ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA SEXTA-FEIRA

Por G1

 

– Um temporal alagou ruas do ABC Paulista, deixando motoristas ilhados, e deixou a cidaf em estado de atenção. O 1,4 bilhão de propina. Os ex-ministro Guido Mantega e Antonio Palocci também são alvos da ação. Na Bahia, a Lava Jato prende 20 suspeitos de superfaturamento na sede da Petrobras. A nova cirurgia de Bolsonaro, prevista para o dia 12, é adiada após exame detectar inflamação. O futuro ministro da Educação diz em carta que preservará valores tradicionais. A crise no mercado de livros tem mais uma vítima: a Saraiva, maior rede de livrarias do país, pediu recuperação judicial. E como foram as vendas na Black Friday no Brasil e no mundo. O que foi notícia nesta sexta:

NACIONAIS

‘Quadrilhão do PT’

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff — Foto: Reprodução/TV Globo e André Coelho/Agência O Globo

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff — Foto: Reprodução/TV Globo e André Coelho/Agência O Globo

Os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, os ex-ministros Palocci e Mantega e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto viraram réus por susposta organização criminosa em caso conhecido como “Quadrilhão do PT”. Segundo denúncia feita pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot, cúpula do partido recebeu R$ 1,48 bilhão em propinas.

Defesas de Dilma e Mantega dizem que não vão comentar caso. Advogado de Palocci diz que ele vai colaborar com a Justiça durante processo. Defesa de Vaccari diz que ele jamais integrou organização criminosa. O G1 busca contato com a defesa de Lula.

Lava Jato

Lava Jato investiga pagamento de propina na construção da sede da Petrobras em Salvador

Lava Jato investiga pagamento de propina na construção da sede da Petrobras em Salvador

Obras na sede da Petrobras em Salvador, na Bahia, foram superfaturadas em quase R$ 1 bilhão, apontou o Ministério Público Federal. Os desvios são alvo de investigação da 56ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada hoje. 20 pessoas foram presas na ação, incluindo a cunhada de Vaccari, ex-tesoureiro do PT. Segundo produradora, repasses indevidos eram embutidos no valor do aluguel do imóvel.

Cirurgia adiada

Comitiva de Jair Bolsonaro chega ao Aeroporto de Congonhas após o presidente eleito passar por exames no Hospital Albert Einstein — Foto: Reprodução/TV Globo

Comitiva de Jair Bolsonaro chega ao Aeroporto de Congonhas após o presidente eleito passar por exames no Hospital Albert Einstein — Foto: Reprodução/TV Globo

O presidente eleito Jair Bolsonaro não irá retirar a bolsa de colostomia neste ano. Ao passar por exames em SP, foi constatada uma inflamação no intestino, o que fez a equipe médica adiar procedimento. Nova reavaliação será feita em janeiro, depois da posse. O político foi vítima de uma facada há 3 meses e era esperado que cirurgia fosse feita no dia 12 de dezembro.

Governo Bolsonaro

selo, frase, ministro da educação, Ricardo Vélez Rodríguez — Foto: Montagem/G1

selo, frase, ministro da educação, Ricardo Vélez Rodríguez — Foto: Montagem/G1

Ricardo Velez Rodríguez foi anunciado como futuro ministro da Educação no fim da noite de ontem. Nascido na Colômbia e naturalizado brasileiro, ele é autor de mais de 30 obras e professor emérito da Escola de Comando do Estado Maior do Exércio. Em carta, ele afirma que sua gestão buscará preservar “valores caros à sociedade brasileira”, que segundo ele, é “conservadora”.

“Pretendo colocar a gestão da Educação e a elaboração de normas no contexto da preservação de valores caros à sociedade brasileira, que, na sua essência, é conservadora e avessa a experiências que pretendem passar por cima de valores tradicionais ligados à preservação da família e da moral humanista”

Ele também criticou provas do Enem, afirmando que elas são entendidas como “instrumentos de ideologização do que como meios sensatos para auferir a capacitação dos jovens no sistema de ensino.”

Também foram revelados os nomes de Jorge Antonio de Oliveira Francisco, assessor de Eduardo Bolsonaro, para o cargo de subchefia jurídica da Presidência e Salim Matar, conselheiro de instituto de orientação liberal, para a Secretaria Geral da Desestatização.

Leia também:

Mais médicos

Mais de 92% das vagas do novo edital do Mais Médicos foram preenchidas, de acordo com o Ministério da Saúde. As inscrições, que iriam até domingo, foram prorrogadas até 7 de dezembro devido a ataques ao site. Segundo o governo, mais de 7,8 mil profissionais concluíram o processo e escolheram em qual cidade querem trabalhar. O início das atividades é imediato.

Presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, fala durante uma cerimônia de boas-vindas aos médicos cubanos recém-chegados do Brasil no Aeroporto Internacional Jose Marti, em Havana, nesta sexta-feira (23) — Foto: Fernando Medina/ Reuters

Presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, fala durante uma cerimônia de boas-vindas aos médicos cubanos recém-chegados do Brasil no Aeroporto Internacional Jose Marti, em Havana, nesta sexta-feira (23) — Foto: Fernando Medina/ Reuters

Enquanto isso, o presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, recebeu no aeroporto de Havana profissionais cubanos que deixaram o Brasil. Líder do país afirma que médicos “chegaram aonde ninguém chegou”.

Menos burocracia

Entrou em vigor norma que dispensa autenticação de cópias, reconhecimento de firma e exigência de determinados documentos todos os órgãos públicos do país. O trabalho de autenticação de documentos ficará a cargo do servidor público a partir de agora. A apresentação de certidão de nascimento também deixa de ser exigida, podendo ser substituída por outros documentos, como cédula de identidade ou carteira de trabalho.

A lei muda também a vida de pais que viajam com filhos menores de idade. Agora eles também não precisarão apresentar firma reconhecida em autorização se ambos estiverem presentes no embarque.

Às compras!

Aproveitou as promoções desta Black Friday? Boa parte dos consumidores, sim. O volume de vendas em e-commerce ficou 14% acima se comparado com mesmo período do ano anterior. Celulares foram os produtos mais buscados na internet, segundo levantamento do Google. Mas todo mundo conseguiu uma fatia nas vendas. Até uma lanchonete em SP, que teve tumulto de entregadores devido a procura por preços baixos.

Movimentação de entregadores de comida durante promoção da Blafck Friday no centro de São Paulo. — Foto: Celso Tavares/G1

Movimentação de entregadores de comida durante promoção da Blafck Friday no centro de São Paulo. — Foto: Celso Tavares/G1

Só que a “Black Fraude” ainda continua para alguns. Segundo o Procon de SP, a maioria das reclamações recebidas nesta Black Friday foram de maquiagens de descontos, seguida de queixas sobre mudança de preço ao finalizar compra. Entrou em uma furada e se arrependeu? Saiba como desfazer a compra.

Nos EUA, a data tradicional também levou muitas pessoas para as lojas do país. Algumas nem conseguiram aguentar toda a maratona sem um cochilo…

Consumidor dorme durante compras da Black Friday no Roosevelt Field Mall, em Garden City, Nova York — Foto: Shannon Stapleton/Reuters

Consumidor dorme durante compras da Black Friday no Roosevelt Field Mall, em Garden City, Nova York — Foto: Shannon Stapleton/Reuters

Leia também:

Teve isso também…

– Um temporal alagou ruas do ABC Paulista, deixando motoristas ilhados, e deixou a cidade de São Paulo em estado de atenção. O resgate de uma família na enchente em Santo André ganhou tons dramáticosquando cesto enroscou em caminhão. Bombeiros conseguiram se desvenciliar de problema e conseguiram pousar em local seguro.

Cesto que seria içado com vítimas por helicóptero engancha em caminhão no meio de enchente — Foto: Reprodução/TV Globo

Cesto que seria içado com vítimas por helicóptero engancha em caminhão no meio de enchente — Foto: Reprodução/TV Globo

– Obras para recuperar o viaduto que cedeu na Marginal Pinheiros, em São Paulo, demorarão seis meses, diz prefeitura. Engenheiros vistoriaram local e fizeram escaneamento para projeto 3D, que vai identificar as áreas que precisam de reparo.

 — Foto: JN

— Foto: JN

– A crise nas livrarias atinge outra rede. A Saraiva entrou com pedido de recuperação judicial após não conseguir acordo para renegociar dívida de R$ 675 milhões com fornecedores. Ela já tinha anunciado o fechamento de 20 lojas por todo o país.

Rede de livrarias Saraiva faz pedido de recuperação judicial — Foto: Divulgação

Rede de livrarias Saraiva faz pedido de recuperação judicial — Foto: Divulgação

– Cercada de verde, rio e aldeias indígenas. Esta é a escola modelo no Tocantins que ganhou prêmio internacional de arquitetura. Lá moram mais de 800 alunos, que estudam mais de 8 horas por dia, e têm disponível sala de televisão, leitura e computadores com internet. Tudo foi construído com madeira de reflorestamento e tijolos feitos com terra do local. Conheça o local em FOTOS.

Escola Formoso do Araguaia — Foto: Jesana de Jesus/TV Anhanguera

Escola Formoso do Araguaia — Foto: Jesana de Jesus/TV Anhanguera

– O Cais do Valongo, no Rio de Janeiro, recebeu o título de Patrimônio Mundial da Unesco. Local foi porta de entrada para mais de 1 milhão de escravos no continente americano e agora é um sítio arqueológico. Representante da Unesco comparou local com o “sítio do Holocausto”, por contar “uma história de violação dos direitos humanos” e ajudar para que situações como essa não se repitam.

Cais do Valongo, reconhecido como Patrimônio Mundial pela Unesco, foi porta de entrada de escravos no continente americano — Foto: Carlos Brito / G1

Cais do Valongo, reconhecido como Patrimônio Mundial pela Unesco, foi porta de entrada de escravos no continente americano — Foto: Carlos Brito / G1

Fonte: G1

Definido nome para subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, definiu hoje (23) o nome de Jorge Antônio de Oliveira Francisco para assumir a Subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República. Em nota, a assessoria de Bolsonaro informou que Oliveira é especialista em Direito Público, Gestão de Segurança Pública e em Assessoria e Consultoria Parlamentar.

Oliveira se formou em 1992 no Colégio Militar de Brasília e serviu por mais de 20 anos na Academia de Oficiais da Polícia Militar do Distrito Federal. Conhecido como SAJ, o departamento é um dos mais importantes do Palácio do Planalto pela prerrogativa de assessorar o presidente da República na elaboração, redação e tramitação de atos normativos, como medidas provisórias, projetos de lei e decretos.

O militar se especializou em legislação de trânsito, ambiental, direitos humanos e direito internacional humanitário. Oliveira também é formado em Direito e, em 2013, foi transferido para a reserva onde iniciou a atividade de advocacia, consultoria e assessoria jurídica.

O advogado atuou no Congresso Nacional desde 2003 como Assessor Parlamentar da PMDF, Assessor Jurídico no gabinete de Bolsonaro e também com Chefe de Gabinete e Assessor Jurídico do Deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito. É especialista em Direito Público, specialista em Gestão de Segurança Pública e especialista Docente em Assessoria e Consultoria Parlamentar.

Nessa quinta-feira (23), a indicação já era dada como certa no Palácio do Planalto. Durante evento que contou com a presença do presidente Michel Temer, o atual subchefe do setor, Gustavo do Vale Rocha, cumprimentou Oliveira e adiantou sobre o avanço das conversas entre as gestões atual e futura. “Tenho aqui a alegria de ter o doutor Jorge Oliveira, que será o novo SAJ a partir do ano que vem. Já estamos conversando para que a transição se dê da melhor forma possível”, disse.

Aplicativo Legis

Gustavo Rocha, que também é ministro dos Direitos Humanos, elogiou o fato de participar da cerimônia de lançamento do Aplicativo Legis ao lado de outros três ex-ocupantes do cargo: o ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Ives Gandra Martins Filho, e dos ministros do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes e Dias Toffoli, atual presidente da corte.

“Dr. Jorge, muito obrigado pela presença, seja bem-vindo […]. O grande diferencial do nosso aplicativo é justamente ele ser atualizado diariamente. E aqui já, doutor Jorge, a missão para o senhor na próxima gestão, esse aplicativo, se a gente acessar hoje, já estão os atos assinados ontem pelo presidente no campo chamado resenha, além de você poder usar de forma offline”, explicou ainda.

Agência Brasil

Dólar sobe para R$ 3,82 e Ibovespa cai mais de 1%

Em dia de liquidez baixa, o dólar começou a sessão volátil e firmou alta na parte da tarde desta sexta-feira, 23. A moeda americana chegou a bater em 3,83 reais. O novo tombo do petróleo no mercado internacional, em meio a preocupações com o aumento da oferta da commodity e o temor de desaceleração da economia mundial, contribuiu para trazer nervosismo para os investidores pelo mundo.

As bolsas tiveram queda em Nova York e o dólar valorizou-se ante moedas fortes, como o euro, e pares do real entre os emergentes, como os pesos mexicano, argentino e colombiano. O dólar à vista engatou a terceira alta seguida, de 0,40%, e encerrou a sexta em 3,8241 reais. No acumulado da semana, subiu 2,2%, a maior valorização desde a semana de 19 de agosto.

O Índice Bovespa oscilou em queda durante todo o pregão e terminou aos 86.230,22 pontos, em baixa de 1,43%. Os negócios somaram 12,6 bilhões de reais, ainda reduzidos por conta da ocorrência do feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos e da Black Friday naquele país.

Na transição de governo, os nomes que estão sendo anunciados por Jair Bolsonaro (PSL) para sua equipe econômica, que agora inclui o comando de bancos, além da secretaria de desestatização – que teve o executivo Salim Mattar, da Localiza, anunciado nesta sexta – estão agradando às mesas de operação, mas operadores ressaltam que o tom de cautela lá fora impede um movimento de vendas maior do dólar aqui. Um dos indícios é a alta do risco Brasil medido pelo Credit Default Swap (CDS) de 5 anos, que era negociado a 216 pontos-base no final da tarde de hoje, ante 212 no fechamento de quinta.

O mercado fraco nos EUA e o cenário externo mais cauteloso, ressalta o diretor da Fourtrade Corretora, Luiz Carlos Baldan, levaram bancos e outros grandes investidores a migrarem para posições mais defensivas no câmbio. Além disso, os investidores estão esperando os eventos da próxima semana, que inclui a reunião do G-20, o grupo formado pelos países mais ricos do mundo, que ocorre na Argentina e terá a presença de Donald Trump. Para Baldan, a tendência é que o dólar oscile nas próximas semanas na casa dos 3,75 reais a 3,80 reais.

Veja

Comments

Moro apresentará no início do governo projeto de combate ao crime

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O juiz federal Sergio Moro, confirmado para o Ministério da Justiça, disse hoje (23) que vai apresentar em 2019 um projeto com medidas contra a criminalidade sustentado em três eixos: combate à corrupção, ao crime organizado e aos crimes violentos. Moro participou nesta sexta-feira do Simpósio Nacional de Combate à Corrupção, promovido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro.

“Primeiro [vou] apresentar um projeto de lei contra a corrupção logo no início da legislatura. Sempre com respeito ao Parlamento, com abertura ao diálogo. Corrupção está desenfreada, crime organizado está cada vez mais forte. Crime violento, que afeta a todos, principalmente minorias. É um projeto em gestação. O foco vai ser agenda contra corrupção, anticrime organizado e contra o crime violento.”

Para Moro, serão necessárias algumas mudanças nas leis criminais para dar suporte ao combate efetivo às ilegalidades. Como exemplo, ele citou a necessidade de mudar o sistema de progressão de pena e regime.

“Tem que se proibir progressão de regime para o preso que mantém vínculo com organizações criminosas. Tem que liberar preso apto para ressocialização. Se colocar em liberdade, vai apenas potencializar aquela organização criminosa. Serve como desestímulo ao ingresso dos presos nessas organizações criminosas”, afirmou.

“As penas até já são elevadas, o problema é o tempo de prisão real. Tem que mexer na progressão. Tem casos bárbaros, de sangue, que em pouco menos de 10 anos a pessoa já está progredindo. Às vezes parricidas [quem mata os pais] saindo em Dia das Mães”, acrescentou.

Alternativas

Moro defendeu ainda a aprovação de leis que deem respaldo legal à realização de “operações disfarçadas”, sem que isso comprometa a punição futura do criminoso. “Nos Estados Unidos são feitas operações disfarçadas. É preciso colocar na lei que vender ou entregar droga a um agente disfarçado constitui crime. A mesma coisa em relação a armas e lavagem de dinheiro. Não exclui o crime. O policial está lá para revelar o crime.”

O futuro ministro destacou ainda a necessidade de se distinguir o que é crime nos casos em que a Justiça Eleitoral muitas vezes classifica como caixa 2 – doações não declaradas de campanha a políticos.

“O problema é que hoje algumas condutas criminais extremamente complexas, muitas vezes envolvendo lavagem de dinheiro com conta no exterior, estão sendo interpretadas [como] de competência da Justiça Eleitoral. A lei tem que deixar claro que se é corrupção não é caixa 2, é corrupção, não é competência da Justiça Eleitoral. Crime de caixa 2 não se configura se há crime mais grave. Sem demérito à Justiça Eleitoral, ela não tem condições de apurar essas condutas.”

Moro destacou que há um desejo por melhoria na Justiça e na segurança pública e que o Brasil não pode mais naturalizar a situação dos elevados índices de criminalidade, da mesma forma como deixou de considerar natural a hiperinflação que havia no passado. Segundo ele, o caminho é aperfeiçoar as instituições. “Temos crença de que problemas permanentes são quase problemas naturais, que temos que conviver com elevados índices de criminalidade. Isto é falso. Temos que melhorar nossas instituições e melhorar as respostas para esse tipo de problema.”

O futuro ministro comparou o momento atual ao que o país já viveu. “[Quando havia] a hiperinflação, a gente dizia que o Brasil era assim mesmo, que tínhamos de aprender a conviver com ela, que não se podia fazer nada”, disse Moro, definindo a essência do projeto que apresentará ao Congresso em 2019. “É um Plano Real contra a alta criminalidade no Brasil.”

Agência Brasil

Comments

Ministro do STJ nega recurso que pede revisão da condenação de Lula

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Felix Fischer, negou hoje (23) o recurso apresentado pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva que pede a revisão da condenação do ex-presidente no caso do triplex do Guarujá. O teor da decisão de Fischer, que é o responsável pelos casos relacionados à Lava Jato no STJ, ainda não foi divulgado.

Lula foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Por determinação do juiz Sergio Moro, o ex-presidente cumpre pena provisoriamente na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde 7 abril.

No recurso especial, encaminhado ao STJ no início de setembro, a defesa de Lula pediu que fossem suspensos os efeitos da condenação de Lula até que o processo seja julgado definitivamente na corte superior. Se o recurso fosse deferido, Lula poderia ser liberto e voltar a ficar elegível.

Agência Brasil

 

Comments

Barroso diz que corruptos serão perdoados, caso STF mantenha indulto

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso disse hoje (23) que, se o plenário da Corte “derrubar” o entendimento que o levou a suspender o indulto natalino de 2017, “é evidente [que] virá um novo decreto do mesmo estilo, e aí boa parte das pessoas que foram condenadas nos últimos anos por corrupção estarão indultadas”.

As declarações do ministro ocorreram após um almoço organizado pela Associação de Ex-Alunos de Harvard Law School, em comemoração aos 200 anos do curso de direito da instituição. O evento foi nesta tarde no salão nobre da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro. Luiz Fux, outro ministro do STF, também esteve presente, mas saiu sem conceder entrevistas. Participaram ainda do evento o governador eleito do Rio, Wilson Witzel, e o futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, que assumirá a pasta indicado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro.

O STF começou a julgar na quarta-feira a suspensão do indulto assinado pelo presidente Michel Temer no ano passado e deverá concluir, na próxima quarta-feira 928), o julgamento da constitucionalidade da medida. O julgamento definitivo foi interrompido após as sustentações da Procuradoria-Geral da República (PGR), da Defensoria Pública da União (DPU) e de entidades em prol do direito de defesa.

Agência Brasil

Governo deverá ofertar 100 mil vagas para o Fies em 2019

Tânia Rêgo/Agência Brasil

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) deverá ofertar, em 2019, 100 mil vagas financiadas pelo governo. O número de vagas está em resolução publicada nesta sexta-feira (23) no Diário Oficial da União. A oferta está condicionada à disponibilidade de R$ 500 milhões provenientes do orçamento do Ministério da Educação.

A decisão foi tomada pelo Comitê Gestor do Fundo de Financiamento Estudantil e consta no Plano Trienal do Fies para o período de 2019 a 2021.

O Fies oferece financiamento com condições especiais no ensino superior privado para estudantes que atendam determinados critérios. Entre eles, está a exigência de ter tirado pelo menos 450 pontos e não podem ter zerado a redação no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), em uma ou mais edições desde 2010.

Novo Fies

O novo Fies foi anunciado no ano passado. O programa passou a ter uma modalidade financiada diretamente pela União, voltada para estudantes com renda familiar per capita mensal de até três salários mínimos, ou seja R$ 2.862, nos valores de 2018. Neste ano foram disponibilizadas também 100 mil vagas nessa modalidade.

As outras duas modalidades incluídas no P-Fies são financiadas com recursos de fundos constitucionais regionais e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O risco de crédito é assumido pelos bancos. Foram disponibilizadas, em 2018, 210 mil vagas. A partir do próximo ano, o P-Fies não terá um número definido de vagas, a oferta será condicionada à demanda.

Agência Brasil

Fonte: Blog do BG

LOCAIS

Fred Queiroz é entrevistado deste sábado do Cara a Cara com BG

O empresário Fred Queiroz é o convidado deste sábado do Cara a Cara com BG. Na entrevista, o potiguar fala, pela primeira vez, sobre a prisão dele durante a Operação “Manus”, deflagrada em junho de 2017. Não perca a primeira parte deste bate-papo emocionante com Bruno Giovanni. Durante o horário de verão, o programa começa uma hora mais cedo, às 17h50 aos sábados, e 8h aos domingos. ➡ Assista ao Cara a Cara com BG nos canais: 3.1 na TV aberta; 16 na Cabo Natal; e 522 na Net Digital.

Comments

Definido nome para subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, definiu hoje (23) o nome de Jorge Antônio de Oliveira Francisco para assumir a Subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República. Em nota, a assessoria de Bolsonaro informou que Oliveira é especialista em Direito Público, Gestão de Segurança Pública e em Assessoria e Consultoria Parlamentar.

Oliveira se formou em 1992 no Colégio Militar de Brasília e serviu por mais de 20 anos na Academia de Oficiais da Polícia Militar do Distrito Federal. Conhecido como SAJ, o departamento é um dos mais importantes do Palácio do Planalto pela prerrogativa de assessorar o presidente da República na elaboração, redação e tramitação de atos normativos, como medidas provisórias, projetos de lei e decretos.

O militar se especializou em legislação de trânsito, ambiental, direitos humanos e direito internacional humanitário. Oliveira também é formado em Direito e, em 2013, foi transferido para a reserva onde iniciou a atividade de advocacia, consultoria e assessoria jurídica.

O advogado atuou no Congresso Nacional desde 2003 como Assessor Parlamentar da PMDF, Assessor Jurídico no gabinete de Bolsonaro e também com Chefe de Gabinete e Assessor Jurídico do Deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito. É especialista em Direito Público, specialista em Gestão de Segurança Pública e especialista Docente em Assessoria e Consultoria Parlamentar.

Nessa quinta-feira (23), a indicação já era dada como certa no Palácio do Planalto. Durante evento que contou com a presença do presidente Michel Temer, o atual subchefe do setor, Gustavo do Vale Rocha, cumprimentou Oliveira e adiantou sobre o avanço das conversas entre as gestões atual e futura. “Tenho aqui a alegria de ter o doutor Jorge Oliveira, que será o novo SAJ a partir do ano que vem. Já estamos conversando para que a transição se dê da melhor forma possível”, disse.

Aplicativo Legis

Gustavo Rocha, que também é ministro dos Direitos Humanos, elogiou o fato de participar da cerimônia de lançamento do Aplicativo Legis ao lado de outros três ex-ocupantes do cargo: o ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Ives Gandra Martins Filho, e dos ministros do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes e Dias Toffoli, atual presidente da corte.

“Dr. Jorge, muito obrigado pela presença, seja bem-vindo […]. O grande diferencial do nosso aplicativo é justamente ele ser atualizado diariamente. E aqui já, doutor Jorge, a missão para o senhor na próxima gestão, esse aplicativo, se a gente acessar hoje, já estão os atos assinados ontem pelo presidente no campo chamado resenha, além de você poder usar de forma offline”, explicou ainda.

Agência Brasil

Comments

Municípios do interior do RN registram intensas chuvas

Vários municípios do interior do Rio Grande do Norte registraram intensas chuvas na tarde desta sexta-feira (23). Essas chuvas, consideradas atípicas nesse período, mas que podema contecer como chuvas de pré-temporada, foram registradas nas regiões do Vale do Assu e no Médio Oeste.

Chuvas pelo RN

São Rafael: 30,6 mm
Campo Grande: 26,8 mm
Major Sales: 11mm
José da Penha: 9,8 mm
Caraúbas: 2,8 mm
Itajá: 1,0 mm

Comments

Papo de Fogão recebe o Chef Joelson Leite, do Lotus Japanese, e Dona Marta Dantas

O Papo de Fogão deste sábado será com o Chef Joelson Leite, do Restaurante Lotus Japanese, que vai preparar um Tuna Tataki Trufado e falar um pouco sobre a cozinha fusion. E na Dica Rápida, terá a participação da Dona Marta, que vai fazer um bolo de limão que é maravilhoso.

Serviço

O programa Papo de Fogão vai ao ar a partir das 9h deste sábado (24), na TV Ponta Negra.

Comments

Sócio do Iate Clube do Natal, Lars Grael adere à atual gestão

O velejador Lars Grael, medalhista olímpico e sócio benemérito do Iate Clube do Natal, agora passa também a apoiar a atual gestão do clube. A confirmação foi dada durante um jantar na noite desta sexta-feira (23).

Lars está em Natal e participou de uma reunião com o comodoro Kaleb Freire com a diretoria do Clube. No encontro, ele confirmou o apoio à administração e garantiu o apoio para novas conquistas.

Fonte: Blog do BG

Por Anderson Barbosa, G1 RN

 


Navio atuneiro potiguar Oceano Pesca I possui cerca de 22 metros de comprimento — Foto: Cedida/Everton Padilha

Navio atuneiro potiguar Oceano Pesca I possui cerca de 22 metros de comprimento — Foto: Cedida/Everton Padilha

Um navio atuneiro potiguar, com cerca de 22 metros de comprimento e 10 tripulantes a bordo, foi atacado por um navio chinês que tem mais que o dobro do tamanho. Segundo o Sindicato da Indústria de Pesca do Rio Grande do Norte, o ataque aconteceu no final da manhã desta quinta (22) a 420 milhas da costa brasileira (676 quilômetros), já em águas internacionais. Não há feridos.

“Está acontecendo uma guerra no mar, uma guerra pelo atum”, disse Gabriel Calzavara, presidente do Sindpesca.

O sindicalista contou que o navio chinês bateu propositalmente no Oceano Pesca I, que é o nome da embarcação potiguar. “Por rádio, o comandante chinês disse, em português, que iria mandar ao fundo o navio brasileiro. E começou a se aproximar muito rapidamente, até bater”, afirmou.

G1 também falou com o dono da atuneiro. Everton Padilha disse que o Oceano Pesca I só não naufragou graças a uma proteção de poliuretano que serve como acondicionante térmico para manter os peixes frescos. “Abriu um buraco no casco. Como depois da chapa de aço tem essa camada de poliuretano, ela impediu que a água invadisse o interior do navio. O navio potiguar resistiu porque é novo e feito de aço. Senão, teria afundado, a tripulação estaria morta agora e ninguém jamais saberia o que havia acontecido”, acrescentou.

Por fim, Everton disse que a tripulação está bem, e que o navio já está retornando para Natal, devendo atracar na capital potiguar na manhã deste sábado (24). “Deveríamos passar 25 dias em alto-mar pescando atum. Agora, com o que aconteceu, estamos voltando com prejuízo”, ressaltou.

“É preciso que o governo brasileiro tome providências antes que o pior aconteça”, concluiu Gabriel.

A Marinha do Brasil informou que tomou conhecimento do incidente de navegação entre a embarcação “Oceano Pesca I” e um barco de pesca estrangeiro. Em nota, o órgão informou que a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte (CPRN), instaurou um inquérito para apurar causas, circunstâncias e responsabilidades do caso, bem como instruir ações nas instâncias adequadas.

Pesca do atum — Foto: AP Photo/Chris Park, Arquivo

Pesca do atum — Foto: AP Photo/Chris Park, Arquivo

O comércio

O presidente do Sindicato da Indústria de Pesca do Rio Grande do Norte explicou que em 1966 foi ciranda a Comissão Internacional para a Conservação do Atum no Atlântico, que dividiu a pesca do peixe por cotas entre os países. “Essa comissão avalia e também redivide essas cotas, para que nenhum país ultrapasse a quantidade estabelecida”, acrescentou.

Ainda de acordo com Gabriel Calzavara, já em 1982, surgiu a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, determinando que países costeiros têm prioridade na pesca em águas internacionais, o que privilegiou o Brasil. “Isso deixou os chineses zangados, e o resultado é essa guerra que estamos vivendo”, observou Gabriel.

O quilo do atum nobre, no mercado, custa em média R$ 30 — Foto: Cedida/Everton Padilha

O quilo do atum nobre, no mercado, custa em média R$ 30 — Foto: Cedida/Everton Padilha

Deixe uma resposta

Fechar Menu