ÚLTIMAS DESSA SEXTA-FEIRA

Por G1

 

O desemprego recua, mas ainda atinge 12 milhões de brasileiros. O governo arrecada mais de R$ 6,8 bilhões no leilão de reservas do pré-sal. Em MG, a PF conclui um dos inquéritos sobre o atentado ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro. O agressor agiu sozinho e por motivação política. Nos EUA, a comissão do Senado aprova a indicação de Trump para a Suprema Corte, mas as acusações de assédio contra Kavanaugh podem adiar a votação em plenário. E a falha de segurança que atingiu mais de 50 milhões de contas do Facebook. O que foi notícia nesta sexta-feira:

NACIONAIS

Leilão pré-sal

Carla Lacerda, presidente da Exxon Mobil Brasil, que arrematou p Bloco Titã em leilão da ANP — Foto: Pilar Olivares/Reuters

Carla Lacerda, presidente da Exxon Mobil Brasil, que arrematou p Bloco Titã em leilão da ANP — Foto: Pilar Olivares/Reuters

A Agência Nacional de Petróleo (ANP) leiloou quatro áreas de exploração de petróleo e gás na camada pré-sal do Brasil, arrecadando mais de R$ 6,8 bilhões. Petroleiras estrangeiras ficaram com 3 blocos e a Petrobras, com um. Com o resultado, em dois anos, o governo soma R$ 27,9 bilhões de arrecadação com leilões de blocos exploratórios de petróleo.

Desemprego

taxa de desemprego recuou ao menor nível do ano, mas ainda atinge 12,7 milhões de pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Os dados mostram que a queda da taxa de desemprego tem sido puxada não por empregos com carteira assinada, e sim por vagas informais, pelo trabalho por conta própria ou doméstico. O número de desalentados se manteve estável em 4,8 milhões, segundo o IBGE. Em 1 ano, entretanto, a alta é de 13,2%.

Atentado em Juiz de Fora

Jair Bolsonaro após ser esfaqueado durante uma campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais — Foto: Raysa Leite/AFP

Jair Bolsonaro após ser esfaqueado durante uma campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais — Foto: Raysa Leite/AFP

A Polícia Federal concluiu o inquérito sobre a facada no candidato à Presidência Jair Bolsonaro. Segundo a PF, o agressor Adélio Bispo de Oliveira agiu sozinho no momento do crime e por motivação política. Ele teria fotografado lugares onde o presidenciável estaria em Juiz de Fora, em Minas Gerais, e teve acesso a hotel onde estava programado almoço com empresários. O ataque aconteceu em 6 de setembro, quando o candidato participava de um ato de campanha.

Processo contra Bolsonaro

Ex-mulher acusou Bolsonaro de ter renda maior que a de deputado e militar; hoje ela nega

Ex-mulher acusou Bolsonaro de ter renda maior que a de deputado e militar; hoje ela nega

Em 2008, a ex-mulher do candidato Jair Bolsonaro Ana Cristina Siqueira Valle o acusou de ter renda superior ao que recebia como deputado e militar, diz reportagem da revista “Veja”. Hoje ela nega as acusações. Nas redes sociais, candidato disse que parte da mídia faz ‘ataques na vã tentativa de o desconstruir’. A assessoria de Bolsonaro informou que existiu um processo na Procuradoria-Geral da República que levantou a vida inteira do candidato e não descobriu nenhum problema.

Palanques estaduais

Quem os candidatos a governador apoiam na eleição presidencial?G1 checou declarações, santinhos e redes sociais dos candidatos nos 26 estados e no DF para ver quem está com quem. Bolsonaro, Boulos e Haddad são os que recebem os maiores números de apoios. Na sequência estão Alckmin e Vera Lúcia.

Disputa presidencial

Veja como foram as atividades de campanha dos candidatos à Presidência nesta sexta:

Desdobramento da Lava Jato

Foto de arquivo de 12/06/2012 de Marconi Perillo durante depoimento no Senado, em Brasília — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Foto de arquivo de 12/06/2012 de Marconi Perillo durante depoimento no Senado, em Brasília — Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

A Polícia Federal apreendeu R$ 1 milhão em endereços ligados a Marconi Perillo (PSDB), ex-governador de Goiás e candidato ao Senado. Operação apura repasses indevidos para agentes públicos em Goiás, com base nas delações premiadas de executivos da Odebrecht. A defesa diz que repudia a ação da PF e afirmou que não há “qualquer fiapo de indício” contra o político.

Ataque em escola

Alunos registram os momentos de tensão durante ataque em colégio de Medianeira

Alunos registram os momentos de tensão durante ataque em colégio de Medianeira

Um adolescente de 15 anos atirou contra colegas de classe em um colégio em Medianeira, no Paraná. Dois ficaram feridos, um em estado grave, com a bala alojada perto da coluna. O garoto e outro adolescente, que supostamente dava cobertura, foram apreendidos. O estudante afirmou para a polícia que sofria bullying dos colegas. O dono da arma era o pai, que será autuado por porte ilegal.

Curtas e rápidas:

Modelos posam com cerveja na Oktoberfest de SP — Foto: Celso Tavares/G1

Modelos posam com cerveja na Oktoberfest de SP — Foto: Celso Tavares/G1

Fonte: G1

PGR diz que não vai recorrer de decisão que liberou entrevista de Lula

 

A Procuradoria-Geral da República (PGR) informou hoje (28) que não vai recorrer da decisão do ministro Ricardo Lewandowski que autorizou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder entrevistas na prisão.

“Em respeito à liberdade de imprensa, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, não recorrerá de decisão judicial que autorizou entrevista do ex-presidente Lula a um veículo de comunicação”, informou a PGR, por meio do Twitter.

Pela manhã, a decisão de Lewandowski foi proferida após reclamação ao STF feita pela jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, e pelo jornalista Florestan Fernandes. Eles contestaram decisão da juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, que em agosto havia negado o acesso da imprensa a Lula.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que ordenou a execução provisória da pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. A prisão foi executada com base na decisão do STF que autorizou prisões após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça.

Nas decisões em que rejeitou os pedidos de entrevista, a juíza Carolina Lebbos entendeu que a legislação não prevê o direito absoluto de um preso à concessão de entrevistas. “O preso se submete a regime jurídico próprio, não sendo possível, por motivos inerentes ao encarceramento, assegurar-lhe direitos na amplitude daqueles exercidos pelo cidadão em pleno gozo de sua liberdade”, entendeu a juíza.

Agência Brasil

Comments

PESQUISA DATAFOLHA 2º TURNO: Bolsonaro perde de todos; Ciro ganha de todos; Haddad e Alckmin só vencem Bolsonaro

O instituto DataFolha também analisou os possíveis cenários para o segundo turno diante dos cruzamentos com os principais nomes que estão na disputa para o primeiro turno.

Simulações de segundo turno

Ciro 42% x 36% Alckmin (branco/nulo: 19%; não sabe: 3%)
Alckmin 45% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 16%; não sabe: 2%)
Ciro 48% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 12%; não sabe: 2%)
Haddad 39% x 39% Alckmin (branco/nulo: 19%; não sabe: 3%)
Haddad 45% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 13%; não sabe: 2%)
Ciro 41% x 35% Haddad (branco/nulo: 19%; não sabe: 3%)

Sobre a pesquisa

A colega dos dados foi feita entre os dias 26 e 28 de setembro com 9 mil eleitores de 343 municípios brasileiros. A pesquisa foi calculada com margem de erro 2% para mais ou para menos e com nível de confiança de 95% de retratar a realidade. A pesquisa DataFolha contratada pela TV Globo e pela Folha de S. Paulo. Ela foi registrada no TSE sob o protocolo BR-08687/2018.

Comments

PESQUISA DATAFOLHA REJEIÇÃO: Bolsonaro tem 46%; Haddad, 32%; Marina, 28%; Alckmin, 24%; Ciro, 21%

O DataFolha também mediu a rejeição dos candidatos a presidente da República, ou seja, aquele candidato em que o eleitor não votaria de maneira alguma no primeiro turno da eleição.

Neste levantamento, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Os resultados foram

Bolsonaro: 46%
Haddad: 32%
Marina: 28%
Alckmin: 24%
Ciro: 21%
Vera: 18%
Cabo Daciolo: 17%
Eymael: 17%
Boulos: 17%
Meirelles: 16%
Alvaro Dias: 15%
Amoêdo: 14%
João Goulart Filho: 14%
Rejeita todos: 4%
Votaria em qualquer um: 2%
Não sabe/não respondeu: 4%

Sobre a pesquisa

A colega dos dados foi feita entre os dias 26 e 28 de setembro com 9 mil eleitores de 343 municípios brasileiros. A pesquisa foi calculada com margem de erro 2% para mais ou para menos e com nível de confiança de 95% de retratar a realidade. A pesquisa DataFolha contratada pela TV Globo e pela Folha de S. Paulo. Ela foi registrada no TSE sob o protocolo BR-08687/2018.

Comments

PESQUISA DATAFOLHA EVOLUÇÃO: Bolsonaro fica estável; Haddad cresce 6%; Ciro cai 2% e Alckmin cresce 1%

O instituto DataFolha divulgou hoje mais uma rodada de entrevistas para presidente da República e também divulgou a evolução das intenções de votos dos candidatos em cerca de uma semana. Em relação ao levantamento anterior do instituto , divulgado na quinta-feira (20):

Bolsonaro ficou estável com 28%;
Haddad subiu de 16% para 22%;
Ciro passou de 13% para 11%;
Alckmin oscilou de 9% para 10%;
Marina passou de 7% para 5%;
Os indecisos se mantiveram em 5%;
Os brancos ou nulos, de 12% para 10%.

Sobre a pesquisa

A colega dos dados foi feita entre os dias 26 e 28 de setembro com 9 mil eleitores de 343 municípios brasileiros. A pesquisa foi calculada com margem de erro 2% para mais ou para menos e com nível de confiança de 95% de retratar a realidade. A pesquisa DataFolha contratada pela TV Globo e pela Folha de S. Paulo. Ela foi registrada no TSE sob o protocolo BR-08687/2018.

Comments

PESQUISA DATAFOLHA: Bolsonaro, 28%; Haddad, 22%; Ciro, 11%; Alckmin, 10%; Marina, 5%

O Datafolha divulgou nesta sexta-feira (28) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 9 mil eleitores entre quarta-feira (26) e sexta-feira (28).

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes

Jair Bolsonaro (PSL): 28%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): 10%
Marina Silva (Rede): 5%
João Amoêdo (Novo): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 10%
Não sabe/não respondeu: 5%

Sobre a pesquisa

A colega dos dados foi feita entre os dias 26 e 28 de setembro com 9 mil eleitores de 343 municípios brasileiros. A pesquisa foi calculada com margem de erro 2% para mais ou para menos e com nível de confiança de 95% de retratar a realidade. A pesquisa DataFolha contratada pela TV Globo e pela Folha de S. Paulo. Ela foi registrada no TSE sob o protocolo BR-08687/2018.

Comments

PT e PDT intensificam conversas para Ciro aderir à campanha de Haddad

Lideranças do PT e do PDT intensificam as conversas – em comitês de campanha e jantares – para azeitar a adesão de Ciro Gomes à campanha do Fernando Haddad logo após o primeiro turno das eleições. Assim como ocorreu com Lula, em 2002, os petistas agora apostam na transferência de votos de Ciro – atualmente na faixa de 12% – para o petista.

Discute-se até eventual composição ministerial de Haddad com “ampla participação” do PDT. A oferta do PT é fazer de Ciro um superministro da Casa Civil.

O ‘Projeto Ciro’ é taxado como “sem fundamento” pela ala petista ligada à presidente do PT, Gleisi Hoffmann – que também vislumbra o cargo se Haddad vencer.

O Dia

Comments

Aprender um novo idioma é bom para empresas e funcionários

Ao investir em programas de capacitação profissional, como cursos de idiomas, a empresa beneficia colaboradores e se qualifica para enfrentar os desafios do mercado, que segue cada vez mais globalizado. Dominar o Inglês é o primeiro passo e indicado para toda a equipe, seguido pela fluência em Francês, Espanhol e Alemão, a depender da estratégia. De acordo com o professor Anderson Pessoa, “sem o domínio de um segundo idioma, começando pelo Inglês, podemos atestar o analfabetismo desta geração”.

Atento às necessidades do mercado, Anderson Pessoa tem ensinado o idioma aplicando-o aos produtos e/ou serviços da empresa em questão. Surgiu assim, em 2005, o Inglês Aplicado (IA), um projeto criado pelo professor após sua capacitação na famosa universidade americana de Harvard, e tem dado certo. A prova disso é a satisfação presente nas grandes companhias atendidas pela empresa.

Uma das companhias que qualifica o quadro de pessoal com o Inglês Aplicado é a empresa de publicidade e comunicação Live Results. Os professores dão aula de várias línguas. As aulas acontecem na sede da empresa, em Natal, sempre com conteúdo voltado à realidade de quem lá trabalha, proporcionando rapidez e eficiência no aprendizado.

A publicitária Flávia Lorenna, que trabalha na Live Results há um ano, fala da rapidez com que tem aprendido o idioma. “Acho a metodologia do curso superprática e eficiente para quem não tem muito tempo, como eu. As aulas acontecerem na sede da empresa, em horário de expediente, também ajuda bastante. Já fiz outros cursos e não consegui evoluir tão rápido como estou evoluindo com o Inglês Aplicado. Me sinto à vontade nas aulas e quero aprender cada vez mais”, falou.

Comments

Dólar fecha setembro com queda de 0,87%

 

A cotação da moeda norte-americana encerrou o pregão de hoje (28) em alta de 1,07%, fechando a R$ 4,0371 para venda. No mês de setembro, o dólar caiu 0,87% invertendo a tendência registrada em agosto, quando terminou o mês com alta acumulada de 8,46%. A moeda norte-americana registra no acumulado do ano uma valorização de 21,80%.

O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), fechou o dia em baixa de 0,82%, com 79.342 pontos. Entre as ações mais negociadas, a Petrobras registrou queda de -1,72% enquanto a Vale, segunda mais negociada, teve alta de 0,34%. O acumulado de setembro registra uma alta de 3,5%, com uma alta acumulada no ano de 3,85%.

Comments

Contas de luz continuam com tarifa mais alta em outubro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou hoje (28) que vai manter a cobrança extra na conta de luz no patamar mais alto em outubro.

Desde junho, as contas de luz estão na bandeira vermelha, patamar 2, o que acarreta cobrança extra de R$ 5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Segundo a agência, a cobrança será mantida porque ainda são desfavoráveis as condições hidrológicas e por causa da queda no nível de armazenamento dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN).

De acordo com a Aneel, apesar da queda do Preço de Liquidação de Diferenças (PLD), o cenário hidrológico foi desfavorável e não se vislumbrou melhora significativa do risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês). “O GSF e o PLD são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada”, informou a agência.

Nos quatro primeiros meses do ano, vigorou a bandeira verde, sem cobrança extra na conta de luz. Em maio, vigorou a bandeira tarifária amarela, em que há adicional de R$ 1 na conta de energia do consumidor a cada 100 kWh consumidos.

Em junho, quando decidiu adotar a bandeira vermelha no patamar 2, a Aneel disse que a decisão foi tomada em razão do fim do período chuvoso e da redução no volume dos reservatórios das usinas hidrelétricas.

Agência Brasil

Comments

Brasil criou 221 mil empregos formais em 2017, após dois anos de queda

Foto:: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Após duas grandes quedas consecutivas, o emprego formal no Brasil voltou crescer em 2017, com o país registrando saldo de 221 mil novos postos de trabalho em diferentes atividades do setor público e privado. Com o aumento de 0,48%, em comparação com o ano anterior, o estoque de vínculos trabalhistas fechou o ano passado em cerca de 46,3 milhões de empregos. Os dados são da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), divulgada hoje pelo Ministério do Trabalho.

O saldo positivo na evolução dos empregos formais reverte tendência de queda, mas não recupera o nível do mercado de trabalho apresentado em anos anteriores. Em 2015 e 2016, o país perdeu 1,5 milhão e 2 milhões de empregos formais, respectivamente. Comparado à série histórica, o estoque de vagas de trabalho no ano passado se mantém inferior ao de períodos anteriores, como 2013 (48,9 milhões), 2014 (49,5 milhões) e 2015 (48 milhões).

Os números revelam expansão no emprego formal tanto de homens quanto de mulheres, o que, segundo o Ministério do Trabalho, reflete uma tendência de ampliação feminina na força de trabalho. Os postos de trabalho registraram aumento de 0,53% nas vagas destinadas a mulheres, enquanto o aumento nas vagas ocupadas por homens alcançou 0,44%.

Agência Brasil

Fonte: Blog do BG

INTERNACIONAIS

Decisão no Senado dos EUA

Brett Kavanaugh fala na Comissão Judiciária do Senado — Foto: AFP/Saul Loeb

Brett Kavanaugh fala na Comissão Judiciária do Senado — Foto: AFP/Saul Loeb

Por 11 votos a 10, a comissão no Senado norte-americano aprovou a indicação do juiz Brett Kavanaugh para a vaga na Suprema Corte. O magistrado é acusado por 3 mulheres de assédio sexual. Ontem, uma delas foi ouvida pelos senadores, antes do próprio depoimento do indicado de Trump. Agora a votação vai para plenário, que pode ser adiada para o FBI investigar acusações de assédio.

Falha no Facebook

Mark Zuckerberg, presidente do Facebook — Foto: AP Photo/Marcio Jose Sanchez

Mark Zuckerberg, presidente do Facebook — Foto: AP Photo/Marcio Jose Sanchez

O Facebook anunciou que descobriu uma falha na segurança que permitiu um ataque virtual a quase 50 milhões de perfis. A empresa diz que não sabe ainda se informações das contas foram acessadas. Por precaução, 90 milhões de usuários foram obrigados a se logarem de novo para entrar na rede social. Esses perfis representam 4% do total de contas no Facebook, que tem mais de 2,25 bilhões de usuários.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

Fechar Menu