PRIMEIRAS NOTÍCIAS DESTA QUARTA-FEIRA

18 de julho, quarta-feira

Bom dia! Aqui estão os principais assuntos para você começar o dia bem-informado.

Por G1

 

Os ‘javalis selvagens’ falam ao mundo. Uma semana após a conclusão do resgate, os 12 meninos e o técnico de futebol que estavam presos em uma caverna na Tailândia devem ter alta do hospital e vão falar com a imprensa internacional. Em Brasília, começa oficialmente o recesso na Câmara e no Senado, uma prévia de um semestre esvaziado no Congresso antes das eleições. A comissão de plantão, montada para resolver questões urgentes durante as férias, terá entre os integrantes dois deputados condenados. As projeções para o PIB pioram após a greve dos caminhoneiros. E como atuava na web o ‘Dr. Bumbum’, procurado pela polícia após a morte de uma paciente. Leia hoje no G1:

INTERNACIONAIS

Entrevista dos ‘javalis’

No Hospital Chiang Rai Prachanukroh, em Chiang Rai, os 12 meninos resgatados posam para foto com um desenho de Samarn Kunan, ex-mergulhador da Marinha tailandesa que morreu trabalhando para resgatá-los (Foto: Chiang Rai Prachanukroh Hospital AND Ministry of Public Health/Handout via REUTERS )

No Hospital Chiang Rai Prachanukroh, em Chiang Rai, os 12 meninos resgatados posam para foto com um desenho de Samarn Kunan, ex-mergulhador da Marinha tailandesa que morreu trabalhando para resgatá-los (Foto: Chiang Rai Prachanukroh Hospital AND Ministry of Public Health/Handout via REUTERS )

Os 12 meninos e o técnico do time de futebol “Javalis Selvagens” dão, nesta quarta-feira, a primeira entrevista desde o resgate de dentro de uma caverna na Tailândia. A coletiva de imprensa ocorre no mesmo dia em que eles devem receber alta do hospital. As perguntas terão de passar por aprovação prévia de um psicólogo. Se aprovados, os questionamentos serão feitos por um mediador escolhido para a entrevista.

NACIONAIS

Pausa no Congresso

Os deputados Celso Jacob (esq.) e João Rodrigues (dir.) (Foto: Alex Ferreira e Antonio Augusto/Câmara dos Deputados)

Os deputados Celso Jacob (esq.) e João Rodrigues (dir.) (Foto: Alex Ferreira e Antonio Augusto/Câmara dos Deputados)

Após o recesso parlamentar que começa hoje, a Câmara dos Deputados e o Senado vão reduzir o número de sessões de votação no 2º semestre porque deputados e senadores vão se dedicar à campanha eleitoral nos estados. A Comissão Representativa do Congresso, que responde pelo Poder Legislativo durante o recesso parlamentar nas questões urgentes no período – entre esta quarta e dia 31 -, terá entre os integrantes os deputados João Rodrigues (PSD-SC) e Celso Jacob (MDB-RJ), condenados pela Justiça. Eles chegaram a ser presos, mas atualmente estão autorizados a exercer o mandato parlamentar na Câmara em razão de decisões judiciais.

A greve não acabou

A greve dos caminhoneiros impactou fortemente os indicadores econômicos dos meses de maio e junho. Além dos efeitos nesses meses, as revisões de projeções do crescimento para este ano indicam que os prejuízos da greve à economia devem se estender além dos 21 dias em que os caminhoneiros ficaram parados. O G1 explica.

Operador do MDB

Lúcio Funaro desembarcou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), nesta terça-feira (19) (Foto: Helen Sacconi/EPTV)
Lúcio Funaro desembarcou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), nesta terça-feira (19) (Foto: Helen Sacconi/EPTV)

Justiça Federal de Barueri determinou o bloqueio de bens de Lucio Bolonha Funaro, no valor de R$ R$ 94.594.498,89. O bloqueio partiu de pedido da Fazenda Nacional, da União. Cabe recurso. Delator da Lava Jato preso em junho de 2016, ele é apontado como operador de propinas do MDB. Funaro cumpre prisão domiciliar em fazenda particular de Vargem Grande do Sul, no interior de São Paulo.

Como atuava o ‘Dr. Bumbum’?

Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum (Foto: Reprodução/Instagram)

Denis Cesar Barros Furtado, o Dr. Bumbum (Foto: Reprodução/Instagram)

Na web, Doutor Bumbum citava ética e se via perseguido pelo conselho de medicina por ‘inovar’. Denis Furtado teve a prisão decretada pela Justiça, suspeito de causar a morte de uma paciente após um procedimento estético realizado em sua residência.

Morte em parque aquático

Será sepultado hoje em Sorocaba, no interior de São Paulo, o radialista Ricardo José Hilário Silva, de 43 anos, que morreu em acidente em um toboágua do Beach Park, em Fortaleza. No Ceará, o G1 segue acompanhando as invtigações. O parque aquático vai rebrir hoje

Olha que legal

Integrantes do coral Mulheres Livres, formado por ex-presidiárias estrangeiras (Foto: Celso Tavares / G1)

Integrantes do coral Mulheres Livres, formado por ex-presidiárias estrangeiras (Foto: Celso Tavares / G1)

Mulheres descobrem talento musical em coral na prisão e tentam refazer a vida fora dela por meio da música. Presas por tráfico de drogas, seis sul-africanas e duas malaias participaram de projeto da USP na penitenciária feminina de São Paulo e, desde que saíram, se reúnem no coral Mulheres Livres para compartilhar o talento que descobriram no cárcere: cantar.

Fonte: G1

 

Bolsonaro deve anunciar general como vice nesta quarta-feira

Foto Michel Filho / Agência O Globo – Michel Filho / Agência O Globo

O deputado federal Jair Bolsonaro, pré-candidato à Presidência pelo PSL, deve oficializar o seu vice nesta quarta-feira. Em visita ao município paulista de Registro, nesta terça-feira, o político prometeu anunciar um militar para compor a sua chapa, de acordo com o deputado federal Major Olímpio, que o acompanha na viagem.

LEIA: Acusado de votar com o PT, Bolsonaro destaca protesto contra mensalão

Com o fim das negociações com o PR, o general da reserva Augusto Heleno Ribeiro Pereira (PRP) é o nome que deve ser confirmado. O militar é o responsável pelo programa de governo de Bolsonaro na área de segurança pública. A conveção do PSL está marcada para o próximo domingo, dia 22, no Rio de Janeiro.

 Em entrevista ao GLOBO hoje, o general disse que está pronto para a função.

 

— O Bolsonaro prometeu que vai anunciar o vice amanhã e disse que será um general. Deve mesmo ser confirmado o General Heleno — disse Major Olímpio, presidente do PSL em São Paulo.

Mesmo na reserva, Heleno ainda é uma liderança no Exército. Ele ficou mais conhecido do público em geral em 2004, após assumir o cargo de comandante das Forças de Paz da ONU no Haiti. De volta ao Brasil, trabalhou no Alto Comando do Exército, antes de ser nomeado comandante militar da Amazônia, em 2008, no governo Lula. Na época, entrou em choque com o governo petista por causa da demarcação da resserva indígena Raposa Serra do Sol.

Em 2014, já na reserva, criticou o ofício enviado pelo Ministro da Defesa, Celso Amorim, à Comissão Nacional da Verdade (CNV) reconhecendo que as Forças Armadas praticaram tortura. Para Heleno, as Forças Armadas não devem admitir e nem pedir desculpas por violações aos direitos humanos durante a ditadura militar.

Depois da recusa do senador Magno Malta (PR) em ser vice de Bolsonaro, as conversas com o PR foram encerradas diante das exigências do chefe da legenda, Valdemar Costa Neto, que queria que aliança se estendesse para a eleição proporcional no Rio e em São Paulo. A intenção de Costa Neto era que, com a coligação com o partido de Bolsonaro, o PR aumentasse sua bancada, elegendo um número maior de parlamentares.

— Isso está fora de cogitação. Em São Paulo, o (deputado federal) Eduardo Bolsonaro será um grande puxador de votos. Muitas pessoas votarão apenas na legenda por causa do (Jair) Bolsonaro. Não vamos abrir mão de eleger mais deputados do PSL com uma coligação com o PR — justificou Major Olímpio.

Nesta terça-feira, Bolsonaro visitou muncípios do Vale do Ribeira, onde foi criado em Eldorado Paulista. Pela manhã, o pré-candidato esteve em Miracatu, onde visitou um irmão, e depois em Registro se encontrou com uma irmã e participou de uma reunião comerciantes locais. À noite, o parlamentar se reunirá com produtores de banana na cidade de Sete Barras.

O GLOBO

Dólar fecha abaixo de R$ 3,85 e Bovespa sobe pelo quarto dia seguido

 

 

Notícias favoráveis da economia norte-americana com indicações de que a taxa de juros do Federal Reserve (FED), Banco Central dos Estados Unidos, não subirão como o esperado, colaboraram para queda de 0,49% do dólar comercial, cotado hoje (17) a R$ 3,8460 para venda.

O cenário externa otimista também repercutiu no fechamento do pregão da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). O índice B3 (principal da Bovespa) fechou em alta de 1,93%, com 78.130 pontos, representando o maior nas últimas seis semanas e o quarto pregão seguido de valorização.

As ações das grandes empresas seguiram a mesma tendência, com Petrobras (+2,29%), Itau (+1,96%) e Vale (+1,40%).

Agência Brasil

Fonte: Blog do BG

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu