ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESTA QUINTA-FEIRA

Por G1

 


Eleições 2018: veja as intenções de voto para presidente detalhadas por região, renda, sexo, faixa etária e religião, segundo a nova pesquisa do Datafolha. O TSE divulga o número de candidaturas barradas; poucas foram cassadas pela Lei da Ficha Limpa. Não sabe em quem votar para deputado? O G1 te ajuda na escolha. Violência contra a mulher: o IML do Paraná aponta que a advogada Tatiane Spitzner morreu por asfixia. E a rotina de desrespeito que levou um professor do Rio de Janeiro a se afastar das salas de aula. O que foi notícia nesta quinta-feira:

NACIONAIS

 

Eleições 2018

Datafolha divulga pesquisa de intenção de voto para presidente

Datafolha divulga pesquisa de intenção de voto para presidente

Pesquisa Datafolha para presidente divulgada nesta quinta-feira (20) apontou as intenções de voto por segmentos de sexo, idade, escolaridade, renda, religião, região e cor de pele. Bolsonaro amplia vantagem entre os mais ricos e Haddad lidera no Nordeste. No índice de rejeição, Bolsonaro lidera entre os ateus, e Haddad entre os mais ricos.

Em outro recorte, a pesquisa mostra que 43% entendem que nome do vice tem ‘muita importância’ na definição do voto para presidente. Já 29% não veem importância nisso.

Barrados na eleição

Selo candidaturas cassadas — Foto: Arte/G1

Selo candidaturas cassadas — Foto: Arte/G1

A Justiça Eleitoral rejeitou 2,6 mil candidaturas, 157 delas por Ficha Limpa, informa dados parciais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Entretanto, quase metade desses candidatos ainda se mantém na disputa porque recorreram da decisão e aguardam novo julgamento. No total, 29.098 candidatos apresentaram pedidos para concorrer nas eleições. Dessas, 27.402 (92,9%) são consideradas aptas, o que inclui as deferidas, as indeferidas com recurso e as que estão pendentes de julgamento.

Entrevista G1 e CBN

Alvaro Dias (Podemos) é entrevistado pelo G1 e pela CBN

Alvaro Dias (Podemos) é entrevistado pelo G1 e pela CBN

Álvaro Dias, candidato do Podemos, foi o último entrevistado pelo G1 e pela CBN. Ele disse que voto útil é ‘assinar atestado de burrice’. Ele também falou sobre trocas de partido e coligação com PSC, sigla cujo presidente é suspeito de receber caixa 2.

Foram entrevistados nestas últimas 3 semanas Alckmin (PSDB)Amoêdo (Novo)Eymael (DC)Meirelles (MDB)Vera Lucia (PSTU)Marina Silva (Rede)João Goulart Filho (PPL)Boulos (PSOL)Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT). Cabo Daciolo não compareceu. Bolsonaro participaria de sabatina, mas continua internado em SP após receber facada em campanha.

Disputa Presidencial

Veja como foram as atividades de campanha dos candidatos à Presidência nesta quinta-feira:

Entrevista nos estados

SP – Entrevista G1/CBN – Skaf diz que, se eleito, não chamaria Temerpara seu governo em SP

RJ – Entrevista G1/CBN – Paes quer teste de honestidade para servidor e rejeita associação com Cabral

Entrevista ao Jornal da Globo

Fernando Haddad (PT) é entrevistado no Jornal da Globo

Fernando Haddad (PT) é entrevistado no Jornal da Globo

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, afirmou na noite desta quarta-feira (19) em entrevista ao Jornal da Globo que o seu crescimento recente nas pesquisas eleitorais não ocorreu só por causa do apoio do ex-presidente Lula. “Fosse só isso haveria transferência para todo lugar onde ele apoia – e não funciona automaticamente”, afirmou o candidato, embora reconheça que “obviamente o presidente Lula é quem mais encarna esse projeto”. Veja como foi a entrevista no vídeo acima.

Marina Silva (Rede) participa do jornal na sexta. Ciro Gomes e Alckminjá foram entrevistados.

Quem eu escolho?

Quem eu Escolho — Foto: G1

Quem eu Escolho — Foto: G1

Não sabe em quem votar para deputado? O G1 criou uma ferramenta para te ajudar. Projeto permite selecionar concorrentes pela ocupação, bandeira, renda, entre outros. Navegue e encontre o seu candidato ideal.

Mercado de Trabalho

Michel Temer

@MichelTemer

Fui informado que o País criou mais de 100 mil empregos com carteira assinada em agosto. Isto é prova que o Brasil está no rumo certo. Em plena recuperação.

O Brasil gerou mais de 100 mil empregos com carteira assinada, anunciou o presidente Michel Temer no Twitter, em referência ao resultado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O Ministério do Trabalho informou ainda não ter previsão de divulgar os dados oficiais. Em julho, segundo o governo federal, foram criados 47,3 mil empregos formais e em junho, foram fechadas 661 vagas.

Feminicídio

Câmeras registraram agressões do marido a advogada Tatiane Spitzner no elevador do prédio — Foto: Câmeras de segurança

Câmeras registraram agressões do marido a advogada Tatiane Spitzner no elevador do prédio — Foto: Câmeras de segurança

advogada Tatiane Spitzner foi morta por asfixia mecânica, aponta laudo do Instituto Médico-Legal (IML). O marido dela, Luis Felipe Manvailer, está preso acusado de matá-la e nega as acusações. Ela foi encontrada morta dentro do apartamento onde morava com Manvailer, em Guarapuava, no Paraná, em 22 de julho após cair 4º andar e ter o corpo recolhido pelo próprio marido. Câmeras mostraram agressões do homem contra a advogada antes de sofrer queda.

Arma de guerra

Metralhadora possui 1,68 metro de comprimento e pesa 38 quilos — Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Metralhadora possui 1,68 metro de comprimento e pesa 38 quilos — Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Uma metralhadora de 1,68 m, 38 quilos, que dispara até 600 tiros por minuto e pode derrubar aviões foi apreendida pela polícia do Rio. É a maior arma já encontrada no Rio de Janeiro. Investigadores dizem que armamento era negociado por traficantes, ficou escondido na Rocinha e que seria vendido por R$ 200 mil.

Desrespeito em sala de aula

Professor é ofendido, humilhado e agredido por alunos durante prova em Rio das Ostras

Professor é ofendido, humilhado e agredido por alunos durante prova em Rio das Ostras

Provas amassadas e mordidas, agressões verbais e arremessos de objetos em direção ao professor. É assim que o docente Thiago dos Santos Conceição define a sua rotina em uma escola de Rio das Ostras, no Rio de Janeiro. Ele foi gravado sofrendo humilhações enquanto tentava aplicar uma avaliação para alunos do 9º ano. Com o episódio, ele pediu afastamento e teme pela própria vida. “Eu tenho medo, porque eu já vi ataques. É humilhante estar no seu trabalho e ter que renunciar a isso”, conta.

Curtas e rápidas:

Máscaras de oxigênio são liberadas após uma queda de pressão na cabine em voo da Jet Airways, em Mumbai, na Índia, na quinta-feira (20) — Foto: Melissa Tixiera via Reuters

Máscaras de oxigênio são liberadas após uma queda de pressão na cabine em voo da Jet Airways, em Mumbai, na Índia, na quinta-feira (20) — Foto: Melissa Tixiera via Reuters

Fonte: G1

Em carta, FHC pede união de presidenciáveis contra candidatos radicais

Fernando Henrique Cardoso

@FHC

Enviei carta aos eleitores pedindo sensatez e aliança dos candidatos não radicais. Quem veste o figurino é o Alckmin, só que não se convida para um encontro dizendo “só com este eu falo.”

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) divulgou no início da noite desta quinta-feira, 20, uma “carta aos eleitores e eleitoras” na qual prega a união de candidatos que “não apostam em soluções extremas” em torno do presidenciável que “melhores condições de êxito eleitoral tiver”. O tucano escreveu o texto em meio aos prognósticos de pesquisas eleitorais de que o segundo turno da disputa pelo Palácio do Planalto seria entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), candidatos com os discursos mais extremados.

“Os maiores interessados nesse encontro e nessa convergência devem ser os próprios candidatos que não se aliam às visões radicais que opõem ‘eles’ contra ‘nós’”, diz FHC na missiva. O ex-presidente classifica o quadro atual como “dramático” e afirma que “em poucas ocasiões” viu condições políticas e sociais “tão desafiadoras quanto as atuais”, mas pondera que “ainda há tempo para deter a marcha da insensatez”.

Na carta, FHC diz que, caso não haja unidade entre os mais moderados, o novo presidente será ou “um salvador da pátria” ou um “demagogo”, “remendo eleitoral” que, na sua avaliação, agravaria a “crise econômica, social e política” no país”.

“É hora de juntar forças e escolher bem, antes que os acontecimentos nos levem para uma perigosa radicalização. Pensemos no país e não apenas nos partidos, neste ou naquele candidato. Caso contrário, será impossível mudar para melhor a vida do povo. É isto o que está em jogo: o povo e o país. A Nação é o que importa neste momento decisivo”, escreveu.

Para Fernando Henrique, o candidato a ser apoiado contra a polarização deve ser “uma liderança serena que saiba ouvir, que seja honesto, que tenha experiência e capacidade política para pacificar e governar o país”. Ele não citou diretamente o candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, no texto. Em uma postagem em sua conta no Twitter depois da divulgação da carta, no entanto, FHC disse que Alckmin “veste o figurino” descrito por ele.

Ainda conforme o ex-presidente, caso Jair Bolsonaro ou Fernando Haddad sejam eleitos, “o vencedor terá enormes dificuldades para obter a coesão nacional suficiente e necessária para adoção das medidas que levem à superação da crise”. “As demandas do povo se transformarão em insatisfação ainda maior, num quadro de violência crescente e expansão do crime organizado”, prevê o tucano.

Veja

Preço em alta da gasolina leva o consumidor a migrar para o álcool

 

O consumo de etanol nas bombas dos postos de combustíveis do Estado de São Paulo alcançou, pela primeira vez, neste mês de setembro a mesma proporção da gasolina. Segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro), José Alberto Paiva Gouveia, 50% das vendas foram de etanol e 50% de gasolina. Até hoje, o que se verificava era um escoamento médio de 60% de gasolina.

O empresário informou que essa migração já vem ocorrendo desde “a greve dos caminhoneiros, em maio último {que levou ao desabastecimento} em paralelo com as subidas constantes da gasolina”. Ele informou que o consumo mensal nas cidades paulistas atinge 180 bilhões de litros somando a gasolina, o álcool e o diesel. E sempre que o valor do litro de álcool equivale a 70% do preço da gasolina, abastecer com o derivado da cana fica mais competitivo. O litro de gasolina está custando em média R$ 4,57 em São Paulo, enquanto o de etanol vale R$ 2,74 – 59% mais barato.

Na avaliação da pesquisadora da Fundação Getulio Vargas em Energia, Fernanda Delgado , a greve dos caminhoneiros continuará ainda por algum tempo “reverberando na economia do país”. Ela, no entanto, pondera que o grande impacto sobre o preço da gasolina, que já subiu 15% desde maio último, está associado mais à pressão das cotações no mercado internacional. O valor do barril de petróleo, passou, nesse período, de US$ 65 para US$ 75. A tendência, pontuou a pesquisadora, é de alta no mundo todo.

Delgado defende que o Brasil poderia ser menos dependente dessa política de preços internacionais caso houvesse a quebra do monopólio da Petrobras, que detêm 98% do refino dos derivados de petróleo. A questão, porém, explica, esbarra em criar um sistema que possa atrair os investidores.

Oferta de álcool

Em relação à vantagem competitiva de se abastecer o carro com álcool, a pesquisadora da FGV Energia disse que esse quadro é favorecido pela perspectiva de uma boa oferta do etanol no mercado. Mas ela alerta sobre a possibilidade de uma mudança no mix de produção, caso ocorra uma sinalização de alta dos preços do açúcar no mercado internacional. Isso poderia levar as usinas a destinarem uma maior parte da safra para essa commodity.

Já o diretor técnico da Unica, entidade que congrega as usinas sucroalcooleiras da região Centro Sul, Antonio de Padua Rodrigues, descartou, nesta quinta-feira o risco de um desequilíbrio de preços do etanol em função da demanda mais aquecida. Ele informou que o setor está em plena safra e com estimativa de recorde na produção, podendo chegar a 32 bilhões de litros e um crescimento na oferta entre 4 a 5 bilhões de litros.

Pádua reconhece, contudo, que algum ajuste de preço pode até ocorrer, mas se isto se confirmar será em margem bem pequena diante da boa oferta. “Nossa expectativa é que a distribuição para os postos passe da média de 1,8 bilhões de litros para 2 bilhões de litros”, afirmou, referindo-se ao próximo anúncio da Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Fazendo uma análise sobre a vantagem competitiva do álcool sobre a gasolina, Pádua observou que enquanto o derivado da cana vem se mantendo com preço estável pela boa safra que deve crescer em torno de 15%, a gasolina está sujeita às variações impostas tanto pelos fatores externos quanto pela pressão cambial. Nos últimos dias, a moeda norte-americana tem oscilado acima dos R$ 4,00 e fechou nesta quinta-feira em R$ 4,07 um recuo de 1,27% sobre a cotação de ontem (19).

No último dia 5 de setembro, o preço da gasolina nas refinarias havia alcançado R$ 2,2069, no maior valor desde junho do ano passado, quando a Petrobras mudou a política de preços e passou a acompanhar as oscilações do preço da commodity no mercado externo.

Agência Brasil

Comments

Justiça autoriza prorrogação de inquérito sobre facada em Bolsonaro

Foto: Raysa Leite/AFP

Após pedido da Polícia Federal, a 3ª Vara de Juiz de Fora autorizou a prorrogação do inquérito sobre o ataque contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). A decisão do juiz federal substituto Bruno Savino permite que as investigações continuem por mais 15 dias com o objetivo de concluir a análise de todas as imagens relacionadas ao fato.

Antes de a Justiça Federal concordar com a prorrogação, o Ministério Público Federal também havia se manifestado favoravelmente à concessão do novo prazo alegando que “diligências imprescindíveis à formação de seu convencimento ainda encontram-se pendentes”.

Além das imagens, as autoridades policiais precisam ouvir novas testemunhas, ter acesso ao resultado de perícias requisitadas e receber um laudo médico “atestando a gravidade da lesão sofrida”, segundo consta no pedido.

Até o momento, foram ouvidas 15 testemunhas, houve três interrogatórios formais do acusado e 38 entrevistas foram feitas. Em computadores e celulares apreendidos, já foram analisados dois Terabytes de imagens. As diligências ocorreram em outras cidades mineiras, na capital Belo Horizonte e em Florianópolis.

“A PF concluiu cinco laudos periciais, outros quatro exames seguem em andamento. Além disso, foram pleiteadas e obtidas junto ao Poder Judiciário várias medidas cautelares, como quebra de sigilo bancário, telefônico e telemático”, informou a Polícia Federal.

Bolsonaro foi atingido por uma facada no dia 6 de setembro quando fazia campanha em Juiz de Fora. Ele está em recuperação no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, com quadro estável. Adélio Bispo, que assumiu o crime, está detido em um presídio federal em Campo Grande.

Agência Brasil

Comments

Candidatos inelegíveis terão de devolver recursos públicos de campanha

Todos os candidatos julgados inelegíveis pela Justiça Eleitoral terão de devolver os recursos públicos usados na campanha deste ano. A interpretação é da Procuradoria Geral da República e inclui o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve o registro da candidatura negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Conforme dados disponíveis no portal do TSE, a candidatura de Lula arrecadou R$ 20,6 milhões, sendo R$ 20 milhões do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) e contratou despesas no valor total de R$ 26,2 milhões. A assessoria do TSE informou que será necessário fazer uma prestação de contas separada da candidatura de Fernando Haddad.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que também é procuradora-geral Eleitoral, disse que a devolução dos recursos do fundo especial aos cofres públicos não é surpresa aos candidatos, uma vez que foi amplamente divulgado antes da realização das convenções partidárias. “Necessário é o ressarcimento dos cofres públicos dos recursos do fundo de campanha utilizado por candidato inelegível”, disse.

Segundo Dodge, a Procuradoria espera que os candidatos inaptos devolvam espontaneamente os recursos utilizados na campanha eleitoral. “Caso não acolham, iremos a juízo pedir o ressarcimento do erário público”, afirmou a procuradora. Ela disse que antes das convenções foram feitas reuniões com os procuradores regionais eleitorais para esclarecimento dessa questão.

Neste ano, a Procuradoria Geral Eleitoral editou quatro instruções sobre o processo, incluindo o financiamento público, a destinação de recursos para as campanhas das candidaturas e o ressarcimento, por exemplo. O intuito, segundo Dodge, foi dar transparência à aplicação da verba pública para custeio da campanha eleitoral, que chegou a R$ 1,7 bilhão.

A procuradora disse que o momento de cobrar o ressarcimento será no julgamento das prestações de contas dos candidatos. A primeira parcial foi feita na semana passada e abrange a fase inicial da campanha – entre 16 de agosto e 8 de setembro.

A Agência Brasil entrou em contato com a assessoria do PT em Brasília e em São Paulo, mas não obteve retorno até o fechamento desta matéria.

Agência Brasil

Comments

Temer antecipa dados do Caged, com criação de 100 mil vagas em agosto

O presidente Michel Temer antecipou hoje (20) que o Brasil criou 100 mil empregos com carteira assinada em agosto. O dado é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O presidente divulgou o dado em sua conta no Twitter.

“Fui informado que o País criou mais de 100 mil empregos com carteira assinada em agosto. Isto é prova que o Brasil está no rumo certo. Em plena recuperação”, disse Temer na rede social. Em julho, o país tinha criado 47,3 mil postos no mercado de trabalho.

O Caged de agosto ainda não foi divulgado oficialmente pelo Ministério do Trabalho. A expectativa da pasta é divulgar os dados detalhados do emprego amanhã (21), ainda em horário a definir.

Agência Brasil

Comments

PT questiona Bolsonaro no STF por declaração sobre fraude nas eleições

 

O PT apresentou nesta quinta-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido para que o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, explique uma série de declarações sobre o partido, entre elas a de que o PT teria um plano para fraudar as eleições. Caso as explicações não sejam satisfatórias, Bolsonaro pode ser acusado de calúnia, injúria e difamação.

A representação é baseada no pronunciamento que o candidato fez no último domingo, transmitido ao vivo pela internet, de dentro da unidade de terapia semi-intensiva do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, onde ele está internado desde o dia 7 de setembro. Bolsonaro falou por 20 minutos e criticou principalmente o PT e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O PT quer que Bolsonaro responda 12 questionamentos, sendo que seis deles giram em torno da possibilidade de fraude nas eleições. As outras perguntas são sobre um possível indulto a Lula, o “controle social da mídia”, a relação do partido com a Venezuela e com ditaduras, e “narrativas” supostamentes inventadas pelo PT.

“Trata-se de fato grave, eivado de ambiguidade, que aparenta conduta ofensiva à honra objetiva do interpelante, razão pela qual maneja-se o presente pedido de esclarecimentos de modo a aferir-se a prática de crime contra a honra para, oportunamente, ser oferecida a cabível queixa-crime”, dizem os advogados do partido.

O pedido do PT é baseado no artigo 144 do Código Penal, que determina o seguinte: “Se, de referências, alusões ou frases, se infere calúnia, difamação ou injúria, quem se julga ofendido pode pedir explicações em juízo. Aquele que se recusa a dá-las ou, a critério do juiz, não as dá satisfatórias, responde pela ofensa”.

No vídeo, Bolsonaro afirma que, para ele, Lula não tentou fugir da prisão porque tem um “plano B”, que seria uma fraude na eleição:

— Eu peço a vocês. Se coloquem no lugar, se coloquem no lugar do presidiário que está lá em Curitiba. Com toda sua popularidade. Com toda sua possível riqueza. Com todo seu tráfico junto a ditaduras do mundo todo, que se autoapoiam, especial em Cuba. Você aceitaria passivamente, bovinamente, ir para a cadeia? Você não tentaria uma fuga? Bem, se você não tentou fugir, com tudo ao teu lado, é obviamente porque você tem um plano B. Qual é o plano B desse presidiário, desse homem pobre lá atrás, e que roubou todas as nossas esperanças? Eu não consigo pensar em outra coisa a não ser o plano B se materializar em uma fraude. Não favorável ao Lula né? Ou melhor, favorável ao Lula. Temos eleições agora.

Sobre essa afirmação, o partido questiona: “O que quis dizer o candidato interpelado quando afirma que o Senhor Lula teria um “plano B” que consistira na elucubração de fraude nas eleições presidenciais de 2018? Quem seria o responsável sobre tal fraude? O candidato confirma que tal fraude seria tecnicamente possível com base em quais fundamentos?”

Essa não é a primeira vez que o PT questiona Bolsonaro no STF por uma declaração durante a campanha. No início de setembro, a coligação encabeçada pelo partido apresentou uma notícia-crime contra o presidenciável pela declaração em que ele defende “fuzilar a petralhada do Acre”. O ministro Ricardo Lewandowski, relator do caso, deu prazo para o candidato se manifestar, o que ainda não ocorreu.

O Globo

Comments

Bolsonaro passa por drenagem após tomografia indicar líquido ao lado do intestino, diz boletim

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi submetido nesta quinta-feira (20) a uma drenagem após exame de tomografia indicar a presença de líquido ao lado do intestino, segundo informou o boletim médico do Hospital Israelita Albert Einstein.

Ainda de acordo com o centro médico, devido à elevação da temperatura (37,7 °C), foi realizada uma tomografia computadorizada de tórax e abdômen “que evidenciou pequena coleção de líquido ao lado do intestino.”

O político passou por uma “drenagem guiada por imagem, sem intercorrências. Está com dreno no local e evolui sem dor”.

Bolsonaro está internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde 7 de setembro, um dia após sofrer uma facada no abdômen durante ato de campanha e passar por cirurgia em Juiz de Fora (MG). Na semana passada, ele precisou passar por nova cirurgia para desobstruir o intestino.

No domingo (16), circulou nas redes sociais um vídeo em que Bolsonaro aparece caminhando pelo hospital com auxílio de fisioterapeuta. No mesmo dia, ele falou pela primeira vez ao vivo por meio do Facebook.

G1

Fonte: Blog do BG

Brasileiros poderão receber remessas do exterior diretamente em reais

 

A partir de 1º de novembro, os brasileiros poderão receber, em reais, remessas enviadas do exterior por parentes e amigos, definiu o Banco Central (BC). Em circular publicada hoje (20), a autoridade monetária regulamentou as transferências unilaterais do exterior sem a necessidade de conversão de câmbio depois que o dinheiro entrar no país.

Com a medida, o destinatário final poderá receber os recursos diretamente na conta corrente ou na poupança. A conversão da moeda estrangeira para reais poderá ficar a cargo do remetente, que arcará com todos os custos cambiais. A facilidade só vale para operações de transferências em caráter pessoal de até R$ 10 mil.

O serviço será facultativo. Caberá a cada instituição financeira decidir se oferece a remessa em reais. O BC esclareceu que as instituições deverão aplicar a legislação internacional entre bancos correspondentes e cumprir as medidas de segurança para prevenir a lavagem de dinheiro e o financiamento ao terrorismo.

De acordo com o BC, a medida faz parte de um pacote para tornar o sistema financeiro mais eficiente e reduzir custos. Atualmente, quando os recursos enviados do exterior chegam em moeda estrangeira, o destinatário precisa convertê-los em reais, negociando a taxa de câmbio e arcando com os custos da operação. Até que a conversão seja concluída, o beneficiário não sabe exatamente o quanto receberá em reais.

Agência Brasil

LOCAIS

Jonas Esticado e Dilsinho, fenômeno do pagode, juntos pela 1ª vez em Natal

O melhor repertório do Brasil em uma só festa. Grandes hits do momento, com vista para o mar, em véspera de feriado em Natal. A mais nova edição do “Jonas Intense” na capital potiguar está marcada para o dia 2 de outubro e promete ser inesquecível. Promovida por Yuri Paredão, com organização d’A Calourada e Newline Music, a noite vai reunir grandes atrações na Arena Imirá a partir das 22h e área com serviço open bar.

Serão três horas de Jonas Esticado, cantor estourado no Brasil com vários sucessos e que traz o show “Intense”, nome do seu mais recente DVD. Além dele, a festa também terá Dilsinho, cantor e compositor carioca dono de uma voz única, autor de vários hits do pagode como “Refém”, “12 horas”, “Maluca Pirada” e “Já que você não me quer mais”. Dilsinho é considerado uma das revelações nacionais do ano, tem quase 1 bilhão de visualizações no Youtube e estará pela primeira vez em Natal.

O show terá ainda os fenômenos Edyr Vaqueiro e Thales Lessa, fechando a grade principal. A festa Jonas Intense vai acontecer no dia 2 de outubro, véspera de feriado no estado, na Arena Imirá, a partir das 22h. Os ingressos estão no segundo lote, no valor de R$ 50,00 (meia) no Setor Intense e de R$ 80,00 (meia) no Setor A Calourada, que conta com open bar de cerveja, catuaba, Skol Senses e Pinga Mix. As vendas acontecem nas lojas Oticalli Midway e Natal Shopping, Stalker Partage e Cidade Jardim, na Bilheteria Digital e com comissários.

Serviço

Jonas Intense
Dia: 02/10 (véspera de feriado) às 22h
Local: Arena Imirá (Via Costeira) em Natal/RN
Atrações: Jonas Esticado, Dilsinho, Edyr Vaqueiro e Thales Lessa
Vendas: Oticalli Midway e Natal Shopping, Stalker Partage e Cidade Jardim, Bilheteria Digital e comissários

Fest Orquídeas segue até domingo e oferece curso gratuito de cultivo

Fest Orquídeas deu início a mais uma edição nesta quinta-feira (20) e segue até domingo (23), no Hiper Bompreço, de Capim Macio, com muitas novidades também do orquidário KS Orquídeas de São Paulo – SP.

O evento, que já é conhecido pelo público natalense por sua qualidade, traz uma seleção especial das plantas que compõem a família Orchidaceae. São cores e tamanhos nas mais variadas formas e cada espécie requer um cuidado particular para que cresça e floresça saudável.

E, para isso, o evento realiza oficinas de cultivo. Temas como adubação, iluminação, cuidados na transferência de jarros, local ideal para manter a planta, se a espécie escolhida é de sol, sombra ou meia sombra serão abordadas. E, ao final, o participante ainda concorre a uma orquídea.

Na exposição, também pode ser encontrado jarros, materiais de cultivo, adubos e substratos.

Serviço

Fest Orquídeas

Data: 20 a 23 de setembro

Local: Hiper Bompreço, da Av. Roberto Freire, em Natal-RN

Horário: 08h às 21h (De 20 a 22 de setembro)

No domingo (23), das 8h às 15h

Oficinas gratuitas

Quando: 22 de setembro (sábado)

Horário: 10h e 16h

MAIS SÉRIO DO QUE SE IMAGINA: Aquecimento eleva risco de desertificação no Nordeste, alertam pesquisadores

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Os sete anos consecutivos de seca no Nordeste do País são um recorde desde que o volume de chuvas na região começou a ser medido, em 1850. Cerca de 1.100 municípios foram afetados, atingindo mais de 20 milhões de pessoas. Inédito nos registros históricos, esse cenário pode se tornar cada vez mais comum no futuro se não for possível conter o aquecimento global.

O alerta foi feito nesta quinta-feira, 20, por um grupo de pesquisadores brasileiros, liderado por José Marengo, do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), que estimou os impactos das mudanças climáticas no Nordeste até o final do século.

Num pior cenário, em que o mundo não consiga cumprir o Acordo de Paris – que estabelece esforços de todos os países para conter o aumento da temperatura a menos de 2°C até o final do século -, e o aquecimento passe de 4°C, pode ocorrer uma tendência acentuada de aridização da região.

Com o clima mais quente, a área em condições de seca extrema pode alcançar metade da região. “No pior ano de seca do período recente, em 2012, a área que ficou em condição de seca extrema foi de cerca de 2%. Até o final do século, em um cenário de 4°C, 51% poderiam ser afetados por essas secas extremas”, disse ao Estado o climatologista Carlos Nobre, um dos autores do estudo.

Nesse processo, regiões hoje cobertas por vegetação típica do Cerrado, como se observa em parte do Maranhão, do Piauí e da Bahia, podem se tornar Caatinga. E até mesmo áreas de Mata Atlântica poderiam se transformar em semiáridas. De acordo com os autores, secas hoje consideradas intensas seriam a norma já na segunda metade do século. “Se não tivermos sucesso com o Acordo de Paris, podemos ver uma expansão da região semiárida, com alguns locais sujeitos a secas muita intensas”, complementa Nobre.

Os dados do trabalho, que ainda não foi publicado, serão apresentados em evento no Ministério do Meio Ambiente que vai reativar a Comissão Nacional de Combate à Desertificação, responsável por promover a Política Nacional de Combate à Desertificação.

A pesquisa avalia ainda os impactos sobre o processo de desertificação, que já ocorre na região independentemente das mudanças climáticas, e tem a ver com a retirada da vegetação nativa – a Caatinga. Sem ela, o solo fica exposto e sujeito a erosões quando vem a chuva.

“Isso tira a camada superior e resta somente um solo rico em metais. E aí pode chover o quanto for, que a vegetação não volta. Com as mudanças climáticas, essas condições para a desertificação podem aumentar”, diz o pesquisador.

“Nossas pesquisas ainda não conseguem dizer se esses sete anos secos consecutivos, três deles com secas severas (2012, 2013 e 2016), teriam ocorrido se o planeta não estivesse aquecendo. Não conseguimos fazer essa atribuição de causa. Se a probabilidade de ocorrência seria menor”, pondera Nobre.

“Mas mesmo não tendo essa resposta, vermos a sete anos com chuvas abaixo da média é o que vamos ver no clima do futuro. É o que podemos esperar se o Acordo de Paris não for cumprido.”

Recuperação

Para o combate do processo de desertificação, o ministério deu início no começo do ano a um projeto de implementação das chamadas Unidades de Recuperação de Áreas Degradadas (Urads). Os resultados também serão apresentados nesta quinta.

“Antes das mudanças climáticas, vamos acabar expulsos daqui por causa da degradação do solo. Os efeitos da desertificação já são deletérios”, comenta Valdemar Rodrigues, diretor do Departamento de Desenvolvimento Rural Sustentável e de Combate à Desertificação do MMA.

Pensando nisso, ele elaborou um plano, executado em parceria com ONGs locais,de recuperar a vegetação e nascentes, criar mecanismos de adaptação e oferecer uma alternativa econômica para as comunidades que vivem em áreas em vias de desertificação. De acordo com a pasta, 15% do território nacional, onde vivem 37 milhões de pessoas, enfrenta esse fenômeno.

Segundo Rodrigues, hoje há 12 Urads em andamentos em seis Estados (MA, PI, CE, PE, BA e SE). Cada uma envolve 30 famílias. Até o momento foram investidos R$ 4,5 milhões.

O projeto inicial foi feito no Sergipe. No assentamento Florestan Fernandes, em Canindé de São Francisco, no alto sertão do Estado, por exemplo, os moradores conseguiram recuperar uma nascente.

Toda a lama que passou a entupir a nascente ao longo dos anos de erosão foi retirada e hoje minam do local 145 litros de água por hora. “Estamos rompendo a dependência de carro-pipa”, diz Rodrigues.

Para evitar que o assoreamento ocorra novamente, os moradores constroem barragens e cordões de pedra ao redor das nascentes. Assim, impedem que o barro e outros detritos sejam carregados com a chuva.

Paralelamente, foram adotadas ações de melhorias sociais – como a construção de cisternas, fogões ecológicos e fossas sépticas – e das práticas agrícolas, com a implementação de integração lavoura-pecuária-floresta. A desertificação é em boa parte resultado de atividades inadequadas, que não conservam o solo ou a água.

“Na Caatinga, quando se perde o solo, é praticamente impossível de recuperar. Então criamos as condições para a vegetação renascer e recuperar esse solo”, afirma.

Segundo ele, o plano é trabalhar para que a Presidência edite um decreto até o final do ano com um plano para, até 2030, implantar 10 mil Urads no Nordeste.

Terra, com Estadão

Peregrinação prepara fiéis para a festa da padroeira de Natal

Mais de cem capelinhas com a imagem de Nossa Senhora da Apresentação vão visitar lares de fiéis e devotos, em preparação para a festa da padroeira da Arquidiocese e da cidade do Natal.

A peregrinação das capelinhas acontece no período de 17 de setembro a 9 de novembro. No mesmo período, uma imagem da padroeira também peregrina por escolas, instituições governamentais e não governamentais.

A festa de Nossa Senhora da Apresentação será celebrada no período de 11 a 21 de novembro.

Deixe uma resposta

Fechar Menu