ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA QUINTA-FEIRA

 

Por G1

 

Chuvas, mortes e destruição no Rio de Janeiro. O dia de caos e tristeza após o forte temporal que derrubou mais de 170 árvores, alagou vários bairros e provocou deslizamentos em diversas comunidades. Internado em SP, Bolsonaro volta a ter febre e está com pneumonia. Delação de Palocci: ex-ministro diz que Lula soube antes que seria alvo de fase da Lava Jato. Funcionários da Vale e engenheiros são soltos dois dias após decisão do STJ. E o nº de mortos em Brumadinho sobe para 157.

INTERNACIONAIS

“Parte da esquerda não aprende lições”, diz ex-presidente uruguaio, José Mujica

O ex-presidente uruguaio José “Pepe” Mujica, que defende eleições gerais na Venezuela, com um forte monitoramento internacional, deu uma entrevista à BBC Mundo.

Leia este trecho:

“BBC – Ao mesmo tempo em que a crise na Venezuela se aprofundou, vários governos de esquerda na América Latina perderam voto popular. Há uma conexão? O que acontece na Venezuela prejudica a esquerda latino-americana?

José Mujica – Sim, claro que sim. Há uma velha confusão entre socializar e estatizar que desemboca na burocracia, uma doença humana que fez até Roma padecer. E existe uma parcela da esquerda latino-americana e mundial que não aprende as lições da história.

Isso não significa que seja preciso abandonar a bandeira da luta pela redução da desigualdade. O crescimento substancial joga a favor da economia transnacional e do mundo financeiro, e as classes médias estão congeladas e em perigo no mundo todo. A luta pela igualdade se justifica mais que nunca. Não pela igualdade absoluta, mas para reduzir os abismos.”

Mujica não aprende a lição de que é preciso reduzir não necessariamente a desigualdade, mas a pobreza, para evitar que todos sejam iguais na miséria, como ocorre nos regimes socialistas.

O Antagonista

Fonte: Blog do BG

 

NACIONAIS

Temporal no Rio

Moradores usam pranchas de SUP para se aproximar de um carro arrastado para canal na Barra da Tijuca após temporal que causou o alagamento de vias próximas — Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Moradores usam pranchas de SUP para se aproximar de um carro arrastado para canal na Barra da Tijuca após temporal que causou o alagamento de vias próximas — Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Seis pessoas morreram após o temporal que atingiu o Rio de Janeiro ontem à noite. A tempestade alagou casas, ruas, vias importantes da cidade. As vítimas foram atingidas por deslizamentos na Rocinha, no Vidigal, em Barra de Guaratiba e na Avenida Niemeyer, onde dois corpos foram retirados de um ônibus soterrado por terra.

Na Rocinha, moradores gravaram momentos de desespero de um homem arrastado pela enxurrada (veja no vídeo abaixo). Ele se salvou e passa bem. Carros também foram levados pela correnteza.

Vídeo mostra homem sendo arrastado por água na Rocinha durante temporal

Vídeo mostra homem sendo arrastado por água na Rocinha durante temporal

As rajadas de vento atingiram mais de 100 km/h, o que caracteriza tempestade violenta. A ventania fez um veleiro encalhar na praia do Arpoador. Um casal estava dentro da embarcação e conseguiu sair sem ferimentos. Entenda a força do vento que atingiu o Rio.

Selo escala de vento — Foto: Arte/G1

Selo escala de vento — Foto: Arte/G1

Em Guaratiba, onde mãe e filho e morreram atingidos por um desmoronamento de terra, 5 casas foram interditadas e moradores precisaram deixar a comunidade.

Onde mais choveu — Foto: Arte G1

Onde mais choveu — Foto: Arte G1

O hotel Sheraton, um dos mais luxosos da cidade, também foi atingido pelo temporal. Hóspedes ficaram ilhados e o prédio ainda está sem luz. Mais de 400 turistas foram transferidos para outros locais. A piscina ficou tomada por lama.

Piscina do Hotel Sheraton, na zona sul do Rio, recebeu lama do deslizamento que atingiu a Avenida Niemeyer e ficou com a água turva — Foto: reprodução/TV Globo

Piscina do Hotel Sheraton, na zona sul do Rio, recebeu lama do deslizamento que atingiu a Avenida Niemeyer e ficou com a água turva — Foto: reprodução/TV Globo

Tragédia em Brumadinho

No 14ª dia de buscas após a tragédia em Brumadinho, subiu para 157 o número de mortos no rompimento da barragem da Vale. Outras 182 pessoas continuam desaparecidas. O Corpo de Bombeiros usou pela primeira vez 250 aparelhos de geolocalização.

Funcionários da Vale e engenheiros de empresa alemã deixam presídio na Grande BH

Funcionários da Vale e engenheiros de empresa alemã deixam presídio na Grande BH

Os funcionários da Vale e engenheiros da empresa alemã que atestaram o funcionamento da estrutura de Brumadinho foram soltos hoje, dois dias após o STJ mandar soltá-los. Todos saíram com as cabeças cobertas por peças de roupa e entraram em carros que os esperavam na frente da cadeia.

Bolsonaro com pneumonia

Bolsonaro caminha no hospital Albert Einstein — Foto: DIvulgação/Presidência da República

Bolsonaro caminha no hospital Albert Einstein — Foto: DIvulgação/Presidência da República

Internado há 11 dias no Albert Einstein em São Paulo, onde se recupera da cirurgia para retirada da bolsa de colostomia, o presidente Bolsonaro voltou a ter febre e está com pneumonia. Segundo o último boletim, os médicos ajustaram o tratamento e acrescentaram um novo antibiótico para controlar a infecção. Ele segue sem previsão de alta. O Palácio do Planalto divulgou uma nova foto de Bolsonaro caminhando pelos corredores do hospital.

Delação de Palocci

O ex-ministro Antonio Palocci disse em delação premiada que o ex-presidente Lula sabia que seria alvo de fase da Lava Jato. O depoimento faz parte de investigação sobre vazamento da 24ª fase. Palocci afirmou também que foi procurado pelo ex-presidente para assumir o pagamento das reformas do sítio em Atibaia.

Também teve isso..

Ministro diz que 'ameaças' não vão impedir atuação federal no hospital de Bonsucesso

Ministro diz que ‘ameaças’ não vão impedir atuação federal no hospital de Bonsucesso

Fonte: G1
 POLÍTICA

Senado aguarda com ansiedade PEC da Previdência, afirma Alcolumbre

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil 

O presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre (DEM-AL), disse acreditar que a emenda constitucional da reforma da Previdência Social tramitará com rapidez no Senado, após aprovação na Câmara dos Deputados. A proposta está em elaboração no governo federal.

“Há hoje sensibilidade no Brasil para combater os privilégios e atender as pessoas que mais precisam”, afirmou. “A gente precisa aprovar pelo país”, defendeu.

Alcolumbre reuniu-se com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na tarde desta quinta-feira (7) em Brasília, para ouvir as mudanças que deverão ser propostas pelo governo da Previdência.

“Eu fiquei surpreso e surpreendido com a construção que foi apresentada pelo ministro. Confesso que estava entusiasmado em apresentar ao Brasil uma proposta que pudesse unificar os brasileiros em torno de uma causa”, disse Alcolumbre, ao falar aos jornalistas em breve entrevista coletiva, junto com Paulo Guedes, no portão da residência oficial da Presidência do Senado.

Ansiedade

Segundo o presidente do Congresso, “o Senado aguarda com ansiedade a apresentação da reforma da Previdência”. Alcolumbre avalia que o Parlamento aprovará a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para gerar “sustentabilidade” ao sistema previdenciário no futuro, hoje a principal despesa do Tesouro Nacional (conforme resultados primários das contas públicas). Ele não adiantou detalhes ou “conceitos” ouvidos sobre a proposta.

Alcolumbre reiterou o propósito de instalar uma comissão de senadores que já acompanhe a tramitação da reforma enquanto estiver na Câmara, para os representantes no Senado já se inteirarem das discussões. “Há um consenso entre os senadores, e os líderes partidários. Eles querem acompanhar a evolução do debate e do diálogo que se realizarão na Câmara dos Deputados, quando a reforma for apresentada. Com isso, o Senado dará celeridade”.

Assim como a instalação antecipada de comissão para a reforma da Previdência, Alcolumbre prometeu o mesmo expediente para o pacote de segurança e combate à corrupção, apresentado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, esta semana.

“O Senado vai ficar como um telespectador privilegiado podendo discutir ao mesmo tempo que estiver ocorrendo o debate na Câmara dos Deputados”, assinalou. “Eu não posso determinar o prazo da Câmara, mas eu posso acompanhar. O sentimento dos senadores é acompanhar”.

Conforme a lei, a aprovação de uma PEC depende dos votos favoráveis de dois terços dos deputados e de dois terços dos senadores em dois turnos de votação. Guedes reuniu-se com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na última terça (5) na sede do Ministério da Economia em Brasília.

Agência Brasil

Comments

INFLUX: Escola investe em Inteligência Artificial para oferecer ensino de idiomas mais eficaz

Segundo um estudo publicado no último ano, pelo grupo britânico Pearson, a Inteligência Artificial será cada vez mais presente e persuasiva nas salas de aula. O relatório Intelligence Unleashed mostra que a aplicação da inteligência artificial junto à educação tem sido objeto de pesquisa acadêmica há mais de 30 anos.
Ainda de acordo com esse relatório, a Inteligência Artificial ligada às ciências da aprendizagem (educação, psicologia, linguística, sociologia e antropologia) promove o desenvolvimento de ambientes adaptativos de aprendizagem muito mais flexíveis, personalizados e envolventes.

Ou seja, o objetivo científico dessa nova forma de estudar, se traduz em proporcionar espaços explícitos de educação, psicologia e conhecimento, envolvendo o aluno a liberar, o que às vezes é chamado de “caixa preta de aprendizagem”.

É nesse caminho que uma verdadeira maratona nas escolas e universidade do mundo marcha em direção a altos investimentos em máquinas inteligentes para atrair e reter seus alunos.

No Brasil, uma escola de idiomas entrou na corrida e investiu no último ano em alta tecnologia para promover um aprendizado de alto impacto. Com mais de 150 unidades em 17 estados brasileiros e no Distrito Federal, a franqueadora paranaense inFlux, desenvolveu sete novas plataformas tecnológicas. “Analisamos as tendências e o perfil das novas gerações que estão sempre conectadas. Alinhamos nosso método de ensino com a tecnologia para agregar e auxiliar o estudo individual de nossos alunos, possibilitando que eles desenvolvam as quatro habilidades essenciais para o domínio do inglês e espanhol: ouvir, falar, ler e escrever”, explica o CEO da franqueadora, Ricardo Leal.

No caso dessa escola, a Inteligência Artificial foi implementada à uma plataforma virtual chamada inFlux Seven/inFlux Siete, que possibilita a prática diária de inglês e espanhol. A tecnologia é baseada no conceito do aprendizado adaptativo (adaptative learning) onde a proposta é adaptar os exercícios às necessidades e dificuldades do aluno. O sistema direciona os exercícios de acordo com a performance do estudante, garantindo a melhora, de maneira homogênea, de todas as habilidades do idioma.

Sempre na vanguarda da educação, em 15 anos, a inFlux já foi uma das escolas de idiomas mais premiadas no país, com o método inovador de ensino, que une abordagem comunicativa e lexical, garantindo, com isso, aprendizado das línguas (espanhol e inglês) em dois anos e meio.

Na busca incessante em ser a melhor escola de idiomas do país, Leal diz que os investimentos em ferramentas de educação e tecnologia não param por aí. “Nós temos um método de ensino eficiente e percebemos o quanto a tecnologia auxilia no estudo do idioma, por isso, sempre vamos buscar ferramentas que facilitem o estudo para nossos alunos”, enfatiza o CEO da inFlux.

Serviço

Mais sobre as ferramentas clique em: https://www.influx.com.br
Localização: Av. Abel Cabral, 2540 – Nova Parnamirim.
Telefone: (84) 3012-9400

 

Dólar tem nova alta e vai a R$ 3,7187 com boletim de Bolsonaro e exterior

O dólar teve novo dia de alta e terminou esta quinta-feira, 7, em R$ 3,7187 (+0,37%), o maior nível em uma semana. Uma combinação de exterior negativo com noticiário interno desfavorável estimulou nova busca por proteção dos investidores, mesmo após a forte reprecificação dos ativos domésticos de quarta-feira, que retirou o dólar do nível de R$ 3,65 de volta para R$ 3,70. A moeda americana chegou a zerar os ganhos no final da tarde e cair pontualmente, mas a notícia de que o presidente Jair Bolsonaro está com pneumonia fez o dólar subir novamente. O Credit Default Swap (CDS), uma medida do risco-Brasil, subiu para 168 pontos base, uma indicação de piora na avaliação do Brasil.

Na interpretação das mesas de câmbio, a piora do quadro de saúde de Bolsonaro pode ter desdobramentos. Um dos médicos do presidente disse que ele precisa ficar “mais 5 a 7 dias” internado. Com isso, operadores ressaltam que devem permanecer as incertezas sobre os rumos da reforma da Previdência. “Precisamos respeitar o ‘timing’ de recuperação do presidente Bolsonaro”, disse no final da tarde o ministro da Economia, Paulo Guedes. Mais cedo, o dólar chegou a ensaiar queda com declarações do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de que a Previdência pode ser votada em maio.

“O tom de cautela do mercado tende a continuar”, avalia o analista de investimentos da Toro Investimentos, Pedro Nieman. Para ele, cresce no mercado a percepção de que a reforma pode demorar mais que o previsto, o que ajuda o panorama a ficar um pouco mais “turvo”. O noticiário doméstico desfavorável vem em paralelo a um ambiente externo mais negativo. Esta quinta foi novo dia de fuga do risco dos investidores internacionais, com bolsas caindo em Nova York e fechando nas mínimas na Europa.

Renovadas preocupações sobre a desaceleração da economia mundial, após a Alemanha divulgar inesperada queda da produção industrial, fizeram os mercados abrir no negativo e o dólar se fortalecer ante moedas de países desenvolvidos, sobretudo o euro, e emergentes. O petróleo chegou a cair quase 4%, pressionando o dólar e outros ativos. Os economistas do ABN Amro, Nick Kounis e Bill Diviney, ressaltam que previsões de crescimento da zona do euro e da economia mundial têm sido amplamente revisadas para baixo e estas mudanças podem não ser suficientes. “Futuros reduções nas estimativas são prováveis”, escrevem em relatório nesta quinta-feira.

Na parte da tarde, notícias de que o encontro entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder chinês Xi Jinping, é “altamente improvável” antes de 1º de março, data em que termina a trégua comercial acertada na Argentina entre as duas maiores economias do mundo, provocaram nova onda de piora dos ativos externos e domésticos.

Perto do fechamento, a S&P Global Ratings anunciou a manutenção do rating do Brasil e da perspectiva da nota, mas não houve influência nas cotações. Segundo operadores, já se esperava manutenção da nota desde o final de 2018, quando os técnicos da S&P visitaram o Brasil. A avaliação é que mudanças no rating só virão com a aprovação ou não da reforma da Previdência.

Estadão Conteúdo

Comments

“Não vamos deixá-los quietos”, diz ministra Damares Alves sobre a Vale

Ministra se encontrou com chefe de Defesa Civil. Foto: Divulgação / Defesa Civil

Durante visita a Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, nesta quinta-feira (7), a ministra Damares Alves diz ter enviado um “recado duro” para a mineradora Vale. A chefe do MMFDH (Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) afirmou ter avisado que não irá “deixá-los quietos”.

Damares encontrou autoridades envolvidas nas buscas das vítimas do rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão e visitou áreas atingidas. Entre as preocupações da ministra, está a situação dos índios, mulheres, crianças e funcionários da Vale afetados.

— Queremos, na prática, a garantia dos direitos. Estamos diante de uma tragédia absurda e complexa. O desenvolvimento disso tem que ser acompanhado.

A Secretaria Nacional dos Direitos Humanos informou que vai listar as principais barragens em risco no país e, assim, tentar prevenir catástrofes como a de Brumadinho. Damares adiantou que está prevista a contratação de engenheiros civis na pasta para participarem deste grupo de monitoramento.

A ministra ainda alertou que as vítimas devem ficar atentas em relação ao repasse de R$ 100 mil anunciado pela Vale.

— Na hora de assinar, devem ter o cuidado de não declarar no documento que está dando por encerrado todo e qualquer tipo de indenização ou pedido de reparação de danos.

Para o início da noite, Damares Alves ainda tem marcado um encontro com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo).

R7

Regras trabalhistas não vão ser alteradas pela reforma da Previdência, diz ministro da Economia, Paulo Guedes

Foto: Jorge William / Agência O Globo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira que as mudanças na legislação trabalhista que o governo Jair Bolsonaro prepara não estarão embutidas na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) com a reforma da Previdência.

A intenção do governo é não atrapalhar a tramitação da reforma com a criação de um novo regime trabalhista. O ministro sinalizou que o novo modelo será regulamentado apenas após as alterações nas regras para a aposentadoria.

A PEC da Previdência indicará o caminho para a abertura desse novo modelo trabalhista, que, segundo Guedes, exigirá posterior regulamentação.

— É muito cedo para falar disso (mudanças trabalhistas) — disse o ministro, ao sair de um encontro com investidores, em Brasília.

— Não há mudança de regra trabalhista nessa PEC. Ela só fala que esse sistema precisa de tais e tais reformas, nós vamos fazer uma transição para o regime novo, e queremos criar um regime de capitalização que contemple escolhas dos jovens a respeito da legislação trabalhista — acrescentou Guedes.

O GLOBO informou nesta quinta-feira que o governo estuda fazer uma alteração profunda na legislação trabalhista, com o objetivo de estimular a criação de empregos para jovens. Eles teriam contratos de trabalho especiais, sem benefícios como 13º, férias e FGTS.

Guedes afirmou ainda que os detalhes da PEC serão discutidos com o presidente Jair Bolsonaro quando ele retornar a Brasília após se recuperar da cirurgia a que foi submetido.

