REFLEXÃO: A ESQUERDA COMUNISTA RIR E TIRA SARRO DA SIMPLICIDADE E FRANQUEZA DE BOLSONARO EM ATO DE DESESPERO

Na sessão REFLEXÃO deste domingo publico um texto bastante inspirado da jornalista e escritora Letícia Dornelles, pois achei bastante pertinente e apropriado diante do total desespero por que passa a esquerda comunista no Brasil. Vale a pena a leitura e reflexão sobre o tema. 

O que eu gostaria de ter dito…

Riem da bolsa de colostomia, chamada “Bolsococô” para ofender mais. Minha mãe usou e não é linda.

Riem do inglês com sotaque caipira. Porque o nosso é britânico.

Riem do bandejão marqueteiro e desnecessário. Porque bacana é o marketing da farra de guardanapos, em restaurante 5 estrelas, em Paris.

Riem da jequice de fazer foto no jatinho. Porque nunca pegamos busão e nosso jatinho está no quintal.

Riem dos 6 minutos de discurso. Porque lindo é estocar vento e a criança correr atrás do rabo do cachorro.

Riem da religiosidade. Porque o estado é laico e a liberdade de expressão só existe se a oração vier de João de Deus.

Riem da comitiva de 3 ministros. Porque correto é lotar dois aviões com aspones, amantes, trem da alegria completo.

Compreendo as risadas.

É que somos um país de chiques e elegantes. De pessoas acostumadas ao chá das 5 com a rainha.

E ver populistas sendo populares choca nossos olhos refinados.

Vivemos na França de Luiz XV com educação de berço inglesa.

Tristeza termos de aturar comuns no topo do poder. Porém, foram eleitos por 57 milhões de brasileiros. Que rejeitaram o grupo que roubou o país até entrarmos na verdadeira merda. Sem colostomia. A céu aberto e sem tratamento sanitário. Com dengue e doenças do século XIX. Com 14 milhões desempregados.

Continuem rindo.

(Texto de Leticia Dornelles. Jornalista e Escritora)

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Este post tem 2 comentários

  1. Muito bom. Mas não sei se podemos chamar de esquerda ou de comunista. No Brasil, as pessoas ainda não compreendem bem o significado dessas palavras e portanto em geral não são apteis a se auto classificarem. Mas de fato estão procurando agulha em palheiro, qualquer deslize irrelevante é motivo de chacota. Acho que estão tentando a todo custo dizer “eu estava certo”. No final das contas, as pessoas estão perdidas e isso é muito triste.

    1. Concordo! O brasileiro está começando a se politizar, mas a maioria ainda é massa de manobra e não podemos ainda dizer o que são politicamante falando.

Deixe uma resposta

Fechar Menu