ANÁLISE POLÍTICA: CORRUPÇÃO E COCAÍNA SEGUNDO JOAQUIM FALCÃO

Na coluna ANÁLISE POLÍTICA desta quinta-feira temos mais um espetacular comentário do jornalista José Nêumanne Pinto sobre o imbróglio que se transformou o caso Vaza-jato e faz a leitura de uma carta do professor de direito constitucional Joaquim Falcão. Vale a pena conferir!

RESUMO:

Neste vídeo leio a íntegra de um texto antológico e definitivo do professor de Direito Constitucional Joaquim Falcão, da Fundação Getúlio Vargas, para esclarecer esse combate do Intercept Brasil, do militante esquerdista americano Glenn Greenward, contra a Lava Jato e outras operações de combate à corrupção no Brasil. Publicado no Globo, o texto de Falcão, que também é da Academia Brasileira de Letras, define o “excesso do devido processo legal” como “uma doença. Inchaço. Patologia. É o processualismo”. O jurista aceita o primado do processo legal e do pleno direito de defesa. “Mas seu inchaço não nos leva à saúde da democracia”. E temos dito. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Fonte: 

Publicado em 9 de jul de 2019

Deixe uma resposta

Fechar Menu