BOAS NOTÍCIAS: ESTUDO CONCLUI QUE DESEJAR O BEM AOS OUTROS É MANEIRA SIMPLES E EFICAZ PARA COMBATER O ESTRESSE E A ANSIEDADE

Na sessão BOAS NOTÍCIAS deste domingo um assunto de suma importância para qualquer ser humano, mas que poucas pessoas sabem ou dão o devido valor, pois trata-se da coisa mais importante nas nossas vidas: a saúde. Atualmente a doença que mais mata no mundo é o estresse e um estudo descobriu uma maneira eficaz, simples e barata de combater esse mal. Leia a reportagem a seguir e saiba como! 

Desejar o bem aos outros diminui ansiedade e estresse, diz estudo

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

Nada de remédios. Existe um jeito simples, barato e sem efeitos colaterais para diminuir a ansiedade e o estresse: desejar o bem a alguém!

Foi o que descobriu um estudo da Universidade Estadual de Iowa, nos Estados Unidos, publicado no periódico científico Journal of Happiness Studies.

O estudo mostra que tanto pessoas naturalmente empáticas quanto as mais narcisistas se aproveitaram dos benefícios dos bons pensamentos.

Antes e depois do experimento, os pesquisadores fizeram entrevistas com cada participante para medir níveis de ansiedade e estresse.

O grupo dedicado a mentalizar a felicidade se sentiu mais empático, preocupado com o outro e, principalmente, feliz. Da mesma forma, o segundo grupo, que deveria tentar se colocar no lugar do outro, apresentou maiores níveis de empatia e conexão.

A pesquisa

O experimento pediu que os participantes caminhassem por 12 minutos e focassem em determinados pensamentos ao encontrar outras pessoas.

Os voluntários da pesquisa foram divididos em quatro grupos, cada um encarregado de imaginar algo diferente enquanto batia o olho em outro indivíduo. Todos foram encorajados a produzir pensamentos e sensações genuínas durante o teste.

O primeiro grupo devia desejar felicidade a quem encontrasse, mentalizando a frase “Eu desejo que essa pessoa seja feliz”.

O segundo se concentrou em pensar na conexão que eles possuem com o outro, imaginando que pudessem manter uma ambição ou sentimentos em comum, por exemplo.

Participantes do terceiro grupo deveriam focar apenas em si mesmos, colocando o próximo em um patamar inferior durante a troca de olhares. Os soberbos não tiveram melhora em nenhuma das características.

Esse dado contrasta resultados de pesquisas anteriores, que mostraram que o ato de se comparar com outras pessoas poderia amenizar o sentimento de alguém que estivesse mal consigo mesmo ou com baixa autoestima.

Esse tipo de estratégia competitiva, aliás, já foi relacionada como causa de depressão e ansiedade.

Já o quarto serviu como “controle”. Quem ficou neste grupo deveria apenas levar em conta apenas o aspecto visual das pessoas, como as roupas e cores que estavam vestindo.

Dica: se você está precisando amenizar o estresse e a ansiedade do dia a dia, mande pensamentos positivos para seu vizinho, seu colega de classe, do trabalho… pode ser uma boa saída!

Com informações da Super

Fonte: Só Notícia Boa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sign up
Lost your password? Please enter your username or email address. You will receive a link to create a new password via email.
We do not share your personal details with anyone.
0