ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA QUARTA-FEIRA

Por G1

 

Alerta de segurança nos EUA. A 2 semanas das eleições para o Congresso americano, pacotes com suposto material explosivo foram enviados para Obama, Hillary Clinton, a outros integrantes do partido democrata, e para a CNN em NY. As correspondências foram interceptadas pelo serviço secreto. Por aqui, ‘Olhos de Lince’: a PF realizou operação contra crimes eleitorais em 5 estados. Em entrevista ao G1 e à CBN, Fernando Haddad disse que o PT precisa se reconectar com a periferia e que adaptou o plano de governo a pedido de aliados. E os números detalhados da última pesquisa Ibope na reta final do 2º turno. O que foi notícia nesta quarta-feira:

INTERNACIONAIS

Pacotes suspeitos

Policiais fazem guarda na frente do Time Warner Center, em Nova York, depois que um pacote suspeito foi encontrado no prédio — Foto: Reuters/Shannon Stapleton

Policiais fazem guarda na frente do Time Warner Center, em Nova York, depois que um pacote suspeito foi encontrado no prédio — Foto: Reuters/Shannon Stapleton

serviço secreto dos EUA interceptou pacotes que aparentavam conter bombas e que foram enviados para a ex-secretaria de estado Hillary Clinton, ao ex-presidente Barack Obama, ao ex-diretor da CIA John Brennan, cuja encomenda foi enviada para o prédio da emissora norte-americana CNN, a deputada democrata Debbie Wasserman-Schultz e ao investidor George Soros. Sobre o caso, o presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que “violência política não tem lugar” no país. Uma investigação criminal foi aberta para identificar o responsável.

Furacão Willa

Estrutura desaba em Escuinapa, no sul do estado de Sinaloa, depois da passagem do furacão Willa, no México, nesta quarta-feira (24) — Foto: Henry Romero/Reuters

Estrutura desaba em Escuinapa, no sul do estado de Sinaloa, depois da passagem do furacão Willa, no México, nesta quarta-feira (24) — Foto: Henry Romero/Reuters

tempestade Willa, que tocou o solo da costa pacífica do México como um furacão de categoria 3, perdeu força e foi rebaixada para a categoria de depressão tropical. Mais de 4,2 mil pessoas precisaram abandonar suas casas preventivamente. O fenômeno ainda pode provocar fortes chuvas e há riscos de deslizamentos.

Arábia Saudita

O comitê anticorrupção liderado pelo príncipe Mohammed bin Salman ordenou a prisão de 11 príncipes, quatro ministros e dezenas de ex-ministros — Foto: AFP

O comitê anticorrupção liderado pelo príncipe Mohammed bin Salman ordenou a prisão de 11 príncipes, quatro ministros e dezenas de ex-ministros — Foto: AFP

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita se pronunciou sobre o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi. Ele disse que o caso é “doloroso” e que todos os culpados serão punidos, com Arábia Saudita e a Turquia trabalhando juntas “para alcançar resultados”. Khashoggi, colunista do jornal “Washington Post” e crítico governo saudita, desapareceu em 2 de outubro, depois de entrar no consulado saudita em Istambul para obter documentos para se casar.

Crime brutal

Julgamento de Patrick Nogueira começou nesta quarta-feira, na Espanha; ele é réu confesso do caso da Chacina de Pioz — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Julgamento de Patrick Nogueira começou nesta quarta-feira, na Espanha; ele é réu confesso do caso da Chacina de Pioz — Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

Começou o julgamento do brasileiro que confessou ter matado tios e primos, de 1 e 4 anos, em cidade da Espanha. Na sessão, François Patrick Nogueira Gouveia, de 21 anos, contou como matou a própria família e pediu perdão:

“Queria ter evitado tudo isso (…) não escolhi funcionar da maneira como funciono”.

Ele está preso no país deste outubro de 2016. Júri vai até 31 de outubro, data de leitura do veredicto.

NACIONAIS

Crimes eleitorais

PF realiza 9 ações simultâneas em vários estados pra investigar e coibir crimes eleitorais

PF realiza 9 ações simultâneas em vários estados pra investigar e coibir crimes eleitorais

Polícia Federal (PF) deflagrou em 5 estados a Operação Olhos de Lince, para combater crimes relacionados às eleições. A PF apurou crimes de violação do sigilo do voto e de incitação ao crime de homicídio. Um jovem de 21 anos, em Uberlândia, e uma jovem de 25 anos, em Juiz de Fora, foram ouvidos e liberados. Eles são suspeitos de fazer posts incitando violência contra candidatos.

Disputa presidencial

Entrevista G1/CBN - Fernando Haddad responde a perguntas de jornalistas e internautas

Entrevista G1/CBN – Fernando Haddad responde a perguntas de jornalistas e internautas

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, foi sabatinado pelo G1 e pela rádio CBNEle afirmou que o PT precisa se reconectar com a periferia e que adaptou o plano de governo a pedido dos novos aliados do 2º turno, PSB e PSOL. Assista à integra acima.

Bolsonaro foi convidado para participar de sabatina no mesmo dia, mas não respondeu ao convite.

Veja as atividades de campanha de Jair Bolsonaro (PSL) nesta quarta (24)

Veja as atividades de campanha de Jair Bolsonaro (PSL) nesta quarta (24)

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, passou a manhã na sua casa no Rio e recebeu representantes do agronegócio. Ele também defendeu a agricultura familiar no Twitter.

Entrevista G1/CBN em SP

Márcio França (PSB) é entrevistado pelo G1 e pela CBN

Márcio França (PSB) é entrevistado pelo G1 e pela CBN

O candidato do PSB ao govenro de SP, Márcio França, deu entrevista ao G1 e à rádio CBNEle afirmou que “não é lógico” ampliar presídios e propôs que imposto sobre combustíveis seja usado no transporte público. França chegou atrasado por causa do trânsito e a entrevista que levaria uma hora, teve apenas 25 minutos de duração. Confira a íntegra acima.

O candidato do PSDB, João Doria, também foi convidado, mas se negou a participar de um debate.

Fato ou Fake

Veja os conteúdos suspeitos checados nesta quarta-feira:

Eleições em números

Pesquisa Ibope para presidente também perguntou aos eleitoresse eles reberam conteúdo com críticas ou ataques a algum candidato à presidência pelo WhatsApp na semana que antecedeu o primeiro turno. 73% dizem não ter recebido nada. E dos que receberam, 75% disseram que mensagem não influenciou voto.

Jovem processada

 — Foto: Arquivo pessoal

— Foto: Arquivo pessoal

Polícia Civil indiciou por falsa comunicação de crime a jovem que relatou ter sido marcada na barriga em Porto Alegre por 3 homens, por suposta motivação política. Delegado concluiu inquérito após laudo indicar que lesões foram produzidas “ou pela própria vítima ou por outro indivíduo com o consentimento da vítima”. Advogada da jovem diz que laudo comprova que cliente fala a verdade, já que ela não teria reagido a agressão.

Fuzis apreendidos

PF apreende 11 fuzis que vieram do Paraná no Aeroporto Santos Dumont — Foto: Divulgação/Polícia Federal

PF apreende 11 fuzis que vieram do Paraná no Aeroporto Santos Dumont — Foto: Divulgação/Polícia Federal

Uma carga de 11 fuzis foi apreendida no Aeroporto Santos Dumont,no Rio. Ela seria levada para o Complexo do Alemão, na Zona Norte da cidade, de acordo com a Polícia Federal. As armas foram enviadas do Paraná dentro de uma fritadeira, junto com tabletes de cocaína e carregadores de celular. A PF descobriu a carga no momento do envio e deixou que ela fosse até o o destino final para descobrir quem iria recebê-la. Um homem diz que recebeu R$ 100 para transportar a carga.

Resgate de traficante

Segundo as investigações, carro com explosivos seria usado no resgate do brasileiro Marcelo Piloto, preso no Paraguai — Foto: Polícia Nacional do Paraguai/Divulgação

Segundo as investigações, carro com explosivos seria usado no resgate do brasileiro Marcelo Piloto, preso no Paraguai — Foto: Polícia Nacional do Paraguai/Divulgação

Paraguai evitou o resgate do traficante brasileiro Marcelo Piloto, apontado pela polícia como o maior fornecedor de armas e drogas fora do país. Forças armadas identificaram e invadiram uma casa em cidade paraguaia a cerca de 10 km da fronteira com o Brasil. No local, havia um carro-bomba que seria usado em um plano de resgate do traficante e outro veículo carregado com explosivos. Três suspeitos – dois deles brasileiros – foram mortos em confronto.

Curtas e rápidas

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso — Foto: Erik Salles/Divulgação

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso — Foto: Erik Salles/Divulgação

Há quem faça a adesão pelos benefícios de fazer exercício físico, pedalando, mas os prêmios também têm servido de motivação — Foto: Skitterphoto/Creative Commons

Há quem faça a adesão pelos benefícios de fazer exercício físico, pedalando, mas os prêmios também têm servido de motivação — Foto: Skitterphoto/Creative Commons

Fonte: G1

PF abriu quatro inquéritos para investigar ameaças contra Rosa Weber

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou nesta quarta-feira (24) que já há quatro inquéritos para investigar ameaças contra Rosa Weber, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

“Não existe anonimato na internet”, afirmou, após evento no STF (Supremo Tribunal Federal).

Segundo ele, desde o início do processo eleitoral, 2007 inquéritos policiais foram abertos relativos especificamente ao processo eleitoral. Além disso, presas 435 pessoas, disse.

Ele não soube dizer quantos eram relativos a mensagens de Whatsapp.

“Todos estão identificados, é o que eu posso dizer. E quero lembrar uma vez mais, não existe anonimato na rede. As pessoas, quando estão na rede e resolvem fazer algum tipo de delito, fazer fake news, atacar a honra das pessoas, quero lembrar a elas mais uma vez: não há anonimato, vamos chegar a você, e as penas são muito severas”, afirmou.

“Não se esqueçam, não há impunidade, não há anonimato, a Polícia Federal chegará no Brasil e fora do Brasil a quem cometer crimes na internet, e o preço a pagar é caríssimo, não tem a menor sombra de duvida que essas pessoas serão devidamente indiciadas e os inquéritos remetidos à Justiça Eleitoral ou à Justiça comum, e vão pagar. Dentro do meio digital, tem rastreabilidade”, acrescentou.

Folhapress

Comments

O voo suspeito do empresário que fugiu do tiroteio em Juiz de Fora

O empresário Flávio Guimarães, apontado como portador dos milhões de dólares que seriam trocados por reais em Juiz de Fora, fugiu para São Paulo a bordo do Cessna Gran Caravan, prefixo PT-MED, da Two Flex táxi aéreo.

A Polícia sabe que a Two Flex (ex-Flex Aero) pertence a Rui Aquino, que foi acusado na Lava Jato de usar a Flex Aero para lavar a propina de José Dirceu na forma de voos particulares.

O Antagonista

Comments

Rejeição a tucano ‘contamina’ Bolsodoria na capital

POR JÚLIA DUALIBI

O “Bolsodoria”, voto casado em Jair Bolsonaro (PSL), para presidente, e João Doria (PSDB), para governador, tem pior desempenho entre os paulistanos do que entre os moradores do interior de São Paulo. Na capital paulista, Fernando Haddad, do PT, chega a estar numericamente à frente de Bolsonaro, enquanto Márcio França, candidato do PSB e adversário de Doria na disputa estadual, lidera com 18 pontos de vantagem em relação ao tucano. Já no interior do Estado, o Bolsodoria é líder.

Doria renunciou ao cargo de prefeito para disputar o governo do estado pouco mais de um ano depois de assumir, em 2017, mesmo tendo se comprometido a ficar na prefeitura até o fim do mandato. As pesquisas qualitativas apontam a saída como um dos principais fatores da rejeição do paulistano a ele (48% dos eleitores da capital dizem que não votam nele contra 25% dos do interior, segundo o Ibope).

As dificuldades na capital podem ter contribuído para contaminar o desempenho de Bolsonaro na cidade, já que no 2º turno Doria passou a divulgar com maior intensidade nas redes sociais, em debates e no horário eleitoral no rádio e na TV a dobradinha extraoficial entre os dois.

Na cidade de São Paulo, Haddad avançou em relação ao 1º turno e tem 51% da intenção de voto contra 49% de Bolsonaro, de acordo com o Ibope. No primeiro turno, Haddad perdeu para Bolsonaro. Teve 19,7% dos votos dos paulistanos, contra 44,58% de Bolsonaro. Na eleição de 2014, a capital paulista deu larga a vitória para os tucanos. Aécio Neves venceu com 63,85% dos votos contra 36,15% de Dilma Rousseff (PT). Haddad foi prefeito da capital entre 2012 e 2016, mas perdeu a reeleição no 1º turno para Doria e deixou o governo com baixa aprovação.

A resistência dos paulistanos a Doria faz com que seu desempenho seja mais frágil na cidade que governou até abril de 2018: tem 41% das intenções de voto contra 59% de França.

Já no interior paulista, onde está a maior parte do eleitorado do estado, Bolsonaro e Doria lideram com ampla vantagem. O candidato do PSL tem 71% dos votos válidos contra 29% de Haddad. O interior paulista era reduto inconteste dos tucanos – em 2014, Geraldo Alckmin (PSDB) ganhou em 644 das 645 cidades do estado.

Bolsonaro está na frente na disputa presidencial no conjunto estado de São Paulo, com 64% dos votos válidos (excluídos brancos e nulos) contra 36% de Haddad.

Desempenho parecido tem Doria, que lidera no interior com 60% dos votos contra 40% de França. Assim como Bolsonaro, Doria também está na frente na disputa no estado, com 53% contra 47% dos votos válidos.

A pesquisa mostra o tamanho do Bolsodoria, incentivado por Doria quando ele ainda estava no 1º turno e seu candidato, em tese, era Alckmin: 86% dos seus eleitores dizem que votam em Bolsonaro contra 14% em Haddad – não à toa, o candidato insiste em se colocar como parceiro do presidenciável do PSL no Estado.

Apesar disso, Bolsonaro não declarou apoio a Doria, desejando a ele apenas boa sorte, depois de uma tentativa infrutífera do tucano de conseguir uma declaração favorável a sua candidatura.

Já dos eleitores de França, 59% dizem que votam em Haddad e 41% em Bolsonaro.

G1

Comments

TCU vê indícios de irregularidades graves em 62 obras da União

O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou, nesta quarta-feira (24), um relatório de fiscalização que aponta indícios de irregularidades graves em 62 obras financiadas com recursos da União. Ao todo, a área técnica do TCU fez 77 auditorias.

A fiscalização concentrou-se em contratos que somam R$ 16,3 bilhões. Do total de obras encontradas com indícios de irregularidades graves, o tribunal recomendou a paralisação de 10, até que o problema encontrado seja solucionado.

Entre as principais irregularidades encontradas pelo TCU estão obras com projetos básicos e executivos deficientes, com sobrepreço ou superfaturamento, além de descumprimento de cronograma e restrição de competição.

Das obras que apresentaram indícios de irregularidade grave, oito já constavam do levantamento realizado pela corte no ano passado.

Paralisação

Segundo o relatório, deverão ser paralisadas as seguintes obras: Canal do Sertão (Alagoas), obra da transposição do Rio São Francisco, com o objetivo de levar água a 42 municípios de Alagoas; adequação da travessia urbana em Juazeiro – em trecho das BRs 235/407 (Bahia); construção da Fábrica de Hemoderivados e Biotecnologia (Pernambuco); construção da Vila Olímpica em Parnaíba (Piauí); construção da BR-040 (Rio de Janeiro), na implantação do trecho da subida da Serra de Petrópolis, na BR-040; corredor de ônibus – SP – Radial Leste – Trecho 1 (São Paulo); corredor de ônibus – SP – Radial Leste – Trecho 2 (São Paulo) e BRT de Palmas (Tocantins).

Duas novas recomendações foram feitas para a obra do corredor de ônibus Aricanduva (SP), que prevê a construção de quase 25 quilômetros de corredor exclusivo para ônibus na Avenida Aricanduva, na zona leste da capital paulista, e a do canal adutor Vertente Litorânea (PB), com 122 quilômetros no total de canal para aproveitar as águas levadas à Paraíba pelo Programa de Integração do Rio São Francisco.

Além das 10 obras com recomendação de paralisação, o TCU indicou quatro empreendimentos com recomendação preliminar de paralisação, que ainda precisam passar por análise dos ministros do TCU: adequação de trecho rodoviário da BR-116 (BA); duplicação da BR-230 em Campina Grande (PB); ampliação de capacidade da BR-290 (RS) e corredor de ônibus Capão Redondo (SP).

Retenção de valores

O TCU classificou ainda como obras com índice de irregularidade grave, mas com recomendação de retenção parcial de valores, a construção da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, e as obras de construção da BR-235, na Bahia, entre o trecho que vai do km 282 ao 357,4. A medida permite a continuidade da obra desde que sejam inseridas garantias para prevenir possível dano ao Erário.

O relatório será encaminhado ao Congresso Nacional, e as informações deverão subsidiar a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) quanto à distribuição dos recursos orçamentários para o ano que vem.

O tema da paralisação de obras tem incomodado os ministros da corte.

Está prevista para amanhã (25) uma reunião no Supremo Tribunal Federal (STF) com a presença de ministros do TCU e de conselheiros de tribunais de Contas estaduais para tratar do tema. No encontro, serão discutidas formas de cpntribuição do Poder Judiciário e de órgãos de controle, como o TCU, para com a retomada do andamento dos empreendimentos.

Agência Brasil

Comments

Comissão aprova relatório de MP que cria incentivo ao setor automotivo

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil 

A comissão mista que analisa a Medida Provisória (MP) 843/18, que cria uma nova política industrial para o setor automotivo, aprovou nesta quarta-feira (24) o parecer do relator, deputado Alfredo Kaefer (PP-PR). A medida segue para análise do plenário da Câmara dos Deputados.

Pelo acordo, foram incluídas no texto do projeto de lei de conversão alterações previstas em duas emendas que prorrogam benefícios fiscais de fabricantes de automóveis das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Os itens tratam da prorrogação, até 2025, do Regime Automotivo do Desenvolvimento Regional (Lei 9.440/97), cujo encerramento estava previsto para dezembro.

Segundo o texto, para continuarem se beneficiando do crédito do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), as empresas dessas regiões deverão fazer mais investimentos e pesquisas para o desenvolvimento de novos produtos ou de outros modelos para produtos já existentes. O acordo favorece principalmente os estados da Bahia, de Pernambuco e do Ceará, que abrigam fábricas da Ford e da Fiat.

A previsão de renúncia total da medida provisória será de R$ 2,113 bilhões em 2019; e R$ 1,646 bilhões em 2020. A renúncia já foi incluída pelo governo no projeto da lei orçamentária do próximo ano.

Assinada em julho, a medida cria o Programa Rota 2030 – Mobilidade e Logística, que concede créditos tributários. O subsídio vale igualmente para montadoras que atuam no país e para as empresas importadoras, que poderão abatê-lo do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). [

O Rota 2030 substitui o Inova- Auto, que vigorou de 2012 a 2017 e concedia vantagens tributárias para a cadeia produtiva do setor no país, além de aumentar a alíquota de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a importação de automóveis.

Para fazer jus ao benefício tributário, no entanto, a indústria automobilística terá que garantir um aporte mínimo anual de R$ 5 bilhões em investimentos nas áreas de pesquisa e desenvolvimento. Cada empresa poderá gerar crédito tributário de até 10,2% do valor investido. Serão estabelecidos indicadores e metas relacionadas à segurança veicular, tecnologia embarcada e redução de consumo de combustível.

Agência Brasil / Agência Câmara

Comments

Relator da Lava Jato vota para Palocci ficar no semiaberto em casa de tornozeleira

Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters

O relator da Operação Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, desembargador João Pedro Gebran Neto, votou nesta quarta-feira, 24, pela progressão da pena do ex-ministro Antonio Palocci (governos Lula e Dilma) para o regime semiaberto domiciliar, com o uso de tornozeleira eletrônica.

Gebran Neto, inicialmente, se manifestou pelo aumento da pena imposta a Palocci pelo juiz Sérgio Moro (12 anos e 2 meses de reclusão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro) para 18 anos. Em seguida, o magistrado votou pela redução à metade (9 anos e 10 meses), levando em conta a delação premiada de Palocci fechada com a Polícia Federal. O julgamento, no entanto, foi adiado para o dia 28 de novembro, com pedido de vista do desembargador Leandro Paulsen.

Palocci está preso desde setembro de 2016, alvo da Operação Omertà, desdobramento da Lava Jato. O juiz Moro o condenou em uma primeira ação a 12 anos e dois meses de reclusão.

O colegiado julga apelo do ex-ministro contra sua condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A defesa pede que sejam concedidos a ele os benefícios de sua delação premiada, já homologada pelo desembargador Gebran.

Os advogados de Palocci já citaram em recurso que o ex-ministro prestou 141 horas de depoimentos no âmbito da Lava Jato, além de ter entregue diferentes tipos de provas, como contratos simulados, rastreadores e veículos, e a indicação de três testemunhas que teriam presenciado ilícitos.

No mesmo julgamento, o braço-direito do ex-ministro, Branislav Kontic, teve sua absolvição, já proferida pelo juiz Sérgio Moro, confirmada pelo relator da Lava Jato no TRF-4. Também, neste caso, o julgamento só será concluído no dia 28.

Depoimentos. Nos autos de ação na Lava Jato em que o ex-presidente Lula é réu por supostos R$ 12,5 milhões da Odebrecht, um dos termos do acordo foi tornado público pelo juiz federal Sérgio Moro.

O anexo narra suposto loteamento de cargos na Petrobrás em troca do abastecimento de campanhas políticas.

O ex-ministro reafirmou que Lula ‘tinha conhecimento, desde 2007’, de supostos esquemas de corrupção na Petrobrás. Palocci revelou que 90% das Medidas Provisórias nos governos do PT estavam relacionadas ao pagamento de propinas e ainda disse que as campanhas que elegeram a ex-presidente Dilma Rousseff, em 2010 e em 2014, custaram R$ 1,4 bilhão, valor bem acima do declarado ao Tribunal Superior Eleitoral.

Os demais anexos da delação de Palocci permanecem sob sigilo.

Defesa de Palocci

O criminalista Tracy Reinaldet, que defende o ex-ministro Antonio Palocci, informou que “a defesa vai aguardar o término do julgamento para se pronunciar”.

Defesa de Brani

“O que eu posso dizer, primeiro, é que tecnicamente, a Câmara é de um nível superior. E, em segundo lugar, que o voto do relator realizou a justiça em relação ao Branislav, que já tinha recebido justiça com a decisão do Moro”, disse o advogado José Roberto Batochio.

Estadão Conteúdo

Comments

A dois meses do fim do prazo, quase 2 milhões de trabalhadores não sacaram abono

O Ministério do Trabalho revelou hoje (24) que 1,85 milhão de trabalhadores que recebem até dois salários mínimos ainda não sacaram o abono salarial de 2016. Os beneficiários ainda não resgataram R$ 1,36 bilhão.

O prazo para o saque originalmente acabaria em 29 de junho, mas o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) prorrogou a data para 28 de dezembro. Quem não retirar o dinheiro perderá o benefício.

Segundo o Ministério do Trabalho, 7,35% dos trabalhadores ainda não retiraram o abono salarial de 2016. Tem direito ao abono salarial ano-base 2016 quem estava inscrito no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos, trabalhou com carteira assinada pelo menos 30 dias em 2016, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

O trabalhador também precisa ter os dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) para receber o abono salarial. O montante destinado a cada trabalhador depende do tempo de trabalho formal em 2016. O valor começa em 1/12 do salário mínimo para quem trabalhou por apenas 30 dias, aumentando a cada mês trabalhado até atingir, em 12 meses, o salário mínimo cheio (R$ 954).

O abono salarial fica pelo menos dois anos disponível para saque. Depois desse prazo, o dinheiro retorna ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), e o empregado perde direito ao benefício.

Agência Brasil

Dólar tem alta pelo segundo dia consecutivo e encerra cotado a R$ 3,74

Foto: Agência Brasil

O dólar fechou em alta pelo segundo dia consecutivo, com valorização de 1,24% cotado a R$ 3,7422 para venda. A moeda norte-americana também encerrou ontem em alta (+0,26%), apesar de registrar uma queda acumulada 8,06% até a última sexta-feira (19).

O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), encerrou o pregão em queda de 2,62%, com 83.063 pontos. As ações das principais companhias acompanharam a tendência, com Petrobras registrando queda de 1,98%, Vale com desvalorização de 4,09%, Ambev perdendo 4,45% e Bradesco com menos 2,40%.

Comments

TCU suspende processo contra empresa envolvida na Lava Jato no caso refinaria Abreu e Lima

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu hoje (24) suspender o processo contra a construtora Camargo Corrêa por fraudes em licitações para obras da Refinaria Abreu e Lima, da Petrobras, localizada em Pernambuco.

Como a empresa firmou acordo de leniência com o Ministério Público Federal e com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o relator do processo, ministro Benjamin Zymler, argumentou que ela não deveria sofrer as punições previstas na legislação, como a proibição de firmar contratos públicos com a administração federal.

Durante a análise do processo, o ministro explicou que uma decisão do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, impede que as provas fornecidas pelas pessoas e empresas em acordo de colaboração sejam usadas pelos órgãos de controle, como o TCU, para puni-las.

Segundo o acórdão, a suspensão da punição está condicionada ao cumprimento, pela Camargo Corrêa, das obrigações previstas nos acordos de leniência.

A Refinaria Abreu e Lima foi classificada pelo TCU como uma obra com índice de irregularidade grave, mas com recomendação de retenção parcial de valores. A medida permite a continuidade da obra, desde que sejam inseridas garantias para prevenir possível dano ao erário.

Auditoria do tribunal constatou superfaturamento nas obras de terraplanagem e serviços de drenagem, arruamento e pavimentação. O TCU constatou a aplicação de preços excessivos frente aos praticados pelo mercado. Os contratos avaliados somam mais de R$ 530 milhões.

Agência Brasil

 

LOCAIS

Cícero Martins não acredita que Bolsonaro apoie primo de Henrique Alves e taxa Carlos Eduardo de “resquício de oligarquia” e “parceiro do PT”

Foto: Elpídio Júnior

O vereador de Natal, Cícero Martins, filiado ao PSL e um dos principais defensores de Jair Bolsonaro no Rio Grande do Norte emitiu uma nota descreditando o apoio de Bolsonaro à campanha de Carlos Eduardo Alves. Ele lembrou que Henrique Alves, primo de Carlos Eduardo, foi até utilizado na campanha do presidenciável como exemplo de corrupção.

E a nota não parou por aí. Cícero ainda disparou contra a oligarquia da família Alves que, segundo ele, foi “expurgada” pelo povo do Rio Grande do Norte “restando apenas resquícios, como o candidato do PDT”.

Confira a nota na íntegra

NOTA DO VEREADOR CÍCERO MARTINS À IMPRENSA E AO POVO POTIGUAR

É com muito respeito que me refiro a todos vocês, povo Potiguar.

Como Vereador do PSL em nossa Capital, e sendo o único Parlamentar do RN que abraçou a campanha e Bolsonaro, quando muitos me chamavam de “louco”, a dois anos, onde saí de um Partido de 34 Deputados Federais e ingressei no PSL com apenas um Deputado, venho esclarecer alguns pontos de divergência com meu Partido PSL. Naquele momento, decidi acreditar em alguém que me identifiquei. Bolsonaro era apenas um Parlamentar do baixo clero e desconhecido, mas de uma retidão dificílima de encontrar no meio político, daí surgiu meu posicionamento.

Na história do Brasil, este é o ÚNICO caso que vejo alguém chegar a Presidência, caso ocorra neste Domingo, sem barganhas e safadezas políticas. Um Presidente que tem escrito em sua camisa “Meu Partido é o Brasil”, já diz tudo. Recentemente, tenho sido muito abordado por Jornalistas, diversos políticos, partidos e, especialmente, pelo meu Partido PSL a cerca do meu posicionamento no 2º turno das Eleições no RN.

No primeiro turno, nosso Partido entendeu em não apoiar NENHUM dos nomes postos, pelo fato de terem grupos associados a problemas de corrupção e ainda agravantes de OLIGARQUIAS que não
representavam um futuro promissor para o nosso Estado.

Ao chegar no 2º turno das eleições, permaneço convicto da minha postura ética e fiel aos meus eleitores e ao povo do meu Estado, e decidi por NÃO me aliar, nem ao que mais combato na política, que é o PT, nem também as velhas OLIGARQUIAS que foram “expurgadas” pelo povo do RN, restando apenas resquícios, como o candidato do PDT.

É fato notório em nosso Estado, a aliança ideológica existente entre Fátima Bezerra e Carlos Eduardo, ambos de partidos de Esquerda e que caminharam juntos por incontáveis campanhas. Na verdade, representam a mesma coisa, infelizmente.

A campanha do Bolsonaro que EU CONHEÇO, usou o primo de Carlos Eduardo, o ex-ministro Henrique
Alves no seu primeiro programa eleitoral apresentando como um dos exemplos de CORRUPÇÃO no Brasil. Será que estão dizendo a Bolsonaro que é outro Carlos Eduardo Alves?

Me deparando com um vídeo, onde o Presidente do PSL/RN, diz que Bolsonaro vota no candidato do PDT, mas não pode “gravar”, nem mesmo enviar uma “nota” pedindo voto, me causa estranheza. Até porque, o Bolsonaro que eu conheço, jamais faria isso. Tragam esse vídeo, que eu serei o primeiro a pedir para sair do Partido.

Não podemos misturar o fato de sermos ANTI-PT, com o fato de fazermos campanha para qualquer
pessoa, independente dos nossos princípios éticos e morais. Isso, nenhum Partido me ensinou, aprendi com meu pai que, por sinal, nunca foi político.

Concluo minhas palavras, deixando claro que enquanto nosso Estado continuar deixando como opção
CANDIDATOS DE ESQUERDA, irei me abster, respeitando as divergências.

Deixo aqui uma crítica construtiva ao meu Partido, que não podemos tratar-nos como em um quartel, onde existe uma subordinação, muitas vezes, desproporcional. Em um Partido, SOMOS TODOS IGUAIS,
assim como na vida.

Forte abraço e muito obrigado a todos!
Natal, 24 de outubro de 2018.

Vereador Cícero Martins – PSL

Fonte: Blog do BG

Por G1 RN

 


Tornozeleiras eletrônicas são usadas para monitoramento de mais de mil pessoas no RN — Foto: Divulgação/Sejuc

Tornozeleiras eletrônicas são usadas para monitoramento de mais de mil pessoas no RN — Foto: Divulgação/Sejuc

A empresa que fornece as tornozeleiras eletrônicas à Secretaria de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte (Sejuc) afirmou que vai suspender o serviço usado no monitoramento de presos do sistema semiaberto a partir do próximo dia 31 de outubro, quarta-feira. O motivo é a falta de pagamento de uma dívida de R$ 1,9 milhão do governo do estado.

A informação foi confirmada em nota, ao G1, pela empresa Spacecom Monitoramento S/A. Ela informou que notificou a Sejuc sobre o bloqueio ao acesso do monitoramento de sentenciados para os agentes penitenciários, por atraso no pagamento, conforme era previsto em contrato.

“Os débitos em atraso da secretaria com a Spacecom somam R$ 1,9 milhão, referentes aos serviços já prestados e aprovados desde janeiro deste ano, quando os pagamentos foram interrompidos. A decisão da Spacecom foi tomada após várias e infrutíferas tentativas de recebimento dos valores devidos”, informou.

G1 procurou a Sejuc e aguarda retorno da secretaria sobre o assunto.

De acordo com o juiz Henrique Baltazar, da Vara de Execuções Penais de Natal, atualmente existem 1.173 tornozeleiras em funcionamento, monitorando pessoas no estado.

Tornozeleiras quebradas

O uso de tornozeleiras eletrônicas como alternativa de monitoramento para presos do regime semiaberto no Rio Grande do Norte começou em fevereiro de 2016. Desde então, até agosto deste ano, 2.938 apenados receberam o dispositivo. Em 2 anos e meio, 458 tornozeleiras eletrônicas foram rompidas no Rio Grande do Norte.

Fonte: G1RN

Por G1 RN

 


Avenida Roberto Freire, na Zona Sul de Natal — Foto: Fernanda Zauli/G1

Avenida Roberto Freire, na Zona Sul de Natal — Foto: Fernanda Zauli/G1

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) vai interditar a partir das 22h desta quarta-feira (24) um trecho da Avenida Engenheiro Roberto Freire, na Zona Sul de Natal, para realizar a substituição de uma rede de água. A interdição vai acontecer na altura da empresa Águia Piscinas e foi autorizada pelo Departamento de Estradas e Rodagens (DER), responsável pela administração da via.

Na primeira etapa se obras, para troca de uma rede de cimento amianto por PVC, será interditada uma faixa de cada vez na altura da loja Ponta Negra Fiat, sentido Zona Sul/Centro. Às 6h da manhã desta quinta-feira (25) a via será liberada para trânsito com calçamento, e o asfalto será aplicado a partir das 10h da manhã, sendo liberado novamente uma hora depois, aproximadamente.

Conforme a empresa, a nova rede de água vai levar água captada de poços de Capim Macio até a rede de água principal que fica na rua José Varela (paralela à Roberto Freire), pela rua Levi Higino Jales (lateral da Águia Piscinas), substituindo a rede antiga que funciona na rua Professor Manoel Vilar (lateral do Posto BR com loja Ponta Negra Fiat), que será desativada.

Para evitar grande fluxo na área, a Caern orienta como via alternativa o Campus da UFRN.

Quando for concluída esta etapa, o mesmo serviço será realizado no lado oposto da via, sentido Centro/Zona Sul, também com interdição de uma faixa por vez. A previsão é que comece a interdição na quinta-feira (25) às 22h, até 6h da manhã de sexta (26), com recapeamento e colocação de asfalto em seguida.

Fonte: G1RN

Por Acson Freitas, Inter TV Cabugi

 


Detidos foram conduzidos em um ônibus à Delegacia de Polícia Civil — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

Detidos foram conduzidos em um ônibus à Delegacia de Polícia Civil — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

Uma casa que funcionava como bingo clandestino na Rua Leonel Leite, no bairro do Alecrim, Zona Leste de Natal, voltou a ser fechada pela Força Nacional após nova operação nesta quarta-feira (24). A primeira ação dos agentes ocorreu há um mês.

Ao todo, os policiais apreenderam 24 máquinas de bingo e autuaram 40 pessoas, incluindo o gerente e outros três funcionários da casa. Todas as pessoas foram conduzidas em um ônibus para a delegacia de Polícia Civil, onde devem assinar um termo circunstanciado de ocorrência (TCO).

O Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) foi chamado ao local para fazer a perícia do caso.

Vinte e quatro máquinas foram apreendidas pelos policiais da Força Nacional — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

Vinte e quatro máquinas foram apreendidas pelos policiais da Força Nacional — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu