SAÚDE: SE SENTINDO CANSADO O TEMPO TODO? DESCUBRA O PORQUÊ!

Caro leitor(a),

Veja aqui o que pode significar o cansaço o tempo todo? Boas dicas de como descobrir o motivo do cansaço crônico aqui na sessão de saúde!

Cansado o tempo todo? Veja 12 possíveis motivos para o seu cansaço

Por Christine Mattheis e Julie Evans, da Runner’s World

cansado o tempo todo

Você se sente cansado o tempo todo? Você não está sozinho nessa. Dois em cada cinco americanos relatam sentir-se cansados a maior parte da semana. E pesquisas do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) mostram que um em cada três adultos não consegue dormir o suficiente.

Em meio a tantos compromissos, é fácil cumpar o seu estilo de vida por isso. Mas se você está sempre se perguntando: “Por que estou cansado o tempo todo?”, não deixe essa questão de lado. Dê a si mesmo de duas a três semanas para fazer algumas mudanças no estilo de vida: reduza sua agenda social, sua carga de trabalho no escritório e tente dormir mais. “Se você continuar sentindo os sintomas da fadiga, então precisa de ajuda profissional”, diz a médica Sandra Adamson Fryhofer, de Atlanta (EUA). O excesso de exaustão pode ser o sinal de uma condição médica mais grave que pode ser tratada.

Cansado o tempo todo?

Aqui estão as 12 coisas que poderiam explicar sua lentidão e o motivo de se sentir cansado o tempo todo.

Você está dormindo em um colchão ou travesseiro velho

A National Sleep Foundation (NSF) recomenda a substituição do colchão a cada nove ou 10 anos e travesseiros uma vez por ano. Talvez pequenas mudanças já te ajudem a não se sentir cansado o tempo todo.

Seu quarto está muito quente

Um quarto quente pode deixar mais difícil pegar no sono (e permanecer dormindo). A NSF estabeleceu um número mágico para um descanso perfeito: 18º C.

Você está gastando muito tempo em seu smartphone

Expor os olhos à luz durante a noite impede o organismo de produzir melatonina, o hormônio do sono, segundo relatório da Harvard Medical School. Para um sono ideal, faça do seu quarto uma zona livre de telefone.

Você está usando álcool como auxílio para dormir

Claro, um copo de vinho pode ajudá-lo a dormir. O problema é que o álcool pode estar prejudicando a qualidade do seu sono.

+ 10 dicas para dormir rápido quando nada mais funciona

Você não está bebendo água suficiente

Você já notou que, quando está se sentindo cansado ou mal-humorado, não bebe tanta água? Isso não é coincidência – estar desidratado pode ter um impacto real no seu humor e níveis de energia. E você também não precisa estar gravemente desidratado para experimentar esses sintomas cognitivos. Você pode começar a se sentir lento, mesmo que esteja um pouco desidratado. A desidratação leve a moderada é fácil de tratar: basta beber mais água.

+ Água com limão: 8 dúvidas que você ainda não teve resposta

Anemia

A fadiga causada pela anemia é o resultado de falta de glóbulos vermelhos, que trazem oxigênio dos pulmões para os tecidos e células. Você pode se sentir fraco e com falta de ar.

A anemia pode ser causada por deficiência de ferro ou vitamina, perda de sangue, hemorragia interna ou doença crônica, como artrite reumatóide, câncer ou insuficiência renal.

As mulheres em idade fértil são especialmente suscetíveis à anemia ferropriva devido à perda de sangue durante a menstruação e à necessidade de ferro extra durante a gravidez e a amamentação, explica Laurence Corash, professora adjunta de medicina laboratorial daUniversity of California, San Francisco, em San Francisco (EUA).

Os sintomas: sentir-se cansado o tempo todo é um dos principais. Outros incluem fraqueza extrema, dificuldade em dormir, falta de concentração, taquicardia, dores no peito e dor de cabeça. Exercícios simples, como subir as escadas ou andar curtas distâncias, podem acabar com você.

Os testes: Uma avaliação completa para anemia inclui um exame físico e exames de sangue, incluindo um hemograma completo para verificar os níveis de suas células vermelhas do sangue. Também é padrão verificar as fezes quanto à perda de sangue.

Os tratamentos: Anemia não é uma doença, mas um sintoma de que algo está acontecendo em seu corpo e precisa ser resolvido. Assim, o tratamento pode variar dependendo da causa subjacente da anemia.

7Doenças relacionadas à tireóide

Quando os seus hormônios da tireoide não estão de acordo, até mesmo as atividades cotidianas acabam com você. A glândula tireóide, do tamanho do nó de uma gravata, é encontrada na parte da frente do pescoço e produz hormônios que controlam o seu metabolismo. Muito hormônio tireoidiano (hipertireoidismo) e o metabolismo acelera. Muito pouco (hipotireoidismo) e o metabolismo diminui.

Os sintomas: O hipertireoidismo causa fadiga muscular e fraqueza, que você pode notar primeiro nas coxas. Exercícios como correr ou subir escadas tornam-se mais difíceis. Outros sintomas da tireóide incluem perda de peso inexplicável, sensação de calor o tempo todo, aumento da frequência cardíaca, fluxos menstruais mais curtos e menos frequentes e aumento da sede. O hipertireoidismo é mais comumente diagnosticado em mulheres na faixa dos 20 e 30 anos, mas pode ocorrer em mulheres e homens mais velhos também, diz Robert J. McConnell, co-diretor do New York Thyroid Center no Columbia University Medical Center, em Nova York (EUA).

O hipotireoidismo causa fadiga, incapacidade de concentração e dores musculares, mesmo com pouca atividade. Outros sintomas incluem ganho de peso devido à retenção de água, sensação de frio o tempo todo (mesmo em dias mais quentes), fluxos menstruais mais pesados ​​e mais frequentes e constipação. O hipotireoidismo é mais comum em mulheres com mais de 50 anos. Na verdade, até 10% das mulheres com mais de 50 anos terão pelo menos um leve hipotireoidismo, diz McConnell.

Os testes: A doença da tireóide pode ser detectada com um exame de sangue. “Os distúrbios da tireóide são tão tratáveis ​​que todas as pessoas que se queixam de fadiga e / ou fraqueza muscular devem fazer o teste”, diz McConnell.

Os tratamentos: Os tratamentos da doença da tireoide variam, mas podem incluir medicamentos, cirurgia ou iodo radioativo.

Diabetes tipo 2

Mais de 23 milhões de pessoas nos Estados Unidos foram diagnosticadas com diabetes tipo 2. Mas um adicional de 7,2 milhões de pessoas pode nem sequer perceber que eles têm, segundo pesquisa do CDC.

O açúcar, também chamado de glicose, é o combustível que mantém seu corpo funcionando. Isso é um problema para pessoas com diabetes tipo 2 que não podem usar a glicose adequadamente, causando acúmulo no sangue. Sem energia suficiente para manter o corpo funcionando bem, a fadiga é um dos primeiros sinais de alerta de diabetes tipo 2, segundo a American Diabetes Association.

Os sintomas: Além de se sentir cansado o tempo todo, outros sinais de diabetes incluem sede excessiva, micção frequente, fome, perda de peso, irritabilidade, infecções fúngicas e visão turva.

Os testes: Existem dois testes principais para diabetes. O teste de glicose plasmática em jejum mede o nível de glicose no sangue após jejum de oito horas. Com o teste oral de tolerância à glicose, o sangue é coletado duas vezes: antes de beber um xarope de glicose e duas horas depois.

Os tratamentos: Dieta, medicamentos orais e/ou insulina.

9Depressão

A depressão é uma doença importante que afeta a maneira como dormimos, comemos e nos sentimos sobre nós mesmos e sobre os outros. Sem tratamento, os sintomas da depressão podem durar semanas, meses ou até anos. E pode ser um motivo para se sentir cansado o tempo todo.

Os sintomas: nem todos sentem a depressão da mesma forma. Mas comumente, a depressão pode causar diminuição de energia, mudanças nos padrões de sono e alimentação, problemas com memória e concentração e sentimentos de desesperança, inutilidade e negatividade.

Os testes: não há exame de sangue para depressão, mas seu médico pode identificá-lo fazendo uma série de perguntas. Se sentir cinco ou mais destes sintomas durante mais de duas semanas ou se interferirem em sua vida, consulte o seu médico: fadiga ou perda de energia; se estiver dormindo muito pouco ou muito; tristeza, ansiedade ou “vazio”; redução do apetite e perda de peso; aumento do apetite e ganho de peso; perda de interesse ou prazer em atividades que gostava; inquietação ou irritabilidade; sintomas físicos persistentes que não respondem ao tratamento, como dores de cabeça, dor crônica ou constipação e outros distúrbios digestivos; dificuldade em se concentrar, lembrar ou tomar decisões; sentimento de culpado, sem esperança ou valor; pensamentos de morte ou suicídio.

Os tratamentos: A maioria das pessoas que luta contra a depressão consegue apresentar melhora com uma combinação de terapia e medicação.

10Fadiga crônica

Esta condição desconcertante provoca uma forte fadiga que surge rapidamente. As pessoas que sofrem com esse problema sentem-se cansadas demais para continuar com suas atividades normais e ficam facilmente exaustas com pouco esforço. Motivo suficiente para se sentir cansado o tempo todo.

Os sintomas: Outros sinais incluem dor de cabeça, dores musculares e articulares, fraqueza, linfonodos sensíveis e incapacidade de concentração. A síndrome da fadiga crônica permanece uma incognita, porque a sua causa conhecida ainda não é conhecida.

Os testes: não há nenhum. Seu médico deve descartar outras condições com sintomas semelhantes, como lúpus e esclerose múltipla, antes de fazer o diagnóstico.

Os tratamentos: Infelizmente, não há cura medicinal aprovada para a fadiga crônica. O autocuidado, os antidepressivos, a terapia ou a adesão a um grupo de apoio podem ajudar.

11Apnéia do sono

Mais um possível motivo para se sentir cansado o tempo todo é a apnéia do sono. No tipo mais comum, a apnéia obstrutiva do sono, sua via aérea superior realmente se fecha ou entra em colapso por alguns segundos, o que, por sua vez, alerta seu cérebro a acordá-lo para começar a respirar novamente. Alguém com apneia obstrutiva do sono pode parar de respirar dezenas ou mesmo centenas de vezes por noite, diz Roseanne S. Barker, ex-diretora médica do Baptist Sleep Institute em Knoxville, Tennessee (EUA).

Os sintomas: A apnéia do sono é frequentemente sinalizada pelo ronco e geralmente é seguida por cansaço no dia seguinte. Como a apnéia do sono pode levar a doenças cardíacas, pressão alta e derrame, é importante que ela seja diagnosticada.

Os testes: envolve um pernoite em uma clínica do sono, onde você fará uma polissonografia, que é um exame indolor que vai monitorar seus padrões de sono, alterações respiratórias e atividade cerebral.

Os tratamentos: o paciente pode receber um dispositivo de CPAP (pressão positiva contínua nas vias respiratórias) – uma máscara que fica sobre o seu nariz e a sua boca e leva ar às vias aéreas enquanto a pessoa dorme. Dependendo da gravidade da condição, o médico também pode recomendar cirurgia.

12 Deficiência ou insuficiência de vitamina B12

Obter quantidade suficiente de vitamina B12 é crucial para a saúde do cérebro, seu sistema imunológico e seu metabolismo.

À medida que envelhecemos, nossa capacidade de absorver o B12 diminui. Certos medicamentos para diabetes e azia e distúrbios digestivos impedem a capacidade do seu corpo de absorver B12. E se você seguir uma dieta vegetariana, também terá um risco maior. Isso porque a vitamina B12 é encontrada naturalmente apenas em carnes, ovos, moluscos e laticínios.

Os sintomas: além da fadiga, podem acontecer surtos de formigamento nas mãos e nos pés, lapsos de memória, tontura, ansiedade e problemas de visão.

Os testes: exame de sangue.

Os tratamentos: o médico poderá sugerir o consumo de mais fontes alimentares de vitamina B12 ou um suplemento.

Fonte: Runner World

Deixe uma resposta

Fechar Menu