ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA SEGUNDA-FEIRA

Por G1

 

Aos poucos, o governo Bolsonaro ganha forma. Nomeado ministro extraordinário, Onyx Lorenzoni anunciou a criação de 10 grupos temáticos para trabalhar no gabinete de transição, que já tem 27 nomes confirmados e se reuniu hoje pela primeira vez em Brasília. A lista inclui 3 futuros ministros: Paulo Guedes, Marcos Pontes e o general Augusto Heleno. Mais cedo, o presidente eleito se reuniu com o embaixador da Itália para discutir o pedido de extradição de Cesare Battisti. Bolsonaro afirmou que, no governo, fará “tudo o que for legal” para entregar o ex-ativista às autoridades italianas. Uma reportagem especial do G1 mostra como estão os moradores das casas engolidas pela enxurrada de lama que arrasou vilas em Minas Gerais após o rompimento de uma barragem da Samarco. São as vítimas da tragédia de Mariana, que completa 3 anos.

NACIONAIS

Dia de Bolsonaro

Bolsonaro afirmou, em entrevista à TV Aparecida, que seria um “grande passo” aprovar neste ano a idade mínima para aposentadorias. O presidente eleito disse que é normal haver “desânimo em Brasília” após o período eleitoral, mas afirmou que trabalhará para tentar votar nas próximas semanas pelo menos parte da reforma da Previdência apresentada pelo governo Temer.

Pela manhã, Bolsonaro recebeu em casa, no Rio, os embaixadores da Itália e da China. Com o diplomata italiano, conversou sobre Battisti, ex-ativista condenado à prisão perpétua sob acusação de 4 assassinatos. Depois, em entrevista, afirmou:

“O que disse [no encontro com o embaixador da Itália] é que tudo o que for legal da minha parte nós faremos para devolver este terrorista para a Itália”.

Battisti foi beneficiado em 2010 por uma decisão do então presidente Lula, que negou sua extradição. No ano passado, após um pedido da Itália para que o governo brasileiro reconsiderasse o caso, os advogados de Battisti recorreram ao STF. Uma liminar do ministro Luiz Fux impede a extradição do italiano, mas a decisão final dependerá de um julgamento no tribunal ainda sem data para ocorrer. Hoje, a Procuradoria-Geral da República pediu que o STF dê prioridade ao assunto.

Transição

Deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), relator do pacote de medidas contra a corrupção — Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), relator do pacote de medidas contra a corrupção — Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O deputado Onyx Lorenzoni, futuro chefe da Casa Civil, foi nomeado hoje ministro extraordinário para coordenar o gabinete de transição. A equipe terá 10 grupos técnicos, que se dedicarão aos seguintes temas:

  • Desenvolvimento regional
  • Ciência, tecnologia, inovação e comunicação
  • Modernização do Estado
  • Economia e comércio exterior
  • Educação, cultura e esportes
  • Justiça, segurança e combate a corrupção
  • Defesa
  • Infraestrutura
  • Produção sustentável, agricultura e meio-ambiente
  • Saúde e assistência social

O Ministério da Casa Civil já nomeou 27 nomes para a equipe, entre técnicos e futuros integrantes do primeiro escalão do governo Bolsonaro. Veja a lista.

Dada a largada

Montagem com imagens de Cid Gomes, Esperidião Amin, Renan Calheiros, Simone Tebet e Tasso Jereissati — Foto: Gustavo Lima, Luis Macedo, Edilson Rodrigues, Jeferson Rudy e Moreira Mariz, Agência Câmara e Agência Senado

Montagem com imagens de Cid Gomes, Esperidião Amin, Renan Calheiros, Simone Tebet e Tasso Jereissati — Foto: Gustavo Lima, Luis Macedo, Edilson Rodrigues, Jeferson Rudy e Moreira Mariz, Agência Câmara e Agência Senado

Os parlamentares eleitos em outubro só tomam posse em fevereiro, mas já estão a pleno vapor as negociações para a eleição dos comandos da Câmara e do Senado. No Senado, veteranos e novatos estão no páreo.Embora negue publicamente, Renan Calheiros (MDB) está de olho no cargo que já ocupou em outras 3 ocasiões. O nome agrada o PT, mas enfrenta resistência da ala pró-Bolsonaro e de parte do próprio MDB. Cid Gomes, do PDT, pode ser o candidato da frente parlamentar formada por PSB, Rede e PPS. Esperidião Amim, do PP, é o favorito dos senadores mais conservadores. Correndo por fora está a senadora Simone Tebet, também do MDB, que empolga quem gostaria de ver uma mulher comandando a Casa pela 1ª vez.

