CIÊNCIA: O 10º PLANETA DO NOSSO SISTEMA SOLAR, NIBIRU, EXISTE MESMO!

No meu livro Eu Cósmico falo sobre um planeta chamado Nibiru. A princípio trata-se de um planeta identificado pelos Sumérios que viveram aqui há 6 mil anos. Transcrevo abaixo trecho do meu livro em que trato deste assunto:

“Os Sumérios tinham convicção de que existe um planeta chamado Nibiru, que é dono de uma órbita totalmente diferente dos demais planetas do nosso Sistema Solar, e que faz um circuito tão grande, que dura 3.600 anos para completar a trajetória. Se eles acertaram quanto à existência desses planetas, do material de que eles são feitos, da órbita de cada um, por que iriam errar quanto à existência de um planeta a mais? E se ele tem uma órbita tão grande assim, explica-se o fato de ainda não o termos encontrado.

Garotas, se vocês já acham isso estranho, preparem-se para o mais bizarro: Os sumérios não só sabiam da existência do tal planeta Nibiru, como desenhavam sua órbita, e eram categóricos ao afirmarem que neste planeta vivem os Anunnakis, seres altamente inteligentes e considerados deuses por aquele povo. Segundo eles, Nibiru “visita a Terra” a cada 3.600 anos, e quando isso acontece, ocorrem eventos cataclísmicos na Terra, e usaram como exemplo o dilúvio. Na verdade, é deles o mais antigo registro do dilúvio! Então vejam as coincidências: os Maias tinham um calendário que se resumia em vários ciclos, e o seu maior era um ciclo de 3.600 anos. Os babilônios falavam de um planeta chamado de Marduck e os gnósticos acreditam num apocalipse causado por um planeta chamado Hercóbulos. Depois de toda essa polêmica, os cientistas consideram-no um planeta ainda não confirmado, e o chamam de Planeta X. Então, todo esse conhecimento avançado dos sumérios é entendido por alguns estudiosos como uma interferência extraterrestre e em que eu, pessoalmente, acredito também, pois não se concebe uma civilização tão antiga saber de tantas coisas que a humanidade só veio descobrir no século passado”.

O tempo passou e agora os cientistas começam a falar mais abertamente sobre esse planeta. Veja o vídeo abaixo e pasmem!

Deixe uma resposta

Fechar Menu