PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA QUARTA-FEIRA

 

Após 12 horas de discussão ontem, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara pode votar hoje a reforma da Previdência. No Rio, as buscas por vítimas do desabamento de dois prédios entram no 6º dia. A tragédia na Muzema deixou 16 mortos e 8 desaparecidos. E o G1conversou com a brasileira de 28 anos envolvida na 1ª fotografia de um buraco negro: “Foi difícil manter o segredo, porque eu estava muito emocionada”. Na China, montadoras anunciam lançamentos no 2º dia do Salão de Xangai. O que é notícia hoje:

INTERNACIONAIS

Salão de Xangai

Veja destaques do primeiro dia do Salão de Xangai 2019: da esq para direita, de cima para baixo: novos Nissan Sentra, Chevrolet Prisma, Chery Tiggo 8, Jetta -submarca local da Volkswagen - novo Chevrolet Tracker e o Renault Kwid elétrico — Foto: Newspreess e G1

Veja destaques do primeiro dia do Salão de Xangai 2019: da esq para direita, de cima para baixo: novos Nissan Sentra, Chevrolet Prisma, Chery Tiggo 8, Jetta -submarca local da Volkswagen – novo Chevrolet Tracker e o Renault Kwid elétrico — Foto: Newspreess e G1

G1 segue no Salão de Xangai, maior feira de carros do mundo. O destaques de hoje serão os carros das marcas de smartphones Xiaomi e Huawei, os chineses que têm nomes de clássicos brasileiros, muitos elétricos e mais.

[VÍDEO] Imagens mostram que relíquias da Catedral de Notre-Dame resistiram às chamas

A destruição provocada pelo incêndio que atingiu a Catedral Notre-Dame de Paris ainda não foi oficialmente avaliada, mas imagens do local mostram que parte das relíquias foram salvas. Entre elas, a Santa Coroa, vitrais, fragmentos da Santa Cruz, o altar e esculturas como a de Pietá

Fonte: Blog do BG

 

NACIONAIS

Reforma da Previdência

Após pouco mais de 12 horas de discussão ontem, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara encerrou o debate sobre a reforma da Previdência. Cerca de 80 deputados discursaram. Uma nova sessão foi convocada para as 10h desta quarta, e o objetivo dos deputados a favor da reforma é votar a proposta antes mesmo do feriado. Parlamentares contrários ao projeto, contudo, prometem obstruir a sessão.

Tragédia na Muzema

As buscas por vítimas do desabamento de dois prédios no Rio entram hoje no 6º dia. A tragédia na Muzema deixou 16 mortos até agora, mas 8 pessoas seguem desaparecidas.

Violência contra a mulher

Oito em cada dez réus por feminicídio cometidos no Grande Rio em 2018 estão presos. É o que mostra um levantamento exclusivo do G1, que abre uma série de reportagens sobre o tema, a partir de hoje. A pesquisa, baseada nos dados do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), identificou 47 ações penais com essa tipificação nas cidades da Região Metropolitana.

Enem

O resultado das solicitações de isenção da taxa de R$ 85 para inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 será divulgado nesta quarta. Para conferir se o direito ao benefício foi concedido, o candidato deve acessar a Página do Participante e inserir CPF e senha.

Sudão

Sara Sara Abdul-Jaleel — Foto: Arquivo Pessoa / Sara Abdul-Jaleel

Sara Sara Abdul-Jaleel — Foto: Arquivo Pessoa / Sara Abdul-Jaleel

O grupo que lidera protestos no Sudão defende um governo civil de transição com duração de 4 anos. Uma das líderes do movimento contou ao G1 que quer um comitê de especialistas no comando do país até que haja eleições. No entanto, no momento, o poder está na mão de militares que derrubaram Omar al-Bashir. Veja a entrevista de Sara Abdul-Jaleel.

Mega-Sena

 — Foto: Marcelo Brandt / G1

— Foto: Marcelo Brandt / G1

O concurso 2.143 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 52 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) em Nova Petrópolis (RS).

