ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA QUARTA-FEIRA

Por G1

 


Os ministros do governo Bolsonaro assumem seus postos. Paulo Guedes defende pilares da economia. Na Justiça, Moro diz que Brasil não será ‘porto seguro’ para criminosos. Novo chanceler fala em grego e ataca a ordem global. Ministra diz que acabou a ‘doutrinação ideológica de crianças e adolescentes’. As primeiras medidas do novo presidente. E a bolsa atinge o maior nível da história.

NACIONAIS

Equipe (quase) completa

O presidente da República, Jair Bolsonaro, durante a cerimônia de transmissão de cargo do Ministério da Defesa — Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

O presidente da República, Jair Bolsonaro, durante a cerimônia de transmissão de cargo do Ministério da Defesa — Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

No 1º dia do governo Bolsonaro, 18 dos 22 novos ministros assumiram seus cargos. O presidente participou das cerimônias de 5 deles: 4 que vão trabalhar diretamente no Palácio do Planalto e o ministro da Defesa. Os ministros da CGU, AGU e do Desenvolveimento Regional tomam posse nos próximos dias, e o presidente do BC, que também tem status de ministro, será sabatinado e precisa ter o nome aprovado pelo Senado.

Pilares econômicos

O novo ministro da Economia, Paulo Guedes, durante cerimônia de transmissão de cargo, em Brasília — Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O novo ministro da Economia, Paulo Guedes, durante cerimônia de transmissão de cargo, em Brasília — Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

‘Superministro’ da Economia, Paulo Guedes reafirmou que o Brasil precisa da Reforma da Previdência, que será um dos ‘pilares da nova gestão’, e disse que o país parou de crescer por causa do excesso de gastos.

Moro ministro

O novo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, durante a cerimônia de transmissão de cargo dos novos ministros que trabalharão no governo do presidente Jair Bolsonaro, na manhã desta quarta-feira, 02, no Palácio do Planalto, em Brasília — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O novo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, durante a cerimônia de transmissão de cargo dos novos ministros que trabalharão no governo do presidente Jair Bolsonaro, na manhã desta quarta-feira, 02, no Palácio do Planalto, em Brasília — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Na Justiça, Sérgio Moro disse que os desvios de dinheiro público atingem os mais vulneráveis e que o Brasil não será um porto seguro para criminosos. ‘Jamais, novamente, negará cooperação a quem solicitar por motivos político-partidários’, afirmou o ex-juiz da Lava Jato.

Novo chanceler

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, discursa no Itamaraty ao assumir o cargo — Foto: Fabio Pozzebom / Agência Brasil

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, discursa no Itamaraty ao assumir o cargo — Foto: Fabio Pozzebom / Agência Brasil

O novo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, atacou o ‘globalismo’ ao assumir o cargo de chanceler: ‘não mergulhemos nesta piscina sem água que é a ordem global’. Segundo Araújo, o Itamaraty ‘existe para o Brasil e não para a ordem global’. No discurso de 30 minutros, ele citou ícones do rock brasileiro e discursou em grego e em tupi-guarani.

Direitos Humanos

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, durante cerimônia de apresentação da nova pasta — Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, durante cerimônia de apresentação da nova pasta — Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

A advogada e pastora evangélica Damares Alves assumiu o cargo de ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos. No discurso, afirmou que ‘o Estado é laico, mas esta ministra é terrivelmente cristã’. Ela também falou de ‘doutrinação ideológica’: ‘neste governo, menina será princesa e menino será príncipe. Está dado o recado’.

Outros ministros

‘Ordem e progresso’

O presidente da República, Jair Bolsonaro, chega para cerimônia de transmissão de cargo do Ministro da Defesa — Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

O presidente da República, Jair Bolsonaro, chega para cerimônia de transmissão de cargo do Ministro da Defesa — Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

Ao participar da posse do novo ministro da Defesa, o general Fernando Azevedo e Silva, Bolsonaro afirmou que que a situação a qual o país chegou, atualmente, é ‘uma prova inconteste de que o povo, em sua grande maioria, quer hierarquia, respeito, ordem e progresso’.

Primeiras medidas

Entre as primeiras medidas do novo governo, Bolsonaro assinou o reajuste do salário mínimo de R$ 954 para R$ 998 (o Orçamento deste ano previa um aumento para R$ 1.006). O presidente também assinou decreto que transfere a demarcação de terras indígenas da Funai para a Agricultura. Entidades criticaram a medida.

Recorde histórico na bolsa

Bolsa de Valores de São Paulo atinge o maior nível da história

Bolsa de Valores de São Paulo atinge o maior nível da história

A expectativa de que o novo governo faça as reformas prometidas levou a Bovespa a bater recorde histórico. O Ibovespa subiu 3,56%, para 91.012 pontos. As ações da Eletrobras dispararam 20% após o novo ministro de Minas e Energia dizer que o governo vai seguir com a privatização da Eletrobras, e o anúncio de que o PSL vai apoiar a reeleição de Rodrigo Maia na presidência da Câmara e o primeiro discurso de Paulo Guedes como ministro da Economia também animou os mercados.

 Fonte: G1

Líder do PT na Câmara propõe criação de bloco de esquerda contra PSL, mas PSB, PDT e PCdoB querem isolar o PT

Pouco depois de o PSL anunciar apoio à reeleição de Rodrigo Maia (DEM) para a presidência da Câmara, o líder do PT na Casa, Paulo Pimenta (PT-RS), disse que a prioridade do partido hoje é construir um bloco com os cinco partidos de esquerda, PT, PSB, PDT, PCdoB e PSOL.

“Nossa prioridade é tentar construir um bloco do campo democrático e popular com o PSB, PDT, PCdoB e PSOL para um movimento conjunto em cima de uma agenda programática. Esse nosso movimento não se altera em função da postura do PSL porque tem objetivos maiores”, disse Pimenta.

Três destes partidos (PSB, PDT e PCdoB) articulam um bloco com o objetivo de se diferenciar e isolar o PT na oposição. Embora Pimenta diga que a iniciativa de tentar ampliar o bloco não tenha relação com o apoio do PSL a Maia, parlamentares do partido admitem que a iniciativa é uma reação petista à articulação do PSL.

Para evitar o isolamento, o PT fala em fazer oposição programática e compartilhar o protagonismo do bloco. “Acredito que eles (PSB, PDT e PCdoB) têm a intenção de atuar de maneira articulada dentro da casa. A gente respeita. Estes partidos juntos representam quase 150 votos (na verdade, 136) e podem ser decisivos para qualquer coisa. Cabe aos partidos discutir as estratégias, Não queremos que o PT seja o protagonista único deste movimento”, disse ele.

Estadão Conteúdo

Trump assistiu posse de Bolsonaro pela TV e está ‘muito satisfeito’ com a relação com Brasil

Ao se encontrar com o presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira, 2, o secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, disse ao brasileiro que conversou com Donald Trump ontem à noite, após a posse de Bolsonaro, e que o americano estava acompanhando o dia no Brasil pela televisão.

“São grandes dias e é uma honra para mim assistir à transição de governo aqui. Estamos acompanhando de perto. Presidente Trump manda cumprimentos também. Eu falei com ele ontem à noite. Ele estava assistindo pela TV e está muito satisfeito com a relação que os nossos dois países estão a ponto de começar a desenvolver”, afirmou Pompeo a Bolsonaro. Após o discurso de Bolsonaro, ontem, Trump saudou o brasileiro pelo Twitter. Jair Bolsonaro disse a Pompeo que os dois países são “amigos”.

Pompeo teve um encontro com o novo ministro das Relações Exteriores, embaixador Ernesto Araújo, e depois com Bolsonaro. No Twitter, Pompeo disse estar ansioso pelo “fortalecimento e ampliação” da parceria com o Brasil no governo do presidente Bolsonaro. Segundo o Departamento de Estado, Pompeo falou com Araújo sobre a “importância de trabalhar junto para enfrentar desafios regionais e globais, incluindo apoio ao povo da Venezuela, Cuba e Nicarágua em restaurar a governança democrática e os direitos humanos”. Além disso, os dois falaram sobre expansão de cooperação econômica, educacional e questões de segurança.

Estadão Conteúdo

Comments

Dólar cai e descola do exterior com boas expectativas sobre governo

O dólar comercial encerrou em queda de 1,70%, a R$ 3,8110 na venda, diante do otimismo dos investidores com sinalizações dadas por membros do novo governo em relação a reformas e privatizações de estatais, o que fez com que o real descolasse do movimento de maior aversão ao risco visto hoje no exterior.

“Os discursos do governo e a preocupação demonstrada em aprovar a reforma da Previdência logo estão levando os investidores a apostar novamente no Brasil”, disse o gerente de câmbio da Treviso Corretora, Reginaldo Galhardo.

Em seu discurso de posse o ministro da economia, Paulo Guedes, reiterou a necessidade de reduzir gastos do governo e de reformas. Já o ministro de Minas e Energia, o almirante Bento Albuquerque, sinalizou que dará continuidade à privatização da Eletrobras.

Além disso, o presidente nacional do PSL, o deputado federal eleito Luciano Bivar, se reuniu com o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) hoje para fechar o apoio da bancada à reeleição dele para o comando da Câmara, o que também ajudou a animar o mercado, já que acredita que a experiência de Maia pode ajudar na tramitação de reformas.

Para Galhardo, caso o otimismo permaneça, o dólar pode caminhar em direção ao patamar de R$ 3,75, faixa que era prevista que a moeda pudesse atingir com a vitória de Jair Bolsonaro, o que não ocorreu. Porém, não descarta que o cenário externo possa voltar a trazer alguma preocupação.

Hoje, o dia foi negativo no exterior após dados mais fracos do que o esperado da economia chinesa e ainda permanecem incertezas em torno da guerra comercial e do orçamento norte-americano.

Agência Safra

 

Apple admite que procura por novos iPhones está abaixo do esperado

A Apple anunciou alguns números preocupantes para seus investidores nesta quarta-feira, 2. A empresa abriu o ano anunciando que reduziu as expectativas de vendas para o primeiro trimestre fiscal de 2019 (referente ao período encerrado em dezembro) devido a uma demanda abaixo do esperado pelos novos iPhones.

O comunicado deixa claro que a empresa espera apresentar números que estão bastante abaixo do que esperava inicialmente. A expectativa da Apple é que as receitas sejam US$ 9 bilhões abaixo do que foi projetado ao final do trimestre anterior.

Na carta assinada por Tim Cook, a empresa explica que os maiores problemas acontecem na China, onde a procura pelos novos iPhones sofreu um baque mais intenso. No entanto, a Apple explica que outros mercados desenvolvidos também viram uma redução de demanda, o que mostra que não é um movimento isolado do mercado chinês.

A Apple tem algumas justificativas que explicam as quedas. A primeira delas é cambial: o dólar forte como está agora faz com que os produtos fiquem mais caros no exterior. Além disso, a empresa também cita problemas na cadeia de produção devido ao grande número de novos produtos lançados no período, além de dificuldades econômicas em vários dos países que receberam os novos iPhones. Quaisquer explicações, no entanto, são referentes a uma única situação, que é o fato de que as pessoas não estão comprando tantos iPhones quanto a Apple previa, o que é um problemão.

Um dos trechos mais curiosos da carta menciona que menos pessoas optaram por comprar um novo iPhone pelo fato de a Apple ter oferecido um preço reduzido na substituição de bateria. Para quem não se lembra, durante 2018, a companhia cortou em mais da metade o custo do procedimento para amenizar as críticas após a descoberta de que a empresa cortava o desempenho dos iPhones antigos para compensar o desgaste da bateria. O resultado foi que muitas pessoas recuperaram o desempenho de seu iPhone com a troca de bateria e deixaram de comprar um novo celular.

As novas projeções da Apple oficializam o que os rumores já apontavam. Nos últimos meses, surgiram várias notícias de que a empresa havia solicitado a redução no ritmo de produção de iPhones, justamente porque a demanda estava abaixo do esperado.

Olhar Digital

Comments

AGU vai priorizar combate a corrupção e defesa de reformas, diz André Mendonça

O novo advogado-geral da União, André Mendonça, empossado nesta quarta-feira, 2, incluiu o combate à corrupção e a defesa das reformas que o novo governo pretende implementar entre as missões da gestão que se inicia, incluindo as privatizações.

“Nós teremos grandes desafios na esfera judicial: privatizações, redução do Estado, reformas. Que nós sejamos esse porta-voz dessas reformas. Com simplicidade, técnica, mas com altivez e galhardia perante o Judiciário”, afirmou o novo advogado-geral, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro. Ele sucede Grace Mendonça, responsável pelo cargo no governo Temer.

A cerimônia de transmissão de cargo foi fechada e o pronunciamento foi feito apenas para os advogados públicos e servidores da Advocacia-Geral da União (AGU). Aos comandados, André Mendonça afirmou que quer o comprometimento dos servidores e membros da AGU com a recuperação de valores em todas as áreas

O órgão tem, entre suas atribuições, as de propor ações de improbidade – em que se cobra o ressarcimento do prejuízo causado aos cofres públicos – e de firmar acordos de leniência, nos quais empresas assumem delitos em troca de diminuição em sanções e multas, mas ainda são cobradas a reparar o dano ao erário.

“Eu quero que seja um compromisso os advogados públicos trabalharem para a consolidação dessas áreas, com independência técnica”, afirmou André Mendonça sobre a missão de recuperar valores.

André Mendonça era, até o mês passado, o consultor jurídico da Controladoria-Geral da União (CGU), função em que supervisionava negociações de acordos de leniência. Um dos objetivos dele será realizar mais acordos, para que os valores recuperados pelo Estado possam superar os R$ 20 bilhões nos próximos anos.

A AGU tem a função de defender na justiça a União, o governo federal, o Congresso, as autarquias e fundações.

Segundo André Mendonça, a AGU deve ser um “porta-voz de um Estado que quer ser diferente”. “Que nós sejamos esse grande braço jurídico desse Estado que tem o compromisso com a segurança pública e o combate à corrupção”, disse o novo advogado-geral.

Mendonça quer uma AGU mais “proativa” e defendeu a proximidade com os gestores públicos assessorados pela instituição. “Que nós tenhamos uma visão diferenciada de nos antecipar aos problemas, de estar mais atuantes perante os tribunais, junto aos juízes de primeiro grau”, disse.

Estadão Conteúdo

Fonte: Blog do BG

 

Por G1 RN

 


Governadora Fátima Bezerra empossou os secretários nesta quarta-feira (2), na Escola de Governo — Foto: Pedro Vitorino

Governadora Fátima Bezerra empossou os secretários nesta quarta-feira (2), na Escola de Governo — Foto: Pedro Vitorino

A governadora Fátima Bezerra empossou os secretários do Estado na tarde desta quarta-feira (2), em evento que aconteceu na Escola de Governo, no Centro Administrativo do Poder Executivo do Rio Grande do Norte.

Durante a solenidade, a governadora cobrou lealdade do secretariado e enfatizou que escolheu os nomes para as pastas do governo do Estado priorizando critérios técnicos. Ao foram, tomaram posse 16 titulares da administração direta e indireta, o Procurador Geral e o Controlador Geral do Estado.

Secretários:

  • Francisco Canindé de Araújo Silva – secretário de Segurança Pública e da Defesa Social;
  • Arméli Brennand – secretária de Justiça e Cidadania;
  • Alarico José Pessoa Azevedo Júnior – Comandante Geral da Polícia Militar do RN;
  • Ana Cláudia Saraiva Gomes – Delegada Geral de Polícia Civil;
  • Cipriano Maia de Vasconcelos – secretário de Saúde;
  • Luiz Monteiro – Comandante do Corpo de Bombeiros Militar;
  • Getúlio Marques – secretário de Educação;
  • Arméli Brennand – secretária de Mulheres, Cidadania e Direitos Humanos;
  • Carlos Eduardo Xavier – secretário de Tributação;
  • Crispiniano Neto para – presidente da Fundação José Augusto;
  • Alexandre Lima – secretário de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar;
  • Luiz Antônio Marinho – Procurador Geral do Estado;
  • Íris Oliveira – secretária do Trabalho, Habitação e Assistência Social;
  • Roberto Sérgio Linhares – diretor presidente da Companhia de Águas e Esgotos do RN;
  • Guilherme Saldanha – secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca.
  • José Aldemir Freire – secretário de Planejamento e Finanças
  • Jaime Calado – secretário de Desenvolvimento Econômico
  • Guia Dantas – secretária de Comunicação
  • Virgínia Ferreira – secretária de Administração
  • Ana Maria Costa – secretária de Turismo e presidente da Emprotur
  • Fernando Mineiro – secretário de Gestão de Projetos e Articulação Institucional
  • Raimundo Alves – secretário do Gabinete Civil
  • Leonlene Aguiar – diretor-presidente do Idema
  • Gustavo Rosado Coelho – secretário de Infraestrutura
  • Pedro Lopes de Araújo Neto – controlador geral do estado
Secretário foram empossados por Fátima Bezerra nesta quarta-feira (2) — Foto: Pedro Vitorino

Secretário foram empossados por Fátima Bezerra nesta quarta-feira (2) — Foto: Pedro Vitorino

Fonte: G1RN

 

Por G1 RN

 


Agência dos Correios do município de Várzea, interior do RN, foi arrombada no mês de julho de 2018 — Foto: Redes Sociais

Agência dos Correios do município de Várzea, interior do RN, foi arrombada no mês de julho de 2018 — Foto: Redes Sociais

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou denúncia contra 11 integrantes de uma quadrilha responsável por, pelo menos, 14 roubos no Rio Grande do Norte, entre março e setembro de 2018. Os réus incluem uma mulher e 10 homens, dos quais sete estão presos e três foragidos da Justiça. A ação penal trata de parte dos crimes cometidos pelo grupo e descobertos pela chamada Operação Express (deflagrada em novembro), que apurou a atuação da organização criminosa no assalto a caminhões de mercadorias e a agências dos Correios.

A quadrilha teria participado de 11 roubos a caminhões da empresa e três a agências: Serrinha, Várzea e Boa Saúde. Os assaltos aos veículos dos Correios ocorreram, de acordo com o MPF, principalmente em rodovias, dentro de municípios como Parnamirim, Macaíba, Santa Maria, Riachuelo, Goianinha, Bom Jesus e Sagi e os produtos subtraídos eram comercializados pelos comparsas.

Os alvos da ação penal têm todos entre 20 e 34 anos de idade, porém o grupo contava ainda com o apoio de uma adolescente e de outros dois homens, que foram mortos em confronto com a polícia. Eles integravam o chamado núcleo principal, que participava mais diretamente das ações criminosas, realizando os assaltos, dirigindo os veículos de fuga, mantendo os reféns e retirando as mercadorias.

Já o núcleo secundário da quadrilha, ainda segundo o MPF, tinha como responsabilidade guardar e vender os bens roubados (até mesmo através de anúncio na internet).

Ação penal

A denúncia do MPF trata especificamente do delito de organização criminosa, do primeiro roubo, dos casos constatados de receptações e do crime de corrupção de menor. Inclui também o uso de documento público materialmente falso e de posse ilegal de arma de fogo por parte de um dos integrantes da quadrilha. Os demais assaltos são alvo de inquéritos ainda em andamento e poderão resultar em novas denúncias.

O roubo específico do qual trata a denúncia ocorreu na BR-304, em Macaíba, na madrugada de 22 de março do ano passado. Homens armados em dois veículos (um Fiat Strada branco e um Fiat Toro preto) interceptaram e abordaram o caminhão dos Correios com destino às agências do Seridó. Dos 11 denunciados, foi provada a participação de dois neste assalto.

Todos os 11 deverão responder por organização criminosa e corrupção de menor. Um dos homens também foi denunciado por roubo, uso de documento falso e posse ilegal de arma.

Fonte: G1RN

Por G1 RN

 

Depois de 14 meses em reforma, a unidade móvel OdontoSesc volta a atender a população potiguar — Foto: Sesc RN

Depois de 14 meses em reforma, a unidade móvel OdontoSesc volta a atender a população potiguar — Foto: Sesc RN

Depois de 14 meses em reforma, a unidade móvel OdontoSesc volta a atender a população potiguar. Durante quase dois meses oferecerá assistência odontológica gratuita em Natal. A inauguração, aberta ao público, será nesta quinta-feira (3), às 10h, no pátio da Catedral Metropolitana.

Os procedimentos envolvem tanto a parte curativa (restauração, extração) quanto a preventiva, com as ações de educação em saúde. A previsão é de que 400 pessoas sejam atendidas na OdontoSesc, preferencialmente trabalhadores (as) do comércio, seus dependentes e estudantes de escolas públicas. Os agendamentos das consultas começam logo após a solenidade de inauguração e seguem na sexta (4), segunda (7) e terça-feira (8), das 8h às 12h, na própria unidade móvel.

Para marcar a consulta, é preciso apresentar comprovante de residência e documento de identidade com foto. Se for trabalhador (a) do comércio, deverá levar também a declaração da empresa que trabalha, com o nome do funcionário e dependentes, se for o caso. Estudantes da rede pública, por sua vez, deverão apresentar a declaração da escola atestando matrícula do ano em curso. Os atendimentos vão acontecer até 29 de março.

OdontoSesc

A OdontoSesc é uma unidade móvel que possui quatro consultórios, sala de esterilização, de escovação e de raios-X com revestimento, som ambiente e acessibilidade. Desde 2001, ano em que começou a atuar, a OdontoSesc realizou 606 mil atendimentos, entre procedimentos clínicos e atividades curativas, em 28 cidades potiguares.

Além da unidade móvel, a assistência odontológica do Sesc RN também inclui três clínicas fixas localizadas em Natal, Mossoró e Macaíba. O projeto é do Sistema Fecomércio, realizado por meio do Serviço Social do Comércio do Rio Grande do Norte (Sesc RN).

Serviço:

  • O quê: OdontoSesc chega a Natal
  • Inauguração: Quinta-feira (3), às 10h, no pátio da Catedral Metropolitana (Av. Deodoro da Fonseca)
  • Agendamento de consultas: Após a solenidade de inauguração.
  • Período de atuação: 03/01/19 a 29/03/19 (53 dias úteis)
  • Atendimentos gratuitos

Deixe uma resposta

Fechar Menu