PONTO DE VISTA: SANEAMENTO NÃO DÁ VOTO, POR ISSO NÃO É TRATADO COM SERIEDADE

Caro(a) leitor(a),

O saneamento básico nas cidades brasileiras nunca mereceu a devida atenção justamente porque, como é algo que fica enterrado e ninguém vê, não dá voto e o que importa para a maioria dos nossos políticos é se eleger e se manter no poder para tirar proveito próprio e enriquecer ilicitamente. O que acabei de afirmar, não é nenhuma novidade para a maioria dos eleitores brasileiros. O que essa maioria de cidadãos não sabe é que os países mais desenvolvidos do mundo para chegar onde estão começaram agindo pelo saneamento básico, pois ao contrário do que muita gente pensa, ou seja, que a educação é a prioridade zero para se conquistar o desenvolvimento pleno de uma sociedade, só se consegue investir na educação se antes se investir no saneamento básico. O fato é que, através do saneamento básico se consegue trazer saúde para a população, através da erradicação de doenças infecto-contagiosas que dizimam a população infantil e/ou as debilitam ao ponto de não poderem frequentar a escola. Desta forma a mortalidade infantil e a evasão escolar são reduzidas substancialmente. O outro fator importantíssimo é que com uma cidade saneada o governo economiza muitos recursos com a saúde e com isso pode aplicá-los na educação. 

No nosso paupérrimo estado do RN, felizmente, pelo menos uma coisa boa foi feita, herança do governo Rosalba Ciarlini. Hoje temos a cidade de Natal totalmente saneada e a cidade de Mossoró também está a caminho. Até onde sei temos mais uma cidade totalmente saneada, Serra Negra do Norte. Esse diferencial será notado em alguns anos. Mas ainda é muito pouco num Estado com 167 municípios.

QUINTA, 27/12/2018, 09:44

Saúde em Foco – Luis Fernando Correia

Um país que não trata o saneamento básico com a devida seriedade

Apesar de muitas discussões durante a campanha eleitoral, o assunto saneamento básico passou bem longe dos debates entre os candidatos. Existe uma crença no Brasil de que obra debaixo da terra não traz voto, porque não aparece. Mas a história é muito séria. No país, em 2016, 100 milhões de pessoas não tinham coleta de esgoto. E outras 35 milhões viviam sem água tratada. Isso leva a uma série de doenças que poderiam ser evitadas.

Brasil vai mal em ranking de saneamento básico. Foto: Reprodução/PxHere (Crédito: )Brasil vai mal em ranking de saneamento básico. Foto: Reprodução/PxHere

Fonte: CBN

Deixe uma resposta

Fechar Menu