ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA TERÇA-FEIRA

Terça-feira, 18 de setembro

 

Depois do presidente do STF, foi a vez da chefe da Justiça Eleitoral rebater críticas à urna eletrônica. Rosa Weber assegurou a confiabilidade dos equipamentos e chamou as opiniões contrárias de “desconectadas da realidade”. No Pará, um novo capítulo da crise no sistema penitenciário. Sete presos morreram em rebelião e tentativa de fuga. E a guerra comercial entre EUA e China continua. Após ter US$ 200 bi em importações taxadas, a China contra-atacou hoje com novas tarifas sobre produtos americanos. O que foi notícia nesta terça-feira:

NACIONAIS

Nova pesquisa Ibope

Ibope divulga nova pesquisa de intenção de votos para presidente

Ibope divulga nova pesquisa de intenção de votos para presidente

Ibope divulgou nesta terça-feira (18) o resultado da mais recentepesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre domingo (16) e terça-feira (18).

Os resultados foram os seguintes:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 28%
  • Fernando Haddad (PT): 19%
  • Ciro Gomes (PDT): 11%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
  • Marina Silva (Rede): 6%
  • Alvaro Dias (Podemos): 2%
  • João Amoêdo (Novo): 2%
  • Henrique Meirelles (MDB): 2%
  • Cabo Daciolo (Patriota): 1%
  • Vera Lúcia (PSTU): 0%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0%
  • João Goulart Filho (PPL): 0%
  • Eymael (DC): 0%
  • Branco/nulos: 14%
  • Não sabe/não respondeu: 7%

Veja o levantamento completo, que traz também os índices de rejeição e simulações de segundo turno.

Urnas eletrônicas

A presidente do TSE, ministra Rosa Weber — Foto: Roberto Jayme/Ascom/TSE

A presidente do TSE, ministra Rosa Weber — Foto: Roberto Jayme/Ascom/TSE

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, defendeu a confiabilidade das urnas eletrônicas e disse que crítica direcionada aos equipamentos é “desconectada da realidade”. “Não há nenhum caso de fraude comprovado. Para mim, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, as urnas são absolutamente confiáveis”, enfatizou.

Na segunda, o novo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, já havia contestado críticas às urnas.

Entrevista G1 e CBN

Fernando Haddad (PT) é entrevistado pelo G1 e pela CBN

Fernando Haddad (PT) é entrevistado pelo G1 e pela CBN

Fernando Haddad, candidato do PT à Presidência, foi entrevistado pelo G1 e pela CBN. Haddad afirmou que não dará indulto a Lula se for eleito presidente e que cobrará mais impostos de bancos que não baixarem juros.

Amanhã será a vez de Ciro Gomes, do PDT. Já foram sabatinados Alckmin (PSDB)Amoêdo (Novo)Eymael (DC)Meirelles (MDB), Vera Lucia (PSTU), Marina Silva (Rede), João Goulart Filho (PPL) e Boulos (PSOL)Cabo Daciolo não compareceu. Bolsonaro participaria de sabatina, mas continua internado em SP após receber facada em campanha.

Mande a sua pergunta com a hashtag #cbng1 nas redes sociais.

Disputa presidencial

Veja como foram as atividades de campanha dos candidatos à Presidência nesta terça:

Entrevista nos estados

SP – Entrevista G1/CBN – Márcio França propõe cercar trens de SP e nega domínio de facção

RJ – Entrevista G1/CBN – Luiz Eugenio defende dissolução da PM

Entrevista ao Jornal da Globo

Ciro Gomes (PDT) é entrevistado no Jornal da Globo

Ciro Gomes (PDT) é entrevistado no Jornal da Globo

Ciro Gomes foi o primeiro presidenciável a ser entrevistado pelo Jornal da Globo. Em sabatina, ele afirma que Lula sabia de esquema na Petrobras e não se desculpa por temperamento.

O entrevistado de hoje é Geraldo Alckmin (PSDB), seguido de Fernando Haddad (PT), na quarta, e Marina Silva (Rede), na sexta.

Funciona assim…

Funciona Assim: Eleições 2018 – Qual a diferença entre o voto nulo e o voto em branco?

Funciona Assim: Eleições 2018 – Qual a diferença entre o voto nulo e o voto em branco?

Qual é a diferença entre o voto nulo e o voto em branco? As consequências de ambos são exatamente as mesmas. Nas regras atuais, na apuração da eleição, só são considerados os votos válidos. Além disso, o Código Eleitoral afirma que, mesmo se mais da metade dos eleitores votar nulo, a eleição não é suspensa. Entenda no vídeo acima.

Mais eleições

Drogas em porto

Agentes encontram mais de uma tonelada de cocaína em rolos compressores no Porto de Santos

Agentes encontram mais de uma tonelada de cocaína em rolos compressores no Porto de Santos

Polícia encontrou uma tonelada de cocaína escondida em rolos compressores no Porto de Santos, em São Paulo. Droga seria enviada para a Costa do Marfim, na África, e estava em seu estado ‘puríssimo’. Foram necessárias quase 13 horas de trabalho para que operários conseguissem abrir os compartimentos.

Crise no sistema prisional

Sete presos morreram durante uma rebelião no Centro de Recuperação de Altamira, no sudoeste do Pará. Seis foram mortos por outros presos e um, carbonizado. Outros três ficaram feridos e foram levados para Unidade de Pronto Atendimento do município.

Analistas não descartam possibilidade de Jair Bolsonaro levar no primeiro turno, e assusta o PT

“Analistas experimentados acham que a possibilidade de Jair Bolsonaro levar no primeiro turno tornou-se real”, diz a Folha de S. Paulo.

“A possibilidade assusta o PT, que imagina que, no segundo turno, teria tempo de formar um arco de alianças para ampliar seu eleitorado.”

O plano, portanto, é arrastar a disputa para o segundo turno e barganhar o apoio do PSDB.

Com informações de O Antagonista e Folha de São Paulo

Comments

Jovens estão experimentando mais na hora do sexo, revela estudo; especialistas acreditam que mídia e internet tenham ajudado a derrubar tabus

Divulgação / Inmagine Royalty Free

Menos tabus e iniciação sexual aos 16 anos. Essas foram algumas das revelações de uma pesquisa realizada no Reino Unido com homens e mulheres entre 16 e 24 anos.

Feito a cada 10 anos desde 1990, o levantamento já soma mais de 45 mil entrevistados. No mais recente relatório — que cruzou as três últimas pesquisas —, os estudiosos descobriram que o sexo anal tem se tornado uma prática mais frequente.

Mais de um a cada 10 adolescentes disseram já ter feito sexo anal aos 18 anos. Entre os com 22 e 24 anos o número subiu para três a cada 10, diz a BBC . No entanto, o sexo vaginal e oral segue como o mais comum entre homens e mulheres. A idade da iniciação sexual não sofreu variação entre as décadas: na pesquisa mais atual, a faixa etária é aos 16 anos.

Embora apontem mudanças no comportamento sexual dos jovens, os especialistas não têm uma justificativa para isso. Especula-se que seja reflexo de uma maior aceitação e menor julgamento em relação à experimentação.

De acordo com a Rede BBC, a mídia e a internet desempenham papel fundamental na quebra de tabus.

— A internet significa que as pessoas podem facilmente achar e ver coisas que antes não conseguiam. O sexo anal é bastante estigmatizado, mas as atitudes parecem estar mudando. Sabemos que a sociedade se tornou mais aberta, mas ainda há muito pouca pesquisa sobre sexo anal e motivação — disse à emissora a Cynthia Graham, professora de Saúde Sexual e Reprodutiva da University of Southampton, na Inglaterra.

Gaúcha ZH

 

PACTO: Haddad defende acordo com Ciro Gomes e Geraldo Alckmin

Fernando Haddad quer fazer um pacto com Ciro Gomes e Geraldo Alckmin.

Diz Andréia Sadi:

“Haddad defende um acordo com os candidatos Ciro Gomes e Geraldo Alckmin. Ele propõe que quem for para o segundo turno apoie o outro, para evitar a vitória de Bolsonaro.

Haddad também foi aconselhado a não falar mais sobre o eventual indulto ao ex-presidente Lula (…). O PT, no entanto, admite abertamente a defesa do indulto se Haddad for eleito.”

Com informações de O Antagonista e Blog Andrei Sadi – G1

O favoritismo de Bolsonaro: nunca um candidato que esteve no topo das pesquisas a menos de um mês da votação deixou de ser eleito

O UOL fez um levantamento de todas as pesquisas presidenciais desde 1989.

Resultado:

“Nunca um candidato que esteve no topo das pesquisas a menos de um mês da votação deixou de ser eleito.”

Apesar disso, Mauro Paulino, do Datafolha, garante que Jair Bolsonaro ainda pode perder:

“Nesta eleição, o nível de repúdio aos políticos é inédito, o ambiente de insatisfação e desesperança é maior, com características diferentes e tempo curto de campanha. Houve a indefinição da candidatura do Lula. A eleição começa de fato agora”.

A reportagem completa do UOL pode ser vista aqui

O Antagonista

Fonte: Blog do BG

 

INTERNACIONAIS

Guerra comercial

China faz retaliação contra EUA após novas tarifas comerciais

China faz retaliação contra EUA após novas tarifas comerciais

Após os Estados Unidos anunciarem tarifas de 10% sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses, a China contra-ataca e diz que vai sobretaxar US$ 60 bilhões em produtos norte-americanos. A imposição mútua agrava a guerra comercial entre as duas principais economias mundiais. O país asiático anunciou que também vai apresentar queixa na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra as decisões dos EUA.

Coreias em negociação

O presidente sul-coreano Moon Jae-in acena ao caminhar ao lado do líder norte-coreano Kim Jong-um no aeroporto de Pyongyang — Foto: AFP

O presidente sul-coreano Moon Jae-in acena ao caminhar ao lado do líder norte-coreano Kim Jong-um no aeroporto de Pyongyang — Foto: AFP

Os líderes das Coreias do Sul e Norte se encontraram em Pyongyangpara a 3ª rodada de negociações entre os dois países. Kim Jong-un afirmou que a cúpula histórica com o presidente dos EUA, Donald Trump, conseguiu estabilizar a segurança regional e agradeceu ao presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, por intermediar o encontro. Moon expressou gratidão pela “ousada decisão de Kim de abrir uma nova era”.

Fonte: G1

 

LOCAIS

Tribunal de Contas adota ferramenta para monitorar planos de educação no Estado e municípios do RN

Foto: TCE-RN

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) aderiu a uma iniciativa da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon) e do Instituto Rui Barbosa (IRB), em parceria com o Ministério da Educação, que pretende mudar o perfil do ensino público a partir do monitoramento dos Planos de Educação dos estados e municípios.

O software TC Educa é uma ferramenta que permite verificar se as ações previstas nos planos de educação estão sendo atendidas pelos entes jurisdicionados, em termos percentuais, dentro dos prazos definidos na legislação. O sistema gera relatórios automáticos, os quais poderão ser encaminhados por e-mail ao Administrador responsável pela gestão, assim como aos Poderes Legislativos, podendo ser cadastradas outras entidades para o seu recebimento, como o Ministério Público, os Conselhos de Educação e do Fundeb, as organizações da sociedade civil e demais instâncias de monitoramento e controle.

A princípio, estão sendo vistas as metas que dizem respeito à universalização do acesso a pré-escola e também o atendimento no ensino médio, dados que estão sendo consolidados para, a partir de março de 2019, começarem a ser emitidas recomendações e alertas aos gestores, na busca do cumprimento das diretrizes.

Este ano o trabalho está centrado na coleta e cruzamento de dados de fontes como o Ministério da Educação, Indicadores do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM) e do IBGE, além de análise das Leis Orçamentárias, observando o percentual de investimento previsto para a educação. “Vamos fazer projeções no sentido de garantir o cumprimento das metas que foram planejadas, acompanhando a execução dos planos de educação, debatendo e propondo medidas buscando qualificar o gasto nesta área”, enfatizou o diretor de Assuntos Municipais do TCE/RN, Aleson Amaral de Araújo Silva. Todos os municípios e o próprio Governo do Estado serão avaliados.

De início, foram priorizadas as metas 1 e 3 dos planos de educação. A primeira determinava a universalização do acesso de crianças de 4 a 5 anos à educação infantil até 2016 e prevê o atendimento de 50% das crianças de zero a 3 anos em creches até 2024. A meta 3 estabeleceu que até 2016 deveria se dar a universalização do acesso à escola de jovens de 15 a 17 anos, determinando que 85% deles estejam matriculados no ensino médio até 2024.

O trabalho envolve, entre outras iniciativas, a realização de diagnósticos, a aplicação de questionário-modelo para conhecimento do conteúdo dos planos de educação, o incentivo à compatibilização entre as peças orçamentárias e as metas e estratégias previstas e o desenvolvimento de uma ferramenta de monitoramento e de expedição de alertas. Esse sistema, denominado TC educa, foi concebido em parceria com os Tribunais de Contas do Mato Grosso do Sul e de Minas Gerais, com o apoio do TCE-RS. O software poderá ser utilizado pelos Tribunais de Contas na atividade de fiscalização, além de oferecer subsídios aos agentes públicos visando à melhoria da política educacional.

A partir dos resultados extraídos do TC educa, os Tribunais de Contas poderão disparar alertas aos Municípios ou Estados que estiverem descumprindo alguma meta do plano de educação ou que apresentem média anual de avanço insuficiente ao seu atendimento no prazo estipulado. A omissão quanto à adoção de medidas corretivas pela administração pode repercutir no julgamento das contas do gestor nos órgãos de controle externo.

 

Justiça já realizou 14 bloqueios nas contas da Prefeitura de Mossoró em favor de hospital

Desde o início da gestão Rosalba Ciarlini (PP), a Justiça Federal do RN, através da 8ª Vara, já realizou 14 bloqueios nas contas da Prefeitura de Mossoró, para forçar o Município à pagamento de dívidas com a Associação de Assistência e Proteção à Maternidade e à Infância (Apamim)/Hospital Maternidade Almeida Castro.

Tendo em vista que Rosalba está à frente da Prefeitura desde janeiro de 2017, é quase um bloqueio a cada dois meses.

A unidade é administrada atualmente por uma Junta Interventora, nomeada pela Justiça Federal. Os recursos para sua manutenção são de verbas federais (SUS), estaduais e municipais.

Blog Saulo Vale

http://www.saulovale.com.br/justica-ja-realizou-14-bloqueios-nas-contas-da-pmm-em-favor-de-hospital

EDITORIAL: O ridículo jornalismo ficcional das assessorias de imprensa na campanha do RN

Entre as primeiras horas da manhã e as últimas da noite, as assessorias dos candidatos que disputam a eleição deste ano inundam a caixa de emails de jornalistas, advogados, engenheiros, médicos e qualquer email em que as equipes ponham as mãos com um conteúdo que quase sempre guarda distância da realidade.

Mede-se a credibilidade de um texto jornalístico por sua capacidade de ser fiel,  objetividade, concisão, e, entre outros, pelo número de adjetivos. Tanto menos palavras qualitativas, mais argumentos existem. Tanto menos argumentos, mais adjetivos.

Como assessoria de imprensa se trata de um serviço para divulgação de produto – os candidatos, no caso – é razoável que qualidades do cliente sejam realçadas. Mas quando a divulgação desses atributos chega ao limiar do ridículo, dando ares de divindade estadista ao candidato, convém refletir sobre o papelão.

O rídiculo da manobra é que os textos e as fotos que os acompanham frequentemente são dissonantes. Assim, a fulanização de um ato popular é desmascarada pelo acervo de imagens, pois, nos releases em que “Fulano movimenta grande multidão em cidade tal”, as fotos que seguem mostram tudo, menos uma multidão.

Candidatos que se preocupem com os rumos de sua campanha precisam atentar para o fato de que assessor de imprensa não pode se imbuir do espírito de militância e vender ao público algo que não existe. Sua função não é panfletar.

O jornalismo criativo passa dos limites. Além de ficcional causa irritação pela invasão, especialmente porque muitos abrem lista de transmissão no WhatsApp sem sequer perguntar aos destinatários se querem receber o conteúdo criativo que distribuem.

Se falta o argumento para dar verdade às chamadas ficcionais, é possível recorrer à formula que nunca falha: o simples. Contar o que acontece ao invés de inventar é mais poderoso. E, felizmente, o leitor já sabe distinguir um release ficcional de um autêntico.

Fonte: Blog do BG

Deixe uma resposta

Fechar Menu