PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA SEXTA-FEIRA

Por G1

 

O diagnóstico da economia brasileira, e o encontro das maiores economias do mundo. No mesmo dia do início da cúpula do G20 em Buenos Aires, o IBGE divulga os números do PIB do Brasil no terceiro trimestre. Subindo ou caindo, o que esse indicador tem a ver com o seu dia a dia? O G1 explica. E você acompanha também todas as movimentações na Argentina durante o encontro dos principais líderes mundiais. A ‘guerra comercial’ entre EUA e China e seus efeitos sobre outros países devem dominar discussões. E ainda: entenda o que pode acontecer com o governador do RJ Luiz Fernando Pezão, preso ontem, após o fim do foro privilegiado. O que vai ser notícia nesta sexta-feira:

INTERNACIONAIS

Cúpula do G20

O presidente dos EUA, Donald Trump, e a primeira-dama, Melania Trump, desembarcam do Air Force One na chegada ao aeroporto internacional de Ezeiza, em Buenos Aires — Foto: Juan Mabromata / AFP Photo

O presidente dos EUA, Donald Trump, e a primeira-dama, Melania Trump, desembarcam do Air Force One na chegada ao aeroporto internacional de Ezeiza, em Buenos Aires — Foto: Juan Mabromata / AFP Photo

Alguns dos principais líderes mundiais estão em Buenos Aires para a cúpula do G20. A capital argentina, que destacou 24 mil agentes de segurança para trabalhar no evento, receberá os presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump; da Rússia, Vladimir Putin; da China, Xi Jinping; o príncipe saudita Mohammad bin Salman, entre outros. As autoridades estimam a participação de cerca de 15 mil pessoas, incluindo 3 mil jornalistas, na cúpula. A expectativa é que a “guerra comercial” e as preocupações com o crescimento da economia mundial se destaquem entre as principais discussões.

NACIONAIS

PIB do 3º trimestre

O IBGE divulga às 9h o resultado do Produto Interno Bruto (PIB), com tudo o que foi produzido no Brasil em julho, agosto e setembro. No 2º trimestre do ano, o desempenho foi positivo, e a economia cresceu 0,2%.

O PIB é um dos indicadores mais importantes da economia. Por isso, analisar a variação do índice em um determinado período permite não apenas verificar o ritmo da economia em meses anteriores, mas também serve para projetar o que deve acontecer nos próximos. Pode parecer um indicador abstrato, mas a verdade é que diversas atividades do dia a dia ajudam a impulsionar o produto ou puxá-lo para baixo. O G1 explica logo mais.

Pezão preso

Pezão é o primeiro governador do estado do RJ preso no exercício do mandato

Pezão é o primeiro governador do estado do RJ preso no exercício do mandato

A partir de 1º de janeiro, o atual governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, preso ontem, deixará o cargo, e, com isso, perderá o foro privilegiado. Mas o que acontece então? Seu caso deve ir para a 1ª instância e pode ir para as mãos do juiz Marcelo Bretas. Entenda.

13º salário

Pagamento do 13º salário deve injetar mais de R$ 210 bilhões na economia em 2018 — Foto: Reprodução

Pagamento do 13º salário deve injetar mais de R$ 210 bilhões na economia em 2018 — Foto: Reprodução

Termina hoje o prazo para que as empresas paguem aos seus funcionários o adiantamento da primeira parcela do 13º salário. A segunda parcela, por sua vez, precisa ser depositada na conta dos trabalhadores até o dia 20 de dezembro. Mas o que acontece quando as empresas atrasam o benefíicio? No ano passado, 2.588 empresas foram multadas e 3.655 autos de infração foram lavrados por atrasos no 13º.

Curtas e Rápidas:

A banda L7 — Foto: Divulgação

A banda L7 — Foto: Divulgação

Previsão do tempo

Previsão do tempo com Maria Júlia Coutinho

Previsão do tempo com Maria Júlia Coutinho

Fonte: G1

Paulo Guedes se aproxima de Renan em jantar secreto

O futuro superministro da Economia, Paulo Guedes, começou a se aproximar de Renan Calheiros. A convite de Guedes, os dois jantaram na terça-feira em Brasília. Um amigo em comum intermediou o petit comité, mantido até então sob sigilo pelos dois protagonistas. Renan disse a interlocutores que saiu impressionado. E brincou que a partir de agora será liberal com relação a Chicago, em referência à escola de Guedes, e conservador em relação a Curitiba, terra de Sérgio Moro. O futuro ministro também disse a amigos que aprovou o encontro.

Na mesa. Ao longo da noite, Guedes e Renan conversaram sobre o novo modelo de governabilidade que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, deseja impor, sem toma lá, dá cá, e a necessidade de desvincular o orçamento da União.

Novos amigos. O ministro contou para Renan que a ideia é desvincular R$ 1,5 trilhão do orçamento para cuidar de saúde, educação e obras de infraestrutura. Foi aconselhado a procurar mais senadores para abrir o diálogo e garantir apoio.

Nos detalhes. Renan Calheiros, que apoiou todos os presidentes da República na redemocratização, tem discurso pronto para sua aproximação com a gestão Bolsonaro. Diz que os dois têm afinidade. Ambos têm filhos chamados Renan.

COLUNA DO ESTADÃO

Comments

Polícia descobre plano do PCC para assassinar ex-secretário da Segurança

A cúpula do Primeiro Comando da Capital (PCC) planeja assassinar o ex-secretário da segurança Pública Antonio Ferreira Pinto para ameaçar o governo de São Paulo, com o objetivo de impedir a transferência de líderes da facção criminosa de penitenciárias estaduais para o sistema prisional federal.

O plano para matar o ex-secretário foi descoberto há cerca de 20 dias quando comunicações entre integrantes da organização foram detectadas pela Polícia Militar. Desde então, Ferreira Pinto está sob proteção policial. Procurador de Justiça, ele havia dirigido a secretaria entre 2009 e 2012 – antes foi secretário da Administração Penitenciária de 2006 a 2009.

A Segurança Pública não revelou quantos homens estão fazendo a proteção do secretário. Também não informou se outras autoridades estão sob a mira da facção. A escolha de Ferreira Pinto como alvo é simbólica.

Foi ele quem decidiu pela primeira vez enviar ao sistema prisional federal líderes da facção envolvidos em assassinatos de agentes públicos em São Paulo.

Para lá foram Roberto Soriano, o Tiriça, e Francisco Antônio Cesário da Silva, o Piauí. Em 2016, foi a vez de o Estado mandar para o sistema federal outro líder do grupo: Abel Pacheco de Andrade, o Vida Loka, sob a acusação de ele ter ordenado a rebelião no Centro de Detenção de São José dos Campos.

Na semana passada, parte do segundo escalão do PCC teve a transferência a prisões federais deferida pela Justiça com base em dados da Operação Echelon, em que o Ministério Público Estadual investigou a atuação da chamada Sintonia dos Estados e outros países, setor responsável pelo controle da facção fora de São Paulo. O grupo era acusado de ordenar dezenas de homicídios de bandidos rivais e atentados contra agentes penitenciários federais.

Outro pedido de transferência da cúpula da facção está sendo preparado pelo Ministério público Estadual, que quer mandar o líder máximo do PCC, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, para o sistema federal. Nas unidades mantidas pela União, de segurança máxima, estão os chefes das demais facções do País – a única exceção é Marcola. A decisão de mandá-lo ao sistema federal enfrenta resistência dentro do governo do Estado. A atual gestão da Segurança Pública acredita poder controlar melhor a facção se a cúpula do PCC continuar no sistema prisional paulista.

Planos

 O atentado contra Ferreira Pinto não é o primeiro plano terrorista que estava sendo preparado pela facção e foi descoberto pela polícia este ano. Antes do 1.º turno das eleições, a Polícia Federal havia interceptado comunicações da cúpula do PCC. As gravações mostravam que os bandidos planejavam ações contra autoridades, órgãos públicos e integrantes do sistema penitenciário federal. O motivo era a suspensão de visitas íntimas de membros das organizações criminosas detidos nas penitenciárias federais.

Depois, no início de outubro, nova ameaça foi descoberta: o plano de resgate de parte da cúpula da facção, detida na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, na região oeste de São Paulo. É lá que está presa a cúpula do PCC. Temendo endurecimento no tratamento após a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, os bandidos teriam contratado mercenários para atacar a prisão e retirar Marcola de lá. O grupo usaria um avião para levar o bandido ao exterior, provavelmente a Bolívia.

Para impedir isso a Segurança Pública fechou a pista do aeroporto de Presidente Venceslau e enviou à cidade homens das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) e do Comando de Operações Especiais (COE). Especialistas em salvamento em selvas e em luta antiguerrilha, homens do COE levaram metralhadoras MAG, de calibre 7,62 mm, para proteger o perímetro da prisão, além de blindados da tropa de choque. No começo do mês, a Rota detectou o sobrevoo de um drone na área e o perseguiu. A prisão continua cercada pela tropa de choque.

ESTADÃO CONTEÚDO

Comments

Palocci fecha 2ª delação com a PF e cita políticos com foro privilegiado

O ex-ministro Antonio Palocci fechou acordo de delação premiada com a Polícia Federal (PF), em Brasília, sobre fatos relacionados à Operação Greenfield, que investiga fraudes em fundos de pensão, crimes contra o sistema financeiro e políticos com foro privilegiado no âmbito da Petrobras.

A informação foi confirmada pela RPC, afiliada da TV Globo no Paraná. Essa delação, sob sigilo, foi homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, em 28 de outubro deste ano.

Foram 23 depoimentos que retratam a atuação de uma suposta organização criminosa no governo federal e também crimes envolvendo o sistema financeiro nacional.

O ex-ministro dos governos petistas também deu informações sobre a atuação supostamente criminosa dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff em fundos de pensão.

Palocci já responde pelas supostas fraudes nos fundos na Operação Greenfield, que está na Justiça Federal, em Brasília.

O que dizem os citados

O Partido dos Trabalhadores (PT) afirmou que Palocci mentiu sobre Lula e Dilma para sair da prisão e gozar os milhões que acumulou, enquanto Lula permanece preso sem ter, segundo o partido, cometido crime nenhum.

A assessoria de Dilma rejeitou as afirmações de Palocci, classificadas como mentiras. Afirmou que o ex-ministro buscava a liberdade e que não apresentou nenhuma prova.

A defesa do ex-presidente disse que Lula não cometeu qualquer ato ilícito antes, durante ou após exercer o cargo, que as afirmações de Palocci contra ele são mentirosas e que foram realizadas para que o ex-ministro pudesse obter benefícios com a Justiça.

Lava Jato: primeira delação

O ex-ministro fechou o primeiro acordo de delação – que também está sob sigilo – no âmbito da Operação Lava Jato, em março deste ano. O acordo dele é diferente de outros da operação.

Além de ter sido firmado com a PF e não com o Ministério Público Federal (MPF), essa delação tem escopo específico. Conforme o termo, Palocci deve prestar informações sobre cinco investigações.

O acordo foi homologado pelo desembargador federal João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), relator dos casos da Operação Lava Jato, em 22 de junho.

Em 1º de outubro, o então juiz federal Sergio Moro liberou trechos da delação de Palocci. Devido ao acordo, o ex-ministro teve a pena reduzida de 12 anos e 2 meses para 9 anos e 10 meses. Ele vai cumprir em prisão domiciliar.

G1

Comments

Prazo para aditamento do Fies é prorrogado

O prazo para aditamento de renovação dos contratos do Novo Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) foi prorrogado para dia 28 de dezembro de 2018. Até o momento, cerca de 70% dos estudantes já concluíram ou iniciaram o processo de aditamento. Os procedimentos devem ser feitos por meio da página eletrônica do financiamento.

O estudante que precisar alterar informações no contrato, como a troca de fiador, deve comparecer a uma agência da Caixa. Nesse caso específico, o aluno deverá comparecer com o novo fiador e apresentar os novos documentos comprobatórios.

O Fies concede financiamento em instituições privadas de ensino superior. O novo Fies, lançado no ano passado, tem modalidades de acordo com a renda familiar.

A modalidade Fies tem juro zero para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos. Nesse caso, o financiamento mínimo é de 50% do curso, enquanto o limite máximo semestral é de R$ 42 mil.

A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre 3 e 5 salários mínimos. Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito que pode ser um banco privado ou fundos constitucionais e de desenvolvimento.

Agência Brasil

TEM QUE MANTER ISSO AI: Governador do RIO preso tem café com leite e pão com manteiga no café da manhã em unidade prisional da PM

Resultado de imagem para pezão tomando café da manha

O cardápio do café da manhã do governador Luiz Fernando, na manhã desta sexta-feira (29), na unidade prisional da Polícia Militar, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, é bem mais simples que o do dia anterior, servido em bandejas por garçons do Palácio Laranjeiras.

Na manhã desta sexta, Pezão teve à disposição café com leite e pão com manteiga, que é posto no rancho (refeitório do quartel) e onde os presos precisam se servir.

Na manhã de quinta-feira (28), quando os agentes da Polícia Federal chegaram ao Palácio Laranjeiras e surpreenderam o governador com a ordem de prisão, ele pediu que os policiais esperassem para que ele pudesse tomar o café da manhã.

G1/RJ

Fonte: Blog do BG

LOCAIS

E O DISCURSO DE CAMPANHA? Fátima vai ter que aumentar alíquota previdenciária dos servidores públicos

Resultado de imagem para FÁTIMA BEZERRA SERVIDORES
FOTO JOSÉ ALDENIR

 

O BlogdoBG conversou com três pessoas ligadas a transição da Senadora Fátima Bezerra nesta quinta-feira, as três falaram que não vão ter como fugir de aumento de alíquota previdenciária já nos primeiros dias de gestão. O Rombo em 2018 vai ser na casa de 1 bilhão e 300 milhões de reais na previdência estadual e para os próximos quatro anos se nada for feito ultrapassará os 6 bilhões de reais ficando impossível do estado cobrir.

O Governador Robinson Faria tentou e não conseguiu no início deste ano o aumento junto a assembleia legislativa, Fátima deverá conseguir se tentar fazer de imediato e se tiver com uma interlocução boa com a assembleia.

A alíquota hoje no RN é uma das mais baixas do Brasil, 11%. Segundo nossas fontes o aumento teria que ser no mínimo para 14% ou 15% a parte recolhida do servidor.

Concretizando essa medida necessária, Fátima já vai começar sua gesta se contradizendo com o que defendeu em praça pública na campanha, que não faria nenhuma medida em sua gestão para trazer prejuízos para o servidor público.

A senadora começou a sentir que entre o discurso e a pratica de governar a distância é longa.

Fonte: Blog do BG

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu