ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESSA QUARTA-FEIRA

Quarta-feira, 11 de julho

Boa noite! Aqui estão as principais notícias para você terminar o dia bem-informado.

Por G1

 

Disputa inédita! A Croácia virou em cima da Inglaterra e vai disputar a primeira final em uma Copa do Mundo. Pela 3ª vez no mesmo mundial, o time xadrez precisou de mais de 90 minutos para se classificar, e desbancou Harry Kane e companhia na prorrogação. Agora é Croácia e França, no domingo, meio-dia. Na torcida inglesa, lá estava ele: Mick Jagger e sua fama de pé frio. Significa? No Brasil, mais um capítulo na batalha judicial envolvendo a prisão de Lula: a presidente do STJ negou de uma vez só mais 143 pedidos de liberdade para o ex-presidente. As primeiras imagens dos ‘javalis selvagens’ depois do resgate na Tailândia e o boletim médico que diz que todos eles estão bem. O que foi notícia do G1:

COPA DO MUNDO 2018

Seleção croata comemora (Foto: REUTERS/Carl Recine)

Seleção croata comemora (Foto: REUTERS/Carl Recine)

Classificação suada

A Croácia se superou de novo, venceu a Inglaterra por 2 a 1 na prorrogação e vai pegar a França em sua primeira final de Copa do Mundo na história. A geração atual bateu a de 1998, que alcançou o 3º lugar do mundial, e agora tenta entrar na lista de campeões inéditos. Essa é a 5ª Copa da seleção xadrez, que mostrou garra no jogo decisivo. Os ingleses saíram na frente, bem no comecinho, mas no 2º tempo os croatas conseguem o empate, e na prorrogação viram o placar.

Domagoj Vida celebra com filho no colo após conquista da vaga na final da Copa (Foto: REUTERS/Carl Recine)

Domagoj Vida celebra com filho no colo após conquista da vaga na final da Copa (Foto: REUTERS/Carl Recine)

Pé frio

Harry Kane em jogada na semifinal entre Inglaterra e Croácia (Foto: REUTERS/Kai Pfaffenbach)
Harry Kane em jogada na semifinal entre Inglaterra e Croácia (Foto: REUTERS/Kai Pfaffenbach)

A campeão do mundo está fora da final e não conseguiu interromper um jejum de 28 anos. Artilheiro da Copa, Kane desperdiçou grande chance no 1º tempo com bola trave e lamentou: ‘Dói. Eu não sei mais o que dizer’. Na torcida, uma presença pode falar mais alto: Mick Jagger, o pé frio mais famoso do mundo estava lá com o filho. A internet não perdoou.

Fotógrafo Yuri Cortez atropelado pela comemoração croata (Foto: Carl Recine / Reuters)

Fotógrafo Yuri Cortez atropelado pela comemoração croata (Foto: Carl Recine / Reuters)

 

NACIONAIS

Lula

O ex-presidente Lula, em 7 de abril, durante ato em São Bernardo do Campo (SP), horas antes de se entregar à PF (Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil)

O ex-presidente Lula, em 7 de abril, durante ato em São Bernardo do Campo (SP), horas antes de se entregar à PF (Foto: Rovena Rosa / Agência Brasil)

Enquanto isso, no Brasil, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu investigação sobre o desembargador do TRF-4, Rogério Favreto, que mandou soltar o ex-presidente Lula. Dodge aponta indícios de crime e diz que o juiz agiu movido por ‘sentimentos e objetivos pessoais’.

Presidente do STJ nega mais 143 pedidos de liberdade a Lula (Foto: Gustavo Lima/STJ)

Presidente do STJ nega mais 143 pedidos de liberdade a Lula (Foto: Gustavo Lima/STJ)

Transporte de cargas

Plenário da Câmara na sessão que aprovou a medida provisória que estabelece preços mínimos para o frete (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

Plenário da Câmara na sessão que aprovou a medida provisória que estabelece preços mínimos para o frete (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

A Câmara aprovou a medida provisória sobre a tabela de fretes, que atende a reivindicação dos caminhoneiros durante a greve. Com a MP, os deputados aprovaram também a anistia das multas aplicadas durante a paralisação, mas que deve ser vetada pelo presidente Temer.

Dólar sobe 2,20% com aumento da tensão comercial entre EUA e China

O anúncio dos Estados Unidos de que poderá ampliar a taxação de produtos da China levou o dólar comercial a subir 2,20% nesta quarta-feira (11), e a moeda norte-americana chegou à cotação de R$ 3,8811 para venda.O Banco Central continua sem atuar em leilões extraordinários de swaps cambiais (venda futura de dólares), apostando no cenário dos últimos dois pregões, quando houve queda de 3,5% na cotação da moeda.

O Ibovespa (índice da Bolsa de Valores de São Paulo) refletiu o aumento da tensão comercial entre Estados Unidos e China, fechando o pregão de hoje em baixa de 0,62%, com 74.398 pontos.

Papéis de grandes empresas acompanharam a tendência de queda, com Petrobras fechando em -1,97%; Vale, em -1,11%; e Bradesco, em -0,29%.

Fonte: Agência Brasil

INTERNACIONAIS

 

Os javalis estão bem

Meninos resgatados da caverna se recuperam no hospital de Chiang Rai, na Tailândia, em imagem divulgada nesta quarta pelo governo local (Foto: Governo da Tailândia via AP)

Meninos resgatados da caverna se recuperam no hospital de Chiang Rai, na Tailândia, em imagem divulgada nesta quarta pelo governo local (Foto: Governo da Tailândia via AP)

Foram divulgadas hoje as primeiras imagens dos meninos da Tailândiaapós ficarem mais de duas semanas isolados em uma caverna. Apesar de terem perdido peso e apresentarem infecções respiratórias leves, eles estão bem, segundo boletim médico. Eles também não demonstraram sinais de estresse e alguns já puderam ver os pais à distância.

Guerra comercial

A batalha de taxas e tarifas entre EUA e China derrubou as bolsas e fez o dólar subir. O mercado financeiro reagiu ao aumento dos temores em relação ao efeito de uma ‘guerra comercial’ sobre a economia global. Na OMC, a China pediu união contra o protecionismo.

Guerra diplomática

O presidente Trump provocou atritos com a alemã Angela Merkel no encontro da Otan, que começou hoje em Bruxelas. O clima ficou tenso depois que o norte-americano afirmou que a Alemanha é ‘priosioneira’ da Rússia por sua dependência do gás russo. Em resposta, Merkel defendeu o direito do seu país de tomar as próprias decisões.

Fonte: G1

LOCAIS

Produção

Rio Grande do Norte ganha com novos investimentos em energias renováveis

Para secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Otomar Lopes Cardoso, decisão da estatal pode reverter rapidamente o quadro de desinvestimento no estado potiguar

Petrobras anunciou aumento de investimentos em energia limpa, com foco na geração de energia solar

e eólica no Nordeste

O Rio Grande do Norte e o Ceará são candidatos diretos a receber novos empreendimentos depois que a Petrobras anunciou nesta terça-feira, 10, um aumento substancial de seus investimentos em energia limpa, com foco na geração de energia solar e eólica no Nordeste.

A partir de uma “joint venture” com a empresa francesa Total, que recentemente adquiriu a Eren Renewable Energy e a Direct Energy, ambas voltadas à produção de energia limpa, a meta da estatal brasileira é utilizar bem mais áreas terrestres no Nordeste.

Nesta quarta-feira, 11, o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico do RN, Otomar Lopes Cardoso, comentou que a decisão da Petrobras tem tudo para reverter rapidamente o panorama de desinvestimento da empresa na região. “Para nós, foi uma notícia muito boa, já que vislumbra a possibilidade de utilização crescente das áreas em declínio de exploração de petróleo com projetos absolutamente promissores”, lembrou Otomar.

“Essas áreas em franco declínio, sem uso para a agricultura, estão abertas a receber plantas eólicas e solares a partir de agora”, lembrou.

No ano passado, o Banco Mundial anunciou que deixaria de financiar projetos de petróleo e gás para focar em energia renovável. Essa decisão ajudou a despertar o interesse das grandes petroleiras nos projetos de energia limpa, obedecendo as metas do Acordo de Paris de cumprimento das metas de redução da emissão de gás carbônico na atmosfera.

Dados da Agência Internacional de Energia Renovável revelam que os investimentos em energia limpa, que eram de US$ 47 bilhões em 2004, saltaram para US$ 241,6 bilhões em 2016. Neste ano, coincidentemente, a indústria do petróleo registrou queda de 12% nos investimentos em relação ao ano anterior.

A energia solar em fase de pesquisa e desenvolvimento dentro da Petrobrás representa 1,1 megawatt no Rio Grande do Norte, contra 1,1 mil megawatts instalados no Brasil.

Fonte: AGORA RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu