ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSE DOMINGO

COPA DO MUNDO

Moscou? Pênaltis, adeus da Espanha e consagração de goleiros no dia #18 da Copa

Akinfeev e Subasic brilham nas disputas e garantem vagas de Rússia e Croácia nas quartas de final. Schmeichel quase salva a Dinamarca, e quarta substituição estreia na competição

Moscou? Pênaltis, adeus da Espanha e consagração de goleiros no dia #18 da Copa

GloboEsporte.com

Por GloboEsporte.com, Moscou, Rússia

 

Empate por 1 a 1 no tempo normal, prorrogação sem gols e pênaltis. Os roteiros dos dois jogos deste domingo foram bastante semelhantes na Copa do Mundo. Assim como a consagração de dois goleiros: Akinfeev e Subasic brilharam e garantiram Rússia x Croácia como mais um confronto das quartas de final. Dia do adeus para Espanha, campeã do mundo e considerada favorita, e Dinamarca, que quase teve em Schmeichel seu herói.

Moscou? Confira o resumão:

OLHA A ZEBRA AÍ!

A Espanha se juntou ao grupo dos campeões que deram adeus às chances de título na Rússia caindo justamente para a seleção anfitriã. Em um jogo, digamos, chato, os vacilos de zagueiros roubaram a cena: Ignashevich marcou contra e abriu o placar, mas Piqué retribuiu a gentileza e atacou de jogador de vôlei. Levantou demais o braço na área e cometeu pênalti, que Dzyuba converteu para deixar tudo igual.

A partir daí, o jogo seguiu sem muita emoção até o apito final da prorrogação. Nos pênaltis, foi a vez da redenção de Akinfeev, marcado por falhas no Brasil, em 2014. O goleiro russo defendeu as cobranças de Koke e Aspas e foi determinante para o avanço dos donos da casa.

PISCOU, PERDEU!

Se o primeiro jogo do dia desanimou um pouco, o segundo começou acelerado. A Dinamarca abriu o placar com um minuto de jogo, mas a Croácia buscou o empate logo aos 3. O ritmo, porém, diminuiu bastante e as equipes não balançaram mais as redes nos 90 minutos do tempo normal.

A grande emoção estava por vir no fim do segundo tempo da prorrogação. Modric deu grande passe para Rebic, que driblou o goleiro, mas acabou derrubado. Pênalti batido pelo camisa 10 croata, que Schmeichel defendeu para garantir a igualdade.

O DIA DA SELEÇÃO

O Brasil vai para para o primeiro jogo de mata-mata com uma novidade no time: Filipe Luís substitui Marcelo, que deixou o jogo contra a Sérvia sentindo dores nas costas logo no começo. Por outro lado, Fagner está mantido no time mesmo com Danilo à disposição de Tite. O técnico explicou:

Filipe Luís será titular contra o México (Foto: REUTERS/David Gray)

Filipe Luís será titular contra o México (Foto: REUTERS/David Gray)

– Fagner tem enfrentamento, é uma de suas características, o um contra um dele é de qualidade. Falei para o Danilo antes do treino de hoje que ele vinha jogando bem, ficou dois jogos fora e o Fagner permanece pelo alto nível de desempenho em dois jogos decisivos.

Thiago Silva será o capitão brasileiro novamente. Brasil e México se enfrentam às 11h (de Brasília) desta segunda-feira, em Samara.

BOMBOU NAS REDES

O jogo sem emoções entre Espanha e Rússia rendeu memes. E, após a eliminação espanhola, os zagueiros Sergio Ramos e Piqué estiveram entre os mais zoados. Lembraram até da Shakira, esposa do camisa 3…

E TEVE MAIS…

NACIONAIS

Alberto Youssef usou 6 bancos para lavar dinheiro da Petrobrás

Na quebra de sigilo de empresas do grupo do doleiro Alberto Youssef, a PF descobriu que contas em seis bancos com sede no Brasil foram utilizadas para movimentar US$ 232 milhões. Esses valores, desviados da Petrobrás, foram lavados por meio de contratos de câmbio fraudulentos. Os recursos passaram por 109 contas de empresas apontadas como de fachada.
Investigação da Polícia Federal identificou nas quebras de sigilo de empresas do grupo do doleiro Alberto Youssef que contas em seis bancos com sede no Brasil foram utilizadas para movimentar US$ 232 milhões.

Os valores foram empregados em contratos de câmbio fraudulentos para lavar dinheiro desviado da Petrobrás. O dinheiro passou por 109 contas de empresas, apontadas como de fachada pelo Ministério Público Federal, que foram utilizadas para atividades ilícitas por meio da simulação de contratos de importação e exportação.

O jornal O Estado de São Paulo revelou, em 8 de junho, que a Receita Federal encontrou indícios que apontam para a responsabilidade dos bancos nesses contratos de câmbio fraudulentos usados para lavagem de dinheiro.

A informação consta em balanço produzido pelo Fisco sobre sua atuação na operação Lava Jato. O documento cita cinco tipos de omissões por parte de bancos e corretoras de valores.

O Bradesco hospedou 39 contas dessas empresas de fachada mantidas pelo grupo de Youssef. O Itaú Unibanco 18 e o Santander, 13. Além deles, o Banco do Brasil hospedou 11 contas, Caixa, 13 e o Citibank outras 15.

No caso do Bradesco e do Citibank, além de hospedarem contas dessas empresas com atuação ilícita, eles também efetuaram contratos de câmbio apontados pelos investigadores como fraudulentos.

As principais responsáveis pelos contratos de câmbio fraudulentos foram a Labogen Química Fina e Biotecnologia; Indústria e Comércio de Medicamentos Labogen; Hmar Consultoria em Informática; Piroquímica Comercial, Bosred Serviços; e RMV & CVV Consultoria.

As empresas estavam em nome do doleiro Leonardo Meirelles, ligado a Youssef. O Ministério Público Federal denunciou os dois em abril de 2014. Segundo os investigadores, Meirelles gerenciava as empresas no interesse exclusivo de Youssef.

O doleiro, assim como Youssef, assinou um acordo de colaboração com a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. O jornal O Estado de São Paulo apurou que as revelações de Meirelles deram origem a inquéritos que tramitam sob a tutela do juiz Sergio Moro.

Na ação penal em que Meirelles é réu, a PF anexou uma troca de e-mails em que Leonardo Meirelles responde ao seu irmão Leandro e ironiza a capacidade do grupo de ter grande quantidade de empresas e contas em bancos para, segundo a PF, dissimular as atividades ilícitas do grupo.

Após Leandro enviar uma lista com as contas das empresas em bancos como Bradesco, Santander, Itaú e Caixa, Leonardo responde: “Parabéns, vamos nos profissionalizar”.

“O alvo Leonardo Meirelles, em conversa com outros integrantes do suposto grupo criminoso ao qual faz parte, recebe por e-mail uma lista contendo grande quantidade de contas bancárias que estão sob poder da quadrilha para movimentação financeira.

Em determinado comentário, o alvo responde ironicamente “vamos nos profissionalizar”, indicando que cada vez mais se torna difícil identificar a movimentação financeira ilegal da quadrilha”, diz o relatório da PF.

Em outra conversa, também entre os irmãos Meirelles, Leandro indica a Leonardo duas contas do Bradesco, uma do Itaú e outra no Santander que seriam “melhor para TEDs” uma vez que, segundo a PF, não levantariam “suspeitas das autoridades fiscalizadoras” Leonardo responde: “Perfeito”.

Outro lado. Questionado sobre as operações, o Banco Central informou que “não comenta casos específicos”.

Disse também que “adota as medidas administrativas cabíveis nos casos em que constata falhas em procedimentos, das quais resultam falta de identificação e de comunicação de operações suspeitas ao Coaf” e que supervisiona continuamente a atuação dos bancos.

O Bradesco não quis se manifestar. O Itaú Unibanco informou ter identificado “atipicidades” nas contas das empresas citadas na reportagem ainda nos anos de 2012 e 2013, ou seja, antes da Lava Jato.

De acordo com o banco, tais fatos foram devidamente comunicados às autoridades competentes. “O Itaú Unibanco cumpre a regulamentação de prevenção à lavagem de dinheiro e permanece à disposição das autoridades”, afirmou o banco.

A Caixa, por meio de nota, informou que “segue os mais rigorosos padrões de integridade e compliance, dando inteiro atendimento às regras de prevenção à lavagem de dinheiro.” Sobre o caso específico das contas abertas no banco, a Caixa afirmou que “em razão do sigilo das operações bancárias” não “pode se manifestar sobre o tema”.

O Banco do Brasil informou que as empresas citadas não realizaram movimentações financeiras de valores relevantes ou que implicassem em indícios de atividades ilícitas.

O Santander afirmou que “adota políticas rigorosas de compliance e cumpre estritamente a legislação e normas de prevenção à lavagem de dinheiro.”

O Citibank disse que “mantém altos padrões de controles e compliance, e que todas as informações solicitadas pelas autoridades foram prontamente enviadas pelo banco”. A defesa de Leonardo Meirelles afirmou que ele colabora com as investigações

Fonte: Estadão Conteúdo

[VÍDEO] No Twitter, Lula se compara a Tiradentes

Em um vídeo publicado neste domingo no Twitter, o ex-presidente Lula se compara a Tiradentes e diz que vai entrar para a História como o governante que mais fez “inclusão social no país”. A filmagem foi feita antes dele ser preso, no dia 7 de abril, e só divulgada agora.

Lula começa o vídeo, de pouco mais de um minuto, falando que foi julgado para evitar que volte a fazer o maior governo do Brasil. Ele afirma que é inocente e que ficará marcado na História como o presidente que criou mais universidades e escolas técnicas, facilitando o acesso de jovens à educação. Finaliza citando Tiradentes.

“Estou na situação de um inocente que está sendo julgado para evitar que eu volte a fazer o melhor governo do Brasil. Eles não sabem como irão passar para a História. Eu sei. Vou passar para a História como o presidente que mais fez inclusão social”, diz.

Fonte: O Globo

Entram em vigor novas regras de portabilidade do salário

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

As novas regras para portabilidade salarial entram em vigor a partir deste domingo (1º). Esse tipo de portabilidade é quando um beneficiário de conta-salário pede transferência de recursos para outra conta bancária ou de pagamento.

Ao aderir à portabilidade, o salário passa a ser transferido automaticamente, sem pagar tarifa. Entre as mudanças definidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), em fevereiro, está a inversão do procedimento de portabilidade. Em vez de o trabalhador pedir a transferência no banco onde o empregador mantém a conta-salário, ele poderá fazer o pedido à instituição que mantém a conta de destino.

Essa mudança iguala a portabilidade das contas-salário ao procedimento praticado na telefonia. Para mudar de operadora telefônica sem trocar de número, o detentor da linha pede a transferência na empresa para a qual quer transferir a linha.

Contas de pagamento

Outra mudança definida pelo CMN é que agora os salários também poderão ser transferidos para contas de pagamento. Esse tipo de conta não é oferecida por um banco, mas por instituições de pagamento, empresas que têm a inovação tecnológica como diferencial e oferecem serviços de movimentação de recursos.

Por meio das contas de pagamento, é possível movimentar dinheiro, pagar contas e comprar com o cartão ou aplicativo no celular. A conta pode ser pré-paga, ou seja, com aporte inicial de recursos para que sejam realizadas as transações de pagamento.

A conta também pode ser pós-paga, isto é, as transações de pagamento são liquidadas posteriormente em data pré-fixada, como ocorre com o cartão de crédito. Nessas contas, o saldo não pode ultrapassar o limite de R$ 5 mil, de acordo com regras do Banco Central (BC).

Entretanto, somente instituições de pagamento reguladas pelo BC podem fazer a portabilidade. Nem todas as entidades de pagamento são reguladas. Atualmente, as reguladas são apenas sete: Brasil Pré-Pagos, Cielo, GetNet, Nubank, Redecard, Stone e Super Pagamentos.

Essas empresas podem oferecer as contas de pagamento, cartões pré-pagos, cartões de crédito, cartões de vale-refeição e credenciar lojistas para aceitarem meios de pagamento eletrônico.

Regras

Em maio, o BC definiu procedimentos operacionais relativos às regras de portabilidade salarial. Com essas regras operacionais, a instituição financeira ou de pagamento que receberá os recursos transferidos da conta-salário precisará, além de obter manifestação da vontade do cliente, confirmar e garantir a sua identidade, a legitimidade da solicitação, bem como a autenticidade das informações exigidas.

Segundo o BC, caso a conta que receberá os recursos vindos da conta-salário seja conta de pagamento pré-paga, portanto com saldo limitado a R$ 5 mil, as instituições deverão obter a identificação completa do cliente. São exigidos documentos que informem nome completo, nome completo da mãe, data de nascimento, CPF, endereço e telefone do cliente que será beneficiado com a migração dos recursos. Na solicitação é necessária a identificação da empregadora.

Conta-salário

A conta-salário é uma conta aberta pelo empregador, em nome do empregado, para efetuar o pagamento de salários, aposentadorias e similares. Apenas o empregador pode fazer depósitos, e o empregado conta com isenção de tarifas em relação aos seguintes serviços: fornecimento de cartão magnético para movimentação, cinco saques a cada crédito, duas consultas de saldo e dois extratos por mês. Além disso, os recursos podem ser gratuitamente transferidos para a instituição na qual o empregado tenha conta, por meio da portabilidade salarial.

Fonte: BLOG DO BG

LOCAIS

Garibaldi Alves dá entrada em hospital após mais uma crise de pressão baixa

O senador Garibaldi Alves Filho voltou a passar mal e deu entrada no hospital neste domingo (1). Pelas informações repassadas por meio de nota, o parlamentar teve uma crise de pressão baixa.

Ele já foi examinado, medicado e passa bem. Amanhã ele será submetido a exames mais detalhados. Há cerca de um mês, no Seminário Motores da Fiern, Garibaldi já havia sentido um mal estar provocado por pressão baixa.

Nota

O senador Garibaldi Filho apresentou uma hipotensão e submeteu-se a exames preliminares, neste domingo (1º). No momento ele está bem e por recomendação médica fará exames complementares amanhã.

Fonte: BLOG DO BG

Deixe uma resposta

Fechar Menu