Mariana, 3 anos depois

Mesmo com dois andares, casa do pai de Mauro Marcos da Silva não resistiu ao 'mar de lama' — Foto: Raquel Freitas/G1

Mesmo com dois andares, casa do pai de Mauro Marcos da Silva não resistiu ao ‘mar de lama’ — Foto: Raquel Freitas/G1

Na memória de Weberson Arlindo dos Santos, de 38 anos, é forte a imagem da casa para a qual nunca mais pôde voltar depois do dia 5 de novembro de 2015. Ele é um dos tantos moradores de Bento Rodrigues, o primeiro distrito arrasado pela enxurrada de lama que devastou a região de Mariana, em MG, há exatamente 3 anos. Esperançoso, ele espera ver seu lar reconstruído:

“Eu quero que seja semelhante ao que era antes, né? Com uma varanda, com telhado colonial como era antes, com janela de madeira e com bastante espaço que nem tinha”.

O rompimento da barragem de Fundão, mantida pela Samarco, varreu casas e árvores, causou 19 mortes e contaminou rios em Minas Gerais e no Espírito Santo. A reconstrução das comunidades está em fase inicial: as obras foram iniciadas em agosto. No terreno conhecido como Lavoura, que fica a 9 km das ruínas de Bento Rodrigues, máquinas e trabalhadores preparam o local para a erguer novas casas. Leia mais na reportagem especial do G1.

Pesca está proibida na foz do Rio Doce, em Linhares — Foto: Rafael Zambe/ TV Gazeta

Pesca está proibida na foz do Rio Doce, em Linhares — Foto: Rafael Zambe/ TV Gazeta

Já no Espírito Santo, por onde a lama escorreu através do Rio Doce, pescadores adaptaram a rotina devido à falta de peixes. Alguns usaram o dinheiro que recebem de auxílio para investir na criação em cativeiro. Mesmo assim, contam que ganham menos do que quando pescavam direto do rio.

1º dia do Enem

Provas do Enem 2018 — Foto: Ana Carolina Moreno/G1

Provas do Enem 2018 — Foto: Ana Carolina Moreno/G1

‘El Chapo’

Traficante 'El Chapo' desembarca nos EUA após ser extraditado — Foto: G1

Traficante ‘El Chapo’ desembarca nos EUA após ser extraditado — Foto: G1

O chefe do tráfico mexicano Joaquin “El Chapo” Guzmán começou a ser julgado em um tribunal federal nos EUA pelos crimes de crimes de tráfico e distribuição de drogas, posse de armas e lavagem de dinheiro. Processo pode durar mais de 4 meses e condená-lo a prisão perpétua. Preso há quase dois anos, “El Chapo” é considerado o maior traficante do mundo depois da morte do colombiano Pablo Escobar.

Eleições nos EUA

Grupos ligados às minorias representativas nos Estados Unidos esperam eleger, nesta terça-feira (6), representantes para o Congresso Nacional norte-americano e para os governos estaduais. Mulheres, LGBT, minorias religiosas e “pessoas de cor” – termo usado no país para se referir a latinos (brancos ou não), índios, negros, asiáticos, e outras etnias minoritárias. O G1 listou as mudanças que estas eleições podem causar no cenário político norte-americano. Confira.

Caso Daniel

Polícia ouve principais envolvidos na morte do ex-jogador Daniel Correa

Polícia ouve principais envolvidos na morte do ex-jogador Daniel Correa

Mensagens trocadas entre o jogador Daniel e amigos mostram a “linha do tempo” do atleta momentos antes do crime. Daniel foi morto no fim de outubro em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. O empresário Edison Brittes Júnior confessou o crime. Ele alegou ter matado Daniel porque o jogador tentou estuprar a esposa do empresário, Cristiana Brittes. Veja a linha do tempo dos momentos anteriores ao crime.

Curtas e rápidas

 — Foto: Divulgação

— Foto: Divulgação

Salão do Automóvel de 1960 — Foto: Divulgação

Salão do Automóvel de 1960 — Foto: Divulgação

Fonte: G1

Dilma é eleita a líder mais decepcionante do mundo pela revista Fortune

Foto: Washington Alves/Reuters

A revista americana Fortune fez uma votação em seu site para eleger os “líderes mais decepcionantes do mundo” e a presidente brasileira Dilma Rousseff ganhou com facilidade o pleito encerrado na quinta-feira (7). A líder petista encerrou com 374 mil votos, contra 17 mil do segundo colocado, o governador de Michigan, Rick Snyder. A brasileira está na liderança desde o início da votação.