Buraco negro

Lia Medeiros participou do projeto que revelou a primeira imagem de um buraco negro — Foto: Reprodução / TV Globo

Lia Medeiros participou do projeto que revelou a primeira imagem de um buraco negro — Foto: Reprodução / TV Globo

Mais de 200 cientistas de todo o mundo estão por trás de um dos avanços mais significativos da astronomia nos últimos tempos: a primeira fotografia de um buraco negro. Divulgada há uma semana, a imagem já rodou o planeta, junto com o nome de muitos dos participantes do projeto. Um deles é o de Lia Medeiros, uma brasileira de 28 anos que se mudou para os Estados Unidos na infância. Filha de um professor de aeronáutica, ela afirmou ao G1 que cresceu perto de pesquisas científicas. Veja a entrevista.

Imposto de Renda

 — Foto: Arte G1

— Foto: Arte G1

Veja 5 dicas para declarar os seus investimentos e a página especial do G1 sobre o IR 2019.

Curtas e Rápidas:

Futebol

  • 19h15: Santos x Vasco
  • 21h30: Fluminense x Santa Cruz
  • 21h30: Chapecoense x Corinthians
  • 21h30: Grêmio x Internacional
  • 16 horas: Manchester City x Tottenham
  • 16 horas: Porto x Liverpool

Previsão do tempo

Saiba como fica o tempo na quarta-feira (17)

Saiba como fica o tempo na quarta-feira (17)

Hoje é dia de…

  • Dia Nacional da Botânica
  • Dia Nacional de Luta pela Reforma Agrária
 Fonte: G1

Secom do Governo Federal diz que gastou menos 60% com publicidade na TV e que reportagem do UOL e Folha não foram corretas

Por meio de nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) rebateu as informações sobre gastos de publicidade da Presidência publicados pelo UOL e pela Folha.

Segundo a Secom, houve uma redução de 60% em relação ao mesmo período do ano passado.

Leiam a íntegra:

A Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) informa que o site de noticiais Uol e o jornal Folha de S. Paulo, na matéria intitulada “Gasto federal com publicidade cresce, e Record supera Globo”, publicada hoje, erraram na avaliação dos gastos de publicidade da Presidência da República, usando como base os pagamentos referentes a investimentos feitos pelo Governo Temer, porém só pagos agora no primeiro trimestre desse ano na gestão Bolsonaro. Essa explicação foi dada exaustivamente a reportagem durante a apuração de dados, mas os veículos insistiram na interpretação parcial do relatório financeiro disponível no site da Secom.

Deveriam ser levadas em consideração as autorizações de publicidade feitas nos três primeiros meses deste ano, referentes ao Governo Bolsonaro, que totalizaram o valor real de R$ 13,3 milhões para a campanha da Nova Previdência, uma economia de 60% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram investidos R$ 33 milhões.

Desse total, a TV Globo foi o veículo que mais recebeu pedidos (R$ 1,9 milhão), seguida do SBT (R$ 1,4 milhão) e, por fim, a Record (R$ 1,2 milhão), segundo plano de mídia técnica feita pelas agências licitadas pela Secom. Sendo assim, os R$ 75,5 milhões citados nas matérias referem-se a restos a pagar e não valores do orçamento autorizado para a Secom neste ano pelo Congresso Nacional.

O ANTAGONISTA

Comments

Fortuna de Clodovil continua bloqueada dez anos depois de sua morte

Fortuna de Clodovil continua bloqueada dez anos depois de sua morte
Agência Brasil

Badalado estilista e apresentador de TV, Clodovil Hernandes faleceu há exatamente 10 anos, mas ainda hoje seu nome está envolvido em polêmica. O artista, que chegou a exercer mandato como deputado federal, deixou uma fortuna, que ainda continua em disputa na Justiça.

Segundo informações do site ‘O Canal’, o testamento de Clodovil determinava que sua herança seria usada para uma fundação que abrigaria a Casa Clô, para ajudar meninas carentes. Maria Hebe Pereira de Queiroz foi nomeada como inventariante do estilista para cuidar dos assuntos relacionados a fortuna, no entanto o valor nunca pôde ser usado e a entidade nunca foi inaugurada. Um ex-colaborador de Clodovil entrou na Justiça alegando que eles tiveram uma união estável durante anos, exigindo assim parte da herança.

Em 2012, os móveis de sua mansão e as jóias foram vendidos em um leilão por determinação judicial para pagar dívidas e processos. Depois, outros ex-funcionários entraram na disputa para conseguir parte da fortuna, que em 2015, já tinha diminuído e restavam apenas R$ 3,7 milhões. A prefeitura de Ubatuba passou a reinvidicar quase R$ 200 mil a título de IPTU atrasado de um imóvel que Clodovil tinha no município.

Clodovil também tinha alguns processos e seus desafetos também queriam um indenização. A ex-prefeita Marta Suplicy (PT), queria receber na época cerca de R$ 200 mil do falecido. A ex-vereadora de São Paulo, Claudete Alves da Silva também estava de olho no inventário do estilista e almejava cerca de R$ 30 mil porque foi ofendida por ele.

No entanto, ainda segundo a publicação, contas feitas pelos advogados de Clodovil revelou que o estilista deixou mais dívidas do que bens. A mansão do apresentador em Ubatuba/SP foi arrematada durante um leilão por R$ 750 mil reais, mas o valor real era de R$ 1,6 milhão de reais. Até o momento nada foi definido e os quase 4 milhões restantes de Clodovil em 2015 continuam bloqueados pela Justiça.

NOTÍCIAS AO MINUTO

Comments

Petrobras venderá 50% de suas refinarias a partir de junho

A Petrobras informou nesta terça-feira, na reunião com o governo, que pretende se desfazer de metade de suas refinarias. O processo de venda começaria a partir de junho. O presidente da estatal, Roberto Castello Branco, defende que a empresa reduza sua participação no setor para estimular a concorrência. A medida faz parte também da estratégia já anunciada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, de promover um choque de energia barata. Hoje a Petrobras concentra 99% do mercado de refino.

Para colocar em prática o projeto, a Petrobras deve apresentar ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) seu plano ainda neste mês. A estatal conta com 13 refinarias, com capacidade de processar 2,2 milhões de barris de petróleo por dia.

Existe uma preocupação em estruturar o processo de venda de modo que ele impeça a formação de monopólios regionais, ou seja, que uma parte significativa dos ativos fique nas mãos de um mesmo investidor.

O presidente da Petrobras tem planos ambiciosos de venda de ativos. A estratégia da companhia é se concentrar nas atividades de exploração e produção, principalmente no pré-sal. Analistas temiam que o episódio em torno da interferência do governo no reajuste do diesel pudesse prejudicar as negociações para se desafazer de parte do portfólio da companhia. Ontem, o governo tentou minimizar danos e deixar para trás qualquer interpretação de que a gestão Bolsonaro possa adotar uma política intervencionista.

Antes da entrevista de Guedes, investidores já reagiram com alívio ao pacote de medidas anunciado para os caminhoneiros. A interpretação era que, diante dos incentivos à categoria, o governo optaria por não mudar a política de reajuste da estatal. Este cenário se confirmou no fim do dia. As ações preferenciais da Petrobras (sem voto) fecharam com alta de 3,05%, e as ordinárias (com voto), de 3,57%. A Bolsa encerrou em alta de 1,34%.

O GLOBO

Comments

Após perdão do Profut, clubes de futebol criam nova dívida de R$ 100 milhões com a União

Três anos e oito meses após o governo federal perdoar dívidas milionárias de entidades esportivas com o Profut (Programa de Modernização da Gestão de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro), ao menos 18 clubes (8 da Série A do Brasileiro e 10 da Série B), voltaram a se endividar com a União.

As informações são de levantamento da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

As equipes com novas dívidas são Cruzeiro, Grêmio, CorinthiansFluminenseBotafogoVascoPalmeirasFlamengo, Guarani, Sport, Figueirense, América-MG, Brasil-RS, Paraná, Coritiba, Botafogo-SP, Oeste e Vila Nova.

O montante, inscrito na Dívida Ativa da União, chega a R$ 92,7 milhões, referentes aos débitos tributários e previdenciários, Imposto de Renda, CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), PIS e Cofins, FGTS e INSS.

Considerando todas as dívidas acumuladas, o passivo supera R$ 2,2 bilhões. Esse valor é a soma débitos em situação irregular (inscritas na Dívida Ativa e que ainda estão em cobrança pela Procuradoria) e regular (foram parceladas em programas de benefícios fiscais ou estão em discussão na Justiça). Os dados foram obtidos pela Folha via Lei de Acesso à Informação.

Aprovado em 2015, o Profut está perto de perder sua principal contrapartida, a exigência de certidões negativas de débitos (CNDs)para que o clube entre em competições.

O Supremo Tribunal Federal caminha para eliminar esse trecho antes mesmo de ele ter entrado em vigor. Na quinta-feira (11), o STF formou maioria para manter a liminar proferida pelo ministro Alexandre Moraes, que suspendeu essa exigência em 2017.

