OPINIÃO: NA MINHA HUMILDE OPINIÃO NEM TUDO ESTÁ PERDIDO

Caro(a) leitor(a),

Na minha humilde opinião nem tudo está perdido porque vozes de dentro do próprio STF se levanta contra a instituição num claro sinal de que a percepção geral da sociedade faz sentido e é verdadeira. O ministro Barroso foi bastante direto e incisivo em sua palestra na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos. Quando algo assim acontece não resta mais nada a fazer a não ser a sociedade se mobilizar e pressionar o legislativo pelo impeachment de pelo menos três dos seus elementos: Gilmar Mendes, Ricardo Levandowiski e Alexandre de Moraes. Se a sociedade brasileira não reagir diante dessas declarações do ministro Barroso é melhor jogar a toalha e deixar o caos e a anarquia se estabelecer no país ou por outra admitir e autorizar que as Forças Armadas tomem conta da situação.

E ai, O que vai ser?

E agora Alexandre de Moraes, vai mandar prender o ministro Barroso?

Caso o ministro Alexandre de Moraes resolva levar a sua ‘tirania’ ao pé da letra, terá que determinar, imediatamente, no mínimo uma ação de busca e apreensão nos endereços do ministro Luís Roberto Barroso.

Em palestra nesta quinta-feira (25) na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, Barroso detonou o Supremo Tribunal Federal (STF), asseverando que a Corte vive um momento de descrédito porque alguns de seus colegas atuam como obstáculo no combate à corrupção no Brasil.

“A pergunta que me faço frequentemente é por que o STF está sob ataque, por que está sofrendo esse momento de descrédito. Bem, o que acho que está acontecendo é que há uma percepção em grande parte da sociedade e da imprensa brasileira de que o STF é um obstáculo na luta contra a corrupção no Brasil”, pontuou o magistrado.

Na sequência, o ministro foi ainda mais incisivo:

“Eles sentem que o Supremo frequentemente protege a elite corrupta”.

E foi mais adiante:

“Uma corte que repetidas vezes toma decisões com as quais a sociedade não concorda e não entende, aí se tem um problema. Porque autoridade depende de confiança e credibilidade. Se você perde isso, a força é a única coisa que resta”.

Entre as pessoas que aplaudiam na plateia, uma figura se destacava. O juiz Marcelo Bretas.

E os ataques prosseguiram:

“Alguns ministros mostram mais raiva de procuradores e juízes que estão fazendo um bom trabalho do que de criminosos que saquearam o país”.

“Tudo o que o STF pode retirar da Vara Federal de Curitiba, onde o combate à corrupção está funcionando bem, ele [Supremo] o fez”.

E agora Moraes?

E agora Toffoli?

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Deixe uma resposta

Fechar Menu