ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSE SÁBADO

Por G1

 

Manifestantes fazem atos contra e a favor de Jair Bolsonaro pelo país

Manifestantes fazem atos contra e a favor de Jair Bolsonaro pelo país

No Rio e em São Paulo, manifestantes foram às ruas para atos contrários à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) neste sábado (29). O movimento, chamado de #EleNão, foi convocado pelas redes sociais, com o apoio de artistas, durante o mês de setembro.

Em resposta ao movimento, entusiastas de Bolsonaro também se reuniram em atos pelo Brasil para demonstrar apoio ao presidenciável.

No Rio, manifestantes contrários ao candidato se reuniram na Cinelândia, no Centro, no início da tarde. Inicialmente, a concentração foi em frente ao Cine Odeon. Às 17h, parte dos manifestantes deixou a Cinelândia e seguiu em passeata por ruas do Centro do Rio. Ainda não há estimativa de público.

Protesto contra Bolsonaro ocupa a Cinelândia, no Centro do Rio — Foto: TV Globo

Protesto contra Bolsonaro ocupa a Cinelândia, no Centro do Rio — Foto: TV Globo

Manifestantes contra Bolsonaro chegam de metrô e ocupam a Cinelândia

Manifestantes contra Bolsonaro chegam de metrô e ocupam a Cinelândia

Os apoiadores de Bolsonaro se concentravam na Avenida Atlântica, em Copacabana, Zona Sul do Rio, na altura do Posto 5. A Polícia Militar acompanhou a manifestação.

Às 18h50, o Centro de Operações do Rio informou que as pistas, que estavam ocupadas desdes às 14h pelos manifestantes, foram liberadas.

No Rio, apoiadores de Jair Bolsonaro se reuniram na Praia de Copacabana, na Zona Sul — Foto: G1

No Rio, apoiadores de Jair Bolsonaro se reuniram na Praia de Copacabana, na Zona Sul — Foto: G1

Apoiadores do candidato Jair Bolsonaro se reúnem na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro — Foto: Pilar Olivares / Reuters

Apoiadores do candidato Jair Bolsonaro se reúnem na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro — Foto: Pilar Olivares / Reuters

São Paulo

Os manifestantes começaram a se reunir no Largo da Batata, Zona Oeste de São Paulo, por volta das 14h30 no ato “Mulheres contra Bolsonaro”

Evento organizado pelas redes sociais também contou com o apoio de partidos e movimentos de esquerda. Artistas se apresentaram em um caminhão de som e barracas vendiam camisetas com a hastag #EleNão.

A expressão também estava em bandeiras acompanhada de palavras de ordem como “ditadura nunca mais”, contra o machismo, o racismo e a exploração.

Por volta das 18h, o grupo começou a caminhar. A pista da Avenida Rebouças, sentido Paulista, chegou a ficar completamente interditada. Os organizadores estima que o ato tenha reunido 150 mil pessoas. A Polícia Militar diz que não vai estimar o número de pessoas participantes.

Foto aérea mostra manifestação contra o candidato Jair Bolsonaro no Largo da Batata, na zona oeste de São Paulo — Foto: Miguel Schincariol/AFP

Foto aérea mostra manifestação contra o candidato Jair Bolsonaro no Largo da Batata, na zona oeste de São Paulo — Foto: Miguel Schincariol/AFP

Manifestantes contrários a Jair Bolsonaro se concentraram no Largo da Batata, em São Paulo — Foto: Roney Domingos/ G1

Manifestantes contrários a Jair Bolsonaro se concentraram no Largo da Batata, em São Paulo — Foto: Roney Domingos/ G1

Os manifestantes paulistanos a favor do candidato do PSL começaram a se reunir por volta das 10h em frente ao Estádio do Pacaembu, na Zona Oeste de São Paulo. Eles planejavam sair em carreata pela Zona Norte e chegar até o Parque do Ibirapuera, na Zona Sul. Não havia estimativa de participantes até as 13h.

Protestos em 12 estados

Durante a manhã, manifestações contra e a favor o candidato ocorreram em 45 cidades de 12 estados brasileiros. Os atos foram convocados pelas redes sociais.

Até as 13h, 40 cidades em 10 estados tinham registrado manifestações contrárias a Bolsonaro: Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Já os atos a favor do candidato tinham acontecido em 14 cidades de 6 estados: Goiás, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Sul, São Paulo e Tocantins.

Cidades em diferentes países pelo mundo, como Nova York, Londres, Lisboa, Barcelona e Cidade do México também tiveram manifestações contra Jair Bolsonaro, de maior ou menor proporção, neste sábado.

Veja abaixo como foram os atos pelos estados do Brasil nessa tarde:

ALAGOAS

  • MACEIÓ

Contra Bolsonaro: A manifestação reuniu milhares pessoas na orla da Ponta Verde, em Maceió. Pessoas independentes e integrantes de movimentos sociais, sindicais e políticos com faixas e cartazes iniciaram uma caminhada às 16h, da Praça Gogó da Ema, em frente ao antigo Alagoinha, até o Posto 7, na Jatiúca. A organização do movimento diz que 3 mil pessoas participam do ato. A Polícia Militar não informou a estimativa de participantes.

Manifestantes contrários a Jair Bolsonaro se reúnem na orla da Ponta Verde, em Maceió (AL). — Foto: Derek Gustavo/G1

Manifestantes contrários a Jair Bolsonaro se reúnem na orla da Ponta Verde, em Maceió (AL). — Foto: Derek Gustavo/G1

CEARÁ

  • FORTALEZA

Contra Bolsonaro: As pessoas começaram a se concentrar por volta das 15h e saíram em caminhada às 16h30. A organização estima que mais de 5 mil pessoas estejam no ato. A Polícia Militar não divulgou os números de participantes.

Manifestantes contra o candidato Jair Bolsonaro em Fortaleza (CE) — Foto: Kilvia Muniz / Sistema Verdes Mares

Manifestantes contra o candidato Jair Bolsonaro em Fortaleza (CE) — Foto: Kilvia Muniz / Sistema Verdes Mares

DISTRITO FEDERAL

  • BRASÍLIA

Contra Bolsonaro: A concentração no gramado da Esplanada dos Ministérios, em frente à rodoviária do Plano Piloto, começou por volta das 14h30. Mulheres discursaram em trio elétrico e partiram em caminhada às 15h30, em direção à Funarte, passando pela Torre de TV. A Polícia Militar informa que há 7 mil manifestantes. A organização ainda não divulgou uma estimativa.

Manifestantes protestam contra o candidato Jair Bolsonaro durante ato no Eixo Monumental, em Brasília — Foto: Sérgio Lima/AFP

Manifestantes protestam contra o candidato Jair Bolsonaro durante ato no Eixo Monumental, em Brasília — Foto: Sérgio Lima/AFP

ESPÍRITO SANTO

  • VITÓRIA

Contra Bolsonaro: A concentração dos manifestantes começou às 14h, na Praça do Papa, em Vitória. A previsão é que os participantes saiam em passeata, em direção à Praça dos Desejos. A organização ainda não informou a quantidade de manifestantes. Já a Polícia Militar informou, às 16h20, que há 2 mil pessoas no local.

Manifestantes contra Jair Bolsonaro se reúnem na Praça do Papa, em Vitória (ES) — Foto: Leandro Tedesco/ TV Gazeta

Manifestantes contra Jair Bolsonaro se reúnem na Praça do Papa, em Vitória (ES) — Foto: Leandro Tedesco/ TV Gazeta

  • CARIACICA

A favor de Bolsonaro: Uma passeata saiu do estádio Kléber Andrade, em Cariacica, na Grande Vitória, às 14h45 deste sábado. O grupo seguiu com destino a Campo Grande, onde chegou por volta das 15h40. A organização não informou a quantidade de participantes. A PM também não enviou uma estimativa.

Carreata de apoiadores de Jair Bolsonaro em Cariacica, Grande Vitória (ES). — Foto: Leandro Tedesco / TV Gazeta

Carreata de apoiadores de Jair Bolsonaro em Cariacica, Grande Vitória (ES). — Foto: Leandro Tedesco / TV Gazeta

MATO GROSSO DO SUL

  • CAMPO GRANDE

Contra Bolsonaro: O ato começou às 15h na Praça Cuiabá, no Centro da cidade. A organização estima que 3 mil pessoas tenham participado do ato.

  • DOURADOS

Contra Bolsonaro: Os manifestantes se reuniram na Praça Antonio João, no centro da cidade, das 15h30 às 16h. Segundo a organização, foram 1,5 mil participantes. A Polícia Militar não divulgou estimativa.

MINAS GERAIS

  • BELO HORIZONTE

Contra Bolsonaro: As pessoas se reuniram na Praça Sete, no centro da cidade, a partir das 14h. Não há estimativas do número de participantes.

Manifestantes contrários ao candidato Jair Bolsonaro se reúnem na Praça Sete, centro de Belo Horizonte (MG) — Foto: Reprodução/TV Globo

Manifestantes contrários ao candidato Jair Bolsonaro se reúnem na Praça Sete, centro de Belo Horizonte (MG) — Foto: Reprodução/TV Globo

  • JUIZ DE FORA

Contra Bolsonaro: Os manifestantes se concentraram no Parque Halfeld, no Centro, desde as 11h. Depois, seguiram por diversas ruas do Centro da cidade e foram para a Praça Antônio Carlos. A organização estima que 30 mil pessoas estejam participando do ato. A Polícia MIlitar não passou números.

Manifestantes contra Bolsonaro se reúnem no centro de Juiz de Fora (MG) — Foto: Mônica Cury

Manifestantes contra Bolsonaro se reúnem no centro de Juiz de Fora (MG) — Foto: Mônica Cury

  • TRÊS PONTAS

A favor de Bolsonaro: Houve uma carreata com saída da Praça Cônego Vitor, por volta do meio-dia. Os carros percorreram ruas centrais. A carreata acabou por volt adas 14h. Não há estimativa de participantes.

  • UBERLÂNDIA

Contra Bolsonaro: O ato começou às 14h na Praça Tubal Vilela,no Centro. A previsão era que a manifestação terminasse por volta das 16h, após uma passeata. Não há estimativa de participantes.

PARÁ

  • BELÉM

Contra Bolsonaro: A concentração do ato foi às 16h no Mercado de São Brás. A organização informou que 6 mil pessoas participam da manifestação. A Polícia Militar não divulgou estimativa.

  • MARABÁ

Contra Bolsonaro: O ato começou às 17h na Praça da Prefeitura com previsão de caminhada até o Shopping Pátio Marabá. Mil pessoas participam da manifestação, segundo a organização. A Polícia Militar não divulgou estimativa.

  • SANTARÉM

A favor de Bolsonaro: Os apoiadores do presidenciável se reuniram às 17h na Praça de Eventos Bíblico Cultural Silas Brum. Não há estimativa de participantes.

Contra Bolsonaro: A manifestação começou às 17h na Praça Monsenhor José Gregário (Praça da Matriz). As pessoas ainda devem percorrer a orla da cidade durante o protesto. Não há estimativa de participantes.

PARAÍBA

  • JOÃO PESSOA

Contra Bolsonaro: Os manifestantes estão concentrados na Praça da Paz, no bairro dos Bancários, no Centro da capital. O ato começou às 15h, e a estimativa da organização é que 10 mil pessoas estejam participando. A PM não divulgou uma estimativa.

PERNAMBUCO

  • CARUARU

Contra Bolsonaro: Os manifestantes se reuniram a partir das 14h, na frente do INSS. A previsão é que o ato terminou por volta das 17h30 no Marco Zero da cidade. A Polícia Militar informou que a manifestação reuniu 700 pessoas.

  • RECIFE

Contra Bolsonaro: A concentração na Praça do Derby, no Centro da capital, começou às 14h. A passeata contra Bolsonaro teve início às 16h. A estimativa dos manifestantes é de 15 mil pessoas, segundo a organização do evento. A Polícia Militar de Pernambuco não informa estimativa de público em eventos.

RIO GRANDE DO SUL

  • CAXIAS DO SUL

Contra Bolsonaro: A manifestação ocorreu na Praça da Bandeira por volta das 15h. Não há estimativa de participantes.

  • ERECHIM

A favor de Bolsonaro: Motoristas participaram de uma carreata em favor do presidenciável. Depois, houve uma concentração de manifestantes na praça em frente à prefeitura de Erechim. Não há estimativa de participantes.

  • PORTO ALEGRE

Contra Bolsonaro: A manifestação #EleNão ocorre na tarde deste sábado (29) no Parque da Redenção, em Porto Alegre. O ato tem a presença de candidatos e é pacífico até o momento. A Brigada Militar não divulgou o número de pessoas no ato. A organização informou que 20 mil pessoas participaram do ato.

  • PASSO FUNDO

CONTRA BOLSONARO: A manifestação começou às 15h. As pessoas caminharam pela principal avenida da cidade até a chamada esquina democrática, no Centro. São cerca de 100 pessoas, segundo a Brigada Militar.

  • PELOTAS

Contra Bolsonaro: Um ato contra o presidenciável ocorre perto do Mercado Público de Pelotas, desde as 16h. Não há estimativa de participantes.

  • SANTA MARIA

Contra Bolsonaro: A manifestação ocorreu na Praça Saldanha Marinho por volta das 14h. Não há estimativa de participantes.

RIO DE JANEIRO

  • CABO FRIO

Contra Bolsonaro: O ato começou às 15h na Praça Porto Rocha. Na cidade, a manifestação recebeu o nome de “Ato Regional Contra o Fascismo”. Segundo a organização, são cerca de 150 manifestantes.

SANTA CATARINA

  • BLUMENAU

A favor de Bolsonaro: Os apoiadores de Bolsonaro fizeram uma carreata, que começou no município vizinho de Gaspar e chegou a Blumenau. A Polícia Militar estima que 460 carros e mil pessoas tenham participado do ato.

Contra Bolsonaro: Os manifestantes começaram a caminhada na Praça Dr. Blumenau e seguiram na rua XV de Novembro. A Polícia Militar informa que 150 pessoas participaram do ato.

  • FLORIANÓPOLIS

Contra Bolsonaro: Os manifestantes estão caminhando na Avenida Beira-Mar Norte e usam as palavras #EleNão. Segundo a Polícia Militar, o ato reúne 3 mil pessoas. A organização estima que 30 mil pessoas tenham ido ao ato. A Polícia Militar divulgou que foram 10 mil participantes.

SERGIPE

  • ARACAJU

Contra Bolsonaro: A concentração do ato começou às 15h na Avenida Adélia Franco, no bairro Jardins. Segundo a organização, 5 mil pessoas participam da manifestação. A Polícia Militar não divulgou estimativa.

SÃO PAULO

  • ARARAQUARA

Contra Bolsonaro: Os manifestantes percorreram as ruas São Bento, Portugal e Nove de Julho terminando na Praça Santa Cruz. Segundo a organização, o ato reuniu 1,5 mil pessoas. A Polícia Militar informa que foram mil participantes.

  • MOGI DAS CRUZES

Contra Bolsonaro: O ato começou às 15h30 no Largo do Rosário, no centro da cidade, e terminou às 17h45 no Largo do Bom Jesus. A organização estima que 1,8 mil pessoas tenham ido ao ato. A Polícia Militar informa que foram 200 participantes.

  • JAGUARIÚNA

A favor de Bolsonaro: Uma carreata começou por volta das 12h30 na Rua Amazonas. O ato teve adesão de pelo menos mil motoristas, informou a organização.

  • JUNDIAÍ

Contra Bolsonaro: Manifestantes protestam contra o presidenciável na Ponte Torta, no Centro da cidade. O ato teve início às 16h. Segundo os organizadores, cerca de 200 pessoas participam da manifestação.

  • RIBEIRÃO PRETO

Contra Bolsonaro: O protesto contra Bolsonaro começou por volta das 11h30. O ato terminou por volta das 16h, na Esplanada do Theatro Pedro II, no centro da cidade. A organização estima que 2,2 mil pessoas estejam participando da manifestação.

  • SANTOS

Contra Bolsonaro: O ato reuniu manifestantes na Praça Independência, em Santos. A organização estima que 3 mil pessoas estejam na manifestação. A Polícia Militar informa que são mil participantes.

  • SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

Contra Bolsonaro: O ato ocorre em frente à Prefeitura de São José do Rio Preto, na Avenida Alberto Andaló, desde as 16h. O grupo ainda vai caminhar passar pelo Mercadão Municipal na Rua 15 de Novembro e ir até o Anfiteatro Nelson Castro, na Avenida Duque de Caxias, onde será realizado um abraço coletivo e simbólico.

  • SOROCABA

Contra Bolsonaro: A concentração começou às 15h, na Praça Coronel Fernando Prestes, no Centro da cidade. Em seguida, o grupo deu uma volta no quarteirão (ruas da Penha, Monsenhor João Soares e Braguinha) aos gritos de “ele não”. Não há estimativa de participantes.

  • SUZANO

A favor de Bolsonaro: A concentração do ato começou às 14h na Praça Cidade das Flores, na região central. A organização estima que mil pessoas tenham participado do ato. A Polícia Militar divulgou que o protesto teve 500 participantes.

  • TATUÍ

Contra Bolsonaro: Uma manifestação contra o presidenciável está ocorrendo na Praça da Matriz. Segundo a Guarda Civil Municipal (GCM), cerca de 200 pessoas participam do ato pacífico. Os organizadores ainda não divulgaram a estimativa de público. As pessoas começaram a chegar ao local por volta das 15h e saíram em uma passeata pelas ruas da cidade acompanhadas de um trio elétrico.

  • TAUBATÉ

Contra Bolsonaro: As pessoas se reuniram na Praça Santa Terezinha por volta de 15h. Houve também uma passeata nas ruas próximas à praça. Não há estimativa de participantes.

  • TUPÃ

A favor de Bolsonaro: A carreata começou a partir das 10h30 na Rua Estados Unidos. O encerrando próximo ao Parque do Atleta, por volta das 13h. Segundo organizadores, o manifesto reuniu aproximadamente 2 mil carros

TOCANTINS

  • PALMAS

A favor de Bolsonaro: As pessoas se reuniram na Praça dos Girassóis, na região central, a partir das 15h. A previsão é que a carreata siga pela Avenida Teotônio Segurado, que corta a cidade de norte a sul, e vai em direção ao Ginásio Ayrton Senna, na região sul de Palmas.

Contra Bolsonaro: O ato começou por volta das 16h na Praça dos Povos Indígenas, de onde os manifestantes saíram em direção à Assembleia Legislativa, na Praça dos Girassóis. Não há estimativa de participantes.

Fonte: G1

Bolsonaro recebe alta médica, deixa hospital e vai para o Rio

O candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), deixou o hospital Albert Einstein, no Morumbi, em São Paulo, às 13h45 de hoje (29).

Ele recebeu alta médica às 10h, após passar 22 dias internado por ter sido esfaqueado em 6 de setembro durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

Bolsonaro seguiu para o Aeroporto de Congonhas, onde embarcará para o Rio de Janeiro, no voo das 15h40.

O presidenciável deixou o hospital por uma saída alternativa para evitar a movimentação da imprensa, que o aguardava na entrada principal do hospital.

Gustavo Bebbiano, presidente do PSL, informou que o candidato segue com a saúde frágil nos próximos 15 dias e que não fará campanha de rua. Ele avalia que, com isso, a campanha foi prejudicada.

“Porque [a campanha] não conta com muitos recursos, não aceitamos doações de empresários, fazemos uma política diferenciada. A campanha vinha sendo feita com base no contato de Bolsonaro com o público”, disse.

Bebbiano comentou sobre as polêmicas envolvendo o vice de Bolsonaro, general Mourão. “O general é um homem brilhante, uma pessoa especialmente inteligente, experiente, mas que, talvez, não tenha esse traquejo com a imprensa. Às vezes, ele pode expressar um pensamento pessoal, que não reflete o plano de governo de Bolsonaro”, declarou.

O presidente do PSL falou sobre os questionamentos de Bolsonaro a respeito da confiabilidade das urnas eletrônicas.

“O que nos incomoda é a impossibilidade da recontagem de votos. A gente tem uma contagem secreta de votos, que fica nas mãos de meia dúzia de técnicos. Infelizmente, isso contraria princípios da publicidade, transparência inerentes à administração pública”, finalizou.

Comments

Ex-mulher de Bolsonaro diz que mentiu em processo de separação

Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher de Jair Bolsonaro, falou com a imprensa na manhã deste sábado, em uma manifestação em Itatiaia, no Sul Fluminense, a favor do candidato do PSL à Presidência. Ela usava uma camiseta com os dizeres “Mulher inteligente vota em Bolsonaro para presidente”.

Ana afirmou que mentiu no processo de separação de Bolsonaro, no qual afirmou que ele possuía imóveis não declarados e renda de cerca de R$ 100 mil. O processo foi tema de uma reportagem da revista Veja. O GLOBO confirmou, com levantamento em cartórios do Rio de Janeiro, que Bolsonaro omitiu da Justiça Eleitoral a propriedade de duas casas que, juntas, valen R$ 2,6 milhões

— A gente fala besteira. Todo mundo que se casa não quer se separar. E quando se separa, há mágoas. Então a gente dá, como ele mesmo disse, umas cotoveladas. Foi isso que aconteceu. Não existiu nada daquilo — afirmou.

Ana Cristina também negou que Bolsonaro fosse agressivo e afirmou nunca ter relatado ao Itamaraty que sofreu ameaça de morte do ex-marido, o que a teria levado a se mudar para a Noruega. O jornal Folha de S. Paulo divulgou documento baseado em relato da ex-mulher do presidenciável.

— Eu não disse nada ao Itamaraty. Nunca conversei com cônsul ou vice-consul. Eu não falei com ele — alegou.

A ex-mulher de Bolsonaro também negou que o candidato à Presidência tenha sido responsável pelo sumiço das joias que mantinha num cofre do Banco do Brasil. Ana é candidata a deputada federal pelo Podemos e utiliza o sobrenome do ex-marido na campanha, concorrendo como Cristina Bolsonaro.

O Globo

 Fonte: Blog do BG

 LOCAIS

TRE continuará processo contra coligação de Fátima após apreensão de material irregular de campanha

 

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte dará prosseguimento a Representação Nº 0601416-60.2018.6.20.0000, que trata dos mandados de busca e apreensão cumpridos na tarde da sexta-feira(28), em endereços nas cidades de Natal e Mossoró. Após o cumprimento dos mandatos serão abertos prazos para apresentação da defesa dos envolvidos.

O objetivo da ação foi apreender material de campanha apontado como propaganda irregular. A ação, autorizada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, foi cumprida com o auxílio da Polícia Militar.

Segundo o Ministério Público eleitoral as denúncias chegaram através do aplicativo “Pardal”.Instaurada a investigação, o TRE-RN autorizou a busca e apreensão para dar continuidade a próxima fase do procedimento.

Carlos Eduardo Alves é condenado a tirar vídeos do Facebook e a pagar multa

O juiz Ricardo Tinoco de Góes, auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), condenou a coligação do candidato Carlos Eduardo Alves a retirar vídeos do Facebook com conteúdo ofensivo contra Fátima Bezerra que estavam sendo impulsionados contrariando às exigências da lei.

Na decisão, o magistrado ainda aplicou a multa de R$ 10 mil ao candidato contra o impulsionamento pago de propaganda eleitoral negativa veiculada no Facebook. Também ficou determinada a multa de mais R$ 10 mil em caso de reincidência.

A legislação diz que é proibida a veiculação de qualquer tipo de propaganda eleitoral paga na Internet, excetuado o impulsionamento de conteúdos, desde que identificado de forma inequívoca como tal e contratado exclusivamente por partidos, coligações e candidatos e seus representantes.

O candidato Carlos Eduardo Alves, ao proceder com esse artifício usando as redes sociais, através de uma empresa custeada por sua campanha, além de baixar o nível da disputa, fere a Legislação Eleitoral, que proíbe impulsionar, com dinheiro, material para atacar seus adversários.

Fonte: Blog do BG

Deixe uma resposta

Fechar Menu