O julgamento foi adiado após pedido de vista do ministro Marco Aurélio Mello. Antes, os ministros Luiz Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes, Carmen Lúcia, Ricardo Lewandowski e Rosa Weber acompanharam o voto de Moraes, o relator. O Supremo ainda não definiu nova data para o julgamento.

“Se acarretar a exclusão do campeonato do ano seguinte, esse clube jamais vai conseguir pagar o que foi refinanciado”, declarou Moraes.

Cesar Grafietti, economista e consultor em gestão do esporte, diz que 75% das dívidas dos clubes são com o Estado.

“Os clubes costumam oferecer salários incompatíveis com suas capacidades financeiras. Quando falta no caixa, eles deixam de recolher tributos”, diz Grafietti. Na Série A, o Cruzeiro é quem lidera o ranking de novas dívidas. São R$ 17 milhões contraídos desde 2016, após o Profut.

O programa entrou em vigor em agosto de 2015 e ofereceu parcelamento de dívidas em até 240 meses, descontos 70% das multas e 40% dos juros, além de isentar os encargos legais. Em contrapartida, o programa previa exigências aos clubes, que deveriam cumprir um programa de austeridade fiscal e transparência.

Pela lei, as equipes precisam comprovar a existência de um conselho fiscal autônomo e atuante (formado por membros eleitos e alheio à diretoria executiva), manter obrigações tributárias e trabalhistas em dia e dar transparência e publicação a resultados contábeis (balancetes).

(mais…)

Comments

Inquérito de Toffoli possui excessos e irregularidades, dizem advogados e juristas

O inquérito está acima da lei? Veja o que especialistas disseram sobre o o inquérito aberto pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF ), Dias toffoli , para investigar ataques à Corte e notícias falsas sobre o tribunal e os ministros. Nas investigações, o relator Alexandre de Moraes determinou que a revista digital “ Crusoé  ” e o site “O Antagonista ” tirassem do ar uma reportagem sobre o presidente do tribunal.

O ministro determinou também buscas e apreensões contra pessoas que utilizaram a internet para atacar o STF, além do bloqueio das redes sociais dos investigados. Nas ordens de busca, Moraes sustenta que há indícios de que os investigados cometeram crimes previstos na Lei de Segurança Nacional (LSN), editada durante a ditadura militar.

‘Julgadores exercem o poder de polícia’

Hélio Gomes Coelho Júnior*

Buscas aleatórias. A decisão (de Alexandre de Moraes) é absolutamente inconstitucional, é uma mistura do Supremo Tribunal Federal de órgão julgador com órgão investigador. E é inconciliável. Assim como no caso da censura à revista “Crusoé”, estamos vivendo uma situação atípica em que os julgadores exercem o poder de polícia, que não lhe competem. O Estado democrático de Direito está à beira de um colapso porque o Supremo se despiu da autoridade para ele próprio se imiscuir numa função policialesca: bloqueando sites e impedindo a livre comunicação. Não é assim que um país democrático, com uma Constitucional, opera. A decisão de ontem, do MPF, me parece absolutamente correta. A Procuradora-Geral se recusa a conduzir esse inquérito e se fundamenta no respeito ao devido processo legal. Além disso, as buscas e apreensões feitas contra poucos indivíduos, e de modo aparentemente aleatório, são incomuns e reforçam o caráter investigativo, e não de magistratura, da ação.

* Hélio Gomes Coelho Júnior é membro do Instituto dos Advogados do Brasil

(mais…)

Comments

Nas bombas, diesel é 5,3% mais barato que antes da greve de 2018

O preço do óleo diesel nas bombas está hoje 5,3% menor do que na semana anterior à paralisação dos caminhoneiros, em maio de 2018, de acordo com dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis).

Segundo a pesquisa da agência, o litro do combustível foi vendido na semana passada a R$ 3,55, em média, no Brasil.

Corrigido pela inflação, o preço médio vigente na semana do dia 19 de maio de 2018 era R$ 3,75 por litro.

No dia 21 daquele mês, os caminhoneiros iniciaram a paralisação que parou o país por duas semanas e culminou em um programa de subsídio ao preço do diesel que custou aos cofres públicos até o momento R$ 6,7 bilhões.

A insatisfação dos caminhoneiros colocou novamente em discussão a política de preços dos combustíveis praticada pela Petrobras desde outubro de 2016, que prevê o acompanhamento das cotações internacionais.

Nesta terça-feira (16), executivos da Petrobras se reuniram com Bolsonaro e ministros para explicar como funciona a política de preços. Com a intervenção, a estatal perdeu R$ 32 bilhões de seu valor de mercado na sexta-feira (12).

Após o encontro, o governo reforçou que a decisão é da companhia. Por volta das 20h, porém, a estatal decidiu manter nesta quarta-feira (17) o preço que já vigora há 26 dias.

De acordo com a ANP, o preço do diesel nas bombas acumula alta de 5% desde que a nova política foi adotada.

Já foi mais alto durante o primeiro semestre de 2018, mas recuou no fim do ano com a queda das cotações internacionais do petróleo e corte de impostos federais para encerrar a greve.

Relatório do MME (Ministério de Minas e Energia) mostra que, entre a última semana de setembro de 2016 e o fim de fevereiro —último dado disponível— a parcela do preço final referente ao diesel vendido pela Petrobras teve alta de 1,7%, desconsiderando a inflação do período.

Já as parcelas referentes ao biodiesel e a tributos federais tiveram alta maior: 25% e 10%, respectivamente. Em julho de 2017, o governo Michel Temer (MDB) praticamente dobrou a alíquota de PIS/Cofins sobre o combustível.

FOLHAPRESS

Fonte: Blog do BG

 

LOCAIS

 

ABC e América abrem disputa pelo título estadual nesta quarta no Frasqueirão

Rivais se enfrentam pela primeira partida da final do Campeonato Potiguar nesta quarta-feira, 17; por ter tido melhor campanha na classificação, América garantiu direito de jogar o 2º duelo dentro de seus domínios

José Aldenir / Agora RN

Passada a polêmica em torno das datas das finais do Campeonato Potiguar de 2019, que foram bastante contestadas pelos torcedores, ABC e América entram em campo nesta quarta-feira, 17, a partir das 21h30, para disputar o primeiro jogo da decisão. A partida será realizada no estádio Frasqueirão, território abecedista, e tem tudo para proporcionar fortes emoções aos adeptos potiguares.

Do lado do ABC, o clima é de incertezas. Apesar de ter começado bem a temporada, vencendo o primeiro turno do Campeonato Estadual e avançando nas duas primeiras fases da Copa do Brasil, o Alvinegro vem amargando insucessos nas últimas semanas. Primeiro caiu na fase de pontos corridos do 2º turno do Potiguar; depois, foi eliminado na 1ª fase da Copa do Nordeste; e por fim, sucumbiu na 3ª fase da Copa do Brasil.

Como alento para o time de Ponta Negra serve o retrospecto recente. Os últimos 3 campeonatos estaduais foram conquistados pelo lado alvinegro do RN: 2016, 2017 e 2018. No último encontro em finais contra o maior rival, o ABC venceu sem dificuldades: 7 a 3 no placar agregado de 2016. A busca pelo tetracampeonato consecutivo, que não ocorre há décadas, deixa o clube na ânsia da nova conquista, em jogo a partir desta quarta.

Já do lado do América, o momento é o seu principal aliado. Desde que o técnico Moacir Júnior assumiu a equipe, houve um crescimento significativo no rendimento do time. Apesar de ele já ser o treinador rubro no revés para o próprio ABC na final do 1º turno, a equipe soube se comportar bem no 2º turno, tanto que sagrou-se campeã ao bater o Potiguar de Mossoró fora de casa na semana passada.

Em entrevista no início desta semana, o meia Roger Gaúcho, um dos atletas que chegaram para reforçar o time na segunda metade do campeonato, enalteceu a campanha realizada dentro da Copa RN, mas pediu “pés no chão” diante do adversário da final. Para ele, não existirá favorito nos dois confrontos pela decisão, e quem conseguir aplicar melhor seu jogo certamente sairá com o título do torneio.

“Nosso 2º turno foi muito bom. Conseguimos ganhar o título fora de casa contra uma equipe que estava em ascensão para chegar na condição de disputar a final geral. Sobre o ABC, é uma equipe forte, e apesar de ter sido eliminada turno tem uma equipe qualificada. A gente sabe que em clássico não existe favorito, cada jogo é um campeonato à parte. Será uma partida muito dura. Vamos respeitar o adversário mas também vamos impôr nosso ritmo”, adiantou o camisa 10 americano.

Nos dias que antecederam a primeira partida da final, tanto ABC quanto América optaram por fechar os treinamentos para não dar brechas ao adversário. Felipe Guedes, volante e capitão abecedista, disse acreditar que o suspense montado em torno do jogo é válido, embora as equipes já tenham se enfrentado três vezes na temporada (com 2 vitórias para o ABC e 1 para o América).

“Cada jogo tem sua história. Os times já se conhecem, e mesmo sabendo que do primeiro clássico para cá aconteceram muitas modificações, acredito que o suspense é válido. Do lado de lá também estão usando essa estratégia. Creio que dá pra surpreender o time deles, mas também precisamos ter cuidado para não sermos surpreendidos. Vamos tentar defender nossa condição, tentar conquistar o tetra e quem errar menos vai se sobressair”, declarou.

Por ter sido o primeiro colocado na classificação geral do campeonato, com 31 pontos, o América ganhou a condição de disputar a segunda partida da final dentro de casa (Arena das Dunas), e justamente por isso o jogo desta quarta-feira, primeiro da série, será disputado na casa do ABC (que somou 29 pontos). Em caso de igualdade no placar final ao término dos 180 minutos, a disputa do título irá para os pênaltis, sem vantagem para ninguém.

Fonte: Agora RN

 

“Recuperar a credibilidade do estado é fundamental”, diz Mineiro

Secretário extraordinário para Gestão de Projetos e Meta acredita que a confiança do povo para com a administração está abalada e que é preciso uma mudança neste sentido pelo bem do Estado

José Aldenir / Agora RN

Secretário extraordinário para Gestão de Projetos e Metas de Governo no Rio Grande do Norte, Fernando Mineiro

O secretário extraordinário para Gestão de Projetos e Metas de Governo no Rio Grande do Norte, Fernando Mineiro, avaliou que uma das metas fundamentais da gestão de Fátima Bezerra (PT) é recuperar a credibilidade do estado frente a população. Mineiro acredita que a confiança do povo para com a administração está abalada e que é preciso uma mudança neste sentido pelo bem do Estado.

“Recuperar a credibilidade do estado é fundamental. Todo mundo perde ao não acreditar na gestão. É desmoralizante quando o povo não acredita no governo. Por isso, estamos fazendo esse esforço na construção de um rumo coletivo”, afirmou Mineiro, em entrevista concedida ao programa “Jornal Agora”, apresentado das 6h às 7h, na Rádio Agora FM (97,9).

Para tanto, o secretário trabalha por uma integração entre as pastas do governo, que possibilitará uma maior organização administrativa. Ele espera que essa melhoria possa gerar ações que beneficiem o povo potiguar nas mais variantes áreas, como saúde, segurança e o financeiro; isto sempre em constante diálogo com a sociedade.

“Nosso governo tem um rumo muito claro que é definir as ações a partir de um compromisso com os interesses da maioria da sociedade. É um governo que busca trabalhar integrado, contribuindo com todas as secretarias. Este tem sido um esforço muito grande porque já há uma cultura de isolamento [das secretarias]”.

Administração “desorganizada”

Fernando Mineiro explicou que a gestão de Fátima e seu secretariado vem enfrentando percalços por ter encontrado um governo desorganizado, que passam desde os salários atrasados dos servidores estaduais, até vários processos administrativos que ele considera “falhos”.

Encontramos uma desorganização administrativa. Isso obriga a nós, que somos secretários, termos muito cuidado e gastar muito energia para corrigir os rumos. Este é o caso de Aldemir Freire, secretário do Planejamento e das Finanças; de Carlos Eduardo Xavier, da Tributação; e Virgínia Ferreira, da Administração. Todos trabalham de maneira articulada, seguindo o ‘padrão Fátima’ de trabalho”, pontuou.

“Ano de arrumar a casa”

O titular da pasta de Gestão de Projetos e Metas contou que a expectativa para o primeiro ano do mandato de Fátima Bezerra é de “arrumar a casa”. Mineiro destacou que a luta do governo, por enquanto, lidará com a superação de problemas financeiros, como atrasos de salários.

“No Rio Grande do Norte, a crise, diferente de outros estados, não é com os bancos, é com os servidores e com os fornecedores. A rigor, quem financia a economia são os servidores e fornecedores através do processo de atraso. Todo dia tem que se escolher o setor que vai receber, isso, somado à desestruturação organizativa do Estado, dificulta muito, mas vamos corrigir. Esse primeiro ano é de arrumar as casas. Por isso, acho que estamos colhendo resultados positivos”.

Corte de gastos

Uma das principais metas da gestão de Fátima, segundo Mineiro, é cortar custos e provocar mais economia. Alguns dos casos citados pelo secretário foram os cortes de alguns veículos da administração que diminuíram os gastos com gasolina, bem como passagens aéreas e correções de processos defeituosos.

Além disso, Mineiro explicou que a Controladoria-Geral do Estado tem se responsabilizado por rever contratos de programas da gestão anterior, em busca de gastos desnecessários que possam contribuir para a melhora na economia do estado.

“Em quatro anos, temos previsão de que essas revisões de contratos gerem uma economia de R$ 150 milhões. A economia do Estado vive numa crise e isso impacta. Apesar disso, o governo mantém os salários em dia; isso é central para nós. Estamos fazendo um esforço para termos receitas extras, desde renegociações da folha de pagamento, até negociações dos royalties para reforçar o fundo previdenciário”, concluiu o secretário.

Fonte: Agora RN

 

Governo discute sistema prisional com Conselho Nacional do MP

RN aguarda a liberação de R$ 80 milhões, já empenhados no governo federal, e de R$ 40 milhões oriundos de uma emenda impositiva, para serem utilizados em investimentos na Segurança Pública

Demis Roussos

Governadora Fátima Bezerra durante a reunião com o Conselho do MP

A governadora Fátima Bezerra recebeu, na tarde desta terça-feira, 16, os membros da Comissão do Sistema Prisional, Controle Externo da atividade e Segurança Pública do Conselho Nacional do Ministério Público, que vieram apresentar o resultado da visita técnica realizada nos presídios de Alcaçuz e Rogério Coutinho Madruga, em Nísia Floresta.

A comissão destacou as condições físicas das duas unidades prisionais e a questão da valorização social para os detentos, observando o baixo índice de presos que estudam e trabalham no sistema penitenciário do Rio Grande do Norte.

“Temos total consciência do nosso papel no restabelecimento da segurança e tranquilidade para a população. E este trabalho passa pelo sistema carcerário, que enfrenta uma realidade delicada já há muitos anos”, ressaltou a governadora.

Durante a reunião, o conselheiro-presidente da comissão, Dermeval Farias Gomes Filho, se colocou à disposição para dialogar com o governo com o objetivo de buscar as soluções para os problemas encontrados.“OEstado do Rio Grande do Norte tem o grande desafio, após o estabelecimento do controle e segurança nas unidades penais, de promover a garantia dos direitos à saúde, educação e trabalho dos presos”.

A governadora lembrou, ainda, das outras medidas que estão em andamento para reorganizar as políticas de segurança pública no Estado como,por exemplo, a elaboração do Plano Estadual de Segurança Pública, que traz ações envolvendo diversos setores do governo e estimula também o envolvimento da sociedade.

“Eu comungo integralmente com as preocupações aqui colocadas. E já adotamos diversas medidas nesse setor, apesar das dificuldades financeiras que o Estado enfrenta, estebelecemos a segurança como uma prioridade. Precisamos investir em inteligência, tecnologias e conectividade, que são ferramentas fundamentais para a boa execução das ações no setor”, disse Fátima, que destacou ainda o processo de criação da Secretaria de Estado da Gestão Penitenciária e da Secretaria de Estado da Mulher, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos, que terão ações sociais conjuntas, e aguardam a aprovação da Assembleia Legislativa. “Não bastam apenas criar mais vagas. É preciso pensar no aspecto social.Reafirmo nosso compromisso em avançar nessa direção”, encerrou.

O RN aguarda a liberação de R$ 80 milhões, já empenhados no governo federal, e de R$ 40 milhões oriundos de uma emenda impositiva, para serem utilizados em investimentos na Segurança Pública.

Também participaram da reunião o vice-governador, Antenor Roberto, os secretários de Estado Pedro Florêncio (Sejuc), Arméli Brennand (Mulheres), Coronel Francisco Araújo (Segurança) e o procurador Geral do Estado, Luiz Antônio Marinho.

Fonte: Agora RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sign up
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.
We do not share your personal details with anyone.
0