PONTO DE VISTA: ESTÁ NA HORA DE ALGUM MINISTRO DO STF SER IMPEDIDO PARA MORALIZAR O NOSSO JUDICIÁRIO

PONTO DE VISTA

Caro(a) leitor(a),

No país de DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS um cidadão, que na ocasião já não era mais um cidadão qualquer e sim um ministro do STF, de cara lavada, numa palestra para a calourada 2014 da USP, confessa, com ar de brincadeira, que apoiou um roubo de processo quando atuava na advocacia. Na ocasião a imprensa, a grande mídia não publicou nem uma nota de roda pé  sobre o assunto! Por quê será hein?

Ou no entender dessa turma isso só é crime quando é praticado pelos agentes públicos da direita?

Claro que isso é um crime e um crime e um crime inafiançável, pois o delituoso confessou publicamente. Mas como para essa turma os fins justificam os meios, vale tudo para se alcançar um determinado objetivo, inclusive roubar.

Essa coisa de dois pesos e duas medidas precisa acabar nesse país e todos os brasileiros passarem a ser tratados da mesma forma, sem distinção de cor, classe social ou nível intelectual.

Esse crime é muito grave, principalmente quando se trata de um ministro do STF. Por isso vale o pedido de Impeachment que o Dr. Modesto Carvalhosa está impetrando nesta segunda-feira. Vamos torcer para que desta vez esse pedido encontre eco no Congresso Nacional e ele diga a que veio.

Toffoli confessa “roubo” de processo, quando atuava na advocacia (Veja o Vídeo)

A revelação da má conduta é feita pelo próprio magistrado.

O atual Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) confessa que certa feita, para impedir o despejo de invasores de uma propriedade em São Paulo, apoiou o “roubo” de um processo e assim conseguiu evitar o cumprimento de uma medida liminar.

Dias Toffoli revelou a história com extrema naturalidade, em 2014, quando palestrava na USP.

O episódio demonstra, no mínimo, a má índole do cidadão que preside a mais alta Corte do país.

Aliás, será que um sujeito com esta mentalidade pode continuar no STF?

Nesta segunda-feira (11) o jurista Modesto Carvalhosa apresenta o pedido de impeachment.

E que venha a Lava Toga.

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Deixe uma resposta

Fechar Menu