ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA QUARTA-FEIRA

Por G1

 

Na cadeia há mais de 2 anos, Antonio Palocci passará a cumprir pena em casa. O TRF-4, tribunal que julga os casos da Lava Jato na 2ª instância, concedeu prisão domiliciar ao ex-ministro. O Supremo retomou o julgamento sobre o indulto de Natal editado por Temer no ano passado. Relator do caso, Barroso votou por derrubar o perdão de pena, e Alexandre de Moraes divergiu. No governo Bolsonaro, chega a 19 o número de ministros anunciados. Na China, o pesquisador que disse ter criado bebês com DNA modificado anuncia a suspensão dos testes após a polêmica provocada no meio científico. E conheça a história do boi de quase 2 metros de altura que escapou do abate porque era grande demais. O que foi notícia nesta quarta-feira:

INTERNACIONAIS

Outra face da imigração

Maria Meza com os cinco filhos que foram de Honduras ao México em caravana junto com milhares de migrantes — Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters

Maria Meza com os cinco filhos que foram de Honduras ao México em caravana junto com milhares de migrantes — Foto: Kim Kyung-Hoon/Reuters

O salário não era suficiente para sustentá-los. Me disseram que os Estados Unidos era um país de oportunidades onde se pode trabalhar. Foi por isso que vim, para ver se consigo sustentar meus filhos

É o que diz a hondurenha Maria Meza. Seu drama ficou conhecido depois de ser fotografada segurando suas filhas gêmeas e fugindo de bombas de gás lacrimogênio jogadas por tropas americanas na fronteira de San Diego com Tijuana. Ela afirma que ganhava R$ 126 por semana para sustentar a família. O medo de que mais um de seus filhos fosse também recrutado foi mais um motivo para ela partir com grupo que tenta abrigo no país norte-americano.

Polêmica na ciência

Cientista chinês He Jiankui na II Cúpula Internacional sobre a Edição do Genoma Humano, em Hong Kong — Foto: Anthony Wallace / AFP Photo

Cientista chinês He Jiankui na II Cúpula Internacional sobre a Edição do Genoma Humano, em Hong Kong — Foto: Anthony Wallace / AFP Photo

O cientista chinês que diz ter criado bebês imunes ao HIV após modificar DNA anunciou que suspendeu novos testes depois da repercussão negativa na comunidade científica. He Jiankui também disse que uma das voluntárias em sua pesquisa está grávida de um outro bebê com o material genético editado.

Cidade sitiada

Com ruas bloqueadas e segurança reforçada, Buenos Aires se prepara para receber o encontro do G20, no fim de semana. Trump, Putin, Merkel, Xi Jinping e outros líderes mundiais vão desembarcar nos próximos dias na capital argentina, que suspenderá o funcionamento dos transportes e terá um feriado na sexta. O governo do país está incentivando os moradores da capital a viajar.

Guardas fazem a segurança da embaixada da Arábia Saudita em Buenos Aires — Foto: Agustin Marcarian/Reuters

Guardas fazem a segurança da embaixada da Arábia Saudita em Buenos Aires — Foto: Agustin Marcarian/Reuters

O primeiro a chegar foi o príncipe saudita Mohammad bin Salman, que está no centro do escândalo provocado pelo assassinato de um jornalista dentro do consulado saudita em Istambul, na Turquia. Fontes ligadas à investigação dizem que partiu dele a ordem para matar Jamal Khashoggi, um crítico do regime. A organização Human Rights Watch pediu que a justiça argentina use uma cláusula de crimes de guerra prevista na constituição do país para investigar o príncipe. No fim do dia, um juiz solicitou ao Ministério das Relações Exteriores informações sobre Mohammad bin Salman.

Príncipe saudita Mohammed bin Salman chega nesta quarta-feira (28) no Aeroporto Internacional de Ezeiza, em Buenos Aires — Foto: Argentine G20/Handout via Reuters

Príncipe saudita Mohammed bin Salman chega nesta quarta-feira (28) no Aeroporto Internacional de Ezeiza, em Buenos Aires — Foto: Argentine G20/Handout via Reuters

Leia mais:

Teve isso também…

– Um boi escapou do abate na Austrália por ser gigantesco! O animal, que pesa mais de uma 1 tonelada e tem quase 1,94 m, não foi comprado porque frigoríficos alegaram não ter estrututra para matá-lo. Além do seu tamanho, ele se destaca por seu nome: knichers, ou “calcinha” em inglês.

O boi gigante que chocou telespectadores de TV australiana e escapou do abate por ser 'grande demais' — Foto: Reprodução/Twitter

O boi gigante que chocou telespectadores de TV australiana e escapou do abate por ser ‘grande demais’ — Foto: Reprodução/Twitter

 

NACIONAIS

Prisão domiciliar

Defesa afirma que Palocci delatou crimes envolvendo sistema financeiro — Foto: Reprodução/JN

Defesa afirma que Palocci delatou crimes envolvendo sistema financeiro — Foto: Reprodução/JN

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) reduziu para 9 anos e 10 dias a pena de Antonio Palocci, que passará a cumprir prisão domiciliar. Os benefícios foram concedidos em função do acordo de delação fechado pelo ex-ministro com a Polícia Federal – e validado pela Justiça. Palocci poderá trabalhar fora durante o dia, mas terá que voltar à noite e não poderá sair nos fins de semana. O monitoramento será feito por tornozeleira eletrônica. O ex-ministro foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro e está preso desde 2016. Seus advogados esperam que ele seja liberado amanhã.

Mais 3 ministros de Bolsonaro

Bolsonaro anunciou mais 3 ministros. O deputado Marcelo Álvaro Antônio, do PSL, vai comandar o Ministério do TurismoOsmar Terra, ex-ministro de Temer, assumirá o novo Ministério da Cidadania, que vai cuidar da área social. Outra nova pasta criada por Bolsonaro é a do Desenvolvimento Regional, que será chefiada por Gustavo Canuto, atualmente nº 2 do Ministério da Integração Nacional.

Arte mostra os 19 ministros anunciados por Bolsonaro até agora — Foto: Arte G1

Arte mostra os 19 ministros anunciados por Bolsonaro até agora — Foto: Arte G1

Sem COP 15

Bolsonaro diz que participou da decisão de não sediar mais a COP-25

Bolsonaro diz que participou da decisão de não sediar mais a COP-25

Itamaraty anunciou hoje que o Brasil não receberá mais a COP 25no ano que vem, devido a restrições orçamentárias e à transição de governo. Depois, Bolsonaro afirmou que pediu o cancelamento da Conferência do Clima da ONU no país.

Perdão de pena

Ministros do STF — Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Ministros do STF — Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O STF retomou hoje o julgamento do indulto de Natal editado pelo presidente Temer no ano passado e questionado pela Procuradoria-Geral da República. O ministro Barroso, relator do caso, votou pela derrubada de parte do decreto. Em seguida, Alexandre de Moraes divergiu e votou pela validade do indulto. O julgamento foi interrompido e será retomado amanhã.

Novas regras do cartão

Hoje, quando alguém usa o cartão de crédito para comprar em dólar, paga a cotação do dia em que vence a fatura. O Banco Central decidiu alterar essa regra para que a taxa seja “travada” no dia da compra. A mudança não é imediata, porque precisa de regulamentação. O BC diz que os bancos precisarão de tempo para adaptar os sistemas. Um comunicado divulgado pela entidade prevê que essa regra se torne obrigatória só em março de 2020.

Redução de açúcar

Indústrias de bebidas e alimentos fecham acordo com governo para reduzir açúcar.

Indústrias de bebidas e alimentos fecham acordo com governo para reduzir açúcar.

Várias guloseimas vão perder parte do açúcar em suas fórmulas a partir de 2020, após um acordo assinado entre o Ministério da Saúde, a Anvisa e associações produtoras ligadas à indústria dos alimentos. É esperado que se deixe de usar até 144 mil toneladas de produtos nos próximos anos. Refrigerantes terão redução de 33,8%; bolos, de até 32,4%; e achocolatados, de até 10,5%. Especialistas dizem que medida é um avanço para combater doenças ligadas ao consumo de açúcar e a obesidade, mas esperam mais.

– A Câmara aprovou duas medidas importantes: o aumento da pena para feminicídio nos casos em que o autor do crime descumpre medidas protetivas (manter distância da vítima, por exemplo) e um projeto que autoriza prisão domiciliar a grávidas e mães de pessoas com deficiência. Ambas as medidas vão para sanção do presidente.

Bolsonaro já definiu 19 nomes do primeiro escalão; confira quem são

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) já definiu 19 ministros integrantes do futuro governo. São eles:

Onyx Lorenzoni (Casa Civil)
Paulo Guedes (Economia)
General Augusto Heleno (Segurança Institucional)
Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia)
Sérgio Moro (Justiça)
Tereza Cristina (Agricultura)
General Fernando Azevedo e Silva (Defesa)
Ernesto Araújo (Relações Exteriores)
Roberto Campos Neto (Banco Central)
Wagner Rosário (Transparência e CGU)
Luiz Henrique Mandetta (Saúde)
André Luiz de Almeida Mendonça (AGU)
Gustavo Bebianno (Secretaria Geral da Presidência)
Ricardo Vélez Rodríguez (Educação)
General Carlos Alberto dos Santos Cruz (Secretaria de Governo)
Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura)
Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional)
Osmar Terra (Ministério da Cidadania)
Marcelo Álvaro Antônio (Turismo)

Comments

Eunício negocia emendas para dividir recursos do pré-sal com Estados e municípios

Para tentar driblar a resistência da equipe econômica do presidente Michel Temer, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE) acionou um plano B para dividir com Estados e municípios a arrecadação de até R$ 100 bilhões do megaleilão do excedente do petróleo do pré-sal.

Eunício articulou com o senador Wellington Fagundes (PR-MT) a apresentação de três emendas ao projeto que viabiliza o leilão. A principal, que tem mais chances de ser aprovada, divide os recursos do bônus de assinatura do leilão em 75% para a União, 15% para Estados e outros 15% para municípios. Essa emenda tem apoio da Confederação Nacional dos Municípios (CMN).

A votação do projeto, prevista para esta quarta-feira, acabou sendo cancelada depois que o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, avisou ao Palácio do Planalto que não assinaria “de jeito nenhum’’ a Medida Provisória (MP) que estava sendo negociada pelo presidente do Senado e o líder do governo, senador Romero Jucá (MDB-RR) para partilhar 20% da arrecadação entre Estados e municípios. A informação foi antecipada pelo Estadão/Broadcast. A expectativa agora é que o projeto seja votado na próxima terça-feira. Se for aprovada alguma emenda, o texto precisa voltar para a Câmara.

Sem esse novo acerto dos parâmetros do contrato, não é possível fazer o leilão da concessão de exploração do óleo excedente que existe na área da cessão onerosa. O contrato original, assinado em 2010 entre o governo e a Petrobras, permitiu a exploração de até 5 bilhões de barris de óleo equivalente na área do pré-sal, mas a região tem um volume superior.

Jucá chegou a anunciar em entrevista na terça-feira, no Congresso, o fechamento de um acordo, mas nenhuma costura havia sido feita com a equipe econômica. O ministro Guardia já havia alertado para a dificuldade em fechar o acordo por conta da impossibilidade de fazer o repasse dos recursos sem afetar o Orçamento de 2019. Isso porque a transferência de recurso teria que ser contabilizada como despesa orçamentária.

Pela negociação que estava sendo conduzida por Jucá e Eunício no Congresso à revelia da área econômica, a edição da MP era necessária para garantir a votação do projeto no Senado. Diante da resistência de Guardia, o Palácio do Planalto foi obrigado a marcar uma reunião para discutir o problema antes do horário marcado da votação. A reunião teve a participação de Paulo Guedes, futuro ministro da Economia no governo Jair Bolsonaro.

Uma fonte que participou da reunião informou ao Estadão/Broadcast que o impasse continua. A análise jurídica é de que não é possível fazer o repasse sem afetar o teto, a regra que proíbe que os gastos cresçam em ritmo superior à inflação. A despesa só poderia ficar fora do teto se houvesse uma mudança na emenda constitucional 95, que criou o teto de gasto.

Na reunião, segundo a fonte, Guedes entendeu a dificuldade de repartir o dinheiro via MP e deixou claro que não vai fazer nada para prejudicar o teto de gastos. A equipe econômica do governo de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro entrou na negociação para dividir com Estados e municípios a arrecadação do leilão sem fazer o impacto da medida nas contas do governo federal em 2019.

Em rápida entrevista após a reunião, Guedes reconheceu o impasse. “Está difícil, está difícil. A forma de fazer aparentemente ameaça teto de gastos. Tem uma série de consequências que não são simples para o próximo governo”, afirmou Guedes, sinalizando que o projeto não tem prazo para ser votado. “Parece que vão passar uma semana discutindo isso”, completou.

Segundo ele, existe uma “disposição para entendimento” e para votação do projeto, “porque temos a concepção de que todo mundo está com problema, Estados, municípios, federação e, evidentemente, qualquer coisa que pudesse ser compartilhada, seria compartilhada”. No entanto, a forma de distribuição da receita “aparentemente não é trivial”.

Como o PL no Senado também está em regime de urgência e precisa ser votado para não travar a pauta, a avaliação da área econômica é que a melhor solução é votá-lo sem a edição da MP que divide os recursos. Em reunião, foi destacado pela área econômica que não é possível “segurar a votação do PL para discutir a partilha porque esse PL é fundamental para o leilão que vai trazer investimentos bilionários para o País nos próximos anos. “Não seria eu que ia propor excesso de gasto, nem pauta bomba, mas é necessário que se faça acompanhamento das matérias”, disse Eunício ao anunciar o adiamento da votação.

Estadão Conteúdo

 

MP do Fundo Ferroviário não é votada na Câmara e perderá validade

Após obstrução de partidos, o plenário da Câmara encerrou as atividades de hoje (28) sem apreciar a Medida Provisória 845/18, que cria o Fundo Nacional de Desenvolvimento Ferroviário (FNDF). A MP, que perde a vigência hoje, ainda precisava ser analisada pelo Senado para que continuasse em vigor.

Segundo o governo, o fundo possibilitaria investimentos no setor, principalmente no Norte do país, ao reduzir custos de transportes, da emissão de poluentes e do número de acidentes em rodovias. No entanto, a proposta enfrentou resistência na Câmara. Semana passada, o plenário rejeitou o projeto de lei de conversão da MP, que propunha a aplicação dos recursos exclusivamente nessa finalidade.

Com a tentativa fracassada em votar a MP, o líder do governo, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), afirmou que é preciso dialogar para que a pauta do plenário seja construída após consenso entre os líderes partidários.

“Nos cabe enquanto governo, ter a sensibilidade unida à responsabilidade de aqui nessa Casa debatermos e construirmos uma pauta de votação que, antes de tudo, possa respeitar o nosso país”, disse. “Tem matérias importantes que o governo atual não vai usar da irresponsabilidade, de aqui ajudar a se aprovar matérias que possam impactar o novo governo, que cabe também a responsabilidade da transição. Não vamos aqui fazer proselitismo político”, completou Ribeiro.

Fundo

A MP chegou a ser aprovada há duas semanas na comissão mista que analisava o tema. O objetivo do fundo, cuja previsão de funcionamento era de cinco anos, era ampliar a capacidade logística do Sistema Ferroviário Nacional. Entre as fontes previstas para o FNDF estavam recursos do Orçamento da União, doações, além de arrecadações com a outorga de concessões de trechos de ferrovias.

Fonte: Blog do BG

LOCAIS

Cosern inaugura subestação que reforça confiabilidade elétrica em Natal

O Diretor Presidente da Cosern, Luiz Antonio Ciarlini, inaugurou na manhã desta 4ª feira (28) a subestação de distribuição de energia elétrica Alecrim. A obra ampliou a oferta de energia na região oeste da capital e passou a beneficiar 94 mil consumidores nos bairros do Alecrim, Barro Vermelho, Lagoa Nova, Lagoa Seca e Dix-Sept Rosado.

Estiveram presentes à cerimônia os superintendentes de Serviços Técnicos, Antônio Carlos Queiroz e de Operações, Luiz José Queiroz e Silva, o pároco da Igreja de São Sebastião, Padre Campos, o Secretário Adjunto de Serviços Urbanos da Prefeitura de Natal, Irapuan Nóbrega Azevedo, Diogo Alexandre, Chefe do Setor de Drenagem da Secretaria Municipal de Obras da Prefeitura de Natal, o grafiteiro Miguel Carcará e colaboradores da Cosern e do Grupo Neoenergia.

Na sua fala, o Diretor Presidente Luiz Antonio Ciarlini destacou e agradeceu a presença das clientes Djanira Eusébio e Maria Goretti Silva, vizinhas da subestação. “Vocês são as pessoas mais importantes que estão nesta cerimônia, pois são para vocês, nossos clientes, que a Cosern trabalha todos os dias, sem medir esforços, para reforçar a qualidade dos nossos serviços em todo o Rio Grande do Norte”, disse Ciarlini.

O Presidente também explicou que a nova subestação teve um investimento total de R$ 12,4 milhões e faz parte do plano anual de investimentos da Cosern, que até o final de 2018 será da ordem de R$ 333 milhões (20% a mais do que em 2017). “Desse total, R$ 1,4 milhão foi destinado a reurbanização da lagoa de captação existente ao lado da subestação”, destacou. “Foi um investimento que trouxe, além do reforço da confiabilidade do sistema elétrico da Cosern em Natal, um benefício imensurável na revitalização urbana do entorno”, concluiu.

Antes do descerramento da placa de inauguração, o Gerente de Manutenção da Subtransmissão, Renato Gomes, reforçou junto aos presentes a importância da segurança no uso de energia elétrica e contou um pouco da história do bairro do Alecrim.

Karine Severo, Gerente de Comunicação Externa e responsável pelas Ações de Segurança com a População da concessionária ressaltou o uso do grafite como mais uma forma de comunicação junto à população e detalhou as outras ações de segurança que vem sendo desenvolvidas no programa educativo permanente da Cosern no uso seguro de energia elétrica.

Por fim, o Padre Campos, da Igreja de São Sebastião, no Alecrim, proferiu uma benção ao novo equipamento, parabenizou a Cosern pela iniciativa e fez uma referência à vida, elemento presente no principal valor da Cosern e do Grupo Neoenergia. “Sinto-me à vontade e feliz de estar aqui nesse momento abençoando essa obra, pois a empresa que coloca a vida acima de tudo está no caminho certo”, disse o pároco.

Informações técnicas sobre a subestação Alecrim

A nova subestação elétrica (SE) da Cosern, de número 67, entrou em operação em fase de testes no dia 27 de agosto, tem um transformador com capacidade instalada de 12,5 MVA e 04 alimentadores (circuitos de média tensão). A SE Alecrim reforça a confiabilidade do sistema elétrico e a qualidade dos serviços prestados pela concessionária aos quatro bairros por meio de um sistema elétrico ainda mais dinâmico que flexibiliza manobras operacionais (transferências de cargas) entre as subestações Centro (Canal do Baldo) e Natal I (Av. Amintas Barros).

A subestação Alecrim é a terceira com dicas de segurança no uso de energia elétrica grafitadas no muro e a primeira que já é inaugurada nesse modelo. A ação faz parte de um programa educativo permanente com a comunidade desenvolvido pelas áreas de Segurança e Comunicação Externa da Cosern.

O painel foi pintado pelo grafiteiro Carcará, um dos mais representativos da cena artística do estado, em parceria com os estudantes da Escola Estadual Maria Lídia, bairro das Quintas. Ao longo de uma semana do mês de junho, os alunos participaram de uma oficina de grafitagem promovida pela Cosern na escola, que também envolveu palestras sobre o uso seguro de energia elétrica.

O mesmo trabalho foi feito em agosto de 2016 no muro da subestação Centro, na esquina da Av. Prudente de Morais com o Canal do Baldo, no Tirol, e no final de outubro foi inaugurado no muro subestação Igapó, em São Gonçalo do Amarante, o maior painel grafitado do Rio Grande do Norte, com 800 metros quadrados.

Comments

Deputada Zenaide comemora aprovação de Projeto de Lei que irá beneficiar famílias de baixa renda

Na manhã desta quarta-feira (28), a deputada federal Zenaide Maia participou da aprovação do Projeto de Lei 5788/2016, na Comissão de Seguridade Social e Família. Com a aceitação do PL, o Cadastro Único passará a ter status de Lei. Atualmente, ele é regulado por meio de norma infralegal. Assim, haverá maior segurança jurídica para os beneficiários, ao passo em que somente por meio de outra lei ordinária federal a regulamentação que rege o Cadastro Único poderá ser alterada, e não mais por meio de decreto do Poder Executivo.

O Cadastro Único é utilizado para identificar famílias de baixa renda habilitadas a receber benefícios de Programas Sociais do Governo Federal, como o Bolsa Família. O texto do PL mantém as linhas gerais do decreto, mas faz algumas alterações. Uma delas torna obrigatória a inscrição no cadastro único para o recebimento do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Pelas regras atuais, a inscrição é facultativa.

Outra mudança exclui do cálculo da renda familiar os rendimentos decorrentes do BPC, do estágio supervisionado e de aprendizagem e do Programa Bolsa Atleta. Isso permitirá que beneficiários desses programas não sejam impedidos de receber benefícios de Programas Sociais do Governo Federal, como o Bolsa Família.

A deputada Zenaide comemorou a aprovação do PL 5788/2016, na Comissão de Seguridade Social e Família, que institui Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – CadÚnico. “Parabenizo toda a comissão pela aprovação desse importante Projeto de Lei. Temos de abraçar cada vez mais as pessoas com deficiência. Esse PL vai ajudar bastante”, declarou.

Comments

Convênio permitirá emissão de Carteira de Trabalho em Extremoz

O prefeito de Extremoz Joaz Oliveira e o superintendente do Ministério do Trabalho no RN, Éder Nobre, assinaram na tarde desta terça-feira (27) convênio que permitirá a emissão da Carteira de Trabalho (CTPS) no município.

Com a consolidação do convênio, a população não precisará mais se deslocar a Natal para fazer o documento, como acontece hoje. Ainda este ano o serviço estará à disposição dos trabalhadores de Extremoz.

“Essa parceria irá facilitar e muito a vida do cidadão não só de Extremoz, mas também das cidades vizinhas, que não precisarão mais se deslocar para Natal para tirar o documento. Será um benefício para todos”, garantiu o prefeito Joaz Oliveira.

Fonte: Blog do BG

Por G1 RN

 

As linhas de ônibus 30 (Felipe Camarão/Pirangi) e 51 (Rocas/Pirangi, via Praça) terão o itineráro alterado durante as obras no túnel de Neópólis, na Zona Sul de Natal. A obra começa no sábado e deve durar 120 dias, segundo o DNIT.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), o itinerário das linhas 30 e 51 muda no sentido Pirangi a partir da BR-101. Os ônibus devem fazer o retorno embaixo do Viaduto de Neópolis e entrar na Avenida dos Pinheirais, seguindo pela Rua Sebastião Barreto, Rua Delmiro Gouveia, Rua Arapiraca e chegando na Avenida das Alagoas, de onde segue normalmente.

No sentido contrário, não haverá alterações. O desvio deve ser realizado durante os quatro meses da obra.

A obra causará ainda outras intervenções no trânsito da região. Confira:

1. Os veículos que utilizam o referido túnel para acesso ao bairro de Neópolis, podem utilizar, dentre outras alternativas, as sugestões de desvio: Av. Ayrton Senna, Rua Pantanal ou Av. dos Pinheirais;

2. A parada de ônibus próximo ao Supermercado SAM’s Club será temporariamente desativada, ficando aos usuários de transportes coletivos as seguintes opções:

2.1 Usuários de ônibus intermunicipais: poderão utilizar os pontos de paradas localizados nas proximidades dos supermercados Carrefour e Atacadão;

2.2 Usuários de ônibus metropolitanos e urbanos: utilizarão o ponto de parada localizado nas proximidades da Concessionária Natal Veículos.

3. A Rua Professora Marieta Guerra (lateral do Supermercado SAM’s Club): durante o período da interdição terá o seu sentido de tráfego invertido, de modo a permitir o acesso ao comércio local e residências.

Túnel de acesso à Avenida das Alagoas, na Zona Sul de Natal, será interditado para obra de ampliação — Foto: Arquivo Tribuna do Norte/Aldair Dantas

Túnel de acesso à Avenida das Alagoas, na Zona Sul de Natal, será interditado para obra de ampliação — Foto: Arquivo Tribuna do Norte/Aldair Dantas

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu