COMPROMISSOS DO PRESIDENTE: A SEMANA QUE PASSOU O PRESIDENTE CUMPRIU COM PELO MENOS TRÊS COMPROMISSOS

Apesar de todas as tragédias que comoveram o mundo na semana passada e por causa disso mesmo as coisas boas que aconteceram aqui no Brasil, praticamente, passaram desapercebidas. Mas não podemos deixar de mostrar e enfatizar essas boas notícias para o povo brasileiro, pois foram COMPROMISSOS DO PRESIDENTE em sua campanha eleitoral. Estes feitos do Presidente certamente irão causar grande impacto sobre sua vida num futuro próximos.

Então vamos ver o que de tão bom o presidente Jair Bolsonaro nos proporcionou:

1. O presidente assinou o decreto 9.723/19 que simplifica a apresentação de documentos em processos federais. A partir de agora, ninguém precisa mais ir ao banco, cartório, ou qualquer outra agência levando um carrinho de mão cheio de papéis, basta o CPF.

2. Na quinta feira o presidente assinou decreto que extingue 21.000 cargos comissionados, funções, e gratificações na esfera federal, gerando economia de 195 milhões de reais anuais ao Tesouro, dando um golpe certeiro na prática de aparelhamento do governo.

3. Na sexta-feira foram arrecadados 2,377 bilhões de reais em outorga no leilão de aeroportos, superando a expectativa, o que foi considerado por especialistas um sucesso para a retomada de investimentos em infraestrutura no país – setor essencial para o crescimento da economia brasileira.

4. Otimista com os rumos e as perspectivas da economia, na sexta-feira o índice Bovespa subiu e atingiu nível recorde de 99 mil pontos pela primeira vez em sua história.

Essas notícias, que deveriam ter virado manchetes de primeira página em letras garrafais, foram relegadas a notas de rodapé porque fazem parte de uma pauta proibida. Existe um pacto silencioso na grande imprensa para desconstruir a reputação do novo governo com a promoção, difusão e ampliação apenas de notícias ruins ou constrangedoras”.

Vamos difundir essas notícias para que o povo saiba do trabalho que está sendo feito para o bem dessa nação!
Autor: Valério Wagner Q. Braga

Deixe uma resposta

Fechar Menu