ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA QUINTA-FEIRA

Por G1

 

Os médicos cubanos que trabalhavam no Brasil começam a voltar para casa. Para o ocupar o lugar deles, o governo diz que já recebeu mais de 6 mil inscrições. Mas os problemas no site do Mais Médicos continuam. O governo Bolsonaro escolhe quem vai comandar duas importantes estatais: a Caixa e o Banco do Brasil. O executivo brasileiro preso no Japão por suspeita de sonegação perde o cargo de presidente do conselho da Nissan. Uma operação policial prende 60 suspeitos de produzir e armanezar pornografia infantil. E o que disse o governador eleito do RJ sobre confrontos entre policiais e criminosos.

INTERNACIONAIS

Escândalo no Japão

Japoneses assistem reportagem sobre Carlos Ghosn nas ruas de Tóquio nesta quinta-feira (22) — Foto: Kazuhiro Nogi / AFP

Japoneses assistem reportagem sobre Carlos Ghosn nas ruas de Tóquio nesta quinta-feira (22) — Foto: Kazuhiro Nogi / AFP

Preso no Japão, o executivo brasileiro Carlos Ghosn foi retirado da presidência do conselho da Nissan. CEO da montadora entre 2001 e 2017, ele é suspeito de ocultar mais de R$ 167,4 milhões que recebeu como remuneração para não pagar impostos.

Nova tragédia

A chuva que atingiu a Califórnia ajudou a reduzir os incêndios que há dias avançavam sobre casas e florestas, mas trouxe novos riscos. As autoridades agora lidam com possíveis deslizamentos e enfrentam dificuldades para procurar corpos e localizar desaparecidos (são mais de 500). Mais de 80 pessoas morreram.

Companhia de gás e eletricidade trabalha em rua de Paradise, na Califórnia, para reparar o dano causado pelo Camp Fire — Foto: Elijah Nouvelage/Reuters

Companhia de gás e eletricidade trabalha em rua de Paradise, na Califórnia, para reparar o dano causado pelo Camp Fire — Foto: Elijah Nouvelage/Reuters

Mistério da ilha

'A natureza tem sido minha casa', disse Chau em entrevista — Foto: Reprodução/ Instagram/ John Chau

‘A natureza tem sido minha casa’, disse Chau em entrevista — Foto: Reprodução/ Instagram/ John Chau

As autoridades indianas ainda não sabem como resgatar o corpo de um americano que foi morto a flechadas por uma tribo isolada após viajar a uma ilha no país. O caso está cercado de mistério. Segundo relatos, John Allen Chau teria subornado pescadores para levá-lo. A imprensa local diz que ele era um missionário, mas nas redes sociais o rapaz se apresentava como um aventureiro. O que ele foi fazer lá, afinal?

Teve isso também…

– Como em todos os anos, os balões gigantes apareceram em Nova York para o tradicional desfile de Ação de Graças. O evento abre a temporada de compras de fim de ano nos EUA. Veja fotos.

Balão do personagem Charlie Brown é exibido nesta quinta-feira (22) no tradicional desfile do Dia de Ação de Graças em Nova York — Foto: Brendan McDermid/Reuters

Balão do personagem Charlie Brown é exibido nesta quinta-feira (22) no tradicional desfile do Dia de Ação de Graças em Nova York — Foto: Brendan McDermid/Reuters

 

NACIONAIS

Sem assistência

A saída dos médicos cubanos deve deixar pelo menos 285 cidades sem nenhum profissional na atenção básica da rede pública. O levantamento é do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems). A atenção básica é a rede de atendimento em que o paciente busca consultas e tratamentos. É a porta de entrada do SUS, normalmente oferecida em Unidades Básicas de Saúde, as UBSs. Aqui você encontra uma lista dessas cidades. São Paulo e Rio Grande do Sul são os estados mais afetados (veja no gráfico abaixo).

Número de municípios que ficarão sem médicos na atenção básica, por UF — Foto: Juliane Monteiro

Número de municípios que ficarão sem médicos na atenção básica, por UF — Foto: Juliane Monteiro

Enquanto isso, o processo seletivo aberto pelo governo para substituir os cubanos chegou a 6,4 mil inscritos em 2 dias (são 8,5 mil vagas). No entanto, menos da metade desses cadastros foram concluídos. A explicação pode ser a instabilidade do site, que hoje continuou a apresentar problemas. O Ministério da Saúde diz que a página foi atacadae que trabalha para normalizar a situação. O prazo de inscrições foi prorrogado.

Quem fica e quem vai

A decisão do governo cubano de abandonar o Mais Médicos dividiu os profissionais do país. Parte deles quer ficar. Alguns se casaram, formaram família e ficaram amigos dos pacientes. É o caso de Alexander Camue, que trabalhava no Sertão de Pernambuco. Ele voltará a Cuba, mas já faz planos de regressar ao Brasil assim que possível para revalidar o diploma e retomar o trabalho em Petrolina.

O médico cubano Alexander Rios Camue trabalhava em Petrolina desde 2013 — Foto: Reprodução / TV Grande Rio

O médico cubano Alexander Rios Camue trabalhava em Petrolina desde 2013 — Foto: Reprodução / TV Grande Rio

“Eu estou muito abalado, muito triste. Imagina que eu formei uma família aqui no Brasil. Tenho minha esposa brasileira, e a gente fica sem chão, sem emprego”, diz ele.

O médico Erick Casa Nova, enviado ao Acre, diz que ficou surpreso com a ordem de retornar a Havana, mas está contente porque vai reencontrar a família.

O médico cubano Erick Casa Nova agradeceu a população pelo acolhimento em Cruzeiro do Sul, no Acre — Foto: Divulgação/assessoria Prefeitura de Cruzeiro do Sul

O médico cubano Erick Casa Nova agradeceu a população pelo acolhimento em Cruzeiro do Sul, no Acre — Foto: Divulgação/assessoria Prefeitura de Cruzeiro do Sul

“Fiquei com o coração apertado e, ao mesmo tempo, feliz por saber que vamos estar perto dos nossos familiares. Somos gratos pelo acolhimento do governo brasileiro, mas o nosso presidente é o nosso pai e nossa família está em Cuba”, afirma.

Os primeiros voos para Havana partem ainda hoje de Brasília com cerca de 400 médicos. Na bagagem, os cubanos levam roupas, eletrodomésticos e animais de estimação. A mudança chegou ao aeroporto em caminhões.

A caminho de casa, cubanos chegam a aeroporto de Brasília levando TVs na bagagem — Foto: Marília Marques/G1; Reprodução/GloboNews

A caminho de casa, cubanos chegam a aeroporto de Brasília levando TVs na bagagem — Foto: Marília Marques/G1; Reprodução/GloboNews

Governo Bolsonaro

Rubem Novaes foi escolhido para comandar o Banco do Brasil no governo Bolsonaro. Ele trabalhou no BNDES, presidiu o Sebrae e estudou em Chicago com Paulo Guedes, o futuro superministro da Economia.

O futuro presidente da Caixa será Pedro Guimarães, um especialista em privatizações que é sócio do banco de investimentos Brasil Plural. A colunista Julia Duailibi conta que ele foi um dos primeiros membros do mercado a apostar em Bolsonaro. Em 2017, viajou com o deputado aos EUA para apresentá-lo a investidores.

Rubem Novaes e Pedro Guimarães, indicados para presidir o Banco do Brasil e a Caixa, respectivamente — Foto: Reuters

Rubem Novaes e Pedro Guimarães, indicados para presidir o Banco do Brasil e a Caixa, respectivamente — Foto: Reuters

As indicações foram antecipadas pelo blog do colunista Valdo Cruz. Para o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), o nome escolhido foi Carlos von Doellinger.

Rio de Janeiro

“Guarda o fuzil em casa para não perder a cabeça.”

A frase foi dita pelo governador eleito do RJ, Wilson Witzel, durante o evento em que anunciou o nome de Fabiana Bentes para comandar a Secretaria de Direitos Humanos em seu governo.

O governador eleito do RJ, Wilson Witzel, após entrevista coletiva nesta quinta (22) — Foto: Reprodução/TV Globo

O governador eleito do RJ, Wilson Witzel, após entrevista coletiva nesta quinta (22) — Foto: Reprodução/TV Globo

Witzel já disse, mais de uma vez, que pretende autorizar policiais a abaterem criminosos que estejam portando fuzil. O governador eleito defende treinar atiradores de elite – os snipers – para atingir criminosos de longas distâncias. Em outubro, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse que uma medida como essa exigiria mudar a lei.

Ajuste nas contas

O governo anunciou que vai cortar R$ 2,3 bilhões no Orçamento para conseguir cumprir a meta fiscal de 2018, que autoriza um déficit (rombo) de até R$ 159 bilhões. A explicação dada foi a queda na arrecadação com impostos.

O Ministério do Planajemento revisou previsões para a economia neste ano:

  • inflação, antes prevista em 4,1%, agora deve ficar em 4,3%
  • crescimento da economia deve ser de 1,4%, e não mais de 1,6%

Ué, mas já?

Nem é sexta e já tem gente aproveitando as ofertas da Black Friday. É o caso da Maria, que foi até uma loja do Centro de SP na expectativa de comprar celulares para suas netas:

“Se estiver caro, vou levar do mesmo jeito.”

 — Foto: Fabio Tito/G1

— Foto: Fabio Tito/G1

Grandes redes varejistas decidiram antecipar as promoções, e o G1acompanhou como foi o dia de compras pelo Brasil.

Mas é bom ficar atento: o primeiro balanço divulgado pelo Reclame Aqui já somava mais de mil reclamações. Propaganda enganosa é o principal motivo de queixas.

Antes de partir para as compras, dê uma olhada nisso aqui:

Pornografia infantil

Operações realizadas pela PF e por policiais civis nos estados prenderam 61 suspeitos de produzir, armazenar e distribuir pornografia infantil. As prisões foram em flagrante. No RJ, um professor mantinha em casa quase 50 mil arquivos, segundo a polícia.

Caso Daniel

Jogador Daniel foi encontrado morto no dia 27 de outubro — Foto: Reprodução

Jogador Daniel foi encontrado morto no dia 27 de outubro — Foto: Reprodução

O laudo da perícia indica que uma facada no pescoço foi a causa da morte do jogador Daniel. O atleta tinha 24 anos e foi encontrado morto com o pênis mutilado em um matagal em São José dos Pinhais, no Paraná. 7 pessoas estão presas, entre elas o empresário Edison Brittes, que diz que assassinou Daniel porque ele tentou estuprar sua mulher. O delegado do caso contesta a versão.

– O goleiro Elisson perdeu o filho Lucca Guilherme, de 6 anos, em um acidente doméstico. A família decidiu doar coração, rim e fígado do garoto, o que salvou outras 3 crianças. “O propósito do Lucca aqui na terra era de salvar vidas”, disse o pai.

Elisson e a família doaram os órgãos de Lucca Guilherme — Foto: Reprodução/TV TEM

Elisson e a família doaram os órgãos de Lucca Guilherme — Foto: Reprodução/TV TEM

– Um sushiman foi morto por policiais em SP após ameaçar clientes e colegas de trabalho com uma faca. A polícia explicou que ele foi baleado porque atirou uma faca contra os agentes. Em nota, os donos do restaurante lamentaram o ocorrido e manifestaram solidariedade à família.

Funcionário relata que sushiman o ameaçou em restaurante no Itaim Bibi — Foto: TV Globo/Reprodução

Funcionário relata que sushiman o ameaçou em restaurante no Itaim Bibi — Foto: TV Globo/Reprodução

Fonte: G1

Futuro presidente do BB fala em “privatizar o que for possível”

O economista Rubem de Freitas Novaes, indicado para a presidência do Banco do Brasil no governo de Jair Bolsonaro, afirmou hoje (22) que a orientação da próxima gestão será a busca por eficiência, o enxugamento e a privatização de ativos da instituição. Ele disse ter recebido essas recomendações diretamente do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, e do próprio presidente eleito.

“A orientação é eficiência, enxugamento e privatização do que for possível. Vamos buscar bons resultados e tornar o banco cada vez mais competitivo, mas de uma maneira enxuta”, afirmou.

Novaes descartou, por enquanto, a possibilidade de privatização total do banco. Perguntado sobre quais braços de atuação do banco poderiam ser negociados, ele evitou adiantar o que tem em mente. “Isso está muito prematuro para eu detalhar. Primeiro, preciso tomar ciência da situação do banco, das pessoas que estão lá, pensar na formação da equipe”, disse.

Novaes, que já foi diretor do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), defendeu ainda a venda de ativos do banco por meio da venda de ações no mercado de capitais, buscando oferecer aquilo que pode interessar os investidores.

“[Vamos] procurar fazer operações que mobilizem o mercado de capitais, com o máximo de transparência possível. Aquela fase de privatização em que você direcionava venda para determinados compradores, que montava aqueles consórcios de compra, [isso] está ultrapassado”, afirmou.

Agência Brasil

Comments

Após bancada evangélica vetar educador, Bolsonaro anuncia colombiano para Educação

Jair M. Bolsonaro

@jairbolsonaro

Gostaria de comunicar a todos a indicação de Ricardo Velez Rodriguez, Filósofo autor de mais de 30 obras, atualmente Professor Emérito da Escola de Comando e estado Maior do Exército, para o cargo de Ministro da Educação.

12,7 mil pessoas estão falando sobre isso

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, anunciou na noite desta quinta-feira (22) pelas redes sociais que o professor colombiano Ricardo Vélez Rodríguez será o futuro ministro da Educação.

“Gostaria de comunicar a todos a indicação de Ricardo Vélez Rodríguez, filósofo autor de mais de 30 obras, atualmente Professor Emérito da Escola de Comando e estado Maior do Exército, para o cargo de Ministro da Educação”, escreve Bolsonaro no Twitter.

O nome do professor tem apoio da bancada evangélica, que na véspera vetou o educador Mozart Neves, presidente do Instituto Ayrton Senna, para o cargo.

À tarde, Bolsonaro se reuniu por três horas na Granja do Torto, em Brasília, com o procurador regional do Distrito Federal, Guilherme Schelb, que também era cotado para o cargo. Ao deixar o local, Schelb também admitiu ter apoio “muito significativo” da bancada evangélica e reafirmou ser a favor do movimento Escola Sem Partido.

Estadão Conteúdo

Comments

Moro convoca chefe da Inteligência da Receita na Lava Jato

Foto: Hedeson Alves/EFE/Agência Brasil

Além de delegados da Polícia Federal, o futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, trouxe para a equipe de transição de governo’ em Brasília’ o auditor fiscal Roberto Leonel de Oliveira Lima, chefe da área de investigação da Receita Federal em Curitiba e cérebro do órgão na atuação na Operação Lava Jato – cujos avanços o ex-juiz quer consolidar nacionalmente.

Aos 58 anos, 33 deles na Receita, Leonel tem a confiança de Moro. Já haviam atuado paralelamente no caso Banestado. Ele comanda o Escritório de Pesquisa e Investigação (Espei) da 9.ª Região Fiscal, em Curitiba, base da Lava Jato. A área de Inteligência da Receita, chefiada por ele, é responsável pelo levantamento técnico-contábil da operação, que já revelou desvios de mais de R$ 40 bilhões na Petrobras.

A Receita forma, com a PF e o Ministério Público Federal, o tripé da força-tarefa da Lava Jato, cujo modelo Moro quer replicar pelo País no combate à corrupção e ao crime organizado.

Pilar menos aparente das investigações, os auditores têm sido fundamentais na análise das quebras de sigilos para rastrear o caminho do dinheiro da corrupção. São eles que produzem os relatórios de evolução patrimonial, movimentações financeiras e fiscais dos investigados.

O trabalho é feito em conjunto com policiais federais e procuradores têm ajudado por meio da identificação de serviços fictícios, uso de notas frias, contas secretas no exterior e bens em nome de terceiros ou empresas offshores, detectando rombos aos cofres públicos e sonegação fiscal. Um modelo integrado que Moro quer repetir em Brasília.

Roberto Leonel Lima entrou na equipe de Moro nesta terça-feira, 20. É mais um nome da Lava Jato que deve fazer parte do time que o futuro ministro está montando para 2019, em função ainda não definida. Pela experiência que tem no rastreamento de dinheiro, uma das possibilidades é que ele vá para o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

O Coaf é um órgão que tem como missão produzir inteligência financeira e conter a lavagem de dinheiro, a ocultação de patrimônio e o financiamento de atividades criminosas ou terroristas. A missão de “seguir o dinheiro” torna o órgão estratégico para a gestão de Sérgio Moro.

Embora o presidente do Coaf seja nomeado pelo presidente da República, por indicação do Ministro da Fazenda, o governo estuda deixar que o órgão passe para a zona de influência do Ministério da Justiça. O ex-juiz da Lava Jato disse, em reunião há duas semanas no Ministério da Segurança Pública, que o deslocamento para a Justiça é fundamental e poderia conferir ao Coaf uma importância muito maior do que ela tem hoje na Fazenda, por estar mais relacionado à área de investigação.

Mesmo se não for no Coaf, Leonel é um nome com que Moro quer contar. Uma alternativa seria atuar no próprio ministério, cuja estrutura ainda está sendo desenhada.

Em entrevista ao Estadão, em 2016, o auditor afirmou que a Lava Jato revelou uma “enciclopédia de métodos de lavagem de dinheiro”. A “enciclopédia” incluía novos e mais complexos métodos de “branquear” o dinheiro e comprovou o uso de doação de empreiteira para igreja, doações partidárias e eleitorais oficiais, operações de câmbio para falsas importações, contratos de mútuo fictícios, empréstimo bancário fraudulento, contratos de consultorias e prestação de serviços fantasmas, contas em nome de empresas offshores, trusts e até a compra de um banco em paraíso fiscal.

Equipe

Até agora, os únicos nomes confirmados por Moro para o futuro governo são os de Maurício Valeixo, indicado como futuro diretor-geral da Polícia Federal, e Érika Marena, escolhida para chefiar o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI). Moro entendeu que são os melhores nomes dentro da máxima de sua gestão: fortalecer o combate à corrupção e ao crime organizado.

O futuro ministro admitiu que há alta probabilidade do general Santos Cruz ser escolhido para a Secretaria Nacional de Segurança Pública, mas ainda não confirmou o nome.

Outros nomes que fazem parte da equipe de transição são o delegado aposentado Rosalvo Franco, ex-superintendente da PF no Paraná ao longo de três anos da Lava Jato, e Fabiano Bordignon, delegado-chefe da PF em Foz do Iguaçu, cotado para assumir o Departamento Penitenciário Nacional.

Estadão Conteúdo

Comments

Governo prevê crescimento menor da economia e inflação mais alta

A equipe econômica revisou a projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2018, de 1,60% para 1,40%, de acordo com a nova grade de parâmetros macroeconômicos divulgada nesta quinta-feira, 22, pelo Ministério do Planejamento. No último Boletim Focus, elaborado pelo Banco Central, a projeção de mercado apontava para um crescimento de 1,36% neste ano.

Já a projeção do governo para a inflação medida pelo IPCA em 2018 passou de 4,1% para 4,3%. Na última pesquisa Focus, as estimativas dos analistas eram de um IPCA de 4,13% neste ano.

O Ministério do Planejamento também revisou a projeção para o IGP-DI de 2018, de 8,3% para 9,6%. A estimativa da pasta para a Selic média em 2018 passou de 6,46% para 6,44% ao ano. A projeção do governo para o câmbio médio em 2018 passou de R$ 3,65 para R$ 3,64. E a estimativa de alta da massa salarial nominal passou de 3,1% para 3,0% este ano.

Estadão Conteúdo

Juíza Gabriela Hardt, que substitui Moro na Lava Jato, deverá sentenciar Lula

A juíza Gabriela Hardt, que herdou os processos da Operação Lava Jato do ex-juiz federal Sérgio Moro, informou que fica no comando da 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba até 30 de abril de 2019. A magistrada respondeu a uma manifestação da defesa do ex-presidente Lula, nos autos da ação penal do sítio de Atibaia, em que o petista é réu por suposta corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Lula questionava quem seria o seu julgador após a ida de Moro para o Ministério da Justiça de Bolsonaro.

“Esta magistrada foi designada para responder pela titularidade plena da 13.ª Vara Federal de Curitiba no período de 19 de novembro de 2018 a 30 de abril de 2019, segundo comunicação recebida no dia 19 de novembro de 2018 na caixa de correio eletrônico desta unidade, sendo portanto a responsável pela tramitação dos feitos relacionados à Operação Lava Jato até 30 de abril de 2019 ou até ulterior designação”, afirmou a juíza.

A ordem que mantém Gabriela na cadeira que foi de Moro até 30 de abril é do desembargador Ricardo Teixeira do Valle Pereira, corregedor regional da Justiça Federal da 4.ª Região. A defesa de Lula havia pedido que o corregedor fosse acionado para informar quem seria o responsável pela 13.ª Vara Federal de Curitiba após a saída de Moro.

O ex-juiz foi exonerado na segunda-feira, 19, após alguns dias de férias. A saída de Moro deixa vaga a cadeira de juiz da Lava Jato. Ao todo, 232 magistrados titulares poderão concorrer na seleção interna do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região.

Na mesma segunda-feira, 19, os advogados do ex-presidente se manifestaram à Gabriela. A defesa informou à juíza que uma portaria editada pelo corregedor havia designado a magistrada para processar e julgar os processos distribuídos à 13.ª Vara Federal, com exceção daqueles ligados à Lava Jato, entre 8 de junho e 7 de dezembro.

Os advogados citaram que outra portaria da Corregedoria do Tribunal havia liberado Gabriela para assumir de forma plena a 13.ª Vara. Entre 5 e 18 de novembro de 2018, a magistrada poderia atuar também em processos ligados à Lava Jato. Ainda de acordo com a portaria, a partir do dia 19, a juíza Carolina Lebbos, da 12.ª Vara Federal, assumiria a 13.ª.

“Diante dos fatos novos ocorridos durante a instrução e forte no magno princípio do Juiz Natural e também para que o peticionário e sua defesa tenham ciência do Juiz(a) que irá sentenciar o feito, requer-se seja oficiado ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região a fim de que seja encaminhado a estes autos a informação se há (a) magistrado(a) previamente designado(a) para atuar nos processos relativos à chamada Operação Lava Jato e, por conseguinte, nesta ação penal, à luz do pedido de férias e da posterior exoneração do juiz federal Sérgio Fernando Moro”, afirmou a defesa.

Ao responder a Lula, a juíza transcreveu parte do e-mail enviado a ela pelo corregedor da Justiça Federal da 4.ª Região na segunda-feira.

“Despacho: designo a magistrada para responder pela titularidade plena da 13ª Vara Federal de Curitiba, sem prejuízo da sua jurisdição de origem”, afirmou Ricardo Teixeira do Valle Pereira.

Neste processo, a força-tarefa do Ministério Público Federal acusa Lula de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por supostamente ter sido contemplado pelas empreiteiras OAS e Odebrecht e também pelo amigo pecuarista José Carlos Bumlai com um valor total de R$ 1,02 milhão para obras de reforma e melhorias do sítio Santa Bárbara, no município de Atibaia, interior de São Paulo. Lula nega ser o dono do imóvel. O petista está preso desde 7 de abril.

Na mesma decisão, Gabriela Hardt estabeleceu os prazos das alegações finais na ação. O Ministério Público Federal terá entre 30 de novembro e 10 de dezembro – nove dias -para apresentar seus argumentos derradeiros. Lula e os outros réus terão dez dias, entre 13 de dezembro e 7 de janeiro, considerando o recesso forense (de 20 de dezembro a 6 de janeiro).

Na Lava Jato até pelo menos abril, Gabriela deverá ser a juíza responsável por sentenciar o ex-presidente no caso do sítio de Atibaia.

Estadão Conteúdo

Relatório do Escola sem Partido é lido; pedido de vista adia votação

Foto: Alex Ferreira/Câmara dos Deputados

Depois de três semanas de obstrução de deputados da oposição, o projeto que ficou conhecido como Escola sem Partido (PL 7180/14 e apensados) teve um avanço no trâmite legislativo. O parecer do relator, deputado Flavinho (PSC-SP), foi lido na comissão especial e houve pedido de vista coletivo por duas sessões do Plenário da Câmara. Assim, o texto deverá estar apto para votação em breve. Ao total foram seis tentativas de leitura do substitutivo desde 30 de outubro.

Manifestantes continuaram lotando o plenário da comissão, com cartazes favoráveis e contrários ao texto. A reunião foi aberta às 10:38 e prosseguiu por cinco horas, com tentativas de obstrução por parte da oposição por meio da apresentação de questões de ordem – ou seja, de questionamentos sobre a condução dos trabalhos.

Em muitos momentos, o clima ficou tenso entre os deputados e também entre os manifestantes. Em alguns desses momentos, deputados da oposição acusaram o presidente da comissão especial, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), de cassar a palavra deles. Rogério negou e afirmou que os parlamentares da oposição queriam protelar os trabalhos.

Durante a reunião, a deputada Professora Marcivânia (PCdoB-AP) acusou os apoiadores da proposta de elegerem os professores como inimigos do Brasil e afirmou que esses parlamentares são os mesmos que votaram favoravelmente à Emenda do Teto de Gastos (EC 95) que, segundo ela, prejudica a educação no País. Ela afirmou que o texto fere a liberdade de cátedra – liberdade de ensinar – que é um dos desdobramentos do direito constitucional à liberdade de expressão.

Para o relator, deputado Flavinho, é mentira dizer que a proposta fere a liberdade de cátedra. “O projeto reforça o que é o preceito constitucional da liberdade de ensinar e aprender. Agora, não é um direito absoluto.”

Flavinho disse que há diferença entre professores e doutrinadores e que o projeto busca coibir a atuação desses. “Isso estava muito escondido, ninguém falava sobre doutrinação em escola. Apareceu o problema”, disse. Para ele, o projeto “traz luz sobre o problema” e ajuda a combater o bullying contra alunos e professores. Segundo o relator, os alunos e pais que se sentem lesados pelos doutrinadores devem poder produzir provas contra eles, por exemplo, filmando-os em sala de aula.

Decisão do STF

O deputado Ivan Valente (Psol-SP) afirmou que a oposição pretende continuar obstruindo os trabalhos na comissão especial até 28 de novembro, quando o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgará lei estadual de Alagoas semelhante ao projeto do Escola sem Partido. Apesar de valer apenas para Alagoas, deputados da oposição afirmam que a decisão do plenário do Supremo – que tende a derrubar a lei – já indicará o entendimento da corte sobre o tema.

“Essa comissão não é maior do que a Constituição, não é maior do que a liberdade de ensinar e aprender”, disse Valente. “O Brasil não vai aceitar que cada sala de aula vire uma Gestapo [polícia na Alemanha nazista]. Vocês não querem escola sem partido, vocês querem escola de um partido único fascistóide”, completou.

Já o deputado Pr. Marco Feliciano (Pode-SP) afirmou que há perseguição e doutrinação nas salas de aula. “Em vez de as universidades brasileiras gerarem intelectuais, as universidades brasileiras geram mini-Che Guevaras [guerrilheiro líder da Revolução Cubana]. Os meninos entram nas universidades e viram revolucionários de iPhones nas mãos”, disse. Para ele, o debate sobre o Escola sem Partido já funcionou, porque o alerta para os alunos, pais e professores sobre a suposta doutrinação já foi feito.

Teor do texto

O novo substitutivo do deputado Flavinho mantém seis deveres para os professores das instituições de ensino brasileiras, como a proibição de promover suas opiniões, concepções, preferências ideológicas, religiosas, morais, políticas e partidárias. Além disso, está mantida a proibição, no ensino no Brasil, da “ideologia de gênero”, do termo “gênero” ou “orientação sexual”.

A principal mudança em relação ao parecer anterior é a inclusão de artigo determinando que o Poder Público não se intrometerá no processo de amadurecimento sexual dos alunos nem permitirá qualquer forma de dogmatismo ou tentativa de conversão na abordagem das questões de gênero.

Fonte: Blog do BG

 

LOCAIS

Evento de jogos digitais e tecnologia será realizado neste final de semana em Natal

Natal sedia neste final de semana a primeira edição da Good Game Convention (GGCON), um dos maiores eventos voltados para jogos digitais e tecnologia do Nordeste. O evento será realizado nos dias 24 e 25 na Arena das Dunas.

A convenção terá um espaço destinado ao conhecimento e aos lançamentos. Em uma das áreas, o GG Talks, diversas palestras serão realizadas abordando temas para os interessados em aprender e conhecer mais sobre o mercado de games, programação, desenvolvimento e redes sociais.

A GGCON terá campeonatos de jogos como League of Legends, Counter Strike: Global Offensive, FIFA 18, Mortal Kombat, Injustice 2, Clash Royale e Just Dance, todos com premiações em dinheiro que somam mais de R$ 10.000,00

O público também poderá aproveitar as áreas Freeplay para conhecer e experimentar vários outros jogos novos e relembrar os jogos de sucesso dos anos 70, 80, 90 e 2000 na área Arcade, com fliperamas de jogos nostálgicos como Street Fighter e Mortal Kombat, além de oficina de VR (realidade virtual), com espaço para todos conhecerem a nova tecnologia do momento em termos de imersão.

Para essa edição estão confirmadas as presenças da apresentadora e streamer Nyvi Estephan; do caster e streamer Willian Moreira, o “Gordox”; e o jovem youtuber Thiago Elias, o “Calango”.

Serviço

GGCON 18
Dias: 24 e 25 de novembro
Horário: Abertura dos portões às 10h
Local: Arena das Dunas
Ingressos: Últimos GGPass disponíveis no www.ggconbr.com e na bilheteria

Fonte: Blog do BG

Por G1 RN

 

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foi condenada a pagar indenização de danos morais no valor de R$ 200 mil por erro médico ocorrido na Maternidade Escola Januário Cicco.

Segundo relato da mãe, o parto seria normal, mas terminou sendo cesáreo. Durante a cirurgia ocorreram complicações e o bebê ficou com sequelas de hipóxia neonatal (falta de oxigenação).

A juíza federal Moniky Mayara Costa Fonseca acolheu a preliminar de ilegitimidade das médicas processadas, já que pela Constituição Federal prevê “a responsabilidade das pessoas jurídicas de direito público pelos danos causados por seus agentes a terceiros, assegurado o direito de regresso contra o servidor público responsável nos casos de dolo ou culpa grave”.

A magistrada destacou ainda que ficou provado nos autos o erro médico. “Embora a perícia realizada pelo médico obstetra tenha concluído que os profissionais da Escola Maternidade Januário Cicco seguiram todos os protocolos clínicos da área de obstetrícia, o prontuário médico e os depoimentos colhidos na audiência de instrução e julgamento apontam que houve uma falha da equipe médica na condução do parto, que não pode ser atribuído a um momento específico, mas a uma cadeia de acontecimentos que culminou com o sofrimento fetal (hipóxia neonatal) e, por conseguinte, com o quadro de paralisia cerebral”, escreveu a magistrada na sentença.

A juíza federal analisou que a paralisia cerebral da criança, decorrente da falta de oxigenação, poderia ter sido revertida se a equipe médica tivesse realizado um acompanhamento mais efetivo e o parto cesariano logo após ter sido constatada taquicardia do bebê.

Fonte: G1RN

Por GloboEsporte.com — Natal

 

O primeiro dia de competições de judô nos Jogos Escolares da Juventude está movimentando o novo pavilhão do Centro de Convenções de Natal. Nesta quinta-feira, haverá a disputa por medalhas nas categorias super ligeiro (-36kg), ligeiro (-40kg), meio-leve (-44kg) e leve (-48kg) para atletas entre 12 e 14 anos. O evento conta com a presença dos treinadores da seleção brasileira sub-18, Marcus Agostinho e Douglas Potrich.

Eles estão na capital potiguar como observadores técnicos da Confederação Brasileira de Judô (CBJ) para acompanhar a nova geração de atletas.

– Nosso principal objetivo é analisar os atletas que estarão conosco nos próximos anos. Em Natal, temos atletas que estão na transição do sub-15 para o sub-18 e outros que serão sub-18 a partir do ano que vem. Então, conseguimos vê-los em competição e analisar o comportamento técnico e tático deles – explica Agostinho, que comanda a seleção feminina sub-18 desde 2016.

Treinadores da seleção brasileira sub-18, Marcus Agostinho e Douglas Potrich, observam atletas em Natal — Foto: Washington Alves/Exemplus/COB

Treinadores da seleção brasileira sub-18, Marcus Agostinho e Douglas Potrich, observam atletas em Natal — Foto: Washington Alves/Exemplus/COB

– Observamos desde a postura do atleta e a entrada no tatame até a movimentação, as pegadas, o repertorio técnico, a direção de ataques e a transição para a luta de solo. São algumas variáveis fundamentais para a questão competitiva – complementa Potrich, treinador da seleção masculina sub-18 há seis anos.

Alguns atletas que competem em Natal já representaram a seleção brasileira em eventos internacionais. Na última semana, por exemplo, a equipe esteve em Guayaquil, no Equador, participando dos campeonatos Pan-Americano e Sul-Americano Sub-13 e Sub-15.

Judô dos Jogos Escolares da Juventude é disputado no Centro de Convenções e tem entrada gratuita — Foto: Washington Alves/Exemplus/COB

Judô dos Jogos Escolares da Juventude é disputado no Centro de Convenções e tem entrada gratuita — Foto: Washington Alves/Exemplus/COB

– Ao analisar potenciais atletas, podemos convidá-los para algumas atividades. No início de 2019, por exemplo, há uma seletiva que vale pontos para o ranking nacional e que dá uma vaga ao campeão para um estágio internacional na Alemanha. Já temos oito atletas classificados, mas podemos indicar mais quatro para a seletiva. Esse é o último de três eventos que estamos analisando – disse Agostinho.

A edição 2018 dos Jogos Escolares também reserva um treinamento de campo organizado pela CBJ, destinada, sobretudo, aos atletas que competem nos primeiros dias.

– Tentamos aproveitar ao máximo o tempo que temos com eles. Na sexta, nos reuniremos somente com os treinadores para levantar discussões sobre o judô brasileiro, como as principais deficiências e aspectos positivos. No final de semana, organizaremos um treinamento de campo, trabalhando em cima das variáveis técnicas e observando os judocas que desenvolvem melhor e os que têm dificuldade. Assim, podemos analisar melhor o atleta – conta Potrich.

Lutas dos Jogos Escolares da Juventude seguem até o domingo — Foto: Washington Alves/Exemplus/COB

Lutas dos Jogos Escolares da Juventude seguem até o domingo — Foto: Washington Alves/Exemplus/COB

Fonte: G1RN

Por G1 RN

 

Orquestra Sinfônica da UFRN se apresenta no Teatro Riachuelo, nesta quinta-feira (22) — Foto: Divulgação

Orquestra Sinfônica da UFRN se apresenta no Teatro Riachuelo, nesta quinta-feira (22) — Foto: Divulgação

Três dias de atividades musicais, com concertos, palestras, oficinas e recitais gratuitos começam nesta quinta-feira (22), em Natal, com a Semana da Música 2018, promovida pela Escola de Música da UFRN. Na programação que segue até sábado, os destaques são para o concerto da Orquestra Sinfônica da UFRN no Teatro Riachuelo, o concerto O Universo da Música de Concerto, o musical Bye, Bye, Natal, o Conexão África e o Retropicando.

O concerto ‘Rumo a Roma’, da Orquestra Sinfônica da UFRN, será a única apresentação paga de toda a programação, com ingresso a R$ 40. A apresentação contará com o repertório montado para ser apresentado ao Papa Francisco, no próximo dia 12 de dezembro. O valor vai ajudar nas despesas com a viagem do grupo.

Também no primeiro dia de apresentações, acontece o Conexão África, na Escola de Música da UFRN. A apresentação contará com execução de instrumentos tradicionais do continente africano. Karamoto Sanogo, nascido de uma família de gritos na Costa do Marfim, e o moçambicano Micas Silambo, além do grupo potiguar Pau e Lata, comandarão o concerto gratuito, a partir das 19h30 no Auditório Onofre Lopes.

Na sexta-feira (23), O Universo da Música de Concerto trará ao Auditório Onofre Lopes, da Escola de Música, professores da Escola juntos ao Grupo de Estudo de Música Antiga (Gema), o grupo Trompete Arte e ainda o Grupo de Improvisação Livre, todos oriundos da EMUFRN e heterogêneos em suas formações, o que promete mesclar a tradição e a modernidade. O concerto acontece às 19h30 e é gratuito.

Sábado (24) é dia de se conectar ao som da tropicália brasileira, mas a partir de uma releitura sonora e irreverente com dez vozes masculinas do Grupo Vocal Acorde, recriando clássicos do Tropicalismo, que marcou a geração de 70 com nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Tom Zé, Jorge Mautner e outros. O concerto Retropicando também acontece no Auditório Onofre Lopes da EMUFRN, a partir das 19h30, com acesso livre.

Grupo vocal Adorde é uma das atrações da Semana de Música 2018 — Foto: Divulgação

Grupo vocal Adorde é uma das atrações da Semana de Música 2018 — Foto: Divulgação

Também no sábado acontece a encenação do musical Bye Bye Natal. O espetáculo mergulha no ambiente da cidade do Natal da década de 40 durante a Segunda Guerra Mundial. Tem autoria do dramaturgo Racine Santos e do compositor Danilo Guanais, com direção cênica de Diana Fontes. Alunos da UFRN integram o elenco. O musical acontece em duas sessões, às 17h e 19h, no Mezanino da EMUFRN, com entrada gratuita.

Confira a programação completa

Quinta-feira (22)

11h – Concerto – Hall da EMUFRN

– Trompiguares e Orquestra Potiguar de Clarinetas

14h – Recital – Auditório Onofre Lopes (EMUFRN)

– Maria José Bellorin Montaño (violoncelo) e Abraão Portes Sales (violoncelo)

14h – Palestra – Auditório Oriano de Almeida

– MagMusic: em busca de um modelo de ensinagem musical criativa e inclusiva

Palestrante: Magnaldo Araújo

18h – Concerto Didático – Hall da EMUFRN

– Orquestra Infanto-Juvenil da UFRN

– UFRPífanos – Escola Estadual Clara Camarão

18h30 – Palestra – Auditório Oriano de Almeida

– Feminismos em Música: consonâncias e dissonâncias.

Palestrantes: Julio César da Silva e Yanaêh Vasconcelos Mota (PPGMUS)

19h – Concerto Rumo a Roma – Teatro Riachuelo (R$ 40)

Orquestra Sinfônica da UFRN e o Madrigal da UFRN

19h30 – Concerto Conexão África – Auditório Onofre Lopes

– Micas Silambo e convidados; Karamoko Sanogo e convidados; e Grupo Pau e Lata.

Sexta-feira (23)

9h – Oficina – Jardim do Cajueiro

– Construção de instrumentos: tambor falante

Ministrante: Karamoto Sanogo

9h30 – Concerto didático – Escola Municipal Maria Fernandes Saraiva

– Grupo Macambira Jazz

9h30 – Palco livre – Auditório Oriano de Almeida

11h – Concerto – Hall da EMUFRN

– Bando de Sax e Grupo de Improvisação Livre da UFRN

14h – Palco livre – Auditório Oriano de Almeida

15h – Palestra – Auditório Oriano de Almeida

– Etnomusicologia: o que é e pra que serve

Palestrante: Tiago de Quadros Maia

15h – Concerto didático – Escola Municipal Deputado Erivan França

– Banda Braile

16h – Concerto – Auditório Oriano de Almeida

– Café Quarteto e UFRN Cellos (homenagem ao compositor Mário Tavares)

19h30 – Concerto O Universo da Música de Concerto – Auditório Onofre Lopes

– Professores da EMUFRN, Grupo Gema, Trompetearte e Grupo de Improvisação Livre.

Sábado (24)

9h – Oficina – Jardim do Cajueiro

– Construção de instrumentos: tambor falante

Ministrante: Karamoto Sanogo

10h – Concerto – Lar da Vovozinha

– Dissonant Quartet

10h30 – Concerto didático – Hall da UFRN

– GRUPPERC

15h – Concerto – Instituto Juvino Barreto

– UFRPífanos

17h – Musical Bye Bye Natal – Mezanino da EMUFRN (1º andar)

19h – Musical Bye Bye Natal – Mezanino da EMUFRN (segunda sessão)

20h – Concerto de Encerramento – Retropicando

– Grupo Vocal Acorde

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu