ANÁLISE POLÍTICA: MAIS UMA EXCELENTE ANÁLISE DO COMENTARISTA CAIO COPPOLLA DA JOVEM PAN

NA ANÁLISE POLÍTICA desta quarta-feira publico aqui mais uma extraordinária análise do comentarista político da Jovem Pan, Caio Coppolla, sobre a peça de alegações finais da defesa do meliante Lula da Silva. Uma peça de mais de 1600 páginas sem conteúdo algu, Uma vergonha jurídica. Assistam ao vídeo e veja que beleza de argumentação.

Comentarista não se contém e sarcasticamente “parabeniza” os advogados de Lula (Veja o Vídeo)

Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estão de ‘parabéns’ na opinião do comentarista Caio Coppolla da Rádio Jovem Pan. Não pela defesa técnica, mas pela torpeza.

Cristiano Zanin e sua trupe de mais nove causídicos conseguiram escrever 1643 páginas numa petição de Alegações Finais do processo do Sítio de Atibaia, sem dizer absolutamente “nada”, ou pelo menos algo que pudesse ser aproveitado em benefício do cliente.

Um documento imprestável, sem nenhuma consistência e juridicamente pobre, onde predominam ataques ao juiz que atuou na causa (na realidade, o ex-juiz Sérgio Moro), ao atual presidente da República e, pasmem, a própria juíza que deverá julgar o caso, Gabriela Hardt, algo inédito na advocacia criminal, advogados atacando a juíza da ação, provável prolatora da sentença, de maneira desrespeitosa e infame.

A atitude é demonstração inequívoca de que a defesa de Lula, diante de um arsenal de provas que demonstram a sua atuação criminosa, age buscando gerar fatos para expor a questão politicamente, sem qualquer preocupação com a questão técnica.

A rigor, não são ‘advogados’, são patéticos ativistas políticos.

Veja o vídeo:

da Redação

Fonte: Jornal da Cidade On Line

Deixe uma resposta

Fechar Menu