PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA QUARTA-FEIRA

 

A reforma da Previdência venceu a 1ª etapa na Câmara. Após quase 9 horas de discussão, os deputados da CCJ aprovaram o parecer do relator a favor da proposta, que agora segue para comissão especial. Depois da votação, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, cobrou empenho do governo: “Precisa participar, não pode se omitir”. Começa hoje no Rio a demolição de dois prédios vizinhos aos que caíram na Muzema. O trabalho será feito de forma manual e deve levar 30 dias. Em Santa Catarina, um perigoso invasor ameaça as lavouras e a criação de porcos no estado. O ‘Desafio Natureza’ explica a ‘bioinvasão’ e porque mais de 3 mil caçadores ainda são insuficientes para resolver o problema. E a Mega-Sena pode pagar hoje a bolada de R$ 90 milhões.

INTERNACIONAIS

Kim na Rússia

O líder norte-coreano Kim Jong-un é recebido em estação de trem em Khasan, na Rússia — Foto: Primorsky Krai / Alexander Safronov / via REUTERS

O líder norte-coreano Kim Jong-un é recebido em estação de trem em Khasan, na Rússia — Foto: Primorsky Krai / Alexander Safronov / via REUTERS

O norte-coreano Kim Jong-un chegou hoje à Rússia para o encontro com o presidente Vladimir Putin. A reunião entre eles deve ser realizada amanhã, em Vladivostok.

Sri Lanka

Após atentados, presidente do Sri Lanka anuncia reestruturação de órgãos de segurança

Após atentados, presidente do Sri Lanka anuncia reestruturação de órgãos de segurança

Subiu para 359 o número de mortos nos atentados a igrejas e hotéis no Sri Lanka. O vice-ministro da Defesa Ruwan Wijewardene teme novos ataques e mantém as forças de segurança em alerta. Primeiros elementos da investigação apontam para represálias pelo massacre em duas mesquitas na Nova Zelândia.

NACIONAIS

Reforma da Previdência

Em sessão tumultuada, parecer da reforma da Previdência é aprovado na CCJ

Em sessão tumultuada, parecer da reforma da Previdência é aprovado na CCJ

Após quase 9 horas de discussão, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou o parecer do relator delegado Marcelo Freitas (PSL-MG) a favor da reforma da Previdência. Foram 48 votos favoráveis e 18 contrários. Esta foi a primeira etapa da tramitação da reforma, que agora segue para comissão especial.

Leia resumo:

  • Relator da reforma retira 4 pontos do parecer para garantir votação;
  • Sessão é aberta na CCJ às 15h com a presença de 62 dos 66 deputados;
  • Oposição tenta protelar votação com manobras regimentais;
  • Após quase 9 horas, deputados aprovaram parecer a favor da reforma;
  • Proposta agora segue para comissão especial, que analisará o conteúdo da reforma.

Entenda: na CCJ, os parlamentares analisaram se a medida era constitucional. O conteúdo da proposta agora será discutido pela comissão especial. Depois de aprovado, o texto precisará passar por dois turnos de votação no plenário da Câmara antes de seguir ao Senado. Veja os próximos passos da tramitação do texto.

Cobrança de Rodrigo Maia: logo após a votação, o presidente da Câmara afirmou que o Executivo precisa participar mais para garantir a aprovação de reforma e “não pode se omitir”. Na avaliação de Maia, o governo “ainda é um pouco desorganizado”.

Rodrigo Maia comenta parecer a favor da reforma da Previdência na CCJ

Rodrigo Maia comenta parecer a favor da reforma da Previdência na CCJ

Lula

Em decisão unânime, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve ontem a condenação do ex-presidente Lula no caso triplex e reduziu a pena do petista de 12 anos e 1 mês para 8 anos, 10 meses e 20 dias. Atualmente, o petista cumpre pena em regime fechado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Leia resumo:

  • STJ mantém condenação de Lula e reduz pena para 8 anos, 10 meses e 20 dias;
  • Ministros rejeitam argumento da defesa de que petista foi condenado sem provas;
  • Para juristas, Lula pode pedir progressão para o semiaberto em setembro;
  • Multa por reparação de danos é reduzida de R$ 29 milhões para R$ 2,4 milhões.

O que acontece agora? Um preso tem direito a reivindicar progressão para o semiaberto depois de cumprir um sexto da pena. Com a decisão, Lula terá que cumprir 17 meses para reivindicar a mudança de regime. Como o ex-presidente já cumpriu cerca de 13 meses, faltariam 4. Confira o que dizem juristas ouvidos pelo G1.

Outros processos: além do caso do triplex, Lula também foi condenado no processo do sítio em Atibaia. A denúncia apontou que o imóvel foi reformado por empreiteiras, e o ex-presidente acabou sentenciado a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. A condenação ainda não teve confirmação no TRF-4, que é a 2ª instância da Justiça.

Redução da pena de Lula possibilita pedido de progressão de regime para o ex-presidente

Redução da pena de Lula possibilita pedido de progressão de regime para o ex-presidente

Avaliação do governo

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga hoje pesquisa encomendada ao Ibope sobre a avaliação do governo. Realizado entre 12 e 15 de abril, o levantamento ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios. A pesquisa aponta também o grau de confiança da população sobre o presidente e a aprovação do governo em nove áreas de atuação, como saúde, segurança pública, educação e combate ao desemprego.

Emprego

Sai hoje o resultado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de março de 2019. Em fevereiro, a economia brasileira gerou 173.139 empregos com carteira assinada.

Arrecadação federal

Serão conhecidos dados da de março da arrecadação de tributos federais e contribuições previdenciárias. Em fevereiro, a arrecadação federal somou R$ 115 bilhões e bateu recorde.

Benefícios ao setor automotivo

O governo federal abriu mão de arrecadar R$ 53,8 bilhões em impostos ao conceder benefícios fiscais ao setor automotivo nos últimos 16 anos, segundo dados do Ministério da Economia. Entre 2003 e 2018, a renúncia fiscal mais que triplicou: passou de R$ 1,7 bilhão em 2003 para R$ 5,4 bilhões no ano passado. Para efeito de comparação, o valor de 2018 corresponde a 83% de todas as despesas executadas pelo Ministério de Ciência e Tecnologia no ano passado. Leia hoje no blog do João Borges.

Demolição de prédios

Prédio em obras (à esquerda) e outro vermelho (direita) começam a ser demolidos — Foto: Reprodução /Jornal Nacional

Prédio em obras (à esquerda) e outro vermelho (direita) começam a ser demolidos — Foto: Reprodução /Jornal Nacional

A Prefeitura do Rio inicia hoje a demolição de dois prédios vizinhos aos que caíram no dia 12 de abril na Muzema. A tragédia matou 24 pessoas. O trabalho será feito de forma manual para evitar abalos estruturais nos edifícios do entorno e deve durar 30 dias. E será sepultada nesta quarta-feira a menina Lauana, a última vítima a ser enterrada; a mãe dela e um irmão seguem internados.

Crise na Avianca Brasil

A Infraero começou a exigir da companhia aérea Avianca Brasil o pagamento antecipado das taxas aeroportuárias para os voos programados a partir de hoje. A medida adotada pela estatal tem como objetivo evitar a suspensão de voos por um eventual calote da companhia.

CPI do BNDES

A CPI que investiga a prática de atos ilícitos e irregulares no BNDES entre os anos de 2003 e 2015 toma o depoimento do ex-presidente do banco Luciano Coutinho. O G1 acompanha.

G1 já viu: ‘Vingadores: Ultimato’ (sem spoilers)

Trailer de 'Vingadores: Ultimato'

Trailer de ‘Vingadores: Ultimato’

Estreia amanhã a aguardada conclusão da saga da Marvel. O estúdio amarra as pontas soltas em mais de 10 anos de filmes. ‘Vingadores: Ultimato’ entrega tudo o que os fãs querem em um capítulo final emocionante. O longa pula direto na ação, ao mesmo tempo em que dedica tempo suficiente para refletir sobre impacto da derrota sofrida em ‘Guerra infinita’. Confira a resenha do G1.

Desafio natureza

'Bioinvasão' com 200 mil javalis causa prejuízos em SC

‘Bioinvasão’ com 200 mil javalis causa prejuízos em SC

Uma perigosa invasão está causando prejuízos para agricultores e criadores de porcos em Santa Catarina. Estima-se que existam cerca de 200 mil javalis no estado. A principal estratégia para combater o problema é a caça, mas ela ameaça outros animais nativos. A série ‘Desafio Natureza’ conta a história dessa e outras espécies exóticas invasoras que provocam impactos ambientais, sociais e econômicos.

 — Foto: Roberta Jaworski / G1

— Foto: Roberta Jaworski / G1

Educação

Maior torneio de robótica do Brasil reúne mais de mil estudantes no Rio

Maior torneio de robótica do Brasil reúne mais de mil estudantes no Rio

Seis equipes brasileiras ganharam prêmios em campeonato mundial de robótica. A delegação do Brasil contou com dez equipes e 106 estudantes na competição, que ocorreu entre 17 e 20 de abril em Houston, nos Estados Unidos, com mais de 15 mil competidores.

Escada do pop

Conheça a escada já vista em clipes de Anitta, Pabllo, Kevinho e outros

Conheça a escada já vista em clipes de Anitta, Pabllo, Kevinho e outros

Como é a escada mais famosa do pop brasileiro já subida por Anitta, Pabllo, Kevinho, Emicida e Xororó? Conheça a história do palácio dos Cedros, no Ipiranga (SP), onde são gravados alguns dos mais vistos clipes do funk e sertanejo.

Fezinha 🍀🤞

 — Foto: Marcelo Brandt / G1

— Foto: Marcelo Brandt / G1

O concurso 2.145 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 90 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h em São Paulo (SP).

Ciclistas mortos

Triplicou o número de mortes de ciclistas no 1º trimestre de 2019 em São Paulo, diz Infosiga. Entre janeiro e março de 2019, 16 ciclistas morreram. No mesmo período de 2018, houve 5 mortes. Para especialista, números revelam ‘abandono do investimento’. A CET promete ampliar malha até 2020.

Imposto de Renda

 — Foto: Arte G1

— Foto: Arte G1

Entenda como a Receita ‘cruza’ os dados dos contribuintes e veja dicas sobre quem informa saída definitiva do país.

Curtas e Rápidas:

Futebol

  • 19h15: Jorge Wilstermann x Athletico-PR
  • 21h30: LDU x Flamengo
  • 21h30: Alianza Lima x Internacional
  • 19h15: Vasco x Santos
  • 21h30: Corinthians x Chapecoense

Previsão do tempo

Confira a previsão do tempo para esta quarta-feira (24)

Confira a previsão do tempo para esta quarta-feira (24)

Hoje é dia de…

  • Dia Nacional da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)
 Fonte: G1

Confira os próximos passos que o projeto da reforma da previdência vai ter que percorrer

Após a aprovação do relatório da reforma da previdência na Câmara, confira os próximos passos que o projeto vai ter que percorrer. 

Comissão especial – Discussão por no mínimo 11 sessões em comissão especial, que analisa o teor do texto e pode fazer alterações.

Plenário da Câmara – Discussão e votação no plenário na Câmara: são necessários 308 votos (dos 513 deputados) em dois turnos.

CCJ do Senado – Discussão e aval na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Plenário do Senado – Discussão e votação no plenário do Senado: são necessários 49 votos (dos 81 senadores) em dois turnos.

Promulgação – Texto é promulgado pelo Congresso Nacional.

Comments

PANCADA NOS GOVERNADORES: Centrão quer tirar Estados de reforma

Antes mesmo do aval da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), os partidos do Centrão começaram a articular nova desidratação da reforma da Previdência na segunda etapa da tramitação do texto no Congresso, a comissão especial que será formada para analisar o conteúdo da proposta.

No alvo da tesourada do Centrão – grupo informal formado por partidos como PP, PR, DEM, PRB, Solidariedade – está a vinculação das regras de aposentadoria proposta aos servidores da União ao funcionalismo de Estados e municípios. Com a retirada da abrangência das regras, as administrações regionais deixariam de economizar R$ 500,8 bilhões em 10 anos.

O grupo também quer mexer nas alterações propostas para o abono salarial, aposentadoria rural e BPC (benefício pago a idosos de baixa renda), que representam juntas R$ 228,5 bilhões, cerca de 20% da economia de R$ 1,1 trilhão prevista pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Também está na mira a exigência de 60 anos como idade mínima para professoras se aposentarem (hoje, é de 55 anos no setor público).

Os deputados do Centrão direcionaram a artilharia contra os governadores. Alegam que não vão votar a favor de regras que afetam a vida dos servidores dos Estados, enquanto os governadores criticam a proposta de reforma para seus eleitores.

ESTADÃO CONTEÚDO

Comments

PIB do RN foi o que mais cresceu no Nordeste entre novembro e janeiro

PIB do RN foi o que mais cresceu no Nordeste entre novembro e janeiro, diz Fiern

De acordo com o Informe Conjuntural divulgado hoje pela Unidade de Economia do Sistema FIERN, a exemplo da economia do país, o desempenho da potiguar ficou aquém do esperado em 2018.  No início de 2019, a indústria continua operando em ritmo lento e com reações pontuais, que não chegaram a impactar o conjunto. O IC afirma que mesmo assim, o nível de confiança do setor industrial persiste elevado.

Segundo o documento, apesar de destaques tão modestos, há, pelo menos, uma previsão disponível – e positiva – para o PIB estadual no trimestre terminado em janeiro ante o trimestre finalizado em outubro de 2018 (com ajuste sazonal).

Trata-se da estimativa da 4E Consultoria, que aponta crescimento de 2,9% no período, a taxa mais alta dentre os estados da região Nordeste, que cresceu 0,8%.

A performance potiguar teria sido melhor do que a nacional, cujo PIB variou 0,2% no período, segundo projeção da FGV.

Clique no link abaixo e acesse a Íntegra do Informe Conjuntural do Sistema FIERN:

https://www.fiern.org.br/wp-content/uploads/2019/04/Informe-Conjuntural-Balan%C3%A7o-2018-Primeiro-bimesre-de-2019-e-Perspectivas.pdf

GRANDE PONTO

Comments

Eduardo Bolsonaro: ‘O que causa ruído são as declarações do vice-presidente Mourão’

Eduardo Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro está no segundo mandato; filho do presidente diz que Olavo de Carvalho é ‘uma grande referência’ Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

 

As polêmicas envolvendo o escritor Olavo de Carvalho e o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, ganharam mais um reforço. Ao Estado, o filho do presidente Jair Bolsonaro e deputado federal em segundo mandato, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), endossou as críticas que seu irmão Carlos tem lançado sobre Mourão, e disse que ele está “apenas reagindo a isso tudo que salta aos olhos”. Eduardo disse acreditar que a reforma da Previdência já está “madura” para aprovação e admitiu que a bancada do seu partido, o PSL, formada em sua maioria por novatos, teve seus tropeços na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas “vai dar conta do recado”. A seguir os principais trechos da entrevista:

Como o sr. avalia a nova polêmica sobre postagens de Olavo de Carvalho?

Na verdade, ele é uma grande referência. E o que tem causado bastante ruído são as sucessivas declarações do vice-presidente (Hamilton Mourão) de maneira contrária ao presidente da República. O que parece é que, se o general conseguir cumprir a missão dele, que é substituir o presidente no caso da ausência, tudo bem. Ou as missões que o presidente der a ele. Se ele for um soldado do presidente, tudo se encaixa.

O senhor acha saudável ficar alimentando a discussão nas redes sociais no momento em que o governo tenta aprovar a reforma da Previdência? 

Será que esse conselho não é válido para o vice-presidente? Que todo mundo faça uma autorreflexão. É claro que o foco aqui é na Previdência. Existe limite para as coisas. São muitas declarações. Várias vezes as pessoas trazem reclamações relativas ao vice-presidente. Eu falo, olha, segura, é um cara bom, leal. Mas chega um momento que as pessoas começam a falar, ‘Eduardo, você é ingênuo ou está tapando os olhos para a realidade’?

Como vê a postura de Olavo? 

Acho que tanto Olavo quanto Carlos estão apenas reagindo a isso tudo que salta aos olhos de quem acompanha a política. Poxa, o general Mourão chegou a curtir um post da (jornalista Rachel) Sheherazade em que ela mete o pau no Jair Bolsonaro. Isso daí não é conduta de vice. Bolsonaro fala que é contra o aborto, ele fala que é a favor. Olha, tudo bem, é uma opinião dele. Mas, vice-presidente, a função dele não é dar opinião, ele já deu. Ele já apareceu neste tempo aí somado mais que José Alencar, Marco Maciel, Itamar Franco e o Temer, que eram vices. Então é o momento de todos nós fazermos uma reflexão. Depois que aprovar a reforma aqui isso se tornará página virada e nós vamos virar uma nova página no governo. Minha intenção não é gerar polêmica. Entendo quem pede para manter o foco na reforma.

Continue lendo a entrevista clicando aqui: https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,eduardo-bolsonaro-o-que-causa-ruido-sao-as-declaracoes-do-vice-presidente,70002801836

ESTADÃO CONTEÚDO

Comments

Chance de Lula reverter caso tríplex se torna ainda mais difícil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ganhou do Superior Tribunal de Justiça uma chance de sair da cadeia mais cedo, mas as possibilidades de revisão do seu caso pelos tribunais superiores tornaram-se ainda mais exíguas.

Os quatro ministros do STJ que julgaram seu recurso nesta terça (23) rejeitaram todas as alegações apresentadas por sua defesa contra os juízes que o condenaram antes e os procuradores da força-tarefa à frente das investigações da Lava Jato no Paraná.

Os advogados do ex-presidente ainda podem recorrer no STJ, se encontrarem inconsistências nos votos dos ministros quando forem publicados, e depois ao Supremo Tribunal Federal, onde poderão ser discutidos aspectos constitucionais do processo.

Mas ficou mais difícil rediscutir os detalhes do caso nas próximas etapas, depois que a sentença de Sergio Moro que condenou Lula foi reafirmada por sete magistrados —os três integrantes do Tribunal Regional Federal da 4ª Região que condenaram Lula há um ano e os quatro ministros do STJ que o julgaram agora.

Politicamente, o resultado tende a enfraquecer a narrativa adotada pelo líder petista desde que caiu na mira da Lava Jato, a de que se tornou alvo de perseguição política e não teve julgamento justo.

Ao descartar um a um os pontos levantados pela defesa de Lula, os quatro ministros do STJ se concentraram sobre aspectos formais e evitaram se aprofundar na discussão dos detalhes do caso como os advogados queriam.

Moro e os juízes do TRF-4 condenaram Lula por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo em que o líder petista foi acusado de ganhar da empreiteira OAS um apartamento tríplex reformado, em troca de vantagens que a empresa teria obtido em contratos da Petrobras.

Ninguém tem dúvida de que ocorreram desvios na Petrobras quando Lula estava no poder, mas não há no processo evidência de que existe vínculo entre eles e os gastos da OAS com o tríplex de Guarujá.

A principal prova apresentada pelos juízes para sustentar as decisões que condenaram Lula é o testemunho do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, que também foi condenado no processo e foi ouvido quando estava preso em Curitiba e negociava um acordo de delação premiada, para cooperar com as investigações em troca de redução de pena.

Segundo Pinheiro, o dinheiro gasto no tríplex era parte da propina acertada com o PT para azeitar seus negócios na Petrobras. Como a empreiteira fez pagamentos ao PT e os desvios na estatal foram comprovados em outros processos, os juízes concluíram que Pinheiro falara a verdade.

Para a defesa de Lula, a palavra de Pinheiro não poderia ter sido considerada para condená-lo, porque o empreiteiro estava negociando os benefícios da delação, e a legislação exige que os delatores apresentem provas para corroborar suas acusações.

FOLHAPRESS

Comments

BATOM NA CUECA: Procuradoria diz que candidata entregou material de caixa 2 ligado a ministro do Turismo

O Ministério Público Federal informou na tarde desta terça-feira (23) que uma candidata do PSL entregou na sede do órgão santinhos e adesivos de sua campanha que não foram registrados na prestação de contas da legenda de Minas Gerais, presidido durante a eleição por Marcelo Álvaro Antônio, hoje ministro do Turismo.

Zuleide Oliveira afirmou à Folha em março ter sido chamada por Álvaro Antônio para ser laranja e para desviar dinheiro público.

ministro do Turismo tem negado irregularidades e tem dito que seguiu a lei durante a eleição.

A candidata confirmou o relato em depoimento nesta segunda (22), em Pouso Alegre (MG), com detalhes sobre a reunião que diz ter tido com o político em 11 de setembro do ano passado.

caso dos laranjas do PSL foi revelado pela Folha em fevereiro, em uma série de reportagens, também sobre candidaturas de fachada em Pernambuco.

Além do Ministério Público, a Polícia Federal investiga as denúncias.

De acordo com o informativo do MPF, Zuleide entregou 25 mil santinhos e também uma quantidade de adesivos veiculares de propaganda da candidata em dobradinha com Álvaro Antônio, que foi o deputado mais votado em Minas.

O material vai ser encaminhado ao órgão técnico de análise da prestação de contas eleitorais do TRE-MG (Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais).

Segundo o MPF, “nem o PSL de Minas Gerais nem o PSL nacional registraram gastos com a campanha de Zuleide Oliveira”.

“O procurador regional eleitoral em Minas Gerais, Angelo Giardini, não descarta a realização de outras diligências para apuração dos fatos”, diz a nota do Ministério Público.

Logo após as reportagens da Folha, o procurador solicitou ao TRE-MG o sobrestamento do julgamento das contas de campanha do PSL por oito meses.

Em março, Giardini instaurou um procedimento para apurar indícios de caixa dois na campanha do partido em Minas.

FOLHAPRESS

Comments

CCJ da Câmara aprova proposta da reforma da Previdência por 48 votos a favor e 18 contra

A proposta de reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro (PSL) foi aprovada no fim da noite desta terça-feira (23) pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados.

Foram 48 votos a favor e 18 contra, de um total de 66 deputados. Não houve abstenção. O texto segue para a comissão especial, que deve ser instalada nesta quinta (25) ou na semana de 6 de maio.

Essa foi a primeira etapa do principal projeto do início da gestão Bolsonaro. A CCJ analisa apenas se o texto fere ou não princípios constitucionais. Será na comissão especial a análise sobre o conteúdo da proposta.

A votação ocorreu depois de mais de nove horas de sessão.

O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acompanhou o final da votação. Ele comemorou o resultado, e afirmou que pretende instalar a comissão especial nesta quinta (25) ou no dia 7 de maio.

Maia também disse que o governo precisa construir maioria na próxima fase.

“O governo precisa trabalhar de forma efetiva a sua base, a sua maioria”.

O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO) disse que a gestão Bolsonaro tentará uma aproximação com os partidos.

“Vamos continuar os movimentos de aproximação, vou levar alguns líderes para conversar com o presidente”, disse.

Com quase três meses de legislatura, o deputado admitiu que o governo não tem base ao falar de seu próprio partido.

“Vamos continuar unindo o PSL, que é a pedra angular da nossa futura base”, afirmou. E negou que os pontos retirados do texto já na CCJ sejam uma desidratação. “Essas pequenas concessões não impactam a coluna vertebral da reforma.”

FOLHAPRESS

Fonte: Blog do BG

 

LOCAIS

 

Novo edital do concurso da Polícia Civil será publicado no segundo semestre

Expectativa é de que a comissão responsável pela escolha na nova empresa responsável pelas provas seja definida até junho; processo vai contratar 302 novos servidores para a força de segurança

José Aldenir / Agora Imagens

Delegada-geral do Estado, Ana Claudia Saraiva Gomes

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte espera lançar o novo edital para contratar agentes, delegados e escrivães no início do segundo semestre do ano. A delegada-geral do Estado, Ana Claudia Saraiva Gomes, revelou nesta terça-feira, 23, que o processo se encontra na fase de escolha da banca examinadora para o certame.

A comissão organizadora do concurso para Polícia Civil trabalha no processo desde fevereiro deste ano. O grupo é formado por cinco servidores da Secretaria Estadual de Administração e Recursos Humanos (Searh) e quatro delegados da Polícia Civil.

“Atualmente, o concurso está na de escolha da empresa que irá realizar as provas. A nossa meta é que o novo edital seja lançado no início do segundo semestre”, ressaltou a delegada Ana Cláudia Saraiva, durante entrevista ao programa “Patrulha Agora”, apresentado por Genésio Pitanga, na rádio Agora FM.

O processo de contratação de novos agentes de segurança deveria ter acontecido em 2018, mas o concurso foi revogado ainda em setembro do ano passado. O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) encontrou diversas irregularidades na condução do certame.

O ingresso de novos policiais ajudaria na redução do crônico problema de déficit de pessoal da polícia. O atual efetivo no estado é de cerca de 1,4 mil agentes, segundo dados do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Norte (Sinpol). No entanto, a entidade aponta que o ideal seria um contingente de 5.150 de servidores, o que configura déficit de 3,7 mil pessoas.

A expectativa da Polícia Civil potiguar é obter, no mínimo, 302 vagas de servidores. Serão chamados 41 delegados, 26 escrivães e 235 agentes de polícia. “A chegada de novos agentes nos ajudará no combate mais efetivo da criminalidade”, diz Ana Cláudia Saraiva.

Apesar do atual quadro de déficit de profissionais, a segurança pública potiguar comemora os números obtidos nos primeiros quatro meses do ano. Houve redução em diversos índices de violência em todo o Rio Grande do Norte. O principal resultado foi a queda de 33% no número de Condutas Violentas Letais Intencionais (CVLI) – homicídios, latrocínios e agressões seguidas de morte. Em 2018, o RN registrou 371 ocorrências deste tipo, sendo 180 casos a menos do que no ano anterior.

“O sucesso das ações acontece em razão da integração de todas as forças policiais do Estado. Temos realizado medidas contínuas para traçar ações de combate da criminalidade”, reforça Ana Cláudia Saraiva.

Segundo dados da Polícia Civil, o número de prisões efetuadas no Estado aumentou 14% no primeiro trimestre de 2019 em comparação com 2018. Ao todo, pelos mais diversos delitos, foram presas 256 pessoas. Um dos motores do aumento de efetividade da Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Foram presas 43 pessoas envolvidas em assassinatos nos três primeiros meses do ano. Em 2018, no mesmo período de tempo, o número foi de 14 prisões.

“Estamos monitorando as áreas mais violentas do Estado. E este é um trabalho que precisa ser feito entre a área de investigação e as estatísticas criminais, pois a investigação, com o apoio da perícia, é umas das mais importantes ferramentas para o combate da criminalidade”, encerra.

Fonte: Agora RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sign up
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.
We do not share your personal details with anyone.
0