PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTE DOMINGO

Por Camila Bomfim, TV Globo — Brasília

 


Plantão: Cesare Battisti é preso em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia

Plantão: Cesare Battisti é preso em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia

O italiano Cesare Battisti foi preso na noite de sábado (12) em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. A prisão foi feita pela polícia boliviana. A informação foi confirmada pela Polícia Federal do Brasil.

Ainda não foram dados detalhes sobre a prisão, nem sobre os próximos passos da extradição do italiano.

Cesare Battisti foi condenado à prisão perpétua em 1993 sob a acusação de ter cometido quatro assassinatos na Itália nos anos 1970. Battisti nega envolvimento com os homicídios e se diz vítima de perseguição política.

Battisti era considerado foragido desde o último dia 14 de dezembro, quando o então presidente Michel Temer assinou o decreto de extradição do italiano.

O italiano teve a prisão determinada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF) em 13 de dezembro.

Citando fontes do governo italiano, o jornal “La Repubblica” afirma que ainda não está claro se, antes de voltar para a Itália, ele passará pelo Brasil. Fontes não identificadas do Ministério do Interior italiano disseram ao periódico que não descartam que ele volte para a Itália entre este domingo e segunda (13).

Italiano Cesare Battisti em foto de arquivo de 11/10/2017. — Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Italiano Cesare Battisti em foto de arquivo de 11/10/2017. — Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Fuga da Itália e prisão no Rio

Battisti fugiu da Itália, viveu na França e chegou ao Brasil em 2004. Ele foi preso no Rio de Janeiro em março de 2007 e, dois anos depois, o então ministro da Justiça, Tarso Genro, concedeu refúgio.

Em 2007, a Itália pediu a extradição dele e, no fim de 2009, o STF julgou o pedido procedente, mas deixou a palavra final ao presidente da República. Na época, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou a extradição.

No passado, o governo italiano pediu ao presidente Michel Temer que o Brasil revisasse a decisão sobre Battisti, e no mês passado a Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo que desse prioridade ao julgamento que poderia resultar na extradição.

Camila Bomfim — Foto: Editoria de Arte / G1Camila Bomfim — Foto: Editoria de Arte / G1

Camila Bomfim — Foto: Editoria de Arte / G1

Fonte: G1

 

Por Paulo Martins e Rafaela Duarte, G1 CE

 

Membros de facções criminosas voltaram a cometer ataques no Ceará na madrugada deste domingo (13) na tentativa de fazer com que o estado recue de medidas que tornam mais rigorosa a fiscalização nas penitenciárias.

No 12º dia da onda de violência, bandidos detonaram explosivos em uma ponte da BR-116 na Grande Fortaleza e incendiaram veículos em duas cidades.

Trecho da BR-116 na Grande Fortaleza onde explosivos foram detonados durante a madrugada deste domingo, 13 — Foto: Rafaela Duarte/G1

Trecho da BR-116 na Grande Fortaleza onde explosivos foram detonados durante a madrugada deste domingo, 13 — Foto: Rafaela Duarte/G1

A ponte sobre o Rio Choró, na cidade de Chorozinho, foi interditada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta madrugada, após a detonação de explosivos na parte inferior da estrutura. Ainda não há informação sobre a dimensão do dano causado à ponte, conforme a PRF.

Motoristas que trafegam entre as cidades de Fortaleza e Chorozinho devem fazer a rota pela cidade de Horizonte.

Explosivos foram detonados na estrutura da ponte sobre o Rio Choró, na Grande Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

Explosivos foram detonados na estrutura da ponte sobre o Rio Choró, na Grande Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

Pessoas que moram próximo ao local, na entrada da cidade, relataram um “tremor” com o impacto da detonação. “Estremeceu até a janela daqui de casa, parecia um tremor de terra. Foi um estrondo muito grande”, afirmou um morador da região, que não quer se identificar. A casa dele ficou com ranhuras nas paredes após a explosão.

Os crimes ocorreram após a apreensão de cerca de cinco toneladas de explosivos no Bairro Jangurussu, na periferia de Fortaleza, na tarde de sábado (12).

Veículo é incendiado em Umirim, no interior do Ceará, em ataque coordenado por facções criminosas. — Foto: Arquivo pessoal

Veículo é incendiado em Umirim, no interior do Ceará, em ataque coordenado por facções criminosas. — Foto: Arquivo pessoal

Segundo a Polícia Civil, membros de uma facção criminosa presa no depósito forneciam o material explosivo utilizado nos crimes.

Entre a noite de sábado e a madrugada deste domingo também foram incendiados carros particulares em Umirim, no interior do estado, e em Fortaleza, no Bairro Siqueira.

onda de violência começou em 2 de janeiro, um dia após Mauro Albuquerque tomar posse do cargo de secretário da Administração Penitenciária, pasta criada no segundo mandato de Camilo Santana.

Mauro Albuquerque fez operações para apreender celulares nos presídios e prometeu acabar com a divisão de presos conforme a facção criminosa a que pertencem. Os ataques são uma tentativa de fazer com que o governo desista das ações. O governador do Ceará, Camilo Santana, afirmou que “não há recuo”.

Nos 12 dias de crimes, foram 198 ações violentas em 43 municípios; 330 suspeitos foram presos, conforme a Secretaria da Segurança do Ceará.

O Ministério da Justiça confirmou também a transferência, para presídios federais, de 35 chefes de facção que ordenavam os ataques.

Medidas da Assembleia contra os ataques

Deputados estaduais do Ceará votam em sessão extraordinário pacote de medidas para tentar conter violência — Foto: Kilvia Muniz/SVM

Deputados estaduais do Ceará votam em sessão extraordinário pacote de medidas para tentar conter violência — Foto: Kilvia Muniz/SVM

Na noite de sábado (12), em sessão extraordinária durante o recesso parlamentar, os deputados estaduais aprovaram um pacote de medidas na tentativa de fortalecer o combate às facções criminosas.

Estiveram presentes 36 dos 46 deputados estaduais do Ceará. O governador Camilo Santana prometeu assinar o pacote neste domingo e publicar em edição extra do Diário Oficial do Estado.

As medidas aprovadas por aclamação na Assembleia são:

  • Lei da Recompensa, que paga em dinheiro quem denunciar autores de ataques ou fornecer informações que possam prevenir crimes;
  • Retirada das tomadas em celas de presídios, para evitar que criminosos possam usar carregadores de celular;
  • Aumento de 48 para 84 o máximo de horas extras que policiais civis, militares e bombeiros podem fazer por mês;
  • Convocação de policiais da reserva para aumentar o efetivo nas ruas;
  • Criação de um banco de informações sobre veículos destruídos na onda de ataques;
  • Restrição da presença de pessoas no entorno dos presídios, com objetivo de evitar fugas;
  • Criação do Fundo de Segurança Pública, que terá reserva para investir na prevenção de crimes e pagar beneficiados da Lei da Recompensa;
  • Regularização do comando de tropas de policiais militares cedidas por outros estados (o que na prática já está acontecendo com agentes cedidos pelos governos de Bahia, Piauí, Santa Catarina e Pernambuco).

Entenda o que está acontecendo no Ceará

Fonte: G1

Por G1

Prêmio deste sábado estava acumulado em R$ 12 milhões, mas ninguém acertou as seis dezenas. — Foto: Marcelo Brandt/G1

Prêmio deste sábado estava acumulado em R$ 12 milhões, mas ninguém acertou as seis dezenas. — Foto: Marcelo Brandt/G1

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.114 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (12) em São Paulo (SP). O prêmio acumulou novamente.

Veja as dezenas sorteadas: 17 – 25 – 30 – 35 – 42 – 57.

A quina teve 70 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 34.091,54. Outras 4.376 apostas acertaram a quadra; cada uma receberá R$ 779,05.

O próximo sorteio será na terça-feira (15). O prêmio é estimado em R$ 25 milhões.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, pela internet ou em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, de acordo com a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Fonte: G1

Por G1 Campinas e Região

 


Estudantes durante a primeira fase do vestibular 2019, em Campinas — Foto: Letícia Baptista/G1Estudantes durante a primeira fase do vestibular 2019, em Campinas — Foto: Letícia Baptista/G1

Estudantes durante a primeira fase do vestibular 2019, em Campinas — Foto: Letícia Baptista/G1

Unicamp inicia neste domingo (13) a aplicação da segunda fase do vestibular 2019 para 18,9 mil candidatos em 16 cidades de São Paulo e mais cinco capitais. Ela é dividida em três dias de exames, cada um deles com quatro horas de duração, e a comissão organizadora (Comvest) recomenda ao candidato chegar ao local de exame às 12h, uma vez que a entrada é permitida somente até 13h.

Neste primeiro dia, a avaliação reúne as provas de redação (composta por duas propostas de textos) e a de língua portuguesa e literaturas de língua portuguesa – formada por seis questões dissertativas. A universidade oferece 2,5 mil vagas em 69 cursos de graduação nesta modalidade, e esta é a primeira edição em que ela adota as cotas étnico-raciais para elevar a inclusão social.

Agenda

  • Segunda-feira (14) – matemática, geografia e história – cada prova com seis questões;
  • Terça-feira (15) – física, biologia e química – cada prova com seis questões;

Cada prova também terá será formada por seis questões dissertativas, informou a Comvest.

O que pode levar para a prova?

  • Documento de identidade original indicado na inscrição;
  • Foto 3×4 – tirada em 2018 ou 2019;
  • Caneta preta em material transparente, lápis preto e borracha;
  • Régua transparente e compasso;
  • Água, sucos, doces;
  • É permitido uso de bermudas e vestimentas leves

O que NÃO pode levar?

  • Aparelhos celulares (devem ser desligados imediatamente ao entrar na sala e colocar em embalagem; ele pode ser retirado após o candidato deixar o prédio);
  • Equipamentos eletrônicos, relógios digitais, corretivo líquido, lapiseira, caneta marca texto, bandana/lenço, boné, chapéu, ou outros materiais estranhos à prova;
  • O candidato pode usar relógio para controlar o tempo, mas ele deve ficar no chão.

Locais de prova

Além de 16 cidades paulistas, incluindo a capital, a segunda fase do vestibular será aplicada em outros estados. Salvador (BA) e Curitiba (PR) foram incluídas na lista da Unicamp neste ano, e as avaliações também serão realizadas em Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e Fortaleza (CE).

A Comvest destaca que os os candidatos devem ficar atentos aos locais das provas divulgados, porque eles não são necessariamente os mesmos onde fizeram a primeira etapa do vestibular. Além disso, também há mudança de cidade para os estudantes das seguintes cidades:

Mudança de cidades – vestibular 2019 da Unicamp

Escolhida na 1ª fase do vestibular Realização da prova da 2ª fase
Araçatuba Presidente Prudente
Botucatu Bauru
Bragança Paulista Campinas
Franca Ribeirão Preto
Guaratinguetá São José dos Campos
Indaiatuba Campinas
Marília Bauru
Mogi das Cruzes Guarulhos
Osasco São Paulo
São Bernardo do Campo Santo André
São João da Boa Vista Mogi Guaçu
Sumaré Campinas
Valinhos Campinas

Outros formatos

O total de vagas disponíveis no vestibular 2019 diminuiu após a Unicamp adotar novos formatos para aumentar a inclusão social. Uma delas foi a reserva de 645 cadeiras para ingresso via Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – o candidato teve a possibilidade de participar das duas seleções.

Estudantes no campus da Unicamp, em Campinas — Foto: Antonio Scarpinetti / Unicamp

Estudantes no campus da Unicamp, em Campinas — Foto: Antonio Scarpinetti / Unicamp

Calendário

  • Provas de habilidades específicas: 21 a 25 de janeiro
  • Divulgação da 1ª chamada: 11 de fevereiro
  • Matrícula não-presencial: 12 de fevereiro
  • Divulgação das notas da 2ª fase e classificação: 14 de fevereiro

A Unicamp

Fundada em 1966, a universidade estadual conta com 34 mil alunos matriculados em cursos de graduação e programas de pós-graduação, segundo o site oficial. Os três campi, localizados nas cidades de Campinas, Limeira e Piracicaba, compreendem 24 unidades de ensino e pesquisa.

Fonte: G1

Por G1

 


selo concursos opcao 01 — Foto: Editoria de arte/G1

selo concursos opcao 01 — Foto: Editoria de arte/G1

Pelo menos 15 órgãos abrem inscrições nesta segunda-feira (14) para preencher 18,5 mil vagas. Há cargos para todos os níveis de escolaridade.

O maior concurso é o da Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte de Goiás, com 17,6 mil vagas.

Veja abaixo os detalhes de cada concurso:

Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Esporte de Goiás

  • Inscrições: até 31/01/2019
  • Vagas: 17.673
  • Salários de até R$ 4.726,85
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Joanésia (MG)

  • Inscrições: até 31/01/2019
  • Vagas: 47
  • Salários de até R$ 10.900
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

  • Inscrições: até 01/02/2019
  • Vagas: 87
  • Salários de até R$ 9.600,92
  • Cargos de nível superior
  • Veja o edital

Universidade Federal do Maranhão

  • Inscrições: até 08/02/2019
  • Vagas: 15
  • Salários de até R$ 4.180,66
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

Câmara Municipal de Acreúna (GO)

  • Inscrições: até 08/02/2019
  • Vagas: 4
  • Salários de até R$ 1.849,20
  • Cargos de nível fundamental e médio
  • Veja o edital

Tribunal de Justiça do Acre

  • Inscrições: até 13/02/2019
  • Vagas: 15
  • Salários de até R$ 30.404,41
  • Cargos de nível superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Jacuí (MG)

  • Inscrições: até 13/02/2019
  • Vagas: 83
  • Salários de até R$ 1.841,70
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Abaeté (MG)

  • Inscrições: até 14/02/2019
  • Vagas: 145
  • Salários de até R$ 2.130,06
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Tangará da Serra (MT)

  • Inscrições: até 14/02/2019
  • Vagas: 212
  • Salários de até R$ 13.461,38
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto (Transerp)

  • Inscrições: até 15/02/2019
  • Vagas: 30
  • Salários de até R$ 6.048,02
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Aracati (CE)

  • Inscrições: até 17/02/2019
  • Vagas: 90
  • Salários de até R$ 2.676,32
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Universidade Federal do Acre

  • Inscrições: até 15/02/2019
  • Vagas: 11
  • Salários de até R$ 4.180,66
  • Cargos de nível médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura Municipal de Caçu (GO)

  • Inscrições: até 18/01/2019
  • Vagas: 23
  • Salários de até R$ 3.500
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura Municipal de Rochedo de Minas (MG)

  • Inscrições: até 15/01/2019
  • Vagas: 12
  • Salários de até R$ 2.079,83
  • Cargos de nível fundamental, médio e superior
  • Veja o edital

Prefeitura de Vilhena (RO)

  • Inscrições: até 16/01/2019
  • Vagas: 65
  • Salários de até R$ 2.455,35
  • Cargos de nível superior
  • Veja o edital

Fonte: G1

 

Salário mínimo volta a ter ganho real após 2 anos

O salário mínimo teve aumento real (descontada a inflação) de 1,14% em 2019, segundo a Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade). Foi o primeiro ganho frente ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) após dois anos de queda.

O mínimo nacional foi reajustado pelo governo em 4,61% no dia 1º de janeiro, passando de R$ 954 para R$ 998. Já o INPC subiu 3,43% em 2018.

Para reajustar o mínimo, o governo considera a variação do INPC no ano anterior (2018) mais o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2017, que foi de 1,1%.

Aumentos reais do salário mínimo

Ganho frente à inflação medida pelo INPC, em %
>
G1

 

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse hoje (12) que as investigações dos homicídios da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco (PSOL), e do seu motorista Anderson Gomes, estão próximas de um desfecho. Ambos assassinados em 14 de março de 2018, na região central do Rio, quando o carro em que estavam foi alvejado por criminosos.

“Talvez isso aconteça até o final desse mês”, afirmou.

O governador ressaltou, no entanto, que não tem conhecimento de quem são as pessoas envolvidas. “Não tenho atribuição legal para olhar os autos, que estão sob sigilo”.

Witzel falou das investigações sobre a morte de Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes, durante entrevista à imprensa para explicar os ajustes na administração prisional e na área de segurança pública fluminense.

Entre os ajustes, estão a nomeação do coronel da Polícia Militar, Alexandre Azevedo de Jesus, para o comando da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) e a extinção da Secretaria Executiva do Conselho de Segurança Pública.

O coronel Azevedo substitui André Caffaro de Andrade, que pediu exoneração 11 dias após a posse. André seria o primeiro servidor público de carreira da Seap a assumir o comando da secretaria, confirmando promessa de campanha de Witzel.

“O André é meu amigo. Ele estava muito motivado. Infelizmente, esta semana ele teve um problema pessoal que eu não posso aqui mencionar. Isso afetou muito a vida dele”, disse o governador. De acordo com Witzel, André continuará auxiliando a gestão da secretaria na medida de suas possibilidades.

Sobre a extinção da Secretaria Executiva do Conselho de Segurança Pública, anunciada apenas 11 dias após a sua criação. O governador explicou que a estrutura era prevista para durar seis meses e promover uma transição até que as novas secretarias da Polícia Militar e da Polícia Civil absorvessem todas as funções que eram desempenhadas pela extinta Secretaria de Estado de Segurança Pública (Seseg).

Agência Brasil

Comments

Ex-ministro de Temer entra na disputa pelo comando da Câmara dos Deputados

A eleição para a presidência da Câmara tem mais um candidato. O ex-ministro Ricardo Barros (PP-PR) comunicou aos colegas que irá disputar a vaga ocupada hoje por Rodrigo Maia (DEM-RJ), que concorre à reeleição com o apoio do PSL, sigla de Jair Bolsonaro.

“Bom dia a todos os progressistas. Quero pedir seu voto para presidente da Câmara dos Deputados. Meus 30 anos de vida pública e a passagem austera e realizadora pelo ministério da saúde me animam a esta jornada. Farei minha inscrição como candidato avulso. Deus ilumine esta jornada. Ricardo Barros”, diz a mensagem.

Para derrotar Maia, hoje o nome mais forte, a estratégia de PP e MDB é lançar o máximo de candidatos na tentativa de levar a disputa para o segundo turno. Numa eventual segunda etapa, todos se uniriam contra o demista.

A interlocutores, Barros aposta que muitos estão buscando uma alternativa à candidatura de Maia e à predominância do DEM no governo. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, homem forte do governo, é do DEM.

Alijados da aliança de Maia, PP e MDB já apresentaram como candidatos avulsos Fábio Ramalho (MDB-MG), Arthur Lira (PP-AL) e Alceu Moreira (MDB-RS).

Estadão Conteúdo

Fonte: Blog do BG

 

LOCAIS

Direitos à propriedade e à vida precisam ser garantidos, diz Girão

O deputado federal eleito General Girão (PSL) está confiante nas perspectivas do governo Jair Bolsonaro. As declarações do presidente, que exigiram correções de auxiliares, não desanimam o deputado eleito. Ele considera positivo que o governo federal tenha a capacidade de se corrigir nos casos em que houver equívocos ou precipitações.

“É muito bom quando ter alguém que fala alguma coisa que não é correta e depois há correção. Isso pode acontecer outras vezes e tenho certeza absoluta de que [o presidente] vai ter humildade”, afirma.

Nesta entrevista, o general Girão defende que se adote medidas para tornar a legislação penal mais rigorosa. Ele também é favorável à flexibiliação da posse de armas. “Esses direitos à propriedade e à vida têm de ser assegurados. O bandido precisa saber que, se entrar em uma residência, vai ter uma pessoa na casa que pode se defender.”, destaca.

General Girão evita fazer críticas mais acirradas à governadora Fátima Bezerra neste inicio de gestão, mas aponta que ela não procurou até agora o presidente Jair Bolsonaro para tratar da crise financeira do Estado.

Como avalia esse início do governo Jair Bolsonaro?
Eu escolhi, na minha estratégia de trabalho parlamentar, estar em Brasília no fim de 2018 e início deste ano para posse do presidente Jair Bolsonaro. Entre novembro e dezembro, eu vim quatro vezes a Brasília, sempre custeando as minhas passagens, porque achava importante fazermos o acompanhamento da equipe de transição em função do que o Rio Grande do Norte precisa. Nós ficamos esquecidos nesses últimos anos de governos… A sociedade potiguar disse que as obras que vieram são dispensáveis. Teve aeroporto [de São Gonçalo], mas havia o de Parnamirim que era sensacional. A Arena das Dunas foi algo dispensável, porque a gente tinha um estádio no local. Não precisava fazer outro só por um capricho da Fifa. Outras obras mais importantes ficaram para trás, como a Barragem de Oiticica e a transposição do São Francisco, uma solução definitiva para o problema do abastecimento de água. Também não tivemos uma mudança na maneira de fazer o embarque de sal no terminal marítimo de Areia Branca, que foi interditado duas vezes nos últimos dois meses por problemas ambientais e de segurança do trabalho. Então, ações mais estruturantes foram deixadas para trás. As estradas estaduais e federais ficaram entregues à própria sorte, enquanto a Paraíba teve vários trechos duplicados e o Ceará nem se fala. Principalmente, aquelas do litoral cearenses, que estão adequadas e bem sinalizadas. Enfim, estou há três semanas em Brasília para ver o início dos trabalhos e acompanhar também as posses em órgãos do governo, conversando com as pessoas que estão assumindo esses cargos de segundo e terceiro escalões para ver a correspondência que teremos no Rio Grande do Norte. Mas, vejam bem, não estou querendo indicar cargo nenhum. Estou querendo que o RN seja beneficiado com ações e atitudes de governo federal, porque o Estado não pode continuar sendo esquecido. E o próprio presidente Jair Bolsonaro já disse que o Nordeste terá prioridade das ações no governo dele. O que a gente está vendo, neste início… Infelizmente ainda tem muita gente querendo bater no governo e, a cada atitude ou uma declaração infeliz de uma ministra ou do próprio presidente, as pessoas já querem criticar. Não sou fanático por nenhum tipo de gestor. Vou fazer um trabalho parlamentar em beneficio do Rio Grande do Norte e do Brasil e, para isso, eu recebi 81.640 votos. Então, nosso trabalho parlamentar vai neste sentido.

Considera que o governo está em um rumo que pode indicar uma retomada do desenvolvimento do país?
Não tenho dúvida, porque as pessoas que estão entrando, reagem à corrupção e à toda essa bandalheira que foi implantada no país. Pequenas correções poderão ser necessárias. Se precisarem acontecer pela ação do General Girão, vão acontecer.

Mas declarações que o presidente deu, em entrevista ao SBT, chegaram a ser corrigidas por ministros…
É muito bom quando tem alguém que fala alguma coisa que não é correta e depois há correção. Isso pode acontecer outras vezes e tenho certeza absoluta de que [o presidente] vai ter humildade.

Então, o senhor avalia que rever algumas colocações pode ser até positivo se mostrar a capacidade de se corrigir?
Com certeza, porque os últimos presidentes da República que nós tivemos falavam besteira, tanto que a palavra “presidenta” foi incorporada ao dicionário. A gente não tem de ter folclore com a figura do presidente e nem com as autoridades do governo. Essas autoridades não podem cair no folclore. Elas têm que ser respeitadas e, claro, se tivermos de fazer alguma crítica, esse é é o papel de cada um de nós. Eu tenho responsabilidade absoluta e tranquila de fazer uma critica independente de ter origem militar. Não vou fazer nenhum tipo de proteção a atitudes que sejam erradas.

A reforma previdenciária deve seguir em qual rumo?
Assim como a reforma trabalhista, a reforma da Previdência precisa acontecer. É urgente para corrigir distorções, até para voltar a dar tranquilidade à classe dos aposentados. Qual foi a primeira coisa que o governo do Estado fez, quando teve de decidir sobre o pagamento de salários dos servidores? Deixou os proventos dos aposentados atrasados ainda mais ainda. Quem trabalhou uma vida inteira, como trabalhei 42 anos, depois que termina a atividade laboral precisa ter uma aposentadoria digna. Mas, hoje, os aposentados no Brasil são totalmente desprezados. Algumas aposentadorias são complexas. A decisão de garantir uma aposentadoria quando nunca se contribuiu para nada e acaba recebendo o benefício… Isso fica nos ombros de alguém, que pode ser prejudicado. Tudo isso tem que ser revisto. Agora qual é a reforma prioritária, no Brasil, hoje? Nós aceitamos que essa classe votasse uma reforma política que foi uma “meia-sola”, que só levou, para eles, mais dinheiro. Foi uma reforma política que, infelizmente, atendeu conchavos de alguns e, com isso, ficamos nessa situação, um absurdo de dinheiro para um fundo partidário e para uma eleição. Gastei na minha campanha R$ 28.500,00 e ainda devolvi R$ 1.900,00. Mas há políticos que gastaram R$ 1 milhão e meio para se reeleger, com dinheiro do contribuinte. A reforma trabalhista precisa ser complementada e a eleitoral também.

Tribuna do Norte

Comments

Decreto pró-arma deve abranger 74% do RN

Se o decreto de flexibilização de posse de armas for publicado pelo governo federal, 74,3% dos municípios do Rio Grande do Norte serão impactados pela medida, são 124 dos 167 municípios. De acordo com dados da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (Coine), vinculado a Secretaria de Segurança do Estado, essas cidades possuem uma taxa superior a 10 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) por 100 mil habitantes. Os dados são referentes a 2018.

Isso significa que a população dessas cidades, que não tiverem antecedentes criminais, terão mais facilidade em ter uma arma de fogo. O texto que deve ser assinado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta semana, preconiza que moradores de municípios com mais de 10 homicídios por 100 mil habitantes serão incluídos na flexibilização. A maioria das capitais brasileiras está dentro dessa faixa. Um levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostra que a média nacional em 2017 foi de 30 assassinatos por 100 mil habitantes.

As 122 cidades somam cerca de 90% da população do Rio Grande do Norte, mas que não necessariamente são pessoas aptas a possui uma arma de fogo. Entre as cidades com possibilidade de flexibilização estão Natal, onde a taxa de CVLIs é 53,3 por 100 mil habitantes, Mossoró, com 80,5 por 100 mil habitantes e Caicó, com 23,5 por 100 mil habitantes. Municípios menores também serão afetados, como é o caso de Pureza, onde o índice é de 10,5 mortes por 100 mil pessoas.

O presidente Jair Bolsonaro deve assinar, até a próxima terça-feira (15), o decreto que regulamenta a posse de armas de fogo no Brasil, informou o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. O ministro fez a afirmação após a cerimônia de posse do novo comandante do Exército, general Edson Leal Pujol, em Brasília, na qual estavam o presidente Jair Bolsonaro e várias autoridades federais.

Segundo o deputado Alberto Fraga (DEM-DF), que foi recebido há quatro dias pelo presidente Bolsonaro, o texto deve incluir anistia a portadores de armas irregulares, permitindo que o cidadão que tem arma em casa, sem registro ou com o documento vencido, faça o recadastramento.

De acordo com Fraga, o decreto também deve acrescentar um dispositivo que vai tirar do delegado da Polícia Federal o poder de decidir se a pessoa poderá obter a posse, além de elevar o prazo do registro da arma de três para 10 anos. No caso de residências onde vivem crianças, adolescentes ou pessoas com deficiência mental, o texto preliminar prevê a obrigação de que o proprietário da arma tenha um cofre para guardá-la. O decreto manterá outras exigências para a obtenção da posse, como a idade mínima de 25 anos e a comprovação de capacidade técnica e psicológica para manusear o armamento.

O novo decreto

Moradores de zona rural que comprovarem essa necessidade;

Moradores de municípios com mais de 10 homicídios por 100 mil habitantes.

Pela proposta, ficam mantidos

Pré-requisitos da lei:
Ter curso de tiro;

Não ter antecedentes criminais;

Ter passado no exame psicotécnico.

Tribuna do Norte

 

TRT-RN: Novos dirigentes tomam posse nesta segunda (14)

A desembargadora Auxiliadora Rodrigues transmite o cargo de presidente e corregedor do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) ao desembargador Bento Herculano Duarte Neto, nesta segunda-feira (14), às 17h, no Teatro Riachuelo.

Juntamente com Bento Herculano, a desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Wanderley de Castro será empossada como vice-presidente e ouvidora.

A programação da posse dos novos dirigentes para o biênio 2019-2020 será aberta com um culto evangélico, às 9:30h, no Pleno do TRT-RN, com preleção do pastor Rodrigo Lira, da Igreja Episcopal Carismática do Brasil.

Em seguida, ás 10h, o pároco da Paróquia de São Camilo de Léllis, em Lagoa Nova, padre Valtair Lira Lucas, preside uma missa em ação de graças no mesmo auditório.

A sessão solene de posse e transmissão de cargo será realizada às 17h, no Teatro Riachuelo (Shoping Midway). Os convites que permitem o acesso à solenidade já estão disponíveis no cerimonial do TRT-RN.

À noite, os empossados participarão de um jantar de adesão, às 19:30h, no Olimpo Recepções (prolongamento da avenida Prudente de Morais).

O expediente do TRT-RN se encerrará às 13h nesta segunda-feira.

O futuro presidente do TRT-RN é natalense, graduado em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, mestre e doutor em Direito das Relações Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Bento Herculano ingressou na magistratura do Trabalho aos 23 anos de idade, em setembro de 1990, ainda junto ao TRT-PB. Foi juiz titular da Vara do Trabalho de Nova Cruz, da 2ª de Mossoró e da 8ª Vara do Trabalho de Natal.

Em 2014 tornou-se desembargador do TRT-RN e, atualmente, é vice-presidente, ouvidor e diretor da Escola Judicial.

Bento Herculano também é professor titular de Direito do Trabalho da UFRN, autor de dezenas de livros e palestrante em nível nacional e internacional.

Maria do Perpetuo Socorro Wanderley de Castro é assuense. Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, mestre em Direito pela UFPE e especialista em Direito do Trabalho (UFRN).

Atuou como Inspetora do Trabalho (Ministério do Trabalho) e procuradora do INSS e IAPAS, antes de se tornar juíza do trabalho em 1987, ainda no TRT-PB, quando presidiu as Varas do Trabalho de Macau e a 3ª de Natal.

Nomeada desembargadora em 1992, Perpétuo atuou junto ao Tribunal Superior do Trabalho, como desembargadora convocada e assessora do ministro vice-presidente Emmanoel Pereira.

Ela também é professora do Departamento de Direito Privado (Direito Civil) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Fonte: Blog do BG

 

Por G1 RN

 

Potencialidades turísticas do RN foram apresentadas em feira de turismo na Holanda — Foto: Divulgação

Potencialidades turísticas do RN foram apresentadas em feira de turismo na Holanda — Foto: Divulgação

O Rio Grande do Norte ganhou mais uma ligação com a Europa com o lançamento do voo Amsterdã/Natal, ocorrido durante a feira de turismo VakantiBeurs, que está sendo realizada na Holanda.

A previsão é de que o novo voo comece a operar duas vezes por semana a partir de novembro, com um total de 360 passageiros a cada sete dias.

O governo potiguar montou um estande na feira, considerada uma das mais importantes vitrines do turismo mundial. O objetivo é divulgar as potencialidades turísticas e atrair visitantes de toda a Europa para o Rio Grande do Norte.

Segundo o governo do estado, o público que se pretende atrair gasta em média, por viagem, cerca de 3 mil euros (R$ 12 mil pelo câmbio atual), e faz da América Latina o segundo destino mais procurado pelos holandeses, atrás apenas da Ásia. São casais de alto poder aquisitivo e que geralmente viajam com os filhos.

A Secretaria Estadual de Turismo informou que diretores da Corendon Operadora e Corendon Airlines (empresa de origem turca, mas que atua fortemente no mercado holandês, belga e no Oeste da Alemanha), visitarão o Rio Grande do Norte na primeira quinzena de fevereiro para tratar da promoção do destino potiguar em terras holandesas.

Fonte: G1RN

Por G1 RN

 


Lavar calçada com água é uma das atividades que causam maior desperdício, segundo a Caern — Foto: Reprodução/EPTV

Lavar calçada com água é uma das atividades que causam maior desperdício, segundo a Caern — Foto: Reprodução/EPTV

De dezembro a fevereiro, com a chegada do verão, juntamente com as férias escolares e o turismo nas cidades litorâneas, o consumo médio de água aumenta, de acordo com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern). Em outros meses, a média de consumo diário equivale a aproximadamente 150 litros por habitante/dia (incluindo o consumo em atividades pertinentes à cidade, como irrigação, escolas, restaurantes, hospitais, etc). Porém, ainda de acordo com a Caern, o calor aumenta de 10% a 15% na quantidade de litros utilizada pela população.

O engenheiro civil e sanitarista da Companhia de Águas e Esgotos Isaias Costa Filho conta que, ao longo dos anos, o consumidor está fazendo uso da água de maneira mais consciente, graças a campanhas educativas. “Essas campanhas contribuem sobre a maneira de usar a água de forma racional. Mas o trabalho deve ser contínuo pois a água é um bem vital e finito”, alerta.

A Caern diz que as atividades que mais desperdiçam água são as de rotina do cotidiano, como deixar a descarga vazando, não usar ou deixar de fazer a manutenção da boia na caixa d’água, deixar a mangueira ligada durante toda a noite e usar a força da água da mangueira para limpar a calçada, ao invés e usar a vassoura. Mesmo com a previsão de boas chuvas para o início deste ano, os cuidados ainda devem ser constantes, de maneira a prolongar a água disponível.

Como Economizar

Segundo a Caern, escovar os dentes com a torneira aberta consome 80 litros de água. Banhos longos ou deixar crianças brincando com a água corrente, por sua vez, podem consumir até 180 litros de água.

Essas são tarefas diárias que podem acarretar os desperdícios, uma vez que tornam o gasto muito maior do que o necessário, principalmente em condomínios, onde o consumo é maior devido à pressão da água.

Confira algumas dicas de economia de água:

  • Diminua o tempo do banho.
  • Não deixe as torneiras abertas.
  • Economize água nas tarefas domésticas.
  • Preste atenção em pequenos vazamentos, não deixe torneiras pingando.
  • Use a vassoura, e não a mangueira, para varrer a calçada.
  • Escove os dentes, faça a barba ou ensaboe o rosto com a torneira fechada.
  • Quando lavar e enxaguar a louça ou roupa, utilizar apenas a água necessária.
  • Use balde para lavar o carro, em vez da mangueira.
  • Regue as plantas de manhã cedo ou cair da noite. Quando o sol está alto e forte, grande parte da água perde-se por evaporação.
  • Se possível instale uma válvula para regular a quantidade de água liberada no vaso sanitário.
  • No caso de descarga automática, evitar o acionamento demorado. A Caixa acoplada é mais econômica.
  • Quando hospedado em um hotel, evite solicitar a troca diária de toalha e lençóis, evitando o consumo desnecessário de água e energia para lavá-los.
  • Ao lavar roupas, use a máquina apenas quando estiver bem cheia. Nas máquinas mais novas é possível regular o nível da água de acordo com a quantidade roupa.
  • Feche o chuveiro ao ensaboar o corpo durante o banho.
  • A água de cozimento dos vegetais, depois que esfria, pode ser usada para uma sopa ou novos cozimentos ou até mesmo para regar plantas e jardins.
  • Trate a água da piscina para não precisar trocá-la com frequência. Outra dica é cobrir a piscina com lona quando fora uso para evitar a evaporação.
  • Coloque sistemas de controle de fluxo de água (aeradores) no bico das torneiras.
  • Reaproveite a água da máquina de lavar roupas para outras atividades.
  • Observe sempre o funcionamento da boia da caixa d’água. Boia com defeito é água perdida pelo extravasor (ladrão)
Fonte: G1RN

Deixe uma resposta

Fechar Menu