ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA SEGUNDA-FEIRA

Por G1

 

Bolsonaro chega à Suíça para sua estreia em eventos internacionais. Aqui no Brasil, Mourão assume a presidência pela 1ª vez. O Ministério Público do RJ nega ter quebrado o sigilo de Flávio Bolsonaro. Um relatório de uma ONG mostra que o mundo ficou ainda mais desigual em 2018. Criminosos queimam ônibus, escolas e um caminhão de lixo no 20º dia de ataques no Ceará. O governo de Goiás decreta calamidade financeira. E a beleza do eclipse com “superlua” em fotos feitas no Brasil e em outras partes do mundo.

INTERNACIONAIS

Estreia internacional

O presidente Jair Bolsonaro chegou nesta segunda (21) à Suíça para participar do Fórum de Davos — Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro chegou nesta segunda (21) à Suíça para participar do Fórum de Davos — Foto: Alan Santos/PR

Bolsonaro desembarcou na Suíça, onde participa a partir de amanhã do Fórum Econômico Mundial de Davos. Na chegada ao hotel, concedeu a 1ª entrevista e disse que pretende mostrar no encontro com empresários e investidores as medidas que o governo está adotando para que o mundo “restabeleça a confiança” no Brasil. O presidente afirmou que buscará negócios “sem viés ideológico” e dará atenção especial ao agronegócio. Questionado sobre o discurso que fará amanhã, respondeu: “Discurso muito curto, objetivo, claro”, para dar “o recado mais amplo possível sobre o novo Brasil”.

Cirurgia

Depois que voltar da Suíça, Bolsonaro passará por cirurgia para retirar a bolsa de colostomia que usa desde setembro, quando levou uma facada. O procedimento está marcado para daqui a uma semana, e os médicos preveem 10 dias de recuperação. Neste período, o presidente vai despachar do hospital em São Paulo, segundo seu porta-voz.

Venezuela

O presidente falou também sobre a situação da Venezuela na entrevista em Davos. “Esperamos que rapidamente mude o governo da Venezuela”, afirmou. Hoje, a Justiça venezuelana anulou a nomeação de Juan Guaidó como presidente da Assembleia Nacional, controlada pela oposição e não reconhecida por Nicolás Maduro. Desde que assumiu o posto, no início do mês, Guaidó se tornou a principal liderança opositora do país. Ele pediu e recebeu apoio da comunidade internacional para tentar tirar Maduro do poder e convocar novas eleições.

Leia também

NACIONAIS

Mourão

Com a viagem de Bolsonaro a Davos, Mourão assumiu a presidência interinamente. Ele concedeu entrevistas em que falou sobre a reforma da Previdência e o decreto da posse de armas.

Flávio Bolsonaro

O Ministério Público do RJ negou ter quebrado o sigilo de Flávio Bolsonaro e afirmou que, além dele, mais 26 deputados estaduais são investigados com base nas informações prestadas pelo Conselho de Controle de Atividade Financeira (Coaf) sobre movimentações bancárias consideradas atípicas. O procurador-geral do estado, Eduardo Gussem, afirmou que o relatório do Coaf chegou ao MP “espontaneamente” em janeiro, após ser usado na operação Furna da Onça, um desdobramento da Lava Jato no RJ. “Tem 422 páginas, centenas de pessoas citadas, e cabe a nós analisar cada elemento.”

Apartamento

Flávio Bolsonaro afirmou ontem em entrevistas à Record e à Rede TV! que os 48 depósitos de R$ 2 mil em espécie identificados pelo Coaf em sua conta eram o pagamento da venda de um apartamento. Ele disse que usou a agência que fica na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) porque é o seu local de trabalho e que fracionou o valor para respeitar o limite permitido pelo banco para cada depósito. O senador eleito não foi perguntado, e por isso não respondeu, por que optou por fazer os depósitos fracionados, com diferença de minutos em cada operação, em vez de depositar o valor total de uma vez só na agência bancária em que tem conta.

Fabrício Queiroz

O ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Alerj recebeu indevidamente R$ 16,8 mil de auxílio-educação para uma das filhas, entre 2007 e 2011, quando trabalhava para o deputado estadual. O pagamento foi irregular porque Nathália Melo de Queiroz estava empregada — na Alerj, aliás –, e por isso não tinha direito ao benefício. Fabrício Queiroz devolveu o valor, em parcelas pagas até 2015, após um inquérito concluído em 2012 na Assembleia. O documento foi obtido com exclusividade pelo G1.

Mais desigualdade

A distância entre os mais ricos e os mais pobres aumentou ainda mais no ano passado, segundo o relatório anual da Oxfam. Conforme o estudo, a fortuna dos bilionários do mundo aumentou 12% em 2018 (cerca de US$ 900 bilhões), ou US$ 2,5 bilhões por dia, enquanto a metade mais pobre do planeta (3,8 bilhões de pessoas) viu sua riqueza reduzida em 11% no ano passado. Lançado às vésperas do Fórum de Davos, o relatório afirma ainda que o nº de bilionários quase dobrou desde a crise financeira de 2008: eram 1.125 e agora são 2.208.

Mapa das privatizações

O ano começou com perspectiva de avanço na agenda de privatizações e concessões no país, em meio à mudança nos governos, melhor cenário macroeconômico e também em razão de uma série de projetos herdados das administrações anteriores. Levantamento exclusivo do G1mostra que são ao menos 229 projetos em andamento hoje no Brasil. Veja os detalhes aqui.

Saiba mais

Polêmica na ciência

Investigadores chineses anunciaram que o cientista He Jiankui, que afirmou ter editado os genes de duas bebês para torná-las imunes ao HIV, agiu sozinho e “realizou a pesquisa ilegalmente para conseguir fama pessoal e lucro”. Ele foi demitido pela Universidade de Ciência e Tecnologia do Sul da China, onde trabalhava.

Chacina no RJ

9 pessoas foram assassinadas em 3 ataques a tiros ocorridos durante a madrugada em São Gonçalo e em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. Outros 4 ficaram feridos. A polícia investiga se a chacina foi provocada por um conflito entre traficantes da região.

Calamidade financeira

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, decretou calamidade financeira, o que permite alongar o pagamento de dívidas e gastar mais com pessoal. É o 7º estado brasileiro a recorrer à medida. O governo do estado afirma que não tem dinheiro para manter o funcionamento da máquina pública e que a arrecadação não é suficiente para cobrir as despesas.

Ceará

Criminosos incendiaram ônibus e um caminhão de lixo e atacaram escolas e uma subestação de energia no 20º dia consecutivo de violência no Ceará. Ninguém ficou ferido.

Criminosos destruíram subestação da Enel em São Benedito, no interior do Ceará — Foto: Arquivo pessoal

Criminosos destruíram subestação da Enel em São Benedito, no interior do Ceará — Foto: Arquivo pessoal

Fotos do eclipse

O eclipse com “superlua” dessa madrugada foi o 1º fenômeno astronômico do ano. Veja fotos do evento aqui no Brasil e em outras partes do mundo.

A foto combinada mostra a Lua completamente eclipsada, no centro, e as diferentes fases do eclipse lunar total conforme visto em Los Angeles, Califórnia. — Foto: Associated Press

A foto combinada mostra a Lua completamente eclipsada, no centro, e as diferentes fases do eclipse lunar total conforme visto em Los Angeles, Califórnia. — Foto: Associated Press

Agressão na avenida

A Vai-Vai decidiu expulsar o integrante da escola que aparece em um vídeo agredindo uma mulher durante ensaio técnico no Sambódromo do Anhembi, no fim de semana. O homem foi identificado como Anderson Roberto, conhecido como Pepê, e é diretor de bateria.

Carnaval

Dani Bolina exibe a tatuagem feita para a Vila Maria — Foto: Allison Valentin/Divulgação e Celso Tavares/G1

Dani Bolina exibe a tatuagem feita para a Vila Maria — Foto: Allison Valentin/Divulgação e Celso Tavares/G1

Também teve isso

 

STF ‘cancela’ decisão de Fux que enviou para Justiça Federal ação contra Renan

O Supremo Tribunal Federal (STF) “cancelou” nesta segunda-feira, 21, uma decisão do vice-presidente da Corte, ministro Luiz Fux, que havia encaminhado à Justiça Federal do Distrito Federal uma ação popular contra uma eventual candidatura do senador Renan Calheiros (MDB-AL) à presidência da Casa. Segundo o sistema de andamento processual da Corte, houve um “lançamento indevido” na divulgação da decisão do ministro.

Depois do “equívoco”, o site oficial da Suprema Corte retirou do ar a matéria escrita pela Secretaria de Comunicação, que havia divulgado na internet o teor da decisão agora “cancelada” de Fux Procurado pela reportagem, o gabinete do ministro não havia se manifestado sobre o episódio até a publicação deste texto. A Secretaria de Comunicação ainda não se pronunciou sobre a remoção da matéria.

Em abril de 2016, o STF divulgou por engano uma decisão em elaboração do ministro Marco Aurélio Mello, que envolvia a análise de uma denúncia contra Michel Temer por suposto crime de responsabilidade.

Investigações

A ação contra Renan foi movida por Rubens Alberto Gatti Nunes, coordenador nacional do Movimento Brasil Livre (MBL), que sustenta que o emedebista “não possui bons antecedentes na Justiça Brasileira”, já que “responde a inúmeras investigações” perante o Supremo. O senador é alvo de 14 inquéritos na Suprema Corte.

A eleição para a presidência do Senado está marcada para 1º de fevereiro.

Na decisão agora “cancelada”, assinada na última sexta-feira, 18, Fux observou que a ação popular é um “importante mecanismo de democracia participativa”, mas ressaltou que são necessários requisitos para que ela seja apreciada pela Suprema Corte. “Na verdade, a ação popular ora proposta não se enquadra em nenhuma das hipóteses de competência originária desta Corte”, frisou Fux, que está comandando o plantão do Supremo até o final deste mês.

O coordenador do MBL acionou a Suprema Corte para impedir a candidatura de Renan Calheiros, definida por Rubens como “um ato claramente imoral ante a extensa lista de investigações criminais que o parlamentar responde por atos de improbidade administrativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro”.

“A possibilidade de o Senador Renan Calheiros se candidatar ao cargo de Presidente do Senado e, eventualmente, ocupar a presidência do Congresso Nacional, atenta mortalmente contra a moralidade administrativa, as instituições democráticas, a Pátria e contra o povo dessa nação”, sustenta Rubens Nunes.

Estadão Conteúdo

Comments

Ibovespa e dólar encerram o dia estáveis

Foto: Agência Brasil

O Ibovespa, principal índice do desempenho das ações negociadas na B3, antiga BM&F, encerrou o pregão de hoje (21) com leve queda de 0,09%, aos 96.009 pontos. O recorde do índice é 96.096 pontos, atingido na última sexta-feira (18).

Entre as ações que compõem o Ibovespa, as que mais se valorizaram foram as da Localiza ON (3,59%), da Suzano (2,77%) e da Cielo ON (2,21%). As que mais perderam valor foram as da Estácio (-5,12%), Magazine Luiza (-4,13%) e da B2w Digital (-3,26%). Os papéis da Petrobras, com valorização de 0,51%, e da Vale ON (0,95%) foram os mais negociados.

O dólar comercial encerrou o dia financeiro com leve elevação de 0,07%, cotado a R$ 3,75. O euro fechou com valorização de 0,34%, valendo R$ 4,28.

Comments

Simone Tebet vai disputar com Renan indicação do MDB à presidência do Senado

Vista como uma espécie de “plano B” do MDB, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) decidiu se antecipar e oficializou, nesta segunda-feira, 21, sua intenção de disputar contra o senador Renan Calheiros (MDB-AL) a preferência da bancada do partido para eleição de presidente do Senado. Renan é um dos nomes fortes para a disputa, mas considerado parlamentar hostil ao governo Jair Bolsonaro.

Simone conversou com o presidente do MDB, Romero Jucá (RR), e comunicou suas intenções no fim da tarde desta segunda-feira. O movimento não estava previsto até a semana passada e a senadora era tratada como uma espécie de alternativa a Renan, já que ele sofre resistência de parte da opinião pública por estar identificado com a “velha política”. Em nota na qual anunciou sua decisão, Simone faz referência justamente ao “recado das urnas”, em tom de contraposição à candidatura do alagoano.

“Coloco minha candidatura em defesa da independência, da autonomia, da soberania do Senado, que será a ponte de travessia para todas as saídas econômicas, sociais, regionais e políticas para o País. É preciso resgatar e fortalecer o papel constitucional do Senado Federal. Além disso, devemos absorver o recado das urnas, que clamou por renovação na política e, consequentemente, no Senado”, disse em nota. “É um novo tempo, são novos ventos. É hora de olhar para a frente e nos reinventarmos, sob pena de sucumbirmos. Há um clamor por renovação. Por isso, coloco a minha candidatura na bancada”.

A bancada do MDB irá decidir se indica Renan, Simone ou eventuais outros candidatos do partido a partir da próxima terça-feira, 29, quando os emedebistas vão iniciar o debate para saber quem é a melhor opção. Ao todo, o MDB terá 12 parlamentares a partir de 2019 e, atualmente, a bancada estaria dividida. Até a semana passada, interlocutores de Simone enxergavam uma leve vantagem para Renan, mas agora dizem que o cenário oscila entre empate ou vantagem para ela. “Sabemos da importância que o Senado terá na travessia desse novo momento pelo qual o País está atravessando”, complementa a nota.

A candidatura de Simone é vista com simpatia até mesmo por candidaturas lançadas em oposição a Renan. O senadores Major Olímpio (PSL-SP) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) já chegaram a declarar ao Estadão/Broadcast que podem abrir mão de suas candidaturas ao comando da Casa se o MDB optar pelo nome da senadora do Mato Grosso do Sul.

Mais cedo, Renan usou o Twitter para dizer que não tem intenção de ser novamente presidente do Senado Federal. “Os alagoanos me reelegeram para ser um bom senador, não presidente”, afirmou. “Já fui várias vezes (presidente do Senado), em momentos também difíceis. A decisão caberá à bancada, e temos outros nomes”, escreveu Renan, que já presidiu a Casa por quatro vezes.

Estadão Conteúdo

VÍDEO de Flávio Bolsonaro chorando não tem relação com depósitos em conta; gravação cortada e compartilhada nas redes ainda comete outras gafes

Flavio Bolsonaro enxuga as lágrimas com uma bandeira do Brasil ao falar do pai em uma ‘live’ no Facebook – 07/09/2018 (Reprodução/Youtube)

Um vídeo compartilhado nas redes sociais nas últimas horas traz o deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) chorando e enxugando suas lágrimas na bandeira brasileira, com a insinuação de que se trata de uma reação do político às últimas notícias a respeito da investigação do Ministério Público sobre seu ex-assessor Fabrício Queiroz, o que não é verdade.

A gravação ocorreu em setembro de 2018, dias depois do pai de Flavio, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) sofrer um atentado à faca durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG). O trecho selecionado e divulgado nas redes é de um faixa de 38 segundos em que o senador eleito, emocionado, não faz nenhum comentário.

Na sequência de onde o vídeo foi cortado, como mostra a íntegra do vídeo publicada por um canal no YouTube, ele comenta sobre a saúde do pai. “Ele vai ficar bem. Obrigado a todo mundo que nos ajudou, daqui a pouco eu estarei em São Paulo para acompanhar ele e dar mais informações. Continuem as orações”, pede Flávio Bolsonaro.

Perfil onde a gravação alcançou o maior número de visualizações, mais de 27.000 até a tarde desta segunda-feira 21, o Jornalistas Livres critica o político por “sujar nossa bandeira com essas lágrimas fakes de crocodilo” e pede explicações sobre “os sete milhões que teu super amigo Queiroz, o motorista, depositou na tua conta”.

Na verdade, relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou depósitos de 96.000 reais, e não de sete milhões de reais, na conta do senador eleito. Esse valor diz respeito ao que Fabrício Queiroz movimentou em sua conta bancária, contando entradas e saídas, ao longo de um período de três anos, o que foi considerado “atípico” pelo Coaf, por ser incompatível com a renda mensal do ex-assessor.

Veja mais: Ex-atleta que comprou imóveis confirma pagamentos a Flávio Bolsonaro: “como recebi aos poucos, fui pagando aos poucos”; declaração corrobora versão do senador eleito

O vídeo cortado, apenas com os segundos do choro, foi republicado por outras páginas. A “Globo não mamãe” diz que o senador eleito “chora fake news para que os ingênuos acreditem em sua inocência”. Já um outro usuário afirma se tratar de um trecho da entrevista que Flávio Bolsonaro concedeu à RecordTV na noite deste domingo 20, o que também não é verdade.

Blog Me Engana que eu Posto – Veja

Fonte: Blog do BG

 

LOCAIS

Médio Oeste potiguar: chuvas alteram cor da água em cidades

FOTO: CAERN/ADM

As cidades de Triunfo Potiguar, Paraú, Janduís, Campo Grande, Messias Targino e Patu estão com a cor da água alterada em função das chuvas. A Adutora Médio Oeste possui sua captação na barragem Armando Ribeiro Gonçalves que vem recebendo chuvas nos últimos dias. A mistura da água do manancial com a das chuvas provoca a mudança na cor. Este fato é registrado normalmente em período de inverno.

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) faz o tratamento da água conforme a legislação vigente para garantir potabilidade ao produto. Os parâmetros atendidos incluem turbidez, PH, coliformes, entre outros. A Caern continuará fazendo esforços para melhorar a cor da água oferecida a população. Mesmo com as chuvas que vêm caindo, a barragem Armando Ribeiro está com 20,37% da sua capacidade. Os dados da situação volumétrica são desta segunda-feira (21) e está disponível no site da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh).

 

TRE-RN empossa novos membros da corte eleitoral nesta quinta-feira

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) realiza nesta quinta-feira (24) a sessão solene de posse do juiz Ricardo Tinôco de Góes, que assumirá o cargo de membro da corte deste Regional Eleitoral. Ele substituirá o juiz André Luís de Medeiros Pereira, que encerra o seu biênio em 23 de janeiro de 2019. Na ocasião, também será realizada a posse da juíza Érika de Paiva Duarte Tinôco, que ocupará o cargo de membro suplente. O evento acontece às 14h, no Plenário da sede do TRE-RN, localizada na Av. Rui Barbosa, 215, Tirol.

A escolha dos magistrados para assumir as vagas foi feita pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJ-RN). O juiz Ricardo Tinoco, que já integrava a corte eleitoral anteriormente como membro suplente do juiz André Pereira, fala da satisfação em assumir essa nova missão. “É com muita honra que integrarei, como membro titular, a Corte Eleitoral do meu estado. Estou ciente da responsabilidade que esse mandato encerra e da natureza da sua função, em especial ao propósito de bem contribuir para a construção colegiada das decisões do Tribunal. Sou muito grato aos Desembargadores que integram o Tribunal de Justiça que, à unanimidade, me elegeram para esse múnus. Procurarei exercê-lo, assim, com toda dignidade e com a exata consciência do seu significado público e institucional”, garantiu.

A juíza Érika Paiva, que atua como Juíza Auxiliar da Presidência na gestão atual, relata a expectativa em desempenhar uma nova função. “Receberei a nova missão com grande honra e com o compromisso de trabalhar com retidão e com os olhos voltados para os princípios que garantam o exercício da democracia, sempre que for convocada”, afirmou.

Sobre o juiz Ricardo Tinoco

Com uma impecável carreira jurídica, o juiz Ricardo Tinôco coleciona muitos marcos ao longo de seus anos de magistratura. Em1994, assumiu as funções de Juiz Eleitoral da Comarca de Taipu. Dois anos depois, em 1996, foi promovido, pelo critério de merecimento, do cargo de Juiz de Direito da Comarca de Taipu para o cargo de Juiz de Direito da Comarca de Areia Branca/RN. Em 1997 foi transferido da Comarca de Areia Branca para a Comarca de Parelhas. Em 1999, passou a atuar na 1ª Vara Cível da Comarca de São Gonçalo do Amarante, no mesmo cargo. Já no ano seguinte, em 2000, foi designado para assumir o Juízo Eleitoral da 51ª Zona no biênio compreendido entre 01/03/2000 a 28/02/2002. Em novembro de 2013, foi designado para o exercício da jurisdição da 1ª Zona Eleitoral (Natal/RN). Em 2017, foi indicado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte para compor a a Corte do TRE-RN no cargo de Juiz Substituto do juiz André Pereira, durante o biênio 2017/2019. Em janeiro de 2018, ele, juntamente com os Juízes Almiro José da Rocha Lemos e Adriana Cavalcanti Magalhães Faustino Ferreira, foi designado para exercer a função de Juiz Auxiliar.

Sobre a juíza Érika de Paiva

Em 2000, a juíza Érika de Paiva assumiu as atividades jurisdicionais na Comarca de Afonso Bezerra, como Juíza de Direito Substituta. Já no ano seguinte, em 2001, a juíza foi promovida para o cargo de Juíza Substituto para o cargo de Juíza de Direito da Comarca de Touros. Em 2005, tomou posse e entrou em exercício na Comarca de São José de Mipibú/RN – 7ª Zona. Em setembro de 2018, passou a exercer as funções de Juíza Auxiliar da Presidência deste Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte.

Por G1 RN


Fátima Bezerra se reuniu com senadores e deputados federais para tratar da questão financeira do Rio Grande do Norte — Foto: Elisa Elsie

Fátima Bezerra se reuniu com senadores e deputados federais para tratar da questão financeira do Rio Grande do Norte — Foto: Elisa Elsie

A governadora Fátima Bezerra se reuniu nesta segunda-feira (21), em Natal, com deputados e senadores potiguares para discutir a liberação de recursos que precisam ser autorizados pelo Governo Federal. De acordo com Secretaria de Comunicação do Governo, Fátima obteve o compromisso dos parlamentares para obtenção dos recursos extras.

Na reunião, ficou definido que deputados federais e senadores vão assinar, junto com a governadora, um pedido de audiência com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Ao lado dos auxiliares que compõem o Comitê de Gestão e Eficiência da administração, Fátima Bezerra explicou como recebeu o Estado e informou as medidas do Plano de Recuperação Fiscal – lançado no segundo dia da gestão e já em execução. Segundo a governadora, há necessidade de obtenção de recursos não previstos em orçamento.

Na ocasião, os secretários da área econômica apresentaram à bancada a situação financeira e fiscal do Rio Grande do Norte, que tem débitos de R$ 2,3 bilhões referentes aos pagamentos de servidores e fornecedores e previsão de deficit de R$ 1,8 bilhão no orçamento para 2019.

Fátima Bezerra pediu a união e o apoio das bancadas para as medidas que precisarão ser adotadas junto ao Governo Federal, como a liberação dos recursos da antecipação dos royalties do petróleo, a aprovação da repartição com Estados e municípios da cessão onerosa pela exploração de gás e petróleo, conclusão de obras como a Reta Tabajara, o complexo da Avenida Maria Lacerda e de obras de habitação e de segurança hídrica como a conclusão da barragem de Oiticica, no município de Jucurutu.

A governadora disse que o Governo “é do diálogo, aberto a críticas e sugestões” e pediu “o acesso direto, respeitoso e permanente” aos parlamentares. “Este é o meu sentimento e deve ser o dos secretários e auxiliares. Esta mesma disposição estamos tendo em relação aos poderes Judiciário e Legislativo. Queremos a bancada sempre unida em defesa do nosso Estado”, afirmou.

O deputado federal João Maia (PR) afirmou que “a bancada federal pode ajudar muito junto à União para o Estado fechar as contas do passado e equilibrar o presente”.

O deputado Eliéser Girão (PSL) disse que a bancada potiguar estará unida em Brasília. “A situação financeira de hoje gera instabilidade e o caos social. Com certeza estaremos somando esforços para a superação dos problemas. Se a união da bancada não funcionou no passado, 2019 será o ano e a hora dessa união. Não tenham dúvidas que o nosso trabalho será em prol do Rio Grande do Norte”, declarou.

Também estiveram no encontro a deputada Natália Bonavides (PT), o deputado Beto Rosado (PP), a senadora Zenaide Maia (PHS) e o senador Jean-Paul Prates (PT). Participaram da reunião ainda o vice-governador Antenor Roberto (PCdoB) e integrantes do Comitê Gestor – secretários de Estado do Gabinete Civil, Raimundo Alves, da Administração, Virgínia Ferreira, da Tributação, Carlos Eduardo Xavier, controlador geral, Pedro Lopes, procurador geral, Luiz Antonio Marinho.

Fonte: G1RN

Por Igor Jácome, G1 RN

 


Corredor do Hospital Municipal de Areia Branca, que investiu R$ 482,18 por habitante em 2017 — Foto: Prefeitura de Areia Branca/Divulgação

Corredor do Hospital Municipal de Areia Branca, que investiu R$ 482,18 por habitante em 2017 — Foto: Prefeitura de Areia Branca/Divulgação

Mais da metade dos municípios do Rio Grande do Norte gasta menos de R$ 403,12 por habitante, anualmente, quando o assunto é saúde. Esse valor foi a média investida pelas cidades brasileiras na área em 2017, segundo o Conselho Federal de Medicina (CFM). Um total de 95, das 167 cidades potiguares, que representam 56% do total, desembolsaram valores abaixo da média nacional.

Mesmo assim, a média de investimentos do estado é de R$ 421,32 – valor acima da nacional – puxada pelos maiores valores. Isso porque, enquanto há cidades que gastam menos de R$ 150, outras ultrapassam os R$ 2 mil dispensados por habitante. A discrepância entre o município que mais gasta com saúde e o que menos gasta, chegou a 1.524%, no estado.

Guamaré, na região da Costa Branca, desembolsou R$ 2.298,86 por habitante e ficou na sexta colocação entre todos os municípios brasileiros, no ranking dos que mais gastam com saúde per capita. Por outro lado, Canguaretama, no Litoral Sul potiguar, foi a quem menos gastou com cada habitante, no estado: R$ 141,53.

Os 10 municípios que mais gastam em Saúde (per capita) no RN

  1. Guamaré – R$ 2.298,86
  2. São Bento do Norte – R$ 1.481,29
  3. Bodó – R$ 1.178,36
  4. Ipueira – R$ 1.123,26
  5. Galinhos- R$ 969,64
  6. Pedra Grande – R$ 946,90
  7. Viçosa – R$ 865,18
  8. Severiano Melo – R$ 836,04
  9. Rafael Godeiro – R$ 817,09
  10. Lagoa de Velhos – R$ 813,27

Os 10 municípios que menos gastam em Saúde (per capita)

  1. Canguaretama – R$ 141,53
  2. São José de Mipibu – R$ 148,55
  3. Nísia Floresta- R$ 149,84
  4. Apodi – R$ 153,66
  5. Nova Cruz – R$ 159,01
  6. Touros – R$ 166,96
  7. Caraúbas – R$ 172,07
  8. Montanhas – R$ 175,35
  9. Luís Gomes – R$ 178,39
  10. Monte Alegre- R$ 183,03

A média dos municípios também varia de acordo com a quantidade populacional. As cidades com mais de 500 mil habitantes, por exemplo, tiveram média de R$ 425,84 investidos por habitante, no país. Natal, que tem mais de 885 mil, ficou bem abaixo desse valor, com R$ 362,99. Nesse quesito, o estado ficou abaixo da média nacional em todas as faixas populacionais.

O levantamento do Conselho Federal Medicina (CFM), considerou os valores aplicados pelos gestores municipais com recursos próprios em Ações e Serviços Públicos de Saúde (ASPS), declaradas no Sistema de Informações sobre os Orçamentos Públicos em Saúde (Siops), do Ministério da Saúde.

Trata-se de um desdobramento do trabalho divulgado em novembro do ano passado, quando o Conselho Federal de Medicina apontou que o “Brasil gasta R$ 3,48 ao dia com a saúde de cada habitante”. No RN, o poder público gasta o equivalente a R$ 2,60, de acordo com o mesmo estudo.

Média de gasto municipal segundo porte do município no RN

Porte Nº municípios do RN Média do Brasil Média RN
Até 5 mil habitantes 49 R$ 779,21 R$ 647,27
De 5 mil e 10 mil hab. 45 R$ 449,30 R$ 346,93
De 10 e 25 mil hab. 50 R$ 357,03 R$ 342,06
De 25 a 50 mil hab. 15 R$ 326,42 R$ 244,95
De 50 a 100 mil hab. 4 R$ 329,14 R$ 257,92
De 100 a 500 mil hab. 3 R$ 389,45 R$ 287,09
Acima de 500 mil hab. 1 R$ 425,84 R$ 362,99
Total 167 403,37 R$ 421,32

Veja quanto investiu cada cidade do RN, por habitante

Cidade – gasto per capita – população

  • Acari – R$ 200,82 – 11.333 hab.
  • Açu – R$ 280,62 – 58.183 hab.
  • Afonso Bezerra – R$ 310,55 – 11.211 hab.
  • Água Nova – R$ 501,90 – 3.260 hab.
  • Alexandria – R$ 219,34 – 13.827 hab.
  • Almino Afonso – R$ 470,60 – 4.854 hab.
  • Alto do Rodrigues – R$ 493,11 – 14.365 hab.
  • Angicos- R$ 190,03 – 11.909 hab.
  • Antônio Martins – R$ 436,21 – 7.237 hab.
  • Apodi – R$ 153,66 – 36.323 hab.
  • Areia Branca – R$ 482,18 – 27.401 hab.
  • Arez- R$ 480,23 – 14.307 hab.
  • Augusto Severo – R$ 231,18 – 9.768 hab.
  • Baía Formosa- R$ 435,97 – 9.309 hab.
  • Baraúna- R$ 325,95 – 28.085 hab.
  • Barcelona – R$ 575,56 – 4.064 hab.
  • Bento Fernandes – R$ 304,73 – 5.527 hab.
  • Bodó – R$ 1.178,36- 2.307 hab.
  • Bom Jesus – R$ 269,16 – 10.254 hab.
  • Brejinho – R$ 267,26 – 12.720 hab.
  • Caiçara do Norte – R$ 222,36 – 6.624 hab.
  • Caiçara do Rio do Vento – R$ 552,47 – 3.680 hab.
  • Caicó – R$ 297,30 – 68.222 hab.
  • Campo Redondo – R$ 198,38 – 11.244 hab.
  • Canguaretama – R$ 141,53 – 34.267 hab.
  • Caraúbas – R$ 172,07 – 20.707 hab.
  • Carnaúba dos Dantas – R$ 376,50 – 8.188 hab.
  • Carnaubais – R$ 403,81 – 10.715 hab.
  • Ceará‐Mirim – R$ 186,87 – 73.849 hab.
  • Cerro Corá – R$ 468,58 – 11.344 hab.
  • Coronel Ezequiel – R$ 450,94 – 5.593 hab.
  • Coronel João Pessoa – R$ 483,69 – 4.980 hab.
  • Cruzeta- R$ 345,12 – 8.147 hab.
  • Currais Novos – R$ 273,94 – 45.228 hab.
  • Doutor Severiano – R$ 237,53 – 7.190 hab.
  • Encanto – R$ 425,18 – 5.666 hab.
  • Equador- R$ 434,31 – 6.119 hab.
  • Espírito Santo- R$ 249,65 – 10.702 hab.
  • Extremoz – R$ 228,39 – 28.331 hab.
  • Felipe Guerra- R$ 590,91 – 6.052 hab.
  • Fernando Pedroza – R$ 581,45 – 3.072 hab.
  • Florânia – R$ 350,61 – 9.262 hab.
  • Francisco Dantas – R$ 658,07 – 2.890 hab.
  • Frutuoso Gomes- R$ 745,80 – 4.180 hab.
  • Galinhos- R$ 969,64 – 2.715 hab.
  • Goianinha – R$ 297,25 – 26.068 hab.
  • Governador Dix‐Sept Rosado – R$ 441,25 – 13.157 hab.
  • Grossos- R$ 377,79 – 10.386 hab.
  • Guamaré – R$ 2.298,86- 15.309 hab.
  • Ielmo Marinho – R$ 278,74 – 13.714 hab.
  • Ipanguaçu – R$ 346,90 – 15.464 hab.
  • Ipueira – R$ 1.123,26 – 2.251 hab.
  • Itajá – R$ 347,36 – 7.571 hab.
  • Itaú – R$ 313,46 – 5.930 hab.
  • Jaçanã – R$ 320,64 – 9.068 hab.
  • Jandaíra – R$ 418,19 – 6.942 hab.
  • Janduís – R$ 487,09 – 5.386 hab.
  • Januário Cicco – R$ 239,67 – 0.096 hab.
  • Japi – R$ 427,86 – 5.247 hab.
  • Jardim de Angicos- R$ 566,44 – 2.663 hab.
  • Jardim de Piranhas – R$ 340,21 – 14.858 hab.
  • Jardim do Seridó – R$ 243,46 – 12.579 hab.
  • João Câmara – R$ 187,95 – 35.087 hab.
  • João Dias – R$ 544,24 – 2.695 hab.
  • José da Penha – R$ 304,05 – 363 hab.
  • Jucurutu – R$ 334,21 – 18.530 hab.
  • Jundiá – R$ 537,46 – 3.910 hab.
  • Lagoa d’Anta – R$ 339,71 – 6.793 hab.
  • Lagoa de Pedras – R$ 207,60 – 7.579 hab.
  • Lagoa de Velhos – R$ 813,27 – 2.771 hab.
  • Lagoa Nova – R$ 294,73 – 15.590 hab.
  • Lagoa Salgada – R$ 304,45- 8.269 hab.
  • Lajes – R$ 228,16 – 11.316 hab.
  • Lajes Pintadas – R$ 514,70 – 4.822 hab.
  • Lucrécia – R$ 558,69 – 4.002 hab.
  • Luís Gomes – R$ 178,39 – 10.211 hab.
  • Macaíba – R$ 266,88 – 80.031 hab.
  • Macau – R$ 466,46 – 31.859 hab.
  • Major Sales – R$ 558,68- 4.002 hab.
  • Marcelino Vieira – R$ 277,22 – 8.492 hab.
  • Martins – R$ 190,50 – 8.793 hab.
  • Maxaranguape – R$ 327,25 – 12.223 hab.
  • Messias Targino – R$ 456,04 – 4.608 hab.
  • Montanhas – R$ 175,35 – 11.503 hab.
  • Monte Alegre – R$ 183,03 – 22.462 hab.
  • Monte das Gameleiras- R$ 735,47 – 2.178 hab.
  • Mossoró – R$ 329,89 – 295.619 hab.
  • Natal – R$ 362,99 – 885.180 hab.
  • Nísia Floresta – R$ 149,84 – 27.372 hab.
  • Nova Cruz – R$ 159,01 – 37.695 hab.
  • Olho‐d’Água do Borges – R$ 411,03 – 4.349 hab.
  • Ouro Branco -R$ 405,24 – 4.882 hab.
  • Paraná -R$ 635,94 – 4.276 hab.
  • Paraú – R$ 421,27 -3.859 hab.
  • Parazinho – R$ 623,06 – 5.258 hab.
  • Parelhas- R$ 208,76 -21.669 hab.
  • Parnamirim – R$ 299,01 – 254.709 hab.
  • Passa e Fica – R$ 296,04 – 13.099 hab.
  • Passagem – R$ 521,99 – 3.109 hab.
  • Patu – R$ 231,27 -12.844 hab.
  • Pau dos Ferros – R$ 263,72 – 30.452 hab.
  • Pedra Grande – R$ 946,90 – 3.356 hab.
  • Pedra Preta – R$ 810,67- 2.532 hab.
  • Pedro Avelino- R$ 361,51 – 6.938 hab.
  • Pedro Velho – R$ 297,50 – 14.954 hab.
  • Pendências – R$ 495,95- 15.083 hab.
  • Pilões – R$ 622,30- 3.836 hab.
  • Poço Branco – R$ 425,82 – 15.418 hab.
  • Portalegre – R$ 291,51 – 7.909 hab.
  • Porto do Mangue – R$ 654,83 – 6.789 hab.
  • Presidente Juscelino – R$ 223,89- 10.099 hab.
  • Pureza – R$ 240,78- 9.568 hab.
  • Rafael Fernandes -R$ 293,84 – 5.115 hab.
  • Rafael Godeiro – R$ 817,09 – 3.234 hab.
  • Riacho da Cruz – R$ 724,40 – 3.566 hab.
  • Riacho de Santana- R$ 580,08 – 4.277 hab.
  • Riachuelo – R$ 297,02 – 8.075 hab.
  • Rio do Fogo – R$ 487,05 – 10.901 hab.
  • Rodolfo Fernandes – R$ 560,85 – 4.545 hab.
  • Ruy Barbosa – R$ 475,27 – 3.669 hab.
  • Santa Cruz – R$ 228,82 – 39.667 hab.
  • Santa Maria – R$ 297,26 – 5.500 hab.
  • Santana do Matos- R$ 250,86 – 13.289 hab.
  • Santana do Seridó- R$ 739,57 – 2.701 hab.
  • Santo Antônio – R$ 223,76 – 24.220 hab.
  • São Bento do Norte – R$ 1.481,29 – 2.846 hab.
  • São Bento do Trairí – R$ 680,62 – 4.425 hab.
  • São Fernando- R$ 573,43 – 3.617 hab.
  • São Francisco do Oeste- R$ 445,16 – 4.238 hab.
  • São Gonçalo do Amarante – R$ 232,36 – 101.492 hab.
  • São João do Sabugi – R$ 255,91 – 6.260 hab.
  • São José de Mipibu – R$ 148,55 – 43.995 hab.
  • São José do Campestre- R$ 250,76 – 13.007 hab.
  • São José do Seridó- R$ 394,32 – 4.643 hab.
  • São Miguel – R$ 194,08 – 23.610 hab.
  • São Miguel do Gostoso – R$ 287,16 – 9.606 hab.
  • São Paulo do Potengi – R$ 257,03 – 17.572 hab.
  • São Pedro – R$ 253,20 – 6.139 hab.
  • São Rafael – R$ 304,81 – 8.343 hab.
  • São Tomé – R$ 226,92 – 11.223 hab.
  • São Vicente – R$ 383,12 – 6.469 hab.
  • Senador Elói de Souza -R$ 298,81 – 6.188 hab.
  • Senador Georgino Avelino – R$ 435,35 – 4.423 hab.
  • Serra de São Bento – R$ 351,80 – 5.870 hab.
  • Serra do Mel – R$ 492,62 – 11.838 hab.
  • Serra Negra do Norte – R$ 252,11 – 8.175 hab.
  • SerrinhaR$ 291,88 – 6.422 hab.
  • Serrinha dos Pintos – R$ 574,51 – 4.841 hab.
  • Severiano Melo – R$ 836,04 – 3.150 hab.
  • Sítio Novo – R$ 402,79 – 5.528 hab.
  • Taboleiro Grande – R$ 790,68 – 2.566 hab.
  • Taipu – R$ 309,31 – 12.428 hab.
  • Tangará- R$ 255,51 – 15.866 hab.
  • Tenente Ananias – R$ 369,89 – 10.814 hab.
  • Tenente Laurentino Cruz – R$ 420,72 -5.912 hab.
  • Tibau – R$ 771,50 – 4.100 hab.
  • Tibau do Sul – R$ 505,16 – 13.895 hab.
  • Timbaúba dos Batistas – R$ 583,55 – 2.437 hab.
  • Touros – R$ 166,96 – 34.043 hab.
  • Triunfo Potiguar – R$ 478,86 – 3.327 hab.
  • Umarizal- R$ 204,75 – 10.781 hab.
  • Upanema – R$ 367,24 – 14.609 hab.
  • Várzea – R$ 270,08 – 5.554 hab.
  • Venha‐Ver – R$ 381,97 – 4.187 hab.
  • Vera Cruz – R$ 317,68 – 12.371 hab.
  • Viçosa – R$ 865,18 – 1.731 hab.
  • Vila Flor – R$ 624,07 – 3.173 hab.

Deixe uma resposta

Fechar Menu