A lista não se resumiu apenas a políticos, mas também CEOs de grandes empresas, como a Volkswagen, que está envolvida em um escândalo de manipulação de informações. A publicação elegeu 19 nomes e fez uma matéria no último dia 30, mas sem colocar uma ordem específica de melhor (ou menos pior) para o pior, deixando esta decisão para seus leitores.
Na avaliação da Fortune, a expectativa era que a presidente continuasse o trabalho do antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, mas, ao invés disso, ela “se tornou conhecida pela suposta má gestão das contas públicas e pela acusação de sua campanha saber de um os maiores esquemas de corrupção de todos os tempos”.

A Fortune relata ainda que, apesar de não haver provas do envolvimento de Dilma, o relacionamento próximo a Lula e seu cargo de chefe de conselho da Petrobras durante os episódios de corrupção deixaram as pessoas “céticas em relação à sua negação de participação no esquema”.

Em terceiro na lista ficou o ex-presidente da FIFA, Joseph Blatter, envolvido no maior escândalo esportivo da história, com 15 mil votos. Na sequência está Martin Shkreli (4,5 mil votos), ex-CEO da Turing Pharmaceuticals, que chamou atenção da mídia quando elevou o preço de um conhecido remédio usado para tratamento de AIDS.

Os outros nomes da lista são: Martin Winterkorn, ex-presidente da Volkswagen (4 mil votos); Chris Christie, governador de Nova Jersey (2,6 mil); Jeff Smisek, ex-CEO da United Continental Holdings (2,5 mil); Marissa Mayer, CEO do Yahoo (2,3 mil); Rahm Emmanuel, prefeito de Chicago (1,9 mil); Al Giordano e Steven Nardizzi, ex-COO e ex-CEO da Wounded Warrior Project (1,6 mil); Michael Pearson, ex-CEO da Valeant Pharmaceuticals (1,4 mil); Elizabeth Holmes, fundadora da Theranos (1,3 mil); Steve Ells & Montgomery Moran, co-CEOs da Chipotle Mexican Grill (1,2 mil); Tony Hsieh, CEO da Zappos (1,1 mil); Parker Conrad, ex-CEO da Zenefits (1,1 mil); e Gustavo Martinez, ex-CEO do J. Walter Thompson (1,1 mil).

InfoMoney

Comments

Bolsonaro critica conteúdo do Enem 2018 e diz que prova deve cobrar conhecimentos úteis

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, criticou hoje (5) o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e considerou a prova realizada ontem (4) como um “vexame” e uma “doutrinação exacerbada”. Em entrevista ao jornalista José Luiz Datena, na TV Band, Bolsonaro afirmou que a questão ideológica é grave no país que precisa ser enfrentada.

“Tão mais grave que a corrupção é a questão ideológica no Brasil, que está muito arraigada por parte de alguns aqui em nossa pátria e você tem que lutar contra isso. Até a própria prova do Enem, é um vexame você ver o que é uma prova do Enem, o que mede conhecimento, por exemplo, essa primeira parte realizada no domingo passado, ou seja, uma doutrinação exacerbada”, declarou Bolsonaro.

O presidente disse ainda que o Enem deveria cobrar “conhecimentos úteis” para a sociedade em vez de tratar de assuntos que possam influenciar os jovens futuramente. “Uma questão de prova que entra na dialética, na linguagem secreta de gays e travestis não tem nada a ver, não mede conhecimento nenhum. A não ser obrigar para que no futuro a garotada se interesse por esse assunto”, afirmou.

Mais cedo, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), também criticou o Exame. Em sua conta no Twitter, o filho do presidente eleito compartilhou um comentário pejorativo sobre uma das questões em que havia um texto sobre “o dialeto secreto” usado por gays e travestis. “Aviso que não é requisito para ser ministro da educação saber sobre dicionário dos travestis ou feminismo”, escreveu Eduardo Bolsonaro.

A pergunta, no entanto, não cobrava dos estudantes o conhecimento sobre o vocabulário dos gays e travestis, mas trazia um texto de apoio sobre o tema e questionava quais as características técnicas para que uma linguagem seja considerada um dialeto.

O deputado ainda recomendou aos estudantes que eles estudem o que os deixarão aptos para a vida. “Prezados estudantes, quando vocês forem ser entrevistados para um emprego ou estiverem abrindo um empreendimento aviso: sexualidade, feminismo, linguagem travesti, machismo e etc terão pouca ou nenhuma importância. Portanto, estude também o que lhe deixará apto para a vida”, escreveu Eduardo Bolsonaro.

O deputado também compartilhou um post que chama o Enem de “bizarro” e defende a aprovação do projeto que quer instituir a chamada Escola sem Partido.

Enem

A prova aplicada ontem (4) teve questões de linguagem, ciências humanas e redação, que abordaram temas como direitos humanos, racismo, ditadura militar e violência contra a mulher. O tema da redação foi “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. O conteúdo da prova teve boa repercussão entre especialistas e professores.

O segundo dia de provas do Enem será realizado no próximo domingo (11). Na segunda etapa, os estudantes farão questões de ciências da natureza e matemática.

Agência Brasil

“Ninguém está pensando em intervenção militar”, diz general Heleno

O general Augusto Heleno Ribeiro Pereira, confirmado como ministro da Defesa do governo eleito de Jair Bolsonaro (PSL), negou hoje (5) que a nomeação de integrantes das Forças Armadas para a equipe de transição indique uma postura autoritária do governo eleito. Segundo ele, são nomeações técnicas e que consideram a elevada formação profissional.

“O país resolveu aproveitar tudo o que investe na formação. É uma questão de coerência de aproveitamento do que foi investido nos militares, que nós possamos participar da vida pública. Não tem nada a ver com governo militar, ninguém está pensando em intervenção militar, ninguém está pensando em autoritarismo, é uma aproveitamento de gente que o país não estava acostumado a aproveitar. Pouca gente conhece o Brasil como nós”, disse.

O general Augusto Heleno participou hoje (5) da primeira reunião da equipe de transição coordenada pelo ministro extraordinário Onyx Lorenzoni. Após o encontro, o general foi perguntado sobre a participação de militares no próximo governo, que inclui o próprio presidente eleito, capitão reformado do Exército, além do vice-presidente da República, general Mourão.

Indicação de Moro

O general Augusto Heleno classificou a confirmação do juiz federal Sergio Moro para o Ministério da Justiça como “um gol de bicicleta do meio de campo” do presidente eleito Jair Bolsonaro. Ele afirmou que a escolha de todos os prováveis 16 ministros do governo não deve ser urgente e que há muitos nomes qualificados.

“Todos apresentam credenciais muito significativas e naturalmente a escolha é muito difícil. Imaginem a pressão que o presidente sofre nessa altura. Não há essa urgência, não é tão urgente assim”, afirmou.

Venezuela

Questionado sobre a atuação do Ministério da Defesa na crise migratória da Venezuela, o general Heleno classificou a questão como um “problema humanitário” e disse que o trabalho de acolhimento será mantido.

“As Forças Armadas estão sendo empenhadas no atendimento humanitário, a gente está acolhendo quem está resolvendo passar a fronteira para o lado do Brasil. É um trabalho difícil, a quantidade [de migrantes] é acima da capacidade de Roraima.”

O militar negou que haverá, por parte do próximo governo, qualquer tipo de “ingerência” nos assuntos internos da Venezuela e disse que o fechamento de fronteira entre os dois países está fora de cogitação porque é uma proposta, segundo ele, “não realizável” na prática.

Agência Brasil

Comments

Dólar sobe e Bovespa fecha em alta recorde de 89 mil pontos

A moeda norte-americana fechou o pregão de hoje (05) em alta de 0,88%, cotada a R$ 3,7269. O Banco Central seguiu com a política tradicional de oferta de swaps cambiais, sem leilões extraordinários de venda futura do dólar.

O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), encerrou o primeiro pregão da semana em alta de 1,33%, com 89.598 pontos, mantendo o otimismo registrado no fechamento da última semana quando encerrou o dia com alta de 1,14%. A pontuação e o volume negociado, de R$ 14,81 bilhões representam as máximas registradas no Ibovespa.

As ações das grandes companhias acompanharam a alta, com Petrobras registrando 3,07%, Vale, 0,05%, Itau, 1,08% e Bradesco com 2,10%. O destaque foram os papéis da Cosan, com valorização de 11,45%.

Comments

Petrobras reajusta preço do gás de cozinha na refinaria em 8,5%

Os preços do gás liquefeito de petróleo de uso residencial (GLP-P13) – gás de cozinha de 13 quilogramas – estarão 8,5% mais caros a partir desta terça-feira (6). De acordo com a Petrobras, na média nacional, o preço de venda nas refinarias da companhia, sem tributos, será equivalente a R$ 25,07. Desde janeiro, quando passou a ter reajustes trimestrais, a alta acumulada do produto é de R$ 0,69 ou 2,8%.

Para seguir a metodologia atual, a Petrobras aplicou, este ano, reduções nos preços em janeiro e abril e uma elevação em julho. O preço representa um ajuste de R$ 1,97 em relação aos R$ 23,10 em vigor desde julho. Segundo a companhia, os motivos para a alteração dos preços foi a desvalorização do real frente ao dólar e as elevações nas cotações internacionais do GLP. “A referência continua a ser a média dos preços do propano e butano comercializados no mercado europeu, acrescida da margem de 5%”, apontou.

Conforme a Petrobras, “o objetivo da metodologia é suavizar os impactos derivados da transferência da volatilidade externa para os preços domésticos”. A estatal informou que o mecanismo leva em consideração a necessidade de praticar preços para o produto com referência no mercado internacional e a Resolução 4/2005 do Conselho Nacional de Política Energética.

A resolução “reconhece como de interesse para a política energética nacional a comercialização, por produtor ou importador, de gás liquefeito de petróleo (GLP), destinado exclusivamente a uso doméstico em recipientes transportáveis de capacidade de até 13kg, a preços diferenciados e inferiores aos praticados para os demais usos ou acondicionados em recipientes de outras capacidades”.

Agência Brasil

 

LOCAIS

Fest Bossa & Jazz convida Chorinho da Pipa e Parahyba Ska Jazz Foundation para edição na Praia da Pipa

E a semana começa com novidades! A organização do Fest Bossa & Jazz, após anunciar a lendária Blues Etílicos, libera o nome de mais duas atrações para a edição 2018 na praia da Pipa que acontece de 13 a 16 de dezembro. Com foco em dar visibilidade aos gêneros do blues, bossa e jazz através de artistas locais, nacionais e internacionais, entra no time de convidados deste grande e importante evento, a banda “Chorinho da Pipa” e a “Parahyba Ska Jazz Foundation”. Como já anunciado, a edição 2018 em Pipa traz um formato descentralizado com Pockets Shows distribuídos em vários polos.

O grupo Chorinho da Pipa surgiu na praia da Pipa através do anseio de músicos, vindos de outras cidades e países, de compartilharem seus conhecimentos musicais e produzir um som diferenciado e harmonioso, embasado no chorinho, um gênero genuinamente brasileiro. No repertório, clássicos de Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Ernesto Nazareth, Paulinho da Viola, João Pernambuco, entre outros. Formam a Chorinho os músicos, Leandro Melo Oliveira – violão e cavaquinho; Serginho Macabu – pandeiro e Lu Príncipe – violão e cavaquinho. A banda convida Matias Benedetto (ARG) – acordeon; Rodolfo Castelli (URU) – gaita; Santiago Tarres (URU) – clarinete e flauta e Javier Guañabens (ARG) – saxofone.

A outra confirmação é a banda Parahyba Ska Jazz Foundation, detentora de uma importante característica que é a fusão do Ska com o Reggae, Jazz e o funk. Traz em suas apresentações influências marcantes do estilo jamaicano em mistura dançante e cativante. Entre as inspirações musicais que fazem parte da história da Parahyba, estão: The Skatalites, Bob Marley, New York Ska Jazz Ensemble e a Rotterdam Ska Jazz Foundation. Compõem a banda o músico Francisco Vasconcelos – bateria, Everton Cavalcante – baixo, Thales Pessoa – Guitarra, Pedro Regada – teclado, Alysson Ramanlho – trompete, Rodrigo Marques – sax tenor e Cebola – trombone.

Conheça o novo formato do Fest

O novo formato proposto pelo evento, em Pockets Shows, vai acontecer na avenida principal da praia e na Rua do Céu com apresentações simultâneas, em média de 10 por noite, nos seguintes pontos (polos noturnos): Rua do Céu, Kanto da Pipa, Vila da Pipa Shopping, Galeria Oasis, Vila Mangueira e a Praça do Pescador. Em todas as noites, a programação será aberta com a performance da Bossa & Jazz Street Band, às 19h30 em cortejo pela Baía dos Golfinhos antecedendo as apresentações e também nos intervalos de cada uma. E, para finalizar as noites, as famosas e movimentadas Jam Sessions.

Para àqueles que não querem perder nenhum minuto do clima do evento, haverá programação durante a tarde, com apresentações musicais em bares na praia do centro até o por do sol – em breve serão divulgados os polos da tarde. Também estão garantidas na programação as oficinas e workshops gratuitos que serão promovidos no Kanto da Pipa e no Vila da Pipa Shopping.

O Fest Bossa & Jazz é realizado pela Juçara Figueiredo Produções. A edição conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Tibau do Sul, da Associação dos Hoteleiros de Tibau do Sul e Pipa (ASHTEP), Pipa Convention Bureau e apoio dos comerciantes locais.

Comments

IMD lança edital de seleção para Residência em Tecnologia da Informação

O Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) lançou edital de seleção para sua Residência em Tecnologia da Informação (pós-graduação lato sensu), que nesta edição está sendo realizada em parceria com Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN). As inscrições para participar do processo seletivo tiveram início no dia 31, e vão serguir abertas até 13 de novembro. O valor mensal das bolsas para os aprovados é de R$ 1.500,00.

São ofertadas oito vagas divididas em duas áreas de atuação: Analista e Desenvolvedor de Softwere (quatro vagas) e Analista de Business Intelligence (quatro vagas). As inscrições devem ser realizadas exclusivamente via Sistema de Gestão de Atividade Acadêmicas (Sigaa) por meio deste LINK , mediante preenchimento e envio de formulário, disponível no próprio link da inscrição.

Podem participar da seleção candidatos que possuam graduação de nível superior em qualquer área. No entanto, o processo seletivo será realizado por meio de prova teórica objetiva de conhecimentos específicos, que será aplicada no dia 18 de novembro, na sede do IMD.

Os selecionados no processo deverão cumprir carga horária de 30 horas semanais, distribuídas entre atividades práticas no TRE e aulas teóricas no IMD. O resultado final do processo será divulgado no dia 26 de novembro no site do IMD. Os detalhes sobre a seleção, bem como datas e prazos podem ser conferidos no edital do processo, disponível tanto no link citado acima, como no site do IMD, neste endereço eletrônico.

Residência

A Residência em Tecnologia da Informação vem sendo realizada pelo IMD em parceria com órgãos do Poder Judiciário e com o TCE, promovendo o estudo e o aprofundamento de técnicas e metodologias de TI voltadas para a área jurídica. Dessa forma, complementa a formação da graduação com conteúdos específicos, relevantes ao ambiente corporativo de TI no âmbito jurídico.

Em diversos estados do Brasil, Programas de Residência em Tecnologia da Informação (TI) são desenvolvidos visando à capacitação e inserção no mercado de profissionais para atuação nessa área estratégica, que apresenta déficit de mais profissionais qualificados. Esses Programas inserem seus residentes em ambientes e projetos reais de TI, ao mesmo tempo em que promovem capacitação em nível de Pós-graduação Lato Sensu.

Comments

Câmara Municipal discute avanços no combate à corrupção

Foto: Divulgação/CMN

A Câmara Municipal de Natal realizou um audiência pública na última quinta-feira  para discutir os avanços da lei 12.846/2013, mais conhecida como Lei Anticorrupção. A proposição dos debates foi do vereador Sueldo Medeiros (PHS).

Sueldo destacou a importância do tema após os escândalos de corrupção que envolveram empresas públicas, empresas privadas e políticos. Ele lembrou que a lei está em vigor desde 2013 e que o debate foi voltado exatamente para as relações enter as poder públicos e as instituições privadas.

“A Lei Anticorrupção representa um avanço ao prever a responsabilização objetiva de empresas que praticam atos lesivos contra a administração pública, fechando uma lacuna no ordenamento jurídico do país. Tivemos a oportunidade de discutir os avanços das práticas em Natal após legislação, que está em vigor desde 2013”, disse.

O vereador Cícero Martins (PSL) lamentou a ausência de representantes de órgãos de fiscalização que têm a função exatamente de combater a possibilidade de que atos de corrupção sejam praticados.

“Esse tema é de uma importância muito grande. A transparência em todos os processos é algo fundamental. Apesar de um debate extremamente importante, tivemos a ausência de instituições que atuam no combate à corrupção. É um tema importante para acordarmos para que as licitações e todos os demais processos sejam realizados de forma correta gerando mais recursos para o Municípios”, disse.

Uma das medidas de combater a corrupção é a implementação do chamado compliance. Nos âmbitos institucional e corporativo, compliance é o conjunto de disciplinas para fazer cumprir as normas legais e regulamentares, as políticas e as diretrizes estabelecidas para o negócio e para as atividades da instituição ou empresa, bem como evitar, detectar e tratar qualquer desvio ou inconformidade que possa ocorrer.

O advogado Arnaldo Lázaro, especialista em compliance, elogiou a iniciativa da Câmara em discutir o tema. Ele destacou a importância do compliance para as empresas e adiantou que já é exigência em Natal que as empresas tenham um programa.

“Em Natal, já é uma exigência. Município está nesse caminho para que todos os prestadores de serviços tenham o seu programa de compliance. A empresa que não apresentar o seu programa de compliance pode ser multada e até ficar sem contratar com o poder público”, adiantou.

Participaram dos debates representantes da Prefeitura do Natal, juristas, estudantes universitários de Direito e de Administração, além de especialistas na área.

Comments

Reforma da UBS Ponta Negra deverá ser concluída ainda esse mês

Foto: Elpídio Júnior

A Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Natal (CMN) visitou a Unidade Básica de Saúde (UBS) de Ponta Negra, na tarde desta segunda-feira (5), para acompanhar o andamento das obras de reforma que estavam previstas, inicialmente, para serem concluídas em julho desse ano.

Um dos engenheiros responsáveis pela obra, Gabriel de Paula, explicou que, devido a adequações no projeto o prazo terminou sendo estendido, mas que o novo prazo é para entrega da obra é até o final desse mês.

“Pra concluir essa unidade precisamos fazer poucos serviços como pintura externa e a limpeza do piso. Todos os demais serviços já foram concluídos. Por isso a previsão que até o final do mês a nossa parte já esteja concluída”, adiantou.

Mesmo com a entrega da reforma, ainda restarão os mobiliários e a transferência de profissionais, insumos e outras estruturas necessárias ao funcionamento. Isso porque, enquanto a obra não é concluída, a UBS está funcionando provisoriamente dentro de um centro social mantido pelo vereador Ary Gomes (PDT).

Na unidade também funciona a Estratégia de Saúde da Família (ESF). Os dois atendimentos ainda têm o déficit de profissionais da saúde. No quadro de funcionários, estão faltando: um profissional odontólogo, um médico ginecologista, um médico pediatra e ainda de profissionais como técnicos de enfermagem.

A diretora da unidade, Elvira Maranhão, explicou que o bairro carece de atendimento e que chegou a ser estudada a possibilidade de transferência da unidade para outro bairro, mas que ela conseguiu manter o funcionamento para garantir o atendimento à população.

“O atendimento está acontecendo na associação e também na escola. Estamos atendendo precariamente, mas não paramos de dar assistência. Isso que é importante. Temos moradores aqui de baixa renda que, sequer, tem condições financeiras de se deslocarem para outros cantos. Se mudassem, essa população iria ficar sem atendimento”, contou.

O vereador Franklin Capistrano (PSB) lembrou que a comissão esteve na UBS Ponta Negra há meses acompanhando o andamento das obras e parabenizou o esforço de todos os profissionais em manter a UBS Ponta Negra aberta. Mesmo assim, cobrou a reposição dos profissionais.

“Ainda precisamos de recursos humanos. Ficamos felizes que os profissionais daqui se empenham em lutar por manter esse atendimento que faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS), mas a unidade ainda precisa de muitos especialistas e do pessoal da equipe de atendimento”, pontuou..

O vereador Fernando Lucena (PT), presidente da Comissão, disse não acreditar que o prazo de entrega seja cumprido. Ele lembrou que mesmo concluídas as obras, ainda será necessária equipar a estrutura e garantir os profissionais

“Nós tivemos há seis meses. A situação melhorou um pouco, mas eu não acredito, pela minha experiência, que seja entregue em novembro. Ainda falta toda a compra de equipamentos, birôs, cadeiras, muita coisa. A saúde só funciona porque os funcionários e diretores vestem a roupa do povo indo atrás de um remédio, dando um jeito pra conseguir espaço, sempre dando um jeito. O que falta é prefeito, que não tem. Falta saúde, que aqui não tem”, externou.

Medicamentos vencidos

Apesar de poucos, a Comissão de Saúde encontrou medicamentos vencidos que foram entregues em março desse ano, mas muito próximo do vencimento que aconteceu em julho.A vereadora Carla Dickson (PROS) recomendou mais gestão e controle nos medicamentos próximos de vencimento.

“Está sendo descartado de maneira correta, mas infelizmente, nós ainda observamos que a Central de Medicamentos continua mandando medicamento muito próximo de vencer. E isso tem que ter um controle, uma gestão melhor, porque isso é dinheiro público. Como sugestão, nós sugerimos que se tem medicamento muito próximo de vencer, que se envie para locais com maior rotatividade. Aqui tem vazão, mas não tão grande para utilizar em tão pouco tempo”, recomendou.

O vereador Preto Aquino (PATRI) lamentou a forma como foram enviados e disse que é preciso ouvir os responsáveis para evitar que esse envio volte a se repetir provocando desperdícios.

“Vimos aqui que eles estão recolhendo os medicamentos vencidos de forma correta. Estão aguardando o recolhimento para incinerá-los.Medicamentos já chegaram com a validade bem próxima do vencimento. É importante o quanto antes que sejam retirados”, disse.

Por G1 RN

 


Fátima Bezerra (PT), governadora eleita do RN — Foto: VITORINO JUNIOR/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Fátima Bezerra (PT), governadora eleita do RN — Foto: VITORINO JUNIOR/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A governadora eleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), definiu nesta segunda-feira (5) os nomes que vão compor a equipe de transição do novo governo estadual que vai assumir em janeiro de 2019. A lista completa foi encaminhada à chefia do Executivo estadual, atendendo ao decreto n. 28.443 de 29 de outubro de 2018, a ser publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (6).

“Formamos uma equipe que atende a um perfil técnico, de seriedade profissional e de sensibilidade social. E quero, em nome do povo do RN, agradecer a disponibilidade de todas essas pessoas de trazerem a contribuição para tornar o Rio Grande do Norte um estado melhor de se viver”, declarou Fátima.

Veja quem são:

  1. Fátima Bezerra – senadora da República e governadora eleita, coordenadora dos trabalhos desta Comissão;
  2. Antenor Roberto Soares de Medeiros – procurador do Estado e vice-governador eleito
  3. Raimundo Alves Junior – economista, assessor parlamentar do Senado
  4. Jean-Paul Terra Prates – suplente de senador, ex-Secretário de Estado de Energia do Rio Grande do Norte, Mestre em Planejamento Energético e Gestão Ambiental
  5. Fernando Wanderley Vargas da Silva – professor e deputado estadual
  6. Arméli Marques Brennand  Promotora de Justiça aposentada.
  7. Roberto Sérgio Ribeiro Linhares – ex-superintendente Regional da Caixa, Advogado, Especialista em Finanças e Mercado Financeiro.
  8. Simone Gameleira Cabral – Secretária executiva, Coordenadora de Projetos Estratégicos da Câmara Municipal do Natal.
  9. Alexandre de Oliveira Lima – Eng. Agrônomo e Professor Adjunto do Departamento de Gestão Ambiental da UERN.
  10. Maria da Conceição Dantas de Moura – Doutora em Sociologia pela UFRN, Consultora do FIDA em Gênero, Etnia, Geração, Comunidades Tradicionais
  11. José Aldemir Freire – economista, ex-chefe da Unidade Estadual do IBGE no Rio Grande do Norte entre setembro de 2009 e fevereiro de 2018.
  12. Érica Verícia Canuto de Oliveira Veras – Promotora de Justiça/RN, Professora da UFRN e Doutora em Ciências Sociais.
  13. Getúlio Marques Ferreira – Professor, Engenheiro, Especialista em Engenharia de Sistemas, Mestre em Engenharia da Produção
  14. Luciana Targino de Almeida Cardoso – Coordenadora da Assessoria de Planejamento desta Casa Legislativa
  15. Carlos Eduardo Xavier – Engenheiro da Computação, Mestre em Ciências de Engenharia de Produção pela UFRN e Auditor Fiscal do Tesouro Estadual;
  16. Sandra Lúcia Barbosa Cavalcanti – Economista, chefe de Unidade da Fiern;
  17. Octávio Santiago Neto – Jornalista, especialista em Gestão Pública e em Gestão de Projetos e Políticas Públicas e servidor de carreira da Assembléia Legislativa;
  18. Henderson Magalhães Abreu – Engenheiro agrônomo, ex-assessor parlamentar;
  19. Francisco Canindé de França – Professor da rede estadual de ensino;
  20. Cipriano Maia de Vasconcelos – Professor associado do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Coordenador do Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva – UFRN

Fonte: G1RN

Por G1 RN

 

Sede do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, TRE-RN — Foto: Igor Jácome/G1

Sede do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, TRE-RN — Foto: Igor Jácome/G1

A um dia do prazo final, apenas 84 candidatos, dos 509, que participaram das eleições 2018 no Rio Grande do Norte enviaram a prestação de contas da campanha ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os candidatos e partidos políticos têm até às 19h (horário local) desta terça-feira (6) para entregar as prestações de contas, conforme calendário estabelecido pelo TSE. A data limite para quem concorreu no segundo turno é 17 de novembro.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), até às 15h desta segunda-feira (5), nenhum candidato ao Senado regularizou as contas. Dos 8 postulantes ao governo do RN, somente 1 enviou os dados à Justiça Eleitoral.

Os diretórios estaduais de partidos e candidatos que participaram da campanha devem encaminhar os dados de contas eleitorais por meio do Sistema de Prestação de Contas Eleitorais (SPCE). Não é necessário a entrega de documento físico.

Já os diretórios municipais de partidos devem entregar as prestações de contas de forma física no respectivo cartório eleitoral, além de cadastrar os dados na plataforma online SPCE.

A prestação de contas é um dever de todos os candidatos e diretórios partidários que garante a transparência no processo eleitoral. Em caso de não regularização, as chapas serão julgadas e penalizadas pela Justiça Eleitoral.

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu