ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA TERÇA-FEIRA

Por G1

 

O governo Bolsonaro confirma que deixará o pacto de migração da ONU. O filho do vice-presidente, que trabalha há 18 anos no Banco do Brasil, é promovido. Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, tem alta hospitalar após retirar um tumor do intestino. A polícia do Ceará enfrenta o 7º dia de ataques criminosos. E o G1 traz o calendário dos eventos astronômicos para você anotar na agenda.

NACIONAIS

Reforma da Previdência

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o governo enviará ao Congresso já em fevereiro uma proposta de reforma da Previdência que incluirá a mudança para o sistema de capitalização. Neste regime, cada um contribui para a própria aposentadoria, como se fosse uma poupança. Hoje, vigora o sistema de repartição, no qual os trabalhadores na ativa pagam a aposentadoria dos mais velhos. O déficit é coberto pelo governo.

Posse de armas

Bolsonaro comandou hoje a 2ª reunião ministerial do seu governo, em Brasília. O ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) disse na saída que um dos temas discutidos foi a publicação do decreto que flexibiliza a posse de armas. Segundo ele, a medida deve ser publicada até a semana que vem. Onyx afirmou que o presidente tem pressa com o assunto porque foi uma promessa de campanha.

O colunista Valdo Cruz conta que Bolsonaro aproveitou a reunião para pedir sintonia fina a seus ministros. A primeira semana do governo foi marcada por afirmações desencontradas (algumas de Bolsonaro) e ruídos na comunicação.

Pacto de migração

O governo confirmou que está fora do pacto de migração da ONU. O Ministério das Relações Exteriores pediu que diplomatas brasileiros comuniquem a entidade sobre a decisão. O governo Temer havia aderido ao pacto, que prevê colaboração entre países e medidas para tornar mais seguro o processo de migração e melhorar o acolhimento de estrangeiros.

Base americana

Bolsonaro não deverá autorizar a instalação de uma base militar americana no Brasil. A informação é de fontes militares do governo ouvidas pela colunista Andréia Sadi. O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, afirmou que o presidente “nunca falou disso” com ele. Em entrevista ao SBT na semana passada, Bolsonaro mencionou a possibilidade de buscar uma parceria bélica com os Estados Unidos.

Filho de Mourão

O bancário Antonio Hamilton Rossell Mourão, filho do vice-presidente Hamilton Mourão, foi promovido para o cargo de assessor especial da presidência do Banco do Brasil, informa o colunista Matheus Leitão. A nomeação ocorreu ontem, mesmo dia em que tomou posse o novo presidente do BB, Rubem Novaes. Rossell Mourão é funcionário do banco há 18 anos. Em nota, Novaes defendeu a nomeação e disse que o filho do vice-presidente tem “excelente formação” e é de sua “absoluta confiança”. Mourão foi ao Twitter elogiar o filho: “Em governos anteriores, honestidade e competência não eram valorizados”.

Casa própria

Pedro Guimarães, presidente da Caixa, disse ontem que a classe média vai pagar juros de mercado se quiser financiar a casa própria. O banco já oferece taxas mais altas fora da modalidade Minha Casa Minha Vida, na qual há subsídio do governo. As taxas da Caixa costumam ser referência para o mercado de crédito imobiliário, mas não necessariamente são as mais baixas. Veja um comparativo aqui.

Novo foco do BNDES

O novo presidente do BNDES, Joaquim Levy, disse que os financiamentos do banco vão priorizar as médias empresas em sua gestão. Segundo ele, são essas empresas as que têm maior capacidade de gerar emprego e ajudar na recuperação da economia. Ontem, o ministro Paulo Guedes criticou a política de crédito do BNDES nas gestões anteriores. Segundo ele, financiamentos “estranhos” beneficiaram grandes empresas com juros baixos e ajudaram a viabilizar projetos sem retorno para o Brasil.

Queiroz

Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro — Foto: Reprodução/TV Globo

Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro — Foto: Reprodução/TV Globo

Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), recebeu alta hoje do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Segundo seus advogados, ele passou por uma cirurgia para retirar um tumor do intestino. A esposa e as filhas dele eram esperadas para depor ao MP no RJ, mas não apareceram porque estavam acompanhando sua recuperação.

O nome de Queiroz foi citado em um relatório do Coaf por causa de movimentações bancárias de R$ 1,2 milhão, consideradas atípicas. Em entrevista ao SBT no fim do ano, o ex-assessor disse que ganhou dinheiro com a compra e revenda de carros.

Violência no Ceará

A violência continua no Ceará. Já são 7 dias de ataques nas ruas. 300 homens da Força Nacional foram enviados ao estado. Nesta madrugada, criminosos detonaram uma bomba em uma ponte na cidade de Caucaia, perto de Fortaleza. Pelo menos dois ônibus e um carro de autoescola foram incendiados. O governo do estado diz que os ataques foram ordenados por facções porque a fiscalização vai ficar mais rigorosa nos presídios. O secretário da Segurança, André Costa, afirmou que não haverá recuo.

Criminosos tentaram explodir uma ponte na cidade de Caucaia durante a madrugada desta terça-feira — Foto: Kilvia Muniz/Sistema Verdes Mares

Criminosos tentaram explodir uma ponte na cidade de Caucaia durante a madrugada desta terça-feira — Foto: Kilvia Muniz/Sistema Verdes Mares

Ghosn se defende

O brasileiro Carlos Ghosn, ex-presidente da Nissan, foi ouvido hoje pela justiça japonesa. “Fui injustamente acusado e injustamente detido com base em alegações sem mérito e sem fundamento”, afirmou. Depois da audiência, Ghosn voltou para a prisão. O brasileiro é acusado de ocultar ganhos e sonegar impostos.

Celular dobrável

Celular com tela dobrável exposto na CES 2019 — Foto: Thiago Lavado/G1

Celular com tela dobrável exposto na CES 2019 — Foto: Thiago Lavado/G1

Na edição de 2019 da CES, a maior feira de tecnologia do mundo, a chinesa Royole está apostando em um celular com uma tela que pode ser dobrada em até 180 graus. Também chamam a atenção os produtos que prometem ser o futuro da mobilidade urbana, entre eles o carro de “quatro patas”, o de direção “pós-autônoma” e o capacete mais inteligente do mundo. Ficou curioso? Veja aqui.

Fim do ‘Video Show’

TV Globo anunciou o fim do “Video Show”. O programa, que ficou no ar por mais de 35 anos, terá sua última edição exibida na sexta (11).

Carnaval

O que tem a ver a alta do dólar com o desfile das escolas de samba em SP? Tudo. A alta da moeda americana deixou alguns produtos mais caros e desafiou a criatividade dos carnavalescos.

Novidade na avenida: a apresentadora Sabrina Sato confirmou que vai desfilar apenas 4 meses após dar à luz. Pela 1ª vez, ela será rainha de bateria da Gaviões da Fiel.

Olho no céu

Calendário 2019: veja as missões, eventos e eclipses previstos para este ano na astronomia — Foto: Boeing - ESA/A. Conigli - Divulgação - David Mcnew/Getty Images North America/AFP - Bay Ismoyo/AFP

Calendário 2019: veja as missões, eventos e eclipses previstos para este ano na astronomia — Foto: Boeing – ESA/A. Conigli – Divulgação – David Mcnew/Getty Images North America/AFP – Bay Ismoyo/AFP

Um eclipse solar total, o primeiro voo tripulado da SpaceX e o lançamento de um satélite caçador de planetas são alguns dos eventos astronômicos para marcar na agenda em 2019.

Também teve isso…

Fonte: G1

Pelo segundo ano seguido, Mohamed Salah é eleito o melhor jogador africano

O atacante egípcio Mohamed Salah, que joga no Liverpool, conquistou nesta terça-feira, pela segunda vez consecutiva, o prêmio de melhor jogador africano. Na eleição correspondente à temporada de 2018, o jogador derrotou o senegalês Sadio Mané, seu companheiro na Inglaterra, e o gabonês Pierre-Emerick Aubameyang, que estava no Borussia Dortmund e no meio do ano passado se transferiu ao Arsenal.

Salah se tornou, assim, o quarto jogador a erguer o troféu em dois anos consecutivos, depois dos senegaleses El Hadji Diouf (2001 e 2002) e Yaya Touré (2011 e 2012) e do camaronês Samuel Eto’o (2003 e 2004). O atacante de 26 anos revelou-se “muito orgulhoso” do seu feito e agradeceu o prêmio à “família, colegas de equipe e torcedores”, dedicando-o ao seu país, o Egito.

“Não acredito que passou um ano desde a última vez que estive neste palco. Este prêmio é muito importante para mim. Adoro porque o via desde pequeno e sonhava em ganhá-lo um dia. Agora é a segunda vez”, afirmou Salah, emocionado, na cerimônia de entrega do prêmio que aconteceu em Dakar, capital do Senegal.

Na eleição, Salah recebeu 64% do total de 194 votos, enquanto que Mané teve 22%. Aubameyang conseguiu a preferência de 14%. O pódio é exatamente igual ao de 2017, sendo que a única diferença é que Aubameyang atuava no Borussia Dortmund. O atacante venceu o prêmio em 2015 e foi segundo em 2016.

Eleita pela primeira vez pelos jogadores, a seleção africana de 2018 é dominado por atletas que atuam na Inglaterra. São sete ao todo: Denis Masinde Onyango (Uganda/Mamelodi Sundowns); Kalidou Koulibaly (Senegal/Napoli), Serge Aurier (Costa do Marfim/Tottenham) e Mehdi Benatia (Marrocos/Juventus); Eric Bailly (Costa do Marfim/Manchester United), Riyad Mahrez (Argélia/Manchester City), Naby Keita (Guiné/Liverpool) e Thomas Partey (Gana/Atlético de Madrid); Mohammed Salah (Egito/Liverpool), Sadio Mané (Senegal/Liverpool) e Pierre-Emerick Aubameyang (Gabão/Arsenal).

Estadão Conteúdo

Comments

PDT vai ao Supremo contra fim do Ministério do Trabalho

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) ingressou nesta terça-feira, 8, no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma ação direta de inconstitucionalidade contra dispositivos da primeira medida provisória do governo de Jair Bolsonaro (PSL) que extinguiu o Ministério do Trabalho. A MP desmembrou a pasta, cujas competências serão distribuídas entre os ministérios da Cidadania, Economia e Justiça e Segurança Pública.

A defesa do PDT escreveu na ação que, embora aparentemente constitucional, a primeira medida provisória de Bolsonaro “suprime a adequada implementação dos direitos sociais das relações de trabalho”. Na avaliação do partido, o desmantelamento das atribuições da pasta “propicia uma conjuntura de ilicitude permanente, inclusive porque os atos praticados com base nos dispositivos impugnados gozam da presunção de legalidade e veracidade, muito embora busquem fundamento de validade em lei que, em última análise, não provê guarida jurídica, pela flagrante inconstitucionalidade denunciada nesta ação”.

“A institucionalidade do Ministério do Trabalho se desdobra da própria normatividade dos direitos sociais das relações de trabalho, a Constituição do Trabalho. Sua extinção pelos dispositivos ora impugnados da MP nº 870/2019, por consequência, redunda em manifesta inconstitucionalidade, notadamente, pela contrariedade ao fundamento dos valores sociais do trabalho”.

A medida provisória 870, conhecida como MP da reforma administrativa, estabelece a organização básica dos órgãos da Presidência da República e dos Ministérios, efetivando mudanças estruturais prometidas por Bolsonaro antes da posse. Ela foi publicada no dia 1º, quando Bolsonaro assumiu o cargo de presidente.

De acordo com a MP, a pasta do Trabalho teve as atribuições divididas. As que envolvem maior volume de recursos, como o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), passarão a ser do Ministério da Economia. O registro sindical, que gerou uma série de escândalos, passa para o Ministério da Justiça e Segurança Pública. Na Justiça, comandada pelo ex-juiz da Lava Jato Sérgio Moro, também ficará o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeira).

“O Ministério do Trabalho, portanto, é um órgão materialmente constitucional, cuja institucionalização é instrumento de efetividade da própria Constituição. Não cabe, pois, sustentar juridicamente que a extinção da pasta, seguida da descentralização administrativa de suas atribuições, tanto não mitiga quanto mais promove a eficiência da tutela estatal das relações de trabalho, se encerra grave violação constitucional”, escreveram os advogados que representam o partido.

Primeiro questionamento

Na semana passada, a Federação Nacional dos Advogados (Fenadv) questionou o Supremo sobre a extinção do Ministério do Trabalho. A federação, sediada em São Paulo, entrou com pedido liminar contra a nova estrutura das competências trabalhistas.

Na ação, a Fenadv alegou que tem legitimidade para entrar com o processo no Supremo. Quem avaliará se ela pode ou não apresentar a ação, por outro lado, é o STF. Segundo alega no pedido inicial, a federação tem como um de seus objetivos “representar os trabalhadores inorganizados sindicalmente”. Em seu site, a Fenadv diz que tem 20 sindicatos filiados.

Para a associação que questiona as mudanças no STF, submeter tarefas ao Ministério da Economia representa um conflito de interesses “grave”, porque desequilibraria o “trabalho frente ao capital”. “Desequilibrou o trabalho frente ao capital e subverteu o preceito fundamental que dispõe justamente o contrário, ou seja, a valorização do trabalho humano como fundamento da ordem econômica”, afirma.

A Fenadv alegou ainda que há uma fragilização das tarefas ligadas à esfera trabalhista, o que significaria uma violação “ao princípio do não retrocesso social”.

Retrocesso

No início de novembro, o procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury, disse em entrevista ao jornal “O Estado de São Paulo” que vê com preocupação a extinção do Ministério do Trabalho e a possibilidade de sua incorporação a outras pastas. Fleury afirmou que o fim do ministério traz um “risco enorme de retrocesso” para os direitos trabalhistas, o combate ao trabalho infantil e ao trabalho escravo e para as relações comerciais do Brasil com parceiros internacionais.

“Há um risco enorme de retrocesso. Só o fato de não ter um ministério cuidando do tema especificamente, o peso de um ministro de Estado à frente da matéria, isso, por si só, leva a uma diminuição da atuação”, disse o procurador-geral do Trabalho à época. “A pasta existe no mundo inteiro. Não é porque os países acham bonito ou não ou porque é de direita ou de esquerda. Trata-se da fiscalização do mundo do trabalho que é o que interessa a qualquer governo.”

Estadão Conteúdo

Comments

Com fim de Vídeo Show, internautas fazem campanha pela volta da TV Globinho

POR MATEUS LUIS DE SOUZA

Vídeo Show, um marco da televisão brasileira, chega ao fim. Após 35 anos no ar, a TV Globo anunciou nesta terça-feira (8) que sexta-feira (11) irá ao ar a última edição do programa.

Na ativa desde 1983, o programa passou por diversas reformulações e teve nomes como Miguel Falabella, Marcelo Tas e Cissa Guimarães na apresentação.

Com o anúncio, a emissora alterou horários de vários programas e incluiu na grade especial de ‘A Grande Família’ (confira aqui como ficou).

Alguns internautas veem na mudança uma oportunidade de resgatar o passado. Eles pedem a volta da TV Globinho, programa infantil que foi ao ar nas manhãs do canal de 2000 a 2015 e reunia uma série de desenhos.

O colunista da Folha Tony Goes explicou em 2015:

“Existe uma razão muito concreta para o fato da programação infantil ter quase desaparecido da TV aberta: ela já não atrai publicidade como antes. Hoje em dia são inúmeras as restrições para anunciar qualquer produto para este público, que para complicar ainda mais, não detém o poder de decisão da compra. É por isto que os desenhos migraram em massa para a TV paga (onde os canais infantis são líderes de audiência).”

Comments

LOCAIS

MP Eleitoral entende que vaga de Sandro Pimentel deve ficar com Robério Paulino

O primeiro suplente de deputado do PSOL, Robério Paulino, conseguiu um parecer favorável do Ministério Público Eleitoral (MPE) para ser diplomado deputado estadual no lugar de Sandro Pimentel.

Sandro, que foi eleito com 19.158 votos, teve as contas reprovadas e o próprio MP entendeu que a diplomação não deveria ser dada a quem praticou irregularidades.

“A diplomação é um marco referencial para uma série de consequências jurídicas, tais como o foro privilegiadoe a imunidade parlamentar – inviabilizando, em algumas situações, a prisão do mandatário. Nesse aspecto, não há sentido algum conferir tamanhos poderes àquele que praticou diversas irregularidades durante a campanha eleitoral e teve inclusive suas contas desaprovadas”, disse o procurador eleitoral Kleber Martins de Araújo.

Como os votos não foram anulados, o PSOL mantém seus 69,8 mil votos conquistados para o cargo de deputado estadual e o beneficiário da decisão passsa a ser o primeiro suplente, o professor Robério Paulino que ficou com 18.550 votos.

“Nada mais razoável que se garanta a representação popular dentro do número de vagas alcançadas no pleito pelo partido, no caso o PSOL, de modo que a diplomação do primeiro suplente para o cargo de deputado estadual, uma vez suspensa liminarmente a diplomação do candidato eleito, nos parece assegurar a representatividade popular”, completou.

 

Agentes Penitenciários decidem realizar Operação Padrão a partir de sábado

Os Agentes Penitenciários do Rio Grande do Norte decidiram que, a partir de sábado (12), somente serviços essenciais serão realizados. A categoria cobra o pagamento do salário de dezembro e do 13° de 2018.

Vilma Batista, presidente do Sindicato, explica que os Agentes chegaram ao limite. “O Estado não tem feito o pagamento de uma verba que é alimentícia. E por isso a categoria tem passado necessidades básicas, sem dinheiro para alimentação e transporte. Então, não temos condições de manter a normalidade dos serviços”.

Os Agentes Penitenciários se reuniram em Assembleia Geral, na tarde desta terça-feira (8), e deliberaram por iniciar a Operação Padrão no sábado.

“A partir da zero hora do sábado somente serviços essenciais serão realizados, como fornecimento da alimentação dos presos, cumprimento de alvará de soltura e atendimento médico emergencial”, explica Vilma Barista.

Comments

RN estuda proposta de sediar evento internacional de educação

Foto: Ivanízio Ramos

A governadora Fátima Bezerra, recebeu na tarde desta terça-feira (8), o professor Ricardo Valentim, Coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), a professora Carmem Rêgo, Secretária de Educação à Distância (SEDIS) e outros representantes do ensino à distância da UFRN. Eles apresentaram à chefe do Executivo estadual a proposta de trazer para Rio Grande do Norte, o 19º Conselho Internacional de Educação Aberta e à Distância (ICDE – International Council for Open and Distance Education).

A 19ª edição do evento acontecerá na América Latina e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, busca o apoio do Governo do Estado para sediar do evento. O ICDE reunirá cerca de 130 países e promovendo o debate sobre as novas tecnologias na educação aberta e à distância.

A governadora avaliou como positiva a proposta. “Sediar um evento como este coloca o Estado do Rio Grande do Norte como centro do debate sobre educação, inovação tecnológica para o ensino aberto e à distância. Bem como movimenta a economia e turismo local com ênfase na divulgação da cultura potiguar”, declarou.

Também participaram da reunião o secretário de Educação (SEEC), Getúlio Marques, George Câmara, secretário Adjunto de Planejamento e Finanças (SEPLAN) e Jaime Calado, secretário de Desenvolvimento Econômico (SEDEC).

Comments

Preço da cesta básica sobe 3,09% em Natal

No ano passado, o preço da cesta básica subiu nas 18 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). A informação foi divulgada hoje (8) pelo Dieese.

De acordo com a instituição, entre dezembro de 2017 e dezembro do ano passado, as maiores altas ocorreram em Campo Grande (15,46%), Brasília (14,76%) e Belo Horizonte (13,03%) e as menores, em Recife (2,53%) e Natal (3,09%).

Os preços que mais subiram nesse período foram os do leite integral, tomate, pão francês, da carne bovina de primeira, do arroz agulhinha e da batata. As maiores quedas foram registradas no café em pó e no açúcar.

Dezembro

Considerando apenas o mês de dezembro, o valor da cesta básica aumentou em 15 das 18 capitais pesquisadas pelo Dieese. Os preços subiram mais em Goiânia (5,65%), Salvador (4,13%) e Natal (2,77%). Houve queda de preço em Fortaleza (-3,48%), Vitória (-1,17%) e São Luis (-0,40%).

No mês passado, a cesta mais cara foi a de São Paulo, que custava, em média, R$ 471,44. Em seguida aparecem, as do Rio de Janeiro (R$ 466,75), de Porto Alegre (R$ 464,72) e de Florianópolis (R$ 457,82). Os menores valores médios de cestas básicas foram observados em Recife (R$ 340,57), Natal (R$ 341,40) e Salvador (R$ 343,82).

Em novembro e dezembro do ano passado, o preço da batata subiu em todas as capitais analisadas, porque o clima seco prejudicou a produção no centro-sul do país. O óleo de soja subiu em 16 das 18 capitais pesquisadas porque parte do óleo bruto foi usada para fabricação do biodiesel. O preço da carne bovina de primeira, que está em período de entressafra e bateu recorde de exportação, subiu em 15 cidades. Já o do leite integral caiu em 17 cidades por causa da oferta crescente.

Salário mínimo

Com base na cesta mais cara do país – a de São Paulo – o Dieese calculou em R$ 3.960,57 o valor do salário mínimo necessário em dezembro para suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência. O valor equivale a 4,15 vezes o salário mínimo vigente em dezembro (R$ 954).

Agência Brasil

 

Por G1 RN

 

A Polícia Civil apreendeu nesta terça-feira (8), em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, um adolescente de 15 anos suspeito de ter participado do latrocínio (roubo seguido de morte) contra o motorista de aplicativo Gilberto Bezerra, de 70 anos. O motorista foi morto no dia 29 de dezembro passado, na cidade de Senador Elói de Souza, a 60 quilômetros da capital.

No dia 31 de dezembro, as policias civis da delegacia de Tangará, responsáveis pela investigação, já haviam prendido, com apoio da Polícia Militar, em flagrante, outros dois suspeitos.

“Nesta terça-feira (8), nós conseguimos cumprir o mandado de apreensão contra o adolescente, que estava na casa de parentes, em São Gonçalo do Amarante (Grande Natal). Durante a investigação feita pela Polícia Civil de Tangará ficou claro o envolvimento do adolescente com os dois suspeitos que já haviam sido presos. O adolescente estava com a dupla no momento do latrocínio, apesar de não ter efetuado disparos”, dexplicou o delegado de Tangará, Valério Kurten.

Fonte: G1RN

Por G1 RN

 


Maternidade Divino Amor fica em Parnamirim, na Grande Natal — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

Maternidade Divino Amor fica em Parnamirim, na Grande Natal — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

O corpo do bebê de uma mulher que chegou morta a um hospital na Grande Natal, na segunda-feira (7), foi encontrado na madrugada desta terça (8) dentro de uma mala na casa dela. A mulher de 32 anos deu entrada na Maternidade Divino Amor, em Parnamirim, já sem vida. Apesar de sinais de que tinha dado a luz, como a presença da placenta, ninguém soube explicar onde estava o bebê.

O natimorto foi encontrado por familiares na madrugada desta terça-feira (8) na casa dela em Macaíba. O corpo dele foi recolhido pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) durante a manhã.

As investigações que foram iniciadas pela 1ª Delegacia de Parnamirim serão transferidas para a delegacia do município vizinho, chefiada pelo delegado Normando Feitosa.

Maria Idelma Mota da Silva chegou à Maternidade Divino Amor, em Parnamirim, na Grande Natal, nesta segunda-feira (7) já com parada cardíaca. Os médicos ainda fizeram procedimentos para tentar reanimá-la, mas o óbito foi confirmado às 12h07 . Na unidade, os médicos descobriram que ela havia dado à luz pouco antes de chegar à unidade. Porém ninguém soube explicar onde estaria o bebê.

Com o corpo da mulher, estava a placenta, que indicava que um parto foi feito antes de ela chegar à maternidade. A placenta pesou 780 gramas, o que, segundo os profissionais, aponta que a gravidez estava perto do fim e que não se tratou de um aborto. É considerada aborto a morte do feto de até 5 meses.

A polícia ainda investiga o caso para saber a causa das mortes e porque o bebê não foi levado ao hospital.

Fonte: G1RN

Por G1 RN

 

Moinho de Vento de Macau, RN, foi parcialmente destruído após rajadas de vento — Foto: Arafran Peter

Moinho de Vento de Macau, RN, foi parcialmente destruído após rajadas de vento — Foto: Arafran Peter

Um sistema meteorológico que atua sobre o Nordeste desde o último fim de semana foi o que causou fortes chuvas, inclusive de granizo, além da ventania que derrubou árvores e destruiu várias estruturas em Macau, na região da Costa Branca potiguar nesta segunda-feira (7). A explicação foi divulgada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) nesta terça-feira (8).

O sistema é um Vórtice Ciclônico de ar Superior, que é comum na região durante o período mais quente do ano, de novembro a fevereiro, segundo Gilmar Bristot, meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn).

“Ele se origina com a presença de frente fria que, quando chega no sul da bahia força o vento que vem da Amazônia a se elevar em uma aspiral ciclônica”, explica ele. Segundo o pesquisador, é como se fosse a formação de um ciclone ou um furação, sendo que de proporções bem leves, portanto sem tanta instabilidade e distúrbios.

Célula de instabilidade provocou ventania em Macau, RN segundo a Emparn — Foto: Emaparn/Divulgação

Célula de instabilidade provocou ventania em Macau, RN segundo a Emparn — Foto: Emaparn/Divulgação

Empurrado, o ar começa a girar em sentido horário em elevadas altitudes, o que provoca chuvas. Ainda de acordo com o pesquisador, é difícil prever a formação desse sistema. Porém, foi uma célula de intabilidade (fortes chuvas) provocada por ele que causou a ventania registrada no final da tarde desta segunda-feira (7) em Macau.

Árvore caiu sobre carro após ventania em Macau, RN — Foto: Denilson Luiz

Árvore caiu sobre carro após ventania em Macau, RN — Foto: Denilson Luiz

A explicação para a ocorrência desses fortes ventos, com velocidade acima de 50 km por hora foi a formação de chuvas de 40 milímetros, em menos de duas horas, sobre os municípios de Pendencia, Carnaubais e Alto do Rodrigues.

“Foi criada uma área de baixa pressão que acabou sugando o ar ao redor, provocando os fortes ventos”, explicou.

Chuva de granizo deixou moradores de Governador Dix-Sept Rosado surpresos — Foto: Redes sociais

Chuva de granizo deixou moradores de Governador Dix-Sept Rosado surpresos — Foto: Redes sociais

O vórtice ciclônio também explica a formação de chuva de granizo, que não é comum na região. Por ser mais quente, a região equatorial tem nível de congelamento muito elevado na atmosfera. Mas em casos excepcionais, como esse, o congelamento é possível. Foi o que aconteceu em municípios potiguares como Dix-sept Rosado, no último final de semana.

Segundo Bristot, o aspiral de ar cria nuvens do tipo Cumulus Nimbus, que são nuvens altas, no sentido vertical, e que levam as gotículas de água a mais de 12 quilômetros de altura, numa região em que formam as pedras de gelo. Dependendo do seu peso, essas pedras chegam à terra em formato de granizo.

Chuvas devem conitinuar

O monitoramento Emparn registrou chuva em todas as regiões do Estado, com mais intensidade nas regiões Oeste, em Riacho de Santana (62 mm) e na região Central. Em Caicó choveu 50 milímetros entre a segunda (7) e a terça (8).

De acordo com a gerência de meteorologia da Emparn, deve continuar chovendo em todas as regiões potiguares, por causa do Vórtice Ciclônico e por causa da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que também se aproximou da costa do Nordeste e também provoca chuva no litoral e interior do Estado.

A Zona de convergência Intertropical, é o principal sistema meteorológico responsável pela chuva no semiárido nordestino e normalmente começa a atuar em meados de fevereiro e permanece até maio. Neste ano, porém, ela está antecipada e já provoca chuvas no nordeste junto com o Vórtice Ciclônico, sistema mais temporário.

Previsão de chuva para 2019

O ano de 2019 começou com a presença do Fenômeno El Ninõ entre fraco e moderado no Oceano Pacífico, e com tendência de apresentar uma diminuição na sua intensidade nos próximos meses. Segundo a Emparn, essa situação é favorável a ocorrência de chuvas na região Nordeste do Brasil para o período de fevereiro a maio de 2019.

“No caso do restante do mês de janeiro e fevereiro, as previsões indicam que as chuvas deverão continuar a ocorrer com variabilidade temporal e espacial, uma vez que os Sistemas Meteorológicos que atuam nessa época apresentam esse comportamento, além de serem de baixa previsibilidade”, diz a Emparn.

Previsão de chuvas para janeiro de 2019, segundo a Emparn — Foto: Emparn/Divulgação

Previsão de chuvas para janeiro de 2019, segundo a Emparn — Foto: Emparn/Divulgação

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu