ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA TERÇA-FEIRA

Por G1

 

Tiros na catedral de Campinas. Aécio no alvo da PF. Holandesa pede prisão de João de Deus após denúncia de abuso. Terrorismo na França. E os ‘guardiões da verdade’ na revista Time.

INTERNACIONAIS

‘Guardiões da verdade’

Capas da Time com a Personalidade do Ano em 2018 — Foto: Reprodução/ Time

Capas da Time com a Personalidade do Ano em 2018 — Foto: Reprodução/ Time

Jamal Khashoggi, jornalista saudita que morreu na embaixada da Arábia Saudita na Turquia, e outros membros da mídia presos foram escolhidos como as ‘personalidades do ano’ pela revista Time. Para justificar a escolha, a públicação citou o número recorde de repórteres atrás das grades, a avalanche de desinformação e as autoridades que classificam como falsas reportagens críticas aos seus governos.

Fonte: G1

NACIONAIS

Tragédia em Campinas

Policiais na cena de tiroteio que deixou 5 mortos, incluindo o atirador, na catedral de Campinas — Foto: REUTERS/Ricardo Lima

Policiais na cena de tiroteio que deixou 5 mortos, incluindo o atirador, na catedral de Campinas — Foto: REUTERS/Ricardo Lima

Um homem de 49 anos abriu fogo na Catedral de Campinas (SP)matou 4 pessoas, foi alvejado pela polícia e se suicidou em seguida. Outras quatro vítimas ficaram feridas. O atirador foi identificado como Euler Fernando Grandolhpho. Segundo a polícia, o atirador portava duas armas. Ele estava sentado em um dos bancos da igreja, se levantou e fez cerca de 20 disparos no fim da missa do meio-dia. Não há relação entre o atirador e os fiéis, e o motivo do ataque ainda está sendo investigado.

Tiros em Estrasburgo

Na França, um atirador matou 2 e deixou 6 feridos após ataque em um mercado de Natal em Estrasburgo. O local foi esvaziado, e o homem armado fugiu. A feira natalina fica em uma praça no centro da cidade e próximo ao Parlamento Europeu. O caso está sendo tratado como terrorismo.

Aécio investigado

A Polícia Federal e o Ministério Público investigam suspeitas de compra de apoio político à candidatura de Aécio Neves nas eleições para presidente em 2014. Buscas foram feitas em imóveis do senador, da irmã dele, Andrea Neves, e do deputado Paulinho da Força. A procuradora-geral Raquel Dodge aponta suspeita de propina de R$ 128 milhões da J&F ao senador. Aécio disse que delatores do grupo mentiram e que recebeu doações legais.

Abusos na fé

holandesa que denunciou o médium João de Deus por abuso sexual em entrevista para o programa “Conversa com Bial” disse ao G1que está aliviada por ter incentivado outras mulheres a procurar a Justiça no Brasil. Zahira Leeneke Maus acredita que ‘para a cura começar para as mulheres que foram abusadas’, o médium precisa ir para a prisão.

Zahira Leeneke Maus, coreógrafa que denunciou João de Deus — Foto: Reprodução/TV Globo

Zahira Leeneke Maus, coreógrafa que denunciou João de Deus — Foto: Reprodução/TV Globo

João de Deus nega as acusações. O Ministério Público de São Paulo criou uma força tarefa para atender mulheres que querem falar dos seus casos. Doze serão ouvidas até sexta, diz a promotora Gabriela Mansur. Ela também afirmou que algumas vítimas receberam ameaças de morte. O MP de Goiás começou a ouvir algumas das vítimas hoje.

Avianca em crise

A companhia aérea Avianca Brasil entrou com pedido de recuperação judicial no TJ de São Paulo. No segundo trimestre, a empresa registrou prejuízo de R$ 144,6 milhões, e na semana passada foi acionada judicialmente pelo não pagamento do arrendamento de aeronaves.

Políticas migratórias

O ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes afirmou que “não é bom” o Brasil sair do pacto mundial da ONU para a migração, assinado ontem por 164 países. O futuro chanceler do governo Bolsonaro, Ernesto Araújo, expressou a intenção de abandonar o tratado em publicações no Twitter.

G1 explica: O pacto prevê cooperação entre países e diz que prender imigrantes deve ser última opção. O texto lista também 23 objetivos para organizar e tornar seguro o processo de migração. Entenda aqui.

Escola Sem Partido

Após 12 reuniões, a comissão especial da Câmara que discutia o projeto Escola Sem Partido encerrou os trabalhos sem votar o parecer, e a proposta foi arquivada. O projeto proíbe que professores manifestem posicionamentos políticos ou ideológicos e que discutam questões de gênero em sala de aula.

Teve também isso…

Fonte: G1

 

Comissão da Câmara aprova texto da reforma tributária; projeto unifica 9 impostos e tributos

Uma comissão especial da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (11) a proposta de reforma tributária.

O principal item do projeto é a unificação de 9 impostos e tributos no Imposto Sobre Operações de Bens e Serviços (IBS) – entenda mais abaixo.

Com a aprovação na comissão especial, o texto deverá ser analisado pelo plenário da Câmara e, depois, pelo do Senado.

Por se tratar de emenda à Constituição (PEC), a proposta não pode ser promulgada pelo Congresso Nacional neste ano. Isso porque estão em vigor até 31 de dezembro dois decretos de intervenção federal: um no Rio de Janeiro e um em Roraima.

Com isso, a reforma tributária só pode entrar em vigor a partir de 2019.

Mesmo assim, dificilmente a PEC seria aprovada ainda este ano, pois precisa ser aprovada em dois turnos na Câmara e em mais dois turnos no Senado, respeitando os períodos de interstício (intervalo entre as sessões). O recesso parlamentar deve começar na próxima semana.

A proposta

Principal medida da reforma tributária, o Imposto Sobre Operações de Bens e Serviços (IBS) unificará:

Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);
Imposto Sobre Serviços (ISS);
Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
Programa de Integração Social (PIS);
Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins);
Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide);
Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep);
Imposto sobre Operações Financeiras (IOF);
Salário-educação.

De acordo com o relator, Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), o IBS tem como modelo o imposto sobre valor agregado já existente na Europa e no Canadá.

O imposto será recolhido no ato do pagamento, numa conta débito/crédito vinculada da empresa junto à Receita. Para o relator, a medida dificulta a sonegação fiscal.

Manutenção da carga tributária

De acordo com o relator, a atual proposta não altera a atual carga tributária, ou seja, o patamar de impostos pagos em relação à riqueza do país, cerca de 32% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2016.

A ideia, disse Hauly, é que a arrecadação da União, dos estados e dos municípios seja mantida em percentuais proporcionais aos registrados nos últimos anos.

Desburocratização

O relator já havia apresentado o parecer sobre o tema há duas semanas, mas houve pedido de vista (mais tempo para análise), o que adiou a votação. Nesta terça, Hauly apresentou complemento.

No entanto, o texto final ainda não estava pronto até a última atualização desta reportagem. Segundo explicou ao G1, foram feitas pequenas mudanças e os principais pontos do parecer anterior estão mantidos.

Segundo o relator, a proposta irá simplificar a cobrança de tributos no país. “Vai desburocratizar e acabar com a sonegação de impostos, que gera a dívida ativa, ao implantar a cobrança e fiscalização eletrônica”, afirmou.

Ainda na avaliação dele, a reforma irá acabar com a guerra fiscal entre estados e municípios com a unificação dos impostos e tornará as empresas brasileiras mais competitivas.

G1

Comments

Depósitos para ex-motorista de Flávio Bolsonaro eram próximos a dia de pagamento da Alerj

Mais da metade dos depósitos em espécie recebidos por Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-motorista do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidente eleito Jair Bolsonaro, aconteceram no dia do pagamento dos funcionários da Assembleia Legislativa do Rio ou até três dias úteis depois. Uma análise do relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), que apontou movimentações atípicas em contas de assessores e ex-servidores do legislativo, mostra que 34 das 59 operação financeiras seguiram a mesmo padrão. O restante ocorreu em até uma semana.

O Estado identificou que 15 depósitos em espécie na conta de Queiroz ocorreram nos mesmos dias de pagamento dos servidores da Alerj em 2016. Essas datas variaram a cada mês, por causa da crise do Rio, que levou a atraso nos salários, mas foram mapeadas através do cruzamento do relatório do Coaf com o cronograma de pagamentos da assembleia fluminense. Outros 19 depósitos na conta de Queiroz ocorreram em até três dias úteis após os funcionários receberem seus vencimentos.

Os valores depositados mensalmente também se repetem ou são aproximados. Investigadores analisam se há padrão nas ações, em valores ou periodicidade. O jornal Folha de S. Paulo mostrou nesta terça-feira que logo após receber os valores, Queiroz realizou saques em espécie em quantias aproximadas às que haviam entrado em sua conta.

A coincidência de datas ocorre logo nos primeiros depósitos feitos em 2016. Em 12 de janeiro, dia de pagamento na Alerj, por exemplo, o então assessor recebeu três depósitos em espécie, nos valores de R$ 4.400, R$ 5.566 e R$ R$1.771. Outra sequência é vista em 14 e 15 de abril, dia de pagamento na Alerj. No primeiro dia, Queiroz recebeu um depósito de R$ 7.400. No seguinte, foram feitos outros dois depósitos, de R$ 1.771 e R$ 4.300, na sua conta.

Em maio de 2016, os funcionários da Alerj receberam no dia 11. Nessa data, Queiroz ganhou três depósitos, novamente no valor de R$ 1.771, outro de R$ 3.071 e um último de R$ 1.000. Um dia depois, em 12 de maio, foi feito na conta outro depósito, de R$ 6.300, e no dia 16 caiu o último valor do mês, de R$ 1.160. Os padrões se repetem em junho e em novembro. O relatório, no entanto, não diz quem realizou os depósitos.

No relatório preliminar da operação Furna da Onça, a delegada Xênia Ribeiro Soares chegou a citar a suposta existência de esquema de funcionários fantasmas e auxílio alimentação que seriam repassados pelos servidores dos gabinetes aos deputados. De acordo com a delegada, o procedimento foi mapeado no gabinete do deputado estadual Paulo Melo, preso pela operação, mas já foi “identificada em outros gabinetes e que se afigura como uma prática criminosa disseminada na Alerj”.

“As informações apresentadas são de máxima gravidade e demandam uma enérgica resposta da Justiça”, diz o texto.

Depoimento. O ex-motorista deve depor na semana que vem no Ministério Público do Rio, que investiga o caso. O Estado apurou que as transações entre funcionários do Legislativo estão entre os motivos que levaram os bancos a classificar as movimentações como atípicas e a advertir o Coaf a seu respeito. O relatório indicou que pelo menos nove funcionários e ex-funcionários do gabinete de Flávio fizeram operações (depósitos ou recebimentos) na conta do ex-motorista e ex-segurança do deputado. Entre elas, estão as filhas de Queiroz, Nathalia e Evelyn Melo de Queiroz, e a sua mulher, Marcia Oliveira de Aguiar.

O próprio Coaf, em seu relatório anexado à operação Furna da Onça, que investiga corrupção no Legislativo do Rio, classificou o fluxo financeiro como atípico. O dinheiro depositado na conta de Queiroz, às vezes, superava o valor do salário do então assessor. Houve casos nos quais a maior parte do que o funcionário recebeu foi parar na conta do então motorista e segurança de Flávio Bolsonaro.

Em nota, a assessoria do senador eleito ressaltou que não é investigado “no assunto relacionado ao ex-assessor (Fabrício) Queiroz, visto que não praticou qualquer ilícito em sua atividade parlamentar”. O texto afirma ainda que o deputado “segue à disposição para prestar esclarecimentos às autoridades, se instado for” e “espera ver, dentro dos trâmites legais, a completa resolução do caso pelas autoridades competentes o mais rápido possível, pois é o principal interessado em que tudo se esclareça o quanto antes.”

Estadão Conteúdo

Comments

Kassab tenta arregimentar senadores para tornar PSD a 2ª maior bancada do Senado

O presidente do PSD, Gilberto Kassab, se articula para tornar seu partido um dos mais poderosos no Senado a partir de 2019. O dirigente está trabalhando para aumentar sua bancada de sete para nove senadores no ano que vem. Se conseguir viabilizar esse crescimento, a legenda será a segunda maior da Casa, atrás apenas do MDB, e passaria a ter direito à vice-presidência do Senado.

A principal investida de Kassab aconteceu nesta segunda-feira, 10, quando Kassab foi à Belo Horizonte para convidar, oficialmente, o senador eleito Carlos Viana, do PHS de Minas Gerias, para migrar para o PSD. A reportagem apurou que já está tudo acertado para a filiação de Viana. Agora, a sigla procura mais um senador para se tornar a segunda maior bancada do Senado.

Inicialmente, o PSD teria sete senadores na próxima legislatura, atrás de PSDB, com oito senadores, e MDB, com 12 parlamentares. Mas com esse movimento o partido buscar juntar nove nomes na bancada. Dessa forma, o partido de Kassab ultrapassaria a legenda tucana. É justamente o PSDB quem comanda a Vice-Presidência do Senado atualmente, por meio do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB).

Ex-ministro de Ciência e Tecnologia, Kassab será secretário da Casa Civil do tucano João Doria, em São Paulo, no ano que vem.

Além de Viana, Kassab estava mirando no nome do senador eleito Eduardo Gomes, do Solidariedade de Tocantins, mas ele deve declinar do convite. Outro nome que interessaria é da senadora eleita Zenaide Maia, do PHS do Rio Grande do Norte.

Estadão Conteúdo

Comissão aprova restrição de foro a chefes dos três Poderes

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a extinção do foro privilegiado para autoridades, com exceção dos chefes dos três Poderes, aprovou hoje (11), por unanimidade, o parecer do relator, deputado Efraim Filho (DEM-PB). A proposta ainda será apreciada pelos plenários da Câmara e do Senado.

Se a medida for aprovada, o foro privilegiado ficará restrito a cinco autoridades: o presidente da República e o vice; além dos presidentes da Câmara dos Deputados, do Senado e do Supremo Tribunal Federal. No entanto, por se tratar de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), o texto esbarra no impedimento de alterações à Constituição durante vigência da intervenção federal – em vigor, até 31 de dezembro, no Rio de Janeiro e em Roraima.

Atualmente, fazem jus ao foro por prerrogativa de função os ministros, governadores, prefeitos, chefes das Forças Armadas e todos os integrantes (em qualquer esfera de poder) do Legislativo, do Ministério Público, do Judiciário e dos tribunais de contas, que são julgados em instâncias superiores em caso de crime comum.

Segundo o relator da PEC, atualmente o foro privilegiado abrange mais de 54 mil autoridades, o que retira seus processos da justiça comum de primeira instância. “Para combater a corrupção, é preciso combater sua irmã gêmea, a impunidade”, disse Efraim Filho.

Apesar da redução de foro, a PEC não impactará em casos de crimes de responsabilidade, tratados por lei específica e direcionada a presidente da República, ministros de Estado e do STF, governadores e secretários estaduais, e no Decreto-Lei 201/67, quanto a prefeitos e vereadores.

Foro privilegiado

O foro por prerrogativa de função não é um privilégio da pessoa, mas do cargo que ela ocupa. O mecanismo é garantido a determinadas autoridades por haver, segundo o entendimento da lei, a necessidade de proteção do exercício de determinada função ou mandato, que depende do cargo que a pessoa a ser julgada ocupa.

O Artigo 5º Constituição estabelece que todos os brasileiros e estrangeiros residentes no país são iguais perante a lei, mas o foro por prerrogativa de função, mais conhecido como foro privilegiado, pode ser considerado uma exceção a essa regra.

Suprema Corte

A restrição do foro privilegiado foi decidida, por unanimidade, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em maio. Os ministros aplicaram o entendimento segundo o qual só devem permanecer no Supremo processos contra deputados e senadores cujos supostos crimes tenham sido cometidos durante e em razão do mandato.

A decisão provocou forte reação dos parlamentares, que se movimentam para que a PEC que estende a limitação do foro fosse aprovada rapidamente. Entretanto, expectativa dos parlamentares de suspender a intervenção no Rio de Janeiro para votar a matéria, não se concretizou.

Agência Brasil

Dólar tem sexta alta consecutiva e fecha cotado a R$ 3,92

A cotação da moeda norte-americana manteve a tendência de alta, registrando hoje (11) a sexta alta consecutiva, com valorização de 0,03%, vendida a R$ 3,9213. O Banco Central voltou a intervir nesta terça-feira com leilões extraordinários de venda futura da moeda, com compromisso de recompra (chamados de leilões de linha). É a quarta atuação do BC com leilões extraordinários desde o final de novembro, quando o dólar ultrapassou o patamar de R$ 3,90.

O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), encerrou o pregão de hoje em alta de 0,59%, com 86.419 pontos. As ações que puxaram a alta de hoje foram Vale, com 0,80%, Itau com 0,90%, Bradesco com 1,16%, enquanto a Petrobras caiu 0,64%.

Reclamações de serviços de telecomunicação caem 7,5% em outubro

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou hoje (11) que registrou 254,8 mil reclamações de usuários de serviços no mês de outubro. O número representa uma redução de 7,5% em relação ao mesmo mês de 2017, com menos 20,6 mil queixas. De acordo com a agência, as queixas mais frequentes dizem respeito ao serviço de cobrança, seguido de qualidade e promoções.

De acordo com a Anatel, nos últimos 12 meses quase todos os serviços de telecomunicação apresentaram redução no número de queixas, a exceção foi o serviço de banda larga fixa que apresentou aumento de 1,4% na comparação entre outubro deste ano e de 2017. Já o serviço de telefonia móvel apresentou redução de 9,1%; na telefonia fixa a redução no período foi de 8,4%; e a TV por assinatura apresentou queda de 10,9% no número de reclamações.

De acordo com a Anatal, as principais causas das 82,8 mil reclamações na telefonia móvel pós-paga foram cobrança (46,9%), ofertas e promoções (9,7%) e qualidade e funcionamento (10,4%). Já das 36,5 mil queixas registradas na modalidade pré-paga, a maior parte se concentrou sobre créditos pré-pagos (35,9%), seguidas de ofertas e promoções (20,04%) e qualidade e funcionamento (13,8%). Em relação ao serviço de telefonia fixa, foram 58,6 mil reclamações por problemas na cobrança (43,2%), qualidade e funcionamento (17,9%) e cancelamento (9,5%).

A Anatel informou ainda que das 32 mil reclamações relativas ao serviço de TV por assinatura, praticamente a metade, 49,7%, foram motivadas por problemas na cobrança. As reclamações relativas a ofertas e promoções totalizaram 9,4% e cancelamento ficou com 8,9% do total.

No serviço de banda larga fixa, das 44,9 mil reclamações recebidas contra as prestadoras, 35,7% se referiram a problemas na qualidade e funcionamento do serviço; cobrança (30,7%) e instalação (8,7%).

Em uma avaliação por estados, os números indicam que as reclamações tiveram redução em todas as unidades da Federação, comparando-se outubro de 2018 a outubro de 2017. As maiores reduções absolutas ocorreram em São Paulo, com menos 4,3 mil reclamações ou queda de 9,9%; no Rio de Janeiro, com 6,1 mil reclamações a menos ou queda de 17,4%; em Minas Gerais, com menos 3,5 mil e redução de 13,1%; e na Bahia, onde as os números caíram 20,2%, com 1,9 mil reclamações a menos registradas.

Entre as empresas prestadoras do serviço de telefonia móvel, a Nextel apresentou a maior redução percentual (-45,2%), com 3,5 mil reclamações a menos. Em seguida, vem a Vivo com 5,9 mil queixas a menos que em outubro de 2017, equivalente a queda de 20,4%; a Claro, com queda de 12,3%, com menos 3,3 mil reclamações; e a Oi redução de 6,5%, com menos 1,2 mil queixas. A TIM foi a única operadora que aumentou o número de queixas no período de avaliação, com alta 4,1% e 2 mil queixas a mais que no ano passado.

Na telefonia fixa, a operadora NET apresentou a maior queda (28,9%), com 2,5 mil reclamações a menos; seguida pela Oi, que registrou redução de 14,8% no número de queixas ou 5,2 mil reclamações a menos. A Vivo teve alta de 6,6% no número de queixas com 1,2 mil queixas a mais.

Na TV por assinatura, nos últimos 12 meses a SKY teve redução de 1,2 mil reclamações (–10,1%). O grupo NET/Claro apresentou redução de 11,8%, com menos 2,1 mil queixas e a Oi queda de 28,8%, com menos 1,1 mil reclamações. A Vivo apresentou crescimento de 17,2%, com o acréscimo de 400 reclamações.

Nesse período, em relação às queixas sobre banda larga fixa, a Oi teve queda de 6,9 mil reclamações, uma redução de 36,2%. A Vivo teve aumento de 2,8% com mais 0,3 mil reclamações; e a NET crescimento de 0,9 mil reclamações, um aumento de 12,2%.

Agência Brasil

Comments

Mais de duas centenas de mulheres já denunciaram João de Deus

Levantamento mais recente do Ministério Público de Goiás (MP-GO) mostra que 206 mulheres entraram em contato com o órgão para relatar denúncias de abuso sexual contra o médiu João de Deus. Duas vivem no exterior, uma nos Estados Unidos e outra na Suíça. O MP-GO abriu um canal direto para as denúncias.

De acordo com as informações divulgadas às 17h desta terça-feira (11), 156 denunciantes fizeram contato por meio do canal criado exclusivamente para este fim, pelo e-mail denuncias@mpgo.mp.br.

As mulheres se identificaram como sendo de dez estados: Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Pernambuco, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul.

O Ministério Público de Minas Gerais informou que fez dois atendimentos hoje. A orientação é no sentido de que a denunciante procure o Ministério Público de seu estado, que ficará responsável por colher depoimentos.

As provas serão enviadas para força-tarefa do Ministério Público de Goiás, que reúne cinco promotores de Justiça e duas psicólogas.

Além do e-mail, as denúncias pode ser feitas pelos telefones (62) 3243-8051 e 3243-8052 ou presencialmente.

Agência Brasil

Cláudio Porpino é mais uma pessoa de confiança de Carlos Eduardo a ser exonerada; Josivan Cardozo assume Urbana

Deve ser publicado no Diário Oficial do Município (DOM) desta quarta-feira (12) a exoneração de Cláudio Porpino da Presidência da Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana).

Porpino, que vinha desempenhando uma boa gestão a frente da empresa pública, é mais uma pessoa de confiança do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves que está deixando a Prefeitura.

Em seu lugar, assume Josivan Cardozo, que era diretor-presidente do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn).

Fonte: Blog do BG

 

Por G1 RN


Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte é atração na reabertura do teatro — Foto: Paulo Fuga

Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte é atração na reabertura do teatro — Foto: Paulo Fuga

Na terça-feira (18), o teatro Lauro Monte Filho, em Mossoró, será reaberto após 10 anos sem receber espetáculos. A reinauguração, após realização de reforma, começa às 20h, com concerto da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte.

“A entrega dessa obra significa que toda luta da classe cultural foi válida. Aqui é um templo que acolheu e formou muitos artistas. Ver essa estrutura moderna nos faz acreditar que todo sonho pode virar realidade”, diz Joriana Pontes, artista e produtora cultural.

A osquestra vai se apresentar para convidados sob a regência do Maestro Linus Lerner, com a presença da atriz Tony Silva formando dupla com Plínio Sá, estreando no novo palco, como mestres de cerimônia. Também estão confirmadas as participações do cantor Isaque Galvão e do poeta Antônio Francisco.

A obra do teatro Lauro Monte Filho recebeu um investimento de cerca de R$ 5 milhões do Governo do RN, com recursos do Acordo de Empréstimo com o Banco Mundial. “Estamos entregando um novo teatro, totalmente moderno, reestruturado, climatizado, com acessibilidade e uma nova estrutura tecnocênica”, destacou Amauy Júnior, diretor geral da Fundação José Augusto.

Saiba mais

A capacidade do Teatro Lauro Monte Filho é de 483 pessoas. A reforma contemplou um moderno sistema de som com entrada digital, 40 microfones e 8 retornos, climatização, tela de projeção de cinema, 8 varas de iluminação secundária e uma principal, clicograma, acessibilidade, elevadores e uma subestação de energia de 380KVA.

Memória

Principal palco do Oeste potiguar, o Teatro Lauro Monte Filho contribuiu para a efervescência cultural de Mossoró, despertando na classe artística o desejo de concorrer ao título de capital da cultura.

O teatro funciona no prédio do antigo Cine Cid, um dos poucos que resistiu à era moderna que apagou da memória do público e encerrou a tradição dos cines teatros da cidade. Administrado pela Fundação José Augusto, é o único equipamento de cultura que continua vinculado às raízes artístico-culturais de Mossoró.

Nesse intervalo de tempo, foi templo da Igreja Universal do Reino de Deus, alugado em seguida pela Prefeitura de Mossoró para abrigar um teatro municipal. Após reformas, o antigo prédio passou a teatro estadual em 13 de dezembro de 1999, quando o Governo do Estado comprou o imóvel.

Serviço

Programação Inauguração Teatro Lauro Monte Filho

18/12 – Terça-feira – 20h

  • Concerto Oficial da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte
    Maestro: Linus Lerner
    Mestres de cerimônia: Tony Silva e Plínio Sá
    Participação especial: Isaque Galvão e Poeta Antônio Francisco
  • Abertura: Movimento Arte e Violão – Evento para convidados

19/12 – Quarta-feira – 20h

  • Concerto 30 Anos do Coral Canto do Povo
  • Regente: Eli Cavalcante – Aberto ao público)

20/12 – Quinta-feira – 20h

  • Gonzagando – Companhia de Dança do Teatro Alberto Maranhão
  • Direção artística: Wanie Rose – Aberto ao público

21/12 – Sexta-feira – 20h

  • Casatória c’a Defunta (Cia Teatral Pão Doce) – Aberto ao público

22/12 – Sábado – 20h

  • Casa do Louvor (Cia Bagana de Teatro) – Aberto ao público

23/12 – Domingo – 16h

  • A Coisa do Humano (Cia Bagana de Teatro) – Aberto ao público
Capacidade do Teatro Lauro Monte Filho é de 483 pessoas — Foto: João Vital

Capacidade do Teatro Lauro Monte Filho é de 483 pessoas — Foto: João Vital

Fonte: G1RN

 

Por G1 RN

 


Prefeitura confirma show de Claudia Leitte no Natal em Natal — Foto: Divulgação

Prefeitura confirma show de Claudia Leitte no Natal em Natal — Foto: Divulgação

A Prefeitura de Natal confirmou show da cantora Cláudia Leitte em Ponta Negra, na Zona Sul, dentro da programação do Natal em Natal. A apresentação vai acontecer no dia 29 de dezembro, às 22h, na Praça Ecológica.

As outras atrações já haviam sido confirmadas nesta segunda-feira (10) pela Prefeitura. Raimundo Fagner, Alexandre Pires, e Waldonys são os outros destaques da programação, que começa na segunda-feira (17).

Esses três irão se apresentar em um palco que será montado próximo à Catedral, na avenida Deodoro da Fonseca. Fagner é a atração da quinta-feira (20), seguido por Alexandre Pires na sexta (21) e por Waldonys, que se apresenta ao público no sábado (22).

Outro palco será montado no Grande Ponto para apresentações com artistas de Natal durante os dias em que não haverá os shows nacionais. O anúncio foi feito durante uma visita do prefeito Álvaro Dias ao projeto Choro no Caçuá que, na edição deste mês, entrou na programação do Natal em Natal e acontece um sábado por mês na praça João Maria.

O prefeito Álvaro Dias falou sobre o trabalho que a prefeitura está desenvolvendo junto com a Associação Viva o Centro para levar melhorias ao bairro de Cidade Alta, conhecido pelo forte comércio de rua, como investimentos na iluminação, a instalação da decoração natalina e de lixeiras, além do reforço no trabalho de limpeza urbana e no fechamento aos veículos no Beco da Lama.

Novidade

Entre as novidades deste ano, o chefe do executivo municipal anunciou a criação do Polo Natalino Cidade Alta, a comportar os palcos João Pessoa e Deodoro, que funcionarão de 17 a 29 de dezembro. Trata-se do Festival de Música do Natal em Natal 2018. O Palco Deodoro, por exemplo, abrigará as atrações nacionais Raimundo Fagner, com a atração local Yrahn Barreto (20.12), Alexandre Pires, com a abertura do grupo potiguar Roda de Samba Ribeira Boêmia (21.12), e o sanfoneiro Waldonys e a cantora Dodora Cardoso (22.12).

O aniversário de Natal, no dia 25 de dezembro, será comemorado no Polo Natalino Mirassol, tendo como atrações os cantores Sueldo Soares e Gabriel Ciríaco. Na zona Norte, as atrações serão o grupo Arquivo Vivo e o cantor Dorgival Dantas, no dia 27, e a CPI do Pagode, Quarteto Linha e a banda Grafith, no dia 28.

Programação completa

  • Festival De Música Natal Em Natal 2018
  • Grupo Boi de Reis do Bom Pastor 17/12 Palco João Pessoa
  • Grupo Choro do Elefante 17/12 Palco João Pessoa
  • Pastoril Bom Pastor 18/12 Palco João Pessoa
  • Larissa Costa 18/12 Palco João Pessoa
  • Circo Tropa Trupe 19/12 Palco João Pessoa
  • Banda Leão de Judá 19/12 Palco João Pessoa
  • Circo Ladrões do Sorriso 20/12 Palco João Pessoa
  • Yrahn Barreto 20/12 Palco Deodoro
  • Grupo Araruna 21/12 Palco João Pessoa
  • Alexandre Moreira 21/12 Palco João Pessoa
  • Debinha Ramos 21/12 Palco João Pessoa
  • Ribeira Boêmia 21/12 Palco Deodoro
  • Congo de Calçolas 22/12 Palco João Pessoa
  • Batuque de Um Povo 22/12 Palco João Pessoa
  • Dodora Cardoso 22/12 Palco Deodoro
  • Coletivo Garagem 22/12 K-Ximbinho
  • RN Autoral de Samba e Choro 22/12 Espaço K-Ximbinho
  • Bethoven e Regional Choro do Elefante 22/12 Espaço K-Ximbinho
  • Priscila Matos 22/12 Espaço K-Ximbinho
  • Carlos Zens e Choro do Caçuá 22/12 Espaço K-Ximbinho
  • Joca Costa 22/12 Espaço K-Ximbinho
  • Grupo Fuxico de Feira 22/12 Espaço K-Ximbinho
  • Larissa Costa 22/12 Espaço K-Ximbinho
  • Grupo Choro Bom 22/12 Espaço K-Ximbinho
  • Grupo Choro da Terra 22/12 Espaço K-Ximbinho
  • Grupo Boi de Reis de Manoel Marinheiro 23/12 Palco João Pessoa
  • Jamily Oliveira Sampaio 23/12 Palco João Pessoa
  • Grupo Lapinha 24/12 Palco João Pessoa
  • Dodora Cardoso 24/12 Palco João Pessoa
  • Sueldo Soares 25/12 Árvore de Mirassol
  • Gabriel Ciríaco 25/12 Árvore de Mirassol
  • Arquivo Vivo 27/12 Nélio Dias
  • Quarteto Linha 28/12 Nélio Dias
  • Banda Grafith 28/12 Nélio Dias
  • Amâncio e Felipe Pereira 29/12 Palco João Pessoa
  • Grupo Choro Bom 29/12 Palco João Pessoa
  • Luizinho Nobre 31/12 Reveillon
  • Carlinhos Zens 31/12 Reveillon
  • Jaina Elne 31/12 Reveillon
  • Banda Recônvexo 31/12 Reveillon
  • Perfume de Gardênia 31/12 Reveillon
  • Carlinho Zens 02/01 Festa Santos Reis
  • Panka de Bakana 03/01 Festa Santos Reis
  • Luizinho Nobre 04/01 Festa Santos Reis
  • Banda Pretta 05/01 Festa Santos Reis

Shows nacionais por polos

Polo Natalino Cidade Alta – Deodoro

  • 20/12 Yrahn Barreto E Raimundo Fagner
  • 21/12 Ribeira Boêmia e Alexandre Pires
  • 22/12 Dodôra Cardoso e Waldonys

Polo Natalino Ponta Negra

  • 29/12 Cláudia Leite

Polo Natalino Mirassol

  • 25/12 Sueldo Soares e Gabriel Ciríaco

Polo Natalino Zona Norte

  • 27/12 Arquivo Vivo e Dorgival Santas
  • 28/12 CPI Do Pagode, Quarteto Linha e Banda Grafith

Fonte: G1RN

Por G1 RN

 


Virgínia Ferreira é anunciada futura secretária de Administração do RN — Foto: Alex Régis/PMN

Virgínia Ferreira é anunciada futura secretária de Administração do RN — Foto: Alex Régis/PMN

A governadora eleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), anunciou nesta terça-feira (11) que escolheu a economista Virgínia Ferreira para a Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos do seu governo. A nova gestão vai assumir o Estado no dia 1º de janeiro de 2019.

Fátima declarou que a experiência e a competência técnica da futura auxiliar serão importantes para que o governo atinja as metas de controle nos gastos públicos, modernização da gestão, contenção de despesas e de valorização dos servidores.

Virgínia Ferreira agradeceu a confiança da governadora eleita e assinalou que entre os desafios da Secretaria está o de assegurar um plano de ações dentro da perspectiva de economicidade, sustentabilidade e de deliberar a desburocratização dos serviços públicos.

“Implementaremos uma política eficiente na gestão dos recursos humanos e materiais, como também patrimoniais e tecnológicos do estado. Precisamos trabalhar com inteligência, sagacidade e determinação para que o governo possa prestar um serviço público de qualidade, valorizar e qualificar permanentemente o servidor, aproximá-los da gestão, otimizar os gastos públicos e retomar a credibilidade do Governo do Estado”, disse Virgínia Ferreira.

Perfil

Maria Virgínia Ferreira Lopes é formada em Economia pela UFRN. Especialista em Planejamento e Orçamento e na área de Projetos Econômicos e Sociais, trabalhou no Dieese, onde ocupou a função de supervisora técnica. É funcionária de carreira da administração indireta – Datanorte – do Estado do Rio Grande do Norte. Foi presidente do Conselho Regional de Economia e do Sindicato dos Economistas do RN. Secretária de Planejamento da Prefeitura de Natal de 2005 a 2008 e de 2013 a 2016, comandou também a pasta de Meio Ambiente e Urbanismo do município e atualmente ocupa o cargo de Secretária de Planejamento da Prefeitura do Natal. Foi Coordenadora do Observatório do Trabalho do Rio Grande do Norte de 2009 a 2012.

Secretários já anunciados

  • Francisco Canindé de Araújo Silva – secretário de Segurança Pública e da Defesa Social
  • Mauro Albuquerque – secretário de Administração Penitenciária
  • Alarico José Pessoa Azevedo Júnior – Comandante Geral da Polícia Militar do RN
  • Ana Cláudia Saraiva Gomes – Delegada Geral de Polícia Civil
  • Cipriano Maia de Vasconcelos – Secretário de Saúde
  • Luiz Monteiro – Comandante do Corpo de Bombeiros Militar
  • Getúlio Marques – secretário de Educação
  • Arméli Brennand – secretária de Mulheres, Cidadania e Direitos Humanos
  • Carlos Eduardo Xavier – secretário de Tributação

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu