PONTO DE VISTA: ESTÁ NA HORA DE ACABAR COM AS MORDOMIAS, REGALIAS E DISTRIBUIR ESSE DINHEIRO PARA QUEM PRECISA

Caro leitor(a),

Até quando vamos continuar indignados com os desmandos, exageros e abusos protagonizados pelos atores principais da vida política e judiciária brasileira? Até quando esses travestidos de toga e colarinho branco vão continuar tirando sarro da nossa cara?

Existe um paradoxo impressionante na cultura deste país. É incrível como essas pessoas podem usar, abusar, transgredir em nome da constituição enquanto as consequências dos seus atos provoca falta de medicamentos nos hospitais, pessoas morrendo nos corredores por falta de atendimento médico, pessoas sendo assassinadas a torto e a direito por falta de estrutura, equipamentos e recursos para prover policiamento e segurança para o cidadão e fica tudo por isso mesmo. Mas quando um cara como Bolsonaro fala que vai fazer justiça, ou melhor, vai fazer a justiça funcionar de verdade ele é tachado de ditador, da ultra direita, de fascista, provocador da violência e outras coisas terríveis. Todos esses paramentados acham que os seus aumentos salariais não têm nada a ver com o aumento de violência ou da pobreza. É muito cinismo e hipocrisia.

Espero que esse novo governo de Bolsonaro comece a faxina e a mudança que deve e tem que ocorrer antes que esse país vá pro buraco. 

Força Bolsonaro, vá em frente! O Brasil está com você!

Esse é o insuportável “Brasil das regalias” que Bolsonaro vai governar!

Uma viagem de quatro dias em Nova York. Nada menos do que isso foi o que alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ganharam para participar de um seminário da Fundação Getúlio Vargas (FGV), poucos dias antes de obterem o seu “aumento salarial”, como informado em “O Antagonista”.

O Plaza Athénée, um dos hotéis mais caros da cidade, a duas quadras do famoso Central Park, recebeu Gilmar Mendes e sua mulher. E, inclusive, uma selecionada comitiva da qual Dias Toffoli participou.

Em resumo, além do auxílio-moradia, nossos ministros são beneficiados com o “auxílio-Plaza Athenée”, e, em sentido mais amplo, com o “auxílio-Nova York”.

Uma regalia como poucas, diga-se de passagem, para aqueles que já vêm sendo tão privilegiados, neste país, onde a corrupção, as desigualdades, e a impunidade, – causada até mesmo pela “soltura indevida de criminosos”, – são “escancaradas”.

Só resta, agora, a cada um dos que participaram de tão gratificante viagem, aguardar que seus salários “engordem ainda mais”, conforme recente decisão do Senado, a ser confirmada pelo presidente Temer, que condicionou a concessão do criticado aumento à retirada do “auxílio-moradia”.

“Penalidade mínima”, por sinal, principalmente para alguns que vêm “abusando de sua autoridade máxima”.

Ao que tudo indica, portanto, tudo vai acabar bem para os nossos “viajantes” e outros que ficarão mais felizes. Mesmo ao custo do injusto e inaceitável “efeito cascata” que essa “felicidade financeira”, obtida por “imposição”, irá provocar.

“Quanto ao povo… quem se importa? Que o povo se dane!”, demonstra pensar esse grupo de insaciáveis representantes do nosso Judiciário. Sejam “supremos” ou não.

L. Oliver

Redatora e escritora, com diversos prêmios literários, e autora de projetos de conscientização para o aumento da qualidade das sociedades brasileira e global. Participa do grupo Empresários Associados Brasil, que identifica empresas e profissionais em busca da excelência em produtos e serviços no país e no Exterior. Criou e administra o grupo “Você tem poder para mudar o Brasil e o mundo”, de incentivo à população no combate à corrupção. https://www.facebook.com/groups/1639067269500775/?ref=aymt_homepage_panel

Deixe uma resposta

Fechar Menu