para a aprovação da reforma. O valor foi reduzido em relação ao pleito inicial da Secom, e é bem menor que o investido na gestão Michel Temer para uma proposta que não foi votada. Com a liberação deve arrefecer a pressão sobre o general Carlos Alberto Santos Cruz, alvejado nos últimos dias pela ala mais ideológica do governo.

BR 18 / ESTADÃO CONTEÚDO

CONFUSÃO: Decreto quem amplia porte de arma para 19 categorias já é contestado no STF

O decreto do presidente Jair Bolsonaro que facilita porte de armas de fogo para uma série de 19 categorias, entre elas políticos, caminhoneiros e moradores de área rural – e não apenas para um grupo restrito, como foi anunciado anteriormente -, é questionado por juristas e se tornou alvo de ação no Supremo Tribunal Federal (STF). O principal argumento é de que, em vez de regulamentar o porte, a regra ataca diretamente o Estatuto do Desarmamento, lei federal de 2003 que foi aprovada pelo Congresso.

Ao anunciar o Decreto 9.785, na terça-feira, Bolsonaro afirmou que seriam incluídos atiradores esportivos, caçadores e colecionadores (CACs), além de praças das Forças Armadas – o que daria cerca de 255 mil pessoas. O texto final, entretanto, que só foi publicado nesta quarta-feira, 8, no Diário Oficial da União, contempla diversas outras categorias – e cerca de 19,1 milhões de pessoas poderão ter acesso facilitado ao porte, segundo estimativa do Instituto Sou da Paz. O texto também permite que crianças e adolescentes pratiquem tiro desportivo sem aval judicial.

Entre os incluídos estão advogados, agentes penitenciários, conselheiros tutelares e jornalistas que atuam em cobertura policial. Nesta quarta, Bolsonaro voltou a defender essa política em evento no Rio. “Tudo o que podia ser concedido por decreto, nós o fizemos.” Veja aqui a íntegra do decreto.

Para o jurista Wálter Maierovitch, desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Pauloe pesquisador de Segurança Pública, porém, seria ilegal estabelecer no decreto quais profissões têm direito ao porte. “Ao relacionar as profissões, a obrigação de demonstrar a efetiva necessidade da arma (critério estabelecido no Estatuto do Desarmamento) fica afastada”, afirma. O outro ponto ilegal, segundo ele, seria a presunção de veracidade na hora de declarar necessidade de ter arma. “No Direito brasileiro, só atos da administração (pública) têm presunção de veracidade. Aumentando isso, (o presidente) passa do poder regulador dele.”

“Esse decreto não regulamenta, ele cria regras novas”, critica o professor Cláudio Pereira de Souza Neto, da Universidade Federal Fluminense (UFF). Especialista em Direito Processual Constitucional da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), o professor Cláudio Langroiva também afirma que Bolsonaro não poderia se valer de decreto para tratar de temas tão abrangentes, como venda de armas e munição. Segundo ele, nos pontos em que o decreto contraria o Estatutoa lei deve prevalecer.

“Esse tipo de ação é infeliz porque toma um papel do Legislativo”, diz Langroiva. “Essas incompatibilidades, infelizmente, muito provavelmente acabarão decididas no Judiciário.”

Apoiador do governo, o senador Major Olímpio (PSL-SP) discordou. “O porte de arma continua sendo regrado pelo Estatuto do Desarmamento. Eu vi como um avanço (a retirada da justificativa de necessidade).”

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) defendeu, em nota, a revogação do trecho que permite aos profissionais de imprensa portarem arma. Já o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de São Paulo (Aprosoja), Gustavo Chavaglia, disse que o decreto vai ajudar os produtores rurais a se defenderem de roubos e furtos.

ESTADÃO CONTEÚDO

Fonte: Blog do BG

 

LOCAIS

Por Agora RN

ABC faz 2 a 0 no Altos-PI em Natal e garante vaga na Copa do Nordeste de 2020

Alvinegro reverteu vantagem construída pelo time piauiense na semana passada e confirmou participação no torneio regional do ano que vem

Henrique comemora primeiro gol da partida. Foto: Andrei Torres / ABC FC.

Foi difícil, mas o ABC conseguiu garantir a sua participação na fase de grupos da Copa do Nordeste de 2020. Depois de perder a ida para o Altos-PI por 1 a 0 na semana passada, o Alvinegro reverteu o placar nesta quarta-feira, em Natal, ao fazer 2 a 0, confirmado sua vaga no torneio regional do ano que vem.

O jogo, no geral, não foi muito atrativo para quem assistiu. Ao ABC, valeu pelo resultado. Em campo, o Alvinegro fez um jogo burocrático, mas conseguiu o que queria ainda nos 45 minutos iniciais. Aos 6, Henrique abriu o placar de cabeça após cobrança de falta de Anderson Rosa. 1 a 0.

Na sequência, o Altos teve duas boas chances para empatar o jogo. Primeiro com uma bobeada do zagueiro Mauricio, do ABC. Depois com uma saída ruim do goleiro Edson. Na primeira, o próprio goleiro foi quem salvou. Na segunda, o chute mal direcionado do atacante foi o que livrou o Alvinegro do golpe.

Aos 44 minutos, uma falta no lado direito do campo de ataque abecedista surgiu como uma nova boa chance de jogada aérea. De novo, Anderson Rosa foi pra bola. Desta vez, o cruzamento do camisa 10 foi certeiro. Ninguém cabeceou: a bola foi direto para o fundo das redes. 2 a 0.

Com o placar necessário já garantido, o ABC apenas administrou o segundo tempo. Ranielle Ribeiro fortaleceu o setor defensivo com a entrada dos volantes Adrian e Anderson Pedra. Na tentativa do empate, o Altos ainda teve um jogador expulso nos minutos finais e foi só. Com o apito final do árbitro, o ABC se garantiu na Copa do Nordeste de 2020.

Fonte: Agora RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sign up
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.
We do not share your personal details with anyone.
0