PONTO DE VISTA: MUITO EDUCADO O DR. HUMBERTO DE L. FREIRE FILHO AO CHAMAR O CONGRESSO NACIONAL DE GALINHEIRO

Caro(a) leitor(a),

No meu humilde PONTO DE VISTA o congresso nacional é um CABARÉ, no sentido mais pejorativo da palavra. Que as prostitutas me perdoem por utilizar esse termo para definir a casa legislativa do Brasil, já que vocês merecem muito mais respeito do que os frequentadores desta outra casa. A casa de vocês, PROSTÍBULO, com o devido respeito, é assim que deve ser chamada no melhor sentido da palavra, dada que é a profissão mais antiga do mundo.  O Dr. Humberto de Luna Freire Filho, autor do artigo a seguir foi muito educado e polido quando chamou o congresso nacional de GALINHEIRO. Eu respeitaria muito mais um galinheiro do que esta citada casa, pois o galinheiro, ao contrário da outra casa produz um dos alimentos mais importantes para a vida humana, além de ser organizado. O nosso congresso nacional hoje é motivo de chacota, de piadas e sinônimo de anarquia. É inconcebível que numa casa como essa possa haver elementos como Gleisi Hoffmann, Maria do Rosário e tantas outras anarquistas travestidas de senadoras. As coisas nessa casa são tão a toa que até a palavra DECORO é amplamente vaga, para que, só em caso de um ato absolutamente descabido possa haver a expulsão de um elemento desse desta casa. O que elas propiciaram esta semana em qualquer lugar do mundo já seria o suficiente para a perda do mandato. Mas Brasil é Brasil, né?

Não temos Congresso, temos um galinheiro

Essa Câmara dos Deputados deveria ao invés de tribuna ter poleiro. Após um pesado dia de trabalho, resolvi, já que sou cidadão, acompanhar a vida de meu país assistindo à sessão da CCJ. Porém o que presenciei foi um deprimente espetáculo de baixaria promovido por um bando de corruptos membros de uma quadrilha, cujo chefe máximo encontra-se trancafiado cumprindo pena por roubo do dinheiro público.

Esses indivíduos sem vergonha na cara, sem moral, enfim, sem caráter, tentaram tumultuar a sessão e desrespeitar um funcionário do governo, renomado técnico da área econômica, que lá compareceu para dar as devidas explicações sobra a proposta de reforma da previdência.

A quadrilha do PT e genéricos deu um verdadeiro espetáculo de baixaria comandada por uma imbecil chamada Maria do Rosário para não falar de outros que lá estavam, não por ideologia, mas para defender interesses pessoais e corporativos.

Outro crápula que tentou aparecer foi o filho do nefasto José Dirceu condenado a 27 anos de prisão por roubo, e atualmente na rua graças a um HC concedido por seu ex funcionário, que hoje, infelizmente travestido de ministro, preside a mais alta corte do país.

E para encerrar a baixaria, não podia ficar de fora a “coxa” Gleisi Hoffmann, que completou a sujeira no pau do galinheiro, com o seu batido blá…blá…blá… que não convence mais ninguém, nem dentro de sua própria quadrilha.

Mas no final quero parabenizar o ministro Paulo Guedes por ter mostrado a essa imundície concentrada na CCJ, que o Brasil mudou. Não é mais o chiqueiro que por 18 anos transferiu bilhões de dólares do BNDES para ditaduras, e usou a maior empresa nacional, a Petrobras, para protagonizar o maior roubo da história da humanidade.

Esta semana um jornal de grande circulação mostra em primeira página o calote sofrido pelo BNDES por conta de Cuba e pela Venezuela, um total de R$ 2,3 bilhões. Total responsabilidade desses bandidos que não querem entender que tudo mudou.

(Texto de Humberto de Luna Freire Filho. É médico – Cidadão brasileiro sem medo de quadrilheiros)

Publicado originalmente no site Falando de Brasil

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Deixe uma resposta

Fechar Menu