— Assim que o presidente se recuperar, nós vamos mostrar as várias simulações. E aí o presidente vai tomar a decisão de qual PEC que deve ser enviada — completou.Apesar de dizer que as mudanças trabalhistas não serão tocadas neste primeiro momento de discussão sobre a Previdência, Guedes voltou a defender a ideia de que futuras gerações possam optar por contratos mais flexíveis.

Desde o período eleitoral, ele defende a criação de um novo regime que combine o regime de capitalização (quando cada trabalhador contribui para sua própria aposentadoria) a novas regras trabalhistas. Agora, Guedes reafirma essa intenção, embora não deixe claro o prazo em que as mudanças serão implantadas pelo governo.

— É o que o presidente tem dito: talvez estejamos indo em direção a uma escolha com dois sistemas. Você pode escolher um sistema com muitos direitos e não ter emprego ou outro sistema onde você tem muitos empregos e os direitos são os que você escolher ter. Se quiser escolher os direitos atuais, vai para o atual, se quiser o sistema novo, vai para a carteira verde e amarela — disse o ministro, reafirmando uma proposta que consta do plano de governo apresentado por Bolsonaro durante a campanha eleitoral. A

A ideia da equipe econômica, desde a transição, é criar um modelo em que os encargos trabalhistas sejam menores.

Na visão do time comandado por Guedes, isso poderia provocar um “choque de empregos”, ao retirar, por exemplo, a obrigação das empresas de recolher 20% para o INSS.

— Para cada um de vocês ter um emprego outro jornalista tem que estar desempregado, porque o custo é dois. O encargo é muito alto — disse aos repórteres.

Reforma dos militares

Guedes comentou ainda sobre a entrada de militares na reforma da Previdência. Ele reafirmou que a categoria será incluída, mas disse que o cronograma disso precisa ser ajustado. O regime dos integrantes das Forças não está detalhado na Constituição e, assim, precisa apenas de um projeto de lei para ser alterado.

— Os militares são patriotas, alegam, com razão, de que eles foram deixados para trás, eles tiveram defasagem salarial, perderam vários direitos correlatos, não têm direito de greve. E a legislação deles é diferente, não estão na Constituição. Eles disseram que vão se sacrificar, vão junto conosco para a reforma — disse Guedes.

De acordo com reportagem do GLOBO, os policiais militares e bombeiros dos estados serão enquadrados no estatuto dos integrantes das Forças Armadas (lei 6.880/1980) na reforma da Previdência a ser encaminhada pelo governo ao Congresso.

Centrais sindicais

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, disse que o governo pode realizar um seminário com centrais sindicais para discutir e receber propostas sobre a reforma da Previdência. Marinho se reuniu na Casa Civil com representantes da União Geral dos Trabalhadores (UGT), do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (Sindnapi) e a Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas (Cobap).

— Houve uma proposta de fazermos um seminário com as centrais para discutirmos o próprio texto da Previdência. O texto só será conhecido neste mês de fevereiro e em seguida abriríamos um processo de discussão e de recebimento de sugestões por parte das centrais — afirmou Rogério Marinho após a reunião.

Nesta quinta-feira, em encontro com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) criticaram a proposta do governo que vem sendo sinalizada para a reforma da Previdência. Após sair da reunião, o presidente da CUT, Vagner Freitas, disse que reivindicou mais diálogo do governo com os trabalhadores e que a Central vai pressionar muito para que não seja tirado nenhum direito dos trabalhadores .

O secretário ressaltou que a apresentação da versão final do projeto ao Congresso Nacional depende da data que o presidente Jair Bolsonaro sair do hospital. Bolsonaro ainda está internado em São Paulo, após ter feito uma cirurgia para a retirada da bolsa da colostomia, e segundo ele, só irá analisar o texto quando receber alta.

O Globo

Fonte: Blog do BG

 

LOCAIS

Estado terá mais R$ 229 milhões em caixa já nesta sexta-feira e pode quitar parte dos salários dos servidores se quiser

O Governo vai receber um aporte de R$ 298 milhões oriundos do Fundo de Participação dos Estados (FPE), um repasse federal destinado ao custeio. Porém, esse valor é bruto, descontadas todas as alíquotas, ou seja, líquido sobrará disponível em caixa mais R$ 229 milhões.

Com esse valor, se o Governo do Estado quiser, ele pode liquidar todas as dídidas com os servidores referente a 2017, quitar o valor que ficou faltando da folha referente ao mês novembro de 2017 e ainda deixar uma sobra de aproximadamente R$ 150 milhões em caixa. Restando apenas as folhas de dezembro e o 13º de 2018.

O valor que ficou faltando de 2017 foi de aproximadamente R$ 20 milhões referente ao 13º salário de quem ganha acima de R$ 5 mil. Já o valor que ficou faltando da folha de novembro foi de aproximadamente 60 milhões, referente aos mesmos servidores. Ou seja, aproximadamente R$ 80 milhões. Se usar parte do FPE que estará disponível amanhã para quitar essa parte dos atrasados ainda sobram aproximadamente R$ 150 milhões em caixa.

As folhas de dezembro e o 13º de 2018 somam aproximadamente R$ 380 milhões. Caberia à governadora sentar para negociar esse valor com os servidores, mas já daria um grande passo caso pagasse parte dos atrasados. Dinheiro terá. Restará saber o que ela vai fazer.

CommentsComments

Polícia prende trabalhador suspeito de ter matado dono de sítio em Natal

Policiais civis da Delegacia da Zona Norte da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) divulgaram, nesta quinta-feira (07), que o Grupo Tático Operacional (GTO) da Polícia Militar de Touros prendeu Francisco Pedro da Silva Filho, 37 anos, nesta quarta-feira (06), mediante o cumprimento de mandado de prisão temporária.

Francisco Pedro é suspeito de ter assassinado Pedro Batista Pereira, que era dono de um sítio no bairro de Igapó, Zona Norte de Natal.

“Nossas investigações descobriram que Francisco Pedro matou o dono do sítio porque estava com raiva da vítima, após o dono do sítio ter contratado uma outra pessoa para trabalhar no seu lugar. Durante uma discussão, o suspeito golpeou o dono do sítio e subtraiu uma quantia em dinheiro, um aparelho celular e um revólver calibre 38”, detalhou o delegado Roberto Andrade da DHPP.

Comments

PM prende dentro de agência bancária na Zona Sul de Natal acusado de estelionato

Foto: Divulgação/PM

Por volta das 13h30 desta quinta-feira (07), policiais militares da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM) detiveram um homem suspeito de estelionato dentro de uma agência bancária no bairro de Lagoa Nova, zona Sul de Natal.

Os policiais foram acionados pelo gerente do banco, informando que um cidadão por nome de Carlos Augusto Gondim de Oliveira, 60 anos, acabara de abrir uma conta utilizando documentação falsa e já teria aberto outra conta e feito empréstimos com outro documento falso. Ao realizar a abordagem, foram constatadas duas identidades com a mesma foto, mas nome e número diferentes, como também os contratos do banco em nome dessas identidades falsas.

http://www.pm.rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=193554&ACT=&PAGE=&PARM=&LBL=NOT%CDCIA

Tribunal de Justiça decide que criação de cargos sem definir atribuições em município no interior do RN é considerada inconstitucional

O Pleno do Tribunal de Justiça do RN, à unanimidade de votos, julgou como inconstitucionais o artigo 34, da Lei nº 001/97 e o artigo 19 da Lei nº 193/11 do Município de Itajá, por afronta direta aos artigos 37 e 46 da Constituição Estadual. Os desembargadores ressaltaram que são inconstitucionais as leis municipais que criam cargos públicos sem a previsão de suas atribuições e competências, por afronta direta aos artigos da Carta Magna Estadual.

A decisão terá efeitos a partir do julgamento e se deu em Ação Direta de Inconstitucionalidade, com relatoria do desembargador Virgílio Macedo Jr., vice-presidente da Corte.

Segundo a ADI, as leis são inconstitucionais pois criaram os cargos de “Secretário do Governo, Assessor Técnico, Subprefeito de Jacauã, Subprefeito de Caraú, Secretários e Secretários Adjuntos: da Administração, do Planejamento, das Finanças, da Agricultura, Pesca e Meio Ambiente, da Ação Social, Habitação e Juventude, da Cultura e Eventos, da Comunicação, Marketing e Publicidade, do Esporte e Lazer, da Educação, da Saúde e Vigilância Sanitária, do Transporte, do Turismo, da Tributação, bem como das Obras e Serviços Urbanos” e, ainda, “os cargos de chefe de gabinete, chefe de departamento e coordenadores”, sem as devidas e exigidas competências.

“De fato, da simples leitura do texto legal, verifica-se que os cargos criados não contam com a descrição precisa e pormenorizada quanto às suas correspondentes atribuições e competências, próprias ao seu exercício”, destaca o desembargador Virgílio Macedo.

A decisão ainda ressaltou que qualquer cargo público somente pode ser criado por lei, como instrumento de organização da estrutura administrativa e também, por lei, se deve prever expressamente as atribuições, competências, remuneração, forma de provimento e o quadro de pessoal do órgão que integre.

“Tal afirmação é corroborada pela conceituação de cargo público esposada na Lei n. 8.112/90 (art. 3º, parágrafo único) e, também, na Lei Complementar Estadual nº 122/94, que instituiu o Regime Jurídico dos Servidores Civis do Estado do Rio Grande do Norte”, ressalta o julgamento no Pleno do TJRN.

(Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 2016.010567-7)
TJRN

 

VÍDEO: Buraco no meio da Avenida Capitão Mor-Gouveia, em Natal, gera riscos e prejuízos aos motoristas

Vídeo cedido por ouvinte do Meio-Dia RN destaca buraco absurdo no meio da Avenida Capitão Mor-Gouveia, em Natal. “Cratera” já provocou diversos danos de suspensão em veículos, e chama a atenção risco de um acidente mais grave a qualquer momento.

 

Por Julianne Barreto e Rafael Barbosa, Inter TV Cabugi e G1 RN

 


Polícia Civil divulgou resultado das investigações da morte da empresária Maria da Conceição de Lima Barbosa em entrevista coletiva — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

Polícia Civil divulgou resultado das investigações da morte da empresária Maria da Conceição de Lima Barbosa em entrevista coletiva — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

O ex-marido da empresária Maria da Conceição de Lima Barbosa contratou dois pistoleiros de Alagoas para executá-la. A informação é da Polícia Civil, que, nesta quinta-feira (7), prendeu mais um suspeito do crime, o terceiro. Outros dois homens já estavam presos, em janeiro. Maria da Conceição tinha 56 anos e foi assassinada em novembro, no interior do Rio Grande do Norte.

Luiz Hugo Vital Barbosa, 57, ex-marido dela e apontado pelas investigações como o mandante do crime, morreu em um acidente de carro no dia 30 de janeiro. Um dia antes, segundo a polícia, ele ficou sabendo que um dos homens que estavam presos o havia delatado.

De acordo com o delegado Erick Gomes, titular da Divisão Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deicor), dois homens foram contratados para executar a empresária e cada um deles recebeu R$ 2 mil pelo serviço.

Maria da Conceição de Lima Barbosa, de 56 anos, foi executada a tiros — Foto: Arquivo da família

Maria da Conceição de Lima Barbosa, de 56 anos, foi executada a tiros — Foto: Arquivo da família

Depois de presos, os pistoleiros disseram aos investigadores que o mandante era Luiz Hugo. “Há também conversas nos celulares deles que apontam situações nesse sentido”, afirma o delegado.

Os executores chegaram a passar mais de uma semana em Santo Antônio, onde Maria da Conceição morava e administrava seu negócio, para planejar o assassinato. Os custos de estadia e aluguel de carro para eles, segundo a Polícia Civil, foram bancados pelo ex-marido da empresária.

Até o momento, três pessoas foram presas: os atiradores e também um homem responsável por alugar o carro para a fuga. Maria da Conceição de Lima Barbosa foi morta com tiros de espingarda calibre 12 e também de pistola.

Investigação

A Polícia Civil chegou aos autores depois de encontrar o veículo usado por eles no crime, um Gol, incendiado em uma estrada de terra na cidade de Brejinho, interior potiguar. Apesar de o automóvel estar queimado, foi possível identificar o carro através do número do chassi, que não foi danificado pelas chamas. A partir daí, foi possível rastrear os criminosos.

A Polícia Civil ainda quer descobrir quem intermediou o contato entre Luiz Hugo e os pistoleiros. Os presos não falaram sobre isso aos investigadores. Além dessa questão, os policiais tentam também identificar a real motivação do crime, bem com esclarecer o acidente que resultou na morte do ex-marido de Maria da Conceição.

Gol foi incendiado em uma estrada de terra que dá acesso ao município de Espírito Santo — Foto: PM/Divulgação

Gol foi incendiado em uma estrada de terra que dá acesso ao município de Espírito Santo — Foto: PM/Divulgação

O crime

Maria da Conceição de Lima Barbosa, de 56 anos, era dona de um posto de combustíveis no município de Santo Antônio. O corpo dela foi encontrado com marca de tiro na cabeça, na zona rural de Pedro Velho, distante cerca de 90 quilômetros de Natal, na madrugada de 8 de outubro do ano passado.

A mulher e a filha dela foram vítimas de assaltantes ainda na tarde do dia 7 de outubro, quando estavam na estrada, saindo de Santo Antonio, a caminho de Natal. O carro em que elas estavam, um Ônix, foi trancado por outro veículo, modelo Gol, que tinha três criminosos. Dois deles assumiram o carro das mulheres e as levaram como reféns.

Em direção a Brejinho, os bandidos entraram em uma estrada de terra que dá acesso ao município de Espírito Santo, onde o Gol foi incendiado. O assaltante que estava no carro se juntou aos outros dois e o Ônix com as reféns seguiu viagem. Mais adiante, a filha foi libertada e a mãe continuou em poder dos criminosos.

Parentes também revelaram ao G1, na época, que os bandidos queriam o dinheiro do posto, exigindo que a empresária entregasse uma certa quantia. Maria da Conceição teria entregue um envelope com cerca de R$ 3 mil em dinheiro, dizendo que era tudo o que tinha com ela.

Já libertada, e com a ajuda de um morador da região, a filha conseguiu pedir socorro ao pai, que acionou a Polícia Militar, que fez buscas pelos criminosos. Já na madrugada, veio a notícia de que um corpo havia sido encontrado em uma estrada de terra entre Espírito Santo e Pedro Velho, próximo ao distrito de Coité. O corpo da empresária foi achado com uma marca de tiro na cabeça.

O carro e bens da empresária foram achados já na Paraíba.

Corpo da empresária foi encontrado em uma estrada de terra entre Espírito Santo e Pedro Velho — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Corpo da empresária foi encontrado em uma estrada de terra entre Espírito Santo e Pedro Velho — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Por G1 RN


Sede do Ministério Público do Rio Grande do Norte, em Natal — Foto: Divulgação/Ministério Público do RN

Sede do Ministério Público do Rio Grande do Norte, em Natal — Foto: Divulgação/Ministério Público do RN

Uma operação conjunta do Ministério Público do Rio Grande do Norte e do Paraná nesta quinta-feira (7) cumpriu mandados judiciais e prendeu em Natal um advogado suspeito de cooptar, por meio de redes sociais na internet, mulheres com a intenção de abusar sexualmente dos próprios filhos. A operação Jocasta cumpriu três mandados no RN e outros, no Paraná.

O homem, de 38 anos, utilizava as redes sociais para aliciar as vítimas e conseguir delas fotos e vídeos íntimos. De posse das imagens, ele passava a manipulá-las com o intuito de que continuassem a enviar material de conteúdo pornográfico, chegando a ameaçar algumas delas.

Segundo o MP, um dos casos comprovados envolve uma mãe que abusou do próprio filho, uma criança de 8 anos, para satisfazer o advogado. Ela foi presa no Paraná como desdobramento da operação.

Na capital potiguar, os mandados foram cumpridos em três endereços, sendo um deles o escritório de advocacia do investigado. A ação contou com a participação de agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do Ministério Público do Rio Grande do Norte, com o apoio da Polícia Militar, e a presença de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil. Foram apreendidos notebooks, celulares e outros objetos que podem estar relacionados à prática do crime.

Disque 127

O Disque Denúncia 127 é um canal direto do MPRN para denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada.

Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para disque.denuncia@mprn.mp.br. Os cidadãos podem encaminhar informações em geral que possam levar à prisão de criminosos, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No Whatsapp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.

Por G1 RN

 


Ala Amantes do desfile de 2018 da Escola de Samba Balanço do Morro — Foto: Franklin Levy

Ala Amantes do desfile de 2018 da Escola de Samba Balanço do Morro — Foto: Franklin Levy

A Escola de Samba Balanço do Morro vai fazer uma festa no sábado (9), em Natal, para arrecadar fundos para a agremiação. O evento Tardezinha Verde Rosa começará às 15h e terá shows de Além do Normal, Andiara Freitas, Rogério Lucarino, SambaCom e Eri da Balanço. Na mesma festa, a escola vai sortear fantasias de carnaval.

A entrada na Tardezinha Verde e Rosa custa R$ 10 e as senhas, que dão direito a participar do sorteio, serão vendidas na hora. O dinheiro arrecadado no evento vai para a fabricação das alegorias que vão desfilar na avenida, no carnaval da capital potiguar.

O samba vai ser no Espaço Balanço do Morro, na Rua Chile, Ribeira, Zona Leste de Natal.

Ajuda voluntária

Quem não for sorteado, pode comprar as fantasias carnavalescas no próprio evento ou através das redes sociais da escola. Custa R$ 50. Também é possível comprar a camiseta do enredo 2019, no valor de R$ 30. A Balanço do Morro faz ensaio gratuitos nas sextas-feiras que antecedem o carnaval. O desfile acontecerá no domingo, dia 3, na Avenida Duque de Caxias, Ribeira.

Balanço do Morro

A Associação Recreativa Carnavalesca e Cultural Escola de Samba Balanço do Morro, atual tricampeã do carnaval (2016-2017-2018), é uma das mais antigas em atividade. Ela foi fundada em 1966 pela família Lucarino, no bairro das Rocas, Zona Leste da capital. A Balanço tem 27 títulos e desfila anualmente com aproximadamente 600 integrantes. O enredo desde ano abordará uma festa que a escola também comemora, além do carnaval: o São João.

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu