ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA QUARTA-FEIRA

Por G1

 

Os novos números da corrida presidencial, segundo o Ibope, e o levantamento das intenções de voto para presidente nos estados. Autodoações: 1 em cada 5 candidatos colocou dinheiro na própria campanha nestas eleições. Mais de R$ 220 milhões em recursos próprios foram declarados, e as doações variam de 1 centavo a R$ 45 milhões. Nos EUA, pela 1ª vez Cuba não foi representada por um Castro na Assembleia Geral da ONU. E a repercussão de mais um caso de violência contra a mulher. Uma brasileira agredida pelo ex, na Flórida, desabafa após ele ser solto da prisão: ‘Meu maior medo é que ele não pague pelo que fez’. O que foi notícia nesta quarta-feira:

NACIONAIS

Eleições 2018

O Ibope divulgou o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. Levantamento ouviu 2 mil eleitores no sábado (22), domingo (23) e segunda-feira (24).

Os resultados foram os seguintes:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 27%
  • Fernando Haddad (PT): 21%
  • Ciro Gomes (PDT): 12%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
  • Marina Silva (Rede): 6%
  • João Amoêdo (Novo): 3%
  • Alvaro Dias (Podemos): 2%
  • Henrique Meirelles (MDB): 2%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 1%
  • Cabo Daciolo (Patriota): 0%
  • Vera Lúcia (PSTU): 0%
  • João Goulart Filho (PPL): 0%
  • Eymael (DC): 0%
  • Branco/nulos: 11%
  • Não sabe/não respondeu: 7%

Veja o levantamento completo, que traz também os índices de rejeição e simulações de segundo turno.

Pesquisa Ibope - 26 de setembro - Evolução da intenção de voto para presidente — Foto: Arte/G1Pesquisa Ibope - 26 de setembro - Evolução da intenção de voto para presidente — Foto: Arte/G1

     Pesquisa Ibope – 26 de setembro – Evolução da intenção de voto para presidente — Foto: Arte/G1

Pesquisas nos estados

Levantamento reúne pesquisas do Ibope feitas neste mês em 24 estados e no DF. Bolsonaro lidera em 14 estados e no DF. Haddad lidera em 7 estados, todos do Nordeste. Ciro manteve a liderança isolada no Ceará. Alckmin tem melhor desempenho em São Paulo, onde só está atrás de Bolsonaro, e empata tecnicamente com Fernando Haddad e Ciro Gomes. Marina Silva oscilou negativamente em Minas Gerais e São Paulo, e se manteve estável no Rio de Janeiro.

Autodoações

Selo total de autodoações — Foto: Editoria de Arte/G1

Selo total de autodoações — Foto: Editoria de Arte/G1

1 a cada 5 candidatos doou recursos para a própria candidatura, segundo o TSE. No total, o montante de “recursos próprios” é de R$ 221,6 milhões. 21 candidatos desembolsaram mais de R$ 1 milhão. O valor mais alto foi doado pelo presidenciável Henrique Meirelles (MDB): R$ 45 milhões, correspondendo ao 20% do total de “autodoações”. Já o menor repasse (de apenas 1 centavo) foi do candidato a deputado federal Paulo Martins (PHS-BA).

Disputa presidencial

Veja como foram as atividades de campanha dos candidatos à Presidência nesta quarta:

Mais eleições:

Lava Jato no PR

PF prende 15 pessoas em nova fase da Lava Jato

PF prende 15 pessoas em nova fase da Lava Jato

A Polícia Federal (PF) prendeu Pepe Richa, irmão do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB), e mais 14 pessoas na 55ª fase da Operação Lava Jato. Ação investiga irregularidades em um esquema relacionado à administração das rodovias federais no Paraná. Primo do ex-governador, o empresário Luiz Abi Antoun, também teve prisão decretada, mas está no exterior. Segundo o MPF, ele era considerado ‘caixa geral’ de arrecadações indevidas.

Condenação na Lava Jato

O ex-ministro José Dirceu, em junho, em frente ao fórum do Tribunal de Justiça do Distrito Federal — Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-ministro José Dirceu, em junho, em frente ao fórum do Tribunal de Justiça do Distrito Federal — Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

José Dirceu teve a pena reduzida de 11 anos e 3 meses para 8 anos e 10 meses em sua 2ª condenação na Lava Jato. Neste caso, ex-ministro responde por irregularidades em contrato para fornecimento de tubos para a Petrobras. Dirceu ainda pode recorrer da decisão. Ele chegou a ser preso em maio deste ano, porém a Segunda Turma do STF decidiu manter o réu solto até que os recursos sejam julgados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

I

Violência contra a mulher

Universitária de BH agredida nos EUA grava parte de briga com namorado; ouça

Universitária de BH agredida nos EUA grava parte de briga com namorado; ouça

“Meu maior medo é que ele não pague pelo que ele fez”. Este é o desabafo da universitária Melissa Gentz sobre o ex-namorado, que foi preso por suspeita de agredi-la no último domingo nos EUA. O homem foi solto na noite da terça, após pagamento de fiança de US$ 60 mil – o equivalente cerca de R$ 250 mil – e responderá processo em solo americano. Áudio mostra agressões verbais à jovem, que afirma que também levou chutes e teve o rosto arremessado no chão.

Enem X Horário de verão

Candidatos chegaram atrasados e perderam Enem em Manaus, em 2017. — Foto: Patrick Marques/G1 AM

Candidatos chegaram atrasados e perderam Enem em Manaus, em 2017. — Foto: Patrick Marques/G1 AM

Ministério da Educação (MEC) pediu o adiamento do início do horário de verão. Isso porque o período começaria no dia 4 de novembro – justamente a data da primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O fato de os relógios precisarem ser adiantados em uma hora poderia confundir os candidatos. Até o momento, o governo federal não respondeu se fará a modificação.

Curtas e rápidas

Tito Madi, cantor e compositor brasileiro, em 1974 — Foto: Estadão Conteúdo/Arquivo

Tito Madi, cantor e compositor brasileiro, em 1974 — Foto: Estadão Conteúdo/Arquivo

'A Origem do Mundo', de Gustave Courbet — Foto: SEBASTIEN BOZON / AFP

‘A Origem do Mundo’, de Gustave Courbet — Foto: SEBASTIEN BOZON / AFP

Fonte: G1

TSE manda Facebook identificar perfil que ligou Manuela a ataque a Bolsonaro

 

O ministro substituto Carlos Horbach, do Tribunal Superior Eleitoral, determinou que o Facebook entregue em 48 horas dados de identificação do responsável pela página “Partido Bolsonaro”.

A decisão foi tomada após a defesa da candidata à vice-presidente da chapa do PT, Manuela D’Ávila, questionar no TSE postagens que a relacionavam com o atentado sofrido pelo presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) durante ato de campanha.

Em seu despacho, Horbach ressaltou que a postagem não está mais disponível, “tendo sido removida por seus próprios responsáveis ou pela plataforma, o que acarreta a perda de objeto do pedido liminar neste ponto específico”.

E completou: “Verificadas as outras cinco postagens impugnadas nesta representação, é possível constatar que no âmbito da própria rede social já se estabeleceu o contraditório, consubstanciado em uma série de comentários que afirmam ser a notícia veiculada inverídica e defendem maior zelo na divulgação de mensagens falsas. Tal circunstância esvazia o potencial lesivo dessas postagens, o que, aliado ao disposto no art. 33 da Res.-TSE nº 23.551/2017, recomenda a preservação da liberdade de expressão no âmbito da Internet”.

Ao TSE, a defesa da candidata afirmou que as postagens têm cunho “calunioso e é sabidamente inverídico”.

O perfil afirmava que apuração da Polícia Federal encontrou seis ligações entre o responsável pelo ataque e a candidata no dia do atentado, e que Manuela teria monitorado Adélio de Oliveira no dia do episódio. O texto foi compartilhado mais de 23 mil vezes.

Jota Info

Comments

TRF4 diminui pena de José Dirceu em processo da Lava Jato

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, diminui a pena do ex-ministro José Dirceu pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A corte é revisora das decisões da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelos julgamentos dos processos da Operação Lava Jato.

Conforme nota do tribunal, a pena de Dirceu pela “prática dos crimes” diminuiu de 11 anos e três meses para 8 anos, 10 meses e 28 dias de reclusão. O irmão do ex-ministro, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, igualmente condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, também teve a pena abrandada. A pena passou de 10 anos para 8 anos e 9 meses de reclusão.

O TRF ainda abrandou as penas dos empresários Flávio Henrique de Oliveira Macedo e Eduardo Aparecido de Meira, os dois condenados por lavagem de dinheiro e associação criminosa. As penas de ambos foram reduzidas de 8 anos e 9 meses para 8 anos e 2 meses de reclusão.

A defesa de Renato de Souza Duque, ex-diretor da Petrobrás, condenado por corrupção passiva, também tentou redução de pena. Mas a condenação foi mantida em 6 anos e 8 meses de reclusão.

Agência Brasil

Comments

Dólar cai para R$ 4,02, menor valor desde agosto

 

A cotação do dólar caiu 1,39% nesta quarta-feira (26), fechando o dia a R$ 4,0262 para venda, o menor nível após mais de um mês – a moeda valia R$ 3,95 em 20 de agosto passado.

O Banco Central manteve a política cambial tradicional de swap cambial, sem efetuar ofertas extraordinárias de venda futura de dólar.

O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), encerrou o pregão de hoje em pequena alta de 0,03 %, com 78.656 pontos.

Os papéis da Petrobras subiram 0,55%; os do Bradesco, 0,25%; e os do Itaú, 1,10%. As ações da Vale fecharam com queda de 3,52%.

Comments

Maioria do STF decide cancelar títulos de eleitores sem biometria

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (26) rejeitar pedido de liminar feito pelo PSB para evitar o cancelamento dos títulos de eleitores que não realizaram o cadastramento por biometria nas localidades que foram escolhidas pela Justiça Eleitoral.

De acordo com a Justiça Eleitoral, cerca de 3,3 milhões de eleitores não vão votar nas eleições de outubro porque não compareceram aos cartórios eleitorais nos municípios em que houve o recadastramento para identificação biométrica.

Até o momento votaram cinco dos nove ministros aptos a participar do julgamento, entre eles o relator, ministro Luís Roberto Barroso, que teve o voto acompanhado por Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luiz Fux e Cármen Lúcia.

No voto que prevalece no julgamento, Barroso entendeu que não há inconstitucionalidade nas normas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que disciplinaram as regras de alistamento eleitoral. Segundo o ministro, a atualização do cadastro de eleitores é necessária para manter a higidez das eleições.

Na ação, o PSB alegou que são inconstitucionais as resoluções do TSE que disciplinaram o cancelamento do título como penalidade ao eleitor que não realizou o cadastro biométrico obrigatório dentro do prazo, porque resultaram no indevido cerceamento do direito de votar.

Além do PSB, também fazem parte da ação o PT e o PCdoB. Segundo as legendas, o maior número de eleitores que não poderão votar está na Região Nordeste. Para os partidos, cidadãos humildes não tiveram acesso à informação para cumprir a formalidade.

O julgamento continua para tomada dos votos dos ministros Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Marco Aurélio e o presidente, Dias Tofofli. Celso de Mello e a presidente do TSE, Rosa Weber, não participaram do julgamento porque se declararam suspeitos para atuar no processo.

Agência Brasil

Comments

Concurso do Banco do Nordeste tem vagas para o RN; confira edital

Quem pretende tentar uma vaga de emprego no próximo concurso do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) tem até o dia 15 de outubro para se inscrever no site da banca organizadora. A taxa de inscrição é de R$ 59. Ao todo são quatro vagas de nível médio, mais cadastro de reserva, para a função de analista bancário com remuneração de R$ 2.854,68.

Os aprovados poderão ser lotados em até 19 cidades potiguares, que contam com unidades operacionais e administrativas, a exclusivo critério do Banco do Nordeste. As cidades são Angicos, Apodi, Assu, Caicó, Ceará-Mirim, Currais Novos, Goianinha, Jardim do Seridó, João Câmara, Macaíba, Macau, Mossoró, Natal, Parnamirim, Pau dos Ferros, Santa Cruz, Santo Antônio, São Gonçalo do Amarante e Umarizal.

As provas são do tipo objetiva (com 120 itens) e estão previstas para 2 de dezembro em Natal e Mossoró.

Edital

Confira o edital do concurso do BNB

G1

Comments

Eleições 2018: MPF e PRF firmam termo de cooperação técnica

O Ministério Público Federal (MPF), através da Procuradoria Regional Eleitoral no Rio Grande do Norte, firmou um termo de cooperação técnica com a Polícia Rodoviária Federal. O objetivo é reforçar a segurança nas estradas federais do estado, monitorando possíveis casos de “ilícitos eleitorais referentes à propaganda, transporte de eleitores e corrupção eleitoral”.

De acordo com o termo, a procuradoria ficará responsável por repassar informações de possíveis crimes eleitorais para a PRF. A polícia, por sua vez, deverá mobilizar seu efetivo para realizar operações e checar os casos. O documento foi assinado pela procuradora regional eleitoral, Cibele Benevides, e pelo superintendente regional da PRF no RN, Marcelo Henrique Montenegro.

Confira o termo de cooperação técnica completo.

Comments

A PF merece respeito, diz superintendente de MG sobre críticas de Bolsonaro

O superintendente da Polícia Federal de Minas Gerais, Rodrigo de Melo Teixeira, disse que ficou surpreso com as críticas feitas pelo presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e seus filhos sobre o andamento das investigações do ataque que o candidato sofreu em Juiz de Fora. “O trabalho está sendo feito com toda a transparência. A família dele estava acompanhando tudo de perto”, afirmou ele à coluna.

“A Polícia Federal vem fazendo um trabalho grandioso nas últimas décadas e ela é maior do que qualquer cidadão. Seja esse cidadão candidato a algum cargo, ou não, e merece respeito”, disse.

O capitão reformado questionou a linha sustentada pelo delegado que conduz as investigações e disse que estão tentando “abafar o caso”. A PF afirma acreditar que não havia outros envolvidos no crime cometido por Adélio Bispo.

Teixeira também comentou a propagação de fake news envolvendo o nome do delegado Rodrigo Morais, que conduz as investigações. Ele disse que é totalmente descabida a informação de que ele trabalhou com o atual governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT-MG).

“Ele nunca trabalhou com o [governador Fernando] Pimentel. O doutor Rodrigo foi da Integração das Inteligências de uma secretaria do governo. Um cargo de terceiro escalão. Ele também trabalhou na Secretaria de Grandes E ventos, na época da Copa do Mundo. Mas eram cargos totalmente técnicos”, contou ele.

Teixeira afirmou que medidas judiciais serão tomadas por danos morais e criminais.

Folhapress

Comments

Primo da mulher de Sergio Moro é preso na Lava Jato

Luiz Fernando Wolff de Carvalho, proprietário da Triunfo Participações, responsável pela concessionária de pedágio Econorte, foi um dos presos na segunda fase da Operação Integração, nesta quarta-feira (26). Carvalho é primo de Rosangela Wolff, mulher do juiz federal Sergio Moro, que abriu mão do caso em junho.

Na época, Moro afirmou que a Operação Integração não tinha qualquer ligação com a Petrobras ou com o Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht. Afirmou ainda estar sobrecarregado. O caso foi redistribuído para o juiz Paulo Sérgio Ribeiro, que determinou as prisões desta quarta.

No pedido de prisão formulado pelo Ministério Público Federal e aceito por Ribeiro, Wolff de Carvalho é descrito pelo delator Nelson Leal Júnior, ex-diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR), como sendo “o representante de empresa de pedágio que mantinha o contato mais próximo com o governo do Paraná”.

Veja

Comments

Ciro Gomes volta às ruas na próxima segunda

 

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, recebeu alta na tarde desta quarta-feira (26) e já participa de debates com outros candidatos, mas ele só volta para a campanha nas ruas na próxima semana, mais especificamente na próxima segunda-feira (1).

Por recomendação médica, Ciro Gomes só vai voltar às campanhas de rua na segunda-feira (1). Até lá, ele terá apenas dois compromissos: o debate no SBT hoje e na Record, no domingo (30). O pedetista viajaria para o Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, onde tinha agendas de campanha.

Ele deu entrada no hospital Sírio-Libanês na noite de terça-feira (25) com sangramento na urina relacionado ao crescimento benigno da próstata.

Fonte: Blog do BG

 

NTERNACIONAIS

Assembleia Geral da ONU

Trump discursa no Conselho de Segurança da ONU — Foto: REUTERS/Eduardo Munoz

Trump discursa no Conselho de Segurança da ONU — Foto: REUTERS/Eduardo Munoz

No segundo dia de discussões na Assembleia Geral da ONU, o presidente dos EUA Donald Trump presidiu pela primeira vez a mesa do Conselho de Segurança. Em discurso, ele declarou que os EUA vão agir para que o Irã não tenha uma bomba nuclear e acusou Teerã de financiar o terrorismo e a Guerra na Síria. Anunciou também que deve se encontrar novamente com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, em breve.

Maduro posta vídeo em avião a caminho dos EUA — Foto: Reprodução/Twitter

Maduro posta vídeo em avião a caminho dos EUA — Foto: Reprodução/Twitter

Sobre a Venezuela, Trump afirmou que está disposto a se reunir com o presidente Nicolás Maduro e colocar ‘todas as opções na mesa’. Maduro anunciou viagem de última hora para Nova York para falar em encontro da ONU horas depois.

Outro fato inédito foi o 1º discurso na ONU de Miguel Díaz-Canel, presidente de Cuba. Ele afirmou que dará continuidade às ideias políticas de Fidel Castro, defendeu o fim do embargo dos Estados Unidos e criticou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, discursa na 73ª Assembleia Geral da ONU, em Nova York, na quarta-feira (26) — Foto: Reuters/Carlo Allegri

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, discursa na 73ª Assembleia Geral da ONU, em Nova York, na quarta-feira (26) — Foto: Reuters/Carlo Allegri

Fonte: G1

 

LOCAIS

Transporte público

Após denúncias do Agora RN, STTU expõe termo que prevê construção de 50 abrigos

Documento, porém, não informa o custo da construção dos abrigos; tampouco é dito se o custo dos abrigos estaria inserido na composição tarifária e, caso estivesse, de que maneira

José Aldenir / Agora RN

Elequicina Santos, titular da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), administrada pela secretária Elequicina Santos, divulgou termo de compromisso firmado em maio deste ano com o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Seturn) em que expõe os detalhes do acordo que aprovava o reajuste das tarifas de transporte público de Natal em R$ 3,65.

Em troca do aumento das passagens, o Seturn deveria cumprir dois pontos especificados no documento:

Instalação de 50 novos abrigos de passageiros em até quatro meses (isto é, o prazo se esgota agora em setembro), com placa indicativa de linhas contendo braile e acessibilidade no passeio do tipo convencional nas paradas de ônibus de Natal nos endereços indicados pela STTU.

Recuperação total das antigas estações de transferência, totalizando sete, contemplando pintura, estrutura, piso, iluminação, acessibilidade, placas indicativas de linhas contendo braile, e qualquer recuperação que se faça necessário, no prazo de 150 dias e manutenção durante um ano.

O documento, contudo, não especifica detalhes do acordo e das obras nele constam. O custo da construção dos abrigos, por exemplo, não é esclarecido pelo termo firmado entre a STTU e o Seturn. Tampouco é dito se o custo dos abrigos estaria inserido na composição tarifária e, caso estivesse, de que maneira.

O assunto, que vinha sendo tratado em segredo, foi exposto pela reportagem do Agora RN na última segunda-feira, 26. O Seturn alegou não saber qual empresa está responsável pela construção das novas paradas de ônibus que serão instaladas na capital potiguar.

No início do mês de setembro, o Ministério Público do Rio Grande do Norte abriu um inquérito para apurar se houve aumento da tarifa de ônibus em Natal em troca de recebimento de propina em forma de doação eleitoral. O dinheiro teria vindo de empresário, proprietário de uma empresa de ônibus, para a candidatura do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) ao Governo do RN.

Fonte: AGORA RN
Trânsito

Passagem inferior de viaduto na Maria Lacerda deve ser liberado no sábado

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), a entrega completa da obra deve ser feita em até dois meses

José Aldenir/Agora Imagens

Congestionamento de veículos no cruzamento da avenida Maria Lacerda com a BR-101 vai diminuir

A entrega da passagem inferior do viaduto da Avenida Maria Lacerda, na BR-101, está programada para acontecer na manhã do próximo sábado, 29. De acordo com Willy Saldanha Filho, superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit), após a liberação da passagem, a previsão é de que a obra completa seja entregue no mês de novembro, mas o órgão trabalha para que essa data seja antecipada.

O viaduto faz parte de um conjunto de obras que tem como objetivo resolver o problema de fluxo da BR-101 na Grande Natal e transformar a via em uma rodovia federal mais atrativa para os motoristas. A última entrega realizada pelo Dnit foi o viaduto de acesso à avenida Abel Cabral, que aconteceu no mês de junho do ano em curso. Inicialmente, a entrega da passagem da Maria Lacerda estava prevista para o mês de julho, mas em decorrência das chuvas, a liberação do trecho foi adiada duas vezes.

No total, serão cinco viadutos, duas passagens inferiores, dois túneis de drenagem, 46 abrigos de ônibus, um prolongamento de túnel e 21 km de vias marginais e cinco passarelas. Até agora, já foram entregues uma passagem inferior, quatro viadutos, uma passarela e um túnel de drenagem.

De acordo com o Dnit, após a conclusão das obras, o trânsito ganhará fluidez e a estimativa é de que a velocidade média seja de 80km/h na pista principal. Já as marginais terão em média 60km/h.  Ainda segundo o órgão, a capacidade do tráfego deve aumentar de 12 mil veículos por faixa para 20 mil veículos diariamente.

Fonte: AGORA RN
Eleições 2018

Carlos Eduardo Alves afirma: “Governador blefa como se fosse jogador de baralho”

Candidato ao Governo do Rio Grande do Norte pelo PDT, afirma que Robinson Faria (PSD) tem mentido em suas propagandas eleitorais quando lhe faz acusações: ‘ele está desesperado’

José Aldenir / Agora RN

Carlos Eduardo (PDT) refutou acusações de Robinson Faria (PSD) em propagandas eleitorais

O candidato a governador pela coligação 100% RN, Carlos Eduardo Alves (PDT), usou sua conta pessoal no Twitter para rebater o que classifica “de novas mentiras” do atual governador Robinson Faria (PSD) em sua propaganda. Segundo Carlos Eduardo, o atual governador está “desesperado e age tal como um jogador que blefa em busca insana pelo impossível, como se a eleição fosse um jogo de cartas de baralho”.

Em suas publicações nas redes sociais Carlos Eduardo informou que vai processar Robinson pelo conteúdo exibido em suas propagandas eleitorais. “Em nome da verdade e em defesa de minha honra afrontada de forma desesperada e covarde informo que acionei judicialmente o atual governador e sua campanha em função de mentiras veiculadas por ele nos últimos dias contra mim em sua propaganda, que buscam atingir com ódio incontrolável, uma história limpa de 32 anos de vida pública”, escreveu Alves.

O ex-prefeito de Natal se irritou com as suspeitas realçadas por Robinson de que ele teria realizado esquema de propina com empresas do setor de transporte para subir o preço das passagens de ônibus. O caso é investigado atualmente pelo Ministério Público.

“O atual governador mente e se desespera ao tentar envolver até mesmo o Ministério Público na teia de suas calúnias, ao pôr em dúvida a lisura de nossas gestões como prefeito de Natal na área de transporte público. Rebato a leviandade afirmando que o Ministério Público abriu investigação gerada por carta anônima, mentirosa, apócrifa e que vai mostrar o inevitável: que nunca me envolvi em nada que desabonasse ou pusesse em dúvida conduta ilibada e atestada pelo povo de Natal. O Ministério Público não faz qualquer juízo de valor a meu respeito, conforme irresponsavelmente insinua a publicidade do atual governador”, disse o pedetista.

Carlos Eduardo, em seguida, responde sobre os reajustes tarifários do transporte público, colocando a responsabilidade no atual prefeito de Natal, Álvaro Dias (MDB), negando que sua gestão jamais tenha ido contra as empresas de transporte. “O atual governador volta a mentir ao veicular cálculo de tarifa incluindo um reajuste acontecido em maio deste ano, quando nem prefeito de Natal eu era mais. Mente de novo quando tenta enganar a opinião pública divulgando que nunca houve ações da Prefeitura, nas minhas gestões, contra empresas de transporte, um delírio que pode ser facilmente desmentido em qualquer contato com o Tribunal de Justiça”.

Por fim, o candidato do PDT garante que atua de forma independente do MDB e de seus parentes filiados ao partido, como o senador Garibaldi Alves. Carlos Eduardo compara Robinson a um “jogador de baralhos” que “blefa” em suas propagandas. “Em minhas campanhas de prefeito (em duas de minhas eleições para ser preciso), enfrentei o PMDB, partido liderado por familiares meus, sem jamais ter sido deles preposto ou instrumento; o atual governador mostra não ter limites, tal um jogador que blefa em busca insana pelo impossível, como se a eleição fosse um jogo de cartas de baralho”, concluiu.

Fonte: AGORA RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu