ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA TERÇA-FEIRA

 

Bolsonaro promete abrir a economia e combater a corrupção ao discursar em Davos, na Suíça. Uma operação contra milicianos no Rio procura um ex-capitão do Bope que já foi homenageado pelo senador eleito Flávio Bolsonaro. O lado B de Fernando de Noronha: ilha enfrenta impacto do lixo produzido por moradores e até 100 mil turistas. O avião que levava um jogador argentino desaparece no Canal da Mancha, entre a França e o Reino Unido. E o rapper preso acusado de estupro em Paris.

INTERNACIONAIS

Bolsonaro em Davos

Bolsonaro fez hoje sua estreia em eventos internacionais na abertura do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. No discurso, de pouco mais de seis minutos, o presidente defendeu a abertura da economia, afirmou que está comprometido com o combate à corrupção e prometeu conciliar preservação ambiental com desenvolvimento econômico. Bolsonaro afirmou ainda que tem “credibilidade” para realizar as reformas que o Brasil precisa e que o “mundo espera”, mas não detalhou as propostas de sua equipe.

Confira os principais pontos e assista à integra do discurso a investidores:

  • combater a corrupção;
  • investir “pesado” em segurança para que estrangeiros visitem mais o Brasil;
  • “avançar” na compatibilização de preservação ambiental e desenvolvimento econômico;
  • promover privatizações;
  • estabelecer o equilíbrio das contas públicas;
  • abrir a economia;
  • colocar o Brasil no ranking dos 50 melhores países para se fazer negócios;
  • defender a família e os “verdadeiros” direitos humanos;
  • proteger o direito à vida e à propriedade privada.

Indicados ao Oscar

Saiu a lista dos indicados ao Oscar 2019. A premiação acontecerá no dia 24 de fevereiro, em Hollywood. Confira alguns destaques:

  • Roma” e “A favorita” lideram com 10 indicações;
  • Roma” é o filme de língua não inglesa com mais indicações na história da premiação, empatado com o “O Tigre e o Dragão” (2010);
  • Nasce uma estrela” concorre em 9 categorias, com duas indicações para Lady Gaga;
  • Pantera Negra” é o primeiro filme de super-herói indicado na principal categoria do Oscar.

Mais Oscar:

NACIONAIS

Operação contra milícia

polícia do RJ prendeu 5 suspeitos de integrar uma milícia que age na grilagem de terras na Zona Oeste do Rio, entre eles um major da PM e um tenente reformado. Outras 8 pessoas estão procuradas. O grupo é suspeito de vender imóveis construídos ilegalmente, praticar agiotagem, extorquir dinheiro de moradores, pagar propina e utilizar ligações clandestinas de água e energia.

Ex-capitão procurado

Dois alvos da operação já foram homenageados na Alerj pelo deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Um deles é o ex-capitão do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) Adriano Magalhães da Nóbrega. A mãe e a mulher de Adriano trabalharam no gabinete do parlamentar na Assembleia Legislativa do RJ (Alerj).

A mãe, Raimunda Veras Magalhães, aparece inclusive no relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) como uma das pessoas que fizeram depósitos para Fabrício Queiroz, ex-motorista de Flávio.

O que dizem Flávio e Queiroz

Flávio Bolsonaro atribuiu a seu ex-assessor Fabrício Queiroz a contratação da mãe de Adriano da Nóbrega. “Não posso ser responsabilizado por atos que desconheço”, afirmou em nota. O parlamentar disse ainda ser “vítima de campanha difamatória” para atingir o governo de seu pai.

Queiroz confirmou que foi ele quem sugeriu a contratação das funcionárias e alegou que queria ajudar a família do ex-PM, que estava preso na época. “Ele estava injustamente preso, em razão de um auto de resistência que foi, posteriormente, tipificado como homicídio, caso este que já foi julgado e todos os envolvidos devidamente inocentados.”

Caso Marielle

O major da PM Ronald Paulo Alves Pereira, preso hoje, e o ex-capitão do Bope foram ouvidos no ano passado como testemunhas no inquérito sobre a morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. A promotora Simone Sibilio, do Gaeco, afirmou que o caso Marielle não é objeto da operação de hoje, mas não descartou uma investigação a partir das prisões.

Noronha: lado B

Tida como um paraíso, a ilha de Fernando de Noronha marca a estreia da série “Desafio Natureza” do G1.Queridinho dos famosos,o arquipélago em Pernambuco enfrenta os impactos de um turismo cada vez maior e que bateu recorde no ano passado: 100 mil visitantes. Um deles é o lixo. Por mês, são coletadas 220 toneladas de detritos em média.

A prometida coleta seletiva ainda não começou por lá, mas a ilha se prepara para dar um passo ousado: vetar a entrada de plástico descartável. Confira a 1ª reportagem da série.

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abriu na madrugada de hoje as inscrições para mais de 235 mil vagas em 129 instituições de todo o país. Lentidão e problemas no site, no entanto, marcaram o primeiro dia. Podem participar candidatos que fizeram o Enem em 2018 e não tiraram nota zero na redação. As inscrições vão até sexta (25).

Frango barrado

Arábia Saudita barrou a importação de carne de frango de 5 dos 30 frigoríficos do Brasil que exportavam para o país, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O país é o maior importador do produto brasileiro. A ABPA afirmou que o embargo foi causado por “critérios técnicos”, mas não especificou quais.

Buscas por jogador

avião que transportava o jogador argentino Emiliano Sala desapareceu enquanto sobrevoava o Canal da Mancha – que fica entre a França e o Reino Unido – na noite de segunda. O monomotor tinha decolado do aeroporto de Nantes (França) e seguia para Cardiff, no País de Gales. As buscas foram suspensas no fim do dia e serão retomadas amanhã.

Emiliano Sala, em imagem de 25 de novembro — Foto: Jean-Francois Monier / AFP

Emiliano Sala, em imagem de 25 de novembro — Foto: Jean-Francois Monier / AFP

Carnaval 2019

A rainha de bateria da Portela, Bianca Monteiro, está fazendo aula de dança afro para encarnar o lado espiritual da cantora Clara Nunes – enredo da escola em 2019. “Vou vir representando uma coisa muito íntima da Clara, a sua espiritualidade. Então quis aprender direitinho e agregar isso ao meu samba”, diz ela. Veja FOTOS da musa.

Bianca Monteiro, rainha de bateria da Portela encarna Iansã em ensaio fotográfico — Foto: Divulgação/Léo Cordeiro

Bianca Monteiro, rainha de bateria da Portela encarna Iansã em ensaio fotográfico — Foto: Divulgação/Léo Cordeiro

Também teve isso…

 Fonte: G1

Governo Bolsonaro quer retomar plano de construir até oito usinas nucleares

O Ministério de Minas e Energia (MME) declarou que pretende retomar o plano de construir entre quatro e oito novas usinas nucleares no País. A informação foi confirmada por meio de nota enviada pelo ministério, ao defender a conclusão de Angra 3, no Rio.

“Para o setor nuclear, a conclusão de Angra 3 é importante, pois traz escala a toda a cadeia produtiva do setor, desde a produção de combustível à geração de energia. Isso se torna ainda mais relevante quando se leva em conta que o Brasil vai precisar investir em energia para o futuro, em função do aumento da demanda e do esgotamento do potencial hidrelétrico”, declarou o MME. “Por fim, o Plano Nacional de Energia 2030 (PNE 2030) prevê a construção de quatro a oito usinas nucleares no País. Cenário que tende a ser confirmado pelo PNE 2050, publicação aguardada para breve.”

Hoje o País conta com apenas duas usinas nucleares em operação, Angra 1 e 2, que respondem por 1,1% da geração nacional de energia. Angra 3 elevaria essa participação para 1,2%.

O plano de expansão de energia por fonte nuclear passou os últimos anos na gaveta, por conta dos desdobramentos do acidente de Fukushima, no Japão, em 2011. O governo da ex-presidente Dilma Rousseff chegou a cogitar a sua retomada, o que não ocorreu. Em 2015, o MME chegou a declarar que já tinha 21 locais no País estudados para receber as plantas e que as análises estavam em andamento.

Em 2011, apesar da localização exata das usinas não estar definida, o MME chegou a declarar que duas plantas deveriam ser construídas no Nordeste e as outras duas no Sudeste, em São Paulo, Minas Gerais ou Rio de Janeiro.

Hoje a lei não permite que a exploração de urânio e geração de energia nuclear sejam realizadas por empresas privadas. Sem alteração na lei, portanto, todos esses projetos teriam de ser viabilizados com recursos públicos, por meio da Eletronuclear, estatal da Eletrobras.

Em todo o mundo, a tendência tem sido a de desativar as usinas nucleares. Reportagem recente publicada pelo Broadcast/Estado mostrou que a energia que será produzida por Angra 3 será a mais cara dentre todas as fontes em operação, segundo estudo do Instituto Escolhas.

Estadão Conteúdo

Comments

Temer pede que inquérito sobre suposta propina fique na Justiça Eleitoral de SP

A defesa do ex-presidente Michel Temer pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que fique com a Justiça Eleitoral de São Paulo o inquérito no qual delatores da Odebrecht apontam que integrantes do grupo político liderado por Temer e pelos ex-ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco teriam recebido recursos ilícitos da empreiteira como contrapartida ao atendimento de interesses da Odebrecht pela Secretaria de Aviação Civil. A pasta que foi comandada entre 2013 e 2015 por Padilha e Moreira Franco, aliados de Temer.

Em outubro do ano passado, o ministro Edson Fachin, do STF, decidiu suspender temporariamente a investigação de Temer no caso, que está relacionado com o jantar no Palácio do Jaburu, realizado em 2014, e que foi detalhado nos acordos de colaboração premiada de executivos da Odebrecht. Então vice-presidente, Temer teria participado do encontro em que os valores foram solicitados.

No relatório final do inquérito, que apura propinas de R$ 14 milhões da Odebrecht para a cúpula do MDB, a Polícia Federal concluiu pela existência de indícios de que Temer, Padilha e Moreira Franco cometeram os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Quanto a Moreira Franco e Padilha, Fachin decidiu encaminhar o processo para o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), mas a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, entrou com recurso para que a investigação seja encaminhada à Justiça Federal. As punições são mais brandas na Justiça Eleitoral.

“Não há nenhum indício mínimo de que o Sr. Presidente da República tenha cometido ou ordenado o cometimento de qualquer ilícito penal. As imputações pairam no campo da mera imaginação da agravante”, sustenta a defesa de Temer, que protocolou a petição no STF em dezembro do ano passado, quando o emedebista ainda ocupava a Presidência da República.

A peça foi divulgada nesta semana no sistema do STF.

“Não há nenhum indício mínimo de que o sr. presidente da República tenha cometido ou ordenado cometimento de qualquer ilícito penal. As imputações pairam no campo da mera imaginação da agravante”, sustenta a defesa de Temer, ao rebater as acusações da PGR.

Mesmo ressaltando que Temer não “aderiu a nenhuma das imputações criminais” descritas pela Procuradoria, a defesa do ex-presidente diz que os fatos envolvendo os outros investigados são de natureza eleitoral, o que justifica o envio do inquérito ao Tribunal Regional Eleitoral do Estado de São Paulo.

Estadão Conteúdo

Comments

Equipe da Ufersa representa o Brasil em competição da Airbus

Foto: Eduardo Mendonça/Ufersa

Voando alto por meio de uma ideia inovadora. Foi assim que a equipe Flyby Ufersa obteve a aprovação para a segunda etapa da competição internacional Fly Your Ideas 2019 da Airbus. Na primeira etapa, 270 equipes de todo o mundo competiram, sendo a equipe da Ufersa a única representante brasileira selecionada para concorrer na segunda fase, na qual apenas 51 equipes foram escolhidas pela empresa francesa.

O projeto da equipe da Universidade concorre na categoria Cibersegurança e trata de um mecanismo de monitoramento de passageiros no aeroporto. A equipe é composta pelos estudantes de Engenharia Mecânica do campus sede, David Emerson da Silva Oliveira e Volney de Brito Torres, e de Engenharia Elétrica do campus sede Lêdson Led Freitas da Silva e Engenharia Elétrica do campus Caraúbas, Gleidson Leite da Silva, sob orientação do professor do curso de Engenharia Elétrica da Ufersa em Mossoró, Idalmir de Souza Queiroz Júnior, que atua como mentor acadêmico dos discentes. A competição Fly Your Ideas é realizada desde 2008 com o intuito de desafiar estudantes do nível superior a transformar o mundo da aviação com ideias inovadoras.

Segundo a Airbus, seus especialistas analisaram 270 ideias inovadoras. Ao todo, 941 estudantes participaram da primeira etapa, representando 72 países e 284 universidades. Os estudantes foram convidados a inovar em seis áreas principais, abrangendo Eletrificação, Serviços de Dados, Cibersegurança, Internet das Coisas, Inteligência Artificial e Realidade Mista. Na segunda rodada da competição, as equipes trabalharão em colaboração com seus mentores e com os mentores da Airbus para desenvolver suas ideias e destravar todo o potencial da equipe.

O resultado da segunda etapa da competição será divulgado em abril de 2019. Das 51 equipes selecionadas, seis irão avançar para a etapa final que vai acontecer em Toulouse, na França, na qual os estudantes terão a oportunidade de apresentar suas ideias a um júri de especialistas do setor aeroespacial. A equipe vencedora da competição receberá um prêmio de 25 mil euros. A competição conta com uma premiação total no valor de 45 mil euros.

Comments

PF indicia jornalista por vazamento sobre fase da Lava Jato em que Lula prestou depoimento

A Polícia Federal (PF) indiciou o jornalista Francisco José de Abreu Duarte pelo crime de embaraço a investigação de organização criminosa, devido ao vazamento sobre a 24ª fase da Operação Lava Jato, na qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi levado coercitivamente a prestar depoimento.

O caso passou a ser investigado porque assessores do político teriam sido avisados de que a operação estava prestes a ser deflagrada. As informações eram sigilosas.

De acordo com as investigações, a auditora da Receita Federal Rosicler Veigel, que atuava na força-tarefa da Lava Jato, disse à PF que, em fevereiro de 2016, contou ao então namorado, Francisco Duarte, que uma “bomba” relacionada ao ex-presidente Lula estava prestes a acontecer.

O inquérito foi concluído pelo delegado da PF Filipe Pace em 16 de janeiro, mas só foi anexado ao sistema eletrônico da Justiça nesta terça-feira (22). Com o indiciamento, o inquérito segue para o Ministério Público Federal (MPF) que avalia se oferece ou não denúncia à Justiça.

O G1 tenta contato com a defesa de Francisco José de Abreu Duarte e de Rosicler Veigel.

Relembre o caso

Em 4 de março de 2016 Lula foi levado para prestar depoimento no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP).

Pouco mais de um ano depois, em 21 de março de 2017, o blogueiro Eduardo Guimarães, dono do Blog da Cidadania, foi conduzido coercitivamente à PF em São Paulo. Ele foi ouvido no inquérito da PF do Paraná que apurava o fato de Guimarães ter feito a divulgação antecipada da condução coercitiva de Lula na Lava Jato.

Após o início das investigações sobre o vazamento da operação, Rosicler Veigel disse que, quando comentou com o então namorado sobre a ação, tinha levado para casa cópias das decisões que teve acesso, sobre a operação em que Lula seria alvo.

No entanto, ela negou que tenha entregue os documentos a Abreu. A auditora disse que foi ele quem retirou os documentos da bolsa, sem que ela soubesse.

Francisco Duarte também prestou depoimento. Ele confirmou que vazou as informações sobre a operação para o blogueiro Eduardo Guimarães. No entanto, Duarte negou que as informações tenham partido de Rosicler e invocou o direito constitucional para proteger a fonte.

O ex-namorado da auditora afirmou ainda que, ao vazar as informações ao blogueiro, pediu que o Instituto Lula fosse avisado sobre a operação.

Em depoimento, Guimarães admitiu que foi Duarte quem lhe passou as informações. Ele também disse que passou todas as informações ao assessor do Instituto Lula, José Chrispiniano. O blogueiro ainda disse imaginar que o assessor tenha repassados as informações sigilosas ao ex-presidente.

À época, José Chrispiniano afirmou que é rotina de um assessor ser procurado por jornalistas para checagem de informações e que, no documento da Receita em que o blogueiro Eduardo Guimarães pediu para checar, não havia nenhum dado sobre busca e apreensão ou condução coercitiva.

Segundo Chrispiniano, o documento só tinha informações sobre quebra de sigilo fiscal e bancário.

O G1 tenta contato com a defesa do blogueiro Eduardo Guimarães.

Moro se declarou suspeito

A investigação estava sob a supervisão do ex-juiz Sérgio Moro, atual ministro da Justiça e Segurança Pública.

Em 30 de maio de 2017, o então magistrado se declarou suspeito para seguir acompanhando o caso, devido a processos movidos pelo blogueiro Eduardo Guimarães contra ele.

Depois disso, o processo foi redistribuído para a 23ª Vara Federal de Curitiba, comandada pelo juiz Nivaldo Brunoni.

G1

ECONOMIA

Fórum de Davos começa com discurso de Bolsonaro. O que isso representa?

Começou nesta terça-feira, 22, e vai até 25 de janeiro em Davos, na Suíça, o Fórum Econômico Mundial. A reunião anual, que alcança o maior impacto na mídia em comparação com qualquer evento fora do mundo do esporte, corresponde à primeira viagem internacional de Jair Bolsonaro como presidente do País.

Bolsonaro, inclusive, discursou logo na abertura do evento que reúne a elite política e econômica global. Para o consultor empresarial Rilton Campos, a expectativa do mundo pelo discurso do presidente revela o quanto mudanças no País são aguardadas.

“O tema do fórum é Globalização 4.0 e, nos últimos tempos, temos visto um caminho inverso à essa proposta. Donald Trump, por exemplo, aumentou tarifas de importação, o que diverge da proposta de globalização. Bolsonaro navegou nessa onda de Trump. Mas, nesse discurso, ele disse que vai restabelecer a confiança dos investidores internacionais, e é isso que esperamos”, destacou Rilton Campos.

No discurso, Bolsonaro destacou a importância de o mundo acreditar no Brasil. Ele não mencionou reformas, mas afirmou que vai reduzir tributos no país. O presidente reiterou a determinação de avançar economicamente.

“Temos o compromisso de mudar a nossa história”, afirmou o presidente.

O Fórum Econômico Mundial deste ano tem como tema a ‘Globalização 4.0: Moldando uma arquitetura global na era da quarta revolução industrial’.

Em quatro dias de evento, o Fórum abordará ainda questões como geopolítica, o futuro da economia, cibersegurança, capital humano e sistemas industriais.

Comments

Para Mourão, o ‘único problema’ de Flávio Bolsonaro é o sobrenome

Hamilton Mourão disse agora há pouco, na chegada ao Planalto, que o único problema do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro é o sobrenome, relata o UOL.

“O único problema do senador Flávio qual é? É o sobrenome. Se o sobrenome dele fosse Silva…”, disse o presidente em exercício.

Questionado sobre as movimentações financeiras de Flávio, Mourão respondeu que é uma questão que cabe apenas ao senador eleito.

“O problema é dele [Flávio], né? Mas o que acontece? Há essa repercussão toda pelo sobrenome dele. Agora, assim como ele, tem mais outros 25 deputados lá da Assembleia Legislativa [do Rio de Janeiro] investigados por problemas similares.”

O Antagonista e Globo

Policiais Militares do 9° BPM realizam incursões em áreas de risco.

Policiais militares do 9° Batalhão realizaram, na tarde de hoje, patrulhamento em áreas de risco da Zona Oeste da Capital.

Segundo o comando do Batalhão, as ações visam aumentar a ostensividade e sensação de segurança.

Durante as abordagens, foram identificados vários condenados que cumprem suas penas em regime diverso do fechado. Contudo, contra nenhum havia mandado de prisão.

O Comandante da unidade destaca que operações dessa natureza serão rotina na área.

Comments

TRT-RN: Videoconferência interliga Varas de Ceará-mirim e de Lucas do Rio Verde (MT)

Parecia ser mais uma audiência de rotina, dentre as tantas agendadas para esta terça-feira (22), na Vara do Trabalho de Lucas do Rio Verde.

Na sala de audiências, estavam o juiz Juliano Pedro Girardello ao centro da sala, advogados, representantes da empresa reclamada e o trabalhador , que poderia ser visto e ouvido na tela de um computador.

Nesta audiência, em especial, o reclamante se encontrava fisicamente na Vara do Trabalho de Ceará-mirim, região metropolitana de Natal, Rio Grande do Norte, a 3.800 km de distância da sala do juiz matogrossense, cuja Vara está distante 350 km da capital Cuiabá.

O uso da tecnologia de videoconferência nas audiências da Justiça do Trabalho está cada vez mais comum, o que tem agilizado o tempo de tramitação dos processos, porque as testemunhas e partes teriam que ser ouvidas por meio de cartas.

Agora, as testemunhas que não se encontram pessoalmente nas salas de audiências podem prestar depoimentos em outras cidades do Brasil e até de outros países.

“O procedimento é uma inovação que representa um avanço para a Justiça do Trabalho, visto que agiliza as ações trabalhistas, além de diminuir os custos para as partes”, destaca Marcelo Pinto, diretor de Tecnologia da Informação do TRT do Rio Grande do Norte.

Para o advogado do empregado, Luiz Carlos Venturini, “a Justiça do Trabalho permanece demonstrando ser imprescindível à solução de conflitos no país, dando exemplo com soluções inovadoras que racionalizam os atos processuais e, por consequência, entregamo aos jurisdicionados uma solução célere e equânime.”

Por G1 RN


UFRN é instituição que mais oferece vagas no RN, pelo SIsu — Foto: Igor Jácome/G1

UFRN é instituição que mais oferece vagas no RN, pelo SIsu — Foto: Igor Jácome/G1

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abriu, na madrugada desta terça-feira (22), 13.099 vagas para os cursos de ensino superior em instituições do Rio Grande do Norte. As vagas são distribuídas entre universidades federais, estaduais e IFRN. As inscrições seguem até a próxima sexta-feira (25), e levam em conta a nota do candidato no Enem 2018.

As inscrições devem ser feitas na página do Sisu.

No estado, as vagas disponibilizadas estão distribuídas em 234 cursos oferecidos em Natal e no interior, por quatro instituições de ensino. São 6.933 vagas para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), 2.710 para a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), 2.424 para a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) e 1.032 vagas do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

Em todo o país, estão em disputa 235.461 vagas em 129 instituições. Podem participar os candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018 e não tiraram nota zero na prova de redação.

Vagas do Sisu 2019 estão abertas — Foto: Reprodução/MEC

Vagas do Sisu 2019 estão abertas — Foto: Reprodução/MEC

Cada candidato pode se inscrever em até duas vagas, especificando a ordem de preferência e o turno no qual pretende estudar.

Também é necessário definir a modalidade na qual o aluno se encaixa – ampla concorrência ou alguma relativa às ações afirmativas (com critérios raciais ou sociais).

Mudanças na lista de espera

Este ano, uma das novidades é com relação a lista de espera. Até 2018, o candidato a uma vaga no ensino superior poderia escolher duas opções de curso e desistir da segunda opção para ficar na lista de espera da primeira. Neste ano, a regra mudou.

Agora, haverá uma chamada regular e o estudante selecionado em uma das opções de curso desta chamada não poderá participar da lista de espera. Se ele não for selecionado, poderá ficar na lista de espera de apenas uma das suas opções de curso.

Segundo o MEC, a mudança na lista de espera é para permitir “maior liberdade de escolha para os estudantes não selecionados na chamada regular dos processos seletivos do Sisu.”

A expectativa é que se reduza o tempo de convocação das listas de espera e que todos os estudantes estejam matriculados antes do período letivo. De acordo com a pasta, as mudanças poderão ajudar a diminuir a ociosidade das vagas.

Calendário do Sisu 1º semestre de 2019

  • Inscrições: 22/1 a 25/1
  • 1ª chamada: 28/1
  • Matrículas da 1ª chamada: 30/1 a 4/2
  • Inscrição na lista de espera: 28/1 a 4/2
  • Convocações de outras chamadas: a partir de 7/2

Fonte: G1RN

 

Por G1 RN

 


Grupo Reviver retoma atendimento de mamografias na Zona Norte de Natal, a partir desta quarta (23) — Foto: Divulgação

Grupo Reviver retoma atendimento de mamografias na Zona Norte de Natal, a partir desta quarta (23) — Foto: Divulgação

O mutirão de mamografias realizado pelo Grupo Reviver em Natal foi encerrado nesta terça (22) na Ribeira, Zona Leste e será retomado nesta quarta-feira (23) na Zona Norte da capital potiguar. Os serviços gratuitos seguem até o dia primeiro de fevereiro na Unidade de Saúde de Santarém.

O atendimento da Unidade Móvel Savana Galvão é direcionado a mulheres a partir dos 40 anos de idade. As fichas são distribuídas todos os dias, das 7h às 7h30 e o atendimento vai das 8h às 18h.

Para fazer a mamografia, as mulheres dos 40 aos 49 anos devem levar carteira de identidade, cartão do SUS, comprovante de residência e encaminhamento médico. Mulheres a partir dos 50 anos não precisam de solicitação médica.

A mamografia é a única maneira de se detectar precocemente o câncer de mama. “O exame realizado no início tem chances de cura em 90% dos casos. A aceitação do público é muito grande e consciente, surtindo um efeito positivo. Somente este mês foram realizados 600 exames”, coordenadora do Grupo Reviver, Ana Tereza Mota.

Fonte: G1RN

Por Fernanda Zauli, G1 RN

 


Quitéria Kelly, diretora do espetáculo 'A Invenção do Nordeste', recebeu o prêmio Cesgranrio de Teatro — Foto: Pit Hertig/Cedida

Quitéria Kelly, diretora do espetáculo ‘A Invenção do Nordeste’, recebeu o prêmio Cesgranrio de Teatro — Foto: Pit Hertig/Cedida

A peça ‘A Invenção do Nordeste’, do Grupo Carmin, foi vencedora da categoria melhor espetáculo do Prêmio Cesgranrio de Teatro. A entrega da premiação aconteceu na noite desta segunda (21), no Golden Room do Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. “Foi uma grande surpresa, a indicação já tinha sido muito especial, mas ganhar foi muito emocionante e coloca nosso trabalho num patamar nacional”, disse Quitéria Kelly, diretora da peça.

O espetáculo competiu com grandes produções como os musicais ‘Elza’, ‘Bibi – Uma Vida em Musical’, e ‘Romeu + Julieta ao Som de Marisa Monte’, que tiveram custo de produção bem além da peça potiguar.

“Nossa montagem custou R$ 30 mil e foi paga com recursos próprios, com dinheiro de Jacy (espetáculo anterior do Grupo Carmin), e isso é muito significativo. Esse prêmio vem pra mostrar que o Nordeste tem muito a nos ensinar, que existe uma geração que veio para tirar o Nordeste desse lugar de coitadismo, pra mostrar que a gente também está fazendo coisa boa, coisa moderna e entrando em mercados muito concorridos”, disse Quitéria.

A peça também competiu nas categorias melhor cenografia e melhor adaptação.

A diretora ainda deu uma boa notícia para os potiguares que ainda não assistiram ao espetáculo: peça volta a ser apresentada em Natal no mês de fevereiro, em data ainda não definida.

Sobre a peça

O espetáculo é baseado no livro “A Invenção do Nordeste e Outras Artes”, do Professor Dr. Durval Muniz de Albuquerque Jr, e busca desconstruir imagem estereotipada do Nordeste e do nordestino.

Um diretor é contratado por uma grande produtora audiovisual para realizar a missão de selecionar um ator nordestino que possa interpretar com maestria um personagem também nordestino. Depois de vários testes e entrevistas, dois atores vão para a fase final e o diretor tem sete semanas para deixá-los prontos para o último teste.

Durante as 7 semanas de preparação, os atores refletem (e discordam) acerca de sua identidade, cultura, história pessoal e descobrem que ser e viver um personagem nordestino não é tarefa simples.

Em 2018, a peça circulou por estados como Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

A peça é dirigida por Quitéria Kelly que também assina o figurino; com dramaturgia de Henrique Fontes e Pablo Capistrano; no elenco: Robson Medeiros, Mateus Cardoso e Henrique Fontes; assistência de direção, dramaturgia audiovisual e desenho de luz: Pedro Fiuza; direção de arte e cenografia: Mathieu Duvignaud; produção executiva: Mariana Hardi; preparação corporal: Ana Claudia Albano Viana; preparação vocal: Gilmar Bedaque; trilha sonora original: Gabriel Souto; design gráfico: Teo Viana; Xilogravura: Erick Lima; costureira: Kátia Dantas; edição de vídeo: Juliano Barreto.

Nova montagem

O Grupo Carmin já trabalha na montagem de um novo espetáculo. Quitéria adianta que a peça vai tratar do surgimento da classe média e tem como ponto de partida o livro do sociólogo Jessé Souza. “Estamos na fase de pesquisa e escrita e a expectativa é estrear até novembro”, disse.

A montagem também será paga com recursos próprios do grupo arrecadados com as apresentações de A Invenção do Nordeste. “Pra viver de arte ou você desiste ou você encontra uma forma de resistir. Que bom nós encontramos uma forma de resistir e fazer a nossa arte”, disse.

A Invenção do Nordeste leva prêmio Cesgranrio na categoria melhor espetáculo — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

A Invenção do Nordeste leva prêmio Cesgranrio na categoria melhor espetáculo — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu