ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA SEGUNDA-FEIRA

Por G1 — Brasília

 


Embedded video

Michel Temer

@MichelTemer

Feliz Natal!

O presidente Michel Temer disse nesta segunda-feira (24), em pronunciamento de Natal transmistido por rede de rádio e televisão, que gostaria de ter deixado “um Brasil ainda melhor”, mas afirmou que se despede do mandato com a “consciência do dever cumprido”.

O mandato do presidente termina no próximo dia 31. No dia 1º, o presidente eleito Jair Bolsonaro toma posse.

“Tenham certeza: gostaria de ter dado um Brasil ainda melhor a todos vocês. Mas também podem estar certos de que não poupei esforços nem energia e sei que entrego um Brasil muito melhor do que aquele que recebi. Ficam as reformas e os avanços, que já colocaram o nosso país em um novo tempo. Saio com a alma leve e a consciência do dever cumprido”, afirmou Temer.

Temer durante discurso em Foz do Iguaçu (PR) na sexta-feira (21) — Foto: Cesar itiberê/PR

Temer durante discurso em Foz do Iguaçu (PR) na sexta-feira (21) — Foto: Cesar itiberê/PR

O presidente assumiu de forma interina em 12 de maio de 2016, quando a então presidente Dilma Rousseff foi afastada pelo processo de impeachment. Após a cassação do mandato de Dilma, em agosto daquele ano, Temer passou a ocupar em definitivo a Presidência.

Ao longo de dois anos e meio de mandato, como ressaltou em diversas declarações, Temer buscou dar um caráter reformista ao seu governo.

Entre os principais projetos que conseguiu aprovar no Congresso estão o teto de gastos públicos, a reforma do ensino médio e a reforma trabalhista.

No entanto, não conseguiu levar adiante a reforma da Previdência, considerada uma das mais importantes pela equipe econômica da gestão Temer.

O presidente sofreu um forte desgaste político em maio de 2017, quando vieram a público as delações de executivos da JBS e uma gravação, feita por um dos donos do grupo, Joesley Batista, de uma conversa com Temer.

O material da JBS serviu de base para a Procuradoria-Geral da República apresentar duas denúncias contra o presidente, que foram barradas na Câmara no segundo semestre de 2017.

Na semana passada, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apresentou uma terceira denúncia contra Temer, sobre supostas irregularidades para favorecer empresas do setor de portos.

No pronunciamento, Temer disse que não iria falar do que foi feito em seu governo nem de como viveu os últimos anos. “Isso cabe ao tempo demonstrar”, afirmou. Ele agradeceu o suporte de familiares e ministros.

“Agradecer à minha família, por ter me ajudado a vencer os desafios que se apresentaram pelo caminho. Agradecer aos meus ministros, a toda a minha equipe, homens e mulheres de valor, que estiveram em todos os momentos ao meu lado e sempre me ajudaram a dar a volta por cima”, disse o presidente.

Ele também agradeceu os brasileiros, tantos os que o apoiaram quanto aqueles que o criticaram.

“E, é claro, agradecer a todos os brasileiros. Indistintamente. Aos que me apoiaram e também aos que não me apoiaram. Porque democracia é isso. É poder pensar e provar que é possível fazer mais pelo Brasil e pela vida de todos, independentemente das dificuldades, das barreiras impostas”, afirmou Temer.

Íntegra

Leia abaixo a íntegra do pronunciamento do presidente:

Boa noite a todos!

Dentro de mais alguns dias, encerro o meu mandato como presidente do Brasil. Mas hoje não estou aqui para falar do que foi feito no meu Governo e de como foi feito. Isto cabe ao tempo demonstrar. Também não estou aqui para falar do que vivi e como vivi. E, sim, do que desejo para a vida de todos nós. Que é o de termos um Brasil cada vez mais próspero e cada vez mais fraterno, cada vez mais igual. E nesta noite tão especial, em que ao lado da família e dos amigos renovamos a fé e a esperança em dias melhores, dias que, com certeza, virão, eu quero, acima de tudo, agradecer. Agradecer a Deus, por ter me dado oportunidade, a honra de servir ao meu país. Agradecer por ele ter me dado serenidade para cumprir a missão que me foi designada. Agradecer por ele ter me permitido fazer valer a Ordem e Progresso estampado na nossa bandeira e que se tornou a marca da nossa gestão. Agradecer a minha família, por ter me ajudado a vencer os desafios que se apresentaram pelo caminho. Agradecer aos meus ministros, a toda a minha equipe, homens e mulheres de valor, que estiveram em todos os momentos ao meu lado e sempre me ajudaram a dar a volta por cima.

E, é claro, agradecer a todos os brasileiros. Indistintamente. Aos que me apoiaram e também aos que não me apoiaram. Porque democracia é isso. É poder pensar e provar que é possível fazer mais pelo Brasil e pela vida de todos, independentemente das dificuldades, das barreiras impostas. Aliás, foi o que me deu ainda mais força para seguir em frente. Valeu cada obstáculo vencido, cada momento vivido, cada conquista feita. E tenham certeza, gostaria de ter dado um Brasil ainda melhor a todos vocês. Mas, também podem estar certos de que não poupei esforços, nem energia e sei que entrego um Brasil muito melhor do que aquele que recebi. Ficam as reformas e os avanços, que já colocaram o nosso país em um novo tempo.

Saio com a alma leve e a consciência do dever cumprido. De coração, de coração mesmo, o meu muito obrigado a todos vocês e uma feliz noite de Natal. Fiquem com Deus, fiquem em paz.

Fonte: G1

“Se todos contribuintes pagassem, pagaríamos menos impostos”, diz secretário da Receita Federal, Jorge Rachid

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em vídeo de balanço publicado nesta segunda-feira (24) pelo Ministério da Fazenda, o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, disse que o órgão tem atuado não apenas para coibir infrações tributárias, mas para combater a concorrência desleal. Ele defendeu o enfrentamento à sonegação e à prática de fraudes na arrecadação de impostos.

“Existe um trabalho muito forte para coibir a concorrência desleal. Se todos os contribuintes pagassem, todos pagariam menos, é isso que nós queremos”, disse.

Para Rachid, o trabalho da Receita está na origem de investigações de casos de corrupção. “Muitas dessas operações [contra a corrupção] foram iniciadas pelo trabalho das equipes da Receita Federal, das equipes de inteligência ou mesmo de fiscalização”, disse.

No vídeo, o secretário da Receita Federal faz um balanço da gestão do governo no setor e cita os avanços nos atendimentos virtuais personalizados, que chegam a 90% dos casos, e no tempo de abertura de empresas, que foi reduzido no país. “Chegamos agora a 48% das aberturas de empresas de até 3 dias. No conjunto total, 81% em até uma semana, então foi muito expressiva a redução de tempo”.

Rachid também ressaltou a conclusão parcial do portal único de comércio exterior, que já está em funcionamento para exportação, faltando ainda a etapa da importação. Segundo ele, a ferramenta vai permitir a redução, no caso da burocracia exigida para a exportação, de 14 dias para 6,4 dias, aproximadamente. “Fora a redução de 90% em termos de documento, 60% em termos de preenchimento de formulários”.

Reforma tributária

Segundo Jorge Rachid, a Receita Federal deve seguir investindo nesse processo de simplificação tributária como forma de melhorar o ambiente de negócios. Ele defendeu que as mudanças no setor devem ser contínuas e não precisam estar vinculadas a um único projeto e citou o caso do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

“No âmbito federal, nós temos o PIS/Cofins, que corresponde a aproximadamente a 4% do PIB [soma dos bens e serviços produzidos no país], em termos de carga tributária. Hoje ele é um tributo muito complexo, que gera litígio, gera dúvidas por parte do contribuinte, até para os agentes do Fisco. Essa mudança é feita de forma infraconstitucional. Então, como já dito, reforma tributária não é um grande evento, é um processo. E dentro desse processo, podemos e devemos avançar muito para melhorar o ambiente de negócios no Brasil”, disse.

PIS e Cofins são contribuições federais que incidem sobre a receita bruta auferida pela pessoa jurídica. Incidem tanto sobre o faturamento ou o auferimento de receitas para pessoas jurídicas de direito privado; sobre o pagamento da folha de salários para entidades de relevância social determinadas em lei e sobre a arrecadação mensal de receitas correntes e o recebimento mensal de recursos para entidades de direito público.

Agência Brasil

 

‘Pessoas estão mais desconectadas do que nunca’, diz chefe do Tinder

Uma década atrás, quando Mandy Ginsberg perguntava a casais como eles tinham se conhecido, alguns ofereciam respostas fictícias como “amigos nos apresentaram”. Quando ela revelava que trabalhava para uma empresa de encontros online, as respostas mudavam na hora: “Na verdade nos encontramos via Match”, diziam.

Em quase 13 anos de Match Group, Ginsberg, que se tornou presidente-executiva da companhia em janeiro, viu o estigma negativo associado aos serviços de encontros quase desaparecer.

O Match é dono de aplicativos de encontros populares como Tinder, Hinge e OkCupid, além de marcas menos conhecidas como o PetPeopleMeet, dedicada a pessoas solteiras que gostam de animais, e o LDSPlanet.com, para devotos da Igreja Mórmon.

A companhia sediada em Dallas está expandindo para América Latina, Coreia do Sul, Índia e Japão para atender a uma audiência que estima em 600 milhões de solteiros.

O primeiro ano de Ginsberg no comando da empresa foi movimentado. Depois de tentar, sem sucesso, uma tomada de controle do app de encontros Bumble, a Match processou o rival no segundo trimestre por violação de uma patente. A Bumble reagiu acusando o Match de “bullying”, com um processo que pede indenização de US$ 400 milhões.

Em seguida, o Facebook anunciou que entraria no mercado de paquera, causando queda de 22% nas ações do Match em um dia, ainda que elas tenham se recuperado mais tarde.

A despeito das pressões competitivas, o setor “nunca, nunca vai secar”, garante Ginsberg em entrevista ao The Wall Street Journal.

Você está perdendo muito sono com a entrada do Facebook?

Há muitas outras coisas que me fazem perder o sono. Preocupo-me com nosso mapa de rota, se estamos inovando o bastante, se dispomos dos talentos necessários. Não podemos subestimar o Facebook, mas confio que as pessoas que têm 21 anos ou mais não desistirão do Tinder para usar o Facebook.

Quem não está usando os seus apps hoje e você vê como um mercado potencial?

No caso da OkCupid, há todas aquelas perguntas que ajudam a conhecer pessoas. Na Índia, as questões são diferentes. “Paneer [tipo de queijo] na pizza: sim ou não?”. Ou “as mulheres devem continuar trabalhando depois de casar?” Não são perguntas que se faria nos Estados Unidos. Estamos garantindo que o produto se torne muito mais relevante.

Seus produtos mudaram na era do #MeToo?

Sou mulher e mãe de uma jovem de 20 anos que usa apps de encontros. Penso muito na segurança e na proteção, especialmente das usuárias. O fato de que tenhamos diversos apps [de encontros] ajuda, porque se existe mau comportamento em um deles, podemos identificar o usuário e exclui-lo de todos os outros. Digo “exclui-lo” porque, em geral, vemos mais mau comportamento da parte dos homens.

Quando assumi o posto pensei muito sobre o que mais teríamos de fazer. Criei um conselho consultivo de segurança. Tarana Burke, fundadora do movimento #MeToo, faz parte dele. Isso nos ajudou a identificar se há alguma área descoberta e o que devemos fazer de diferente.

A InterActive Corp., de Barry Dillard, controla mais de 80% do Match. Que conselhos Dillard lhe deu?

Ele toma decisões por instinto. Gosta de ir direto ao cerne do problema e estimula as pessoas a fazer o mesmo. Nem sempre é fácil. Ele é conhecido como um cara que acredita em tensão, em desafiar os executivos. Mas acho que isso tudo funciona para o bem.

Que tipo de problema você levaria a ele?

O foco de Barry Dillard é deliciar os consumidores. Quando olhamos o mapa de rota do Tinder e pensamos a sério no que vemos lá, para criar uma experiência mais intensa de estilo de vida, é sempre interessante ver o que desperta o interesse de Dillard. Ele diz coisas como “vocês não estão entendendo a psique do consumidor”. Não é que ele diga algo como “é isso que vocês deveriam ter feito para resolver a questão”. É mais um diálogo, uma discussão.

Qual foi o melhor conselho que você já recebeu sobre sua carreira?

Quando eu era adolescente, minha mãe me disse que “quando você quer alguma coisa, abra a boca e peça. Qual é a pior coisa que pode acontecer? Alguém responder que não”. Você precisa estar disposto a ouvir não. Não acho que as mulheres façam isso da mesma maneira que os homens, e talvez com sorte eu inspire outras mulheres a abrir a boca e pedir.

Que cara terá o Match Group em 2025?

A despeito de tanta tecnologia, as pessoas estão mais desconectadas que nunca. É importante que produtos como os nossos girem em torno das conexões humanas na base individual. As coisas continuarão a acontecer face a face, diante de uma xícara de café, de uma taça de vinho. É bom que aconteçam —as pessoas estão solitárias.

O vídeo terá um papel a desempenhar. Precisamos olhar uns nos olhos dos outros, precisamos compartilhar nossas vidas, seja por cinco minutos, uma hora ou cinco anos.

The Wall Street Journal

Comments

Próximo governo pegará um país melhor, diz secretário do Tesouro

Secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, diz que próximo governo terá um cenário mais favorável que Temer – Arquivo/Agência Brasil

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que o próximo governo, que assume no dia 1º de janeiro, terá um cenário mais favorável do que em 2016, quando Michel Temer assumiu o comando do Brasil após o impeachment de Dilma Rousseff pelo Congresso Nacional. Em vídeo de balanço publicado hoje (24) pelo Ministério da Fazenda, Mansueto lembrou que, há três anos, a taxa de juros estava acima de 14% ao ano e a inflação acumulada em 12 meses ultrapassava os 9%, e hoje a Selic é de 6,5% e a inflação está abaixo de 4%. Além disso, ressaltou, a economia do país estava em queda de 3,5%.

“O próximo governo começa numa situação muito melhor do que estava o Brasil há três anos atrás. O Brasil do início de 2019 é um país que está com a inflação abaixo de 4% [ao ano], com uma taxa de juros de 6,5%, com uma inflação esperada, para os próximos três anos, em torno de 4%, e uma economia que volta a crescer para uma recuperação que a gente chama de cíclica. Os empresários passaram a ter mais confiança e estão investindo mais”, avaliou o secretário do Tesouro, que será mantido no cargo no governo de Jair Bolsonaro.

Mansueto disse que o momento atual também favorece o debate sobre reformas. Para ele, se o próximo governo conseguir aprovar mudanças na Previdência e no sistema tributário, o Brasil poderá ter um crescimento sustentável de pelo menos 3% ao ano.

“Se nós conseguirmos fazer todas essas reformas, a gente pode consolidar um cenário muito positivo de um país que vai voltar a crescer 3% ou mais ao ano, com taxa de juros baixa e inflação baixa e isso é melhora de vida e bem-estar pra todo mundo”, disse.

Ajuste fiscal

O secretário do Tesouro Nacional disse ainda que um ajuste fiscal nas contas públicas passa pela contenção do crescimento das despesas obrigatórias, especialmente os gastos previdenciários e com salários de servidores e funcionários públicos.

“Para o Brasil conseguir fazer o ajuste fiscal, nós temos que controlar a dinâmica do crescimento da despesa obrigatória. Sem isso, não haverá ajuste fiscal. E dos itens da despesa obrigatória, duas despesas que pesam muito no orçamento da União é a despesa com pessoal ativo, com inativos do setor público, e a despesa com Previdência, o chamado RGPS [Regime Geral da Previdência Social]”, disse.

Mansueto Almeida afirmou que o desequilíbrio nas contas públicas dos estados ocorreu porque o governo federal garantia empréstimos mesmo para as unidades da federação que estavam em situação fiscal grave.

“O ministro da Fazenda tinha o poder de dar um perdão, de excepcionalizar empréstimo mesmo para aqueles estados que estavam com situação fiscal muito ruim. Quando a gente veio para o Ministério da Fazenda, a gente mudou essa regra. O ministro da Fazenda deixou de ter o poder de dar um perdão. Alguns estados estão gastando mais de 70% da sua receita corrente líquida com despesa com pessoal. Isso foi muito importante para aumentar o debate sobre o ajuste fiscal nos estados, inclusive o controle da folha de pagamento e a despesa com inativos”, explicou.

Déficit da Previdência

Em outro vídeo publicado pelo Ministério da Fazenda, o procurador-geral da Fazenda Nacional, Fabrício Da Soller, disse que a cobrança de empresas devedoras da Previdência Social não será suficiente para conter o déficit crescente do setor. Somente as dívidas previdenciárias somam entre R$ 430 bilhões e R$ 450 bilhões, e nem tudo é mais recuperável. Mesmo se todo o montante fosse recuperável, ressaltou o procurador, seria suficiente para cobrir apenas dois anos do déficit autal.

“Como eu disse antes, 40% disso é recuperável, 60% não é. Dizem até que se cobrássemos dos devedores não seria necessário a reforma da Previdência, o que é uma grande falácia. Você tem, entre os grandes devedores da Previdência, empresas que já nem existem mais, como Varig, Vasp, Transbrasil, TV Manchete. Então, são empresas que jamais ou dificilmente terão patrimônio para fazer o pagamento disso”, disse.

Para Da Soller, o que resolve o déficit da Previdência é a reforma no setor, como foi proposto pelo governo Temer no ano passado. A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 287 estabelece uma idade mínima para aposentadoria, de 65 anos para homens e 62 para as mulheres, além de ampliar o tempo mínimo de contribuição para o recebimento integral do benefício.

Agência Brasil

Prática de corrida e artes marciais crescem entre os brasileiros

Foto: Folha Vitória

Na sexta-feira (21), foi comemorado o Dia do Atleta. O Ministério da Saúde revela que corridas e artes maciais – ou outros tipos de lutas, foram as atividades físicas que mais cresceram nas preferências dos brasileiros. O número de pessoas que fazem esses esportes mais que dobrou nos últimos 11 anos.

Segundo a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) 2017, entre os anos de 2006 e 2017, a prática das duas modalidades aumentaram 194% e 109%, respectivamente. Enquanto isso, o futebol, vem perdendo espaço na escolha de práticas de exercícios físicos pela maioria da população das capitais brasileiras. A procura por uma das “paixões nacionais” caiu quase pela metade, 43,5%, no mesmo período.

“A atividade física é muito importante para contribuir para a adoção de um estilo de vida saudável, que evitaria 39% das mortes por doença crônica, que responde por 76% das causas de morte no Brasil. Além disso, a promoção da saúde é uma política com baixo custo e com grande impacto populacional”, ressalta a Diretora do Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Fatima Marinho.

Apesar da, a prática de “bater uma bolinha” foi um dos três esportes mais realizados pelos brasileiros, no ano passado. De acordo com o levantamento, 11,7% da população jogou futebol nas capitais do país. A prática só perdeu para a caminhada, que foi realizada por 33,6% e a musculação, que foi executada por 17,7% da população. Já as artes marciais e lutas, que foram modalidades que as buscas mais crescerem, foram a preferência de 2,3% do público.

Estudos do Ministério da Saúde já apontaram os benefícios de se praticar exercícios físicos para a prevenção de doenças, como o câncer. Dados recentes apontaram que a realização diária de 30 minutos de caminhada, por exemplo, reduziria em 12% as mortes por câncer de mama. Além da prevenção, a caminhada, lutas e outras modalidades esportivas melhoram o condicionamento físico, auxiliam o controle de peso, alivia o estresse, melhora a qualidade do sono, entre outros benefícios que podem ser observados.

No Vigitel, o nível de atividade física dos adultos pode ser avaliado em quatro domínios: no tempo livre (lazer), na atividade ocupacional, no deslocamento e no âmbito das atividades domésticas. É considerado ativo, adultos que praticam atividades físicas por pelo menos 150 minutos de exercícios de intensidade moderada por semana ou pelo menos 75 minutos semanais de atividade física de intensidade vigorosa. Caminhada, caminhada em esteira, musculação, hidroginástica, ginástica em geral, natação, artes marciais e luta, ciclismo e voleibol/futevôlei e dança foram classificados como práticas de intensidade moderada; corrida, corrida em esteira, ginástica aeróbica, futebol/futsal, basquetebol e tênis foram classificados como práticas de intensidade vigorosa.

Outros dados

Ainda de acordo com a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2017), 37% da população das capitais brasileiras realizam o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) – a prática de exercício físico de pelo menos 150 minutos por semana. O número cresceu 24,1%, no período. Os homens (43,4%) continuam se exercitando mais do que as mulheres (31,5%). A faixa de 18 a 24 anos é a mais ativa, 49,1% da população tem o esporte inserido no cotidiano, seguidos pelos de 25 a 34 anos (44,2%). Além disso, 47% dos brasileiros que praticam atividade física possuem 12 anos ou mais de escolaridade, enquanto 23,3% têm de 0 a 8 anos.

As capitais brasileiras onde se pratica mais atividade física são: Distrito Federal (49,6%), Palmas (45,9%) e Macapá (45,5%) enquanto que São Paulo (29,9%), João Pessoa (34,45) e Recife (35,2%) têm os piores índices.

R7, via Folha Vitória

 

Maconha diminui contagem de espermatozoides, segundo estudo

Reprodução/Pixabay

A maconha diminui a contagem de espermatozoides, prejudicando a fertilidade masculina, de acordo com estudo da Universidade Duke, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, publicado na última quarta-feira (19) no periódico científico Epigenetics.

A contagem de espermatodoizes, quantidade de espermatozoides no semên, é um índice que avalia o potencial de fertilidade do homem com base na mobilidade dos espermatozoides.

Pela primeira vez, os pesquisadores comprovaram que concentrações mais elevadas de THC (tetrahidrocanabinol), princípio ativo da planta, levavam a uma menor contagem de espermatozoides.

O estudo também mostrou que homens que fumam maconha tiveram mudanças no perfil genético do esperma. “Na ausência de um estudo maior e definitivo, supomos que existem essas alterações no esperma”, afirmou a autora do estudo Susan Murphy, chefe da Divisão de Ciências Reprodutivas do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Universidade Duke ao site de notícias científicas Live Science.

“Eu oriento, por precaução, que pare de usar cannabis por pelo menos seis meses antes de tentar engravidar”, completou.

Estudos anteriores já havia sugerido o impacto negativo da maconha na fertilidade dos homens, no entanto, esta nova pesquisa é a primeira a mostrar uma forte correlação entre as concentrações de THC na urina e o número de espermatozóides viáveis. Em média, a concentração de espermatozóides no sêmen de 12 não-fumantes foi cerca de duas vezes maior do que em 12 fumantes que participaram do estudo.

Para os pesquisadores, o mais preocupante foi o grau de mudanças epigenéticas entre os fumantes de maconha. A epigenética refere-se ao conjunto de pequenas alterações químicas adicionadas à estrutura do DNA que regulam a expressão gênica.

Maconha causa alterações no DNA

O estudo revelou que os homens que fumavam maconha tiveram alterações epigenéticas no DNA de seus espermatozóides envolvendo centenas de genes e duas importantes vias regulatórias: uma que ajuda os órgãos do corpo a atingirem seu tamanho total e outra relacionada ao crescimento durante o desenvolvimento.

A pesquisa indica que vários tipos de câncer estão associados à interferência dessas vias, embora não tenha encontrado uma ligação específica entre o uso da maconha e o câncer.

Quanto maior a concentração de THC na urina dos homens, mais pronunciadas foram as alterações epigenéticas em seus espermatozóides.

Mudanças na quantidade e na qualidade do esperma induzidas pelo consumo de maconha podem não ser permanentes, segundo o autor do estudo. A pesquisa ressalta que homens geram novos espermatozóides diariamente. O esperma leva cerca de 70 dias para amadurecer e então, se não for ejaculado, morrerá logo depois e será reabsorvido pelo corpo.

“Isso significa que, na ausência de uso de maconha, novos espermatozóides podem se desenvolver normalmente. No entanto, os espermatozóides danificados pelo uso de maconha poderiam, teoricamente, afetar negativamente a prole, supondo que tal esperma seja viável, capaz de fertilização e resulte em um embrião viável”, afirmou Murphy à Live Science.

R7

Sex-care: mercado aposta em produtos de beleza para a vagina

O que não pode faltar na sua rotina de cuidados? Há quem aponte o creminho para mãos, outras, o bom e velho protetor solar, e tem quem mencione… as máscaras para a vagina. Acha estranho? Condicionador para os pelos pubianos, lubrificador com glitter holográfico e absorventes com estampas que parecem ter saído das passarelas são os grandes lançamentos do universo da beleza, que agora investe pesado no que os gringos chamam de sex-care, (cuidados com o sexo, na tradução literal) para oferecer produtos que atendam seu corpo de maneira holística, sem tabus e com muita sofisticação.

A ideia é que a experiência de comprar cosméticos íntimos seja tão simples quanto adquirir um xampu. “Sentimos que era importante mudar a conversa em torno do sexo, que é uma experiência tão humana. Estamos encorajando as pessoas a integrarem o sexo ao seu cotidiano e a se sentirem mais à vontade com o tema”, completa Eva Goicochea, cofundadora e CEO da marca Maude, que fabrica lubrificantes orgânicos em vidros moderninhos. E vem dando certo.

Segundo uma pesquisa americana da Stratestics MRC, o mercado global do sex-care, também conhecido como sex-wellness, lucrou quase US$ 40 bilhões em 2017 e deve chegar a US$ 122 bilhões em 2026.

A preocupação com a saúde e o bem-estar da nossa vagina é a grande promessa de novas marcas, em sua maioria desenvolvidas por mulheres de até 30 anos. A graça fica por conta das embalagens elegantes com fórmulas ricas e naturais. É o caso da também americana Sustain Natural, que cria produtos vagina-friendly. “Na última década, as mulheres vêm repensando quais ingredientes são usados em seus produtos de beleza, mas quando se trata da vagina, muitas não têm ideia do que colocam dentro de si mesmas. É importante mostrar que ela deve cuidar dessa parte da mesma forma que cuida de sua saúde”, afirma Melka Hollender, cofundadora e CEO da marca.

Já diz o bordão “quem transa é mais feliz”. Não podemos deixar de dizer que os produtos voltados ao mercado erótico se destacam nessa filosofia – afinal, ele move cerca de 1 bilhão de reais por ano no Brasil, segundo a ABEME*. Sexo vende e de um jeito novo e pop.

Tiffany Gaines, presidente da americana Lovability Inc., conta que redesenhou as camisinhas para que virassem um símbolo de amor-próprio. “Nossa relação com elas precisava ser melhorada, para que nos sentíssemos respeitadas comprando-as ou carregando-as por aí.” Hoje, os preservativos da marca são vendidos ao lado de batons, em lojas descoladas como a Urban Outfitters, nos EUA.

Após 30 anos como executiva de marketing de empresas de cosméticos, Chris Marcello resolveu criar a própria marca, a Sophie Sensual Feelings, voltada para produtos sensuais. “Eles têm mais semelhanças com a indústria de cosméticos do que com o mercado erótico. É importante que a embalagem não seja o primeiro inibidor de compra. Quero que a mulher se sinta à vontade para consumir.”

“Elas estão se descobrindo e começando a não ter mais medos ou preconceito de se tocar, de ver que a vulva e a vagina também fazem parte do seu corpo e devem ser cuidadas. Se você se sente bem aplicando um xampu nos pelos pubianos, por que não?”, questiona Lu Angelo, coach de relacionamento, educadora sexual e idealizadora do projeto Mais Prazer, Sim! − workshops sobre autoconhecimento, prazer e sexualidade na pós-menopausa.

As marcas afirmam que já têm percebido uma disposição diferente do público-alvo com relação ao consumo de produtos voltados ao prazer. “Vejo uma mudança, mas, como tudo que é novo, leva tempo para se consolidar. As mulheres têm se mostrado receptivas aos nossos lançamentos e já pensam em seus corpos de forma diferente”, afirma Avonda Urben, da The Perfect V, label dos séruns hidratantes e iluminadores para a vagina.

“A mulher está buscando mais do que nunca esse contato com a sexualidade. E isso passa por uma conexão que se dá de várias formas. A primeira é olhar de verdade para a vagina. No final de um dos meus cursos, eu peço para todas ficarem por 15 minutos olhando a própria vagina. É um momento lindo, muitas até choram”, conta a escritora e terapeuta tântrica, Carol Teixeira, que comanda aulas práticas no projeto I Love My Pussy.

É consenso que os sex shops tradicionais não atraem o público feminino. “O conceito deles foi criado para o homem. Além disso, a vendedora tem vergonha do que está vendendo, e a cliente tem vergonha do que está comprando”, diz Suellen Ferreira, gerente de marketing da empresa mineira A Sós, que criou um novo conceito de negócio, batizado de sensual store. “A loja parece uma perfumaria. Começa com produtos de bem-estar, mas tem lingerie, cosméticos e vibradores.”

Talvez demore para a mulher comprar uma máscara vaginal com a mesma naturalidade de quem escolhe um hidratante. Mas esse dia há de chegar. “O sexo faz parte da vida, não tem que ser colocado como algo proibido”, completa Lu Angelo. Assinamos embaixo.

Globo,via Glamour

LOCAIS

Policiais Civis e Servidores da Sesed decidem realizar Operação Zero a partir de quarta-feira

Foto: Sinpol-RN

Os Policiais Civis do Rio Grande do Norte e os servidores da Sesed se reuniram em Assembleia Geral, na manhã desta segunda-feira (24), na sede do SINPOL-RN. As categorias decidiram deflagrar Operação Zero a partir da quarta-feira, dia 26 de dezembro.

Ficou deliberado que, às 8h, todos os Policiais Civis irão para a Central de Flagrantes. A partir de então, a categoria estará mobilizada por tempo indeterminado.

Os Policiais Civis e Servidores da Segurança cobram do Governo do Estado o pagamento do restante do 13º de 2017, bem como uma definição sobre o 13º de 2018 e o salário de dezembro.

Nilton Arruda, presidente do SINPOL-RN, afirma que se o governador Robinson Faria anunciou pagamento do 13º salário de 2017 dos policiais militares para o dia 28 deve fazer o mesmo para as outras categorias.

O SINPOL-RN orienta aos Policiais Civis do interior que, aqueles que puderem, também se dirijam para a Central de Flagrantes, na quarta-feira. Os que não puderem se concentrem nas delegacias regionais, também adotando a Operação Zero.

Com informações do Sinpol-RN

 

Veja horários das missas de Natal e Ano Novo na capital, região metropolitana e interior

Capital

Área Past. Imaculada Conceição – Aliança

24/12: 19h30
31/12: 19h30

Bom Jesus das Dores – Ribeira

24/12: 18h
25/12: 17h
31/12: 18h
01/01: 17h

Catedral Metropolitana

24/12: 20h
25/12: 19h
31/12: 20h
01/01: 19h

N Sra da Candelária – Candelária

24/12: 18h
25/12: 17h
31/12: 18h

N Sra da Esperança – Cidade da Esperança

24/12: 21h
25/12: 19h
31/12: 21h
01/01: 19h

N Sra das Graças e Santa Teresinha – Tirol

24/12: 19h
25/12: 11h
31/12: 19h
01/01: 17h30

N Sra do Perpétuo Socorro – Quintas

24/12: 0h
25/12: 19h30
31/12: 0h
01/01: 19h30

N Sra dos Navegantes – Redinha

24/12: 21h
31/12: 21h

N Sra Auxiliadora – Felipe Camarão

24/12: 20h
31/12: 20h

N Sra da Assunção – Guarapes

24/12: 22h
25/12: 19h
31/12: 22h
01/01: 19h

N Sra de Lourdes – Petrópolis

24/12: 19h
25/12: 19h
31/12: 19h
01/01: 19h

N Sra da Apresentação – Cidade Alta

24/12: 18h
25/12: 17h30
31/12: 18h

N Sra de Fátima – Parque das Dunas

24/12: 21h
25/12: 10h
31/12: 23h30

Santa Clara – Pitimbu

24/12: 19h
25/12: 19h
31/12: 19h

Santa Luzia – Boa Esperança

24/12: 22h30
31/12: 22h30

Santa Maria Mãe – Conj. Santa Catarina

24/12: 21h
31/12: 21h
01/01: 19h

Santana – Capim Macio

24/12: 18h
25/12: 19h
31/12: 18h

Santana – Soledade 2

24/12: 19h30
31/12: 19h30

Santo Afonso Maria de Ligório – Mirassol

24/12: 19h
25/12: 19h
31/12: 19h
01/01: 19h

Santo Ambrósio Francisco Ferro – Planalto

24/12: 19h
31/12: 19h

Santo Antônio de Pádua – Pq. dos Coqueiros

24/12: 21h
31/12: 19h30

Santuário dos Mártires – Nazaré

24/12: 20h
25/12: 17h
31/12: 22h

São Camilo de Léllis – Lagoa Nova

24/12: 17h e 19h
25/12: 19h
31/12: 19h
01/01: 19h

São Francisco de Assis – Cidade Satélite

24/12: 18h
25/12: 18h
31/12: 18h
01/01: 18h

São João Batista – Lagoa Seca

24/12: 19h
25/12: 18h
31/12: 19h
01/01: 18h

São João Batista – Vila de Ponta Negra

24/12: 21h
31/12: 21h

São José de Anchieta – Lagoa Nova

24/12: 19h
25/12: 19h
31/12: 19h
01/01: 19h

São Pedro Apóstolo – Alecrim

24/12: 18h
25/12: 17h
31/12: 18h
01/01: 17h

Grande Natal/ Interior

Área Past. Santo Expedito – Jardim Petrópolis

24/12: 20h30
31/12: 20h30
01/01: 19h

N Sra da Conceição – Nova Parnamirim

24/12: 19h
25/12: 19h
31/12: 19h
01/01: 19h

N Sra do Carmo – Pq das Nações – Parnamirim

24/12: 19h30
25/12: 18h
31/12: 19h30
01/01: 18h

N Sra de Fátima – Parnamirim

24/12: 19h30
31/12: 18h

São Francisco de Assis – Pirangi do Norte

24/12: 22h
31/12: 22h

São João Batista – Praia de Pitangui

24/12: 20h30
31/12: 20h30

São Lucas – Conjunto Amarante

24/12: 21h
31/12: 21h

São Mateus Moreira – Cidade Verde

24/12: 20h
25/12: 19h
31/12: 20h
01/01: 19h

São Miguel Arcanjo – Extremoz

24/12: 20h
31/12: 22h

Interior

Bom Jesus dos Navegantes – Touros

24/12: 23h
25/12: 19h30
01/01: 07h e 09h

Imaculada Conceição – Lagoa Salgada

24/12: 22h
31/12: 23h

Imaculada Conceição – Nova Cruz

24/12: 21h
31/12: 22h

N Sra da Conceição – Ceará-Mirim

24/12: 21h
25/12: 19h
31/12: 21h

N Sra da Conceição – Lajes

24/12: 22h30
31/12: 22h30

N Sra da Conceição – Macau

24/12: 22h30
31/12: 22h30

N Sra da Conceição – Maxaranguape

24/12: 22h
31/12: 22h30

N Sra da Conceição – São Rafael

24/12: 20h
31/12: 20h

N Sra da Conceição – São Tomé

24/12: 20h
31/12: 22h

N Sra da Conceição – Serra Caiada

24/12: 21h
31/12: 22h

N Sra da Penha – Monte Alegre

24/12: 20h
31/12: 22h

N Sra da Piedade – Espírito Santo

24/12: 22h30
31/12: 22h

N Sra da Pureza – Pureza

24/12: 20h
31/12: 22h

N Sra das Dores – Brejinho

24/12: 22h
31/12: 22h

N Sra de Fátima – Passa e Fica

24/12: 22h30
25/12: 19h
31/12: 22h30

N Sra do Livramento – Taipu

24/12: 22h
25/12: 19h30
31/12: 23h
01/01: 19h30

N Sra do Perpétuo Socorro – Barcelona

24/12: 22h
31/12: 22h

N Sra do Rosário – Alto do Rodrigues

24/12: 22h
31/12: 22h

N Sra dos Prazeres – Goianinha

24/12: 20h
31/12: 22h

N Sra Mãe dos Homens – João Câmara

24/12: 22h
31/12: 22h

Sagrado Coração de Jesus – Riachuelo

24/12: 20h

31/12: 19h30

Santa Rita de Cássia – Santa Cruz

24/12: 22h
31/12: 22h

Santa Teresinha – Tangará

24/12: 23h
31/12: 23h

Santana e São Joaquim – São José de Mipibu

24/12: 19h
25/12: 19h
31/12: 19h
01/01: 19h

São João Batista – Arez

24/12: 22h
31/12: 22h

São João Batista – Montanhas

24/12: 22h30
31/12: 22h30

São Pedro Apóstolo – São Pedro

24/12: 19h
31/12: 19h

São Vicente Férrer – Itajá

24/12: 20h
25/12: 17h
31/12: 20h
01/01: 17h

Outros locais

Anfiteatro do Campus da UFRN – Natal

24/12: 19h
31/12: 19h

Capela do Colégio N Sra de Fátima – Tirol

24/12: 19h
31/12: 19h

Colégio Salesiano Dom Bosco – Nova Parnamirim

24/12: 19h
31/12: 19h

Fonte: Blog do BG

 

Por G1 RN

 


 Árvores tombaram com as fortes chuvas que caíram em Currais Novos neste fim de semana — Foto: Redes sociais

Árvores tombaram com as fortes chuvas que caíram em Currais Novos neste fim de semana — Foto: Redes sociais

A chuva e a ventania que causaram estragos e muitos transtornos em vários municípios das regiões Oeste e Seridó potiguar no final da tarde e início da noite deste domingo (23) devem continuar nos próximos dias, afirmou a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn).

A Emparn explicou que o temporal foi causado pelo vórtice ciclônico, sistema meteorológico típico dos meses quentes, e este mesmo sistema deve continuar atuando nos próximos dias, com possibilidade de também causar ventos chuvas e ventos fortes na região da Costa Branca, que está sob influência da chamada Zona de Convergência Intertropical.

Na região Seridó, o município de Currais Novos foi o que registrou mais estragos, com várias árvores derrubadas e casas e estabelecimentos comerciais destelhados.

Ao longo deste final de semana, também foram registradas boas chuvas em:

  • São Bento do Norte (72 mm)
  • Fernando Pedroza (65 mm)
  • Jaçanã (64 mm)
  • Angicos (62 mm)
  • Coronel Ezequiel (58 mm)
  • Martins (38 mm)
  • Severiano Melo (30 mm)
  • Florânia (28, 5 mm)
  • Carnaúba dos Dantas (27,2 mm)
  • Felipe Guerra (27 mm)
  • Água Nova (24 mm)
  • Macau (24 mm)
  • Caraúbas (20,5 mm)
  • Acari (20 mm)
  • Rafael Godeiro (19,6 mm)
  • Itajá (18 mm)
  • Timbaúba dos Batistas (16 mm)
  • Janduís (16 mm)
  • Grossos (15,7 mm)
  • Jardim do Seridó (12,30 mm)
  • Tenente Ananias (10 mm)
  • Major Sales (10 mm)

Fonte: G1RN

 

Por G1 RN

 

Ana Maria Costa assumirá a Secretaria de Turismo e também a Emprotur — Foto: Divulgação

Ana Maria Costa assumirá a Secretaria de Turismo e também a Emprotur — Foto: Divulgação

A governadora eleita do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra anunciou nesta segunda-feira (24) o nome para a Secretaria de Turismo: Ana Maria Costa.

Fátima ressaltou o “importante papel” que a atividade turística desempenha no estado e disse que a indicação de Ana Maria Costa passa pela “experiência e expertise” no setor. Ela foi o nome sugerido à governadora eleita pelas entidades do trade turístico.

“O turismo gera emprego e renda e é um impulsionador do desenvolvimento do estado. Nosso estado é rico em belezas naturais e tem vocação turística, não só no quesito sol e mar, mas no turismo de aventura, religioso, eventos, gastronômico, cultural e ecológico. Precisamos fomentar o turismo com desenvolvimento sustentável e inclusão social”, observou.

Ana Maria Costa agradeceu a confiança da governadora e disse que fará uma gestão focada nas potencialidades do Rio Grande do Norte. “Vamos trabalhar com determinação, para que o Rio Grande do Norte tenha um turismo forte, com infraestrutura, qualificação de pessoal, conectividade aérea e equipamentos turísticos de excelência”, acrescentou.

Perfil

Ana Maria Costa é formada em Educação Física pela UFRN. Foi professora das redes Estadual e Municipal e há 18 anos atua na área de turismo receptivo. É diretora Comercial da Potiguar Turismo e Anauê Receptivo. De 2015 a 2017 assumiu pela primeira vez o cargo de diretora presidente da Emprotur RN.

Secretários já anunciados

  • Francisco Canindé de Araújo Silva – secretário de Segurança Pública e da Defesa Social;
  • Arméli Brennand – secretária de Justiça e Cidadania;
  • Alarico José Pessoa Azevedo Júnior – Comandante Geral da Polícia Militar do RN;
  • Ana Cláudia Saraiva Gomes – Delegada Geral de Polícia Civil;
  • Cipriano Maia de Vasconcelos – secretário de Saúde;
  • Luiz Monteiro – Comandante do Corpo de Bombeiros Militar;
  • Getúlio Marques – secretário de Educação;
  • Arméli Brennand – secretária de Mulheres, Cidadania e Direitos Humanos;
  • Carlos Eduardo Xavier – secretário de Tributação;
  • Crispiniano Neto para – presidente da Fundação José Augusto;
  • Alexandre Lima – secretário de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar;
  • Luiz Antônio Marinho – Procurador Geral do Estado;
  • Íris Oliveira – secretária do Trabalho, Habitação e Assistência Social;
  • Roberto Sérgio Linhares – diretor presidente da Companhia de Águas e Esgotos do RN;
  • Guilherme Saldanha – secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca.
  • José Aldemir Freire – secretário de Planejamento e Finanças
  • Jaime Calado – secretário de Desenvolvimento Econômico
  • Guia Dantas – secretária de Comunicação
  • Virgínia Ferreira – secretária de Administração
  • Ana Maria Costa – secretária de Turismo e presidente da Emprotur

Fonte: G1RN

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu